Mais Notícias - R$ 150 bilhões na agenda positiva do governo - Notícias
(1) 2 3 4 ... 1916 »
Mais Notícias : R$ 150 bilhões na agenda positiva do governo
Enviado por alexandre em 27/04/2015 19:33:59

R$ 150 bilhões na agenda positiva do governo

 A presidente Dilma Rousseff discutiu durante todo esse sábado, 25, com 13 ministros e presidentes do Banco do Brasil (BB), Caixa Econômica Federal (CEF) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) o pacote de concessões à iniciativa privada que será lançado em breve, na agenda positiva do governo. Medidas podem permitir injeção de R$ 150 bilhões em investimentos. O encontro, que debateu também o modelo de financiamento dos empreendimentos, a viabilidade de outras concessões e a Parceria Público-Privada (PPP), estava sendo chamado de "reunião de imersão". 

Os aeroportos de Porto Alegre, Florianópolis e Salvador deverão ter estudos finalizados este ano, e a previsão é que os leilões ocorram no início de 2016, considerando todas as etapas do processo: elaboração dos editais, audiências e consultas públicas e aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU). Os aeroportos de Recife e Fortaleza também estão no pacote de concessões à iniciativa privada. 

No caso das concessões das rodovias, que teve o modelo já testado no mercado e aprovado, na visão do governo, a expectativa é que quatro leilões sejam realizados ainda este ano, porque os estudos conduzidos pelo Ministério dos Transportes já estão adiantados.

A Ferrovia Norte-Sul deve ter concluída até junho do próximo ano a sua extensão até Estrela D'Oeste (SP). A concessão de canal de acesso e dragagem em três portos também é uma possibilidade: Santos, Paranaguá e Rio Grande. O setor privado tem mostrado grande entusiasmo com esses leilões de dragagem e vem propondo também outras opções de concessão nessa linha ao governo.


Lupi nega interesse do PDT em deixar base aliada

De O Globo

Presidente da legenda nega atribuir responsabilidade a Dilma ou Lula sobre irregularidades na Petrobras

Ex-ministro dos governos Dilma Rousseff e Lula, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, ratificou a opinião de que houve um roubo na Petrobras, evidenciado na Operação Lava-Jato, mas negou atribuir responsabilidades à gestão

Lupi afirmou falar genericamente sobre o assunto, sem apontar culpados pela corrupção na estatal. O pedetista adotou a discurso de que não se pode acusar Dilma e Lula de envolvimento no esquema por “não ser um investigador”.

Reportagem publicada neste fim de semana pelo jornal “O Estado de S.Paulo” afirma que Lupi, durante um encontro de filiados do PDT, promovido na última quinta-feira em São Paulo, acusou os petistas de “roubarem demais” e o PT de ter “se esgotado” como partido.

Leia na íntegra clicando aí:  Lupi nega interesse do PDT em deixar base aliada

Dilma: medo das panelas e do ridículo

Josias de Souza

No momento, o mais agudo, o mais exasperado problema de Dilma Rousseff são as panelas. Desenvolveu-se no íntimo da presidente o pavor de que uma sinfonia de panelas lhe invada os tímpanos. A impopularidade fizera brotar na alma de Dilma outras neuroses já catalogadas nos compêndios médicos. Entre elas a eremofobia (medo de ficar só) e a atiquifobia (medo do fracasso). Mas o pânico do barulho das panelas, uma novidade no Brasil, ainda não foi nem catalogado.

No futuro talvez chamem esse novo medo de panelaçofobia. O vício que lhe dá origem é a lero-leromania, uma necessidade patológica de Dilma de atrasar o começo da novela para falar em rede nacional de tevê —mesmo quando não tem absolutamente nada a dizer. A repórter Andréia Sadi contou que conselheiros de Dilma sugeriram o cancelamento do tradicional pronunciamento do 1º de Maio. Aos pouquinhos, um novo pânico se instala no subconsciente da presidência: a catagelofobia (medo do ridículo).


Os culpados são os índios

Renato Riella (Blog)

Um atendente da Ceasa, com cabelo de Neymar, olhou hoje pra mim, em plena fila. Não sei por que, todo mundo tem liberdade para me falar maluquice. Ele me perguntou – e respondeu rindo:

-Sabe de quem é a culpa de tudo no Brasil? É dos índios! Dos índios!

Concordei. Ando concordando com qualquer coisa. Qualquer barbaridade é lucro pra mim hoje em dia. E ele explicou:

-Há 500 anos, havia mais de quatro milhões de índios. Se eles tivessem comido os portugueses, ficando com as caravelas, não ia ter problema nenhum, pois a comitiva seria procurada nas Índias. Mas, não! Os babacas dos índios entregaram o país para os bandidos. Agora a gente paga esta culpa.

Sorri muito, recebi meu troco e saí pensando.

O farsante do Pero Vaz de Caminha, além de pedir a El-Rey emprego para o genro, escreveu um monte de bobagens na sua Carta.

Em certo trecho, o escrivão-mala mostra que índios, homens e mulheres, vivem bem, nus, brincando muito, como se estivessem num verdadeiro paraíso.

