Painel Político - Novo governador pressiona para eleger Mesa Diretora da Assembleia - Notícias
(1) 2 3 4 ... 176 »
Painel Político : Novo governador pressiona para eleger Mesa Diretora da Assembleia
Enviado por alexandre em 09/11/2018 21:28:22

O que está acontecendo?

Apenas nesta semana PAINEL POLÍTICO recebeu denúncias de irregularidades contra servidores de dois órgãos do governo, da SEJUS e SESDEC. Durante o segundo turno da eleição também revelamos um pedido de propina, cujo dinheiro, supostamente seria usado na campanha de Marcos Rocha. O problema é que todas essas denúncias já foram protocoladas em órgãos de controle como Ministério Público e Tribunal de Contas, e até foram feitas oitivas de testemunhas, mas nenhuma providência foi tomada até hoje.
Os casos

São graves, envolvem servidores que estariam cometendo infrações e crimes, mas eles não são punidos e suas permanências nos locais de trabalho, afrontam os demais servidores que batem ponto diariamente. Um dos casos, é de um casal da SESDEC. A mulher, servidora comissionada, nomeada em janeiro, viajou por 15 dias agora em outubro acompanhada do namorado, para Buenos Aires. O problema é que ela não tinha um ano de trabalho e pior, sua folha de ponto está toda assinada no mês em questão. Outro episódio envolve uma agente penitenciária, que é advogada e exerce a profissão, mesmo sendo vetada pela OAB, pois, em tese, ela tem facilidade na captação de clientes.
Os episódios acima

São de conhecimento de todos os servidores desses órgãos, que se sentem perseguidos e desmerecidos, pois muitos tentam licenças ou justificar faltas e não conseguem, mas para alguns poucos privilegiados, isso é muito fácil. Todos os esses casos já foram denunciados, anexados documentos, nomeações, folhas de ponto e até agora nenhuma providência foi adotada.
Enquanto isso

O novo governo que assume em janeiro começa a pressionar deputados, oferecendo cargos e facilidades, em troca de votos para composição da nova Mesa Diretora. E já até arrumou um interlocutor, que se declara “líder do governo na Assembleia”, o deputado recém-eleito Eyder Brasil, que pelo jeito vai arrumar mais problemas que soluções ao governador Marcos Rocha.
Explicando

O advogado Lauro Fernandes da Silva, que integra a equipe de transição de Marcos Rocha, afirmou em nota encaminhada à PAINEL POLÍTICO (íntegra no final da coluna) afirmou que a informação sobre “ter matado um homem” é, segundo ele, “um tanto tendenciosa e em descompasso com a verdade que imperou no tribunal do júri, pois o cidadão infrator estava armado, havia iniciado um roubo e com a abordagem da guarnição atirou contra o Estado”. À época dos fatos, Lauro era sargento da PM. Ele conclui sua nota afirmando que “Os tempos são outros e muitas práticas costumeiras e imorais tiveram respostas nas urnas que refletirão nas condutas de pessoas que insistem em tirar vantagens mesmo quando cometem crimes”. Ele e o Estado foram condenados ao pagamento de uma indenização no valor de R$ 30 mil à família do morto, que, segundo o Ministério Público, “estava desarmado”.
Tiro no pé

Essa interferência do novo governo nos assuntos do legislativo tem tudo para acabar mal. Em 2010, Confúcio Moura resolveu investir na candidatura de Jesualdo Pires, então deputado estadual reeleito, para presidente da Casa. Não funcionou. Jesualdo amargou a derrota e Confúcio, para variar, fez de conta que não tinha nada a ver com movimentação do deputado. Rocha, ao que tudo indica, segue no mesmo sentido.
Em Rolim de Moura

Jair Benneti e Edson Burgarelli entregaram renúncia e não pretendem disputar o cargo de prefeito e vice na eleição suplementar que acontece na cidade.
Resumo da semana

Acompanhe meus comentários e de Muryllo Ferri no Resumo da Semana. Na pauta, transição, teto do funcionalismo e SEDAM.


