Regionais - Campeão da Copa de 70 confessa que vendeu medalha para comprar cocaína - Notícias
(1) 2 3 4 ... 4627 »
Regionais : Campeão da Copa de 70 confessa que vendeu medalha para comprar cocaína
Enviado por alexandre em 18/04/2015 14:35:31

Campeão da Copa de 70 confessa que vendeu medalha para comprar cocaína


Um jogador da Seleção Brasileira campeã do mundo de 1970 faz uma confissão: Paulo Cézar Lima, o Paulo Cézar Caju, revela que vendeu a medalha da Fifa de campeão do mundo e uma miniatura em ouro da Taça Jules Rimet para comprar cocaína. "Jamais eu teria de negociar e vender uma medalha tão preciosa! É uma perda enorme!. Nunca comentei com ninguém, mas agora vou me abrir" - diz, em tom de desabafo. A revelação foi feita em entrevista que irá ao ar neste sábado, às 21h05, no DOSSIÊ GLOBONEWS, com reprise no domingo, às 15h30. A medalha e a miniatura em ouro não foram os únicos prejuízos de Paulo Cézar com a droga: o ex-craque diz que perdeu três imóveis na zona sul do Rio. Paulo Cézar lamenta a perda dos troféus e dos imóveis, mas diz que tem um motivo para comemoração em 2015: faz quinze anos que vive totalmente afastado das drogas e do álcool. "É um negócio excepcional!". Ao final da entrevista, Paulo César dá um conselho, em tom de apelo: "Digo a quem nunca experimentou drogas: não experimente! Só isso: não experimente!. São mortais". O envolvimento de Paulo César com a cocaína começou na França, depois que ele encerrou uma carreira vitoriosa nos campos. O vicio durou nada menos de dezessete anos. O sinal vermelho se acendeu quando uma médica francesa lhe deu um diagnóstico dramático: disse que, se continuasse como estava, Paulo César iria morrer em pouco tempo. Hoje, Paulo César diz que só escapou vivo "do fundo do poço" porque nunca fumou. Se, na época do descontrole e da extravagância, tivesse somado o cigarro ao álcool e às drogas, ele não tem dúvidas de que estaria morto. (Globo Esporte)

Regionais : Conheça os temas mais cobrados no Enem
Enviado por alexandre em 18/04/2015 14:31:58

Conheça os temas mais cobrados no Enem


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) contempla assuntos de dez disciplinas, que, por sua vez, agrupam centenas de conteúdos trabalhados nos três anos do ciclo médio de ensino. É uma montanha de conhecimentos a dominar, portanto. Uma análise cuidadosa das provas, contudo, pode facilitar a tarefa dos estudantes. A pedido de VEJA.com, a equipe do AppProva - startup especializada em simulados para o Enem - realizou um estudo inédito que revela quais são os conteúdos que mais caíram nas provas realizadas entre 2009 e 2014, e as competências mais requisitadas. O levantamento analisou 1.080 questões (180 de cada edição da prova). Interpretação de texto, da disciplina de língua portuguesa, foi a habilidade mais cobrada: desde 2009, 135 questões exigiram o domínio dessa técnica. "Interpretação de textos é um ponto essencial porque revela se o estudante é capaz de compreender ideias e o mundo ao seu redor. Por isso, é muito visada no Enem", diz Luciene de Fátima Ribeiro, professora do Colégio Agostiniano Nossa Senhora de Fátima, de Goiás, parceiro do AppProva. É importante lembrar que o Enem agrupa o conhecimento em um formato diferente daquele apresentado na escola. As 180 questões são dividias em quatro grandes áreas: ciências humanas, ciências da natureza, matemática e língua portuguesa. Disciplinas escolares tradicionais como física, química e biologia, são testadas na prova de ciências da natureza, enquanto história, geografia, sociologia e filosofia estão reunidas em ciêncas humanas. Isso não reduz a eficiência do levantamento do AppProva: ou seja, estudar interpretação de texto, conjuntos numéricos e porcentagem, além dos demais conteúdos, é uma excelente forma de preparação para a prova oficial.

