Política - CIDADANIA - Notícias
(1) 2 3 4 ... 1106 »
Política : CIDADANIA
Enviado por alexandre em 22/01/2021 09:05:31


Idosos ensinam o que é cidadania aos gestores públicos











Por Fernando Castilho

Hilda Cândida da Silva, idosa de 108 anos de Rio das Flores (RJ), abriu mão de ser uma das primeiras vacinadas contra a Covid-19 na sua comunidade. Quando a equipe de enfermagem esteve na casa dela para aplicar a vacina ela disse “não” e deixou claro que o motivo não foi por medo, mas sim, pela generosidade de pensar no próximo.

Em São José do Egito, Paulo Jucá,(foto) secretário de Saúde, “furou a fila” e recebeu a vacina sem fazer parte dos grupos prioritários. Na foi um gesto isolado. No município de Itabi (SE), o prefeito Júnior de Amynthas (DEM), de 46 anos, recebeu uma das 31 doses do imunizante que foram destinadas para a região.

No município de Pombal (PB), Abmael de Sousa Lacerda, conhecido como Dr. Verissinho (MDB), prefeito do município furou a fila e se vacinou. Também em Candiba (BA), o prefeito Reginaldo Prado (PSD), mesmo sem fazer parte do grupo prioritário se vacinou. Em Natal, o prefeito Álvaro Dias (PSDB), só não se vacinou após a reação, ele anunciou a desistência.

A família de Dona Hilda, deve estar sentindo um orgulho imenso pelo gesto de altruísmo de sua matriarca. Na sua comunidade, ela e outras cinco idosas estavam relacionadas para receber a Coronavac. Mas apenas ela abdicou da proteção.

O gesto da centenária brasileira nos remete a pergunta: E o que deve estar sentido, hoje, a família de Paulo Jucá, Júnior de Amynthas e Dr. Verissinho? Assim como a família de Álvaro Dias pela fraqueza de comportamento ao tentar se beneficiar de uma vacina quando não tinham o direito, agora?

Talvez suas esposas, filhos e apoiadores até encontrem justificativa para o gesto desses digníssimos “fura-las”. No meio de tanta corrupção perpetrada por políticos essa decisão talvez até seja comemorada no clã familiar. Um pequeno delito como esse? O que há de grave? Podem se justificar.

Mas a questão continua perturbadora: se esse tipo de político é capaz de passar na frente de uma pessoa em uma crise sanitária, o que não será capaz de fazer com o dinheiro do contribuinte. Clique aqui e confira a matéria na íntegra.

Política : AO ATAQUE
Enviado por alexandre em 22/01/2021 08:43:45

"Bonner vem mentir com aquela cara de pastel",diz Bolsonaro

Em sua live semanal, presidente criticou o apresentador da Globo por falar das relações do Brasil com Índia e China

Presidente Jair Bolsonaro em sua live semanal Foto: Reprodução

Em sua tradicional live pelas redes sociais desta quinta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer críticas à imprensa brasileira e acusou o apresentador William Bonner, do Jornal Nacional (JN) da TV Globo, de “mentir” sobre o relacionamento do Brasil com Índia e China.

O presidente estava ao lado do ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Ele abordou o assunto mostrando um áudio de Bonner criticando o governo por “minar” as relações com os indianos e chineses. Bolsonaro desmentiu a informação.

Leia também1 Advogado que "caluniou Jair Bolsonaro" é intimado pela PF
2 Presidente Bolsonaro: "Todo mundo me culpa; tudo sou eu"
3 Bolsonaro diz que Tarcísio é o ministro mais importante
4 Bolsonaro celebra liberação de vacinas da Covid-19 pela Índia
5 Bolsonaro: 'Não permitiremos venda de terras a estrangeiros'

– Segundo William Bonner, que ganha o dobro da Renata […] Pregam o tanto de igualdade […] Mas o William Bonner, dizendo no Jornal Nacional, que eu e Ernesto, nós, minamos o relacionamento com Índia e China. Primeira coisa: Agora, no final de janeiro, é o dia da república da Índia, e eles convidam todo ano apenas uma autoridade mundial. Quem foi convidado ano passado? Presidente Jair Bolsonaro – explicou.

