Política - INVESTIMENTO ALTO - Notícias
(1) 2 3 4 ... 437 »
Política : INVESTIMENTO ALTO
Enviado por alexandre em 27/11/2014 11:19:27


Confúcio pagou o voto mais caro para ser reeleito governador de Rondônia

Governador reeleito em Rondônia ‘pagou’ mais caro pelos votos que recebeu. Pimentel é governador que mais recebeu doações

confucio

Investimento alto

Confúcio Moura (PMDB-RO), que recentemente foi obrigado a depor à PF sobre um esquema de corrupção em licitações em Rondônia, é o governador eleito a “pagar” mais caro por cada voto. Reeleito com 419 928 votos, Moura declarou 17,5 milhões de reais em gastos na última prestação de contas ao TSE. Fazendo as contas, cada voto saiu por 41,6 reais.

O governador de Rondônia fechou as contas de sua campanha com uma dívida de 4 milhões de reais.

O segundo voto ‘mais caro’ foi o mato-grossense. Com despesas de 29,3 milhões de reais, Pedro Taques (PDT-MT) desembolsou 35 reais para convencer cada um dos 833 788 eleitores que o escolheram para governar o estado. Ele fechou as contas de sua campanha com uma dívida de 2,2 milhões de reais.

Já Tião Viana (PT-AC) foi o mais econômico: gastou 82 centavos por cada um dos 196 509 votos que recebeu. Viana também é o governador eleito mais modesto para gastar e arrecadar. Recebeu apenas 171 538 reais em doações, dos quais gastou 162 134 reais.

O maior agraciado com o dinheiro de doadores é um correligionário de Tião Viana. Fernando Pimentel (PT-MG) recebeu 53,4 milhões de reais.

Por Lauro Jardim

Política : CORRUPÇÃO
Enviado por alexandre em 26/11/2014 20:12:19


Governador monta rede de proteção

Corrupção no Governo Confúcio

Governador monta rede de proteção, intervém na Assembleia e faz deboche dos órgãos fiscalizadores

26112014-163801-abcfim.jpg
O presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Hermínio Coelho (PSD), disse nesta quarta-feira que o afastamento imediato do governador Confúcio Moura se faz necessário, diante dos fatos que estão sendo desencadeados após a realização da Operação Plateias. “Levado coercitivamente para depor na Polícia Federal, sendo apontado pelo Ministério Público Federal como o verdadeiro chefe de Organização Criminosa, o governador não se intimida e além de atacar e debochar dos órgãos federais fiscalizadores, também intervém diretamente nos trabalhos da Assembleia Legislativa”, afirmou o parlamentar. Segundo ele, uma rede de proteção foi montada para tentar desacreditar todo o trabalho investigativo realizado, comprovando o rombo nos cofres públicos.

De acordo com o deputado Hermínio Coelho, moradores do bairro do Triângulo, vítimas das enchentes do Rio Madeira, foram enganados por representantes do Governo. Foi repassada a informação de que caso o governador Confúcio Moura fosse afastado do cargo, eles não receberiam o auxílio social. Desta forma, um grupo expressivo de moradores compareceram ontem à sede da Assembleia Legislativa, protestando contra os parlamentares e defendendo a permanência do governador no cargo.

Para o presidente da ALE, o que ocorreu é uma forma de intimidação, de menosprezo ao Poder Legislativo, e um afronto ao Poder Judiciário. Outro fato apontado por ele, diz respeito a transferência de presos para outra unidade prisional sem o conhecimento do Poder Judiciário Federal, como ocorreu no caso do cunhado do governador e de seu secretário de Finanças. Além disso, os dois presos mesmo se encontrando em prisão temporária decretada pelo Superior Tribunal de Justiça, tiveram tratamento diferenciado e receberam visita do próprio secretário estadual de Justiça, além de gestores do Sistema Prisional.

DEBOCHE DO GOVERNADOR

O parlamentar também repudiou as recentes declarações do governador em entrevista à imprensa, na qual ataca os órgãos fiscalizadores, e diz que está sendo vítima de armação política. Para Hermínio Coelho, “este é um verdadeiro ataque, desrespeito e deboche ao Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Controladoria Geral da União e a Polícia Federal”.

