Regionais - Após surto de febre amarela, macacos são mortos pela população - Notícias
(1) 2 3 4 ... 6028 »
Regionais : Após surto de febre amarela, macacos são mortos pela população
Enviado por alexandre em 20/01/2017 09:54:38


Depois da divulgação da informações de surto de febre amarela em Minas Gerais, onde o Ministério da Saúde jé confirmou oito mortes causadas pela doença, e da suspeita de casos também no Espírito Santo, macacos bugios estão sendo atacados no Rio Grande do Sul, embora no estado ainda não exista nenhum caso notificado.

Por acharem que eles são responsáveis pela doença, moradores atacam os animais. Mas os biólogos garantem que os bugios não são os transmissores.

"Eles são confundidos com os ventores, mas eles não são. São animais sensíveis à doença assim como os humanos. A doença é transmitida pelo mosquido Aedes Aegypti", explica o veterinário Marcelo Cunha.

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente tem levado para o zoológico de Gramado os macacos encontrados debilitados após os ataques. Os bichos costumam apresentar cortes típicos de facas e marcas de tiros de chumbinho, o que evidencia a ação humana.

De acordo com o portal R7, em 2009, quando o Rio Grande do Sul registrou o último surto da doença, de acordo com a secretaria, dois mil bugius foram mortos em matas gaúchas, tanto por contaminação quanto por violência humana.

"Quando o bugiu adquire a doença, ao contrário de representar um risco, significa uma forma de alertar à população de que a febre amarela está ocorrendo na região", destaca a bióloga Tatiane Nunes.

Fonte: NOTÍCIAS AO MINUTO

Regionais : GAROTO DE 11 ANOS DESFERE FACADA NO PEITO DE OUTRO DE 14 ANOS
Enviado por alexandre em 20/01/2017 09:49:45


VILHENA - A tentativa de homicídio foi registrada na noite desta quinta-feira, 19 de janeiro, em frente a uma residência do residencial União, nas proximidades da avenida Perimetral, em Vilhena.

Segundo o apurado, um garoto de apenas 11 anos teria se apossado de uma faca e ido em direção ao desafeto, este, um adolescente de 14 anos, e desferiu um golpe no peito da vítima, fugindo logo em seguida.

Vizinhos socorreram o adolescente em um carro particular ao pronto socorro do Hospital Regional, onde o garoto passou por avalizações médicas, sendo constatada uma perfuração no lado direito do peito, não havendo risco de morte ou hemorragia interna. Sendo assim, ele ficará em observação e será liberado nas próximas horas.

Radiopatrulhas da Polícia Militar deslocaram-se ao hospital e até o residencial União para colher dados e confeccionar o registro de ocorrência. O garoto de 11 anos não foi localizado pelos policiais.

Para a reportagem, a vítima informou que há cerca de dois anos havia tido um desentendimento com o infrator motivado por uma menina, que culminou no atentado na noite de hoje. Na ocasião, a vítima teria desferido um soco no rosto do acusado.

Regionais : Projeto Bombeiro Mirim deverá ser implantado em Vale do Paraíso
Enviado por alexandre em 20/01/2017 02:16:25


Projeto Bombeiro Mirim deverá ser implantado em Vale do Paraíso
O município de Vale do Paraíso poderá em breve ter implantado o projeto Bombeiro Mirim segundo entendimento mantido durante reunião realizada na Câmara municipal entre o presidente vereador Helinho Gusmão (PDT) e o comandante do Subgrupamento do Corpo de Bombeiros com sede em Ouro Preto do Oeste, tenente - BM Márcio Strauss. O projeto Bombeiro Mirim teve início na cidade de Guajará-Mirim em 2003 e foi ampliado para os municípios de Jaru, Machadinho do Oeste e Ouro Preto do Oeste. Neste período, o comando de cada quartel desenvolveu as ações do projeto seguindo o contexto social. O projeto atende crianças de 9 a 14 anos, que frequentam as aulas desenvolvidas nas unidades do Corpo de Bombeiros três vezes por semana, sempre no horário inverso ao horário do ensino regular.

