Painel Político - Painel Politico por Alan Alex - Notícias
(1) 2 3 4 ... 133 »
Painel Político : Painel Politico por Alan Alex
Enviado por alexandre em 26/11/2014 20:20:04

Caiu

Rondoncap e Rondoncap Sul estão com suas comercializações suspensas em Rondônia pode determinação da justiça Federal de Pernambuco. A proibição decorre de investigações realizadas pela Polícia Federal e que culminaram com a Operação Trevo, a partir de Pernambuco e que prendeu envolvidos em esquema de corrupção em 13 estados. Aqui em Rondônia, a empresa alega que repassa os valores recolhidos com a venda dos títulos para a federação das APAEs, o que está sendo investigado. A empresa não dá opção de resgate pelo comprador, o que fere o código de defesa do consumidor. O Ministério Público do Estado também investiga o caso.

Capitaliza o que?

Um dos maiores problemas do “esquema Rondoncap” é que o dinheiro arrecadado com a venda dos títulos de capitalização simnplesmente desaparece, quando deveria, em tese, retornar ao comprador, que poderia resgatar, ao fim de determinado período, o valor investido. Deveria ser dada a opção de resgate, mas não é isso que ocorre. Eles alegam repassar para a federação das APAEs, uma entidade de fora do estado, que ninguém sabe onde fica ou como funciona. O que retorna para Rondônia é uma ninharia. Posso estar enganado, mas acho que essa casinha ai, caiu para sempre por essas bandas.

Drama

Desde maio deste ano o pequeno Nicolas Natz está desaparecido. Para a polícia, ele foi incinerado após morrer de forma não explicada, já que nasceu saudável. O bebê teria sido levado para a maternidade Regina Pacis após nascer em Candeias do Jamari de parto normal. A mãe foi transferida, não se sabe porque, para o hospital de Base. O bebê teria morrido e seu corpo embalado em um saco plástico, para em seguida ser incinerado.

Agora olha essa

De acordo com a versão oficial da Polícia Civil de Rondônia, após meses de investigação, “os restos incinerados na empresa são encaminhados em camburões para um aterro sanitário de Minas Gerais, e de acordo com o que a Polícia Civil apurou, o crânio da criança foi a única parte do corpo que sobrou, mas o delegado diz ser inviável reencontrá-lo”.

Mas, espera

Que diabos de forno de incineração é esse da empresa Amazon Fort? Um bebê sequer tem ossos formados, a cabeça é praticamente uma cartilagem, e mesmo assim teria “sobrado o crânio”? E quando eles incineram pedaços de perna, sobra o que, o fêmur?

Para a família

O caso está longe de encerrar. Evidente que muita coisa falta ser explicada nesse caso, e lamentavelmente sabemos que essa família vai sofrer muito ainda. O problema é que a polícia trabalha travada, com pistas frias e contando basicamente com a sorte. Apesar da “versão oficial”, as investigações prosseguem e nem de longe está descartada a possibilidade da criança ter sido roubada.

Lambança

Agora vem o mais interessante (se é que algo pode ser interessante nesse drama). A Polícia informou que a médica Cláudia Gaspar Rech, que havia sido indiciada por falsidade ideológica (ela assinou um laudo da morte do bebê), continuaria respondendo pelo crime. O advogado da médica e da maternidade Regina Pacis informou que isso não vai acontecer, já que “o Tribunal de Justiça de Rondônia, em recurso interposto em ação de habeas corpus (processo 0010603-13.2014.822.0501, julgado em 20.11.2014, pela 1ª Câmara Criminal) anulou o indiciamento realizado pela delegada Noelle Caroline Xavier Ribas Leite contra Cláudia Gaspar por entender que não havia qualquer indício de prova que o justificasse, considerando o mesmo “verdadeiro constrangimento ilegal”.

Jogo de empurra

E agora começa aquela velha história de que “aqui tá tudo certo, a bagunça é lá”. De acordo com o advogado da médica, desde o início das investigações, em maio deste ano, havia fortes indícios de falta de organização e controle no setor do Hospital de Base que recebe e armazena os corpos mortos, a chamada câmara fria. Que a coisa é bagunçada nesse governo não é nenhuma novidade, mas daí a começarem a sumir com cadáveres, de fato, estamos com sérios problemas.

Frases do dia

“Mesmo que seja réu não serei condenado”, a pérola é do Chefe do Executivo de Rondônia em entrevista a um programa de TV na capital, exibido na noite de terça-feira. Mas a melhor é a próxima, “não tem parente meu no chão de hospital e se o esquema for descoberto, quem vai vai preso é você, porque eu não vou assinar nada”. Essa frase é atribuída ao deputado estadual Jean Oliveira pelo ex-secretário de Saúde José Batista, durante uma discussão, que acabou “na porrada” entre os dois, enquanto decidiam um acerto de propina para “atender o deputado”. Jean estava pegando o serviço de lavanderia hospitalar. Seu contrato previa 950 quilos de roupas/dia, mas ele queria 5 toneladas/dia. Ainda segundo Batista, Jean teria soltado outra pérola antes de levar um tabefe do próprio secretário, “Confúcio que mandou fazer”.

