Justiša - OURO PRETO - NotÝcias
(1) 2 3 4 ... 127 »
Justiša : OURO PRETO
Enviado por alexandre em 02/08/2015 23:42:30


Sem fiscalização as queimadas urbanas aumentam em Ouro Preto do Oeste
Um dano para a saúde da população as quei¬madas urbanas crescem algo em torno de 80% nesta época de verão amazônico a chamada estação seca. Mais perigoso nas cidades do que na zona rural, os incêndios liberam partículas tóxicas com a combustão do lixo, pneus e plásticos.

Em Ouro Preto do Oeste as queimadas urbanas aumentam a cada dia em decorrência da falta de fiscalização por parte das autoridades a quem compete tal atribuição. É comum em todas as vias (inclusive as asfaltas) moradores juntarem o lixo e atearem fogo e no outro ponto do problema está os terrenos baldios que facilita a propagação do fogo.

Uma das principais problemáticas de Ouro Preto do Oeste é a insuficiência das ações da prefeitura diante do elevadíssimo número de terrenos com matagal e lixo sem calçada. O loteamento Colina Park é, por exemplo, uma das áreas mais afetadas pelos incêndios urbanos em sua quase totalidade a culpa são próprios donos dos lotes que primeiro aplica o veneno e posteriormente colocam fogo para a área ficar limpa e desta forma ser erguida as construções em alvenaria. Como o loteamento faz divisa com uma grande área verde é comum nos últimos quatro anos ter registro de sinistros em um morro causando enormes prejuízos ao meio ambiente.

Para o biólogo Marcos Fernandes, os incêndios urbanos, antes de tudo, são um problema de educação pública. “Concorrem pa¬ra a situação problemática, fatores como miserabilidade de ampla parcela da população, hábitos arraigados, falta de esclarecimentos quanto à ilegalidade e conseqüências dessa prática, falta de campanhas permanentes nas mídias, e principalmente falta de vigilância e fiscalização.”

Fernandes diz que a queimada urbana é uma fonte de poluição evitável, por isso a educação ambiental é fundamental na questão. “Cremos que o combate intensivo às queimadas urbanas seja uma medida profilática, de baixo custo e alta eficácia. Portanto, já tarda a participação dos poderes públicos, com ações preventivas de caráter efetivo.”

Para o biólogo, as práticas alternativas de ações ecológicas devem sempre ser lembradas à população, para o desenvolvimento educativo e redução de atitudes irregulares. “Devemos sempre ter em mente a redução do desperdício, reaproveitar sempre que possível, não despejar resíduos incinerável em locais que terceiros possam por irresponsabilidade ou ignorância, atear fogo.”
A reportagem tentou um contato com o secretario municipal de Infraestrutura (Seminfra) Braz Paganini a quem compete fazer a fiscalização das queimadas urbanas, mas o mesmo não foi localizado no seu local de trabalho para falar sobre o assunto, extra-oficialmente o município tem apenas um fiscal concursado para cuidar do meio ambiente.




Fonte: ouropretoonline.com


Justiša : FAVOR┴VEL
Enviado por alexandre em 29/07/2015 20:38:35


Justiça Federal concede o direito de estudante do curso de Direito da Ulbra a apresentar o TCC
O estudante do curso de Direito da Ulbra campus de Ji-Paraná Flaviano José da Silva Junior, teve assegurado o direito de apresentar o seu TCC para uma banca examinadora da instituição de ensino superior. O Mandado de Segurança Individual foi impetrado pelo advogado do estudante Dr. Odair José da Silva, junto ao Tribunal Regional Federal da Primeira Região – Subseção Judiciaria de Ji-Paraná, no qual assegurou o direito liquido e certo do impetrante apresentar o seu trabalho de conclusão do curso de Direito.