Pesquisadores transplantam células-tronco para cérebro para tratar Parkinson

Pesquisadores japoneses disseram nesta sexta-feira (9) que transplantaram células-tronco para o cérebro de um paciente, em um ensaio inovador que busca curar o mal de Parkinson. A equipe de pesquisadores da Universidade de Kyoto injetou células-tronco pluripotentes induzidas (iPS) – que têm o potencial de se desenvolver em qualquer célula do corpo – no cérebro de um paciente homem de cerca de 50 anos, informou a universidade em um comunicado à imprensa. O homem ficou estável depois da operação, que foi realizada no mês passado, e agora será monitorado por dois anos, acrescentou a universidade. Os pesquisadores injetaram 2,4 milhões de células iPS no lado esquerdo do cérebro do paciente, em uma operação que durou cerca de três horas. Se nenhum problema for observado nos próximos seis meses, eles irão implantar mais 2,4 milhões de células no lado direito. As células iPS de doadores saudáveis foram desenvolvidas em precursores de células cerebrais produtoras de dopamina, que não estão mais presentes em pessoas com mal de Parkinson. A operação aconteceu depois que a universidade anunciou em julho que realizaria o estudo com sete participantes de entre 50 e 69 anos. Este é o primeiro estudo envolvendo o implante de células-tronco no cérebro para curar o mal de Parkinson.
COM A PALAVRA LAURO FERNANDES

Em resposta ao veiculado em matéria jornalística, publicada por este sitio de noticias, em 08 de novembro de 2018, é importante esclarecer que, Lauro Fernandes da Silva Junior é advogado respeitado, de caráter ilibado e probo, pois se assim não fosse, sequer poderia ser advogado já que um dos requisitos legais é ter idoneidade moral.

Não menos importante é explicar que, a informação de ter “matado” um homem é um tanto tendenciosa e em descompasso com a verdade que imperou no tribunal do júri, pois o cidadão infrator estava armado, havia iniciado um roubo e com a abordagem da guarnição atirou contra o Estado. Com isso, a verdade real é que o Dr Lauro agiu em estrito cumprimento do dever legal, dever este, que estava obrigado a época, na qualidade de policial militar, sob pena de prevaricação, já que estava em patrulhamento de rotina.

O fato de “estar sendo processado”, juntamente com o Estado, por suposto dano moral, quando agiu legitimamente, trata-se de pratica odiosa que a sociedade não mais tolera. Isto porque aquele que afronta ao Estado e comete crime, esta sujeita a uma reação que independe de proporcionalidade.

Os tempos são outros e muitas praticas costumeiras e imorais tiveram respostas nas urnas que refletirão nas condutas de pessoas que insistem em tirar vantagens mesmo quando cometem crimes.

Por fim, registramos que o advogado Lauro Fernandes, além de todas as qualidades e atribuições para desempenhar uma função publica, é um técnico que não deve nada à justiça, mas a fortalece em atividade diária de advogado, já que em seu ministério privado exerce um múnus público.

Painel Político : 'Ladrão', 'psicopata', 'mentiroso' e 'corrupto': Confira coluna do jornalista Alan Alex e saiba quem disse isso
Enviado por alexandre em 06/11/2018 18:03:48



Pau oco

O engenheiro florestal Oswaldo Pitaluga é um dos quatro que foram presos na manhã desta segunda-feira em Porto Velho na operação “Pau Oco”, que investiga uma série de fraudes ligadas à extração de madeira em Rondônia. Pitaluga, que já ocupou pastas importantes na administração pública, foi nomeado secretário-adjunto em abril deste ano, quando Daniel Pereira assumiu o governo.

“Não sei do que se trata”

O advogado de Pitaluga, Ernandes Segismundo declarou à coluna que “Pitaluga não tem idéia das acusações que estão sendo imputadas”. De acordo com o advogado, Pitaluga teria dito que “nunca recebeu um centavo sequer de propina” e que o mesmo “estava investigando denúncias de corrupção dentro da Sedam”. Segismundo afirmou ainda que seu cliente “vai sair de cabeça erguida desta situação” porque “quem não deve não teme”.

