Regionais - Homem que ameaçou com bomba prova da OAB se entrega - Notícias
(1) 2 3 4 ... 5616 »
Regionais : Homem que ameaçou com bomba prova da OAB se entrega
Enviado por alexandre em 24/07/2016 20:59:16

Homem que ameaçou com bomba prova da OAB se entrega



Bope negociou por mais de três horas rendição de suspeito (Foto: Alberto Maraux/Ascom SSP)

Maiana Belo e Danutta Rodrigues - Do G1 BA

O homem que ameaçou explodir uma bomba na Unijorge, em Salvador, onde seria realizada a prova da OAB, se entregou à polícia por volta das 16h50 deste domingo (24). A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia. A prova do exame da ordem em Salvador foi cancelada. De acordo com a SSP-BA, não foram encontrados artefatos explosivos ou armas de fogo com o rapaz, que foi identificado como Frank Oliveira da Costa.



A rendição ocorreu quatro horas após início da confusão e com a chegada do advogado Marcos Melo, que foi contratado pela família do suspeito. Segundo o coronel do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Paulo Coutinho, o motivo da ameaça seria o fato de o homem não ter passado no exame anteriormente e estar frustrado.



O coronel ainda afirmou que o rapaz já tem um processo contra a OAB. As duas sacolas que estariam com as supostas bombas tinham apenas roupas, segundo o coronel do Bope.

A SSP-BA ainda informou que o homem passou por atendimento médico e depois foi encaminhado ao Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), onde é ouvido. Segundo a polícia, informações preliminares dão conta de que o caso se trata de um fato isolado, sem conexões com terrorismo.

Regionais : É crime. Eles confessaram
Enviado por alexandre em 24/07/2016 20:52:54


É crime. Eles confessaram



Mary Zaidan

Pagamento por fora, não contabilizado e não declarado, vulgo caixa dois. O depoimento de João Santana ao juiz Sérgio Moro trouxe de volta a desculpa-chave do petismo para toda sorte de ilegalidades. Ainda que tenha admitido erros, o marqueteiro o fez com a ressalva de que o ilícito é prática corrente no mercado. Mais: complicou de vez a vida de sua ex-chefe Dilma Rousseff.

Em 2005, Duda Mendonça, de quem Santana foi sócio, expressou discurso semelhante. Na CPI dos Correios disse, com lágrimas nos olhos, que recebera R$ 10,5 milhões de Marco Valério, no exterior. “Esse dinheiro era claramente caixa dois, nós sabíamos, mas não tínhamos outra opção para receber”.

Absolvido pelo Supremo, Duda se livrou do Mensalão e, de quebra, salvou Lula ao garantir que o então presidente desconhecia o ocorrido.

Onze anos depois e milhões de dólares a mais, Santana dificilmente terá a mesma sorte. Para obter algum alívio terá de falar mais. E, como ficou provado em seu primeiro depoimento, cada vez que abrir a boca criará maiores embaraços para Dilma e o PT.

Depois de ele e sua mulher, Mônica Moura, terem mentido sobre a origem de US$ 4,5 milhões depositados em uma conta da offshore do casal na Suíça, Santana não só confirmou que o dinheiro era fruto de caixa dois, como usou Dilma para justificar o drible na polícia. Diante de um processo de impeachment ainda no nascedouro, disse que temia criar complicações políticas para aquela que ele ajudara eleger.

Com isso, o marqueteiro que sempre se julgou um estrategista imbatível conseguiu o inimaginável: adicionar mais um ingrediente à previsível derrota que Dilma colherá no Senado. E incluí-la, de forma definitiva, nas investigações da Lava-Jato. Na fase mais aguda, quando ela já não terá mais privilégio de foro.

Não por outro motivo, Dilma apressou-se em alterar seu discurso sobre caixa dois. Se antes afirmava, peremptoriamente, que a prática não chegou perto de suas campanhas, a pregação agora ganhou outro tom: “se houve pagamento, não foi com meu consentimento”. Uma pequena diferença, que pode ou não salvar a sua pele.

