(1) 2 3 4 ... 7 »
Coluna Você Sabia? : O que acontece quando um iceberg se descola de sua geleira?
Enviado por alexandre em 01/02/2023 00:28:11

No penúltimo fim de semana de janeiro de 2023, um iceberg quase do tamanho da Grande Londres se desprendeu da sua plataforma de gelo Blunt, localizada na Antártida, segundo informações divulgadas pela British Antarctic Survey.

 

As primeiras rachaduras no bloco de gelo foram descobertas há uma década, mas duas quebras mais significativas ocorreram nos últimos dois anos.

 

Com mais de 1,5 mil km², os pesquisadores não esperavam que o iceberg fosse se desprender e garantiram que o evento não é resultado de mudanças climáticas no planeta. Então, o que realmente causa o descolamento desses enormes blocos de gelo e o que isso muda na região? Entenda todos os motivos nos próximos parágrafos!

 

Veja também

 

Borboletas realmente fazem xixi? VEJA E TIRE A SUA DÚVIDA

 

Nan Madol: a misteriosa cidade perdida no meio do oceano pacífico


EFEITO DOS ICEBERGS NO MAR

 

Embora o caso de 2023 seja bastante chamativo, essa não é a primeira nem será a última vez que um iceberg se descola de uma geleira. Em 2021, por exemplo, uma peça de gelo de 105 km de comprimento e 25 km de largura foi detectada flutuando livremente no Mar de Weddell, uma grande baía no oeste da Antártida.

 

Esse iceberg possui 4,3 mil km² e é considerado o maior do mundo, batizado de A-76. Entretanto, como a plataforma de gelo da qual este iceberg se desprendeu já estava flutuando na água há algum tempo, o evento não chegou a afetar diretamente os níveis do mar naquela região. Mesmo assim, é preciso ressaltar que plataformas como essa ajudam a diminuir o fluxo de geleiras e correntes de gelo para o mar.

 

Indiretamente, a perda de partes de uma plataforma de gelo eventualmente contribui para a elevação dos mares, segundo a National Snow And Ice Data Center (NSIDC). De acordo o NSIDC, a Antártida contém água congelada suficiente para elevar o nível global do mar em 60 metros — o que afundaria várias partes do nosso planeta.

 

SURGIMENTO DOS ICEBERGS

 

(Fonte: Shutterstock)

Fotos: Reprodução

 

Como citado anteriormente, a maioria dos pesquisadores tem em mente que a mudança climática induzida pelo homem não foi responsável pelo surgimento do novo iceberg agora em janeiro. Inclusive, o surgimento de novos icebergs é normalmente visto como parte de um ciclo natural das plataformas de gelo que não geraram nada grande por décadas.

 

Enquanto os cientistas enxergam como importante monitorar a frequência de todos os desprendimentos de icebergs, tudo o que está acontecendo agora é visto como um movimento bem esperado. Por mais que a quebra de agora não esteja ligada às mudanças climáticas, isso não significa que o evento seja uma regra.

 

Ao passo que as temperaturas no mundo têm aumentado, a Antártida vem perdendo massa de gelo a uma taxa média de 150 bilhões de toneladas por ano. A Groenlândia, sendo uma das regiões mais afetadas, está derretendo cerca de 280 bilhões de toneladas por ano.

 

 

A água derretida desses lençóis é responsável por cerca de um terço do aumento médio global do nível do mar desde 1993. Sendo assim, a melhor forma conhecida para mitigar esse desastre natural é a continuidade dos investimentos em energias limpas, descarbonização das indústrias e limitar o aquecimento global.

 

Fonte: Mega Curioso

LEIA MAIS

Foto: Reprodução

No penúltimo fim de semana de janeiro de 2023, um iceberg quase do tamanho da Grande Londres se desprendeu da sua plataforma de gelo Blunt, localizada na Antártida, segundo informações divulgadas pela British Antarctic Survey.

 

As primeiras rachaduras no bloco de gelo foram descobertas há uma década, mas duas quebras mais significativas ocorreram nos últimos dois anos.

 

Com mais de 1,5 mil km², os pesquisadores não esperavam que o iceberg fosse se desprender e garantiram que o evento não é resultado de mudanças climáticas no planeta. Então, o que realmente causa o descolamento desses enormes blocos de gelo e o que isso muda na região? Entenda todos os motivos nos próximos parágrafos!