Destacou o deputado Hermínio Coelho que diante da gravidade dos fatos levantados pela Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, e a Controladoria Geral da União, o governador deve efetivamente ser afastado para garantir inclusive que provas não sejam destruídas em órgãos governamentais, que conforme informações, vem acontecendo em alguns setores. “O governador solto é uma temeridade, certamente atrapalha as investigações por usar e abusar do poder, para intimidar e até mesmo interferir na abertura de processo na Assembleia Legislativa”, complementou.

Sobre a denúncia contra o governador Confúcio Moura, por crime de responsabilidade, formalizada na Assembleia Legislativa pelo servidor Edivaldo Coelho da Silva, o presidente da ALE lamentou a ausência de parlamentares nas sessões plenárias de terça-feira e quarta-feira, impedindo a leitura da denúncia. Para ele, foi uma manobra patrocinada pelo governador, e só demonstra mais uma vez o grau de periculosidade de Confúcio Moura. Na representação, o servidor denuncia o governador Confúcio Moura por crime de responsabilidade tipificado na Constituição do Estado, que prevê nos artigos 66 e 67 o afastamento do governador em casos como os investigados pela Polícia Federal, que constatou fraudes em licitações, direcionamento em contratações e superfaturamento em contratos, com o objetivo de beneficiar empresários e obter deles pagamento de propinas. Segundo a Polícia Federal, nos últimos quatro anos a Organização Criminosa – Orcrim, montada no Governo movimentou mais de R$ 1 bilhão.

Hermínio Coelho lamentou que mesmo diante das provas contundentes, robustas e irrefutáveis, apontando o desvio de recursos públicos, por meio de fraudes, direcionamento em licitação, pagamento de propinas, extorsão, superfaturamento de preços e outros crimes, uma autêntica “rede de proteção” está sendo montada para encobrir a verdade dos fatos, proteger criminosos, manter a impunidade, e garantir a esculhambação e a bandalheira no Governo Estadual.

Fonte: Ale/RO

Política : LASCOU-SE
Enviado por alexandre em 26/11/2014 20:02:45


Dos 24 deputados estaduais de RO 22, se venderam para Confúcio

Da reportagem do Tudorondonia

O fato da maioria dos deputados estaduais de Rondônia sequer aceitar tomar conhecimento oficial das denúncias contidas nos inquéritos da Operação Platéias tem uma explicação muito simples: quase todos tem o nome citado no esquema como beneficiário de alguma falcatrua.

Nesta segunda-feira, a maioria sumiu do plenário para não tomar conhecimento da denúncia pedindo o afastamento do governador Confúcio Moura (PMDB). Todos se fecharam na sala do deputado Eurípedes Lebrão, a quem já está assegurada a dretoria geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) a partir do ano que vem.

Segundo depoimento prestado na PF pelo ex-secretário adjunto de Saúde, José Batista da Silva, em 2011 o governador Confúcio Moura criou 800 cargos de CDS na Secretaria Estadual de Administração. Grande parte desses cargos foi destinada aos deputados estaduais, os mesmos que agora se recusam a analisar qualquer denúncia contra o governador. Na época, o loteamento desses cargos foi justificado como forma de o Governo conseguir aprovar projetos no balcão de negócios chamado Assembleia Legislativa.

Nesse loteamento do Governo, ordenado pelo próprio Confúcio, ficou acertado que cada deputado apresentaria uma lista de pessoas para ocuparem cargos comissionados no montante de até R$ 40 mil. Na época, Confúcio disse na imprensa que esses CDs seriam preenchidos por servidores estatutários, o que era mentira.

A ideia de criar os cargos e distribui-los aos deputados , no montante individual de R$ 40 mil, foi do governador.
Diante desse loteamento, a então secretária da Sead, vera Paixão, não concordou e foi exonerada pelo governador.
Cada deputado enviou então à Casa Civil uma relação de apaniguados que deveriam ser nomeados.

Somente cinco deputados estaduais não aceitaram o acordo (entre eles, Ribamar Araújo, Glaucione Neri e Neodi Oliveira). Somente um, Ribamar Araújo, não aceitou por convicção. Os demais já tinham negócios com o Governo e ficaram com medo de um escândalo envolvendo o loteamento de cargos para servidores fantasmas. Hermínio Coelho, que sempre fez oposição sistemática ao governador, não foi procurado para negociar.

Glaucione possui contrato de fornecimento de oxigênio hospitalar; Neodi tem seus interesses atendidos pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente.

Todos os servidores indicados pelos deputados e nomeados pelo governador nunca prestaram serviços ao Governo e viraram servidores fantasmas, a maioria recebendo até hoje.

