Regionais - Corpo carbonizado é encontrado dentro de porta mala de carro incendiado - Notícias
« 1 ... 3 4 5 (6) 7 8 9 ... 7084 »
Regionais : Corpo carbonizado é encontrado dentro de porta mala de carro incendiado
Enviado por alexandre em 19/09/2014 01:03:13

O corpo de uma pessoa, ainda não identificada, não sabendo precisar se é do sexo masculino ou feminino foi encontrado na tarde desta quinta-feira (18) na Linha do Ramal Lagoa do Sapo, distante cerca de 10 km de Porto Velho, na Estrada da Penal, onde o mesmo estava carbonizado no porta malas de um automóvel, modelo New Fiesta, de placa NCW 3307.
O corpo foi localizado por moradores da região, que avistaram o veículo em chamas. Agentes da Delegacia de Crimes Contra a Vida estiveram no local, porém devido à destruição total do carro não encontraram nenhum documento.
O local é conhecido pela polícia, pois há cerca de dois anos a jovem estudante Naiara Carine (19) foi encontrada morta embaixo de uma árvore, após ser estuprada. O corpo foi removido por uma equipe de peritos do Instituto Médico Legal (IML). O veículo será encaminhado a Delegacia de Homicídios.

Confira as fotos

Fonte: Rondoniaovivo

Regionais : Roberto tem 8 açőes na JF e contas reprovadas pelo TCE
Enviado por alexandre em 19/09/2014 01:00:40

Futuro de ex-prefeito está nas mãos da Câmara Municipal que, se não repetir a proeza da legislatura anterior, deixa Roberto fora da vida pública

Para entender

Quando os vereadores decidem reajustar seus vencimentos, eles precisam seguir algumas normas e principalmente, obedecer os critérios da impessoalidade, anterioridade e moralidade. Ou seja, a decisão tem que ser tomada antes do pleito eleitoral subsequente, sem saber se ele, vereador, vai estar integrando a próxima legislatura. É mais ou menos assim, antes da eleição eles tem que decidir, em sessão plenária, quanto será o reajuste da próxima legislatura. Isso evita, em tese, que eles legislem em causa própria. Esse dispotivo está na Constituição Federal, mais precisamente no Artigo 29 – VI que diz “o subsídio dos Vereadores será fixado pelas respectivas Câmaras Municipais em cada legislatura para a subseqüente”.

Pois bem

Os vereadores de Porto Velho, ainda no finalzinho da legislatura anterior, cerca de 30 a 40 dias antes das eleições, fizeram uma consulta ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre essa situação. Eles queriam aumentar o salário de R$ 7.430 para R$ 12.025. O Tribunal informou que o valor permitido por lei (60% do salário de deputado estadual) seria de R$ 9.190.48. Mesmo assim, eles teriam que fazer essa alteração antes das eleições, exatamente para não ferir os princípios da impessoalidade, anterioridade e moralidade. O então presidente, Eduardo Rodrigues compreendeu perfeitamente essa explicação.

Porém

Ao invés de seguir o que estabelece a legislação, eles decidiram pelo reajuste após a eleição, quando já se sabia quem estava eleito. E mais, eles alteraram a Lei Orgânica do município para permitir essa manobra inconstitucional. O TCE interviu  determinou a suspensão dos pagamentos. Eles então encontraram uma maneira de “compensar o prejuízo”, transformaram a diferença (de 7 para 12) em “verba indenizatória”, ou seja, continuam recebendo os mesmos R$ 12 mil. O Ministério Público averigua essa situação e em breve teremos movimento nessa panelada esperta.

Falando em vereadores

Foi entregue à Câmara Municipal e está sob a relatoria do vereador Jair Montes, as contas reprovadas pelo TCE do ex-prefeito Roberto Eduardo Sobrinho. Uma das mais graves falhas apontadas no parecer dos técnicos do Tribunal foi o descumprimento a regra de final de mandado, estabelecida pela Lei de Responsabilidade Fiscal que proíbe o aumento de despesas com pessoal nos 180 dias anteriores ao fim do mandato.

Segundo o TCE

“As contas do Chefe do Poder Executivo do Município de Porto Velho, relativas ao exercício de 2012, de responsabilidade do senhor Roberto Eduardo Sobrinho, à época prefeito municipal, não estão aptas a receberem aprovação por parte da Augusta Câmara Municipal de Porto Velho”.