De acordo com o tenente - BM Strauss o projeto Bombeiro Mirim surgiu da conscientização do Corpo de Bombeiros de que, sendo uma instituição pública, a corporação não poderia furtar-se de sua responsabilidade social e que deveria fazer “algo mais” pela sociedade em que está inserido, além do que já faz como sua obrigação prevista na legislação. Neste sentido pontua o comandante a corporação focou seus esforços para preencher a lacuna existente na educação dos jovens, principalmente na fase da adolescência, período em que os jovens começam a descobrir novas facetas da vida em sociedade, momento em que são afetados tanto positiva como negativamente.

Em Ouro Preto do Oeste, o projeto Bombeiro Mirim funciona há cinco anos com o apoio da prefeitura e segundo o tenente- BM Strauss o mesmo espera que neste ano de 2017 este apoio continue. O comandante e o presidente da Câmara municipal de Vale do Paraíso, já agendaram uma reunião no quartel do Corpo de Bombeiros de Ouro Preto do Oeste, para alinharem posições sobre o projeto que segundo explicou o presidente da Casa de Leis terá todo seu apoio e certamente de seus pares por entender que este projeto é de suma importância para o aprendizado da criança na fase da pré – adolescência. “Iremos nos certificar como é funcionamento do projeto Bombeiro Mirim para que possamos reunir com os demais membros da Câmara para discutimos a sua implantação no nosso município. Tenho certeza que meus pares vão abraçar esta causa”, asseverou o presidente da Casa de Leis vereador Helinho Gusmão.

O projeto Bombeiro Mirim é mais um exemplo do comprometimento do Corpo de Bombeiros junto à comunidade. No Bombeiro Mirim, crianças e adolescentes de escolas públicas recebem noções de prevenção contra incêndios, primeiros socorros, afogamentos e acidentes domésticos.
Além do aprendizado, o projeto oferece aos alunos alimentação, uniforme e transporte. Cada turma tem em média 40 crianças e nestes 13 anos de existência do Bombeiro Mirim, cerca de mil alunos foram beneficiados.

Fonte: Alexandre Araujo/WWW.ouropretoonline.com

Regionais : Ministério Público investiga indícios de superfaturamento na compra de bicicletas para a saúde de Monte Negro
Enviado por alexandre em 19/01/2017 19:23:37


Fonte: Rondoniavip

Neste mês de janeiro, o Ministério Público Estadual, por meio da promotora de Justiça Tâmera Padoin Marques, instaurou um inquérito civil público para averiguar um suposto ato de improbidade administrativa, consistente na prática de lesão aos cofres públicos, pela aquisição de 15 bicicletas elétricas pela Secretaria Municipal de Monte Negro, a fim de atender a demanda dos Agentes Comunitários de Saúde.

De acordo com uma representação formulada ao MPE por integrantes do Conselho Municipal de Saúde de Monte Negro, cujos documentos o Rondôniavip teve acesso, é relatado que os produtos adquiridos (bicicletas) não são de boa qualidade, não possuem autonomia e que se encontram atualmente sem utilização na Secretaria Municipal de Saúde.

Ainda segundo os membros do conselho, essas bicicletas elétricas foram adquiridas com recurso de emenda parlamentar que, inicialmente, foi de R$ 42.000,00, sendo acrescido R$ 2.500,00 e, em seguida, R$18.000,00 de contrapartida da Prefeitura.

Os conselheiros chegaram a conversar com o controlador municipal e viram no momento em que ele telefonou para alguém dentro da Prefeitura, posto que o telefone estava no modo 'viva voz', esse interlocutor (que não sabem que é) disse que era para modificar o número do CNPJ da empresa para dar ares de legalidade na contratação. Porém, o controlador disse que não faria isso, já que os conselheiros já tinham ciência da ilicitude.

Mais

Os recursos utilizados para a compra das bicicletas elétricas foram por meio de emenda do deputado estadual Adelino Follador (DEM). A aquisição foi feita durante a gestão de Júnior Miotto (PP) e o valor total chegou a quase 45 mil reais. O parlamentar participou da entrega do material, que foi feita em cerimônia pública feita no dia 07 de outubro de 2016.

O MPE divulgou que a ex-secretária municipal de Saúde, a pregoeira da prefeitura a época dos fatos e a empresa VL Passarela Faroni EPP terão que prestar esclarecimentos sobre a compra supostamente superfaturada.