Simulado:  Em parceria com o AppProva, VEJA.com realiza a partir deste sábado o primeiro simulado preparatório para o Enem 2015. A prova reproduz exatamente as características do exame oficial: são duas provas de 90 questões cada, totalizando 180 testes divididos igualmente pelas quatro grandes áreas do Enem. Todas as questões são inéditas e foram elaboradas pela equipe pedagógica do AppProva. Não haverá prova de redação. Os participantes podem iniciar cada uma das provas no horário que desejarem - atentando para a data de encerramento do simulado: 23h59 do dia 27 de abril. Assim como no exame federal, é preciso completar cada uma das provas de 90 questões em até 4 horas e meia. Não é possível interromper o teste e retomá-lo depois. Assim que finalizarem as provas, os participantes receberão boletins mostrando seus erros e acertos. No prazo de 24 horas, terão acesso a um relatório que permite comparar seu desempenho com o dos demais estudantes. Duas semanas depois, o AppProva vai divulgar as notas dos participantes, usando para o cálculo o método da Teoria de Resposta ao Item (TRI), o mesmo usado pelo Ministério da Educação para corrigir o Enem.

Regionais : Esposa de Moro: não advogou para PSDB “nem PQP"
Enviado por alexandre em 18/04/2015 11:38:28

Esposa de Moro: não advogou para PSDB “nem PQP"

A advogada Rosangela Wolff Moro, esposa do juiz Sergio Moro, da Lava Jato, negou em sua página no Facebook ser ligada ao PSDB ou à PQP. Rosangela, que é hoje procuradora jurídica da Federação Nacional das Apaes, já assessorou o ex-vice-governador do Paraná Flávio Arns, do PSDB, e por isso passou a ser mencionada como ligada ao partido.

A advogada também participou de debate sobre certificação de entidades filantrópicas na Câmara Federal em maio de 2013. Flávio Arns construiu sua carreira política ligado a entidades filantrópicas beneficentes.

Ele é sobrinho de Zilda Arns e de Dom Paulo Evaristo Arns. Zilda é fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança, e Dom Evaristo, arcebispo-emérito de São Paulo. Rosângela Moro também trabalha na área.

Leia a íntegra da mensagem:

Atenção tuiteiros. Não sou, nunca fui advogada de partido político algum, seja do pt, psdb, pdt, pqp. Tampouco sou filiada a partido politico. Não sou, nunca fui advogada de qualquer político. Fui, em meados de 2009-2010, advogada da uma massa falida na área trabalhista, cujos síndicos, aliás, me passaram o calote, nunca pagaram os honorários, razão pela qual pedi renúncia em TODOS os processos.

Com informações do Paraná Portal


Ministro intervém na briga do MP e PF

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, entrou em ação para tentar evitar que um racha entre as cúpulas da Polícia Federal e do Ministério Público Federal atrapalhe as investigações sobre a ligação de parlamentares com fraudes em contratos de empreiteiras com a Petrobras.

Devido a divergências entre procuradores e delegados sobre o método de investigação, o ministro Teori Zavascki, relator da "lava jato" no Supremo Tribunal Federal, ordenou a suspensão temporária dos depoimentos de políticos, pedida pelo procuradorgeral da República, Rodrigo Janot.


Guerra da PF contra PGR dentro da Lava Jato

Uma das reclamações da Procuradoria-Geral da República sobre a condução dos depoimentos da Lava Jato pela Polícia Federal é que os políticos foram ouvidos antes que houvesse documentos fiscais ou telefônicos para confrontá-los.

Procuradores dizem que seria preciso tomar novamente os depoimentos no futuro.

Já os investigadores afirmam que a PGR impediu que a Polícia Federal ampliasse o escopo das investigações e encontrasse detalhes sobre a origem exata e o destino do dinheiro desviado --o que não foi feito com profundidade no mensalão.

Até esta sexta-feira, o procurador-geral Rodrigo Janot e o diretor-geral da PF, Leandro Daiello, não haviam conversado sobre a disputa entre os dois órgãos pelo comando dos inquéritos da Lava Jato. O ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) chegou a propor que a PF e a PGR emitissem uma nota conjunta destacando a harmonia das investigações. Não houve acordo. (De Vera Magalhães - Folha de S.Paulo)

Regionais : Cachê milionário: Lula embolsou um cachê de R$ 300 mil para fazer uma palestra de 1 hora
Enviado por alexandre em 18/04/2015 11:31:10

Cachê milionário– Lula fugiu da Imprensa como o diabo da cruz, ontem, na sua passagem pelo Estado, onde prestigiou a inauguração da fábrica de cerveja Itaipava. Restrita aos convidados, o ex-presidente fez uma palestra de uma hora, embolsando um cachê de R$ 300 mil.








