Amor e Sexo - Casal cria regras e propõe desafio de fazer sexo todos os dias por um mês - Notícias
(1) 2 3 4 ... 58 »
Amor e Sexo : Casal cria regras e propõe desafio de fazer sexo todos os dias por um mês
Enviado por alexandre em 30/10/2017 11:09:56

A lista de tarefas que o casal deve cumprir foi compartilhada por um usuário do Reddit e tem como objetivo tentar fugir um pouco da temida rotina

Os “desafios dos 30 dias” não são exatamente algo novo. Na internet, é possível encontrar temáticas variadas para o desafio, que normalmente consiste em repetir uma atividade durante esse período rumo a um objetivo ou a uma conclusão. Ainda que a maioria deles foque em atividades físicas (visando, por exemplo, fortalecer o abdômen ou eliminar algum tipo de gordura localizada), um casal decidiu adaptá-lo. Para quem topar, o plano é fazer sexo ao menos uma vez por dia durante um mês e, em cada um dos dias, o casal terá uma tarefa a cumprir.

A ideia foi compartilhada por um usuário do Reddit que afirma estar começando as tarefas e, antes de listá-las, ele explica que, como todo desafio, há regras. Segundo ele, os dois parceiros ganham o direito de vetar duas tarefas cada um e, em dias “vetados”, eles podem fazer sexo sem focar em uma atividade específica. Os dias em que a mulher estiver menstruada ou em que algum dos dois estiver em uma viagem de trabalho, por exemplo, podem ser tratados como uma pausa, se necessário. Além disso, se o casal perder um dia, deve adicionar um dia a mais na duração total do desafio.

Mas, afinal, qual é o objetivo de um desafio como esse? Segundo o usuário, a meta é testar práticas novas e sair da rotina, motivo de reclamação de muitos parceiros após passarem muitos anos em um relacionamento.

Ainda que a meta seja positiva, a ideia dividiu opiniões entre os usuários do fórum. Nos comentários, um internauta afirma: “Meus testículos ficariam doloridos após o décimo dia consecutivo“. Outro afirma que o desafio pode não ser uma boa ideia para quem tem a libido baixa. Enquanto isso, outras pessoas expressaram a vontade de tentar e comentaram sobre as tarefas.

Jogo para esquentar a relação

Para a psicóloga e sexóloga Priscila Junqueira, novidades, brincadeiras e jogos eróticos podem ser a chave para retomar aquele fogo do início do relacionamento. Ainda assim, na hora de incorporar algo assim na rotina, é importante lembrar que tudo o que envolve sexo , também envolve consenso. Apesar de experimentar novas práticas ser algo positivo, ninguém deve se obrigar a fazer coisas desconfortáveis.

Se seu parceiro ou parceira estiver de acordo com a brincadeira, confira algumas das tarefas mais interessantes para se inspirar e criar o próprio desafio:

- Fazer apenas sexo oral até que os dois tenham chegado ao orgasmo;

- Testar posições avançadas do Kama Sutra (tomando cuidado para evitar acidentes, é claro);

- Fazer com que os dois cheguem ao orgasmo sem que haja penetração, usando apenas as mãos, a boca ou brinquedos eróticos;

- Fazer provocações por baixo da mesa em um jantar fora de casa (sem comportamentos ilegais, por favor!);

- Fazer sexo em um lugar da casa onde isso nunca tenha acontecido.
Fonte: Com informações do iG/ Delas

Amor e Sexo : Pompoarismo: 4 razões para você começar a praticar já
Enviado por alexandre em 21/10/2017 02:34:09

Conheça os benefícios da ginástica íntima

Lu Riva dificilmente teria entrado em contato com o pompoarismo se não fosse através de uma infecção urinária intermitente. A prática, ainda mal vista por muitas pessoas, não só melhorou a saúde de Lu como revolucionou sua vida sexual e profissional: além de feliz na cama, a ex-bancária toca uma das primeiras escolas em São Paulo dedicadas ao pompoarismo.

"Quando as pessoas conseguem entender que o pompoar é um exercício físico, que traz vários benefícios à saúde e também à vida sexual, que se trata de valorização do feminino e que toda mulher deveria aprender, percebem o quanto essa técnica é rica.", explica a especialista sobre como o olhar tanto das mulheres como dos homens tem mudado em relação ao pompoarismo.

Ainda discute-se bastante sobre a origem da técnica, mas a ginástica íntima começou a ser assunto quando o Dr. Arnold Kegel desenvolveu, na década de 40, vários exercícios voltados à musculatura genital feminina. Desde então, a saúde e vida sexual de muitas mulheres e casais tem mudado e a "ginástica do prazer" se popularizou.

Da recuperação pós-parto até orgasmos mais intensos, leia a seguir 4 razões pelas quais você já deveria ter começado a praticar o pompoarismo!

1. O pompoarismo vai melhorar sua saúde

"Eu tinha muitas crises de infecção urinária, foi então que pesquisando descobri que é cientificamente comprovado que o pompoar ajuda mulheres que têm incontinência urinaria, apesar de não ser meu caso, Comecei a treinar e estudar vários livros sobre pompoar, e quando não sabia direito como fazer o exercício marcava consulta médica, para tirar dúvida.", conta a expert em pompoarismo, Lu Riva.Além de serem benéficos para quem sofre com cistites e incontinência urinária, os exercícios do pompoarismo são ideais também para as gestantes, facilitando a abertura do canal para o parto e na recuperação da musculatura genital depois do nascimento do bebê. Quem sofre de infecções genitais reincidentes também sentirá diferença na saúde depois da prática do pompoarismo.

