Amor e Sexo - Moro na justiça: críticas são refutadas por Janaina - Notícias
(1) 2 3 4 ... 62 »
Amor e Sexo : Moro na justiça: críticas são refutadas por Janaina
Enviado por alexandre em 04/11/2018 01:25:06

Moro na justiça: críticas são refutadas por Janaina



Confirmação do juiz Sérgio Moro no Ministério da Justiça rende críticas ao magistrado.
Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder

Folha de S. Paulo - Coluna Painel
Por Daniela Lima



Um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, o advogado Miguel Reale Jr. critica a decisão de Sergio Moro de integrar o próximo governo. “Era uma figura não contaminada. Agora vai perder tempo para justificar que suas decisões não foram políticas, mas fica o tema solto. Desnecessariamente.”

A defesa de Lula prepara uma manifestação ao Comitê de Direitos Humanos da ONU sobre o ingresso de Moro na gestão de Jair Bolsonaro.

Os advogados vão lembrar que, na peça inicial apresentada ao organismo internacional em 2016, sustentaram que Moro poderia projetar uma carreira na seara da política.

Num dos tópicos da petição de 2016, a defesa de Lula disse que o juiz era apontado como possível candidato a presidente e que respondia de forma dúbia sobre o assunto.

Na verdade, Moro sempre negou intenção de ingressar na política.

Enquanto isso, Janaina Paschoal, deputada estadual eleita (PSL-SP), se pronuncia sobre sobre os ataques do PT à escolha de Sergio Moro para o Ministério da Justiça.

"O Moro mostra patriotismo. Quem procura motivos escusos, assim procede por medir os outros pela própria régua".

Amor e Sexo : Dia do Sexo: especialista ensina como encontrar o Ponto G
Enviado por alexandre em 01/11/2018 17:38:01

Véspera do Dia do Sexo e um assunto ainda ronda a cabeça de muitas mulheres: afinal, esse tal de Ponto G existe mesmo? De acordo com a ginecologista e obstetra Denise Gomes, diretora da Plena Clínica, em São Paulo, o Ponto G não só existe como pode ser até fácil chegar até ele com noções básicas. Veja os conselhos da especialista:

“Embora pensem que encontrar o caminho até o orgasmo dependa somente do parceiro, as mulheres têm que entender que o esforço precisa ser de ambas as partes, tanto dele quanto dela”, comenta Denise Gomes.

Conheça o próprio corpo - Primeiro a mulher tem que se conhecer -não adianta querer que alguém descubra como fazer você sentir prazer se você mesma não sabe como. Por isso é importante o conhecimento do próprio corpo. É necessário quebrar o tabu, perder a vergonha e se tocar. O orgasmo só vem quando elas se estimulam e encontram pontos que as favorecem na hora do sexo.

O toque - Acariciar o clitóris é um dos fatores mais importantes durante a relação. Algumas mulheres só conseguem um orgasmo quando são estimuladas na hora da penetração, pois essa área possui a sensibilidade parecida com a do pênis. Um toque mais forte num momento inoportuno acaba colocando tudo a perder. Por isso, o ideal é deixar os carinhos exagerados para quando a parceira estiver bastante excitada, já que o clitóris enrijece nas preliminares. Sãos os 15 mil nervos que compõem o clitóris e interagem com as 8 mil terminações nervosas que promovem o auge poderoso. Nesse momento o parceiro não pode ter uma ejaculação precoce,senão ele não dará o tempo necessário para a mulher atingir o Ponto G.

A posição - A posição também influencia.Aquela que a maioria dos homens não aguenta mais fazer (papai-e-mamãe) proporciona grandes chances de elas caminharem ao clímax. Na situação - mulher por cima - também é possível chegar lá. Mas a certeira é a posição cachorrinho. O pênis toca a parede superior da vagina onde fica localizado um ponto que proporciona bastante prazer. É legal saber: depois de exaltado o clitóris fica ainda mais sensível e precisa de alguns minutos para se recuperar. Então para não perder o fervor, continue acariciando outras partes do corpo dela. Retome os carinhos e os beijos e continue as prévias.