Não satisfeito, o velho Pero afirma que é preciso acabar com essa felicidade, fazendo-se logo a catequização dos brasileiros de cor vermelha. Chega de liberdade ao sol tropical!

E tome vírus!


Mãos que não se lavam

Não cabe dúvida: o PT tem pesadas contas a ajustar no escândalo da Petrobras, assim como multiplicam-se evidências de que muitas das práticas do partido exibem impressões digitais antigas.

Em seu périplo de entrevistas, FHC acusa os petistas de achar que o Brasil nasceu com eles.

Há que dar ao ex-presidente alguma razão:

a manchete da Folha deste domingo e depoimentos da Lava Jato testemunham que certas coisas começaram muito antes, e deixaram penas pelo caminho.  (Ricardo Melo - Folha de S.Paulo)


Movimentos criticam a Globo em 4 capitais

Movimentos sociais e sindicatos promoveram protestos em quatro capitais contra a Rede Globo, no mesmo dia em que a emissora chega aos seus 50 anos de fundação, neste domingo (26). Manifestantes criticaram a emissora pela colaboração com a Ditadura Militar (1964-1985) e pela campanha de apoio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Os atos aconteceram em São Paulo (SP), Brasília (DF), Porto Alegre (RS) e Belo Horizonte (MG) e foram apoiados por sindicatos como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o Movimento dos Sem-Terra (MST) e Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST).

Em São Paulo, as estimativas iniciais dos organizados dão conta de quedos organizadores indicam que pelo menos mil pessoas participaram do ato. Na capital gaúcha, a afiliada da Rede Globo – o Grupo RBS - foi denunciada na Operação Zelotes, da Polícia Federal, que investiga manobras para sonegar impostos. Os desvios totais da supostas fraudes em nível nacional podem ter chegado a R$ 19 bilhões, segundo as investigações.

Em Brasília, o Levante Popular da Juventude jogou tinta vermelha na sede da Globo na capital federal, em referência ao sangue de brasileiros derramado pela Ditadura, que a emissora apoiou politicamente.

Mais Notícias : Execução inaceitável, diz Brasil à Indonésia
Enviado por alexandre em 27/04/2015 19:31:28

Execução inaceitável, diz Brasil à Indonésia

Da Folha de S.Paulo – Ricardo Gallo

O Itamaraty entregou neste domingo (26) ao governo indonésio nota em que classifica de "inaceitável" a possibilidade de que Rodrigo Muxfeldt Gularte, 42, seja executado na Indonésia e, ao mesmo tempo, apela para que o fuzilamento iminente do brasileiro seja cancelado e que ele seja internado em hospital psiquiátrico.

A nota afirma ainda que o governo da Indonésia se recusa a reconhecer, a despeito do "bom senso e de normas básicas de proteção aos direitos humanos", que Gularte é doente - dois laudos constataram que ele sofre de esquizofrenia paranoide. A Procuradoria-Geral, órgão responsável pelas execuções, fez uma terceira avaliação no brasileiro, mas o resultado jamais foi divulgado.

O documento foi entregue ao encarregado de negócios da Embaixada da Indonésia em Brasília e, nesta segunda (27), uma cópia será levada ao Ministério das Relações Exteriores indonésio, em Jacarta (capital do país). Nele, o Brasil diz respeitar a soberania da Indonésia, mas sustenta que a pena de morte não é "eficaz para enfrentar o narcotráfico".

Mais Notícias : CPI da Petrobras quer chegar até Dilma
Enviado por alexandre em 27/04/2015 19:30:40

CPI da Petrobras quer chegar até Dilma

Integrantes da CPI da Petrobras querem usar a visita desta segunda-feira ao presidente da estatal, Aldemir Bendine, para aproximar a investigação de Dilma Rousseff.

O grupo vai questioná-lo sobre o processo decisório na contratação de aditivos e na compra e venda de ativos.

A ideia é obter uma confirmação de que o Conselho de Administração, que foi chefiado por Dilma, tem responsabilidade nas ampliações contratuais das refinarias de Abreu e Lima e do Comperj.

A compra da refinaria de Pasadena, nos EUA, também deve ser objeto dos questionamentos endereçados a Bendine.

O requerimento da visita à estatal é de Antonio Imbassahy (PSDB-BA). (Vera Magalhães - Folha de S.Paulo)


CPI da Petrobras faz "visita técnica" à estatal

Uma comitiva de integrantes da CPI da Petrobras iniciou na manhã desta segunda-feira uma "visita técnica" à sede da estatal, no Rio de Janeiro, para ouvir explicações sobre como são organizados os processos levados à Conselho de Administração e à Diretoria Executiva da empresa e sobre o balanço auditado da companhia, divulgado na última quarta.

O requerimento para a realização da visita foi protocolado pelo deputado Antonio Imbassahy (PSDB-BA), que é o 1º vice-presidente da comissão. Além dele, estão na Petrobras o presidente da CPI, Hugo Motta (PMDB-PB); e demais integrantes: Kaio Maniçoba (PHS-PE); Luiz Sérgio (PT-RJ); Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP); Bruno Covas (PSDB-SP); Altineu Côrtes (PR-RJ); Celso Pansera (PMDB-RJ); e Otavio Leite (PSDB-RJ).