2. Você pode revolucionar sua vida sexual

Um assoalho pélvico forte é garantia de mais prazer tanto para você como para o seu parceiro. O pompoarismo se concentra em desenvolver a musculatura dos três anéis vaginais, que quando fortalecidos, podem gerar orgasmos históricos para o casal.Assim funcionam os exercícios sexuais, para quem está em um estágio mais avançado do pompoarismo: apenas com a musculatura dos anéis vaginais a mulher pode simular o efeito do sexo oral no homem ("sugar") ou "estrangular" -- técnica que consiste em apertar o pênis do parceiro no momento da ejaculação garantindo um orgasmo mais longo.

3. Você pode começar a fazer pompoarismo em casa

Preguiça ou falta de tempo não são desculpas para não começar já a fazer sua ginástica vaginal. Você pode fazê-la em qualquer momento do dia, em casa, no trabalho, no metrô e até sentada!A especialista em pompoarismo Lu Riva passou as dicas para quem quer começar a praticar o pompoar now:1) "Para achar primeiro anel: a mulher deve se sentar na cadeira, em cima de sua mão. Ela vai se concentrar na entrada da vagina, então ela vai tirar o ar tentando contrair a entrada da vagina. O exercício estará correto se ela sentir o períneo (músculo que divide a vagina do ânus) movendo em sua mão."2) "Segundo anel: fique em pé com as pernas um pouco abertas, com a bexiga vazia, faça um movimento como se estivesse segurando a urina. O movimento estará correto se você sentir o clitóris mexendo sutilmente."3) "O terceiro anel: deite-se de costas e relaxada. O terceiro anel fica no pé da barriga, onde fica a marca da cesárea ou para quem não fez cesárea, no pé da barriga. Tire todo o ar dessa região. Aí estará o terceiro anel."Para quem quer começar usando os brinquedinhos, Lu Riva dá as dicas:"O colar tailandês é ótimo pois ele ajuda a aluna a desenvolver a coordenação entre os anéis vaginais. O ben wa (duas bolinhas com peso) desenvolve a força, e o vibrador específico para o treino desenvolve o músculo e a velocidade dos movimentos."

4. Aumente a sua libido

Quem acha que o pompoarismo só entra em ação na hora do ato sexual, pense de novo. Os exercícios também estimulam a consciência corporal e criam uma ligação mental maior com os órgãos genitais, fazendo com que a mulher consiga controlar sua libido a partir da contração e descontração da musculatura da região pélvica.A ginástica do pompoarismo estimula a área genital e gera maior fluxo sanguíneo na região, estimulando o órgão fazendo você entrar no clima quando quiser.
Fonte: Tão feminino

Amor e Sexo : Fio terra:tudo sobre a prática ainda vista como um tabu
Enviado por alexandre em 10/09/2017 23:28:58

Fio terra:tudo sobre a prática ainda vista como um tabu


Para começo da nossa conversa, o fio terra nada mais é do que uma estimulação anal no homem. Mas para que isso aconteça é importante que o casal esteja livre do tabu. Digo o casal porque é preciso quebrar a barreira de que, caso o parceiro queira significa que ele é gay (é importante ressaltar que uma coisa não tem nada a ver com a outra. Sexo e preferência sexual são bem diferentes). E o homem precisa também estar aberto a experimentar caso a mulher traga a proposta.

A região anal é extremamente enervada, então quando ela é estimulada pode trazer um prazer bem intenso. Afina de contas, o que é proibido na cama desde que previamente combinado entre ambas as partes?

Cuidados para realizar
O primeiro cuidado é com relação a unha, que precisa estar bem cortada e livre de arestas que podem ferir o parceiro. Outra dica é usar preservativo. Aqui existem duas possibilidades: os próprios para dedos, que podem ser encontrados também nas farmácias, ou preservativo comum, ajustado ao dedo. Uma terceira opção é utilizar luvas de silicone.

Outro ponto importante é também sempre ter em mãos um lubrificante para que a prática seja prazerosa e não cause desconforto.

Como fazer
Uma vez que o dedo penetrou na região anal não é só fazer o movimento de vaivém. É preciso estimular a região da próstata para o maior prazer. A próstata é uma glândula que fica abaixo da bexiga e que é extremamente prazerosa para o homem quando estimulada.

Então se o parceiro estiver sentado de frente para a mulher, o movimento com o dedo é como se você estivesse ‘chamando’ alguém. Outra dica é fazer um movimento de giro com o dedo, que também estimula bastante a região.

Fonte: Com informações do Cosmopolitan

Amor e Sexo : Saiba 10 fantasias sexuais para você pôr em prática esta noite mesmo
Enviado por alexandre em 27/08/2017 23:44:16


Saiba 10 fantasias sexuais para você pôr em prática esta noite mesmo


Casa do cartucho

Fantasia sexual virando realidade em 3, 2, 1...

Que um pouco de criatividade pode revigorar o relacionamento, todo mundo sabe. E é justamente por isso que estamos aqui com dicas de fantasias sexuais poderosíssimas: para que você leve a sua rotina sexual a um novo nível.

