Mais Notícias - Bolsonaro incia viagem para países da Ásia e Oriente médio - Notícias
(1) 2 3 4 ... 3731 »
Mais Notícias : Bolsonaro incia viagem para países da Ásia e Oriente médio
Enviado por alexandre em 19/10/2019 19:13:42

Bolsonaro incia viagem para países da Ásia e Oriente médio

Bolsonaro inicia neste sábado viagem de 2 semanas para 5 países da Ásia e do Oriente Médio. Japão, China, Emirados Árabes, Catar e Arábia Saudita estão no roteiro de quase duas semanas. Viagem busca intensificar relações com países e divulgar privatizações.

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Do G1

 

O presidente Jair Bolsonaro embarca na noite deste sábado (19) para uma viagem internacional de quase duas semanas. O roteiro inclui Japão, China, Emirados Árabes, Catar e Arábia Saudita. O retorno a Brasília está previsto para o dia 31.

Segundo o governo, o giro por Ásia e Oriente Médio tem o objetivo de intensificar relações com países das regiões e de divulgar oportunidades de investimentos no Brasil, como o programa de concessões e privatizações, o PPI.

A viagem também busca ampliar as vendas de produtos agropecuários brasileiros, já que países asiáticos e árabes são grandes compradores de soja e carne, por exemplo, e de defesa. Segundo Bolsonaro, há interessados no novo cargueiro KC-390.

Durante a semana, Bolsonaro declarou que a expectativa da viagem era a “melhor possível”, com a possibilidade de assinar acordos com os países visitados.

“Há interesse da parte deles, não é nossa apenas. O Brasil está aberto para o mundo. Não temos mais o viés ideológico para fazer negócios e a gente espera que seja uma viagem bastante proveitosa”, declarou o presidente.

Comitiva

Bolsonaro tem previsão de decolar às 22h deste sábado com destino ao Japão, o primeiro dos quatro países visitados. Ao longo do giro internacional, a prévia da agenda do presidente reserva encontros com empresários, integrantes de famílias reais e líderes políticos, como o presidente da China, Xi Jinping.
De acordo com o Palácio do Planalto, a comitiva oficial do presidente durante o roteiro terá 20 integrantes, entre os quais, assessores, parlamentares, o governador do Acre, Gladson Cameli (PP), e seis ministros:

Ernesto Araújo (Relações Exteriores)
Onyx Lorenzoni (Casa Civil)
Tereza Cristina (Agricultura)
Osmar Terra (Cidadania)
Bento Albuquerque (Minas e Energia)
Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional)

Leia a reportagem na íntegra aqui: Bolsonaro inicia neste sábado viagem de 2 semanas para 5 ...


Crise no PSL: Bolsonaro se reúne com Aras e Fraga

Bolsonaro trata de crise no PSL com Augusto Aras e com ex-deputado Alberto Fraga

Valter Campanato/Agência Brasil

Da Isto É - Por Estadão Conteúdo

 

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) recebeu na manhã deste sábado, 19, no Palácio da Alvorada, o procurador-geral da República, Augusto Aras, e o ex-deputado federal Alberto Fraga, amigo do presidente. Segundo Fraga, a visita foi uma cortesia, pois Bolsonaro partirá na noite deste sábado para a sua mais longa viagem internacional, mas a implosão do PSL entrou em pauta. “Claro que o assunto surge”, disse o ex-deputado.

A reunião não estava prevista na agenda oficial do presidente. Bolsonaro não teria indicado se deixa o partido, disse Fraga. O ex-deputado afirmou ter dado conselhos ao presidente. “É preciso ter calma e amenizar os ânimos”, declarou.

Ainda segundo o ex-deputado, Aras não fez comentários sobre a crise no PSL. “Não caberia ao procurador se envolver neste assunto”, disse.

Bolsonaro também não teria tratado da situação de seu “filho 03”, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que perdeu a disputa nesta semana para assumir a liderança do PSL na Câmara. Além disso, sem apoio para aprovação no Senado, está suspensa a indicação de Eduardo a embaixador do Brasil nos Estados Unidos. “Sobre a Embaixada, quem vai decidir é o próprio Eduardo”, disse Fraga.