Santana e Mônica também jogaram querosene na fogueira que há mais de ano queima João Vaccari. O tesoureiro do PT, que teria articulado os pagamentos para o casal, aparece em quase todas as vertentes da Lava-Jato, além das confusões da Bancoop, cooperativa falida que iniciou a construção do tríplex do Guarujá, reformado pela OAS de Léo Pinheiro para Lula, mas que o ex diz que não queria mais.
Vitorioso em sete eleições presidenciais no Brasil e além das fronteiras – Lula e duas vezes Dilma, Maurício Funes (El Salvador), Danilo Medina (República Dominicana), José Eduardo dos Santos (Angola), Hugo Chávez e Nicolás Maduro (Venezuela) –Santana confessou que acreditava na impunidade – “não imaginava que pudesse ser preso”. E contava com a possibilidade de ser anistiado, repatriando o dinheiro ilícito que estava “hibernado” em uma conta não declarada, existente há 20 anos.

A prisão dele e de sua mulher em fevereiro impediu que o casal usufruísse da Lei 12.254, sancionada por Dilma em janeiro, mas que só passou a vigorar em abril. Evitou-se assim que, legalmente, se lavasse a sujeira.

Acerta Santana ao afirmar que “o marketing eleitoral não cria corrupção, não corrompe, e não cobra propina”. Mas está longe de ser “consequência de um sistema eleitoral adulterado distorcido em sua origem”, como quer fazer crer o marqueteiro.

É bandidagem mesmo. E das grossas.

Retorno difícil, Dilma vai vender biografia no Senado



A presidente Dilma Rousseff durante entrevista à Folha de S.Paulo

Folha de S.Paulo - Marina Dias

A rotina de trabalho ainda ocupa pelo menos 12 horas do dia de Dilma Rousseff, mas os terninhos e casaquetos presidenciais foram substituídos por roupas de ginástica e vestidos longos, daqueles mais leves e confortáveis.

Desde que foi afastada do cargo de presidente da República, há 73 dias, Dilma foi obrigada a se despir das formalidades de seu antigo gabinete, no terceiro andar do Palácio do Planalto, e transferir seu escritório para a biblioteca do Alvorada, onde recebe diariamente ex-ministros e assessores, como Giles de Azevedo e Jorge Messias, o "Bessias".

Aliados dizem que Dilma continua obcecada pelos detalhes. As broncas e dúvidas minuciosas a cada debate são recorrentes, mas os despachos, garantem, ficaram mais bem humorados e informais.

Quem esteve com a petista recentemente relata que seu objetivo hoje é "apenas defender sua biografia". Ela sabe que sua imagem está desgastada e tem feito contas pessimistas sobre quantos senadores podem rever posição e salvá-la do impeachment.

Parlamentares a visitam semanalmente, mas a micropolítica nunca a interessou.

Os conselhos mais incisivos, que costumava receber do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, também têm ficado em segundo plano. Os dois se falam cada vez menos e quase sempre por telefone.

Aliados de Dilma dizem que nenhum dos dois está "muito empenhado" em converter votos contra o impeachment, em sessão marcada para agosto no Senado.

Da última vez que esteve em Brasília, no início do mês, Lula almoçou com a sucessora e participou de um jantar na casa do senador Roberto Requião (PMDB-PR) com apenas seis parlamentares.

Cristovam Buarque (PPS-DF), que se autodefine "indeciso" no julgamento do impeachment, e um dos que pode, na opinião de assessores de Dilma, votar desta vez a favor dela, não compareceu.

Diante do cenário pouco animador, a petista tenta relaxar. Dedica-se mais à leitura e a séries no Netflix, vícios que conseguiu retomar com mais frequência somente ao ser afastada da Presidência. Mantém a rotina de exercícios com pedaladas em torno do Alvorada, mas afrouxou a dieta ravenna, que a fez perder 17kg. Dilma engordou, mas não conta a ninguém quantos quilos.

Da biblioteca, elabora textos e discursos, discute a conjuntura política com aliados e a estratégia de sua defesa no processo de impeachment com José Eduardo Cardozo, seu advogado pessoal.

Ele tem ido praticamente todos os dias ao Alvorada, mas não fica necessariamente o tempo todo com a chefe, que o chama quase que de hora em hora para tirar dúvidas e fazer ponderações sobre as alegações finais.
Além dele, Giles e Messias, os principais frequentadores da residência oficial são os ex-ministros petistas Ricardo Berzoini, Jaques Wagner e Carlos Gabas.