Sexo oral e brinquedinhos - O sexo oral favorece e costuma ser um grande aliado. Além disso, o homem pode acrescentar a ajuda do dedo para saciar a vontade de uma possível penetração durante esse período. Introduza somente de 4 a 5 centímetros do dedo na vagina e movimente-o em sentido horário. Para alcançar o céu, muitas mulheres gostam de chegar lá sozinhas, então uma boa dica são os diversos acessórios vendidos no sex shop. Os vibradores facilitam o encontro com o orgasmo, não pelo tamanho que possam ter, mas pelas pulsações. Comece devagar e vá aumentando a intensidade aos poucos até você está totalmente preparada. Tome cuidado quando for a hora de introduzi-lo na vagina. Evite empurra-lo por completo, pois pode machucar. De resto, é só se prevenir.

Amor e Sexo : Mulher quebra pênis de homem durante ato
Enviado por alexandre em 11/10/2018 09:21:31

Mulher quebra pênis de homem durante ato

UOL

Analista de marketing Tábata Rodrigues, de 26 anos, foi de uma noite quente ao final trágico: ela “quebrou” o pênis do parceiro durante o sexo. “Tinha acabado de terminar um namoro de quatro anos e estava animada com a solteirice. Dei uns beijos num colega de trabalho e decidimos ir para o motel depois do expediente”, diz.

“Estávamos muito ansiosos, aquela coisa de ser proibido, com medo de alguém descobrir por termos escolhido um motel na rua da empresa. Chegamos, rolou uma pegação incrível e ele pediu que eu ficasse por cima. Comecei a cavalgar com velocidade e empolgação e, de repente, ouvi um “creck”. A primeira coisa que pensei foi que a cama tinha quebrado. Foi quando ele começou a gritar desesperadamente”, conta Tábata.

A paulistana afirma que ficou tão nervosa que teve crises de riso. “Enquanto isso, o menino corria de um lado para o outro gritando de dor. O pênis dele ficou inchado, roxo, ele sentia muita dor, mas não queria ir para o hospital. Desesperada, liguei para uma amiga que é enfermeira e ela explicou que, para termos ideia do que realmente tinha acontecido, o pênis precisava ficar mole. Então, coloquei uma toalha encharcada com água gelada em cima. O vergão ficou mais aparente”.

Seguindo o conselho da amiga, a jovem passou pomada anti-inflamatória no pênis do parceiro. Contudo, de acordo com o urologista e especialista em medicina reprodutiva da Genics César Marinelli, não há outra opção senão correr para o hospital no momento em que ocorre a fratura peniana.

“Quando um dos corpos cavernosos se rompe, a dor é gigante, o pênis incha e pode ficar roxo. O tecido funciona como se tivesse sido fraturado, quebrado, apesar de não haver osso. O único tratamento recomendado é o cirúrgico, porque, mesmo que o homem faça uso de analgésicos e anti-inflamatórios, se não houver a correção do problema, é possível que ele evolua para um quadro de impotência”, explica.

Foi o que aconteceu com Jorge*, de 33 anos, durante a pegação com a namorada ainda na adolescência. “A gente estava esbaforido no sexo, aquela coisa de jovem afobado, sabe? Ela estava por cima, subindo e descendo, quando senti o estalo e a maior dor da minha vida. Eu gritei e chorei. Ela começou a chorar, não sabia o que fazer. Meu pênis ficou roxo e muito inchado, então corremos para o hospital, de táxi”, relembra o empresário.

“Durante o percurso, eu pensei que fosse morrer. Quase desmaiei, suava muito. O taxista ficou desesperado junto com a gente. Chegamos no hospital, que ficava a 40 minutos de casa, em 15. Fui operado na hora”, diz.

