Mais Notícias - Maia e PT querem rediscutir financiamento de campanha - Notícias
« 1 2 (3) 4 5 6 ... 3538 »
Mais Notícias : Maia e PT querem rediscutir financiamento de campanha
Enviado por alexandre em 13/08/2018 09:00:52

Maia e PT querem rediscutir financiamento de campanha

Postado por Magno Martins

Atual modelo favorece candidatos com maior patrimônio

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), diz que será necessário rediscutir no Congresso o financiamento de campanha.

O atual sistema estaria revelando várias distorções já que proíbe a contribuição de empresas e limita o uso de recursos públicos pelos partidos —mas libera candidatos milionários a bancarem as campanhas do próprio bolso.

O tesoureiro do PT, Emídio de Souza, endossa. Ele cita SP: os principais candidatos ao governo, por seus cálculos, devem receber cerca de R$ 5 milhões de dinheiro público. Aqueles que têm maior patrimônio, como João Doria (PSDB) ou Paulo Skaf (PMDB), porém, poderão colocar recursos próprios, e ilimitados, em suas campanhas.

“É evidente que a lei criou uma situação de potencial desigualdade”, diz. Partidos com mais recursos do fundo eleitoral e candidatos endinheirados saem em vantagem. (Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo)

Mais Notícias : Haddad é ‘recall’ de Dilma, poste que deu defeito
Enviado por alexandre em 13/08/2018 08:59:45

Haddad é ‘recall’ de Dilma, poste que deu defeito

Postado por Magno Martins

Josias de Souza

No mundo dos negócios, o recall é uma convocação que as empresas fazem aos consumidores para trocar peças ou produtos vendidos com defeito. Evitando riscos à vida, à saúde e à segurança da clientela, o fabricante atenua o vexame e livra-se das indenizações. Lula está prestes a introduzir na política a prática do recall. Com uma diferença: ele oferecerá um novo poste ao eleitorado, Fernando Haddad, sem reconhecer que o poste anterior, Dilma Rousseff, revelou-se uma fraude.

À espera da decretação formal de sua inelegibilidade pela Justiça Eleitoral, Lula trata a fabricação da candidatura de Haddad como um grande negócio. Se o eleitor comprar a tese de que o novo poste é solução para os problemas nacionais, Lula será convertido em mártir. Se o produto for refugado, o presidiário do PT renovará a pose de vítima. Em qualquer hipótese, o segredo do negócio é esconder o fiasco da administração de Dilma Rousseff.

Levado à vitrine como vice da chapa tríplex do PT, Haddad aderiu ao coro que celebra a presença de Lula na liderança das pesquisas como uma consequência da comparação do seu governo com a gestão de Michel Temer. Nessa versão, os brasileiros recordam que havia mais empregos e renda sob Lula. E deploram a volta do desemprego e da miséria sob Temer. Para que esse tipo retórica fique em pé, será necessário que a amnésia petista vire um fenômeno epidêmico.

O PT mantém Dilma longe da cena presidencial. Confinou-a numa candidatura ao Senado, em Minas Gerais. Lula, Haddad e a cúpula petista só lembram do poste anterior quando sentem a necessidade de renovar a teoria do “golpe”. Um golpe sui generis, pois Dilma foi deposta por seus aliados, sob regras constitucionais, numa sessão presidida pelo amigo Ricardo Lewandowski, do STF. O instituto do recall está regulamentado no Código de Defesa do Consumidor. Ao oferecer um poste novo ao eleitorado sem reconhecer que empurrou pela segunda um poste micado para 54 milhões de eleitores em 2014, Lula viola pelo menos duas exigências do texto legal

Mais Notícias : Lava Jato atacou PT para esconder aumento de juízes
Enviado por alexandre em 13/08/2018 08:59:07

Lava Jato atacou PT para esconder aumento de juízes

Postado por Magno Martins

Geraldo Seabra - Blog Os Divergentes

Usando a velha tática do ataque como melhor defesa, a Operação Lava Jato fez diversos bombardeios esta semana sobre o Partido dos Trabalhadores para esconder as falcatruas de juízes e procuradores da República e o aumento dos seus salários já milionários que auto decretaram, metendo as mãos de forma escandalosa sobre os recursos públicos que dizem defender.

