Brasil - AGORA PODE - Notícias
(1) 2 3 4 ... 362 »
Brasil : AGORA PODE
Enviado por alexandre em 28/03/2017 16:23:56


Saúde incorpora medicinas tradicionais e complementares ao SUS
De acordo com o texto, a pasta levou em consideração o fato de a Organização Mundial da Saúde preconizar o reconhecimento e a incorporação das chamadas medicinas tradicionais e complementares nos sistemas nacionais de saúde de seus países-membro
Saúde incorpora medicinas tradicionais e complementares ao SUS

Portaria do Ministério da Saúde publicada hoje (28) no Diário Oficial da União inclui na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares as seguintes práticas: arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga.

De acordo com o texto, a pasta levou em consideração o fato de a Organização Mundial da Saúde preconizar o reconhecimento e a incorporação das chamadas medicinas tradicionais e complementares nos sistemas nacionais de saúde de seus países-membro.

Outro aspecto importante, segundo o ministério, é que diversas categorias profissionais no país reconhecem as práticas integrativas e complementares como abordagem de cuidado. Diversos estados e municípios, inclusive, já têm este tipo de prática instituída em sua rede de saúde.

AGÊNCIA BRASIL

Brasil : PÓS IMPEACHMENT
Enviado por alexandre em 28/03/2017 16:20:29


Rede pública de saúde fecha mais de 10 mil leitos pediátricos em seis anos
Faltam também leitos de UTI Neonatal: pelo menos, 3,2 mil no país
Rede pública de saúde fecha mais de 10 mil leitos pediátricos em seis anos

Mais de dez mil leitos para internação de crianças foram fechados na rede pública do país nos últimos seis anos. O levantamento é da Sociedade Brasileira de Pediatria e mostra também que 40% dos municípios não têm nenhum leito para crianças.

Faltam também leitos de UTI Neonatal: pelo menos, 3,2 mil no país. Ainda segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, a Bahia é o segundo estado em número de mortes de recém-nascidos, ficando atrás apenas de Roraima: a cada mil nascimentos, pelo menos 12 bebês morrem nos primeiros 27 dias de vida.

Brasil : SAFRA
Enviado por alexandre em 28/03/2017 09:03:31


Colheita da soja em Mato Grosso atinge 97% da área e entra na reta final

Da Redação - Viviane Petroli

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Colheita da soja em Mato Grosso atinge 97% da área e entra na reta final
A colheita da soja 2016/2017 em Mato Grosso entrou na sua reta final. As máquinas já passaram em 97,16% dos 9,396 milhões de hectares destinados à cultura neste ciclo. Entre as sete regiões ao qual o Estado está dividido, segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a Oeste já concluiu os trabalhos.

A previsão, como o Agro Olhar já comentou, é que ao final desta safra tenha-se colhido 31,044 milhões de toneladas de soja. O volume supera em 11,6% as 27,81 milhões de toneladas colhidas no ciclo 2015/2016. Ao se comparar com a estimativa inicial para a safra 2016/2017 há um aumento de 575 mil toneladas.

Leia mais:
Mesmo com chuva, supersafra de soja é confirmada e deve "socorrer" a economia de Mato Grosso como projetado por Taques

Levantamento divulgado pelo Imea no dia 24 de março aponta que a região Médio-Norte deve encerrar nesta semana a colheita da soja diante os 99,84% da área de 3,166 milhões de hectares colhidas. A previsão é que também encerrem a colheita o Centro-Sul mato-grossense que até sexta-feira, 24, estava com 98,88% da área colhida, o Sudeste com 98,22% e o Noroeste com 98,90%.

Já as regiões Norte e Nordeste estão com 97,58% e 86,80%, respectivamente, de suas áreas colhidas.

Conforme o Imea, na nova estimativa de safra 2016/2017 de soja, divulgada no dia 13 de março, a área de 9,39 milhões de hectares foi mantida ante a projeção anterior e ante o ciclo passado houve um leve incremento de aproximadamente 85 mil hectares.

O Instituto revela ainda que nesta temporada, devido ao excesso de chuva, uma área de 37.483 mil hectares chegou a ser abandonada em Mato Grosso. Contudo, apesar do excesso de chuva em algumas regiões, como a Oeste, onde lavouras em Campo Novo dos Parecis, por exemplo, chegaram a ficar embaixo d'água, a produtividade ficou acima do esperado atingindo 55,06 sacas por hectare, o que contribuiu para o crescimento da produção.

Inicialmente espetava-se uma produtividade, recorde inclusive, de 54 sacas por hectare, entretanto as novas projeções apontam para 55,06 sacas por hectare de soja plantada. Ao se comparar com o ciclo anterior há um incremento de 10,6% ante as 49,8 sacas por hectare colhida.

