Política - 3º SETOR - Notícias
« 1 ... 3 4 5 (6) 7 8 9 ... 9332 »
Política : 3º SETOR
Enviado por alexandre em 10/02/2016 11:30:00


Agroindústrias terão apoio total do Governo do Estado diz, secretário George Braga
O secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), George Braga, esteve em Ouro Preto do Oeste na oportunidade participou do encontro dos secretários regionais de Governo e manteve uma proveitosa reunião com os proprietários de agroindústrias da região central do Estado. O titular da Sepog falando em nome do governo do Estado disse que todo apoio será dado para o fortalecimento do 3º Setor o que implica em afirmar que as agroindústrias terão todo apoio oficial.

George Braga iniciou sua fala para os proprietários de agroindústrias parabenizando pela iniciativa em acreditar no potencial do nosso Estado o que prova Rondônia ser uma terra de oportunidades em franco crescimento. O secretario descreveu sobre a captação de recursos por parte Associações, cooperativas, Organizações Não Governamentais (ONGs) e Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip’s), voltadas às áreas de agroecologia e agroindústrias. Estes setores têm a oportunidade de garantir recursos não reembolsáveis para subsidiar seus projetos com subsídios de R$ 80 a 200 mil e para auxiliar nesta tarefa explicou o secretario tem a Coordenaria de Captação de Recursos na Sepog e a Gerência de Fomento ao Terceiro Setor na Superintendência de Assuntos Estratégicos (Seae).

Apoio as agroindústrias

O governo do Estado dará todo apoio às agroindústrias têm hoje uma agricultura familiar em ascensão, que tem se fortalecido a cada dia e nossa a meta do governador Confúcio Moura é fortalecer cada vez o setor, assim se dirigiu aos presentes o secretario George Braga que fez a entrega dos certificados de credenciamento junto ao Sistema Integrado de Parcerias e Descentralização da Execução das Políticas Públicas e Serviços não Exclusivos do Estado (Sispar). O produtor Ozeas Martins presidente da Associação dos Produtores de Leite da Linha 203 km 10.5 ASPROLEITE, zona rural de Ouro Preto do Oeste, disse que com o Sispar agora será possível a captação de recursos para serem investidos na referida Associação que tem 30 sócios e uma produção diária de 2.500 litros de leite. “Conversamos com o secretário (George Braga) e o mesmo vai nos apoiar no projeto que vamos apresentar que é a compra de uma ensiladeira e uma carreta de trator. Visto que o forte da nossa Associação é a produção de leite e a silagem é comida garantida para o gado no tempo da estiagem. Fazendo assim a produção de leite não cai nos meses de seca”, disse otimista o Ozeas Martins.

Outra boa noticia dada pelo titular da Sepog é quanto a liberação de um recurso na ordem de R$ 40 mil reais para ser adquiridos equipamentos para a Vitrine das Agroindústrias Regional, instalada no Shopping popular localizado as margens da BR 364, perímetro urbano da cidade, espaço cedido em regime de comodato pelo prefeito Alex Testoni. O local o consumidor poderá adquirir seguintes produtos: queijo (Laticínios Unirlac), polpas de frutas (DJ, Sabor da Fruta e Colibri), Café e Colorau (Medalha), Leite pasteurizado (Rirr) e Iogurte (Kaui e Bom Principio).