Amigo de Bolsonaro, o ex-deputado apresentou Aras ao presidente antes da escolha para sucessão na PGR. Neste sábado, o procurador-geral da República chegou ao Palácio em carro pilotado por Fraga.

Bolsonaro não deixou o Alvorada até o final da manhã deste sábado. É costume do presidente ir até a portaria de sua residência oficial para tirar selfies com fãs. Segundo Fraga, há uma festa de aniversário dentro do Palácio para a filha mais nova de Bolsonaro, Laura, que completou 9 anos nesta semana.

Mais Notícias : Saques do FGTS para não correntistas começam hoje
Enviado por alexandre em 18/10/2019 08:38:17


Saques de R$ 500,00 do FGTS

Saques de até R$ 500 do FGTS para não correntistas da Caixa nascidos em janeiro começam hoje. No total, 4,1 milhões de pessoas nascidas em janeiro devem retirar o total de R$ 1,8 bilhão neste 1º lote; prazo dos saques para todos que têm direito vai até 31 de março de 2020.

Do G1

 

A Caixa Econômica Federal libera a partir desta sexta-feira (18) os saques de até R$ 500 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para não correntistas do banco nascidos em janeiro. Trata-se de uma nova etapa de saques, que começaram em setembro e alcançaram primeiro os correntistas da Caixa, com crédito automático em conta. Neste primeiro lote de não correntistas, 4,1 milhões de pessoas devem retirar o total de R$ 1,8 bilhão, segundo previsão do banco.

No total, incluindo todos os lotes, os trabalhadores que não são correntistas da Caixa somam 62,5 milhões de pessoas, que poderão sacar em torno de R$ 25 bilhões.

O saque imediato de até R$ 500 não tem relação com o saque-aniversário, que só começa a ser pago em abril de 2020.

Essa liberação abrange contas vinculadas do FGTS que ainda estão recebendo depósitos do empregador atual e também de empregos anteriores, as chamadas contas inativas.

A Caixa estendeu o horário de 2.302 agências nesta sexta (18) e na segunda (21) e terça-feira (22), além de abrir no sábado (19), para realizar os pagamentos, solucionar dúvidas, promover acertos de cadastro e emitir a senha do Cartão Cidadão.



Ceará: confirmada 6ª morte em desabamento

Desabamento de edifício

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, quatro pessoas seguem desaparecidas nos escombros.

Por Renato Vasconcelos, Terra

 

Subiu para seis o número de mortos no desabamento do Edifício Andréa, em Fortaleza. Na noite desta quinta-feira, 17, equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará conseguiram retirar o corpo de Rosane Marques de Menezes, de 56 anos, dos escombros. Quatro pessoas ainda estão desaparecidas.

Além da 6ª vítima, a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) confirmou a identidade da 5ª vítima, retirada do local do desabamento também na quinta. Trata-se de Maria da Penha Bezerril Cavalcante, de 81 anos. As demais vítimas identificadas são Nayara Pinho Silveira, de 31 anos, Antônio Gildasio Holanda Silveira, 60, Izaura Marques de Menezes, 81, e Frederick Santana dos Santos, 30.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) informou que os trabalhos de busca vão continuar durante toda a madrugada de sexta-feira. "Servidores do Sistema de Segurança cearense atuam de forma ininterrupta nas buscas por sobreviventes", diz a nota.

Resgates
Até o momento, sete pessoas foram resgatadas com vida dos escombros. Dos resgatados, três já tiveram alta. A situação de uma das pacientes não foi divulgada pela família, porém o quadro dos demais é estável.

Fernando Marques, de 20 anos, foi o primeiro resgatado e teve alta ainda na terça-feira. João Ícaro Coelho, de 35 anos, também foi liberado no mesmo dia. Davi Sampaio, de 22 anos, que ficou conhecido após tirar selfie debaixo dos escombros, foi liberado na quarta-feira.