O ataque coincidiu com a abertura da campanha eleitoral e teve por objetivo minar a candidatura do partido à Presidência da República, sobre a qual existe um consenso: estará no segundo turno, seja com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ou com o seu virtual substituto, o ex-ministro da Educação Fernando Haddad.

Juízes e procuradores da República ganham hoje salários que variam de R$ 28 mil a R$ 33,5 mil, mais um auxílio-moradia de R$ 4,3 mil, mesmo que tenham casa própria. Eles querem um aumento da ordem de 17%, ou quase R$ 6 mil no salário de cada um. Somados só esse aumento e o auxílio-moradia, cada salário de um juiz ou procurador da República custa mais aos cofres públicos do que dez aposentadorias que o INSS paga a mais de dois terços dos 20 milhões de aposentados brasileiros.

Esse pacote de reajuste salarial mais o auxílio moradia dos juízes e procuradores da República se estende aos ministros do Supremo Tribunal Federal, do Superior Tribunal de Justiça, do Tribunal Superior Eleitoral, do Superior Tribunal Militar, do Superior Tribunal do Trabalho, do Tribunal de Contas da União e aos membros da Advocacia Geral da União. A eles vão se somar os desembargadores dos Tribunais Federais, como os do TRF-4, de Porto Alegre, e a toda a magistratura dos Estados.

Os bombardeios da Lava Jato sobre o Partido dos Trabalhadores começaram na manhã de quinta-feira (9), antecipando-se ao debate de presidenciáveis que a Band realizaria à noite. Como sempre de forma midiática, os procuradores da Lava Jato encenaram a devolução de R$ 1 bilhão aos cofres da Petrobras, recuperados de um ex-diretor da estatal sem nenhuma relação com o PT.


Mais Notícias : Triste ocaso
Enviado por alexandre em 13/08/2018 08:58:28

Triste ocaso

Postado por Magno Martins

Ascânio Seleme - O Globo

Importante cacique do PSDB diz que a candidatura de João Doria representa uma estratégia política que “vai marcar melancolicamente o começo do fim do partido”.

Mesmo que Doria ganhe a eleição, o PSDB será lembrado no futuro como o partido que abriu mão da coerência em nome da luta política.

Não será o primeiro nessa categoria.

BARATA TONTA

Um dos seus aliados mais próximos diz que Ciro Gomes age como um suicida, que faz coisas absurdas mesmo sabendo que seus resultados podem significar sua morte. Pior, ele não representa perigo a si próprio apenas quando fala, suas ações políticas têm lances que parecem jogo de cabra-cega na beira do abismo. Para onde aponta seu nariz, Ciro atira. Como tem rodado perdidão, seus tiros são aleatórios. O candidato, que já havia flertado com o PT e depois com o Centrão, tentou Manuela do PCdoB para vice e acabou fechando com a senadora ruralista Kátia Abreu.

Mais Notícias : Dodge coleciona atritos com procuradores da Lava-Jato
Enviado por alexandre em 13/08/2018 08:57:47

Dodge coleciona atritos com procuradores da Lava-Jato



Lauro Jardim - O Globo

Raquel Dodge vai completar um ano no cargo em setembro e vem colecionando atritos com a Lava-Jato, tanto em Curitiba quanto no Rio de Janeiro.

Para os colegas do Paraná, Raquel negou o pagamento de uma viagem à Suíça, país que mais colabora com os procuradores brasileiros desde o começo da operação.

A pauta seria extensa: tratar da transferência de informações, da liberação de dinheiro bloqueado e de investigações específicas.

Dodge disse que vai ela própria à Suíça e somente em novembro.

Com o Rio, a insatisfação se deve à falta de resposta no pedido feito há meses sobre a suspeição de Gilmar Mendes para julgar Orlando Diniz — o ex-presidente da Fecomércio patrocinou eventos do IDP, a faculdade de Gilmar, e foi solto pelo ministro.

Foi a segunda vez que a força-tarefa fluminense pediu para que Raquel analisasse uma suspeição de Gilmar e, até hoje, esperam sentados.

« 1 2 (3) 4 5 6 ... 3538 »