O presidente informou que tem ótimo relacionamento com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e criticou William Bonner.

– Foi uma honraria sem precedentes! O interesse que o Modi tem no Brasil é o que nós também temos na Índia… Um excelente relacionamento. E nada mudou. O Bonner vem mentir no Jornal Nacional, com aquela cara de pastel dele, aquela cara de último a saber das coisas, dizendo que eu minei o relacionamento – criticou Bolsonaro.

Ele também falou sobre o bom relacionamento com os chineses.

– A questão da China é a mesma coisa […] Os números não mentem. Os números da nossa balança comercial com a China, o que nós vendemos, em especial o agronegócio, em 2019 foi maior [do que em] 2018. E [em] 2020, foi maior [do] que 2019. Não tem nenhum estremecimento […] No ano passado, final do ano, conversei com o [presidente da China] Xi Jinping, um outro assunto […] Eu não sou esse cara de falar e correr para a imprensa; muita coisa é reservada – ressaltou.

Bolsonaro, então, falou com Ernesto Araújo sobre as conversas com a China. O chanceler explicou a situação e devolveu a palavra a Bolsonaro.

– O problema, como o próprio embaixador [da China] disse, é burocrático. Não tem nada de político, como alguns falaram. Como Bonner falou, que nós minamos o relacionamento. Parem de mentir, pessoal, tomem vergonha na cara. Vocês atrapalham o Brasil. Eu tenho vergonha de vocês. Fazer um jornalismo dessa maneira – concluiu o presidente.


VEJA LIVE:https://pleno.news/brasil/politica-nacional/bonner-vem-mentir-no-jornal-nacional-com-aquela-cara-de-pastel-diz-bolsonaro.html



Política : EM DEFESA DO BB
Enviado por alexandre em 21/01/2021 09:11:18

Bolsonaro se comprometeu a "reagir" para não fechar agências do BB

O deputado federal Júlio Cesar (PSD-PI) afirmou que o presidente da República Jair Bolsonaro garantiu a ele uma reação para que o Banco do Brasil (BB) não feche nenhuma agência. O parlamentar esteve com o presidente no Palácio do Planalto e publicou em suas redes sociais vídeos sobre os temas tratados na reunião.

No vídeo sobre o banco, Júlio César se direciona “aos prefeito e ao povo do Piauí” e afirma que a instituição é do governo e que nos últimos anos o BB tem apresentado os melhores resultados.

Em 11 de janeiro, o Banco do Brasil apresentou ao mercado plano de desativação de 361 unidades ainda no primeiro semestre deste ano – sendo 112 agências, sete escritórios e 242 postos de atendimento.

O banco de capital misto anunciou também uma reorganização dos quadros e um Plano de Demissão Voluntária que deve atingir cerca de 5 mil funcionários.

Após o anúncio, organizações que representam funcionários do Banco do Brasil e do sistema bancário criticaram a decisão a empresa e criticaram a falta de transparência.  O presidente da Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (Anabb), Reinaldo Fujimoto, afirmou: “Em nenhum momento a diretoria do Banco do Brasil ouviu as entidades que representam os funcionários”.

A bancada do PT na Câmara também reagiu dizendo que fará “todos os esforços legais, jurídicos, legislativos e de mobilização social e política a fim de barrar a entrega do Banco do Brasil aos ‘tubarões’ do mercado financeiro”.

Segundo outro vídeo postado pelo deputado federal mostra que, além de Bolsonaro, participaram da reunião os ministros Eduardo Pazuello (Saúde), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).


Senadores petistas

Nas negociações que levaram ao apoio de Rodrigo Pacheco (DEM) para a presidência do Senado, o PT desistiu do seu pleito inicial, a prestigiada Comissão de Assuntos Sociais (CAS), em troca de dois outros colegiados: o de Direitos Humanos (CDH), que já comanda, e o de Meio Ambiente (CMA), que virou estratégica para o partido.

Os petistas enxergam na CMA um flanco poderoso com o qual podem fazer política pesada contra o governo Bolsonaro, especialmente no plano internacional.