Pois é

Se a atual legislatura não repetir a proeza da anterior que aprovou as contas reprovadas do ex-prefeito, Roberto pode concorrer normalmente (porque já passou o período de registros e impugnações) mas dificilmente assumirá algum cargo, caso seja eleito. Ele estará enquadrado na lei do ficha limpa e ficará inelegível por 8 anos. Vale lembrar que ação movida pelo Ministério Público Federal, que tramita na Justiça Federal, já determinou o bloqueio de bens de Roberto até o limite de R$ 2.057.124,25. A decisão, de julho do ano passado, determinou que fossem oficiados Cartórios de Registros de Imóveis, à Junta Comercial, ao Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN e demais órgãos pertinentes, inclusive o Banco Central para o bloqueio de transferência a terceiros de qualquer bem e valor em nome dele.

O ex-prefeito

Responde a 8 ações na Justiça Federal, sendo 5 de improbidade administrativa. Junto com Roberto, estão com bens indisponíveis e com mandados de penhora, no valor de mais de R$ 5 milhões, Israel Xavier Batista (ex-secretário de obras do PAC), sua adjunta Silvana Cavol Erbert, Valmir Queiroz de Medeiros, Leila Cristina Ferreira Rego, Robson Rodrigues da Silva e a empresa R. R. Serviços de Terceirização Ltda. De acordo com a justiça, juntos, eles causaram prejuízos ao erário no valor total de R$ 5.282.233,10 .

IBGE

Dados da da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do IBGE divulgados nesta quinta-feira trazem informações curiosas sobre o perfil atual da população brasileira. 49,2% dos brasileiros estão solteiros, 38,6% casados, 6,1 viúvos e 6,1 são divorcidados, desquitados ou separados judicialmente. A taxa de pessoas economicamente ativas (15 anos ou mais) era de 65,5%, em 2013. Isso indica estabilidade em relação a 2012 – o número era de 65,9%. O trabalho infantil (faixa entre 5 e 13 anos e proibido por lei) diminuiu de 561 mil crianças, em 2012, para 486 mil em 2013. A pesquisa mostrou também que apenas 2,7% da população possui telefone fixo, enquanto 53,1% possui somente celular. Porém, 92,7% conta com telefone. Já 98,8% dos entrevistados possuem um fogão em casa. Foram entrevistadas 362.555 pessoas em 1.100 municípios.

PEC 300

A candidata a deputada federal Scheilla Cassol declarou em reunião que pretende ter como uma das principais bandeiras a aprovação da PEC 300, no Congresso Nacional, que está tramitando desde 2009. Essa proposta equipara os salários dos PMs de todo o país com os de Brasília, os mais altos. Os estados que não tiverem condições de arcar com a despesa, serão ajudados pela União.

No Iperon

O presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron), Francisco Borges, foi nomeado pelo governador do estado, Confúcio Moura, como conselheiro do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia (Iperon). Além do juiz Francisco Borges, o servidor Antônio Andrade Filho compõe a cadeira destinada aos representantes do Poder Judiciário no Conselho, como suplente de Borges. Constituído em 2000, o Conselho de Administração do Iperon tem como objetivo aprovar a política e diretrizes de investimentos dos recursos do Fundo Previdenciário do Estado de Rondônia; além de participar, acompanhar e avaliar sistematicamente a gestão econômica e financeira dos recursos. A primeira ata registrada pelo Conselho é datada de 25 de fevereiro de 2003. Os conselheiros também têm como outras atribuições: determinar e realizar inspeções e auditorias quando aprovada pela maioria absoluta dos integrantes; homologar contratos, convênios, acordos e ajustes que atendam à finalidade do Iperon e aprovar critérios para aquisição, cessão, doação, permuta ou locação dos bens integrantes ao patrimônio do órgão. As reuniões acontecem ordinariamente, uma vez por mês.