Lula e Câmara brindam por cervejaria no Estado

Celebrando a consolidação de mais um importante investimento para o Estado, o governador Paulo Câmara (PSB) participou, ontem, da inauguração de uma fábrica da Itaipava, em Itapissuma, na Região Metropolitana do Recife.

Ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que ministrou palestra durante a cerimônia, Câmara visitou a planta da unidade, a segunda do Grupo Petrópolis no Nordeste. Foram investidos R$ 600 milhões na fábrica, gerando 1.000 empregos diretos.

O governador enalteceu a decisão do Grupo Petrópolis de instalar uma unidade em Pernambuco. "Essa fábrica consolida nosso Estado como um polo do segmento. Com a estrutura que construímos, a qualificação da nossa gente e com a política tributária desenvolvida no Governo Eduardo, eu tenho certeza que faremos ainda muitas parcerias. Temos uma refinaria sendo implantada, um polo automotivo da Jeep e um estaleiro, além de um polo de alimentos. Pernambuco está se desenvolvendo por inteiro. Isso só se faz com muito trabalho, união, humildade e determinação", assinalou.

A cerimônia foi marcada por uma homenagem a Eduardo Campos, representado pelos filhos João Henrique e Maria Eduarda. Em uma iniciativa do presidente do Grupo Petrópolis, Walter Faria, uma placa foi afixada na sala de filtração, espaço visitado por Eduardo no dia 2 de abril de 2014, pouco antes dele deixar o Governo. Em 17 de abril do mesmo ano, o também ex-governador João Lyra Neto acompanhou o primeiro envase da cerveja Itaipava.

?Eu tive a sorte de estar junto com Eduardo nos últimos anos, ajudando no desenvolvimento do nosso Estado. Pernambuco se transformou com a ajuda de muita gente; sobretudo do seu povo guerreiro", afirmou Câmara, ao agradecer a Walter Faria por acreditar no Estado e no potencial dos pernambucanos.

A planta de Itapissuma tem uma área de 185 mil metros quadrados e uma capacidade produtiva de 600 milhões de litros por ano. A empresa, que tem sua sede no Rio de Janeiro, detém 19,6% do mercado de cerveja do Estado e 13,2% do mercado nacional; reforçando sua posição de segunda maior do Brasil. Com sete fábricas no país, o Grupo Petrópolis também é dono de outras cinco marca de cerveja, além de energéticos, isotônicos e outras bebidas, como vodka.

INCENTIVO - O protocolo de intenções para a implantação da cervejaria foi assinado em 2012, ainda na gestão Eduardo Campos. Desde a assinatura, a equipe do governo trabalhou para articular incentivos fiscais e ratificar a permanência da empresa no Estado. Um dos mecanismos utilizados foi a inclusão da planta de Itapissuma do Grupo Petrópolis no Programa para o Desenvolvimento de Pernambuco (Prodepe). O mecanismo é destinado à captação de novos empreendimentos e também à manutenção dos projetos em funcionamento no Estado.

Em Pernambuco, Lula defende PT sem citar Dilma

Do Diario de Pernambuco ´- Rosália Rangel

Em um discurso de 40 minutos, o ex-presidente Luiz Inácio da Silva (PT) não negou seu estilo de jogar com as palavras. Para defender o legado do PT no comando do país, Lula voltou a criticar as elites, defendeu o patrimônio da Petrobras, o ajuste fiscal e os programas sociais implementados no país, a exemplo do bolsa família. O ex-presidente fez tudo isso, sem, no entanto, citar em nenhum momento o nome da presidente Dilma Rousseff (PT), que vem enfrentando duras críticas por conta da crise econômica instalada no Brasil.

Ontem, na inauguração da fábrica da Itaipava, em Itapissuma, ao falar de forma otimista sobre as dificuldades econômicas, Lula reconheceu a existência da crise, da corrupção, mas frisou que existem pessoas boas nas instituições e no país. Ele usou como exemplo de “gente que soube enfrentar a crise” o empresário Walter Faria, dono da Itaipava. 