Após a solenidade o secretário George Braga acompanhado da secretaria Executiva Regional de Governo, Maria Araujo de Oliveira se deslocaram para o Laticínio Unirlac localizado na RO 470 (conhecida como Linha 81), KM 36, zona rural do município de Nova União de propriedade do empreendedor Reginaldo Lopes de Oliveira. O laticínio emprega 16 pessoas diretamente e cerca de 22 indiretamente, tendo uma produção de 10 mil quilos de queijo por mês. Para este ano de 2016 o empreendedor Reginaldo Lopes disse que vai investir na produção de outros derivados do leite como a manteiga e o doce de leite e para isso já teve o sinal positivo de apoio por parte do governo do Estado através da Secretaria Executiva Regional de Governo pólo Ouro Preto do Oeste. Reginaldo relatou ao secretario a necessidade de se fazer uma rede de alta tensão aproximadamente 800 metros em linha reta o que vai gerar mais emprego já que a produção de leite e seus derivados serão incrementados. E como resposta o secretário durante a visita esteve acompanhado de um técnico da Eletrobras Distribuição Rondônia que após verificar a área ficou acordado que a empresa irá fazer o projeto e em seguida a execução da obra em um breve espaço de tempo possível. Após a conclusão da obra o Governo do Estado estará entregando o Programa de Verticalização da Pequena Produção Agropecuária do Estado de Rondônia (Prove) foi criado através da Lei n° 2.717/2012, com o objetivo de incentivar pequenos proprietários rurais a produzir, industrializar e comercializar os produtos sem intermediários. Com o Prove, o governo do Estado legaliza toda a documentação das agroindústrias, que podem tirar o Selo de Inspeção Municipal (SIM), o Selo de Inspeção Estadual (SIE) e o Selo de Inspeção Federal (SIF). Com essas certificações, os produtos podem ser comercializados em todo o território nacional.
























Fonte

Texto: Alexandre Araujo

Fotos: Alexandre Araujo

Secom – Governo de Rondônia

Regionais : Carnaval no Congresso é de12 dias; acaba na terça
Enviado por alexandre em 10/02/2016 11:03:29

Carnaval no Congresso é de12 dias; acaba na terça



Folha de S.Paulo – Ranier Bragon

Seguindo uma tradição de anos, o Congresso Nacional vai emendar o Carnaval e só volta ao trabalho na próxima terça-feira (16). Como a maioria dos 594 deputados federais e senadores já tinha saído de Brasília na última quinta (4), o feriadão dos congressistas vai durar 12 dias.

Na prática, a próxima terça marcará o início real do ano legislativo, já que na semana passada Câmara e Senado voltaram das férias de fim de ano e só tiveram duas votações em plenário –uma medida provisória que aumenta a tributação sobre ganhos de capital, na Câmara, e o projeto de lei que cria o Marco Legal da Primeira Infância, no Senado.

Apesar de haver a promessa dos comandos das duas Casas de votações de projetos como o que muda as regras de exploração do pré-sal e o que trata da independência do Banco Central, no Senado, temas não relacionados à aprovação de leis devem disputar os holofotes nessa largada legislativa de 2016.

Principalmente na Câmara, que está em relativo suspense à espera da definição sobre como se dará a tramitação do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, cujo rito foi suspenso no final do ano passado pelo Supremo Tribunal Federal.

Além disso, também é esperada para as próximas semanas uma definição pelo STF sobre o destino do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que pode virar réu no processo sobre o esquema de corrupção na Petrobras. Pesa contra ele na corte um pedido de afastamento do cargo e do mandato, feito pela Procuradoria-Geral da República.

Mais Notícias : Manda prender esse boi
Enviado por alexandre em 10/02/2016 11:01:59

Manda prender esse boi

Postado por Magno Martins

Bernardo Mello Franco

"Quem foi, quem foi / Que falou no boi voador / Manda prender esse boi / Seja esse boi o que for." A marchinha de Chico Buarque e Ruy Guerra remete a um episódio do século 17, quando o conde holandês Maurício de Nassau prometeu fazer um boi voar no Recife. Também poderia embalar um caso caso mais recente: os bois voadores do senador Renan Calheiros.

Em maio de 2007, a revista "Veja" publicou que um lobista da empreiteira Mendes Júnior pagava despesas pessoais do presidente do Senado, Renan Calheiros. O dinheiro era repassado à jornalista Monica Veloso, com quem ele teve uma filha fora do casamento. A bolada ultrapassaria os R$ 28 mil por mês, em valores atualizados pela inflação oficial.

Ao se defender, o senador disse que não recebeu "qualquer recurso ilícito ou clandestino" e que repassava os recursos para o lobista fazer os pagamentos. Para sustentar a versão, apresentou recibos da venda de gado em Alagoas. A imprensa descobriu que os bois de Renan voavam. Até o gerente das fazendas reconheceu que o rebanho era menor que o declarado.