A culpa é da imprensa

Pois bem, na mesma entrevista que o chefe do Executivo deu, ele disse o seguinte, “por causa das loucuras de um deputado capitaneado por parte da mídia, não podemos viver este terror”, se referindo as gravíssimas denúncias que pesam contra ele e que estão sendo investigadas pela Polícia Federal. Mas o interessante dessa frase é ele colocar “parte da mídia”, como se essa “parte” fosse responsável pela roubalheira em seu governo. Tenha paciência governador.

Pior ainda

É a outra parte da mídia, aquela que faz de conta que está tudo certo, dar espaço para esse tipo de asneira e sequer fazer questionamentos sérios, como por exemplo, porque o governo pagava aluguel de um apartamento para um fantasmão? Ou ainda, o que ele tem a dizer sobre o depoimento de seu ex-secretário Batista, será que ele inventou toda essa história?

Decisão

Estou pensando seriamente em me dedicar a outros projetos a partir de 2015 e parar de escrever a coluna. A conclusão que chegamos é a mesma de quem dá murro em ponta de faca. Fora as inimizades e um bande de almas sebosas que ficam desejando mal o tempo todo. Credo.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no http://www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Tempos modernos

Nos últimos anos, juntar papel se tornou incômodo e desnecessário. Até mesmo os tribunais já estão operando com sistema de processos digitais. Se sua empresa acumula papéis demais, entre em contato com a A.D. Digitalizações e peça um orçamento. Você recebe todo seu arquivo em HDs externos, pendrives ou DVDs e se preferir pode contratar o serviço de digitilização em nuvem, permitindo que você acesse seus arquivos em qualquer lugar do mundo, via internet, através de seu telefone celular, computador ou tablet. Para contatos envie e-mail para digitalizar.ro@gmail.com e peça seu orçamento. A AD também trabalha com guarda de documentos e tem preços diferenciados para advogados.

Dormir nu pode melhorar o sono, o relacionamento e até a saúde do coração

“Sabe, eles te fazem perguntas. Só um exemplo: ‘O que você veste na cama? Você veste blusa de pijama? Veste calça de pijama? Camisola?’. Então eu disse: ‘Chanel No. 5’”, já brincava Marilyn Monroe em um comercial de perfume da década de 1960. E pesquisas recentes mostram que ela estava apenas sendo saudável. Um em cada três adultos dorme nu, de acordo com um estudo internacional feito pela Fundação Nacional do Sono dos Estados Unidos, que demonstrou ainda que o hábito pode trazer todos os tipos de benefícios: melhorar a qualidade de sono, aprimorar o relacionamento e até a saúde do coração. Peritos concordam que é importante manter a calma durante a noite, já que a temperatura do corpo tem que cair cerca de meio grau para que você caia no sono. O cérebro, impulsionado pelo relógio biológico, envia mensagens para os vasos sanguíneos se abrirem e liberarem calor. Pijamas acolhedores são tentadores, mas se você divide a cama com um parceiro, dormir nu irá gerar um impulso generoso de oxitocina, um hormônio que tem vários benefícios à saúde. A oxitocina tem um efeito protetor sobre o coração: reduz a pressão arterial, estimula o sistema imunológico e reduz a ansiedade. Além disso, pessoas que dormem como vieram ao mundo tem vidas amorosas mais felizes, de acordo com uma pesquisa deste ano de uma empresa de roupas de cama, feita com mil britânicos.

Painel Político : Painel Politico por Alan Alex
Enviado por alexandre em 25/11/2014 20:58:09

Aloprados

O jornalista Paulo Andreoli, do Rondoniaovivo foi impedido de entrar no salão nobre da Assembleia para fazer entrevista com parlamentares na tarde desta terça-feira por alguns seguranças da Casa, que confundem suas funções de “fazer segurança” com impedir trabalho da imprensa. Não é novidade nenhuma que Paulo vem fazendo oposição sistemática ao deputado Hermínio Coelho, presidente do Legislativo, mas impedir a entrada dele, ou qualquer outro jornalista em uma Assembléia é no mínimo, uma incoerência. A ordem para essa atitude não partiu de Hermínio, foi coisa de assessor aloprado e já estão atrás de identificar o responsável.

Falando em Assembleia

Como era de esperar, a turma que andou se lambuzando lá pelas bandas do Executivo mostrou a cara nesta terça-feira. A sessão que deveria definir a comissão para analisar as denúncias contra o governador Confúcio Moura foi esvaziada, já que 12 parlamentares se trancaram no gabinete de Eurípedes Lebrão, numa clara manobra do Palácio.

O problema

Que essa turma não aprende. Os deputados que estão se escondendo, estão sendo investigados por recebimento de propina, alguns em dinheiro, outros em contratos e outros em cargos. Depois reclamam quando a polícia bate em suas portas às 6 da manhã. Tic-tac, e não demora. Na sessão dessa terça, presentes apenas Hermínio, Neodi Carlos, Cláudio Carvalho, Luiz Cláudio, Adelino Follador, Marcelino Tenório e Ribamar Araújo.