A escritora e especialista em comportamento sexual britânica Tracey Cox foi a fonte para as dez “brincadeiras” desta lista – todas, diga-se, podem/devem virar realidade já. Deixe a vergonha de lado, vai?

O casaco-surpresa!

Muna-se de um trench coat ou qualquer casaco longo e de uma lingerie bem sexy e avise que é você quem vai busca-lo de carro no trabalho. Na hora marcada e vestida para matar, mande-o entrar e pergunte-lhe sobre o modelito – ele provavelmente não vai entender nada. Esquente o clima tirando o casaco aos poucos e revele o que há por baixo. Fuja da mesmice levando-o para um motel.

Algemas ou amarrações

Claro que não iria faltar uma fantasia sexual com inspiração BDSM (bondage, disciplina, sadismo e masoquismo). Sugerimos o básico: menos máscaras e coleiras e mais salto alto, lingerie provocante e realização para ambos. O interesse em amarrar ou deixar-se amarrar durante o sexo é comum porque aumenta o suspense. Você e seu parceiro podem ceder sem esforços ou culpa. E, sim, é extremamente excitante.

Lugares novos

A ideia é fazer da sua casa um parque de diversões. Nessa fantasia sexual, vale qualquer lugar inusitado: chão da cozinha, sofá, mesa de jantar, lavanderia... Vocês vão acabar experimentando novas posições e sensações. Lembre-se apenas de que é proibido usar a cama. Se quiser ir além, nós já demos a letra em 6 lugares incomuns para fazer sexo.

Vá para a água

Transar no mar ou em uma banheira é uma fantasia sexual que você tem de fazer virar realidade.

Tracey explica que, na água, estamos leves, como se o corpo e a alma estivessem flutuando juntos. Vocês ainda ganham um bônus: o ambiente aquático garante que tudo pareça mais limpo e fresco.

Temos que lembrá-la, ainda, do quanto a água pode deixar o clima sexy, como se os dois estivessem protagonizando alguma cena de Hollywood. “O cheiro do sal do mar e o som das ondas- juntamente com o do seu amor- estimulam os outros sentidos”, garante a especialista.

Seja discreta. Vá a uma praia deserta ou use uma toalha para cobrir-se.

Confesse: você já se imaginou vivendo aquela cena clássica de filmes eróticos onde tudo começa a acontecer dentro de uma aconchegante banheira de espuma. Parece bom, certo? Faça acontecer.

Você é quem manda

Esta noite, ele será seu brinquedo sexual: você comanda os movimentos, e ele obedece. Seja muito clara com relação ao que você gosta ou não que ele faça. Ele terá que saber lidar com seu “poder”, ao mesmo tempo que assiste você indo à loucura com as coisas que ele faz.

Ao final, diga que ele pode fazer o que quiser com você, e se prepare para vê-lo como se fosse uma criança em uma loja de doces. HOT!

Esquente o clima ao ar livre

Não, ninguém aqui quer que você cometa um atentado ao pudor. Apenas que você e o seu parceiro curtam, com as devidas reservas, um lugar com ar fresco. O risco do flagrante é quase sempre afrodisíaco. Examine cada situação com calma e permaneça vestida. Toalhas e cangas, por exemplo, podem salvá-los de um constrangimento. Tente no jardim da sua casa, num parque com muitas árvores ou numa praia (totalmente) deserta.

Provoque

Provoque o parceiro, deixe-o com vontade e depois diga que não está interessada em sexo. Continue com as provocações e, quando estiverem quase partindo para a cama, segure-o firme e fale que mudou de ideia. Tenha certeza de que ele sabe que isso tudo é só uma brincadeira e ele saberá o que fazer em seguida.

Frases como ‘O que você está fazendo?’ e ‘você é mau’ em um tom discreto o farão ter certeza das suas intenções e o deixarão com mais desejo no momento da transa, o que pode os aproximar ainda mais como casal.

Espelho, espelho meu

Alguns casais já devem ter utilizado desta técnica, mas inserir um espelho na vida sexual de vocês pode surtir efeitos maravilhosos.

Não quer dizer apenas que você vai poder ver seu parceiro em diferentes ângulos durante o sexo, que já é excitante, mas também que você será capaz de observar seus próprios movimentos.

O espelho pode ajudá-los a tentar novas posições, e também a melhorar aquelas com as quais já estão acostumados, com um ponto de vista totalmente novo.

Palmada

Não, a palmada não é algo a ser desprezado. Uma palmada suave e rápida pode esquentar o clima de um jeito que você nunca sentiu antes. Tracey diz que é melhor começar aos poucos.

“Você (ou ele) deve posicionar a mão levemente, manter os dedos próximos e dar um tapinha fazendo um movimento levemente para cima. Massageie a área por uns segundos após isso”.

Agora, se você está com receio pelo fato do seu bumbum ser o centro das atenções, não se preocupe. Quanto maior ele for, melhor. “Quanto maior ou mais musculosa for a região dos glúteos, mais forte pode ser a palmada, desde que o principal objetivo seja conseguir prazer, e não machucar ninguém”.

Se os dois gostarem da brincadeira, é aconselhável o uso de um chicote de borracha. Ele pode parecer bruto, mas é incrivelmente suave e útil para ditar o ritmo e a intensidade das palmadas - sem contar que o som do chicote é muito excitante!

Luz, câmera, ação!

Interpretar personagens pode dar muito certo se os dois estiverem no clima da brincadeira. Se o casal for do tipo tímido, que não se sente à vontade nesse tipo de situação, já sabe que isso não é muito aconselhável para vocês.