“A gente precisa acreditar na gente e não ficar perguntando o que a presidente, o governador faz ou deixa de fazer. Se hoje, Walter, você já tem 20% do mercado da cerveja em Pernambuco, daqui a um ano vai ter 30%”, disse Lula, ao ressaltar que o empresário foi catador de algodão, venceu as dificuldades e conseguiu abrir duas fábricas no Nordeste, mesmo no meio da crise.

Lula também usou o otimismo para defender a Petrobras. O petista ressaltou que, se houve roubo, que se prenda quem roubou. “Pois é para isso que existe a Justiça. Mas não vamos confundir o que está acontecendo com algumas pessoas com o destino desse país”, afirmou o ex-presidente.

Eduardo Campos
Durante o discurso, o ex-presidente citou várias vezes Eduardo Campos. Chegou a dizer que muita gente tinha ciúme da relação que havia entre os dois. “Quando vinha a Pernambuco, não olhava para Eduardo como pessoa física, mas para quem governava um estado”, frisou Lula.

Ele destacou o nome do ex-governador, que morreu em um acidente aéreo em agosto do ano passado, para defender o reajuste fiscal. “Paulo (o governador Paulo Câmara) sabe que quando Eduardo chegou ao governo, ele fez um ajuste. E você sabe que se a economia desandar é preciso fazer o ajuste para controlar a conta, porque o estado não pode gastar mais do que arrecada. Nós agora estamos fazendo o tal do ajuste, e tem um clima de pessimismo. Mas quem acha que o Brasil vai acabar não conhece o potencial desse país”, advertiu o petista.


Mais uma boa de Lula

  Do blog de Josias de Souza

Em Pernambuco, Lula fez uma palestra para os funcionários da cervejaria Itaipava. A alturas tantas, saiu-se com essa: “Se tem problema de corrupção na Petrobras, então prendam quem roubou. Prendam! É pra isso que tem Justiça, é pra isso que tem polícia. Mas não vamos confundir o que está acontecendo com algumas pessoas com o destino desse país.”

Graças a esse comentário, descobriu-se que Lula, político de notória perspicácia, é o único brasileiro que ainda fala da corrupção na Petrobas no condicional —“se teve problema…”. De resto, o orador passou, meio sem querer, a impressão de que avaliza a cana do companheiro João Vaccari Neto. Decerto foi ato falho.









De Lula sobre a crise: "Vão quebrar a cara"

Ao seu estilo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a rebater os críticos contra o Governo e o País. Em discurso, há pouco, durante a inauguração da Fábrica da Itaipava, no município de Itapissuma, disse que as pessoas que duvidam do crescimento do Brasil irão “quebrar a cara”.

“Não aceito o pessimismo que está sendo vendido. Tem dias que se a gente lê os jornais e vê a TV é melhor nem sair de casa, mas sou otimista. (…) Se a alguém que duvidar da capacidade de crescimento desse País vai quebrar a cara, relatou Lula”, afirmou segundo o blog da Folha de Pernambuco.

Ao falar sobre a economia brasileira, Lula voltou-se para o presidente da Itaipava, Walter Faria, e disse: “Quando eu vejo tanta gente falar de pessimismo, você inaugurou duas empresas em um ano e meio. Vejo q você acredita na capacidade brasileira”.

“Quem acha que o País vai acabar não tem noção do que é o Brasil. Não tem nenhum País hoje no mundo que ofereça a oportunidade de crescimento que tem no Brasil”, enfatizou. O ex-presidente Lula aproveitou a inauguração de uma cervejaria, na Região Metropolitana do Recife, para defender o ajuste fiscal do governo Dilma e falar de combate à corrupção e da Petrobrás.

Já o blog de Jamildo revela declarações de Lula sobre a crise na Petrobras gerada pela operação Lava Jato: “A Petrobras não acabou. As ações estão se valorizando. E o País não vai acabar não. Os brasileiros não têm noção do quão forte ele é. Se alguém roubou a Petrobras que prendam quem roubou. Para isto que tem a Justiça”, afirmou, marcando uma inflexão no discurso, menos de uma semana após a prisão do tesoureiro do PT, João Vacarri.

Em seus discursos, Lula costuma criticar a mídia golpista e a elite branca. Com a ajuda dos sindicatos ligado a à CUT, insistia na tese de defesa da estatal, sem criticar de forma enfática as pessoas acusadas de serem responsáveis pelos desvios, muitos deles ligados ao partido dos trabalhadores.