Foram compradas 15 bicicletas elétricas, aro 26, equipada com cestões e bagageiro, potência mínima de 250 watts, com velocidade mínima de 20 km/h, desempenho mínimo de 30 km com a bateria carregada ou quatro horas de uso.

Regionais : Salário de delegado no AM sobe para R$ 20.461,00 e agente para R$ 5.753,48
Enviado por alexandre em 19/01/2017 19:03:08


Policiais Civis do Amazonas estão entre as classes de servidores que tiveram os maiores reajustes salariais no Estado nos últimos seis anos. De acordo com a Secretaria Estadual de Administração e Gestão (Sead), entre 2010 e 2016, os ganhos acumulados variam entre 71% e 153%.

Neste período, o menor salário na Polícia Civil (PC), de Escrivão 4ª Classe e Investigador em início de carreira, subiu de R$ 2.641,46 para R$ 5.753,48 e o maior, do Delegado Classe Especial, de R$ 9.980,36 para R$ 20.416. Escrivão de 1ª Classe teve reajuste de 153,90%, saindo de R$ 3.058,10 para R$ 7,764,73. Peritos tiveram reajustes entre 78,53% (Perito Legista) e 100%, do Perito Criminal Classe Especial, que hoje tem salário de R$ 12,468,93.

Rankings salariais de entidades nacionais, como a Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), atestam que a Polícia Civil do Amazonas está entre as mais bem remuneradas no Brasil. Isto ocorre porque, nos últimos seis anos, tanto a Policia Civil quanto a Militar tiveram reajustes anuais seguidos, na maioria das vezes, maiores que a inflação.

Entre 2012 e 2014, além da Data Base, que é corrigida com base no IPCA, os salários de policiais civis e militares foram reajustados anualmente em face do Plano de Escalonamento negociado com o Governo do Amazonas, conforme Leis n. 3.722 e 3.725, de 19 de março de 2012. As Leis do Escalonamento garantiram, até 2016 para a PM, e, até 2015 para a PC, a correção das perdas salariais com as inflações passadas. Em 2014, o Governo do Amazonas estendeu o Escalonamento da Polícia Civil, que deveria encerrar em 2015, para 2018.

Escalonamento 2017 garantido

O reajuste do escalonamento, pago sempre a partir de janeiro, foi regular até 2016 para a PC, mas, para 2017, em função da crise, a extensão do benefício ainda não pôde ser cumprida. O governador José Melo já garantiu que vai cumprir a Lei e o acordo que fez com os policiais e disse que vai começar a pagar o escalonamento em abril, com a entrada em caixa dos recursos federais provenientes da Repatriação. O pagamento será retroativo a janeiro.

“Nosso governo tem deixado claro nas mesas de negociações que não tem a intenção de suspender o pagamento da parcela de reajuste referente ao ano de 2017 do Plano de Escalonamento da Polícia Civil, datada para ser incorporada aos salários neste mês de janeiro, visto que a extensão do Escalonamento da Polícia Civil foi estendido até 2018 por Lei assinada por mim. O que propomos, por conta da crise econômica que afetou a Receita do Estado, é que o reajuste seja concedido a partir de abril, com retroatividade a janeiro”, afirma José Melo, ao declarar que sempre esteve aberto às negociações com os representantes da classes com quem tem buscado entendimento exaustivamente.

O Governo também justifica que o escalonamento de 2017 não será concedido na folha de janeiro, porque já atingiu o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (RLF), que diz que o Estado não pode ultrapassar 49% da sua Receita Corrente Líquida (RCL) com folha de pagamento, sob a pena de incorrer no Crime de Responsabilidade, o que implicaria em sanções severas ao Estado, como a impossibilidade de contrair financiamentos, receber repasses federais, entre outros, além das sanções pessoais ao governante.

Momento errado Fotos: Reprodução / Internet

José Melo lamentou a recusa dos representantes de classe dos policiais civis em não querer negociar e ainda ameaçar paralisar os serviços num momento delicado pelo qual passa a segurança pública no Estado. Ele também ressaltou os esforços que o Estado tem feito, diante da crise econômica, para manter salários de servidores em dia, quando muitos estados estão pagando os vencimentos atrasados e parcelados.

(1) 2 3 4 ... 6028 »