Faltam dois

Foram emitidos seis mandados de prisão, mas apenas quatro foram cumpridos, mas a polícia acredita que nas próximas horas eles devam se apresentar. “Estão sendo ouvidos os presos, testemunhas e outros envolvidos no caso”, informou a equipe responsável pelas investigações. O inquérito tramita em sigilo, e novas prisões podem ocorrer nos próximos dias.

As prisões

São temporárias (cinco dias).

Dor de cabeça

Uma representação que teria sido feita contra o governador eleito Marcos Rocha, atribuída à coligação de Expedito Júnior, pelo uso de menores fardados na campanha eleitoral, ainda não foi proposta, “mas será”, explicou o advogado Diego Vasconcelos. “Na verdade, o número que foi divulgado se refere a um outro processo, que nada tem a ver com esse assunto”, explicou Diego. O advogado afirmou ainda que “gente mal intencionada vem espalhando despachos falsos, montagens e outras notícias para tentar criar um clima de instabilidade e insegurança jurídica”.

Além dessa

O advogado informou ainda que outras representações já foram propostas e outras estão à caminho, “inclusive essa que envolve o suposto trabalho de menores na distribuição de bottons de campanha”, afirmou o advogado, “é uma denúncia grave, um ato sem precedentes que deve ser investigado e coibido, se forem comprovadas as denúncias. Tem fotos e filmagens sobre o episódio”, finalizou Diego Vasconcelos.

Sem transição, ainda

O governador eleito Marcos Rocha ainda não nomeou sua equipe de transição. Alguns nomes estão circulando como “secretariáveis”, mas nada oficial. Um dos nomes dados como certos no próximo governo é o de Evandro Padovani, que pode assumir a Agricultura ou o DER. Até o nome de Carlos Magno já foi ventilado, mas o ex-deputado declarou à coluna que “não recebeu nenhum convite”.

“Ladrão”, “psicopata”, “mentiroso” e “corrupto”

Esses adjetivos nada carinhosos foram usados pelo deputado estadual Hermínio Coelho referindo-se ao ex-governador Confúcio Moura durante discurso na Assembleia Legislativa este ano. Confúcio ingressou com uma queixa-crime contra o deputado, alegando que o mesmo estava “ferindo sua honra”. O Tribunal de Justiça julgou o caso, e absolveu Hermínio ao acatar os argumentos da advogada Cristiane Pavin, do escritório Nelson Canedo advogados associados, que deputado estava protegido pela imunidade parlamentar, ao dar tais declarações na tribuna da Assembleia.

Em Brasília

Nesta terça-feira, a partir das 17 horas, o governador Daniel Pereira estará, acompanhado de procuradores e parlamentares, reunido com o presidente Michel Temer para tratar da dívida do Beron com a União. Pereira defende a tese de que a dívida já está paga. Se não houver a possibilidade de acordo com a União nesse sentido, o governador quer que pelo menos o governo federal concorde com um novo parcelamento para que o pagamento de servidores, conclusão de obras e investimentos não sejam prejudicados.

Fim da publicidade oficial

No último fim de semana, os jornalistas Everaldo Fogaça (Oobservador) e Rubens Coutinho (Tudorondonia) discutiram sobre uma proposta que o governador eleito poderia adotar, que é o fim da publicidade oficial para a imprensa do Estado. PAINEL POLÍTICO apóia essa proposta. O dinheiro usado para pagar empresas jornalísticas deveria ser usado para investimentos nos mais diversos setores, e quando houvesse a necessidade de campanhas de conscientização, elas seriam pontuais. De acordo com Rubens Coutinho, o Estado gasta mais de R$ 40 milhões com a publicidade oficial.

https://youtu.be/Z1x3Ybv3xBo

Taxa de mortalidade por melanoma aumentou em homens, diz estudo

A taxa de homens que morrem de melanoma maligno aumentou em populações em todo o mundo, enquanto em alguns países as taxas são constantes ou decrescentes para as mulheres, de acordo com pesquisa apresentada na Conferência de Câncer do NCRI de 2018. O melanoma é o tipo mais letal de câncer de pele, apesar de não ser o mais comum.