Duas vítimas seguem internadas no Instituto José Frota (IJF). Gilson Moreira, de 58 anos, teve fraturas nas duas pernas e está na sala de recuperação após passar, na quarta, por sua segunda cirurgia. O paciente passará ainda por outra cirurgia, sem previsão de data, para retirar o fixador externo que foi colocado para dar estabilidade ao membro. Cleide Maria da Cruz, de 60 anos, está internada na enfermaria e apresenta boa evolução clínica. Ainda não há previsão de alta para nenhum dos dois.

Francisco Rodrigues Alves, de 59 anos, seria transferido para o IJF mas foi encaminhado para o hospital Zilda Arnes, onde apresenta quadro estável. Antônia Peixoto, de 72 anos, foi atendida inicialmente pelo IJF e tinha situação complicada, com trauma craniano e torácico. Ela foi transferida para o hospital Otoclínica, da rede particular, e seus familiares não autorizaram divulgar o seu estado de saúde.

A superintendente do IJF, Riane Azevedo, afirma que unidade está preparada para receber novas vítimas que possam ser resgatadas com vida. As buscas seguem pelo terceiro dia consecutivo. Cinco pessoas foram reportadas como desaparecidas pelas famílias e estariam no prédio no momento do desabamento.

Mais Notícias : Implosão do PSL: siglas não cobiçam Bolsonaro
Enviado por alexandre em 17/10/2019 08:10:59

Implosão do PSL faz siglas de médio e grande porte não cobiçarem Bolsonaro, seus aliados e filhos

Foto/fonte: Brasil247
Folha de S. Paulo - Painel

Por Daniela Lima

 

Problema tem família grande Ao implodir o PSL, Jair Bolsonaro praticamente sepultou as chances de migrar para uma legenda de grande ou médio porte. Dirigentes de partidos de centro-direita dizem ser “muito difícil” encontrar espaço para o presidente, seus filhos e cerca de 15 deputados, já que as direções nacionais e estaduais estão 100% estruturadas. Aliados do Planalto não se acanharam. Dizem que Bolsonaro está quase convencido a ir para uma agremiação pequena, “porque ele é maior do que qualquer sigla”.

A bolsa de apostas do caminho a ser seguido por Bolsonaro é liderada pelo Patriotas e pelo Partido da Mulher Brasileira, que mudaria de nome e estatuto.

De tão fratricida, a briga no PSL virou piada nos corredores do Congresso. Um presidente de partido diz que acolher Bolsonaro é contratar o título de “Bivar do amanhã”, em referência a Luciano Bivar, o presidente do PSL acossado pelo Planalto.



Secretaria da Cultura pode ir para o MEC

O martelo só será batido depois da aprovação da reforma da Previdência.

Foto: Agência Brasil/Fonte: Brasil247

Folha de S. Paulo - Por Mônica Bergamo

 

A Secretaria Especial da Cultura pode ser transferida do Ministério da Cidadania para o Ministério da Educação. O martelo só será batido depois da aprovação da reforma da Previdência, quando Jair Bolsonaro deve promover uma reforma ministerial.

De acordo com interlocutor frequente do presidente, o ministro Osmar Terra (foto), da Cidadania, a quem a Secretaria Especial da Cultura é subordinada, não estaria avançando a contento na área.

Terra, por essa análise, estaria sendo triturado pelo próprio entorno dele na cultura e não estaria dando ao assunto a luz que ele merece.

Mais Notícias : Operação da PF agrava crise no PSL
Enviado por alexandre em 16/10/2019 08:44:34

Operação da PF agrava crise no PSL

Operação da PF também reforça desconfiança do Congresso sobre atuação de Moro.

Folha de S. Paulo - Painel

Por Daniela Lima

 

Além de dar ares de crise incontornável ao impasse entre Jair Bolsonaro e seu partido, a batida da Polícia Federal que atingiu o presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), ampliou a desconfiança entre o Congresso e Sergio Moro (Justiça). Assim que a operação foi divulgada, deputados de centro-direita especularam sobre o timing da ofensiva e a possibilidade de vazamento de informações para o Planalto. A esquerda explorou o tema em plenário. Siglas simpáticas a Bolsonaro ouviram silentes.

