Política - PONTUANDO - Notícias
(1) 2 3 4 ... 747 »
Política : PONTUANDO
Enviado por alexandre em 25/05/2018 08:53:44

Só Bolsonaro ganhou com a paralisação

Mensagens de apoio à greve dos caminhoneiros circularam nesta quinta-feira (24) em grupos de WhatsApp que reúnem apoiadores do pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL).

“Se puderem, mudem a foto de perfil de vocês por 24 horas”, pregavam diferentes apoiadores de Bolsonaro que compartilharam um desenho de um caminhão azul com a hashtag #SomosTodosCaminhoneiros.

Publicitários que trabalham para campanhas ao Planalto admitem que só Bolsonaro ganhou com o crescimento das paralisações. Eles dizem ter notado que, ao longo desta quinta (24), mensagens relacionadas à greve foram ganhando conotações diversas, inclusive de protesto contra a corrupção.(Folha Painel)


Política : DESTACANDO
Enviado por alexandre em 24/05/2018 22:38:12


Marcelino Tenório destaca que setor produtivo vive bom momento porque não negocia com poder público
Parlamentar chamou Lei da Licitação de perversa e repudiou empresas que fornecem produtos sem qualidade

Em seu pronunciamento na Sessão Itinerante da ALE na 7ª Rondônia Rural Show, o deputado Marcelino Tenório (PRP), destacou que o setor produtivo está dando certo no Brasil, graças ao trabalhador rural, aos pequenos, médios e grandes produtores. "Simplesmente, porque é um segmento que não faz negociação com o setor público, não se corrompe e por isso está dando certo, por isso vai crescer sempre", declarou o deputado.

Marcelino Tenório citou como exemplo a indústria da construção civil, que tem como maior cliente o poder público. Segundo Marcelino Tenório, este é um setor onde a corrupção começa de profissionais, servidores públicos concursados, responsáveis pelos projetos que chegam até os empresários, que só conseguem vencer as licitações, porque são corrompidos.

O deputado defendeu que em casos que o Ministério Público ou a Polícia Federal precisam intervir com investigações, é preciso entender que superfaturamento de obra não é de responsabilidade de prefeito ou governador.

"Tem que prender quem elabora o projeto, seja o engenheiro, o técnico responsável, porque é ali que a corrupção começa ali que os valores são ultrapassados. Cabe aos prefeitos, governador, colocar o plano em execução, mas são servidores concursados os responsáveis pela elaboração do plano", enfatizou Marcelino. O parlamentar ressaltou a necessidade da Câmara Federal e do Congresso Nacional se posicionarem para que a lei seja mudada, pois segundo ele, só assim será possível construir um Brasil diferente.

Marcelino Tenório também criticou a Lei de Licitação a qual chamou de "perversa". Segundo o deputado, empresas vencedoras de licitações entregam produtos de péssimas qualidade às prefeituras. "É um absurdo permitir que o dinheiro público seja disponibilizado para comprar o que não presta para os trabalhadores rurais, por exemplo", concluiu o deputado ao se referir em investimentos altos em maquinários agrícolas de baixa qualidade e sem durabilidade.

decom

Política : RONDÔNIA
Enviado por alexandre em 24/05/2018 01:15:14

O rigor das leis ambientais impede o crecimento econômico no estado de Rondônia

O rigor das leis ambientais impede o crecimento econômico no estado de Rondônia

É inegável que o Brasil sofre pressão das nações desenvolvidas para manter a Amazônia conservada, que não querem que usemos as riquezas aqui existentes para no futuro elas usarem. Além de nada ter feito para conservar o meio ambiente que lá existia, continuam em seu processo de industrialização e consumismo. Querem impor as questões ambientais para o terceiro mundo, sem demonstrar a mesma preocupação interna.

As questões ambientais são apenas pano de fundo, que priva os brasileiros, priva nossos filhos, marginaliza o homem do campo responsável pela produção de alimentos, do uso dos recursos naturais para que no futuro as nações poderosas o explore. Vão comprar de nós por uma bagatela ou vão roubar com a conivência de muitos agentes públicos ou vão tomar a força. Aliás, isso já está acontecendo. Esta é a realidade nua e crua.

Infelizmente uma parte das autoridades brasileiras sucube-se em um mar de corrupção e vende o próprio País sem nenhuma preocupação com o povo. Se quiserem a conservação da Amazônia deveriam pagar por isso e os valores teriam que chegar ao bolso da população que aqui vive. É inadmissível que as questões amazônicas sejam discutidas sem a participação dos homens e mulheres que aqui vivem.

Vejamos o caso do Município de Guajará-Mirim, onde existem dezoito reservas ambientais ocupando 90, 633% do território daquele Município sem que àquela população tenha nenhuma contrapartida por isso. Aliás, pode observar que as reservas indígenas só são criadas em lugares que tem algum tipo significativo de riquezas, na maioria minérios nobres. Portanto o argumento de que as reservas indígenas são para manter o índio no seu ambiente natural é uma falácia. Elas servem sim é para esconder, guardar, conservar, riquezas para no futuro ser exploradas por outros povos. O índio quer mesmo é roupa de marca, celular, carro. Ele quer e merece tudo que o branco tem.

