Política - Lula em RO - Notícias
« 1 ... 1035 1036 1037 (1038) 1039 1040 1041 ... 1069 »
Política : Lula em RO
Enviado por alexandre em 09/08/2010 16:36:59



Valverde recepciona o Presidente Lula em Porto Velho na sexta-feira, dia 13

O Presidente Lula, em visita a Porto Velho na próxima sexta-feira, dia 13/08, será recepcionado pelo candidato a governador Eduardo Valverde e pelo candidato a vice, Cleiton Roque, da coligação “Rondônia Melhor Para Todos – PT/PSB”.

Com essa visita a Rondônia, Lula confirma o apoio à candidatura de Valverde ao governo do Estado e de Fátima Cleide à reeleição para o Senado, conforme orientação do próprio Presidente, em reunião que também contou com a participação do prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho.

Quando da definição das candidaturas a governador e a senador, o Presidente Lua disse que a eleição de Eduardo Valverde para o governo de Rondônia é a melhor opção para iniciar no Estado a transformação que já toma conta do país.

“Temos o apoio do companheiro Lula e da companheira Dilma, e temos os melhores projetos para transformar Rondônia em um lugar melhor para todos. Estamos percorrendo todo o Estado e discutindo com a população o nosso plano de governo participativo. Esse encontro que teremos com o Presidente Lula será de grande importância para integrar ainda mais essa parceria”, disse Valverde.

O Presidente Lula deverá chegar em Porto Velho na sexta-feira, por volta de meio dia, e ficará toda a tarde na Capital Rondoniense, na companhia de Valverde, Fátima Cleide, Roberto Sobrinho e dos petistas rondonienses.

Autor: Assessoria

Política : Eleições 2010
Enviado por alexandre em 09/08/2010 16:26:44



Cahulla continua maratona de campanha no Vale do Jamari

Assessoria

Nesta terça-feira (10) a caravana da verdade, comandada pelo candidato a governador João Cahulla dá continuidade a sua agenda de campanha em Buritis, onde será realizado um grande comício, ás 20 horas, iniciando uma série de atividades na região do Vale do Jamari, programadas para toda esta semana. Cahulla estará acompanhado de seu candidato a vice-governador, Tiziu Jidalias, do candidato ao Senado, Ivo Cassol, de candidatos a deputado federal e estadual da coligação Avança Rondônia.
“É uma campanha de pés no chão, de olho no olho dos eleitores, ouvindo as reivindicações, as sugestões e as demandas da população. Por onde temos passado, são inúmeras manifestações de apoio que recebemos o que comprova que Rondônia quer avançar ainda mais e sabe como fazer isso”, disse Cahulla.
A agenda de atividades começará em Buritis e segue pelas cidades de Campo Novo de Rondônia, Monte Negro, Rio Crespo e Alto Paraíso, todos na região do Vale do Jamari. “Meu candidato a vice-governador, Tiziu Jidalias, é de Ariquemes, na região do Vale do Jamari. Não apenas na região, mas de todo o Estado, Tiziu vai estar presente e trabalhando lado a lado comigo para fazermos uma Rondônia cada vez mais pujante”, completou.
Buritis vai receber as propostas de Cahulla e dos candidatos da Avança Rondônia, com foco na responsabilidade administrativa, no fortalecimento da agropecuária, na geração de empregos e em avanços na educação, saúde e segurança. “É de conhecimento público que determinei que em meu palanque está terminantemente proibido que qualquer candidato faça promessas que não poderá cumprir. Conhecemos a administração pública, sabemos das dificuldades e dos desafios. Temos a capacidade e a determinação de trabalhar e por isso sabemos das nossas prioridades e das possibilidades de realização”, finalizou Cahulla.

Política : Susto
Enviado por alexandre em 08/08/2010 00:24:06



Avião que conduzia Tiziu Jidalias e Melki e Natan Donadon faz pouso forçado na BR-364

Os candidatos a vice governador, Tiziu Jidalias, e a senador, Melki Donadon, além do deputado federal Natan Donadon, o assessor do deputado Tiziu, Ezequias Miranda e o piloto Vanderlei Guimarães passaram por um grande susto na tarde deste sábado, quando o avião monomotor Corisco que os conduzia sofreu uma pane de motor, parando de funcionar a cerca de 1500 metros de altura, minutos após decolar de Ariquemes em direção à Vilhena, onde cumpririam compromisso de campanha.

