Resenha Política - Alguns políticos de Rondônia estão atolados em dívidas com agiotas; e Operação Pau Oco vai reduzir muitas reputações a cinzas - Notícias
(1) 2 3 4 ... 61 »
Resenha Política : Alguns políticos de Rondônia estão atolados em dívidas com agiotas; e Operação Pau Oco vai reduzir muitas reputações a cinzas
Enviado por alexandre em 09/07/2019 22:53:44

Alguns políticos de Rondônia estão atolados em dívidas com agiotas; e Operação Pau Oco vai reduzir muitas reputações a cinzas

A íntegra das considerações do jornalista Robson Oliveira


Alguns políticos de Rondônia estão atolados em dívidas com agiotas; e Operação Pau Oco vai reduzir muitas reputações a cinzas
Robson Oliveira
Resenha Política, por Robson Oliveira

Resenha Política : Dom Moacyr nunca se curvou aos poderosos; Marcos Rocha merece aplauso; O Brasil quebrou faz tempo
Enviado por alexandre em 19/06/2019 21:29:30


Dom Moacyr nunca se curvou aos poderosos; Marcos Rocha merece aplauso; O Brasil quebrou faz tempo

Resenha política Robson Oliveira

DIGNIDADE – A morte de Dom Moacyr Grechi, arcebispo emérito da Arquidiocese de Porto Velho, deixa uma lacuna enorme na defesa pela dignidade humana, cidadania e minorias. Era um prelado com uma consciência humana inigualável por defender postulados que nem sempre são do agrado das autoridades políticas. Dom Moacyr ficará para sempre na história rondoniense, assim como na acriana, onde também exerceu a prelazia com a mesma dignidade que todos conhecem.

CORAGEM – Embora fosse um homem de estatura franzina e com características medianas, Dom Moacyr nunca se curvou ao autoritarismo nem aos poderosos de plantão. Era um grande homem que crescia ainda mais todas as vezes que aumentavam a voz contra os injustiçados. Um homem de coragem que fará falta em tempos tão sombrios. Na inauguração do escritório de advocacia do brilhante advogado Romilton Marinho, na época este cabeça chata era associado, tivemos a honra de receber as bênçãos do Dom Moacyr. Uma noite memorável, entre comes e bebes, ouvimos atentamente relatos de luta do velho incansável bispo.

RISCOS – Nunca antes na história recente desse país as comunidades indígenas foram tão vilipendiadas quanto agora. O avanço desregrado e criminoso nas reservas está colocando em risco as etnias e nossas reservas florestais.

GARANTIA - A operação realizada pelas polícias na região de União Bandeirantes para coibir as agressões ao meio ambiente é um balsamo de que nem tudo está perdido. A ação criminosa de parte do setor madeireiro termina sendo respaldada por autoridades políticas irresponsáveis que veem as políticas de preservação ambiental como óbices ao lucro fácil. A repressão ao crime ambiental é a única saída para garantir às etnias e às futuras gerações um equilíbrio saudável entre desenvolvimento e meio ambiente.

SENSATEZ – Confesso que achei uma atitude sensata do chefe do executivo estadual ao deixar de decretar ponto facultativo na sexta-feira (21), visto que os antecessores sempre o faziam quando no calendário o feriado caía na quinta-feira. Esta é uma semana atípica em Rondônia, além do feriado nacional de Corpus Christi, hoje (terça-feira 18), temos um feriado estadual alusivo às pessoas que professam a fé evangélica. Decretar ponto facultativo na sexta-feira seria uma insensatez com os serviços públicos, o comércio e ao trabalho. O governador Marcos Rocha merece aplauso em inverter uma lógica que premia o ócio.   

PREVIDÊNCIA – a Comissão Especial da Câmara dos Deputados criada com o objetivo de analisar e votar o projeto da Reforma da Previdência começou a debater os pontos mais controversos do projeto, em especial os que foram extraídos do projeto original que a equipe econômica do governo enviou ao Congresso, como a retirada das normas sobre capitalização e da previsão de que regras de aposentadoria sejam detalhadas por leis complementares, o impacto das novas regras de aposentadoria das mulheres, a retirada das novas normas para a concessão de benefício de prestação continuada e mudanças nas regras de pensão por morte.

RETORNO – O projeto modificado pela Câmara afeta menos alguns direitos dos servidores que aguardam a votação para requererem as respectivas aposentadorias, mas há perdas substanciais em nome das futuras gerações. Embora não esteja ainda muito claro com ficará o projeto após a votação, é certo que muitas das propostas iniciais que foram retiradas podem retornar até a votação final.