Ele tem origem nos melanócitos, as células que produzem melanina. Representa apenas 5% dos casos de câncer de pele, mas tem uma grande capacidade de produzir metástases e se espalhar para outros órgãos, como fígado, pulmões e o cérebro. Quase sempre surge como uma lesão cutânea enegrecida, ou com uma parte enegrecida e outra de várias cores.

Pesquisadores estudaram dados mundiais sobre mortes coletados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), com foco em 33 países com os dados mais confiáveis. Eles descobriram que as taxas de morte por melanoma em homens estavam aumentando em todos os países, com exceção da República Tcheca.

Em todos os países, as taxas foram maiores nos homens do que nas mulheres. No geral, as maiores taxas de mortalidade entre 2013 e 2015 foram encontradas na Austrália (5,72 por 100.000 homens e 2,53 por 100.000 em mulheres) e Eslovênia (3,86 em homens e 2,58 em mulheres), com as menores no Japão (0,24 em homens e 0,18 em mulheres).

Painel Político : Painel Político Alan Alex
Enviado por alexandre em 24/10/2018 22:34:13

Desgaste

A falta de sintonia entre a classe política e o eleitor no processo eleitoral deste ano ficou evidente em Rondônia, principalmente nos cargos legislativos. A assembleia legislativa teve uma renovação de 50%, a bancada federal quase toda. Mesmo assim, deputados e senadores, quando alertados sobre mudanças no comportamento dos eleitores, seguiram com os mesmos erros e táticas, deu no que deu. A maioria fica desempregada em 2019.
Desafios

A nova bancada terá alguns desafios grandes pela frente. Atualmente o Estado tem uma série de assuntos inacabados junto à União. Transposição, Beron e recursos para investimentos em todos os setores são alguns dos ítens da pauta. Na semana passada, Daniel Pereira, junto com a representação do Estado em Brasília conseguiu manobrar para garantir recursos e quitar as folhas de pagamento de novembro, dezembro, janeiro e fevereiro. Precatórios que deveriam ser pagos terão que esperar, assim como alguns fornecedores. A prioridade é quitar salários.
Salvação

Da bancada, composta por 8 deputados federais e 3 senadores, a partir de 2019 podemos ter certeza da atuação combativa de três deputados, Léo Moraes, Expedito Netto e Jaqueline Cassol. Já no Senado, poderemos contar com certeza com Marcos Rogério, que apesar de algumas polêmicas, sempre se mostrou firme em suas posições e defende o Estado. Gurgacz vai estar fragilizado, se seguir no mandato, e caso seja cassado, seu suplente, o advogado Gilberto Piselo nunca foi testado politicamente. E Confúcio Moura, todos conhecem e é ele o principal responsável pelo caos financeiro que se encontra Rondônia.
Jaqueline?

É. Apesar de ser estreante no Congresso, Jaqueline Cassol ocupou cargos complicados na estrutura do Estado, foi diretora do Detran, é advogada e sempre teve posição marcante acerca dos temas que estarão em pauta a partir de 2019. Sabe se impor quando necessário e passa longe do deslumbramento que costuma cercar os novatos. Léo Moraes, por sua vez já provou que consegue atuar em várias frentes ao mesmo tempo. Expedito Netto que conquistou seu próprio espaço como protagonista em diversos momentos tumultuados, como as reformas atrapalhadas do governo Temer. E Marcos Rogério, que como deputado honrou o mandato, conseguindo projeção nacional positiva e que certamente no Senado vai conseguir ser firme nas questões que Rondônia precisa.
Os demais

Silvia Cristina e Coronel Chrisóstomo terão que mostrar para que foram eleitos. Mauro Nazif…bem, é Mauro Nazif. Lúcio Mosquini passou o primeiro mandato em “adaptação” e pode ser que no segundo mostre resultado e Mariana Carvalho, bem, vai depender da agenda…
Transposição