Aloprados

Algum ‘açeçor’ do governo está enviando material de campanha de Confúcio Moura para e-mails corporativos da SEDUC, o que é proibido, já que se tratam de caixas de mensagens institucionais. A mensagem intitulada “Confucio Moura e Daniel Pereira 15 “Novos Desafios, Novas Conquistas”” foi enviada para e-mails de várias escolas da rede pública.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no https://www.facebook.com/alan.alex.pvh e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Dormir em ambientes frios queima 40% mais calorias

Pesquisa apresentada durante uma conferência de médicos nos Estados Unidos afirmou que dormir em lugares frios pode ajudar a queimar calorias e a perder peso. A gordura saudável do organismo é responsável pela queima de calorias e, no processo, provoca o aquecimento do corpo. Em um ambiente frio, o organismo queima mais calorias para manter o corpo em temperatura agradável. As informações são do Daily Mail. A quantidade de gordura saudável aumentou quando os indivíduos dormiram em ambiente fresco e a queima de calorias foi 40% maior do que a registrada em temperaturas mais altas. O processo também tornou mais fácil o processamento do açúcar. Pesquisadores acompanharam a composição de gordura corporal de cinco homens saudáveis durante cinco meses. Os voluntários mantiveram a rotina durante o dia normal, mas à noite passavam em uma sala com temperatura controlada. O primeiro mês, o ajuste foi em 24°C. No segundo, 19°C; no terceiro, 24°C; e no quarto, 27°C.

Fonte: Alan Alex (www.PAINELPOLITICO.COM)

Painel Político : Painel Político por Alan Alex
Enviado por alexandre em 19/09/2014 01:00:06

Futuro de ex-prefeito está nas mãos da Câmara Municipal que, se não repetir a proeza da legislatura anterior, deixa Roberto fora da vida pública

Para entender

Quando os vereadores decidem reajustar seus vencimentos, eles precisam seguir algumas normas e principalmente, obedecer os critérios da impessoalidade, anterioridade e moralidade. Ou seja, a decisão tem que ser tomada antes do pleito eleitoral subsequente, sem saber se ele, vereador, vai estar integrando a próxima legislatura. É mais ou menos assim, antes da eleição eles tem que decidir, em sessão plenária, quanto será o reajuste da próxima legislatura. Isso evita, em tese, que eles legislem em causa própria. Esse dispotivo está na Constituição Federal, mais precisamente no Artigo 29 – VI que diz “o subsídio dos Vereadores será fixado pelas respectivas Câmaras Municipais em cada legislatura para a subseqüente”.

Pois bem

Os vereadores de Porto Velho, ainda no finalzinho da legislatura anterior, cerca de 30 a 40 dias antes das eleições, fizeram uma consulta ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre essa situação. Eles queriam aumentar o salário de R$ 7.430 para R$ 12.025. O Tribunal informou que o valor permitido por lei (60% do salário de deputado estadual) seria de R$ 9.190.48. Mesmo assim, eles teriam que fazer essa alteração antes das eleições, exatamente para não ferir os princípios da impessoalidade, anterioridade e moralidade. O então presidente, Eduardo Rodrigues compreendeu perfeitamente essa explicação.

Porém

Ao invés de seguir o que estabelece a legislação, eles decidiram pelo reajuste após a eleição, quando já se sabia quem estava eleito. E mais, eles alteraram a Lei Orgânica do município para permitir essa manobra inconstitucional. O TCE interviu  determinou a suspensão dos pagamentos. Eles então encontraram uma maneira de “compensar o prejuízo”, transformaram a diferença (de 7 para 12) em “verba indenizatória”, ou seja, continuam recebendo os mesmos R$ 12 mil. O Ministério Público averigua essa situação e em breve teremos movimento nessa panelada esperta.

Falando em vereadores

Foi entregue à Câmara Municipal e está sob a relatoria do vereador Jair Montes, as contas reprovadas pelo TCE do ex-prefeito Roberto Eduardo Sobrinho. Uma das mais graves falhas apontadas no parecer dos técnicos do Tribunal foi o descumprimento a regra de final de mandado, estabelecida pela Lei de Responsabilidade Fiscal que proíbe o aumento de despesas com pessoal nos 180 dias anteriores ao fim do mandato.

Segundo o TCE

“As contas do Chefe do Poder Executivo do Município de Porto Velho, relativas ao exercício de 2012, de responsabilidade do senhor Roberto Eduardo Sobrinho, à época prefeito municipal, não estão aptas a receberem aprovação por parte da Augusta Câmara Municipal de Porto Velho”.