O Estado de Rondônia ainda é o que é em termos de agricultura e pecuária graças à força de sua gente que veio de todas as partes do Brasil para desbravar esta terra e torná-la produtiva. Mas infelizmente podemos viver um retrocesso, pois os órgãos embientais que deveriam ser parceiros, orientando, assessorando, tratam o produtor rural como criminosos. Só sabem multar, ameaçar.

O trabalhador rural que gera alimentos, o empresário que gera emprego e renda, ao chegar a um órgão ambiental para tirar uma licença ou outro documento qualquer, deveria ser recebido com um tapete vermelho, e não com chá de banco e com o mau humor de muitos agentes públicos. Estas ambientalistas exacerbadas tratam o trabalhador do campo como criminoso, mas quer comer arroz, feijão, picanha, filé etc.

Os próximos senadores e deputados federais, principalmente representando os Estados amazônicos, não podem ser meros figurantes, devem assumir a sena principal na defesa desta população o do desenvolvimento.

Autor / Fonte: Por : Agnaldo Nepomuceno

Política : TSE DECIDE
Enviado por alexandre em 22/05/2018 23:55:11

Partidos devem assegurar verba para candidaturas femininas
Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta terça-feira (22/5) que os recursos do Fundo Partidário destinados aos partidos políticos devem ser distribuídos igualitariamente entre candidaturas de homens e mulheres. Segundo o tribunal, pelo menos 30% da verba deve seguir para financiamento de campanhas com candidaturas femininas. Pela decisão, o tempo de propaganda eleitoral no rádio e TV também deverá ter a mesma divisão.

A questão foi decidida por meio de uma consulta levada ao TSE pelas senadoras Gleisi Hoffmann (PT-PR), Vanessa Graziotin (PCdoB-AM) e outras parlamentares. Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em março, julgou inconstitucional a limitação ao financiamento de candidaturas femininas na política, as parlamentares pediram ao TSE a aplicação do entendimento na Justiça Eleitoral.


Ao votar sobre a questão, a relatora do caso, ministra Rosa Weber disse que a Justiça Eleitoral sempre estimulou ações afirmativas para aumentar a participação das mulheres na política.



Além de defender a igualdade na distribuição de recursos, Rosa Weber citou dados segundo os quais o Brasil tem cerca de 10% de representação feminina na Câmara dos Deputados e 14% no Senado. De acordo com a ministra, esses números são inferiores em relação a Parlamentos de países que restringem a participação da mulher na sociedade, como Afeganistão, Iraque, Paquistão, Arábia Saudita e Nigéria.

“Em virtude do princípio [constitucional] da igualdade, não pode o partido político criar distinções na distribuição desses recursos, exclusivamente baseado no gênero”, afirmou Weber, que conduzirá o TSE durante as eleições 2018.

Em março, o STF considerou inconstitucional regra da Lei 13.165/2015, conhecida como minirreforma eleitoral, na qual ficou limitada a transferência de recursos do Fundo Partidário para financiar as campanhas de mulheres filiadas a partidos políticos.

DIÁRIO DO PODER

Política : DOUTOR MORO
Enviado por alexandre em 21/05/2018 10:29:59

Juiz Sérgio Moro é homenageado em universidade dos Estados Unidos
Ele é doutor honoris causa da Universidade de Notre Dame
O juiz federal Sergio Moro recebeu, neste domingo, 20, o título de Doutor em Direito honoris causa pela Universidade de Notre Dame, nos Estados Unidos. Durante sua fala, o juiz brasileiro exaltou os feitos da Operação Lava Jato e citou, sem mencionar nomes, que a investigação foi capaz de julgar e condenar diversos empresários e políticos poderosos, dentre eles, um ex-presidente da República.

"Hoje, como resultado dessa investigação, mais de 157 pessoas foram condenadas por corrupção e lavagem de dinheiro, dentre eles empresários das maiores empresas de construção do País, executivos da Petrobras, parlamentares, um ex-governador, um ex-ministro da Fazenda, um ex-presidente da Câmara dos Deputados e até um ex-presidente", disse ele. E complementou: "Diferente do passado recente de impunidade."

Moro também disse que a população brasileira apoia a Lava Jato, como mostrou, segundo ele, uma pesquisa de abril deste ano, em que 84% dos consultados disseram que desejavam que a investigação continuasse. O juiz também afirmou que "milhões" de brasileiros saíram às ruas, desde 2016, para protestar contra a corrupção e a favor da Lava Jato.

"Nossos esforços valem a pena. Todos os brasileiros têm esperança de que, no fim, nós teremos uma economia forte e uma democracia com mais integridade e com uma melhor qualidade. Não queremos ser conhecidos como o País da propina, mas como uma forte e moderna democracia, com a regra da lei", disse, completando, que não sabe o que vai acontecer com o Brasil no futuro, mas que "construímos a chance" de viver em um País melhor.

Moro ainda aconselhou os formandos a "nunca desistir de uma boa causa" e a defender seus direitos e lutar pela democracia, sendo aplaudido em pé pelos alunos, professores, membros da universidade e parentes.

DIÁRIO DO PODER

(1) 2 3 4 ... 747 »