Apenas uma parte dos servidores que tinha direito à transposição já conseguiram ingressar nos quadros da União. Existem uma série de discussões a respeito do período 1987/1991. O ponto é que, Rondônia virou Estado em 1981 e até 1991 a União mantinha as despesas. Ocorre que a União quer transpor apenas quem ingressou até 1987, um ano antes da promulgação da Constituição, mas o correto seria até 1991, ano em que o Estado assumiu as despesas. Roraima e Amapá conseguiram, mas o Estado ficou fora e a atual bancada não conseguiu resolver o problema, conforme havia alertado Ivo Cassol quando assumiu o senado, há oito anos. A nova bancada (leia-se Léo, Jaqueline, Netto e Marcos Rogério), acompanhada de quem mais se interessar pelo tema, deverá convencer o novo governo a assumir esse pessoal, e incorpora-los a União. É um processo complicado, ainda mais levando em conta o atual fluxo de caixa…
Beron

A União quer cobrar uma dívida que é impagável, e mesmo assim o Estado sangra mensalmente. O Beron tinha uma dívida de pouco mais de R$ 24 milhões e sofreu uma intervenção do Banco Central, que indicou uma nova diretoria. Sob essa gestão, a dívida chegou a mais de R$ 100 milhões e atualmente, levando em consideração o ritmo atual de juros, multas e acréscimos sobre as parcelas que são pagas, o montante pode chegar a R$ 19 bilhões. A bancada terá que negociar com a Secretaria Nacional do Tesouro, com Banco Central e Advocacia Geral, além do Supremo Tribunal Federal, para tentar extinguir essa dívida, que nunca foi do Estado, foi causada pela própria União.
Investimentos

O próximo governo, independente de ser Haddad ou Bolsonaro, terá que lidar com a quebradeira dos Estado, e Rondônia está na fila. O Estado precisa de investimentos em todas as áreas, mas alguns pontos são extremamente sensíveis, como saúde e educação. Atualmente três obras estão paralisadas em Rondônia, o hospital de Guajará-Mirim, de Ariquemes e o Heuro, em Porto Velho. Além disso, é preciso construir um novo pronto socorro, o João Paulo II está defasado desde sempre. Porto Velho continua sem saneamento assim como os demais municípios e a bancada ainda vai se deparar com outro ponto, a privatização da Caerd e da Eletrobrás Rondônia. A primeira vem sendo gerida por um servidor de carreira que conseguiu amenizar todo o estrago que tinha sido feito por Confúcio e sua turma. A segunda foi vendida, mas a empresa que comprou desacelerou após o Senado suspender a venda de distribuidoras Brasil afora. A questão deverá ser retomada pelo Congresso em 2019.
Com esse cenário

Entraremos o próximo ano, e a bancada terá papel fundamental em todo o processo. O novo governador, seja ele Expedito ou Marcos Rocha, terá que ter habilidade para conduzir todas essas negociações e principalmente, unir a bancada em prol desses temas, que se arrastam há tempos.
Debates

E nesta quinta-feira,25, a TV Rondônia promove o debate entre os candidatos Expedito Júnior (PSDB) e Marcos Rocha (PSL). Este será o terceiro confronto entre eles neste segundo turno. A previsão é que ocorra após a novela da faixa das 21 horas. Na sexta, 26, os candidatos se enfrentam novamente e pela última vez, na TV Allamanda (SBT) a partir das 12h20min com previsão de encerrar às 14 horas.
Estudo aponta que pessoas altas têm risco maior de desenvolver câncer