Pois é

Se a atual legislatura não repetir a proeza da anterior que aprovou as contas reprovadas do ex-prefeito, Roberto pode concorrer normalmente (porque já passou o período de registros e impugnações) mas dificilmente assumirá algum cargo, caso seja eleito. Ele estará enquadrado na lei do ficha limpa e ficará inelegível por 8 anos. Vale lembrar que ação movida pelo Ministério Público Federal, que tramita na Justiça Federal, já determinou o bloqueio de bens de Roberto até o limite de R$ 2.057.124,25. A decisão, de julho do ano passado, determinou que fossem oficiados Cartórios de Registros de Imóveis, à Junta Comercial, ao Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN e demais órgãos pertinentes, inclusive o Banco Central para o bloqueio de transferência a terceiros de qualquer bem e valor em nome dele.

O ex-prefeito

Responde a 8 ações na Justiça Federal, sendo 5 de improbidade administrativa. Junto com Roberto, estão com bens indisponíveis e com mandados de penhora, no valor de mais de R$ 5 milhões, Israel Xavier Batista (ex-secretário de obras do PAC), sua adjunta Silvana Cavol Erbert, Valmir Queiroz de Medeiros, Leila Cristina Ferreira Rego, Robson Rodrigues da Silva e a empresa R. R. Serviços de Terceirização Ltda. De acordo com a justiça, juntos, eles causaram prejuízos ao erário no valor total de R$ 5.282.233,10 .

IBGE

Dados da da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do IBGE divulgados nesta quinta-feira trazem informações curiosas sobre o perfil atual da população brasileira. 49,2% dos brasileiros estão solteiros, 38,6% casados, 6,1 viúvos e 6,1 são divorcidados, desquitados ou separados judicialmente. A taxa de pessoas economicamente ativas (15 anos ou mais) era de 65,5%, em 2013. Isso indica estabilidade em relação a 2012 – o número era de 65,9%. O trabalho infantil (faixa entre 5 e 13 anos e proibido por lei) diminuiu de 561 mil crianças, em 2012, para 486 mil em 2013. A pesquisa mostrou também que apenas 2,7% da população possui telefone fixo, enquanto 53,1% possui somente celular. Porém, 92,7% conta com telefone. Já 98,8% dos entrevistados possuem um fogão em casa. Foram entrevistadas 362.555 pessoas em 1.100 municípios.

PEC 300

A candidata a deputada federal Scheilla Cassol declarou em reunião que pretende ter como uma das principais bandeiras a aprovação da PEC 300, no Congresso Nacional, que está tramitando desde 2009. Essa proposta equipara os salários dos PMs de todo o país com os de Brasília, os mais altos. Os estados que não tiverem condições de arcar com a despesa, serão ajudados pela União.

No Iperon

O presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron), Francisco Borges, foi nomeado pelo governador do estado, Confúcio Moura, como conselheiro do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia (Iperon). Além do juiz Francisco Borges, o servidor Antônio Andrade Filho compõe a cadeira destinada aos representantes do Poder Judiciário no Conselho, como suplente de Borges. Constituído em 2000, o Conselho de Administração do Iperon tem como objetivo aprovar a política e diretrizes de investimentos dos recursos do Fundo Previdenciário do Estado de Rondônia; além de participar, acompanhar e avaliar sistematicamente a gestão econômica e financeira dos recursos. A primeira ata registrada pelo Conselho é datada de 25 de fevereiro de 2003. Os conselheiros também têm como outras atribuições: determinar e realizar inspeções e auditorias quando aprovada pela maioria absoluta dos integrantes; homologar contratos, convênios, acordos e ajustes que atendam à finalidade do Iperon e aprovar critérios para aquisição, cessão, doação, permuta ou locação dos bens integrantes ao patrimônio do órgão. As reuniões acontecem ordinariamente, uma vez por mês.

Aloprados

Algum ‘açeçor’ do governo está enviando material de campanha de Confúcio Moura para e-mails corporativos da SEDUC, o que é proibido, já que se tratam de caixas de mensagens institucionais. A mensagem intitulada “Confucio Moura e Daniel Pereira 15 “Novos Desafios, Novas Conquistas”” foi enviada para e-mails de várias escolas da rede pública.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no https://www.facebook.com/alan.alex.pvh e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Dormir em ambientes frios queima 40% mais calorias