A chave do sucesso é o comprometimento: mesmo sem os adereços de médico e enfermeira, os personagens têm de estar presentes no casal.

“O uso de fantasias caras não é necessário, porém quanto mais esforço você fizer para a situação parecer real, melhor será. Use músicas e diferentes ambientes da casa para incorporar vários cenários. Não se preocupe se acabar caindo na risada- apenas continue representando. O desejo tomará conta da situação conforme os dois entrarem no clima”, diz Tracey.

Ela completa: “Não precisa ser uma tradução literal da sua fantasia sexual- às vezes, só de usar a ideia principal, já é suficiente”.

Se seu parceiro já fantasiou sobre ir pra cama com você e outra mulher, mas você não está pronta para receber uma terceira pessoa durante o sexo, Tracey sugere que é importante pensar fora da caixa: “Tem vontade de um ménage? Inclua um vibrador como terceiro elemento para ter a sensação de dois homens fazendo coisas diferentes em você ao mesmo tempo- e sem correr risco nenhum de abalar seu relacionamento!”.

Fonte: Tão feminino // Geovana Pereira
Tópicos



Pompoarismo: 4 razões para você começar a praticar essa técnica já!




Conheça os benefícios da ginástica íntima

Lu Riva dificilmente teria entrado em contato com o pompoarismo se não fosse através de uma infecção urinária intermitente. A prática, ainda mal vista por muitas pessoas, não só melhorou a saúde de Lu como revolucionou sua vida sexual e profissional: além de feliz na cama, a ex-bancária toca uma das primeiras escolas em São Paulo dedicadas ao pompoarismo.

"Quando as pessoas conseguem entender que o pompoar é um exercício físico, que traz vários benefícios à saúde e também à vida sexual, que se trata de valorização do feminino e que toda mulher deveria aprender, percebem o quanto essa técnica é rica.", explica a especialista sobre como o olhar tanto das mulheres como dos homens tem mudado em relação ao pompoarismo.

Ainda discute-se bastante sobre a origem da técnica, mas a ginástica íntima começou a ser assunto quando o Dr. Arnold Kegel desenvolveu, na década de 40, vários exercícios voltados à musculatura genital feminina. Desde então, a saúde e vida sexual de muitas mulheres e casais tem mudado e a "ginástica do prazer" se popularizou.

Da recuperação pós-parto até orgasmos mais intensos, leia a seguir 4 razões pelas quais você já deveria ter começado a praticar o pompoarismo!

1. O pompoarismo vai melhorar sua saúde

"Eu tinha muitas crises de infecção urinária, foi então que pesquisando descobri que é cientificamente comprovado que o pompoar ajuda mulheres que têm incontinência urinaria, apesar de não ser meu caso, Comecei a treinar e estudar vários livros sobre pompoar, e quando não sabia direito como fazer o exercício marcava consulta médica, para tirar dúvida.", conta a expert em pompoarismo, Lu Riva.

Além de serem benéficos para quem sofre com cistites e incontinência urinária, os exercícios do pompoarismo são ideais também para as gestantes, facilitando a abertura do canal para o parto e na recuperação da musculatura genital depois do nascimento do bebê. Quem sofre de infecções genitais reincidentes também sentirá diferença na saúde depois da prática do pompoarismo.

2. Você pode revolucionar sua vida sexual

Um assoalho pélvico forte é garantia de mais prazer tanto para você como para o seu parceiro. O pompoarismo se concentra em desenvolver a musculatura dos três anéis vaginais, que quando fortalecidos, podem gerar orgasmos históricos para o casal.

Assim funcionam os exercícios sexuais, para quem está em um estágio mais avançado do pompoarismo: apenas com a musculatura dos anéis vaginais a mulher pode simular o efeito do sexo oral no homem ("sugar") ou "estrangular" -- técnica que consiste em apertar o pênis do parceiro no momento da ejaculação garantindo um orgasmo mais longo.

3. Você pode começar a fazer pompoarismo em casa

Preguiça ou falta de tempo não são desculpas para não começar já a fazer sua ginástica vaginal. Você pode fazê-la em qualquer momento do dia, em casa, no trabalho, no metrô e até sentada!

A especialista em pompoarismo Lu Riva passou as dicas para quem quer começar a praticar o pompoar now:

1) "Para achar primeiro anel: a mulher deve se sentar na cadeira, em cima de sua mão. Ela vai se concentrar na entrada da vagina, então ela vai tirar o ar tentando contrair a entrada da vagina. O exercício estará correto se ela sentir o períneo (músculo que divide a vagina do ânus) movendo em sua mão."
2) "Segundo anel: fique em pé com as pernas um pouco abertas, com a bexiga vazia, faça um movimento como se estivesse segurando a urina. O movimento estará correto se você sentir o clitóris mexendo sutilmente."
3) "O terceiro anel: deite-se de costas e relaxada. O terceiro anel fica no pé da barriga, onde fica a marca da cesárea ou para quem não fez cesárea, no pé da barriga. Tire todo o ar dessa região. Aí estará o terceiro anel."Para quem quer começar usando os brinquedinhos, Lu Riva dá as dicas:

"O colar tailandês é ótimo pois ele ajuda a aluna a desenvolver a coordenação entre os anéis vaginais. O ben wa (duas bolinhas com peso) desenvolve a força, e o vibrador específico para o treino desenvolve o músculo e a velocidade dos movimentos."