Pessoas altas têm um risco maior de desenvolver câncer, em parte porque elas têm mais células para que a doença se espalhe, de acordo com um estudo publicado nesta quarta-feira. Pesquisadores nos Estados Unidos analisaram a população em três continentes e descobriram que o risco de câncer em homens e mulheres é 10% maior para cada 10 cm de altura. O câncer se desenvolve quando o controle normal pelo corpo das células deixa de funcionar, abrindo caminho para o desenvolvimento de células cancerígenas que se manifestam como tumores. O estudo, publicado na revista “Proceedings of Royal Society B”, sugere que o risco de desenvolver diferentes tipos de câncer é mais provável em pessoas altas, simplesmente porque eles têm mais células e, portanto, maior probabilidade que essas células se tornem cancerosas. Acredita-se que alguns mamíferos, como elefantes e girafas, cujos corpos têm mais células do que animais menores, desenvolveram defesas adicionais contra o câncer. Mas não há evidências de que isso funcione da mesma maneira em indivíduos como seres humanos. A altura média varia por região, mas nos Estados Unidos, a média para os homens é de 176 cm e para as mulheres de 162 cm. Os pesquisadores já estabeleceram que pessoas altas têm um risco maior de câncer em geral. Mas o estudo de Nunney sobre populações nos Estados Unidos, Europa e Coreia do Sul mostra que esse é provavelmente o caso porque elas têm mais células onde algo pode acontecer. Em particular, pessoas de maior estatura têm um risco maior de desenvolver melanoma porque têm uma proporção maior de células e simplesmente mais pele do que pessoas de estatura média. No entanto, o risco de câncer de estômago, bucal ou cervical em mulheres parece não estar relacionado à altura.

Painel Político : Painel Político
Enviado por alexandre em 21/10/2018 13:28:19

Trapalhadas partidárias

O PSL de Rondônia está envolto em uma série de problemas que foram causados pela executiva do partido nos últimos meses. Uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) tramita na justiça eleitoral após denúncia do Ministério Público Eleitoral, investiga a candidatura de mulheres que não estavam filiadas ao partido, portanto a chapa, incluindo partidos coligados, pode sofrer com a perda de mandatos. O caso está tramitando no TSE.
Arrogância do “temente”

O debate entre os candidatos Expedito Júnior e Marcos Rocha realizado pela SIC TV nesta sexta-feira foi cansativo, mas mostrou que Marcos Rocha, candidato do PSL, vestiu a camisa do “já ganhou”. Passou o debate quase todo olhando seu telefone, trocou Iperon pelo Beron e tratava todas as perguntas com desdém incrível para quem se propõe a administrar um Estado. Rocha está deixando transparecer uma arrogância que não condiz com o discurso de quem se diz “cristão temente a Deus”.
Esse comportamento

É abominável. Arrogância e prepotência não combinam com um Estado onde todos, de uma forma ou de outra, vieram para ter uma vida melhor, começando de baixo, e com muito esforço e trabalho conseguem se manter. Ao final do debate que vinha sendo marcado pela cordialidade e apresentação de propostas, Marcos Rocha ainda inventou uma mentira sobre dívidas do candidato Expedito Júnior, o que foi confirmado pela produção que concedeu direito de resposta. Lamentável esse comportamento.
Paixões à parte

Em que pese o fato de Rocha estar no segundo impulsionado apenas e tão somente pela candidatura de Jair Bolsonaro, ele (Rocha) deveria ter mais preparo. Mostrou ainda que não tem propostas claras para resolver os problemas do Estado e os eleitores de Bolsonaro precisam atentar que vivem em Rondônia, e os nossos problemas nunca foram resolvidos pelo governo federal, independente de cores partidárias. Uma reflexão sincera é válida nessa altura do campeonato, e isso vale para os eleitores dos dois candidatos.
Entre os eleitores

Já tem muita gente que era “Rocha desde criancinha” que começou a olhar o candidato com olhos mais atentos, principalmente pelo fato dele estar se tornando inacessível. Se nem foi eleito e já está assim…
Crescendo

O nome do deputado estadual Alex Redano está crescendo como uma opção viável para presidir a Assembleia Legislativa, sucedendo Maurão de Carvalho. Redano, que já presidiu a Câmara de Vereadores de Ariquemes já conta com apoio de alguns deputados. Mas o que vem ajudando mesmo Redano é que os parlamentares não estão gostando do “já ganhei” de Lebrão, que se colocou como “próximo presidente”, e já estaria “intimidando” alguns colegas, dizendo coisas do tipo, “já tenho maioria, se não vier comigo, já sabe”.
Pois é