Amazônia, queimadas, desmatamento, agrotóxicos, venda de madeira ilegal, índios, quilombolas e os reflexos da política do atual administração nas relações com a União Europeia e o novo governo Joe Biden nos Estados Unidos são temas que prometem ser bem explorados pela bancada do PT para meter pressão política sobre Bolsonaro e alguns de seus ministros, principalmente Ricardo Salles e Ernesto Araújo.

O principal cotado para o comando da comissão é Jaques Wagner (BA), ex-ministro da Defesa e da Casa Civil no governo Dilma.

Política : FARRA ADIADA
Enviado por alexandre em 21/01/2021 09:07:39

Suruba política dos prefeitos em Brasília é adiada para outubro

A XXIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios está marcada para os dias 4 a 7 de outubro deste ano. O evento, criado em 1998, não pôde acontecer em 2020 por conta da pandemia, mas manterá a tradição em defesa do movimento municipalista em 2021. 

A marcha é considerada a maior ação municipalista da América Latina. O objetivo do evento é reunir gestores de todo o País para discutir e encaminhar as principais pautas dos municípios. Na última edição, o evento reuniu mais de 9 mil participantes e contou com a presença de autoridades dos Três Poderes, do Tribunal de Contas da União e dos presidentes da República, da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. 

O anúncio da nova data foi realizado ao final do Seminário Novos Gestores, na última terça-feira, pelo presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Glademir Aroldi. A marcha tem na pauta mobilizações de pressões políticas em defesa dos diferentes interesses municipais, e conta com a participação de centenas de parlamentares, ministros e governadores.

RELEMBRE O CASO DO PREFEITO DE RONDÔNIA PELADO EM HOTEL DE BRASÍLIA -DF


Prefeito de Rondônia é flagrado nu em hotel de Brasília

Terça, 30 de Abril de 2019 - 11h31


Prefeito de Rondônia é flagrado nu em hotel de Brasília

Um prefeito de Rondônia foi flagrado andando completamente nu em um saguão de hotel de Brasília, segundo noticiou o site Metrópoles nesta terça-feira, que mostra ainda vídeo em que aparece o gestor de Tibagi (PR) recebendo sexo oral dentro do elevador do mesmo hotel.

De acordo com o site, o prefeito rondoniense protagonizou cenas que deixaram os hóspedes de um hotel, no Setor Hoteleiro Sul, estarrecidos. Ele foi flagrado pelas câmeras circulando completamente nu pelos corredores do hotel.

Na ocasião, o político deixou a suíte por volta das 4h e percorreu toda a extensão do corredor caminhando tranquilamente. Desorientado, ele entra no elevador social e aperta o andar térreo.

Bocejando, o prefeito olhou para as câmeras e desceu até o saguão. Ele acabou contido pelos funcionários do hotel e retornou ao elevador. O político, então, seguiu até o andar onde estava hospedado e voltou para o quarto.

No dia seguinte, ele “foi convidado” a se retirar do hotel pela administração-geral. Argumentou, aos gerentes, que havia cometido o erro de ingerir bebida alcoólica após tomar remédios para dormir. Em sua versão, relatada ao Metrópoles e confirmada por responsáveis pelo hotel, o prefeito mostrou os medicamentos. Assim, foi permitido que ficasse mais duas noites em suas acomodações.

Como neste caso existe uma brecha para que o incidente tenha sido provocado por uma reação ao uso de remédios controlados, a reportagem optou por não revelar a identidade do político.

Por telefone, a Associação dos Municípios de Rondônia (Arom) contestou a notícia sobre prefeito e diz que site de Brasília poder ter confundido Rondônia com Roraima. Disse ainda que nenhum dos prefeitos de Rondônia que foram ao evento em Brasília tem o biotipo semelhante ao da imagem mostrada. Confira a matéria no site Metrópoles.

