Regionais - Remédio que evita infecção por HIV pode ser distribuído gratuitamente a partir de 2016 - Notícias
(1) 2 3 4 ... 4858 »
Regionais : Remédio que evita infecção por HIV pode ser distribuído gratuitamente a partir de 2016
Enviado por alexandre em 02/08/2015 18:57:15

Remédio que evita infecção por HIV pode ser distribuído gratuitamente a partir de 2016

A partir de 2016, o Truvada, medicamento de uso contínuo que praticamente elimina o risco de contaminação pelo vírus HIV durante sexo sem camisinha, pode entrar para a lista de remédios distribuídos gratuitamente pelo SUS. A droga já foi aprovada pela Anvisa, mas ainda não está à venda no Brasil. O Ministério da Saúde estuda a aceitabilidade dos usuários e do funcionamento no SUS para incorporar o medicamento na política pública nacional, o que ainda não é feito por nenhum país do mundo, embora haja países que vendam o Truvada regularmente, como é o caso dos Estados Unidos, Tailândia e Malásia. Quando tomado diariamente, o Truvada, ou Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), pode zerar o risco de contágio mesmo durante sexo sem camisinha com um soropositivo. O remédio bloqueia a possibilidade de que o vírus ultrapasse as membranas celulares do organismo, se reproduza e atinja a corrente sanguínea do paciente.(BN)

Regionais : MPF pode impedir cobrança de taxa por produtos importados feita pelos Correios
Enviado por alexandre em 02/08/2015 18:53:19

MPF pode impedir cobrança de taxa por produtos importados feita pelos Correios

O Ministério Público Federal de Minas Gerais entrou com uma ação civil pública contra a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos pedindo a suspensão da taxa de R$ 12 que é cobrada aos consumidores que adquirem mercadorias internacionais. Em vigor desde 2014, a cobrança do despacho busca manter o "equilíbrio econômico-financeiro" dos Correios, segundo a empresa, mas para o MPF é indevida já que incide sobre custos já pagos pelo consumidor no ato da compra do produto. Assim, os custos do frete, além de englobarem todo o itinerário, do exterior até o Brasil, também incluem os custos dos serviços realizados pelos Correios. O MPF considera que impor o pagamento de uma taxa sobre esse serviço significaria "exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva, além de elevar sem justa causa o preço do serviço, prática, portanto, nula de pleno direito". A ação se baseia na IN 96/66, da Receita Federal, "os bens integrantes de remessa postal internacional, no valor aduaneiro de até U$ 500, serão entregues ao destinatário pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT mediante o pagamento do Imposto de Importação lançado pela fiscalização aduaneira na Nota de Tributação Simplificada – NTS, instituída pela Instrução Normativa n º 101, de 11 de novembro de 1991, dispensadas quaisquer outras formalidades aduaneiras". Além do decreto 1.789/96, que estabelece que, no intercâmbio de remessas postais internacionais, os Correios atuam apenas como depositário, cabendo-lhe tão somente "a guarda da encomenda e a expedição de aviso postal ao destinatário para retirada do pacote nas agências, sequer havendo a entrega em domicílio da encomenda pela ECT".

Regionais : Mulher com criança e bebê recém-nascido no colo são atropelados por mototaxista
Enviado por alexandre em 02/08/2015 18:45:45


Um caso de atropelamento foi registrado na noite deste sábado (01) na avenida Dom Pedro I, esquina com a rua Rio Grande do Norte, no Setor 05, em Jaru. Uma mulher com um bebê de apenas 30 dias de vida no colo e um garotinho de 7 anos foram atropelados enquanto atravessavam a rua por um mototaxista que seguia sentido avenida Padre Adolpho Rohl.

Com o impacto da motocicleta, Carla de Carvalho ficou bastante ferida, bem como a bebezinha e o garoto. Eles foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital Municipal de Jaru. O garoto sofreu uma pancada na cabeça, mas aparentemente sem muita gravidade, já o bebê havia suspeita de que tinha sofrido uma fratura no fêmur. As três vítimas do atropelamento receberam atendimento médico no HM e depois foram encaminhadas para Porto Velho.