A Procuradoria-Geral da República demorou, mas denunciou o peemedebista por peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso. Nove anos depois de o caso vir à tona, o Supremo Tribunal Federal finalmente decidirá se abre uma ação penal contra o senador.

Para o Ministério Público, Renan não tinha recursos para bancar a generosa pensão da filha. O dinheiro seria mesmo da empreiteira, interessada em aprovar emendas no Congresso. O alagoano nega as acusações. Ele voltou à presidência do Senado e hoje é um dos principais aliados da presidente Dilma Rousseff.

O Carnaval é um bom momento para cantar velhas marchinhas. Se você esbarrar com um ministro do Supremo na folia, aí vai uma sugestão: "Quem foi, quem foi / Que falou no boi voador / Manda prender esse boi / Seja esse boi o que for".

Mais Notícias : Quem sabe, sabe
Enviado por alexandre em 10/02/2016 11:00:21

Quem sabe, sabe

Postado por Magno Martins

Carlos Brickmann

O PT tapou a boca de quem achava que era impossível substituir à altura seu inacreditável líder Sibá Machado. E tapou duas vezes: primeiro, ao encontrar um substituto perfeito para Sibá, o gaúcho Paulo Pimenta.

Segundo, ao conseguir achar outro nome da mesma consistência, e que derrotou Paulo Pimenta na luta pela liderança. O novo Sibá Machado, igualzinho ao anterior, é o deputado baiano Afonso Florence.

Aliás, Florence não é igual a Sibá: é um Sibá aperfeiçoado.

Elegeu-se com doações das empreiteiras UTC e OAS, ambas participantes de praticamente tudo que está sendo investigado pela Operação Lava Jato; e também com doações do ex-presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli - um administrador que se notabilizou por assumir a empresa quando seu valor de mercado estava perto dos US$ 400 bilhões e por deixá-la com valor inferior a 10% do inicial.

Mas tudo tem seu lado bom: se Florence chegou lá, Pimenta não chegou.

Mais Notícias : Dissidentes discutem deixar o PT e fundar novo partido
Enviado por alexandre em 10/02/2016 10:59:18

Dissidentes discutem deixar o PT e fundar novo partido

Postado por Magno Martins

Políticos do PT, muitos deles com mandato, deflagraram no fim do ano passado sondagens para a criação de um novo partido. Nos últimos meses, as discussões envolveram cerca de 25 parlamentares, todos eles insatisfeitos com os rumos da legenda nesses tempos de crise. Movimentos sociais também foram acionados para discutir, de forma reservada, a proposta. Dissidentes afirmam que a ideia é retomar as conversas após as eleições municipais deste ano.

Dirigentes do PT têm conhecimento da operação, mas colocam panos quentes. “Isso ficou forte na época do Eduardo Cunha [quanto o governo ainda defendia o diálogo com ele], mas já diminuiu”, disse um petista graúdo.

O ex-governador Tarso Genro (RS), que esteve em algumas das reuniões para tratar do tema, afirma ser “natural” debater o assunto em um período “de grave crise partidária”, mas diz que agora não é o momento para discutir a proposta.

“Sem reestruturar o sistema político, partidos presentes e futuros terão os mesmos problemas”, defendeu Genro.

O PT convidará Lula para participar do programa nacional que o partido veiculará na TV em 23 de fevereiro. A peça será produzida pelo marqueteiro Edinho Barbosa. (Natuza Nery - Folha de S.Paulo)

No PT e na Esplanada, a conclusão é a mesma: o Instituto Lula subestimou a ofensiva contra o ex-presidente.

Um importante banqueiro reprovou as declarações de Mark Mobius, tido como um dos gurus dos mercados emergentes, apostando na recuperação judicial da Petrobras. “Estão vendendo mais dificuldade para ganhar facilidade ”, reclamou.

« 1 ... 3 4 5 (6) 7 8 9 ... 9332 »