Pesquisa apresentada durante uma conferência de médicos nos Estados Unidos afirmou que dormir em lugares frios pode ajudar a queimar calorias e a perder peso. A gordura saudável do organismo é responsável pela queima de calorias e, no processo, provoca o aquecimento do corpo. Em um ambiente frio, o organismo queima mais calorias para manter o corpo em temperatura agradável. As informações são do Daily Mail. A quantidade de gordura saudável aumentou quando os indivíduos dormiram em ambiente fresco e a queima de calorias foi 40% maior do que a registrada em temperaturas mais altas. O processo também tornou mais fácil o processamento do açúcar. Pesquisadores acompanharam a composição de gordura corporal de cinco homens saudáveis durante cinco meses. Os voluntários mantiveram a rotina durante o dia normal, mas à noite passavam em uma sala com temperatura controlada. O primeiro mês, o ajuste foi em 24°C. No segundo, 19°C; no terceiro, 24°C; e no quarto, 27°C.

Fonte: Alan Alex (www.PAINELPOLITICO.COM)

Regionais : RESENHA POLÍTICA POR ROBSON OLIVEIRA
Enviado por alexandre em 18/09/2014 22:37:09

Resenha política

Robson Oliveira

 

Desqualificando

Embora a primeira pesquisa divulgada pela TV Rondônia e feita pelo IBOPE não tenha sido contestada pelos candidatos ao Governo de Rondônia (apuradas em agosto passado), a última, divulgada terça-feira (16), apontando Expedito Junior (PSDB) em primeiro lugar, provocou uma reação tão furiosa dos comitês eleitorais de Confúcio Moura (PMDB) e Jaqueline Cassol (PR) que esconde o estrago causado nestas campanhas. O candidato do PMDB desqualificou os dados e o instituto e a candidata do PR seguindo a mesma linha, convocou em socorro o irmão K-Sol para desmoralizar os números.

 

Destempero

A pesquisa mensura o momento da campanha e suas circunstâncias que podem mudar feito nuvem de uma hora para outra. Mesmo assim, o destempero com que os candidatos e seus correligionários reagiram aos números, revela a importância que cada um dá em sua divulgação. Como na primeira pesquisa os três estavam com percentuais razoáveis ninguém desqualificou. Esquecem que mais de trinta dias separam a primeira pesquisa da segunda, tempo suficiente para que os números desta fossem diferentes daquela. É sempre assim: quando a pesquisa não agrada a saída mais cômoda é apontar um culpado ou desqualificar os números. Ou os dois.

 

Rejeição

O curioso é que em relação aos percentuais de rejeição obtidos pelo peemedebista na mesma pesquisa os números não são contraditados nem repelidos. Também não vi um só correligionário de Confúcio demonizar a pesquisa referente a senador. A razão é simples, os percentuais favoráveis ao aliado Acir Gurgacz (PDT) são excelentes.  Resumo da obra: quando a pesquisa é boa todos comemoram. Quando é ruim demonizam. É o jus esperniandi.

 

Mentira

Confúcio Moura levou ao guia eletrônico da campanha que é um administrador que faz e mostrou como ação governamental as imagens aéreas do conjunto de casas populares destinados a famílias de baixa renda. A imagem de cima impressiona, mas escondeu que são casas financiadas pelo programa do Governo Federal “Minha casa, Minha Vida”. Como mentira tem pernas curtas dizem que o programa habitacional daqui entrará no guia eletrônico da campanha nacional de Dilma Rousseff (PT).

 

Marola

Os governistas anunciaram solenemente uma ‘onda amarela’ como forma de motivar os desconfiados correligionários para que massifiquem a campanha como reação a pesquisa do Ibope. Não conseguiu até o momento nem uma coisa nem outra e a convocação virou uma marolinha.

 

Embusteiros

O guia eleitoral do Confúcio mostrou ainda sem nenhum pejo uma cena do trem da abandonada Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM) sobre os trilhos em pleno funcionamento. Ora, quem for ao complexo da Madeira Mamoré verificará a forma desleixada pela qual esse governador trata a memorável EFMM. O complexo entrou em ruína muito antes da última cheia. A cultura estadual virou órgão sem importância e os principais eventos foram extintos ou tratados sem a importância que merecem. A imagem do trem funcionando é um embuste de marqueteiros, com a chancela do candidato.

 

Socorro

Apesar de repetir feito mantra nos debates que possui luz própria e que não é candidata a primeira irmã, a postulante ao governo pelo PR, Jaqueline Cassol, pediu socorro exatamente ao irmão senador para desqualificar a pesquisa do Ibope. Os percentuais ínfimos atribuídos à candidata obrigaram a equipe de campanha a redirecionar a estratégia e ceder o tempo ao primeiro irmão.