Lula, ainda segundo o blog de Jamildo, também voltou a criticar o pessimismo de alguns brasileiros, ao defender o ajuste fiscal do governo Dilma. “É necessário fazer os ajustes. Se alguém acreditar que não vai quebrar a cara. Aqui em Pernambuco mesmo, quando Eduardo Campos assumiu, ele precisou fazer ajustes”, afirmou, dirigindo-se a Paulo Câmara, sucessor do ex-governador socialista, falecido no ano passado, em um acidente de avião em São Paulo.

Na palestra, Lula disse que a economia deverá melhorar no segundo semestre deste ano. No mesmo evento, o ex-presidente Lula bebeu um gole da cerveja Itaipava, na inauguração da unidade, onde recebeu um cachê não revelado para fazer uma palestra motivacional. Após tomar um copo de Itaipava, ironizou os políticos e as limitações em público. “Minha assessoria vai ficar puta porque político não pode aparecer em evento público bebendo cerveja. Mas eu não tenho cargo público, eu não recebo dinheiro público, então eu posso fazer o que eu quiser.”, afirmou.

Foto: Blog de Jamildo

Regionais : Governo de Rondônia e Faculdades Associadas de Ariquemes lançam curso de formação em gestão escolar
Enviado por alexandre em 18/04/2015 10:53:49


Cinquenta e dois gestores escolares da rede estadual de ensino participarão do curso de Formação Continuada de Gestão Escolar em Ação. O curso é um projeto piloto que irá beneficiar inicialmente diretores e vice-diretores da região da Vale do Jamari e, posteriormente, atenderá gestores das demais regiões do Estado.

A coordenadora do Projeto de Formação Continuada, Rute Carvalho, disse que o objetivo da formação continuada é construir competências e habilidades na área de gestão democrática, por meio das áreas administrativas e pedagógicas, objetivando a elevação dos indicadores da escola e tendo como foco principal a aprendizagem dos alunos.

Segundo Núria Sagué, coordenadora Regional de Ensino, o curso de formação será dividido em sete módulos, com carga horária de 130 horas/aula, sendo 62 horas presenciais e 68 horas semipresenciais. A iniciativa é do governo de Rondônia, por intermédio da secretaria estadual de Educação (Seduc), em parceria com a Faculdades Associadas de Ariquemes (Faar).

O governador Confúcio Moura disse que a escola é um tema em movimento e nunca está completo. Ele ressaltou a importância de os gestores escolares estarem sempre estudando e se atualizando. “O gestor escolar é um líder e o verdadeiro líder recebe o aluno na porta da escola, anda pela instituição, conversa com a classe estudantil e com a comunidade”, destacou.

De acordo com o governador, as regionais de ensino devem trabalhar em conjunto com as secretarias de educação dos municípios. “A função da escola é ensinar o aluno que não quer aprender”, disse Confúcio Moura, que desafiou os educadores a inovarem no processo ensino aprendizagem, para que fujam da rotina.

Para ele, há um descompasso envolvendo a estrutura escolar, professor e aluno. Os prédios das escolas são do século IXX, os professores ensinam como no século XX e os alunos já estão no século XXI, destacando a modernidade das tecnologias; e ainda defendeu a igualdade nas escolas.

Participaram da cerimônia de abertura do evento, o prefeito de Ariquemes, Lourival Amorim, o deputado estadual, Adelino Follador e educadores da região do Vale do Jamari.

PALESTRA

O delegado Regional de Polícia Civil, Renato Cesar Morari, ministrou palestra onde falou sobre “Constituição Federal (Capítulo 03) e Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)”. Morari explicou para os gestores, de forma bem didática, o que os educadores devem fazer em situações diversas dentro e fora da escola, envolvendo alunos.

O foco principal da palestra foi quando o delegado disse que o professor em sala de aula é soberano, ou seja, quem manda é ele. Alguns professores chegaram a argumentar que perderam a autonomia na escola, depois que o Estatuto da Criança e do Adolescente foi criado.

Renato Morari foi enfático ao dizer que “a criança e o adolescente tem direitos garantidos no ECA”, mas também ressaltou que “tem obrigações”. Ele orientou sobre os casos em que a família, o Conselho Tutelar ou a polícia devem ser acionadas.


Fonte:DECOM

(1) 2 3 4 ... 4627 »