 

Veja também

 

Borboletas realmente fazem xixi? VEJA E TIRE A SUA DÚVIDA

 

Nan Madol: a misteriosa cidade perdida no meio do oceano pacífico


EFEITO DOS ICEBERGS NO MAR

 

Embora o caso de 2023 seja bastante chamativo, essa não é a primeira nem será a última vez que um iceberg se descola de uma geleira. Em 2021, por exemplo, uma peça de gelo de 105 km de comprimento e 25 km de largura foi detectada flutuando livremente no Mar de Weddell, uma grande baía no oeste da Antártida.

 

Esse iceberg possui 4,3 mil km² e é considerado o maior do mundo, batizado de A-76. Entretanto, como a plataforma de gelo da qual este iceberg se desprendeu já estava flutuando na água há algum tempo, o evento não chegou a afetar diretamente os níveis do mar naquela região. Mesmo assim, é preciso ressaltar que plataformas como essa ajudam a diminuir o fluxo de geleiras e correntes de gelo para o mar.

 

Indiretamente, a perda de partes de uma plataforma de gelo eventualmente contribui para a elevação dos mares, segundo a National Snow And Ice Data Center (NSIDC). De acordo o NSIDC, a Antártida contém água congelada suficiente para elevar o nível global do mar em 60 metros — o que afundaria várias partes do nosso planeta.

 

SURGIMENTO DOS ICEBERGS

 

(Fonte: Shutterstock)

Fotos: Reprodução

 

Como citado anteriormente, a maioria dos pesquisadores tem em mente que a mudança climática induzida pelo homem não foi responsável pelo surgimento do novo iceberg agora em janeiro. Inclusive, o surgimento de novos icebergs é normalmente visto como parte de um ciclo natural das plataformas de gelo que não geraram nada grande por décadas.

 

Enquanto os cientistas enxergam como importante monitorar a frequência de todos os desprendimentos de icebergs, tudo o que está acontecendo agora é visto como um movimento bem esperado. Por mais que a quebra de agora não esteja ligada às mudanças climáticas, isso não significa que o evento seja uma regra.

 

Ao passo que as temperaturas no mundo têm aumentado, a Antártida vem perdendo massa de gelo a uma taxa média de 150 bilhões de toneladas por ano. A Groenlândia, sendo uma das regiões mais afetadas, está derretendo cerca de 280 bilhões de toneladas por ano.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatApp e Telegram

 

A água derretida desses lençóis é responsável por cerca de um terço do aumento médio global do nível do mar desde 1993. Sendo assim, a melhor forma conhecida para mitigar esse desastre natural é a continuidade dos investimentos em energias limpas, descarbonização das indústrias e limitar o aquecimento global.

 

Fonte: Mega Curioso

LEIA MAIS

Coluna Você Sabia? : Curiosidades sobre o tradicional bolo de aniversário gigante de São Paulo
Enviado por alexandre em 29/01/2023 18:19:29


A cidade de São Paulo comemora seus 469 anos hoje (25/01) e quem ganha é a população, que será presenteada com eventos de todos os tipos espalhados pela capital. Haverá shows de Almir Sater, João Gomes, Nando Reis, MC Hariel, entre outros artistas, um passeio ciclístico e o tradicional corte do bolo de aniversário da cidade.

 

O tema da festa é “São Paulo, o Mundo Se Encontra Aqui” e as festividades já começaram, vão do dia 21 até 29 de janeiro, com programação extensa. Um dos eventos mais esperados é o corte do bolo gigante servido em todos os aniversários de São Paulo. Tradicionalmente, o bolo é servido no Bixiga, mas dessa vez, a prefeitura anunciou que essa parte da festa ocorrerá no Mercado Municipal.

 

Se você ainda não conhecia o bolo gigante de SP, veja algumas curiosidades:

 

Veja também 

 

Aniversário de São Paulo: a fundação da maior cidade da américa latina

 

Robosaurus: o robô dinossauro criado para engolir carros e aviões


O bolo foi idealizado em 1935 por Armandinho do Bixiga, uma das grandes personalidades do bairro, mas a tradição só começou no ano seguinte, em 1986, quando São Paulo estava celebrando seu aniversário de 432 anos.

 

 

Após o falecimento de Armandinho do Bixiga, o evento passou a ser comandado por Walter Taverna e sua família, tradicionais no bairro também.De início, o bolo foi custeado pelos moradores do bairro do Bixiga e a ideia era que ele tivesse sempre o tamanho do aniversário da cidade, ou seja, iria aumentando a cada ano.