 

Fenomenal

Os próximos números do Ibope a serem anunciados às vésperas do primeiro turno indicarão se a estratégia dos Cassóis está correta. Entretanto, chama a atenção dos analistas a rejeição a quem nunca disputou uma campanha. Um belo estudo sociológico para tal fenômeno. Ou não!

 

Debate

No próximo domingo, às 22 horas, a Rede TV promove o segundo debate na capital entre os candidatos a governador. Todos confirmaram a participação e a influência dos números da pesquisa Ibope será a condutora dos questionamentos. Expedito Junior, por exemplo, tem consciência de que desta vez será o alvo principal dos concorrentes e Confúcio o segundo. Mas quem pretende governar e mudar os destinos de Rondônia não tem o direito de temer o debate nem os eventuais impropérios. Vidraça todos possuem, embora o eleitor queira ouvir propostas exequíveis e não pugilato.

 

Tolice

Quem pesquisar a cobertura feita pela mídia local no segundo turno das eleições estaduais de 2010 verificará que a tática de bater da cintura para baixo tem surtido efeito em sentido contrário. Naquele ano, quando o candidato da oposição, Confúcio, concorria com o governador de plantão, o opositor apanhou duro e nem por isto perdeu as eleições. No final deu uma peia.

 

Proporcionalidade

O eleitor percebe quando a desproporcionalidade das críticas acerbas é gritante. Apesar dos tolos repetirem o erro. Para os excessos dos apoiadores basta acionar a legislação que é igualmente dura. Na mídia é pior ainda.

 

Vexame

O tempo invernoso está chegando e os temporais começam a alagar ruas em Porto Velho. Dois anos e nove meses de (des) governo do prefeito Mauro Nazif  a capital está um caos e com as chuvas aumentam as alagações. O que irrita é que os cofres da municipalidade estão bombando com significativos recursos, mas o prefeito não utiliza em favor da população sob a justificativa de que o MPF teria recomendado que não. O vexame dessa administração abunda.

 

Sova

Pura empulhação do prefeito da capital. Fui verificar a recomendação e não há nenhuma menção para que os recursos não sejam aplicados. A orientação é que sejam investidos de forma correta e eventuais prejuízos apurados.  A justificativa do alcaide é risível. Quero ver se essa mesma desculpa será utilizada na campanha de reeleição. Sendo, desconfio que Mauro corre o risco de colher coisa pior do que singelas e democráticas vaias.

Resenha Política : RESENHA POLÍTICA POR ROBSON OLIVEIRA
Enviado por alexandre em 18/09/2014 22:36:43

Resenha política

Robson Oliveira

 

Desqualificando

Embora a primeira pesquisa divulgada pela TV Rondônia e feita pelo IBOPE não tenha sido contestada pelos candidatos ao Governo de Rondônia (apuradas em agosto passado), a última, divulgada terça-feira (16), apontando Expedito Junior (PSDB) em primeiro lugar, provocou uma reação tão furiosa dos comitês eleitorais de Confúcio Moura (PMDB) e Jaqueline Cassol (PR) que esconde o estrago causado nestas campanhas. O candidato do PMDB desqualificou os dados e o instituto e a candidata do PR seguindo a mesma linha, convocou em socorro o irmão K-Sol para desmoralizar os números.

 

Destempero

A pesquisa mensura o momento da campanha e suas circunstâncias que podem mudar feito nuvem de uma hora para outra. Mesmo assim, o destempero com que os candidatos e seus correligionários reagiram aos números, revela a importância que cada um dá em sua divulgação. Como na primeira pesquisa os três estavam com percentuais razoáveis ninguém desqualificou. Esquecem que mais de trinta dias separam a primeira pesquisa da segunda, tempo suficiente para que os números desta fossem diferentes daquela. É sempre assim: quando a pesquisa não agrada a saída mais cômoda é apontar um culpado ou desqualificar os números. Ou os dois.

 

Rejeição

O curioso é que em relação aos percentuais de rejeição obtidos pelo peemedebista na mesma pesquisa os números não são contraditados nem repelidos. Também não vi um só correligionário de Confúcio demonizar a pesquisa referente a senador. A razão é simples, os percentuais favoráveis ao aliado Acir Gurgacz (PDT) são excelentes.  Resumo da obra: quando a pesquisa é boa todos comemoram. Quando é ruim demonizam. É o jus esperniandi.