Com muita habilidade o piloto conseguiu controlar a aeronave e fez um pouso forçado sem tocar em nenhum veículo em plena BR-364, próximo à Fazenda Nova Vida, no município de Jaru.

Os passageiros, embora muito assustados, nada sofreram, e após o pouso retiraram a aeronave da rodovia para o acostamento e foram socorridos pela equipe de segurança do governador João Cahulla, que coincidentemente vinha em direção contrária, retornando de Cerejeiras para Porto Velho, e foram os primeiros a chegar no local onde a aeronave estava estacionada.

Todos os ocupantes foram conduzidos em segurança de volta a Ariquemes em perfeitas condições de saúde, e na noite deste sábado Tiziu Jidalias, Melki Donadon e o assessor Ezequias foram a Machadinho D’Oeste visitar a exposição local, acompanhando Ivo Cassol, João Cahulla e o deputado estadual Neodi de Oliveira, que recepcionou a todos no parque de exposição.



O curioso da história é que Ivo Cassol soube do incidente com o avião durante o vôo que o conduzia de Cacoal para Machadinho, através do rádio da aeronave em que viajava. Preocupado com a situação que seus companheiros enfrentava, Cassol só se tranqüilizou quando ouviu que o avião havia pousado em segurança e que todos estavam bem e abandonando a aeronave.

Segundo o piloto a aeronave encontrava-se em perfeitas condições de vôo, com todas as revisões em dia, e não apresentou nenhum sinal de pane antes da parada do motor, que ocorreu repentinamente. Para o deputado Tiziu Jidalias, candidato a vice-governador, foi um momento de grande provação.

“Naqueles momentos de angústia eu só pensei em minha família e pedi a Deus que nos poupasse com vida. Foi um grande susto, mas estamos todos bem e vamos continuar nossa caminhada rumo à vitória”, disse ele ao chegar em Machadinho e se encontrar com Cassol, Cahulla e Neodi.

Política : Carlos Magno
Enviado por alexandre em 07/08/2010 10:16:51



Setor primário é prioridade de Carlos Magno


Agricultura, pecuária e meio ambiente são as principais bandeiras empunhadas pelo candidato a deputado federal Carlos Magno, da coligação Avança Rondônia, o progresso não pode parar (PP, PPS, PV, PTB, PSDC, PMN, PHS, PTN, PRP e PSL) na reunião da noite de sexta-feira, 6, no Saloon do Parque de Exposições Hermínio Victorelli, em Ji-Paraná.

“Com pouco mais de trinta anos em Rondônia eu conheço com bastante propriedade as necessidades do Estado no setor primário e estou apto a representar os rondonienses na Câmara dos Deputados, em Brasília”, discursou Carlos Magno a centenas de amigos, ao apresentar a trajetória dele na vida pública.

Carlos Magno, segundo o discurso, quer ser deputado federal para representar Rondônia da mesma maneira que já representou a sociedade em outros mandatos eletivos, com seriedade, respeito e, acima de tudo, com responsabilidade.

Amigo de Ji-Paraná

“Há anos não conquisto só eleitores, mas amigos”, frisou o candidato, fazendo referência à reunião que foi idealizada e organizada por amigos de Ji-Paraná.”Tenho identificação com a cidade e com todo o Estado. Falo com orgulho porque sinto a receptividade por onde passo”, avalia a popularidade que o credenciou a ser candidato a deputado federal.

Segundo Carlos Magno, se eleito, o mandato não se restringirá ao setor primário. “Somos sabedores da importância de melhorar as áreas da saúde, educação e segurança. Vamos trabalhar muito para uma qualidade de vida melhor para as pessoas”.

Fonte Assessoria

Política : Fichas imundas
Enviado por alexandre em 06/08/2010 15:45:33



TRE e MPF fazem balanço dos julgamentos

A Lei Complementar 135/2010, conhecida como “Lei do Ficha Limpa” barrou a candidatura de 21 políticos em Rondônia, entre eles, o ex-governador Ivo Cassol, que concorre a uma vaga ao Senado e o ex-senador Expedito Júnior, que está na disputa pelo governo do Estado. O ex-prefeito de Porto Velho, Carlinhos Camurça, os irmãos Marcos, Melki e Natan Donadon e o ex-deputado estadual Ronilton Capixaba também tiveram seus registros indeferidos.