Por exemplo, no seu aniversário de 453 anos, o bolo teve 453 metros e, segundo uma reportagem do Jornal da Gazeta,naquela época foi usado 1500 kg de farinha de trigo, mais de 13 mil ovos, 650 kg de margarina, 82 kg de fermento e 55 kg de coco ralado.

 


E qual o sabor do bolo então? Ninguém sabe ao certo qual será o sabor da vez, a verdade é que o bolo já teve várias versões, chocolate, coco, creme. É sempre um mistério para quem vai se aventurar na fila para garantir seu pedaço. Atualmente, vários sabores são oferecidos.


Diferente do bolo atual, antigamente ele era servido em uma mesa gigante no Bixiga, valia tudo para garantir o maior pedaço possível. As pessoas levavam sacos de lixo, caixas de isopor, sacolas de mercado e, até mesmo, pás de lixo para garantir uma boa quantidade.

 

 

Em 2009, os patrocinadores se afastaram do evento após uma polêmica envolvendo o Pânico na TV. A equipe do programa humorístico havia incentivado, no ano anterior, uma guerra de bolo entre as crianças que estavam lá.

 

O Senai, que era quem confeccionava o bolo, não se sentiu bem em ver sua instituição atrelada ao vandalismo promovido pelo programa. Isso porque, eles começaram a jogar pedaços de bolo na própria comunidade.De 2009 a 2017, graças às polêmicas anteriores, resolveram aderir a um método mais higiênico e menos caótico de distribuição. O bolo era servido já cortado, com sabores variados e é entregue para todos que entrarem na fila.

 

A partir de 2017, a antiga tradição foi retomada e o bolo gigante voltou a ser colocado em uma enorme mesa. Naquele ano, a cidade completou 463 anos, então, o bolo teve 463 metros.O bolo, que aumentava de tamanho a cada ano, já chegou a entrar no livro dos recordes como maior bolo de aniversário do mundo.


Durante a pandemia de coronavírus (2021 e 2022), o evento foi cancelado e aconteceu apenas de forma virtual (um jeito triste de comemorar para quem gostava de lutar pelo bolo).

 

A família responsável por organizar o tradicional bolo do Bixiga decidiu não servi-lo este ano por conta da morte de Walter Taverna, um dos idealizadores do evento, que é considerado um ícone e um dos patronos do bairro.

 

 

Ele morreu em maio de 2022.


A prefeitura, porém, anunciou que o corte do bolo acontecerá em outro local. Então, quem quiser garantir o seu pedaço deve ir, dia 25 de janeiro, até o Mercado Municipal de São Paulo, que estará aberto das 6h às 18h. Endereço: R. da Cantareira, 306 - Centro Histórico de São Paulo.

 

Fonte: Terra

 

 


 

LEIA MAIS

Coluna Você Sabia? : Afinal, qual é a cor da água?
Enviado por alexandre em 28/01/2023 01:33:11

A água é uma das substâncias mais abundantes no mundo, estando no cerne do desenvolvimento de civilizações e sendo uma fonte de vida essencial para os seres vivos.

 

E como ela se apresenta em diferentes tonalidades na natureza, a depender do ambiente, há momentos em que surgem dúvidas sobre qual seria, afinal, a cor da água.

 

Quando falamos de uma água própria para consumo humano, é importante destacar que ela não possui nenhuma cor. E que, além disso, ela apresenta outras características importantes, devendo ser inodora (sem cheiro) e insípida (sem sabor). Ou seja, se ela não se encontra nesse estado, não se trata de água potável.

 

Veja também

 

Como cocô de pombo ajudou a confirmar a teoria do big bang

 

A verdade sobre o refrigerante zero

 

MAR AZUL OU MAR VERDE?

 

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

 

Agora, quando a água disposta na natureza apresenta outras tonalidades, a presença de partículas e micro-organismos pode ajudar a explicar o que está por trás disso. Quando falamos da água do mar, por exemplo, ela pode aparecer tanto em tons de azul quanto mais esverdeados.

 

Também há teorias que sugerem que a água é azul por espelhar o céu, mas a verdade é que isso não é o suficiente para ser um fator determinante. A areia das praias, por sua vez, exerce seu papel, já que quando ela é mais clara e reflete a luz solar, o mar acaba ganhando um aspecto mais translúcido. Já nas áreas mais profundas do oceano, o azul fica mais intenso.

 

E claro, a ciência tem outra explicação para isso, já que a água, ao absorver os comprimentos de cores que possuem uma maior onda, emitidos pelo sol, acaba por refletir o azul. Outro motivo se dá em virtude da ação de diversos micro-organismos presentes no mar, a exemplo das algas.