De acordo com o depoimento de José Batista, o próprio governador determinou a terceirização de serviços no Governo para atender os parlamentares. Mas isso é uma outra história, que o Tudorondonia revela ainda hoje.

Política : RECONHECIMENTO
Enviado por alexandre em 26/11/2014 12:16:18


Empresário João Gonçalves é homenageado com a Ordem do Mérito Industrial em Brasília

O empresário jaruense João Gonçalves Filho (Grupo Irmãos Gonçalves) foi homenageado com a Ordem do Mérito Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta terça-feira (25) em Brasília. O prêmio destaca quem prestou relevantes serviços ao desenvolvimento econômico e social do País e a comenda foi conferida ao industrial por indicação da FIESC.

João Gonçalves é proprietário de um dos maiores frigoríficos da Região Norte, o Frigon, que além de abastecer a maioria dos estados brasileiros, exporta carne para diversos países. Ele também é dono da maior rede de supermercados do Estado e se destaca como o maior empregador de Rondônia.
Considerada a maior condecoração da indústria nacional, reconhece as contribuições dos empresários ao desenvolvimento da indústria. Os outros homenageados foram: Pedro Bittar, presidente do MGC (Movimento Goiás Competitivo), Cesar Virgílio Oliveira Gonçalves, Jorge Côrte Real (diretor secretário da CNI), Robson Braga de Andrade (presidente do Sinalimentos/AS), Antonio Georges Farah (presidente da CNI) e Getúlio Alberto de Souza (diretor presidente FACEPA).

HISTÓRIA

Criada em 1958 pela CNI para distinguir personalidades e instituições pelos relevantes serviços prestados à indústria e ao País, a Medalha da Ordem do Mérito Industrial foi instituída por inspiração do exemplo de pioneiros do setor produtivo que, com criatividade e visão de futuro, forjaram as bases do moderno parque industrial brasileiro. A exemplo da CNI, a Fieg instituiu, em 1968, seu Mérito Industrial, como reverência do segmento industrial a empresários e personalidades que se destacaram no cenário goiano.

Em Goiás, o Mérito Industrial já foi outorgado a 87 personalidades, dentre elas cinco ex-ministros de Estado e seis ex-governadores, o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, quando completou 100 anos, e a Organização Jaime Câmara, no meio século do Jornal O Popular.

Fonte: Anoticiamais

Autor: Flávio Afonso

João Gonçalves 5

A esposa Carmem e os filhos Ricardo e João prestigiaram o evento

João GonçalvesJoão Gonçalves 4 João Gonçalves 2 João Gonçalves 6

Política : MIRANTE DA SERRA
Enviado por alexandre em 25/11/2014 21:03:02


Ciretran de Mirante da Serra consolida o projeto educacional de trânsito nas escolas
A Circunscrição Regional de Trânsito – Ciretran do município de Mirante da Serra, tendo a frente o servidor do quadro do Detran/RO, Francisco Gregório, desenvolveu junto as escolas da rede pública e particular o projeto de Educação no Trânsito. O projeto que envolveu servidores do Ciretran, servidores da educação, alunos e entidades representativas que levaram ao conhecimento dos alunos o verdadeiro sentido de um trânsito humanizado.
De acordo com o chefe da Ciretran, Francisco Gregório o foco principal do programa é informar e instruir os estudantes acerca dos riscos e transtornos vivenciados no trânsito de nossa cidade.Orientar aos estudantes quanto à correta utilização da faixa de pedestres, a atenção ao sair da escola e na travessia das ruas, bem como todas as demais situações de trânsito no cotidiano das cidades.
A sensibilização, por meio de palestras e atividades lúdicas desenvolvidas por profissionais especializados na área possibilitou um aprendizado que certamente os alunos serão agentes multiplicadores.

“Estamos todos imbuídos na tentativa de levar à consciência dos pedestres a importância de um trânsito mais seguro e humanizado”, disse Francisco Gregório que fez questão de agradecer em nome dos professores: Valdenir Tavares, diretor da Escola Estadual Migrantes, Daniel Cabreira e Zildinete Martins, pelo apoio incondicional para que o projeto tivesse o êxito alcançado.
Exibindo DSC00784.JPG
Exibindo DSC02764.JPG
Exibindo PA310178.JPG
Exibindo PA310218.JPG

ASSESSORIA

(1) 2 3 4 ... 437 »