Na peça o advogado Odair José da Silva, narra que o aluno é regulamente matriculado no quinto ano do curso de Direito da Ulba e sempre manteve desempenho extraordinário na instituição de ensino superior, como comprova o fato de ter sido aprovado em primeiro lugar no concurso de Delegado de Polícia Civil para a cidade de Machadinho do Oeste. No mandado o advogado alega que o seu cliente concluirá as disciplinas até o último dia 24 de Junho do corrente ano, remanescendo apenas a matéria de Trabalho de Conclusão de Curso II, e mesmo após antecipação de curso, seu pleito fora indeferido pela universidade, em total dissonância com a legislação de regência, configurando ofensa a direito liquido e certo de ser impetrante, por conseguinte, a antecipação da conclusão do curso superior.

E para ilustrar a o caso em tela, o impetrante foi classificado no curso de formação de Delegado de Polícia Civil para a cidade de Machadinho do Oeste, aprovação nos concursos públicos para o Instituto de Pesquisa de Rondônia, Câmaras municipais de Ouro Preto do Oeste e Machadinho, prefeitura de Ministro Andreazza e no exame da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB.

Diante do exposto o juiz federal substituto Dr. Felipe Eugênio de Almeida Aguiar, assim concedeu a liminar. “Assim, considero que o diploma é uma condição para a continuidade do impetrante no processo seletivo, e tendo Ele demostrado aparentar ser possuidor de um aproveitamento extraordinário, DEFIRO PARCIALMENTE o pedido de liminar, a fim de determinar que o reitor do CEULJI/ULBRA constitua banca examinadora especial, nos termos do art. 47, § 2º, da Lei nº. 9.394/96, em prazo razoável não superior a 30 dias, para fins de aferir se o impetrante possui extraordinário aproveitamento nos estudos, capaz de ter abreviada a duração de seu curso de direito”. Em contato com a reportagem o advogado Dr. Odair José da Silva informou que o seu cliente fará a apresentação do trabalho para a banca examinadora no próximo dia 31 de Julho (sexta-feira)no Campus da Ulbra de Ji-Paraná.

Fonte: ouropretoonline.com

Justiša : AGRI SHOW NORTE
Enviado por alexandre em 29/07/2015 01:07:50


PM e Corpo de Bombeiros reforçam o contingente à cavalgada
No próximo sábado será realizada a tradicional Cavalgada de abertura da 11ª Feira Agropecuária do Parque Agri-Show Norte, que ocorrerá de 05 a 09 de agosto.

A Polícia Militar vai trabalhar com o contingente de 45 policiais no dia da Cavalgada para garantir a segurança dos participantes e do público em geral, segundo adianta o tenente PM Bruno Costa, comandante da 3ª Companhia de Policiamento Ostensivo de Ouro Preto do Oeste.
A 3ª Cia vai receber apoio de Ji-Paraná, do Grupo de Operações Especiais (GOE), e de policiais militares do município de Vale do Paraíso, distrito Rondominas, e das cidades de Teixeirópolis e de Nova União.

Tenente Costa informou também que durante a semana da festa haverá o policiamento fixo no parque e o policiamento externo, patrulhando as ruas da cidade. “Nas noites de festa vamos ter de 20 a 25 policiais atuando dentro do parque de exposições”, informa.
O comandante da 3ª Cia enfatiza que não há contratempo durante o trajeto da Cavalgada, os participantes se comportam de maneira ordeira, e que os problemas geralmente surgem depois. “Com relação à cavalgada em si, saindo da Daniel Comboni ao parque é tranquilo. As ocorrências acontecem nas aglomerações de pessoas consumindo bebidas alcoólicas”, observou tenente Costa.

A Polícia Militar Ambiental também estará presente na Cavalgada de abertura da Feira Agropecuária de Ouro Preto do Oeste com um número maior de policiais nas ruas.

O Corpo de Bombeiro vai atuar nas ruas com um contingente de 20 homens distribuídos em viaturas de resgate, um Motor home e viaturas de apoio. Segundo o comandante do 2º Subgrupamento de Ouro Preto do Oeste, tenente BM Márcio Strauss o quartel local vai receber reforço de Jaru e de Ji-Paraná. “Serão duas unidades de resgate e o moto Homer, mais uma viatura de apoio. A orientação da nossa da parte dos bombeiros é que o pessoal brinque, mas não se exceda demais”, aconselha.

A Polícia Militar através do GOE estará coibindo a aglomeração durante a Cavalgada de pessoas no interior do Bosque Municipal, e tampouco permitirá a concentração de veículos com som automotivo, em razão de o local estar em obras.