 

Inclusive, outros animais, como as baleias, podem mudar essa tonalidade azul para outras cores ao despejar fluídos na água, o que pode causar certo espanto em quem observa essa ação ocorrer.

 

Quando voltamos nosso olhar para os rios, é comum que eles apresentem uma tonalidade mais turva e próxima do marrom. E isso acontece graças ao processo constante de sedimentação das rochas presentes em seu leito.

 

MUITAS CORES E MUITOS MOTIVOS

 

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Fotos: Reprodução

 

Além disso, quando um rio assume tons azulados ou esverdeados, pode ser em virtude da alta concentração de minerais. No mar, isso pode ser fruto da ação de correntes oceânicas e do movimento das massas de ar, conferindo um aspecto diferente do habitual, ainda que por um período limitado.

 

Alguns locais também apresentam águas em outras tonalidades, a exemplo do Mar Negro, que
conta com forte presença de partículas que possuem uma coloração mais escura. Mas nem sempre ele ficou como mesmo aspecto.

 

 

 

No ano de 2017, por exemplo, o Mar Negro assumiu a cor turquesa graças à ação dos fitoplânctons, constituindo um fenômeno natural observado do espaço e que surpreendeu por sua beleza, ressaltando o quanto, na verdade, há uma série de elementos que podem atuar e influenciar na visão que temos de lagos, rios e do próprio oceano.

 

Fonte: Mega Curioso

 

LEIA MAIS

Coluna Você Sabia? : Abraçador profissional ganha R$ 470 por hora e promove terapias coletivas
Enviado por alexandre em 27/01/2023 00:32:53

Um abraçador profissional revelou que ganha o equivalente a R$ 470 por hora de sessão individual de terapia. Mas ele também está aberto a eventos coletivos, que ele chama de festas, nos quais os interessados na "técnica carinhosa" precisam desembolsar R$ 190.

 

Trevor Hooton, de 30 anos, mais conhecido como Treasure, começou a empreitada dos abraços alguns deles em posição de conchinha) em maio do ano passado. Os negócios não param de crescer, contou reportagem do "Daily Mirror".

 

As atividades estão ligadas a empresa Embrace Connections, fundada por Treasure, que mora em Bristol (Inglaterra), mas é nascido em Montreal (Canadá).

 

Veja também

 

A herdeira de 8 anos que abandonou fortuna para se tornar monja

 

Como cocô de pombo ajudou a confirmar a teoria do big bang

 

O canadense empreendedor disse que as suas sessões oferecem "mais do que apenas um abraço". Elas entregam "cuidado, carinho e boa vontade às pessoas por meio do toque".

 

Clientes de Treasure em terapia de abraço coletivo

 

Treasure, entretanto, admite que nem todos entendem o significado do que faz. Para alguns, a sua atividade é vista como um trabalho sexual. Pelo contrário, garante, o trabalho é fruto de dez anos de pesquisa sobre conexões humanas.

 

Sessão de abraço coletivo; e de conchinha?

Fotos: Reprodução

 

"Muitas pessoas lutam por isso, e é aí que eu entro. É mais do que apenas abraçar. É dar às pessoas as coisas de que precisam, seja lá o que for. As festas foram ótimas e acho que é uma ótima maneira de agregar valor a muitas pessoas ao mesmo tempo. Quero que tenha um grande impacto no mundo", disse o abraçador.

 

Fonte: Extra

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Coluna Você Sabia? : Venda de farinha de grilo como alimento começa nesta terça na UE
Enviado por alexandre em 26/01/2023 10:05:12

Além da introdução do grilo em pó como alimento, a UE aprovou a venda de larvas de farinha (Alphitobius diaperinus) congeladas, em pasta, secas e em pó.

 

A comercialização terá início em 26 de janeiro.


Em março do ano passado, a UE já havia autorizado as vendas de grilos em pó, congelados ou secos, e de gafanhoto-migratório (Locusta migratória).

 

Veja também 

 

Sapwuahfik: a ilha onde os homens têm uma língua própria

 

Paradoxo de peto: a evolução e o câncer em grandes animais

O primeiro inseto a receber autorização como novo alimento dos estados-membros da UE, por proposta da Comissão Europeia, foi a larva-da-farinha-amarela (Tenebrio molitor), apenas na forma seca, em junho de 2021

 


 

Fonte: Terra

LEIA MAIS

(1) 2 3 4 ... 7 »
Publicidade Notícia