SALVAÇÃO – É um embuste o discurso da área econômica governamental de que a Reforma Previdenciária é a salvação da economia brasileira. Há um discurso manipulado com a intenção de provocar temor à população de que sem a reforma o país quebra. O Brasil quebrou faz tempo, a reforma é importante para garantir no futuro as aposentadorias daqueles que sobreviverem. Para melhorar a economia é preciso muito mais do que discursos de ódio, é preciso um projeto de país. Algo raro na atual conjuntura.

MEMÓRIA – De forma discreta e anônima visitei parte das instalações do prédio do relógio que passou a abrigar a administração da capital. Não é todo dia que a memória de uma comunidade é reconstruída e passa a ser o principal prédio de decisões políticas de um município, principalmente quando a reforma respeita as formas originais do prédio. Agora é torcer para que a reforma da Estrada de Ferro Madeira Mamoré seja concluída com o mesmo zelo histórico do prédio do relógio. Sugiro à municipalidade o mesmo zelo com o mercado municipal que compõe o mesmo espaço e que está necessitando uma boa reforma, antes que a defesa sanitária interdite o local.  

Resenha Política : Operação Pau Oco tem madeira suficiente para queimar muitas reputações
Enviado por alexandre em 11/06/2019 22:26:01

Operação Pau Oco tem madeira suficiente para queimar muitas reputações; a pedra no caminho de Daniel Pereira; e jornalistas capachos defendem censura à imprensa no caso da Lava Jato

A coluna redigida pelo jornalista Robson Oliveira


Operação Pau Oco tem madeira suficiente para queimar muitas reputações; a pedra no caminho de Daniel Pereira; e jornalistas capachos defendem censura à imprensa no caso da Lava Jato
Robson Oliveira
Resenha Política, por Robson Oliveira

Resenha Política : RESENHA POLÍTICA ROBSON OLIVEIRA
Enviado por alexandre em 21/05/2019 21:13:35

RESENHA POLÍTICA

ROBSON OLIVEIRA


REFORÇO – Os partidos já estão trabalhando em surdina para se reforçarem visando as eleições municipais de 2020. O PR, por exemplo, anunciará em breve várias filiações de nomes com apelo eleitoral. Vão ser reforços bem consistentes e que mudam a correlação de forças em Rondônia. O PR é comandado no estado pelo ex-deputado federal Luís Cláudio, atual Secretário de Agricultura da Capital.


FEIRA – A principal feira do agronegócio do Norte que ocorre há oito anos na cidade de Ji-Paraná, organizada pela Seagri, apoiada por instituições públicas e setor privado, ajuda a movimentar o comércio estadual e projeta o estado no calendário regional dos negócios agrícolas. Este ano haverá novamente a participação de delegações estrangeiras.


GASOLINA - Os preços dos combustíveis dispararam em Rondônia. A gasolina ultrapassou os cinco reais, o que reflete nos preços dos alimentos, visto que os transportadores não hesitam em repassar o aumento para o contribuinte. Ainda tem tolo que faz convocação pra rua em defesa dos políticos. A economia não dá sinais de melhora e a crise política instalada na capital federal tende a abrir mais fissuras no tecido social. Estamos em plena recessão. Salve-se quem puder!


RECALL – Nem principais líderes do PSL, partido do presidente Bolsonaro, estão convictos da convocação de um ato público em defesa do mandatário nacional. Preocupada com os desdobramentos do acirramento que pode vir das ruas, a deputada federal Joyce Hasselmann (SP) é contra. O problema é esta convocação virar um recall da eleição do presidente. Ou coisa pior.


SEGURANÇA – É impressionante a inércia do coronel Marcos Rocha, governador de Rondônia, em relação ao sistema prisional. Assim que assumiu, o primeiro ato foi intervir no sistema ao convocar a tropa da polícia militar para manter a ordem. De lá para cá a situação tem piorado e está longe do controle dos órgãos públicos. Não há uma semana que não sejam divulgadas fugas em massa, o que contribui para a escalada da violência, em particular em Porto Velho. O coronel, antes de cair em suas mãos a governadoria, administrou o sistema, o que causa mais críticas em razão da falta de ações concretas para debelar a inércia.


TACAPE – Enquanto a maioria dos membros da bancada federal de Rondônia no Congresso percebeu que é fria defender sem nenhuma modificação a proposta da Reforma da Previdência, o senador Marcos Rogério (DEM) fez questão de ocupar a tribuna do Senado Federal, na semana passada, para baixar o tacape em quem é contra e defendeu a reforma sem nenhum retoque.