Quando está inquieta, deixa a biblioteca e vai procurar os assessores nas salas de reuniões que ficam de frente para o jardim da residência oficial. "Ela procura trabalho, mas não tem muito o que fazer", confidencia um dos visitantes corriqueiros.

Renan engaveta pedidos de impeachment contra Janot



Leandro Mazzini - Coluna Alvorada

Depois de quase ser preso a mando do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), recuou no discurso e no ato.

Mandou a Advocacia-Geral do Senado arquivar os dois pedidos de impeachment do chefe do Ministério Publico Federal, que estava sob análise.

Quando o noticiário avisava, respaldado em informações da PGR, que pairavam suspeitas fortes sobre o senador, Renan repetia que poderia abrir investigação contra Janot. Agora, é todo mel quando fala do PGR – que não o esqueceu.

Um dos pedidos de impeachment de Rodrigo Janot engavetados pela Advocacia do Senado foi apresentado por dois jovens de 21 anos, de Porto Alegre, que passearam pelo Congresso há duas semanas.

Regionais : PF continua “Operação Sala Azul” e escritório de advogado sofre “batida” em Vilhena
Enviado por alexandre em 24/07/2016 11:00:34

PF continua “Operação Sala Azul” e escritório de advogado sofre “batida” em Vilhena

Seis mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos

Agentes da Polícia Federal cumprem, desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 22, seis mandados de busca e apreensão nas cidades de Vilhena e Colorado do Oeste.

Um dos locais que está sendo alvo da batida é o escritório do advogado Denns Deivy Souza Garate. Uma comissão da OAB acompanha a ação policial para garantir as prerrogativas do profissional.

De acordo com uma fonte da PF, ouvida pela reportagem, “salvo alguma coisa pelo caminho”, não há previsão de prisões.

A investigação de hoje é uma continuação da “Operação Sala Azul”, da própria PF, deflagrada em abril deste ano, destinada a combater fraudes contra o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Lembre aqui.

O FOLHA DO SUL ON LINE vai acompanhar o caso e trará novas informações ainda hoje.


PF suspeita que quadrilha substituiu outra e aperfeiçoou golpe aplicado no Cone Sul

Escritórios e casas de contador e advogado sofreram devassa

Uma fonte policial do FOLHA DO SUL ON LINE retificou uma informação postada hoje pelo site sobre uma ação da PF realizada hoje em Vilhena e Colorado do Oeste, esclarecendo que foram sete os mandados de busca e apreensão cumpridos em ambas as cidades, sendo quatro na primeira e os outros três na outra.

Em Vilhena, além da “batida” na casa e no escritório do advogado Denns Deivy Garate Souza, os mandados foram cumpridos na residência e no escritório de um contador, cujo nome não foi divulgado. Neste momento, suspeitos de participação num esquema de fraudes contra o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), estão sendo ouvidos na DPF de Vilhena.

De acordo com o entrevistado, que por razões de segurança não pode ter a identidade revelada, existem indícios de que uma nova quadrilha passou a agir no Cone Sul após a prisão de estelionatários apanhados pela “Operação Sala Azul”, também da PF.

“Esse pessoal que não foi preso na operação anterior acreditava que poderia continuar praticando crimes”, disse o informante, acrescentando que a nova modalidade de golpe difere do que era aplicado antes. “Mas estamos analisando o material recolhido para confirmar as suspeitas”.

Ainda hoje, a própria PF pode emitir nota ou conceder entrevista coletiva falando sobre a operação.



Fonte: Foto: Eliseu Vieira
Autor: Da redação








PF suspeita que quadrilha substituiu outra e aperfeiçoou golpe aplicado no Cone Sul

Escritórios e casas de contador e advogado sofreram devassa

Uma fonte policial do FOLHA DO SUL ON LINE retificou uma informação postada hoje pelo site sobre uma ação da PF realizada hoje em Vilhena e Colorado do Oeste, esclarecendo que foram sete os mandados de busca e apreensão cumpridos em ambas as cidades, sendo quatro na primeira e os outros três na outra.