Sexo oral

O nome oficial do evento é Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, mas, diante de flagrantes episódios de atentado violento ao pudor, a reunião anual bem que poderia se chamar Marcha da Sacanagem. Esta não será a primeira história de político que aproveita a vinda à capital federal, com tudo pago pelos cofres públicos, para cair na esbórnia. Mas certamente é uma das mais flagrantes evidências de que prefeitos, vereadores e assessores se valem da viagem ao DF para tirar o atraso da gandaia.

Com a presença de 5 mil participantes, a 22ª edição do evento, ocorrido entre os dias 8 e 11 de abril deste ano, deveria servir para discutir questões que influenciam o dia a dia dos municípios. No entanto, as câmeras de segurança de um dos hotéis do Setor Hoteleiro Sul, que abrigaram vários prefeitos inscritos no fórum, flagraram duas situações absolutamente inusitadas.

Sem pudor algum, o prefeito de Tibagi (PR), cidade de 20,5 mil habitantes a 1.261 quilômetros da capital federal, aproveitou o elevador para praticar sexo oral. As gravações mostram o momento exato em que Rildo Emanoel Leonardi (MDB) se relaciona com a mulher, supostamente uma garota de programa, que lhe acompanha no trajeto. O flagrante ocorreu na madrugada de 4 de abril, dias antes do início oficial do evento.

O vídeo mostra o prefeito abrindo os botões da calça e sorrindo para a garota de cabelos negros, que segura uma bolsa e um telefone celular.

A jovem se agacha enquanto acaricia o órgão genital do político. A ação cessa apenas quando as portas se abrem. O prefeito paranaense aperta as teclas do elevador para que as portas se fechassem e ele tivesse mais momentos de privacidade. Só que tudo estava sendo filmado. Depois de alguns instantes, ele abotoa a calça e os dois deixam o elevador.

No vídeo, é possível ver com clareza a relação sexual. O Metrópoles optou por preservar a identidade da moça, uma vez que não é ela quem exerce cargo público. O ato libidinoso ocorre em área comum a mais de 200 hóspedes, em estabelecimento que reúne, além dos visitantes, moradores.

À reportagem, o prefeito de Tibagi admitiu que participou de algumas “noitadas” em boates brasilienses durante o período em que esteve na capital por ocasião da marcha. No entanto, Rildo afirmou não se recordar dos “momentos quentes” dentro do elevador.

Segundo o prefeito, a marcha ocorreu há muitos dias. “Me lembro de ter ido a algumas boates e ter bebido, mas não me recordo de sexo oral com nenhuma mulher dentro de qualquer elevador”, disse.

Facada no prefeito
Há dois anos, Rildo Leonardi se envolveu em outra confusão. Em 16 de junho de 2017, ele foi esfaqueado pela então primeira-dama de Tibagi, Andreia Barreto Lima Leonardi.

A mulher foi presa por tentativa de homicídio ao querer se vingar de uma suposta traição. O crime ocorreu por volta das 4h. O prefeito foi atingido por uma facada no braço direito. Na época, a Polícia Civil não informou as circunstâncias em que a situação ocorrera.

Leonardi foi socorrido e levado inicialmente para um hospital da cidade. Ele passou por cirurgia e retornou ao trabalho dias depois.

Farra e prostituição
Em abril de 2016, o portal publicou matéria sobre a farra dos vereadores durante os dias da Marcha em Brasília. Ao longo de duas noites, a reportagem acompanhou a aventura dos políticos de outros estados no DF.

Três endereços principais abrigaram os participantes do evento: os setores hoteleiros Sul e Norte e o Setor de Clubes Esportivos Norte. Os parlamentares não perderam tempo e se ambientaram rapidamente, em casas de massagem, bares com prostituição camuflada e prostíbulos de luxo em pleno coração da capital federal.

O detalhe nada republicano disso tudo é que a diversão dos excelentíssimos vereadores foi paga pelos municípios de origem. Somente com inscrição naquela época, os parlamentares gastaram quase R$ 700 mil. A hospedagem em hotéis luxuosos e alimentação entram nessa conta, paga pelo contribuinte.

Política : BRASIL & EUA
Enviado por alexandre em 21/01/2021 08:34:05

Bolsonaro cumprimenta e envia carta para Joe Biden
Nesta quarta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro cumprimentou em rede social o novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Ele também enviou uma carta ao democrata, reforçando que a relação do Brasil com os EUA é sólida e longa.