ESCUDEIRO - Quem leu o texto do projeto de lei da Reforma da Previdência percebeu que os servidores públicos e trabalhadores rurais são as maiores vítimas do projeto porque vão chegar à velhice exauridos em suas energias e terão problema ao fazer a nova conta pra se aposentar. São grupos sociais rondonienses importantes que o senador tem dado banana. Marcos Rogério virou uma espécie de escudeiro do governo.


DESGASTE – Quem também recebeu várias críticas nas redes sociais foi a deputada federal Mariana Carvalho que, ao lançar loas ao Ministro da Educação no mesmo momento em que as ruas fervilhavam de jovens, familiares e pessoas ligadas ao meio acadêmico protestando em favor da educação e das universidades públicas, arrumou uma briga com esse público. Embora não seja segredo que a parlamentar tem laços firmes com o ensino pago, foi um desgaste desnecessário já que é uma jovem preparada e de fácil acesso. Com esta postura o discurso envelhece e o desgaste reflete no futuro das urnas.


CARRANCUDO – Mesmo não sendo uma liderança que consiga chamar atenção por onde passa, o deputado federal Coronel Chrisóstomo (PSL) é sempre visto de cara fechada destilando mau humor para quem o encara. Na segunda-feira, por exemplo, estava na fila da TAM para embarcar e não cumprimentava ninguém que estava aguardando o embarque. O fato é que o cara é desabonitado, mas não precisa fechar o semblante para quem o cumprimenta. Pense num carrancudo!


PAUTA – Mês de junho devem entrar nas pautas do Supremo Tribunal Federal os processos relativos à Lava Jato dos réus com foro privilegiado. Em tempos bicudos quem estiver nesse radar vai penar para sair dos rolos.


METEOROLOGIA – O SIPAM anuncia que o tempo em Rondônia deverá amanhecer mais fresco, nesta quarta-feira. Nos últimos dias o calor tem dado uma trégua com uma temperatura amena e bem menos hostil. Mas vai esquentar na quinta ou sexta, independentemente dos termômetros.

Resenha Política : RESENHA POLÍTICA
Enviado por alexandre em 14/05/2019 20:31:00

RESENHA POLÍTICA
ROBSON OLIVEIRA

REAÇÃO - A associação dos produtores de peixes de Rondônia soltou uma nota oficial informando que o pescado de cativeiro é hoje um setor da economia estadual em franca expansão e que toda produção é inspecionada corretamente pelos órgãos de controle. A reação dos produtores foi motivada por uma denúncia feita por esta coluna a partir de informações colhidas junto a um grupo de veterinários preocupados com a forma com que o pescado chega às gôndolas dos varejistas.

ALERTA - Embora a nota seja uma reação à denúncia, o que a coluna alertou foi em relação ao transportes e abate desse pescado que, não raro, é distribuído para comercialização por atravessadores que fazem o transportes dos peixes de forma inadequada, além da forma irregular como esses peixes são abatidos. Não há nenhum questionamento em relação aos criadores que, conforme diz a nota pública, seguem todas as regras sanitárias estabelecidas em lei. Nosso pescado é um produto sadio, o que a denúncia quis chamar atenção foi em relação ao produto exposto nas gôndolas à disposição dos consumidores, onde nem sempre se cumprem as recomendações sanitárias.

EMBRULHO - Por ser um produto hoje que contribui com a cadeira econômica de Rondônia, a fiscalização ao pescado tem que seguir todas as etapas desde a produção até a distribuição. Estas etapas bem fiscalizadas são essenciais no controle e na qualidade do produto final. Não é raro também encontrarmos pela cidade peixes sendo transportados na carroceria de camionetas envoltos em lonas sem os cuidados exigidos por lei. Nessa forma de transporte não há como garantir que toda a proteína animal ali transportada estará apta ao consumo. Ademais, já foram coletados peixes em supermercados acondicionados de forma irregular.

AUTUAÇÃO - Pelo menos duas autuações feitas por órgãos sanitários na rede varejista da capital estão no poder da coluna, comprovando as irregularidades que o grupo de veterinários alertou. São autuações cujas multas obrigam o setor varejista evitar tais irregularidades, mas não livram o consumidor dos problemas que eventualmente o pescado mal acondicionado pode provocar  à  saúde humana. A associação dos produtores acertou em explicar como é produzida a boa proteína do pescado em Rondônia. Erram quando escamoteiam os problemas causados pelos atravessadores porque são eles (atravessadores) que põem em risco toda a cadeia.