Na justiça eleitoral

Além das representações feitas pela Procuradoria Regional Eleitoral, a chapa Confúcio/Daniel vai enfrentar mais seis ações, protocoladas e ambasadas com farta documentação, pelos advogados Diego Vasconcelos e Márcio Nogueira, que representam Expedito Júnior. Uma delas diz respeito a pomposa inaguração do Teatro Estadual, que sequer tinha alvará para funcionar e mesmo assim foi aberto ao público, em solenidade que contou com a presença de ninguém menos que Confúcio Moura, que estava na platéia (desculpe, mas não deu para resistir). Por essa gracinha, ele pode perder o mandato. A secretária de Cultura mentiu em juízo, ao afirmar que o espetáculo não foi pago pelo governo (estritamente proibido pela legislação eleitoral). Foi pago e publicado em Diário Oficial, só que ela deve ter esquecido desse detalhe.

Outra

Os computadores e servidores da Secretaria de Educação foram usados na campanha de Confúcio, para ataques contra Expedito e para elogiar o candidato Confúcio Moura. Isso foi comprovado através de rastreamento de IPs (endereço único da conexão) e confirmado pela operadora de telefonia. Alguns servidores comissionados da SEDUC faziam isso em horário de trabalho, usando computadores da secretaria. As outras ações são sobre a distribuição de camisetas contra Expedito, distribuição de comida em convenção, coação a servidores públicos para “compra de convites a jantares de arrecadação”.

Resumindo

Por mais que tente, Confúcio e a “turma do 15” não deve fechar 2015 no governo, e se fechar será porque vendeu a alma ao diabo. Pelas mãos do judiciário a coisa pode se arrastar um pouco mais, mas acontece. E Confúcio, de qualquer forma, fica fora da vida pública, já que qualquer condenação, inclusive as criminais que ele passa a responder agora em função da Operação Platéias (sim, ele está sendo indiciado por atos de improbidade e corrupção), vai derrubar essa casinha.

Enquanto isso

Continua o silêncio da bancada federal. Encontrei Lindomar Garçon e cobrei dele uma posição sobre a Operação Platéias, “é melhor deixar quieto esse assunto, não tenho nada com isso”, declarou o parlamentar que será empossado no Congresso Nacional agora em 2015.

Peroba

Em entrevista a uma rádio do interior, Confúcio afirmou que “há evidências de que o grupo começou a agir em 2009, e em novembro de 2011, cinco meses após tomar posse, dificultava as ações de governo. Então, decidiu ir pessoalmente pedir providências ao Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado, Tribunal de Justiça de Rondônia e a um grupo de empresários de Ji-Paraná”. Ele só esqueceu de dizer que em 2009 seu cunhado não fazia parte do governo, que as investigações datam a partir de 2011 e que foram seus assessores, e não os de Cahúlla, que recebiam propina, que extorquiam empresários e que tomaram contratos “na marra”.

Esqueceu também

De dizer que foi ele quem nomeou Batista, mesmo sabendo que ele estava lá para operar um esquema de corrupção. Eu mesmo questionei a nomeação de José Batista e ele respondeu na época, na maior tranquilidade, “Batista não tem processos transitado em julgado, portanto é inocente”.

Avançando

Fora o propinotudo montado por parentes do governador e assessores próximos, Confúcio também andou descumprindo acordos com algumas pessoas que apoiaram sua eleição em 2010. Uma delas, indiscutivelmente foi Allan França, que desde o começo apostou na vitória de Confúcio. Ele era uma espécie de “faz tudo” na campanha, marcava entrevistas, reuniões, bancava o motorista, enfim, resolvia. Porém, em março do ano passado, Allan telefonou para o governador reclamando que não aguentava mais a pressão, que o não cumprimento dos compromissos feitos ainda durante a campanha, estavam lhe criando problemas familiares.

E estavam

O pai de Allan França, Sr. França, na mesma conversa, tomou o telefone das mãos de Allan e disse a Confúcio que estavam tratando seu filho como “menino de recados”. Confúcio fica aborrecido com os rumos da conversa e afirma, antes de desligar o telefone, “esse assunto não pode ser tratado por telefone”. O problema é que França estava “no grampo” e no dia seguinte ele recebe uma ligação de uma pessoa de nome “Nestor” e durante vários minutos desabafa com o amigo. Diz que Confúcio havia prometido 40 cargos “para acomodar seus familiares e amigos”, além de ajudar Allan na campanha para deputado, agora em 2014. Que a campanha de Allan França foi bem vistosa, isso foi, mas mesmo assim ele perdeu. E pelo jeito, vai ter que dar mais explicações, em breve, sobre as “promessas” de Confúcio.

Tá bom

Não falo mais de Confúcio Moura a partir de hoje. Enjoei. Só quando acontecer algum fato novo nessa história. Por enquanto vamos ficar na platéia, esperando…

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no http://www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Excluir carne da dieta pode curar diabetes, diz estudo

Adotar uma dieta vegetariana pode ajudar os diabéticos a reverter a doença. De acordo com um novo estudo divulgado pelo site do jornal britânico Daily Mail, as pessoas que lutam contra a doença podem melhorar os níveis de açúcar do sangue apenas tirando a carne da sua alimentação diária. Cientistas da Faculdade de Medicina e Ciência da Saúde da Universidade George Washington acreditam que o fato de remover a gordura animal pode curar de vez a condição. Eles afirmam que a mudança de dieta pode ser uma alternativa de tratamento para diabetes do tipo 2. A análise de estudos anteriores mostrou também que o fato de remover este tipo de gordura da dieta ajuda a melhorar a sensibilidade à insulina. Já uma alimentação baseada em vegetais reduz uma proteína importante, a HbA1c. Em diabéticos, quanto maior esta proteína no sangue, maior o risco de complicações relacionadas à doença. Os especialistas afirmam que trata-se de um tratamento fácil de se seguir, eliminando a rotina tediosa de se tomar medicamentos e injetar insulina.