Deputados e integrantes do universo jurídico passaram a manhã indagando se Bolsonaro havia sido avisado da operação com antecedência e relembrando o calendário de encontros do presidente com o ministro da Justiça e o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo.

Dentro do PSL, a ofensiva da PF com foco em Bivar foi vista como um ponto de não retorno para a crise interna. Ninguém aposta mais em uma solução pacífica. Aliados de Bivar acreditam que o Planalto não só sabia da ação deflagrada nesta terça (15), como também atuou para que a Justiça Eleitoral a autorizasse.

O PSL está em vias de fechar acordo para que o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral Henrique Neves o represente na disputa com Bolsonaro. Segundo integrantes da legenda, só faltam formalidades para a assinatura do contrato. O presidente conta com outro ex-ministro da corte, Admar Gonzaga, em sua banca.

Assistindo ao impasse de camarote, o deputado Alexandre Frota (SP), que foi expulso do PSL e se filiou ao PSDB, comentou: “Saí na hora certa. Enxerguei isso antes”.



Bivar divulga gastos do PSL com advogada de Bolsonaro

Bivar divulga gastos de R$ 340 mil do PSL com advogada de Bolsonaro. Karina Kufa diz que valores "são totalmente correspondentes aos praticados no mercado de Brasília".

Foto/fonte: Brasil247

Folha de S. Paulo - Por Mônica Bergamo

 

O presidente do PSL, Luciano Bivar, divulgou em um grupo de parlamentares os gastos da sigla com a advogada Karina Kufa, que representa Jair Bolsonaro, hoje às turras com a legenda. Além de receber R$ 40 mil por mês, ela firmou contrato de R$ 200 mil para apresentar ações diretas de inconstitucionalidade no STF (Supremo Tribunal Federal).

O mesmo relatório mostra que a advogada assinou acordo de R$ 100 mil para defender a senadora Juíza Selma (PSL-MT), acusada de abuso de poder econômico e caixa dois nas eleições de 2018.

Os recursos saíram do caixa do PSL de São Paulo. A assessoria de Bivar diz que os dados são oficiais.

A assessoria de Kufa diz que os valores “são totalmente correspondentes aos praticados no mercado de Brasília”.

O deputado Junior Bozzella (PSL-SP) afirma que a iniciativa de Bivar mostra que as contas do partido são transparentes, ao contrário do que diz o grupo de Bolsonaro, que exige auditoria na sigla.

“Ele deu a casa, o carro, comida e roupa lavada. Mas [o grupo de Bolsonaro] queria ficar com a mulher dele também”, afirma Bozzella, referindo-se ao fato de Bivar ter abrigado os bolsonaristas para que disputassem a campanha de 2018 pelo PSL.

Mais Notícias : Bolsonaro quer abrir caixa preta
Enviado por alexandre em 14/10/2019 08:31:30

Coluna desta segunda na Folha

Bolsonaro quer abrir caixa preta

Bolsonaro endureceu o jogo com Luciano Bivar. Passou a defender como bandeira principal a abertura da “caixa preta” dos fundos eleitorais e partidários do PSL, sob o controle absoluto do deputado pernambucano, a quem acusa de administrar a dinheirama de forma autoritária e coronolesca.

O presidente acha que é dinheiro demais – algo em torno de R$ 1 bilhão entre os anos de 2019 a 2022, somando-se as reservas eleitorais e partidárias (são dois fundos, portanto duas receitas) – para ficar apenas sob o domínio de uma só pessoa. Sugere que Bivar socialize as contas e pede que a sigla aja com transparência, alegando que as contas partidárias estão em situação grave.

“A gente quer transparência. Eu não quero que estoure um problema e depois a imprensa me culpe ‘ah, você não sabia? ”. O desabafo de Bolsonaro soa como mera perseguição a Bivar, um jogo do tudo ou nada para enxotá-lo do PSL e assumir o seu controle.

(1) 2 3 4 ... 3731 »