MANDATÁRIO - Há uma máxima na política de que não há candidatura nata para quem tem supostamente votos mas não tem um partido para dizer que é seu. Pode ser que o ex-candidato a governador e campeão de votos na capital nas eleições estaduais passadas, Vinicius Miguel, tenha deixado a REDE por outros motivos e ingressado como mandatário ao CIDADANIA (ex-PPS); no entanto, com a mudança, Vinicius dá um passo firme para ser candidatíssimo a candidato a prefeito de Porto Velho.

DESAFIOS - Como presidente do CIDADANIA o jovem professor universitário se livra das amarras que a antiga legenda impôs nas eleições estaduais. Vinícius conversou longamente com este cabeça chata sobre a sucessão municipal e não confirmou a postulação. Também não refutou. Contudo, deu algumas pistas sobre o futuro e lamentou a falta de um debate mais denso sobre os problemas da capital em razão das imensas demandas que exigem de qualquer postulante ao paço municipal muita criatividade, além de muito diálogo com a população. É um nome que saiu fortalecido das urnas e não pode ser subestimado. Especialmente nos debates televisivos.

BURACOS - Nunca antes na história de Rondônia o Departamento de Estradas e Rodagens foi um órgão tão obsoleto quanto agora. As rodovias estaduais estão sendo destruídas provocando sérios prejuízos a economia rondoniense por não ter meios de escoar toda produção. O que era estrada, virou uma buraqueira. Para piorar a situação o parque de maquinário do órgão está cheio de tratores sob o toco aguardando manutenção.

SALVAÇÃO - Os problemas do chefe do executivo com o legislativo estadual são tão múltiplos que o chefe da Casa Civil tem sido socorrido pelo astuto deputado Jair Monte. Não fosse a atuação firme do parlamentar, a situação do coronel com o parlamento estaria azeda, embora o líder do governo seja o deputado Eyder Brasil, milico igual ao chefe. Jair tem sido a salvação e chegou a indicar para vice-líder do governo o deputado estadual Alex Redano, uma figura conhecida como "pau" pra toda obra.

OCO - O ex-governador Daniel Pereira ainda esbraveja contra a ação policial que culminou com uma busca e apreensão em sua residência por determinação da justiça, na operação pau oco. Em rodas de amigos o ex-governador diz que oca é a investigação em que é alvo e que não há nada de concreto para desabonar sua honorabilidade. Como a investigação ainda está em curso, é de bom alvitre o ex-governador diminuir o tom da raiva e aguardar o seu final. Um revés adiante será o fim dele no Sebrae, pelo menos foi o que revelou um membro do sistema à   coluna durante evento na capital federal.  

BOQUIRROTO - As relações entre parte dos deputados estaduais e o vice-governador Zé Jordan continuam azedas. À coluna um parlamentar revelou que há uma tendência entre os pares em colocar um garrote na fuça do vice para que ele pare de falar bobagem. Segundo a fonte, Jordan fala mal dos deputados, dos membros da bancada federal e do próprio governador. Deve ser a síndrome do vice que invariavelmente afeta os miolos por esta banda.
 
OBTUSOS - Em um país sério as universidades são tratadas com denodo e zelo por todos os habitantes, estas instituições fazem parte do nosso processo civilizatório. No Brasil atual somos surpreendidos por habitantes das cavernas que deixaram seu habitat para vir em público atacar a produção intelectuais de nossas federais, e arrotarem todos os impropérios possíveis contra o livre pensamento dos docentes. Nem os discentes, filhos de muitos desses obtusos, escapam das agressões. Nosso processo civilizatório deu meia volta volver às trevas. A hora é de resistência em defesa das universidades públicas. Às favas os homens das cavernas.

NULIDADE - A figura do ex-presidente Michel Temer é tão nula que a decisão unânime do STJ em concedê-lo o alvará de soltura não provocou nenhuma debate mais acirrado nas mídias sociais. Temer é hoje um retrato fiel de si mesmo: um fantasmagórico.

   ARIMAR - Está bombando - como diz na linguagem popular - o programa do jornalista Arimar de Sá, na rádio Caiari (13.1), de            segunda à sexta-feira, meio dia. O programa é em cadeia com a Rede Antena Hits, para diversos municípios de Rondônia. O             mestre Arimar é um dos poucos da área com um público qualificado e cativo. 
...

(1) 2 3 4 ... 61 »