Painel Político : Painel Politico por Alan Alex
Enviado por alexandre em 25/11/2014 02:27:48

Ilustres

Gilvan Ramos e Francisco de Assis deveriam estar recolhidos no Pandinha. Deveriam, mas não estão. Eles foram transferidos para o presídio Aruana, através de decisão do próprio governo do Estado que não poderia ter feito isso, uma vez que eles estão à disposição do Superior Tribunal de Justiça (STJ), portanto, transferência só com autorização do STJ. Eles também não podem receber visitas, a não ser dos advogados de defesa. Mas isso também não foi o que aconteceu. Eles foram recepcionados pelo secretário de Justiça, Paulo César de Figueiredo e vários outros assessores de segundo escalão.

O Ministério Público

Ao tomar conhecimento da situação, fez uma comunicação oficial ao Ministério Público Federal, que por sua vez deverá comunicar ao STJ que adotará as medidas necessárias.

Gato morto

Parece que não aconteceu absolutamente nada. É dessa forma que vem agindo a bancada federal de Rondônia em Brasília. Nem deputados federais, nem senadores se pronunciaram sobre a Operação Platéias, que botou na cadeia o cunhado do governador Confúcio Moura e quase prendeu o mesmo, além de expedir 193 mandados de busca, apreensões e mandados coercitivos, mais até que a Operação Lava-Jato. A idéia deve ser, se não falamos, então não aconteceu nada.

Problemas maiores

Já o senador Valdir Raupp, presidente nacional do PMDB, anda com a cabeça na Superintendência da Polícia Federal, mas em Curitiba, preocupado com o depoimento do lobista Fernando Baiano, no escândalo da Petrobrás. Raupp também não comentou, ao menos publicamente, a Operação Platéias. Já a Operação Lava-jato, Raupp se apressou em defender Baiano, e foi contra a convocação do mesmo na CPMI que apura os desvios na estatal. A coisa é tão séria que o colunista Lauro Jardim, da revista Veja, saiu com essa no último domingo, “Deve-se evitar dizer o nome de Fernando Baiano perto de Valdir Raupp. O senador peemedebista chega a passar mal com a menção do nome do lobista, sabe-se lá por quê.”

Ameaças

Que a turma do Palácio jogava pesado quando o assunto era tomar contratos ou percentuais de pagamentos a título de “ajuda” ou “dívidas de campanha” não é nenhuma novidade, porém o jogo, pelo visto, era mais bruto ainda. O empresário José Miguel Saud Moheb, proprietário da empresa MaqService, que detinha contratos com o Detran, afirmou em depoimento que sofreu ameaças por parte de Francisco de Assis e do próprio Confúcio Moura, e com medo, comprou uma camionete blindada. Batista também em pelo menos duas ocasiões pediu proteção policial, com medo de ser morto.

Enquanto isso

A Procuradoria Regional Eleitoral apresentou denúncia, com provas robustas de uma série de crimes eleitorais cometidos pelo candidato Confúcio Moura e seu vice, Daniel Pereira durante o processo eleitoral deste ano. A coisa é tão séria que dificilmente eles fecham 2015 no mandato.

Pressão total

E o governo anda colocando emissários para circular pela Assembleia Legislativa na tentativa de barrar um processo de afastamento do governador Confúcio Moura. Os emissários andam oferecendo o mundo para os deputados. O problema é que ao menos 19 parlamentares terão que dar explicações a Polícia Federal nos próximos dias em função dos cargos que receberam do governo, em troca de governabilidade.

Reapareceu

Eis que surge nas investigações da Operação Platéias a figura de Haroldo Santos Filho, o publicitário preso em 2006 na Operação Dominó. Ele estava em Brasília e andou intermediando alguns negócios com o cunhado de Confúcio Moura.

Cooperação total

Exonerada do cargo de secretária de Justiça, mas ganhando um gordo CDS 20 do governo da cooperação, Míriam Spreáfico foi conduzida à força na quinta –feira , 20, para prestar esclarecimentos na Polícia Federal sobre sua participação na “quadrilha da cooperação” ficamos sabendo que, ao receber propina dos fornecedores de sua então secretaria, ela cheirava, beijava o dinheiro e sorria muito. Quem entregou Míriam foi sua ex-auxiliar Andressa Samara Masiero Zamberlan, que morava no mesmo condomínio de Mirian. Ela revelou ainda que Míriam recebia propina  em torno de R$ 7 mil por mês do empresário Julio Bonache, da Fino Sabor, para apressar pagamentos e fazer aditivos contratuais.

Era o que faltava

Folha de São Paulo publicou reportagem mostrando que uma ala inteira do presídio federal de Porto Velho teve o interior de suas celas destruídas pelos detentos, no que foi considerado o primeiro motim em uma unidade federal desde que elas começaram a ser inauguradas, em 2006. Também teria mudado o comportamento dos presos, que passaram a desafiar os agentes. Além disso, toda a direção dos presídios está ameaçada de morte pela quadrilha. Em especial, os dirigentes de Porto Velho, que fica próxima da fronteira com a Bolívia, onde o PCC possui negócios. Ou seja, não bastassem nossa bandidagem, agora temos o PCC.