De acordo com o desembargador Rowilson Teixeira, vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), “a intenção do TRE é que 100% das candidaturas fossem deferidas, mas a mudança na legislação e os julgamentos mais criteriosos resultaram no indeferimento de 70 candidaturas”.

Ele destacou ainda que o Tribunal Regional Eleitoral conseguiu cumprir o prazo da legislação, que previa até o dia 5 de agosto para que os julgamentos de pedidos de registro fossem concluídos, “alguns tribunais do Brasil não conseguiram cumprir essa meta. Aqui, nossos juízes estavam sobrecarregados, mas conseguiram concluir a tempo o que determina a lei”.

O balanço dos julgamentos foi feito na manhã desta sexta-feira em entrevista à imprensa no auditório do TRE.

Além do desembargador Rowilson Teixeira, o Procurador Regional Eleitoral, Heitor Alves Soares, que também estava presente, fez um balanço das impugnações apresentadas pela Procuradoria Regional Eleitoral, “com base na Lei Complementar 135/2010, a Lei do Ficha Limpa, apresentamos um total de 24 pedidos de impugnação.

Destes, três renunciaram, Paulo Moraes, que teve um condenação por abuso de poder econômico, Francisco Sales, que teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União quando foi prefeito de Ariquemes e Oldemar Antônio Fortes, conhecido como Gaúcho do Cujubim, que teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado.

Os demais pedidos de impugnação seguiram a mesma linha, os candidatos tinham condenações por colegiado e adotamos o que determina a lei”, explicou o Procurador.

Ivo Cassol – Ao ser questionado sobre as alegações do ex-governador Ivo Cassol, que a Procuradoria o persegue, Heitor Aves declarou que “não existe perseguição, o que existe é uma nova legislação que foi aplicada. No caso do ex-governador, ele possui uma condenação colegiada, portanto, pela lei, é considerado inelegível”.

Em relação ao candidato Expedito Júnior, o procurador declarou que o mesmo ainda está recorrendo de um processo no Supremo Tribunal Federal, portanto ainda não foi transitado em julgado e ele também está inelegível, de acordo com o que determina a lei. Ele também tem outro processo que também está em grau de recurso”, explicou Heitor Alves.

Candidatos sub júdice: As seguintes candidaturas foram negadas com base nas impugnações referentes a Lei Complementar nº 135/2010:
Altamiro Souza da Silva – Contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado quando era prefeito de Alto Paraíso.

Augustinho Pastore – Contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado em relação a Câmara de Vilhena.

Carlinhos Camurça - – Contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União quando era presidente do PPB.

Carlão de Oliveira - – Condenação no Tribunal de Justiça por formação de quadrilha, concussão e corrupção passiva.

Daniela Amorim – condenação por improbidade administrativa.
Ernandes Amorim – condenação por improbidade administrativa.
Expedito Júnior – condenação por abuso de poder econômico.
Irandir de Oliveira – condenação por improbidade administrativa.
Ivo Cassol – Condenação por abuso de poder econômico e abuso de poder político.
Jair Miotto – condenação por compra de votos.
João Ricardo Gerolomo Mendonça (Kaká Mendonça ) – condenação por crime contra a administração pública e improbidade administrativa.
José Guedes – condenação e contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União mquando era prefeito de Porto Velho.
Marcos Donadon – Condenação por formação de quadrilha e improbidade administrativa.
Marlon Donadon – Condenação por abuso de poder político e econômico.
Melki Donadon – Condenação por improbidade administrativa, crime ambiental, contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União quando era prefeito de Colorado do Oeste e abuso de poder econômico.
Natan Donadon – Condenação por improbidade administrativa.
Ronilton Capixaba - Condenação por conduta proibida (propaganda institucional irregular).
Samuel Marques – Contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União quando era delegado regional do trabalho.
Sueli Aragão – condenação por improbidade administrativa.
Val Ferreira – condenação por abuso de poder econômico e político.
Zulmira Senhora de Brito – condenação por improbidade administrativa.
Renunciaram – Paulo Moraes, Oldemar Fortes e Francisco Sales.
Números:
491 registros foram julgados, 475 candidatos com 24 renúncias e 378 deferimentos. 16 partidos e coligações estão na disputa. 70 pedidos de registro foram indeferidos.

« 1 ... 1035 1036 1037 (1038) 1039 1040 1041 ... 1069 »