Outros possíveis candidatos seriam Jean Oliveira e Laerte Gomes, mas o clima está mais para Redano, que é considerado “moderado” por todos. Pelo jeito, a sucessão de Maurão não será assim tão tranquila quanto vinha se imaginando. Lebrão já disse que “tem apoio de Marcos Rocha” para ser presidente, mas a última vez que um governador se meteu nessa eleição, Valter Araújo venceu.
Os prejuízos do consumo de carne processada

A carne processada é uma carne que foi preservado através do processo de curação, salteamento, defumação, desidratação ou colocada em latas; como por exemplo, salsichas, salame, bacon, presunto, carne curada e salteada, enlatada, defumada e ressecada. A carne processada tem sido constantemente relacionada com efeitos danosos à saúde. É possível que essas relações sejam parcialmente devido ao fato de pessoas que comem carne processda tendem a realizarem outras coisas que não estão associadas com uma saúde boa. No entanto, estudos continuam encontrando relações entre o consumo de carne processada e várias doenças crônicas. Os compostos N-nitrosos como a nitrosamina são creditados como as substâncias responsáveis pelos efeitos adversos do consumo da carne processada. A defumação é um dos métodos mais antigos de preservação da carne e, normalmente usa uma combinação de salteamento ou de desidratação levando a formação de várias substâncias potencialmente deletérias. Entre elas incluem os hidrocarbonos aromáticos policíclicos (PAHs). Vários estudos associam os PAHs com o desenvolvimento de câncer. As aminas heterocíclicas (HCAs) são uma classe de compostos químicos formados quando a carne ou peixe são cozinhados sob altas temperaturas e, o seu consumo excessivo pode causar câncer. O consumo excessivo de sal pode ter um papel na hipertensão e na doença cardíaca, especialmente naqueles que tem uma condição chamada de hipertensão sensitiva ao sal. Além disso, vários estudos observacionais indicam que dietas com muito sal podem aumentar o risco de câncer de estômago, pois podem elevar o crescimento da bactéria H.pilory, uma das grandes responsáveis por esse tipo de câncer.

Painel Político : Painel Político Alan Alex
Enviado por alexandre em 17/10/2018 21:55:51

Já está lá

O senador Acir Gurgacz vai dividir pavilhão com o ex-senador Luiz Estevão, na Papuda, em Brasília. Gurgacz ficará em cela individual, e poderá sair para trabalhar. Ele cumprirá pena de 4 anos e 6 meses, em regime semiaberto, por determinação do ministro Alexandre de Moraes.
A caminho

Já o deputado federal Nilton Capixaba (PTB) também já se prepara para seguir o mesmo caminho. Ele teve os recursos negados pelo ministro Gilmar Mendes e nos próximos dias deve estar saindo seu mandado de prisão. No caso de Capixaba, a condenação é de 6 anos e 10 meses, em regime fechado.
Movimentação

O deputado estadual Lebrão (MDB), reeleito no último dia 7, vem se mobilizando para suceder Maurão de Carvalho na presidência da Assembleia a partir de fevereiro de 2019, quando assume a nova legislatura. L ebrão já teria apoio declarado de alguns parlamentares. O deputado já fechou acordo com o candidato ao governo Marcos Rocha (PSL) que disputa o segundo turno com Expedito Júnior (PSDB). O problema é que alguns deputados andam conversando sobre outro nome, não querem a Assembleia andando de mãos dadas com o novo mandatário do Estado, “a última experiência não foi nada boa” disse à coluna um dos deputados que articula para acabar com as pretensões de Lebrão.
O deputado