Cunhadices

Por coincidência, daquelas que só o destino pode fazer, o ex-governador de Rondônia Valdir Raupp, que também é do PMDB, também tinha um “primeiro cunhado”, era o advogado José de Almeida Júnior, atual defensor de Confúcio Moura. Almeida também se meteu em problemas com a justiça e respondeu a ações junto com Raupp. Outra semelhança entre os governantes peemedebistas, ambos tiveram secretários presos, ambos foram acusados de atos de improbidade. A sorte de Raupp é que quando ele foi governador, a internet engatinhava no Brasil. Do contrário, os escândalos teriam sido bem maiores, podem apostar.

Você sabia?

Luiz Eduardo Falco Pires, ex-CEO da Brasil Telecom está sendo acusado de ter pago propina a Miriam Spreáfico em troca do contrato de internet da SEJUS. De 2010 a 2014 a Brasil Telecom recebeu R$ 74.882.405,44 do governo em contratos. O valor da propina teria sido de R$ 50 mil. Atualmente Luiz Eduardo é CEO da CVC. Deve ser por isso que a internet em Rondônia é um lixo, e ninguém reclama.

Na Câmara

Tomou posse nesta segunda-feira na Câmara de Vereadores de Porto Velho, Edwilson Negreiros. A recontagem de votos aconteceu também nesta tarde, no Tribunal Regional Eleitoral. A única alteração na composição da Casa foi a entrada de Negreiros e a saída de Everaldo Fogaça, que ocupava o cargo como suplente. E o novo vereador chegou com vontade de trabalhar. Disse que onde puder, vai resolver os problemas, “eu tenho trator e caminhão, se não for criar problema com justiça, eu mesmo mando limpar as ruas. Vou ajudar no que puder para melhorar a cidade”, declarou à coluna.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no http://www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Dente de leite pode ajudar no tratamento do Alzheimer

A polpa do dente de leite possui células-tronco que, quando retiradas para pesquisa, podem melhorar a qualidade de vida de muitas pessoas que sofrem de doenças degenerativas como o Alzheimer e o Parkinson.  O estudo e a utilização desse material podem, ainda, prolongar a vida de doentes terminais. Mas os dentes permanentes também também têm sua utilidade. “Aqui no laboratório usamos para pesquisas os dois tipos de dentes. O problema com os dentes permanentes é que, algumas vezes, no decorrer de sua vida, eles passaram por lesões ou inflamações e, quando isso acontece, a qualidade de suas células já não é mais tão boa”, diz a especialista.

 

Painel Político : Painel Politico por Alan Alex
Enviado por alexandre em 21/11/2014 18:32:20

Discrição

A Operação Platéias iniciou de forma discreta. Ao passar pela residencia oficial, nem dava para perceber a movimentação. Por um bom tempo achei que a informação era “furada”, que não estava acontecendo nada, mas estava. Logo veio a confirmação, a Polícia Federal estava na residência oficial, a casa do governador do Estado de Rondônia, a autoridade máxima do Executivo estadual, sofria uma devassa por agentes da Polícia Federal que apreenderam documentos e levaram, à força, o governador para prestar esclarecimentos sobre uma série de crimes, que já haviam sido revelados pela imprensa.

Eu havia escrito

No dia seguinte após a eleição deste ano, que só voltaria a citar o nome de Confúcio Moura quando a casa dele caísse, disse ainda que não iria demorar. E não demorou. Na verdade ele sequer foi diplomado ainda e deve explicações, e muitas, para a população de Rondônia. Não apenas ele, mas toda a “organização criminosa”, segundo o Ministério Público, que se instalou no poder executivo estadual. Confúcio não foi à polícia “por livre e espontânea vontade”, como dizem alguns cupinchas do governo, ele foi “sob vara”, ou seja, ou ia ou ia.

Amnésia

No momento em que a polícia chegou na residência oficial, Confúcio voltava de sua caminhada matinal. Ao ser abordado declarou, “isso nunca aconteceu antes”. Na verdade aconteceu sim, em 2011, quando os agentes da PF bateram em sua porta e levaram preso seu afilhado, Rômulo Lopes, que também fez delação premiada. Acho que faltou o “lembrador” para informar o governador.

Parêntese

A residência oficial não é meramente uma “caso do governador”. É um símbolo de Estado, o que aconteceu nesta quinta-feira foi a União intervindo diretamente no Estado de Rondônia, revirando tudo. É essa simbologia que precisa ser compreendida.

Outro

Que também vai dar explicações à Polícia Federal é Expedito Júnior, que detinha um dos mais altos contratos do governo, que foi cancelado no final do ano passado sem grandes explicações. Ele, assim como uma centena de fornecedores do Estado, terão que mostrar como funcionava o esquema de extorsão por parte do governo em relação as empresas que detinham contratos. Expedito sempre declarou que “nunca deu um centavo” de propina. Nos próximos dias saberemos os detalhes desse depoimento.