A recuperação envolveu a ausência de ereções por dois meses. “Até hoje, tenho bastante cuidado na hora de transar. Evito tirar o pênis totalmente durante as repetidas penetrações se a velocidade estiver alta. Sabia que o sexo até ficou melhor?”.

A psicóloga e terapeuta sexual Paula Napolitano recomenda que, para evitar fraturas penianas, o ideal é fazer como Jorge. “O acidente pode acontecer quando, durante a penetração, o pênis sai totalmente da vagina ou do ânus. Se o movimento de vaivém estiver rápido, as chances de o pênis 'errar o buraco' e atingir a pelve aumentam”.

Segundo Paula, as posições mais propícias para a fratura peniana são a cavalgada (mulher sentada sobre o homem) e “de quatro”. “Quando você transa mais coladinho, de conchinha, por exemplo, há menos possibilidades de fratura, já que o pênis não sai por completo da vagina”.

Amor e Sexo : Refrigerante faz mal para o pênis e afeta o sexo, revela estudo
Enviado por alexandre em 08/09/2018 01:07:54

Obesidade, prejuízo da saúde bucal e efeitos nocivos na pele são apenas alguns dos mais conhecidos malefícios gerados pelo consumo excessivo de refrigerante. A bebida rica em calorias vazias ainda pode trazer problemas sexuais para os homens, segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Copenhague e recentemente publicada no site “Your Tango”.

De acordo com os pesquisadores, homens considerados viciados em refrigerantes, ou seja, que bebem mais de um litro da bebida por dia, além de terem maior propensão a disfunção erétil ainda tem reduzidas em 30% as suas contagens de esperma.

O estudo foi realizado com quase 3 mil homens e descobriu que os que consumiam refrigerante em excesso mostravam uma contagem média de espermatozoides de 35 milhões por mililitro, contra os 56 milhões apresentados pelos rapazes que não abusavam da bebida. Apesar de a quantidade de 35 milhões de espermatozoides ser considerada normal, o trabalho indica que o “vício” pode aumentar os riscos eventuais de infertilidade.

Amor e Sexo : Cientistas sugerem frequência com que se deve ter relações sexuais
Enviado por alexandre em 03/09/2018 09:56:50

Cientistas sugerem frequência com que se deve ter relações sexuais
Afinal, quantas vezes é o ideal? Uma nova pesquisa recomenda o número ‘correto’.

Manter uma vida sexual ativa e regular faz bem à saúde, sugere um estudo chinês. De acordo com alguns cientistas, os homens devem ter relações sexuais entre duas e quatro vezes por semana de modo a reduzirem o risco de aparecimento de câncer de próstata.



Ainda assim, a pesquisa alertou que o número de parceiros deve ser limitado e que os participantes que mantinham um maior número de casos estavam também mais propensos a sofrerem com a doença.



Uma equipa de investigadores na Universidade de Sichuan, na China, observou a correlação entre o sexo e a probabilidade de desenvolvimento de câncer de próstata.


Após terem analisado dados relativos a 55,490 homens a partir de 22 estudos diferentes, apuraram que o risco de aparecimento de tumores tendia a decrescer à medida que a frequência sexual aumentava.


Aparentemente ser íntimo com alguém, entre duas a quatro vezes por semana é o nível ideal e mais benéfico para a saúde.


Os participantes que mantinham esse tipo de atividade apresentavam uma probabilidade menor, de 10%, de virem a sofrer daquela doença, comparado a outros indivíduos.


O líder da pesquisa, o médico e professor Jian Zhongyu, disse: “Homens com menos parceiros sexuais, que tiveram o primeiro relacionamento sexual após os 20 anos e que mantêm uma ejaculação moderada e frequente estão menos predispostos a virem a sofrer de câncer de próstata”.







Notícias ao Minuto

(1) 2 3 4 ... 62 »