Primeiro a chegar, Leite, que é sub-relator da CPI, afirmou que os parlamentares iriam se reunir com o presidente da estatal, Aldemir Bendine, e sua diretoria. Ele disse ainda que a decisão de ir até o prédio da companhia visou acelerar as investigações e lembrou que os membros da comissão foram a Curitiba na semana passada, falar com o juiz Sergio Moro e vão até o canteiro de obras do Comperj, no Rio, e da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, nos próximos dias. O deputado sugeriu ainda que uma nova auditoria, "externa e independente", seja feita no balanço auditado.

Relator da CPI, o petista Luiz Sérgio, que chegou em seguida, disse não achar necessária uma nova auditoria. "O que nós temos conhecimento é o que balaço já é auditado. Eu acho que não há nenhum dado para se colocar em dúvida", declarou. "Espero que a nova presidência possa nos relatar o que está fazendo para se recuperar e para evitar que no futuro ocorra o que ocorreu recentemente. Se já for uma página virada, vai ser muito bom para o país", complementou.

Mercado estima inflação de 8,25% até fim do ano

Analistas e investidores do mercado financeiro preveem que a inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), feche o ano em 8,25%. A estimativa está no boletim Focus divulgado semanalmente pelo Banco Central. Para o Produto Interno Bruto (PIB) – soma das riquezas produzidas no país –, a perspectiva permanece pessimista, com queda de 1,1% e diminuição na produção industrial de 2,5%.

Para o câmbio, a projeção até o fim do ano é que o dólar chegue a R$ 3,20, e a taxa básica de juros fique em 13,25% ao ano. Houve leve elevação na estimativa para os preços administrados, aqueles monitorados pelo governo como luz e combustíveis, que passou de 13% para 13,1%, em 2015. A expectativa para a dívida líquida do setor público em proporção ao PIB foi mantida em 38%.

Nas contas externas, a expectativa para o déficit em conta-corrente aumentou de US$ 77 bilhões para US$ 78 bilhões, com o saldo da balança comercial em US$ 4,17 bilhões. Os investimentos estrangeiros diretos estão estimados em US$ 57 bilhões, de acordo com o boletim Focus.

Mais Notícias : PGR versus PF
Enviado por alexandre em 27/04/2015 19:29:16

Inquéritos não comunicados

Por Lauro Jardim – Radar Online

A Procuradoria-Geral da República criou um grupo de trabalho para fiscalizar a atuação da Polícia Federal em inquéritos não comunicados aos procuradores.

O trabalho será feito pela 7a. Câmara Criminal, a mesma que emitiu notas técnicas contra o entendimento de que delegados podem pedir suas próprias diligências e contra a PEC da autonomia.

Mais Notícias : CPI da Petrobras faz "visita técnica" à estatal
Enviado por alexandre em 27/04/2015 19:28:13

CPI da Petrobras faz "visita técnica" à estatal

Uma comitiva de integrantes da CPI da Petrobras iniciou na manhã desta segunda-feira uma "visita técnica" à sede da estatal, no Rio de Janeiro, para ouvir explicações sobre como são organizados os processos levados à Conselho de Administração e à Diretoria Executiva da empresa e sobre o balanço auditado da companhia, divulgado na última quarta.

O requerimento para a realização da visita foi protocolado pelo deputado Antonio Imbassahy (PSDB-BA), que é o 1º vice-presidente da comissão. Além dele, estão na Petrobras o presidente da CPI, Hugo Motta (PMDB-PB); e demais integrantes: Kaio Maniçoba (PHS-PE); Luiz Sérgio (PT-RJ); Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP); Bruno Covas (PSDB-SP); Altineu Côrtes (PR-RJ); Celso Pansera (PMDB-RJ); e Otavio Leite (PSDB-RJ).

Primeiro a chegar, Leite, que é sub-relator da CPI, afirmou que os parlamentares iriam se reunir com o presidente da estatal, Aldemir Bendine, e sua diretoria. Ele disse ainda que a decisão de ir até o prédio da companhia visou acelerar as investigações e lembrou que os membros da comissão foram a Curitiba na semana passada, falar com o juiz Sergio Moro e vão até o canteiro de obras do Comperj, no Rio, e da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, nos próximos dias. O deputado sugeriu ainda que uma nova auditoria, "externa e independente", seja feita no balanço auditado.

Relator da CPI, o petista Luiz Sérgio, que chegou em seguida, disse não achar necessária uma nova auditoria. "O que nós temos conhecimento é o que balaço já é auditado. Eu acho que não há nenhum dado para se colocar em dúvida", declarou. "Espero que a nova presidência possa nos relatar o que está fazendo para se recuperar e para evitar que no futuro ocorra o que ocorreu recentemente. Se já for uma página virada, vai ser muito bom para o país", complementou.

(1) 2 3 4 ... 1916 »