 

Mentira

Confúcio Moura levou ao guia eletrônico da campanha que é um administrador que faz e mostrou como ação governamental as imagens aéreas do conjunto de casas populares destinados a famílias de baixa renda. A imagem de cima impressiona, mas escondeu que são casas financiadas pelo programa do Governo Federal “Minha casa, Minha Vida”. Como mentira tem pernas curtas dizem que o programa habitacional daqui entrará no guia eletrônico da campanha nacional de Dilma Rousseff (PT).

 

Marola

Os governistas anunciaram solenemente uma ‘onda amarela’ como forma de motivar os desconfiados correligionários para que massifiquem a campanha como reação a pesquisa do Ibope. Não conseguiu até o momento nem uma coisa nem outra e a convocação virou uma marolinha.

 

Embusteiros

O guia eleitoral do Confúcio mostrou ainda sem nenhum pejo uma cena do trem da abandonada Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM) sobre os trilhos em pleno funcionamento. Ora, quem for ao complexo da Madeira Mamoré verificará a forma desleixada pela qual esse governador trata a memorável EFMM. O complexo entrou em ruína muito antes da última cheia. A cultura estadual virou órgão sem importância e os principais eventos foram extintos ou tratados sem a importância que merecem. A imagem do trem funcionando é um embuste de marqueteiros, com a chancela do candidato.

 

Socorro

Apesar de repetir feito mantra nos debates que possui luz própria e que não é candidata a primeira irmã, a postulante ao governo pelo PR, Jaqueline Cassol, pediu socorro exatamente ao irmão senador para desqualificar a pesquisa do Ibope. Os percentuais ínfimos atribuídos à candidata obrigaram a equipe de campanha a redirecionar a estratégia e ceder o tempo ao primeiro irmão.

 

Fenomenal

Os próximos números do Ibope a serem anunciados às vésperas do primeiro turno indicarão se a estratégia dos Cassóis está correta. Entretanto, chama a atenção dos analistas a rejeição a quem nunca disputou uma campanha. Um belo estudo sociológico para tal fenômeno. Ou não!

 

Debate

No próximo domingo, às 22 horas, a Rede TV promove o segundo debate na capital entre os candidatos a governador. Todos confirmaram a participação e a influência dos números da pesquisa Ibope será a condutora dos questionamentos. Expedito Junior, por exemplo, tem consciência de que desta vez será o alvo principal dos concorrentes e Confúcio o segundo. Mas quem pretende governar e mudar os destinos de Rondônia não tem o direito de temer o debate nem os eventuais impropérios. Vidraça todos possuem, embora o eleitor queira ouvir propostas exequíveis e não pugilato.

 

Tolice

Quem pesquisar a cobertura feita pela mídia local no segundo turno das eleições estaduais de 2010 verificará que a tática de bater da cintura para baixo tem surtido efeito em sentido contrário. Naquele ano, quando o candidato da oposição, Confúcio, concorria com o governador de plantão, o opositor apanhou duro e nem por isto perdeu as eleições. No final deu uma peia.

 

Proporcionalidade

O eleitor percebe quando a desproporcionalidade das críticas acerbas é gritante. Apesar dos tolos repetirem o erro. Para os excessos dos apoiadores basta acionar a legislação que é igualmente dura. Na mídia é pior ainda.

 

Vexame

O tempo invernoso está chegando e os temporais começam a alagar ruas em Porto Velho. Dois anos e nove meses de (des) governo do prefeito Mauro Nazif  a capital está um caos e com as chuvas aumentam as alagações. O que irrita é que os cofres da municipalidade estão bombando com significativos recursos, mas o prefeito não utiliza em favor da população sob a justificativa de que o MPF teria recomendado que não. O vexame dessa administração abunda.

 

Sova

Pura empulhação do prefeito da capital. Fui verificar a recomendação e não há nenhuma menção para que os recursos não sejam aplicados. A orientação é que sejam investidos de forma correta e eventuais prejuízos apurados.  A justificativa do alcaide é risível. Quero ver se essa mesma desculpa será utilizada na campanha de reeleição. Sendo, desconfio que Mauro corre o risco de colher coisa pior do que singelas e democráticas vaias.

« 1 ... 3 4 5 (6) 7 8 9 ... 7084 »