Essa operação

É um desdobramento da Operação Termópilas, deflagrada em 2011. As investigações foram conduzidas pelo Ministério Público do Estado, que mais uma vez dá um show de competência em operações de grande porte. Para se ter uma idéia, foram emitidos 193 mandados judiciais, sendo 163 pessoas conduzidas coercitivamente, 26 buscas e 4 prisões temporárias. Os mandados são cumpridos em nove estados: Rondônia, Acre, Amazonas, Bahia, Goiás, Pará, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, além do Distrito Federal. Uma das conduções coercitivas ocorre na Espanha. Em Goiás, um dos conduzidos é primo do governador daquele estado. Trata-se de Marcelo Reis Perillo, ele é sócio numa indústria farmacêutica envolvida no esquema de desvio de dinheiro que teria alimentado campanhas políticas do PMDB em Rondônia.

Falando em campanhas

O dinheiro desviado pela “quadrilha da cooperação” chega a R$ 57 milhões, e parte desse recurso foi usado em campanhas municipais em 2012. A Polícia investiga se nas eleições desse ano o esquema de propinas estava operando.

Onda amarela

Essa operação deve complicar, e muito o futuro político de Confúcio Moura. Além de responder criminalmente (entenda, o STJ não expede mandados contra governadores se as acusações não forem robustas), ele também está enrolado na justiça eleitoral, por abuso de poder econômico e político. Na atual condição, esse pode ser o último mandato político de Confúcio, já que, caso venha a ter condenação, e certamente terá, não será mais candidato, enquadrado na lei do ficha limpa. E não, se acontecer dele ser afastado ou preso, Expedito não assume.

Empresas

Vale lembrar que na Operação Termópilas, empresários que eram extorquidos chegaram a ser presos e estão respondendo por crime de corrupção. Os responsáveis devem responder por fraude a licitação, concussão (exigir pagamento de vantagem indevida), corrupção ativa e passiva e formação de quadrilha.

Aqui não

O senador Valdir Rapp, que já anda muito preocupado com o depoimento de Fernando Baiano, apontado pela PF como operador do PMDB em um espantoso propinoduto envolvendo a Petrobras, tratou de emitir rapidamente uma nota negando que Wagner Luiz, o “Wagner Bocão”, preso em Brasília, fizesse parte de sua assessoria. Raupp disse que “Wagner nunca nem visitou seu gabinete, nem como assessor ou prestador de serviços”. O mesmo ele não pode dizer de Francisco de Assis, cunhado de Confúcio, que era lotado em seu gabinete no passado recente.

Mesmo assim

A imprensa nacional tem dado mais destaque no fato de Confúcio ser aliado de Raupp e ser peemedebista. Por essa o senador não esperava.

Pelo jeito

O mais honesto nessa história toda era José Batista, que ajudou todo mundo e ainda foi enganado quando achou que ia ganhar alguma coisa, lhe tomaram o contrato.

Buscas e conduções coercitivas

Praticamente todos os que aparecem no depoimento de Batista estiveram depondo na Polícia Federal na última quinta-feira. Abaixo a listagem dos que ocupam cargos públicos em Rondônia e algunes empresários apontados por Batista. Todos foram encaminhados à Polícia Federal na mesma condição de Confúcio, ou seja, eles foram arrastados e obrigados a permanecer na delegacia até serem ouvidos ou dispensados.

Confúcio Aires Moura

Francisco de Assis Moreira de Oliveira (PRESO TEMPORÁRIO – 5 DIAS)

Alexandre Árabe Martins de Oliveira (PRESO TEMPORÁRIO – 5 DIAS)

Gilvan Ramos de Almeida (PRESO TEMPORÁRIO – 5 DIAS)

Winston George Saíta (Empresa de alimentação – pivô da confusão)

José Paulo do Nascimento Neto (vulgo Paulo da Condor)

Irineu Gonçalves Ferreira (Irmão de Expedito, dono da Rocha)

Expedito Gonçalves Ferreira Júnior (sócio da Rocha)

Wagner Luis de Souza (PRESO TEMPORÁRIO – 5 DIAS)

5º Batalhão Engenharia e Construção (5º BEC) – Busca e apreensão do processo n. 0079/2010 (pregão presencial 44/2010 CPL)

CAERD - Busca e apreensão do processo n 0786-9-CAERD

CGAC/SEGESP  – Apreensão dos processos 01.1109.00129-00-2012 e 01.1109.00042-00-2013

FHEMERON – Processo 01.1732.00068-00/2011

SEAGRI - Processo 01.2401.00733-00/2011

SEAS - 01.2301.00121-00/2011

SEDAM - Processo 01.1801.00146-00/2011

SEDUC - Processos 01.1601.00255-00-2010 – 01.1601.01929-00-2011

SEJUS - 01.2101.00231-01-2010 – 01.2101.01172-00-2008 – 01.2101.00531-00-2011 – 01.2101.00472-00/2011 – 01.2101.00032-00-2010 – 01.2101.00010 -00-2012

SESAU – FORAM APREENDIDOS 22 PROCESSOS

SUPEL – 01.1421.00244-00-2012

 

CONDUÇÃO COERCITIVA

 

Antônio Martins dos Santos (BRASÍLIA)

Braim Ali Abdul Rahim (SANTOS-SP)

Carlos Alberto Zafred Marcelino (SANTANA DE PARNAÍBA-SP)

Eleazar Queiroz de Mendonça (BRASÍLIA)

Elisângela Joergensen (JATAÍ-GO)

Givanilton Silva de Souza (MANAUS – AM)