Em Vilhena, além da “batida” na casa e no escritório do advogado Denns Deivy Garate Souza, os mandados foram cumpridos na residência e no escritório de um contador, cujo nome não foi divulgado. Neste momento, suspeitos de participação num esquema de fraudes contra o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), estão sendo ouvidos na DPF de Vilhena.

De acordo com o entrevistado, que por razões de segurança não pode ter a identidade revelada, existem indícios de que uma nova quadrilha passou a agir no Cone Sul após a prisão de estelionatários apanhados pela “Operação Sala Azul”, também da PF.

“Esse pessoal que não foi preso na operação anterior acreditava que poderia continuar praticando crimes”, disse o informante, acrescentando que a nova modalidade de golpe difere do que era aplicado antes. “Mas estamos analisando o material recolhido para confirmar as suspeitas”.

Ainda hoje, a própria PF pode emitir nota ou conceder entrevista coletiva falando sobre a operação.



Fonte: Foto: Eliseu Vieira
Autor: Da redação









Regionais : Mãe reza diante do filho morto no dia do aniversário
Enviado por alexandre em 24/07/2016 10:53:29


Mãe reza diante do filho morto no dia do aniversário


Por Redação Bocão News | Fotos: Reprodução/Teixeira News

Um homem foi morto a tiros por volta das 19h de quinta-feira (21), na Rua Manoel Sambique, no bairro Vila Vargas, em Teixeira de Freitas. José Ricardo Alcântara, que completou 30 anos no dia do crime, foi alvejado com dois disparos de revólver calibre 38, que o atingiram no rosto e no pescoço. Moradores da rua não souberam informar detalhes do crime, afirmando apenas terem escutado o barulho dos tiros.

Uma equipe da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar de Teixeira de Freitas (87ª CIPM) esteve no local para isolar a área antes da chegada da Polícia Técnica. No local, uma cena chamou a atenção dos populares. A mãe da vítima, ajoelhada diante do corpo, rezava pelo filho. A autoria e a motivação do crime serão investigadas pela Polícia Civil.

Regionais : Médico estoura cisto gigante do olho de criança e registra tudo em vídeo. Confira!
Enviado por alexandre em 24/07/2016 10:46:21

Médico estoura cisto gigante do olho de criança e registra tudo em vídeo. Confira!


Foto: Reprodução / Facebook

O caso ocorreu em Sonsonante, El Salvador, quando uma criança deu entrada em um hospital com uma inflamação de crescimento lento que acabou formando uma protuberância que cobriu completamente o seu olho direito. O procedimento de remoção foi registrado em um vídeo pelo médico responsável, Dr. Alberto Cota.

O nódulo, conhecido como calázio e que normalmente desaparece com o passar do tempo, é mais comumente encontrado em pessoas com idades entre 30 a 50 anos. No entanto, a criança, que não foi identificada e não teve a idade revelada para preservá-la, ficou com o olho completamente bloqueado pelo cisto.

No vídeo, ele é visto deitado na cama de um hospital, enquanto o médico lhe diz para manter a calma. Logo, com a ajuda de um bisturi, ele faz uma abertura no cisto e imediatamente um pus de cor amarelada começa a derramar. Quando o fluxo é finalizado, a criança geme de dor e uma quantidade de sangue começa a aparecer na região.

Os cistos oculares são incrivelmente comuns em todo o mundo, embora sejam incomuns entre crianças. São causados por uma obstrução nos dutos lacrimais, quando substâncias oleosas a partir do olho não são drenadas. Podem ser causados também por doenças de pele, como a rosácea. Eles crescem normalmente dentro de quatro dias, tornando-se vermelhos e inchados, porém são indolores.

O único tratamento disponível é a remoção do conteúdo por meio de incisão, geralmente realizada sob anestesia geral ou local – dependendo da gravidade. Logo, uma vez removido, a pele restante desaparece em alguns dias ou semanas.

Veja vídeo:
http://portaldozacarias.com.br/site/noticia/medico-estoura-cisto-gigante-do-olho-de-crianca-e-registra-tudo-em-video.-confira-/

(1) 2 3 4 ... 5616 »