4. Aumente a sua libido

Quem acha que o pompoarismo só entra em ação na hora do ato sexual, pense de novo. Os exercícios também estimulam a consciência corporal e criam uma ligação mental maior com os órgãos genitais, fazendo com que a mulher consiga controlar sua libido a partir da contração e descontração da musculatura da região pélvica.

A ginástica do pompoarismo estimula a área genital e gera maior fluxo sanguíneo na região, estimulando o órgão fazendo você entrar no clima quando quiser.

Fonte: Tão feminino // Fernanda Guimarães
Tópicos



Perguntas & respostas para você saber mais sobre prazer sexual


Problemas técnicos? Soluções práticas!

Nem todas as dúvidas vão embora com o início da experiência sexual. Homens e mulheres já bem grandinhos e cheios de história pra contar, por vezes, sentem falta de informação ou referências sobre o assunto. Para alcançar o prazer sexual, é preciso conciliar, digamos, emoção, base física e técnica. Conhecer o funcionamento do seu próprio corpo é essencial.


1. Como saber se estou tendo um orgasmo?

Um orgasmo é caracterizado por uma forte sensação de tensão súbita. O clímax é acompanhado por contrações involuntárias rítmicas dos músculos vaginais e uma sensação de prazer.

2. Como são as contrações durante o orgasmo?

É comum ter entre três e 12 contrações vaginais durante um orgasmo. Quanto mais excitação, mais poderoso o prazer e mais numerosas as contrações. As primeiras são fortes e próximas, depois se tornam mais curtas e menos intensas.

3. A mulher sempre grita quando goza?

Absolutamente não. Um orgasmo violento pode muito bem ser totalmente silencioso. E uma mulher pode gritar muito alto sem ter chegado ao clímax. Assim, os decibéis não são proporcionais ao orgasmo.

4. É verdade que há dois tipos de prazer – um vaginal e um clitoriano?

O prazer sexual do orgasmo é o mesmo, porque um orgasmo, vaginal ou clitoriano, é sempre expresso na vagina por contrações involuntárias e rítmicas. Portanto, estamos falando do ponto de partida, que pode ser a vagina ou o clitóris. O prazer que vem do clitóris é geralmente mais explosivo e o que vem da penetração, mais difuso e profundo.

5. Só uma posição sexual me permite atingir o orgasmo. O que fazer?

Você não tem nada especial a fazer. É extremamente comum que o orgasmo venha apenas de uma maneira. Depende do que o seu corpo entende como experiência vivida de prazer. É possível que você já tenha experimentado, ao longo do tempo, outra maneira de chegar lá, outras posições que levassem ao orgasmo, mas não conseguiu. Isso não significa que você deve evitar outros lugares, posições e movimentos que revelem outros prazeres...

6. Existem posições mais favoráveis para o prazer sexual das mulheres?

Muitas vezes, descobrimos que a posição que mais fornece prazer é a Amazona: o homem deitado de costas, e sua parceira sentada sobre ele. Assim, é ela quem controla a inclinação, movimento, ritmo, profundidade... Ela pode escolher o que é mais prazeroso. Mas para isso acontecer, é preciso se sentir completamente à vontade, o que não é necessariamente o caso. Não depende da mecânica! Algumas posições são mais excitantes porque são mentalmente mais eróticas...

7. É verdade que há pontos de prazer como o G, por exemplo?

Em vez de pontos, devemos falar sobre zonas de prazer. O ponto G não é um ponto, mas uma área de vários centímetros quadrados. O clitóris é, naturalmente, uma outra área de prazer, como algumas partes da vagina bastante variáveis de mulher para mulher – para algumas, é na parte inferior, para outras, perto da entrada, ou do lado. Nós não somos todas feitas no mesmo molde!

8. Durante a menstruação, podemos sentir prazer ao fazer amor ou é para evitar?

Não há razões médicas para evitar relações sexuais durante a menstruação. A única desvantagem é que as DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) são transmitidas mais facilmente, por isso o uso do preservativo é imperativo. Durante a menstruação, a diversão é tão possível quanto em qualquer outro período do ciclo. Algumas mulheres sentem mais desejo e prazer durante o seu período menstrual.

9. Será que a pílula pode agir negativamente sobre o prazer?

Geralmente não, ou então indiretamente. Na verdade, algumas pílulas anticoncepcionais são prejudiciais para a libido. Portanto, quando uma mulher não sente qualquer desejo, fica inevitavelmente mais difícil obter prazer. Mas o reflexo do orgasmo em si, a pílula não afeta especificamente.

10. O preservativo interfere no prazer?

Sim. Especialmente para o homem, pois ele tem a sua área mais sensível, a glande, mais isolada da sensação de atrito. Para ambos, o fato de os preservativos serem lubrificados às vezes é irritante, especialmente quando a lubrificação natural já é boa. Quando se desliza também, as sensações podem ser menos fortes. Mas a camisinha também torna tudo mais fácil, mais confiante. Assim, apesar dos inconvenientes menores, fazer amor com camisinha continua a ser um grande prazer.