A Polícia Militar foi acionada e conduziu o mototaxista para a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com a motocicleta. Segundo a Polícia, o mototaxista estaria alcoolizado.

Um dos membros da Diretoria do Sindicato dos Mototaxistas de Jaru, que não quis se identificar, o mototaxista envolvido, conhecido entre eles pelo apelido “Ouro Preto”, já havia sido alertado que a moto táxi tem que ser utilizada pelos profissionais apenas para o trabalho de transporte de passageiros, não devendo ser usado em lazer.


Fonte: Anoticiamais

Regionais : Lula: giro no país para recuperar popularidade
Enviado por alexandre em 02/08/2015 18:29:05

Lula: giro no país para recuperar popularidade

Lula pretende usar a educação como mote no giro que vai fazer pelo país para tentar recuperar a própria popularidade, do PT e do governo. Nas últimas semanas, o ex-presidente se reuniu com ministros, secretários municipais de educação e especialistas no tema para discutir o plano para a área encomendado por Dilma Rousseff a Mangabeira Unger (SAE). Ele acha que o resgate do slogan "pátria educadora" é uma forma de a presidente voltar a dialogar com a sociedade.

A todos com quem conversa sobre o plano de rodar o país, Lula demonstra inquietação com a demora de Dilma de tomar a dianteira na iniciativa.

O temor na cúpula do PT diante dos desdobramentos da Lava Jato passou a ser que o juiz Sérgio Moro determine nos próximos dias o bloqueio da fatia do partido no fundo partidário.  

Dirigentes petistas manifestam, ainda, preocupação com desdobramentos da Lava Jato na economia.

"Destruir o know-how da engenharia brasileira é crime. O Judiciário precisa ter essa consciência", diz o prefeito Luiz Marinho, um dos mais próximos de Lula no partido.  (Da Folha de S.Paulo - Vera Magalhães)


Dilma e os governadores: responsabilidade do voto

Três dias depois de se reunir com governadores de todos os estados do país, a presidenta Dilma Rousseff avaliou neste domingo, 2, o encontro, destacou que, assim como ela, os representantes dos estados foram eleitos democraticamente para mandatos de quatro anos e defendeu a necessidade de colaboração entre o governo federal e os estados para o país voltar a crescer.

"Gostei muito da reunião com os governadores. Apresentaram posições, sugestões e encaminhamentos importantes para o País. Nós temos em comum a eleição pelo voto popular majoritário e a responsabilidade de cumprir, no mandato de quatro anos, nosso programa de governo", escreveu Dilma em sua conta na rede social.

É a primeira avaliação da presidente sobre o encontro com os governadores, na última quinta-feira, 30, no Palácio da Alvorada. Na reunião, Dilma explicou aos governadores as causas da queda da arrecadação e propôs aos estados uma parceria para enfrentar problemas e superar crise.

Em resposta, os governadores comprometeram-se a ajudar o governo a evitar a aprovação de projetos da chamada pauta-bomba, em tramitação no Congresso Nacional que, segundo o Executivo, podem gerar gastos adicionais, comprometendo o ajuste fiscal.

"É nossa obrigação, mesmo com as diferenças partidárias, dialogar para que o país saia com rapidez de suas dificuldades. Para que volte a crescer, com equilíbrio fiscal, inflação sob controle, gerando empregos e prosperidade para os cidadãos e suas famílias", avaliou Dilma, pelo Twitter.

Dilma abandonada pelo Congresso

Sob o comando de Renan Calheiros e Eduardo Cunha, o Congresso que volta a funcionar nos próximos dias foi o que menos apoio deu a Dilma Rousseff desde 2011.

De acordo com uma pesquisa inédita da consultoria Arko Advice, no primeiro semestre o governo foi derrotado em cinco projetos (20%) do seu interesse que foram votados no Senado – no mesmo período dos anos anteriores, o governo não perdeu nada.

Na Câmara, a dor de cabeça também aumentou. Dilma foi derrotada em 23% das matérias que a interessavam – a maior taxa desde que assumiu a Presidência.