Glaucione Maria Rodrigues (CACOAL-RO)

Godofredo Gonçalves Filho (SOBRINHO DE CONFÚCIO MOURA – BRASÍLIA)

Jellel Mohamad Assaf (PRAIA GRANDE-SP)

Marcelo Reis Perillo (GOIÂNIA – GO)

Marcelo Ribeiro de Almeida (SÃO PAULO – SP)

Maria Aparecida Conde (NITERÓI – RJ)

Maria Vendete Aires Moura (IRMÃ DE CONFÚCIO MOURA – BRASÍLIA)

Mariana Braga Aitken (CORREDOR DA VITÓRIA – BAHIA)

Moisés de Oliveira Neto (GOIANIA – GO)

Roberto Alves Moura (RIO BRANCO – AC)

Sandra Honório de Oliveira de Souza (GOIANIA – GO)

Terezinha Caetano de Freiras (GOIANIA – GO)

Vanderley Maia Menezes (MANAUS – AM)

Zanone Alves de Carvalho Júnior (GOIANIA – GO)

Abelardo Townes Castro Neto (ex-sec. de Obras PORTO VELHO)

Alexandre Carlos Macedo Muller (ex-sec. de Saúde ORTO VELHO)

Carla Mangabeira (ex-diretora financeira SESAU – PORTO VELHO)

Celso Augusto Mariano (BRASÍLIA)

Cristiano Teixeira dos Santos (BRASÍLIA)

Florisvaldo Alves da Silva (Secretário SUGESEP PORTO VELHO)

Gilvan Cordeiro Ferro (PORTO VELHO)

Gilvan Ramos de Almeida (PORTO VELHO)

Josefa Lourdes Ramos (PORTO VELHO)

Júlio Olívar Benedito (PORTO VELHO)

Márcio Rogério Gabriel (PORTO VELHO)

Maurício Marcondes Gualberto (PORTO VELHO)

Milton Luiz Moreira (PORTO VELHO)

Míriam Spreáfico (PORTO VELHO)

Anselmo de Jesus Abreu (JI-PARANÁ)

Sérgio Silveira (RIO DE JANEIRO)

Suely Alves Aragão (ENDEREÇO A CONFIRMAR)

Williames Pimentel de Oliveira (PORTO VELHO)

Zaqueu Vieira Ramos (PORTO VELHO)

 

Painel Político : Painel Politico por Alan Alex
Enviado por alexandre em 19/11/2014 21:22:34

E os precatórios?

Alguém tem alguma notícia sobre os precatórios do TRT de Rondônia? Uma auditoria nas contas teria que ter encerrado no último dia 18 e deveria ir para pagamento. O Conselho Nacional de Justiça chegou a conclusão que está tudo certo nas contas, inclusive os cálculos atualizados devem subir ainda mais o valor. A justiça deveria encerrar logo esse processo, afinal o dinheiro já está na conta e tem um monte de servidores aguardando o desfecho. Teve gente que já morreu e até hoje, nada.

Manobras

Lúcio Mosquini, ex-diretor do DER vem trabalhando pesado na eleição de Maurão de Carvalho para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Vem arquitetando também o controle da SEDAM, já que o DER deverá ficar com o deputado Lebrão, que abriu mão de disputar a presidência da Assembleia em troca do comando do órgão. Ese materlo já está batido e o prego com a ponta virada.

No caso da Sedam

Mosquini arranjou um café da manhã nesta quarta-feira entre o prefeito de Ouro Preto Alex Testoni, seu irmão o deputado estadual Jaques Testoni e o governador, na residência oficial. O menu foi a direção da SEDAM. Jaques vem sendo cortejado em função de sua proximidade com Mosquini, que deverá indicar também o secretário de Obras do Estado. Eminência parda, Lúcio vem trabalhando pesado para ocupar espaço no governo, sua preocupação é que Daniel Pereira, o vice que queria demitir todos os comissionados que não estavam fazendo campanha durante o processo eleitoral, assuma o controle.

Um dos empecilhos

Chama-se Hermínio Coelho. O deputado foi o responsável pela denúncia de enriquecimento ilícito de Lúcio Mosquini, encaminhando ao Ministério Público provas de compra de fazenda, postos de gasolina e casas em Jaru. Também não é nenhuma novidade a briga entre Coelho e o governador. O problema é que Maurão quer Hermínio como seu vice, e o governo não quer nem ouvir falar nessa possibilidade. Está armada a celeuma.

Mesmo assim

Mosquini vem conseguindo trabalhar o nome de Maurão. O governo quer mandar na Assembleia, e já tem a seu lado cerca de 10 parlamentares, que inclusive estiveram reunidos com o governador e Mosquini na semana passada na residência oficial. Esta semana, Lúcio conversou, e convenceu, a deputada Glaucione a fazer parte do grupo de apoio de Maurão. Eles querem chapa única para não ter disputa, portanto, estção acomodando todo mundo agora, para evitar surpresas de última hora.

Então

Por enquanto está assim, Maurão de Carvalho será o próximo presidente da Assembleia, Lebrão será o diretor do DER e Jaques Testoni o secretário da SEDAM. E Mosquini será, bem, continua sendo o Mosquini.