11. Meu parceiro chega rapidamente ao orgasmo, mas para mim é muito mais lento. Por que a diferença?

Um homem geralmente vem mais rápido ao prazer, porque é da natureza dele. Mas esteja ciente de que quanto mais rápido o orgasmo, mais superficial. O clímax feminino é geralmente mais profundo, mas vem mais lento. Para ter um prazer mais profundo também, ele deve aprender a aproveitar o seu tempo: o ideal é que vocês desacelerem.

12. Eu tenho prazer apenas por masturbação, mas não com o meu parceiro. Por quê?

Não importa se você é homem ou mulher, o orgasmo sempre é alcançado mais facilmente e rapidamente pela masturbação: na verdade, todo mundo sabe os movimentos, pressão, velocidade, posição... Todos os fatores que podem rapidamente levar ao orgasmo. Assim, em média, leva menos de três minutos para obter um orgasmo por autoerotismo e muito mais durante um relação sexual. Melhorar o prazer a dois é um aprendizado, especialmente por meio da comunicação. O ideal é sempre ajudar seu par a descobrir a "receita" para chegar ao sétimo céu.

13. Eu sinto prazer, mas eu não acho que é algo extraordinário como dizem. Eu sou normal?

Muitas vezes, quando você inicia sua vida sexual, pode se desapontar com a quantidade de prazer que sente – em comparação com o que vemos nos filmes, parece um pouco baixa. Isso é normal porque o prazer é desenvolvido ao longo de experimentos. A chave é aprender a cultivar o que se sente para que o sentimento cresça. Além disso, o orgasmo pode ser um verdadeiro prazer, mas não necessariamente surpreendente. Isso também torna tudo mais interessante: ser sempre diferente.

14. Transar com mais vontade é necessariamente mais prazeroso?

Talvez, mas não necessariamente! É lógico pensar que se o desejo é forte, o prazer vai ser muito maior. Mas esses sentimentos ou emoções são muito caprichosos. Você pode um dia ser surpreendida ao sentir um monte de prazer, enquanto o seu desejo era relativamente baixo.

15. Se estivermos envolvidos emocionalmente será muito mais divertido?

Sim e não! Sim, porque quando se está apaixonada, a intensidade das emoções é pelo menos dez vezes maior. Não, porque não há muito prazer com ciúme ou medo de não ser amada, e também porque é possível se sentir confiante com um homem, sem estar apaixonada por ele – o prazer é simples e natural. Mas muitas mulheres acham que "fazer amor sem amor" é impossível!

16. Por que eu tenho que fantasiar, imaginar cenas eróticas para aumentar meu prazer?

Fantasiar é perfeitamente normal. A fantasia mais comum é, na verdade, simplesmente a antecipação erótica: imagine o que você pode fazer com o seu parceiro, os beijos, as carícias que podem ser trocadas. Se você sentir a necessidade de fantasiar, o ideal é usar as coisas que você fez em conjunto ou você quer fazer com ele... Assim, as fantasias aproximam mais vocês.

17. Orgasmo é sinônimo de prazer?

Absolutamente não. O orgasmo é um reflexo natural geralmente acompanhado por prazer intenso, mas não mandatório. Por outro lado, muitas mulheres experimentam um prazer significativo sem que ele necessariamente acompanhe o orgasmo.

18. Nós não temos orgasmos simultâneos. Isso me incomoda. É normal?

Apenas um terço dos casais ocasionalmente têm orgasmos em conjunto, ao mesmo tempo. É muito bom, mas isso não é um objetivo. É melhor respeitar cada turno. Por quê? Porque então você pode realmente desfrutar da diversão do outro quando ele chegar lá. Se vocês tiverem um orgasmo ao mesmo tempo, cada um ficará em seu mundo em paralelo.

19. Às vezes eu choro um pouco antes do orgasmo. Acho isso estranho. O que está acontecendo comigo?

É uma reação bastante comum. Se trata simplesmente de uma grande agitação emocional. Isso acontece especialmente quando o prazer é intenso. Algumas pessoas podem rir em vez disso. Porque o orgasmo é uma tensão que, de repente, se esvai e pode causar lágrimas que estão muito longe de um sentimento de tristeza.

20. Eu sinto que ele me dá mais prazer do que eu lhe dou. Como reequilibrar?

Muitas mulheres ou homens com temperamento altruístas têm essa impressão. Quando eles se maravilham com tanta felicidade, acham que não é possível que o outro também esteja se sentindo tão bem. E esse é exatamente o caso: se você tiver um monte de diversão, é certamente porque ele também sente o mesmo. Não pense que você deve alguma coisa. O melhor a fazer é expressar toda a felicidade que você sente!

Fonte: Tão feminino // Geovana Pereira



Sexo no carro: prós e contras, conselhos e posições



Por necessidade, por acaso ou impulso do momento, transar no carro promete uma explosão de sentidos. Siga nossas dicas para um momento inesquecível no banco de trás (ou da frente, se preferir!).
Como fazer sexo no carro?

1. Um carro de tamanho apropriado
É inteligente considerar o espaço do veículo, a não ser que você tenha talento com contorcionismo. Busque sempre ficar confortável – o banco de trás é o ideal. As posições são limitadas, mas no calor do momento, é sempre possível encontrar uma solução.

2. Posição 1: no banco de trás
Ele senta na ponta do banco e você senta-se sobre ele. Seu parceiro terá uma linda vista das suas curvas e você pode se apoiar nos assentos dianteiros.

3. Posição 2: um pouco menos acolhedor
Ele fica ajoelhado no chão e você senta na ponta do banco com as pernas apoiadas no banco dianteiro. Aviso: o atrito com tapetes antiderrapantes pode deixar marcas feias sobre os joelhos de seu parceiro.