O presidente brasileiro citou a defesa da democracia e das liberdades individuais como elementos compartilhados entre os dois países.

– Para marcar essa data, enderecei carta ao Presidente dos EUA, Joe Biden, cumprimentando-o por sua posse e expondo minha visão de um excelente futuro para a parceria Brasil-EUA – escreveu o presidente em outra publicação.

Na carta, Bolsonaro diz ser grande admirador dos Estados Unidos e que, desde de que assumiu o poder no Brasil, passou a “corrigir” o que chamou de “equívocos de governos brasileiros anteriores”, que, segundo o presidente, afastaram o Brasil dos EUA.

Leia também1 Doria sobre Joe Biden: 'Retomada de valores democráticos'
2 EUA: Biden quer anular medidas de Trump já nos primeiros dias
3 Maia e Alcolumbre felicitam Joe Biden e Kamala Harris por posse
4 Donald Trump manteve tradição e deixou carta para Joe Biden
5 MPF cobra Twitter por classificar post da Saúde como 'enganoso'

Joe Biden toma posse como 46° presidente dos Estados Unidos

Processo foi marcado por muitas discussões e discordâncias sobre o resultado eleitoral


O democrata Joe Biden tomou posse, nesta quarta-feira (20), como o 46° presidente dos Estados Unidos. A vice-presidente, Kamala Harris, também foi empossada em Washington, D.C, e se tornou a primeira mulher a assumir o cargo.

O juramento de Biden, que sacramentou a posse segundo os ritos norte-americanos, foi administrado pelo presidente da Suprema Corte, John Roberts. Já Kamala teve o juramento administrado pela juíza da Suprema Corte Sonia Sotomayor. O hino nacional dos Estados Unidos foi executado pela cantora pop Lady Gaga, amiga do político.

Leia também1 Janaína Paschoal dispara: "Segui o Mandetta e quase morri"
2 Suicídios no Japão aumentam 16% na segunda onda da Covid
3 Suspeita de bomba! Suprema Corte dos EUA é evacuada
4 "Voltaremos de alguma forma", diz Trump em último discurso
5 "Não quero essa vacina, estou partindo", diz idosa de 108 anos

Além de Gaga, a parte musical da cerimônia também ficou a cargo de Jennifer Lopez, que cantou a música “This land is our land”. Durante a apresentação, a cantora recitou em espanhol parte da “Pledge of Allegiance”, que é um juramento feito pelos americanos à bandeira em cerimônias cívicas.

Por fim, o cantor country Garth Brooks, entoou Amazing Grace. Escrita em 1772, poucos anos antes da Independência americana, a música é um hino sobre a salvação cristã muito entoado em cerimônias oficiais nos EUA.

DISCURSO DE POSSE
Nos primeiros minutos de seu discurso, o democrata convocou a população a se unir para derrotar desafios e prometeu governar tanto pelos que o apoiaram quanto pelos que não votaram nele.

– Vou lutar pelos que me apoiaram e pelos que não me apoiaram. Neste dia de janeiro, minha alma inteira está dedicada a unir nossa nação. Com união, podemos fazer grandes coisas. Podemos superar o vírus mortal – declarou o democrata.

O novo presidente dos Estados Unidos afirmou que fará combate “ao extremismo político, ao supremacismo branco e ao terrorismo doméstico”, os quais garantiu que derrotará.

Biden também afirmou que falta muito para “curar” as feridas do país, destacou que poucas vezes houve momentos na história tão difíceis como o atual e prometeu que o ataque ao Capitólio, ocorrido há duas semanas, não acontecerá novamente “nem hoje e nem amanhã”.

O processo político finalizado com a posse de Joe Biden nesta quarta foi marcada por muitas discussões e discordâncias. Ao longo de todo o período de certificação do nome do novo presidente, o ex-chefe de Estado americano, Donald Trump, questionou a legalidade do processo e chamou o resultado de “fraude”.

*Com informações das agências EFE e Estadão

(1) 2 3 4 ... 1106 »