Já circula como se já tivesse sido eleito, inclusive vem sendo chamado de “presidente” por alguns de seus pares. Lebrão está a caminho do 4º mandato no parlamento. Ele assumiu a primeira vez janeiro de 2009, com a saída de Alex Testoni. Foi reeleito em 2010, 2014 e 2018.
Olha essa

Uma usuária do Twitter sem pesar as consequências do fala (escreve), resolveu chamar o candidato ao governo pelo PSDB, Expedito Júnior de “ladrão”. Segundo ela, Expedito estaria “devendo” a seu pai, R$ 100 mil em função de uma dívida de campanha que estava sendo tratada judicialmente. O jurídico da campanha acionou o Tribunal Regional Eleitoral, informando que se tratava de postagem difamatória e sem nenhum fundamento, tendo em vista que o débito já havia sido saldado em um acordo judicial feito entre as partes. No primeiro momento, a juíza Jaqueline Conesuque, talvez sem informação suficiente sobre o caso, indeferiu a liminar para retirada da postagem afirmando que “não haviam elementos comprobatórios do pagamento, tampouco a postagem era ofensiva”.
Pois bem

A defesa de Expedito recorreu à própria magistrada, mostrando que o pagamento estava registrado no processo que havia tramitado no Tribunal de Justiça, e que o fato de alguém ter dívidas, não quer dizer que a pessoa é um “ladrão” ou que possa ser chamado de tal. A magistrada então se retratou publicamente em nova decisão quanto ao indeferimento da anterior e estabeleceu prazo de 8 horas para retirada da postagem do Twitter.
Porém

A moça ainda está sendo processada civil e criminalmente. Ou seja, independente do resultado eleitoral, ela terá muita dor de cabeça ainda pela frente, e vai ter que gastar dinheiro com advogado. As pessoas ainda não entenderam que internet não é terra de ninguém, e que a jurisprudência está avançando rápido no sentido de punir os que saem por ai falando qualquer coisa. Isso vale também para aqueles “comentaristas” que ficam escrevendo ofensas ou fazendo acusações irresponsáveis sobre pessoas e/ou instituições.
20 anos de propina

Segundo a Polícia Federal, há pelo menos duas décadas que o presidente Michel Temer recebe propinas no Porto de Santos, desde a época em que era deputado federal por São Paulo. Segundo o relatório da PF divulgado nesta quarta-feira, foram identificados repasses de R$ 5,6 milhões para Temer entre 2000 e 2014 e outros R$ 17 milhões em propina para o MDB. Temer e seu ex-assessor Rocha Loures, que está preso (em sua casa, uma mansão no Lago Sul em Brasília), são apontados como núcleo político e administrativo da organização. Se a PGR denunciar Temer ao STF, a Câmara dos Deputados terá de autorizar o prosseguimento do processo.
OAB se prepara para eleições

Estão abertas, e encerram no dia 22, segunda-feira, as inscrições de chapas para disputar o comando da OAB pelos próximos 3 anos. Por enquanto, dois grupos já declararam que estarão na disputa, o de Elton Assis e Maracélia Lima. E parece que serão apenas esses os candidatos. A eleição acontece no dia 19 de novembro e as chapas não podem optar pelos números 13 ou 17.
Gravidez diminui sintomas da esclerose múltipla

As taxas de recaída da esclerose múltipla (EM) têm uma redução de 70% nos últimos três meses de gestação, revelou um estudo publicado pela Sociedade Americana de Neuroterapia Experimental. Isso acontece devido à imunomodulação da mãe durante o período. Neste período, seu corpo passa a ter um controle natural das reações imunológicas justamente para proteger o feto em desenvolvimento. A Associação Brasileira de Esclerose Múltipla (ABEM) lembra que esta é uma doença crônica e para a qual ainda não existe cura. Ela pode causar diversos sintomas, incluindo perda da visão, dor, fadiga e comprometimento da coordenação motora. Sua gravidade e duração variam. Algumas pessoas podem passar quase a vida inteira sem apresentar sinais, enquanto outras sofrem mais. No Brasil, em torno de 35 mil indivíduos são afetados pela doença.

(1) 2 3 4 ... 176 »