Aliás, o ritmo frenético imposto por Eduardo Cunha na Câmara é prova eloquente do trabalho que o articulador político e vice Michel Temer vem tendo: somados, os projetos de interesse do Executivo votados pela Câmara no primeiro semestre dos três anos iniciais de Dilma é exatamente igual ao que Cunha botou para voltar este ano: 123  (Lauro Jardim - Veja)


Marina diz que paga por ser contra impeachment

A ex-senadora Marina Silva afirmou em entrevista à Folha deste domingo, 2, que não há provas materiais que sustentem um pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

"Você não troca de presidente por discordar dele ou por não estar satisfeito. Se há materialidade dos fatos, não há por que tergiversar. Se não há, o caminho doloroso de respeito à democracia tem que prevalecer", afirmou Marina. "Eu não seria leviana de dizer, sem provas, que ela [Dilma] tem responsabilidade direta. Ela tem responsabilidades políticas e administrativas. Esse não é o momento de ficar gesticulando, tagarelando", acrescentou. 

A ex-candidata a presidente pregou "responsabilidade" com a democracia e disse que não vai "instrumentalizar a crise" para tentar ampliar o desgaste da presidente. "Neste momento, é preciso ter muita responsabilidade. Já tivemos perdas em relação às conquistas econômicas. Agora estamos tendo perdas em relação às conquistas sociais, com inflação e desemprego. Uma coisa que não podemos perder é a nossa confiança na democracia. Não podemos, em hipótese alguma, colocar em xeque o investimento que fizemos na democracia", afirmou.

Sobre as manifestações contra o governo que estão marcadas para próximo dia 16, Marina Silva disse que a sociedade tem todo o direito de se manifestar, "porque foi enganada quando negaram os problemas e não fizeram o que era preciso".

"Mas esse protesto não pode antecipar o que a Justiça ainda não concluiu. Uma coisa é o que a sociedade pauta, outra é o que as lideranças políticas têm que ponderar. A liderança política não tem apenas que repetir o que se quer ouvir. Às vezes, ela tem que pagar um preço. Não podemos deixar de considerar o valor da democracia, até pelos traumas que passamos", afirmou. 

Clique aí e  Leia na íntegra  a entrevista de Marina Silva.

Regionais : Dois graves acidentes envolvendo carretas na BR-364 entre Jaru e Ouro Preto
Enviado por alexandre em 02/08/2015 01:31:21


Mais dois acidente envolvendo carretas foram registrados neste sábado (01) na BR-364, entre os municípios de Jaru e Ouro Preto do Oeste. Nos dois sinistros os veículos estavam carregados de milho, sendo que em um a carreta tombou e no outro o veículo pesado se incendiou.

No primeiro acidente, ocorrido por volta das 9h30, o carreteiro informou que seguia pela rodovia federal, quando na altura do Km 402, um saco de cimento teria caído de um veículo que seguia a sua frente e ao tentar desviar colidir com o objeto, acabou perdendo o controle da direção do veículo, vindo tombar na pista. Por sorte ninguém se feriu, havendo apenas danos materiais.

No outro acidente, ocorrido no início da tarde, uma carreta bitrem da marca Scania, carregada de milho, que seguia de Cacoal com destino a Porto Velho, pegou fogo, obrigando o seu condutor a saltar do veículo em movimento para não morrer.

O acidente aconteceu por volta das 13 horas e segundo o condutor da carreta, ele seguia sentido Jaru quando na altura do km 392 observou que o veículo estava em chamas. Ele saltou da cabine da carreta com o veículo ainda em movimento, mas por sorte saiu ileso.

A carreta desgovernada saiu da pista e parou às margens da rodovia federal, vindo a ficar completamente incendiada. O fogo também se espalhou pela vegetação nas proximidades do local onde a carreta parou.

Apesar da gravidade dos dois sinistros, por sorte não houve feridos. A Polícia Rodoviária Federal foi acionada e controlou o tráfego de veículos nas imediações dos dois acidentes.


Fonte: Anoticiamais

Autor: Flávio Afonso

(1) 2 3 4 ... 4858 »