4. E o capô?
Se o céu está limpo e a temperatura é amena, podemos considerar o capô, desde que o carro esteja estacionado em uma área deserta.

Fazer amor no carro: os prós

Sensação de liberdade e aventura;
A mudança sadia de ambiente e a cumplicidade que se instala ao apimentar a relação;
A excitação das primeiras carícias.

Fazer amor no carro: contras

Espera-se que o carro esteja estacionado. Na verdade, começar com um pouco de masturbação com o veículo em movimento pode ser tentador, mas pode resultar em um acidente estúpido.
Tenha cuidado para não se machucar
Não esqueça do artigo 233 do Código Penal Brasileiro! Praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público: Pena – detenção, de três meses a um ano, ou multa.

Fonte: Tão feminino // Geovana Pereira

Amor e Sexo : Dirty Talk: saiba as palavras certas para apimentar o sexo
Enviado por alexandre em 14/08/2017 00:53:19


Dirty Talk: saiba as palavras certas para apimentar o sexo





Sabe aquelas palavras que sussurradas no ouvido deixam o tesão à flor da pele? Pode ser um elogio bem safado, a descrição de uma cena erótica, uma fantasia dita ao pé do ouvido e até mesmo palavrões podem deixar a relação ainda mais quente. Aliás, para quem não tem muita frescura, quanto mais sujo for o palavreado, mais selvagem o sexo fica. Essa brincadeira durante a transa é chamada de Dirty Talk.

Mas para entrar na Dirty Talk, você precisa saber se a sua companheira ou companheiro gostam de ouvir sacanagens. A maioria gosta, mas muitas também se ofendem quando, na hora H, são chamadas de “putinha” ou ouvem outras besteiras mais “pesadas”. Neste caso, não entendem que o “xingamento” é para que se deixem agir por instinto, sem formalidades e vergonhas. Mas tente sempre mostrar que você a respeita, mesmo se for pegar pesado. De qualquer forma, se perceber que não rola a Dirty Talk, melhor não forçar a barra.

Se perceber que ela curte, livre-se das travas na língua e a conduza por fantasias eróticas, apalpando o terreno, criando situações e descobrindo do que ela gosta. Veja três dicas valisosas de como usar a Dirty Talk:

– Não diga nada forçado: não tente dizer palavras que não sejam confortáveis para você falar ou que não sejam realmente excitantes para você. Tem que ser as palavras que vêm à mente na hora, que sejam espontâneas.

– Coloque emoção nas palavras: o que você diz, deve ser acompanhado por um tom de voz estimulante, mas nada de tentar fazer voz de ator pornô ou forçar uma voz sexy, mas não se esqueça dos suspiros e gemidos, que intensificam o que você fala.
– Não seja meloso na hora do sexo: com as palavras pervertidas, a pegada tem que ser mais viril, deixando-a com tesão. Deixe a ternura para outra hora.

Depois da “brincadeira”, considere o que falaram e das ideias que mais gostaram. Muitas cenas que foram ditas podem virar fetiches para serem realizados em breve!

Fonte: Com informações de Mais de Trinta


Confira cinco dicas naturais para melhorar sua vida sexual



Com algumas mudanças simples em seus hábitos alimentares, assim como com a prática de atividades físicas e o monitoramento de alguns itens da sua saúde, é possível melhorar bastante essa questão antes de recorrer a medicamentos e outros tratamentos mais sérios.

É importante pensarmos em nossa vida sexual com a devida atenção para garantir um relacionamento mais pleno e realizado, assim como é fundamental não acreditarmos que a falta de apetite sexual é algo comum, que é o esperado com o passar do tempo – na verdade, pessoas saudáveis podem fazer sexo normalmente ao longo de toda a vida adulta, e isso inclui a terceira idade.

Os métodos que você vai conhecer a seguir fazem parte de um relatório especial da Universidade de Harvard, dedicado apenas a problemas sexuais, especialmente os relacionados à disfunção erétil. São dicas simples que, além de melhorar a vida sexual do casal, farão bem à sua saúde como um todo, ou seja, não tem motivos para não tentar! Confira:

1. Que tal fazer caminhadas diárias?

Só para você ter ideia, uma rotina de apenas 30 minutos de caminhada por dia é capaz de reduzir os riscos de disfunção erétil em até 41%. Outro estudo realizado pela mesma instituição nos mostrou que exercícios moderados ajudam a melhorar o desempenho sexual especialmente dos homens de meia idade e que são obesos.

2. Comer direito é fundamental

Não há como negar: uma alimentação saudável e equilibrada é a chave para uma vida melhor em diversos aspectos. Quando pensamos em saúde sexual, o ideal é investir em uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos e peixes. O consumo desses itens e a diminuição de carne vermelha, de produtos processados e de grãos refinados é uma ótima maneira de ajudar seu corpo a mandar bem entre quatro paredes.

Em termos de dieta, sabemos também que deficiência da vitamina B12 é algo que dificulta a ereção, então é sempre bom ficar de olhos abertos e investir em alimentos como amêndoas, salmão, truta, carne bovina, cereais e iogurte. Para saber como seu corpo tem absorvido essa vitamina, você pode procurar ajuda médica e solicitar exames.