Brasil : GRANA
Enviado por alexandre em 27/03/2017 21:15:49


Tribo da região onde caiu o avião da Gol em 2006 receberá R$ 4 milhões

Tribo do Norte do Mato Grosso vai ganhar R$ 4 milhões da Gol por indenização espiritual

Uma tribo Caiapó, do Norte do Mato Grosso, vai ganhar R$ 4 milhões da Gol por indenização espiritual. A pergunta é como os índios vão usar o dinheiro para auxiliar as almas das vítimas da tragédia que dizem estar assombrando o lugar.

O caso lembra um revelado em 2015: o de um cacique que teve o filho assassinado na aldeia por funcionário da Funai (também índio). A esposa morreu de depressão.

Em carta à Funai, o cacique alertou que também sucumbiria, e só uma coisa poderia salvá-lo: queria ganhar uma picape Hilux 4x4 zero km.

Último Segundo / iG

Brasil : COMUNICAÇÃO
Enviado por alexandre em 26/03/2017 21:58:15


Consumidores devem ficar atentos a ofertas de planos de internet fixa com limite

Desde abril do ano passado, a limitação do uso ou franquia da banda larga fixa está proibida pela Anatel

Os consumidores que forem assinar novos contratos de internet fixa devem ficar atentos para as condições oferecidas pelas empresas.

A limitação do uso da banda larga fixa está proibida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) desde abril do ano passado, mas o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) diz que continua recebendo reclamações de consumidores sobre a oferta de pacotes com franquia de dados pelas operadoras.

Além de ficarem atentos aos contratos, os consumidores devem reunir documentos para se prevenir de futuras cobranças, orienta o Idec.

“Questionem isso por telefone, peguem o protocolo, ou acessem pela internet o espaço do consumidor e faça um download do contrato. Documente isso para depois contestar judicialmente, caso as empresas comecem a querer cobrar isso de forma retroativa, o que seria um absurdo”, diz o pesquisador em telecomunicações do Idec, Rafael Zanatta.

Segundo ele, o Idec ainda não recebeu reclamações de clientes que tiveram a internet reduzida ou cortada. “Ou seja, aparentemente as empresas estão cumprindo [a proibição de estabelecer franquia de dados], até porque está todo mundo em cima desse assunto”, comenda Zanatta.

Proibição

O Idec aposta que a pressão popular possa fazer com que o Congresso Nacional aprove um projeto de lei proibindo as empresas de limitarem a internet fixa. O PLS 174/2016, que trata do assunto, foi aprovado pelo Senado na semana passada, mas ainda tem que passar pela análise da Câmara dos Deputados.

“Há uma demanda popular muito forte pela proibição por lei federal. Existe um consenso entre as lideranças políticas de que esse é um tema importante e, em um momento em que o Legislativo está desgastado, é provável que eles aprovem rapidamente para dar uma resposta dizendo: 'olha, fizemos alguma coisa por vocês'”, diz Zanatta.

Enquanto isso, a aplicação de franquia continua proibida pela Anatel, até que o assunto seja deliberado pelo Conselho Diretor. Neste momento, está aberta uma consulta pública sobre o assunto, que já recebeu mais de 2,8 mil contribuições, com a participação de 17 mil pessoas.

Depois da consulta, que termina em abril, as contribuições serão analisadas pela área técnica da agência e votada pelos conselheiros. A previsão do Idec é que o assunto só vá para a pauta da Anatel depois de outubro. “A Anatel não pode liberar até que ela termine o processo de consulta pública e tenha uma posição final sobre o assunto”, esclarece Zanatta.

Operadoras

A Vivo informou que cumpre integralmente a decisão da Anatel de não adotar práticas de redução de velocidade, de suspensão de serviço ou de cobrança de tráfego excedente após o esgotamento de eventual franquia de internet fixa. A NET também disse que atende integralmente a medida cautelar da Anatel.

A TIM diz que oferece o serviço de banda larga fixa apenas no Rio de Janeiro e em São Paulo e não possui franquia de dados nos seus planos de internet fixa. A Oi não comentou o assunto.

O Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) considera que a proibição da oferta de planos com franquia para o acesso à internet em banda larga fixa trará significativos prejuízos à maioria da população brasileira. Para a entidade, o projeto aprovado no Senado interfere na livre iniciativa. “Uma eventual proibição eliminaria a possibilidade de adoção de diversas tecnologias adequadas a áreas remotas, inviabilizando o atendimento da população local”, diz o SindiTelebrasil.

Agência Brasil

(1) 2 3 4 ... 362 »