Não vai acontecer

Tem ex-secretário apostando alto que será reempossado e outros acreditando que continuarão onde estão. A nova diretriz do governo é fazer alguma coisa funcionar, já que em quatro anos, com a atual equipe, as únicas coisas que andaram mesmo foram as denúncias de corrupção e negociatas.

Aos que acreditam

Na conversa fácil, basta lembrar do ex-Chefe da Casa Civil Ricardo Sá. Ele foi “demitido” pela coluna da Casa Civil, depois foi “demitido” pela coluna quando estava no Porto. Em ambos os casos, quando tentou confirmar sua demissão ouvia “Ricardo, não se preocupe, cuide de seu trabalho, isso é fofoca desse Alan Alex”.

Enquanto isso

A Procuradoria Regional Eleitoral apresentou denúncia (com farta documentação, filmagens e depoimentos) de práticas de abusos políticos e financeiros durante a campanha eleitoral dos candidatos Confúcio Ayres Moura e Daniel Pereira (governo e vice) durante as eleições deste ano. Entre as denúncias apresentadas estão a distribuição de comida e picolés em convenção do PMDB, a coação de servidores públicos para que comprassem “convites” para o jantar de arrecadação de fundos para a campanha e outras. Se condenados, ambos perdem os mandatos e ficam inelegíveis.

Nessas eleições

Foram cometidos todos os tipos de abusos possíveis e imagináveis por parte dos candidatos, principalmente pelo lado do atual governo, que disputava a reeleição. Por denúncias bem menores que essas candidatos foram presos em diversos estados, mas por aqui a impunidade, ao menos aparente, rolou solta. Resta saber se a Corte Eleitoral vai agir conforme tem que ser ou vai ser aquela calabresa com mussarela.

Relembrando

Vocês lembram da história do suposto golpe aplicado em Rondônia pela empresa chinesa Sustainable Forest Holdings Limited (Susfor) em 2010? (se não sabe do que estou falando, CLIQUE AQUI e AQUI) pois bem, em 2009 eles voltaram para a China e ganharam milhões na bolsa de valores apresentando os contratos que haviam sido feitos com as usinas.

Pois bem

A casa de muita gente que estava enrolada nessa história vai cair, e não vai demorar. A companhia alega que desde 2011 alguns de seus executivos vinham sendo abordados, através de e-mails e telefonemas ameaçadores de um representante dela no Brasil. Em função disso, foi registrado um boletim de ocorrências em São Paulo em outubro de 2011. A empresa afirma ainda ter alienado os contratos com a usina hidrelétrica de Santo Antônio ao preço de $ 114 milhões de dólares para alguns clientes, e os contratos foram assinados sob a lei de Hong Kong (China). De acordo com os termos e condições dos contratos de venda, os clientes eram responsáveis por organizar o transporte após a inspeção e aceitação da entrega. Mas a empresa teria vendido apenas os papéis, a madeira continuava aqui em Rondônia e seria retirada pelos compradores.

Porém

Em setembro de 2011 o acesso à área onde estava a madeira foi negado pela usina,sem qualquer explicação lógica, segundo a SUSFOR. Em função disso, a empresa devolveu o dinheiro aos compradores, entendendo que a responsabilidade não era deles, e sim do próprio grupo. Desde então, a SUSFOR mantém advogados no Brasil que estão acompanhando o caso e afirma que está em curso, pela Polícia Federal do Brasil, uma investigação nos estados de Rondônia, Acre e São Paulo.

Portanto

Quem andou se lambuzando nessa história da SUSFOR, pode começar a se preparar, porque em breve teremos novidades sobre essa caso. Por aqui, a propina rolou solta e pipocaram denúncias de todos os lados. Vamos aguardar. Essas informações foram retiradas de um relatório de auditoria independente feita pela SUSFOR. Quem quiser ler basta CLICAR AQUI (em inglês e chinês).

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no http://www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Alerta aos pais

O afogamento mata mais crianças abaixo de 15 anos por ano do que o sarampo ou a tuberculose, alertou um novo relatório da OMS (Organização Mundial da Saúde). Segundo o órgão da ONU, a asfixia debaixo d’água está entre as dez principais causas de óbito de crianças e jovens em todo o mundo. De acordo com estimativas da OMS, 372 mil pessoas morreram afogadas em 2012. Mais da metade delas tinha menos de 25 anos. No grupo de pessoas com menos de 15 anos, essa foi a causa de morte de mais de 140 mil meninos e meninas, duas vezes mais que o número de mortes por tuberculose (quase 70 mil). O sarampo, em comparação, matou 145 mil pessoas, em todos os grupos etários, em 2013, segundo a OMS. O órgão da ONU informou que a maior parte das mortes por afogamento em 2012 (cerca de 90%) está concentrada em países menos desenvolvidos, especialmente na África, no sul da Ásia e nas regiões do Pacífico ocidental. Os homens têm o dobro de chance de ser vítimas de afogamento que as mulheres, acrescentou o relatório. No Brasil, 3,3 pessoas em cada 100 mil morreram afogadas em 2011 – o último dado disponível. A taxa é inferior à de países como Belarus (8) ou Belize (10), mas está acima da de vizinhos sul-americanos como Argentina (1,7), Colômbia (2,4) e Venezuela (2,1). Foi a primeira vez que a OMS fez um levantamento exclusivamente sobre o número de mortes provocadas por afogamento no mundo.

 

(1) 2 3 4 ... 133 »