Outra vitamina fundamental é a D, encontrada no leite, iogurte, queijo e atum enlatado. Já é comprovado que homens com deficiência de vitamina D têm um risco 30% mais alto de desenvolver disfunção erétil. Vale lembrar que tomar Sol todos os dias, por alguns minutos, é algo que ajuda seu corpo a absorver essa vitamina.

3. Acompanhe e cuide da sua saúde

Infelizmente, a obesidade está relacionada com o aumento de doenças cardíacas e com casos de diabetes, sendo são capazes de provocar baixa libido e disfunção erétil. Por exemplo, um homem com uma cintura de 107 cm tem 50% a mais de chances de ter disfunção erétil quando comparado com um homem que tem uma cintura de 81 cm. Então, é importante manter uma alimentação saudável e fazer acompanhamentos médicos periódicos para avaliar sua saúde.

4. Dê atenção à sua saúde vascular

Se o seu hemograma revela altos índices de açúcar no sangue, de colesterol ruim (LDL) e de triglicerídeos, está na hora de cuidar melhor de você! O mesmo vale para quem é hipertenso.

Regular esses índices é algo que melhora a saúde do coração, do cérebro e, no caso dos homens, do pênis. Em alguns casos, quando apenas a mudança alimentar e a prática de exercícios não resolve, é preciso realizar tratamento medicamentoso. Independente de qual for a sua situação, é preciso seguir a recomendação médica com cautela.

5. Vá ao dentista

Olha só que inesperado: sabia que existe uma relação entre o aparecimento de gengivite e disfunção erétil? Pois é. Isso foi descoberto em um estudo de 2013, divulgado pelo Journal of Sexual Medicine. A relação entre uma coisa e outra está no fato de que a gengivite causa inflamação crônica, e isso danifica as células que arredondam os vasos sanguíneos, inclusive os da região pélvica.

Depois de seguir as dicas acima, é difícil não sentir uma grande melhora em sua saúde de maneira geral e, inclusive, em sua vida sexual. Não custa tentar, não é mesmo?

Fonte: Dicas de Mulher


5 dicas para retardar a ejaculação do parceiro


De acordo com uma pesquisa da Universidade de Utrecht com base nos costumes de alguns países, a duração média do sexo entre os casais é de 5,4 minutos . Entretanto, esse tempo algumas vezes pode não ser suficiente para ambos do casal cheguem ao orgasmo. Em alguns casos, vale lançar mão de técnicas ajudam a retardar a ejaculação do homem para o sexo dure mais.

Retardar a ejaculação pode ser uma ajuda e tanto para que a mulher chegue ao ápice do prazer porque homens e mulheres normalmente tem um "timing" diferente na cama. “O que acontece é que geralmente o orgasmo feminino demora um pouco mais para chegar, então é importante haver um esforço para que não seja só o homem saia satisfeito”, afirma a especialista em sexualidade e colunista do Delas, Cátia Damasceno.

Criadora do programa Mulheres Bem Resolvidas, Cátia destaca existem tipos de gel ou camisinha que fazem com que o homem demore mais a ejacular, mas na coluna desta semana ela monta uma lista com técnicas naturais para usar nesse momento. E o divertido que é as mulheres podem ajudar os parceiro no processo. “O importante é evitar que ele seja rápido demais”, diz Cátia.



Veja 5 dicas da especialista:

1. Exercite o PC
Segundo a Cátia, que também é fisioterapeuta especializada em uroginecologia, a região do órgão sexual é fortalecida pelo músculo pubococcígeo, chamado apenas de PC. “Tanto o homem quanto a mulher que quer ter um sexo mais duradouro e orgasmos melhores precisa exercitar esse músculo”, conta. Segurar o xixi, mover o pênis ereto para baixo e para cima, e repetir o movimento de contração máxima da uretra e do ânus 20 vezes são ideias de como exercitar esse músculo.

2. Mude a posição
Além de sair da mesmice, mudar a posição durante o ato sexual tende a aumentar o tempo de duração da transa. Segundo Cátia, as diferentes posições promovem estímulos diferentes e evitam que o gato dê aquela "espirrada repentina”. “E fora que só o tempinho de mudar de posição já pode ajudar a dar uma acalmada no amigão do parceiro”.

3. Fique por cima
Cátia também explica que, quando a mulher está por cima, a sensibilidade no pênis pode ser reduzida. “Geralmente, isso acontece quando a mulher fica por cima com as costas eretas e relaxadas, colocando pressão sobre a pélvis dele”, detalha.

4. Mantenha uma vida saudável
Cátia Damasceno também lembra algo básico, mas que passa despercebido para muitos: exercícios físicos e alimentação saudável ajudam na relação sexual e podem aumentar o tempo de duração da transa. “O corpo mais acostumado com exercícios físicos fica mais preparado para aguentar as atividades intensas do sexo”, conta, reforçando que má alimentação e hábitos ruins, como o excesso de álcool e cigarro, tendem a piorar o desempenho sexual.

5. Desfrute sem foco no orgasmo
Por fim, Cátia alerta que apenas o fato de a transa não ser feita às pressas já ajuda muito. “Pare de se desesperar pelo orgasmo, ele é maravilhoso, mas deve ser natural”, afirma a especialista. “O sexo precisa ser desfrutado e se tornar um momento de diversão, então abuse das preliminares e se doe para seu parceiro enquanto ele se doa para você”, completa.

(1) 2 3 4 ... 58 »