Assessoria

Justiša : NOVOS RUMOS
Enviado por alexandre em 23/07/2015 01:01:27


Governo do Estado capacita reeducandos com curso profissionalizante de pintura predial e residencial

A Secretaria Regional de Governo com sede em Ouro Preto do Oeste em parceria com Associação dos Pequenos Agricultores do Nuar Nova Esperança – APANE, realizaram a entrega dos certificados do Curso de Pintura Residencial e Predial para os Reeducandos da Casa de Detenção local. As aulas teóricas do referido curso foram ministradas no auditório da Secretaria Regional e as aulas praticas, tiveram suas aplicações no conjunto residencial que a APANE vem construindo no município e na fechada da Casa de Detenção. Participaram da entrega dos certificados a secretaria Regional de Governo, Maria Araújo Oliveira, o representante da empresa Popular Treinamento, Diego Souza e a pedagoga Eliabis Mendes da Silva, representando o presidente da APANE Robson Luiz da Fonseca - O popular Robinho da APANE.

No total de 08 (oito) reeducandos participaram do curso de pintura predial e residencial com carga horaria de 100 (cem) horas, ministrado pelo professor Luiz Claudio Benevides da Rocha que foi contratado pela empesa Popular Treinamento. No curso os reeducandos aprenderam as mais diversas técnicas de pintura profissional.

Para um reeducando que participou ativamente do curso e preferiu não ter o seu nome divulgado, o curso de pintura predial e residencial irá contribuir para a construção de uma nova história de vida. “Acredito que isso agrega valor ao meu trabalho, que receberá um olhar melhor da sociedade também”, afirma. “Daqui, levarei uma nova profissão que, com certeza, se não for a minha profissão principal, ajudará a reforçar a minha renda”, disse o reeducando ao receber o certificado das mãos da secretaria de Governo Maria Araújo.

Para a secretaria Maria Araújo, o curso de pintura predial e residencial vai contribuir para a reintegração dos apenados no mercado de trabalho ao final da pena. “Muitas vezes os apenados não tiveram a oportunidade de se profissionalizar e acabaram se desvirtuando para o caminho das drogas e do tráfico. Além de combatermos a ociosidade dentro do presídio, o curso promoveu uma nova experiência na vida deles e pelo menos nesse instante deixaram de ser apenados e se tornaram alunos”, destacou Maria Araújo que acrescentou - Estamos verificando outras opções que possam assegurar o ingresso e a permanência desse público no mercado de trabalho.



Texto: Alexandre Araújo
Fotos: Alexandre Araújo
Decom – Governo de Rondônia

Justiša : MENOR BANDIDO
Enviado por alexandre em 19/07/2015 20:53:46


No Congresso, cerco duplo ao menor bandido
Leandro Mazzini – Coluna Esplanada

O Senado aprovou o projeto de José Serra (PSDB-SP) que aumenta de 3 para 10 anos a internação do menor autor de crime hediondo. O projeto provavelmente passa na Câmara, e os governistas o comemoraram como opção à PEC da Redução da Maioridade Penal.

Mas agora a ficha caiu.

Foi o senador Lindbergh (PT-RJ) quem alertou: corre-se o risco de um cerco duplo ao menor infrator se o plenário também aprovar a redução da maioridade para 16 anos na PEC que será, provavelmente, ratificada na Câmara em segundo turno, e enviada à Casa Alta no segundo semestre.

O artífice da proposta, presidente da Câmara, Eduardo Cunha, já conversa com o presidente do Senado, Renan Calheiros, a fim de conquistar a maioria em apoio no plenário.

Renan e Cunha começaram a se afinar contra a presidente Dilma. Cientes de que ela é contra a PEC, vão fazer o possível para a redução da maioridade, e a promulgação ainda este ano.

Porém no Senado o cenário é diferente da Câmara, mais favorável ao Governo. Mas há entre os governistas muitos insatisfeitos com a presidente e que também sofrem pressões das suas bases eleitorais pela redução da maioridade penal.

(1) 2 3 4 ... 127 »