Brasil - NOVA GRADE - Notícias
(1) 2 3 4 ... 510 »
Brasil : NOVA GRADE
Enviado por alexandre em 13/08/2019 08:39:34

Estados começam a aderir ao novo formato de ensino médio, que terá currículo flexível

O novo formato do ensino médio, criado a partir de uma medida provisória em 2017 e que deve ser implementado por todas as escolas do país até 2021, começa a ganhar forma em alguns estados.

Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Ceará e Minas Gerais já possuem algumas diretrizes de como se darão as mudanças e vão testá-las em “escolas-piloto”, que recebem (ou deveriam receber) verba federal de um programa de apoio à implementação do Novo Ensino Médio .

O modelo para todo o país prevê, como pilares, ampliação da carga horária e flexibilização do currículo — com disciplinas eletivas e itinerários formativos (linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e formação técnica e profissional). A partir disso, cada estado vai adequar à sua própria realidade.

No Espírito Santo, o governo dividiu o estado entre a Região Metropolitana, onde há maior concentração de escolas, e o interior, onde as cidades, em geral, têm apenas um colégio de ensino médio.

— Onde temos mais de uma unidade de ensino, prevemos agrupá-las. Nesse modelo, cada uma vai oferecer um itinerário, e o aluno se desloca entre elas num raio limitado. Em cada um desses grupos haverá um colégio vocacionado para o ensino técnico, que é nossa prioridade, afirma Vitor de Ângelo, secretário estadual de Educação.

No interior, duas opções estão sendo estudadas: oferecer menos itinerários (ao menos dois) ou criar um consórcio de municípios, repetindo a ideia de agrupamento aplicada na capital.

— No consórcio de municípios, o aluno pode fazer suas escolhas se estiver disposto a se deslocar, sendo uma dessas cidades central para o ensino médio ser integrado ao técnico, afirmou o secretário.

Combate à evasão

Defensores da mudança do ensino médio argumentam que a alta evasão nesta etapa escolar está relacionada à baixa atratividade do currículo. Por isso, o novo formato prevê 1.800 horas comuns a todos os estudantes e outras 1.200 escolhidas individualmente pelos aluno nesses itinerários formativos.

— Ouvimos 36 mil alunos do 1º ano para saber o que eles pensam do Novo Ensino Médio e descobrimos que a maior parte nunca tinha ouvido falar. Também aprendemos que existe um claro interesse no ensino técnico, e vamos dar ênfase nisso, diz de Ângelo.

O governo federal criou, em 2018, o Programa de Apoio ao Novo Ensino Médio (leia mais abaixo), no qual os estados poderiam aderir para criar escolas-piloto, apenas o Rio de Janeiro, São Paulo, Rondônia e o Distrito Federal não aderiram. Continue reading

Brasil : IMPOSTO
Enviado por alexandre em 12/08/2019 23:55:40

Começa prazo para entrega da declaração de propriedade rural

A partir das 8h desta segunda-feira (12), os proprietários rurais de todo o país começaram a enviar a Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) de 2019. O prazo de entrega vai até às 23h59min59s de 30 de setembro.

A Receita Federal espera receber 5,7 milhões de declarações este ano, cerca de 38 mil a mais que as 5.661.803 enviadas em 2018. A declaração só pode ser preenchida por meio do programa gerador da declaração, que pode ser baixado na página do órgão na internet a partir desta segunda-feira.

Devem apresentar a declaração pessoas físicas e jurídicas proprietárias, titulares do domínio útil ou que detenham qualquer título do imóvel rural. Apenas os contribuintes imunes ou isentos estão dispensados de entregar o documento. O produtor que perdeu ou transferiu a posse ou o direito de propriedade da terra desde 1º de janeiro também está obrigado a apresentar a declaração.

A DITR deve ser preenchida no computador, por meio do programa gerador. O documento pode ser transmitido pela internet ou entregue em mídia removível (como CD ou pendrive) em qualquer unidade da Receita Federal. Quem perder o prazo pagará multa de 1% ao mês sobre o imposto devido, com valor mínimo de R$ 50. O contribuinte que identificar erros nas informações pode enviar uma declaração retificadora, antes de o Fisco iniciar o lançamento de ofício, sem interromper o pagamento do imposto apurado na declaração original.

O Imposto sobre Propriedade Territorial Rural pode ser pago em até quatro parcelas mensais, mas nenhuma quota pode ser inferior a R$ 50. O imposto inferior a R$ 100 deve ser pago à vista até 30 de setembro, último dia de entrega da declaração. O pagamento pode ser feito por meio de Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) em qualquer banco ou por transferência eletrônica de instituições financeiras autorizadas pela Receita.

Brasil : SALGADA
Enviado por alexandre em 12/08/2019 23:51:04

Pesquisa indica que 87% das pessoas acham conta de luz cara no país

Um levantamento feito pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) em parceria com o Ibope, mostrou que 79% dos entrevistados gostariam de ter um mercado livre para escolher a sua fornecedora de energia. O percentual é 10% maior do que o obtido na avaliação de 2018. Segundo a Pesquisa de Opinião Pública 2019 sobre o que pensa e quer o brasileiro do setor elétrico, lançada nesta segunda-feira (12) na capital paulista, 68% dos entrevistados trocariam hoje a sua fornecedora de energia.

Os dados revelam que 87% das pessoas consideram sua conta de energia cara, número que subiu 4% em relação ao ano passado. Aqueles que consideram excessivos os impostos cobrados em sua conta de luz são 65% e 64% disseram fazer esforço para economizar energia para não atrapalhar o orçamento familiar. Para 57% da população o custo da energia cairia caso houvesse abertura do mercado.

Escolha do fornecedor 

De acordo com a Abraceel, o objetivo da pesquisa foi o de saber a opinião dos cidadãos sobre a possibilidade de escolher seu fornecedor e até mesmo de produzir sua própria energia. Foram ouvidas 2.002 pessoas, entre os dias 23 e 27 de maio, de 16 a 55 anos, em todas as regiões do Brasil.  

“Os resultados apontam um crescimento constante no interesse do brasileiro em ter liberdade de escolha. O Brasil não pode caminhar na contramão do mundo. Países desenvolvidos abriram seus mercados de energia e desfrutam de uma economia e de um crescimento de produção que o nosso mercado também merece”, disse o presidente da Abraceel, Reginaldo Medeiros. 

Segundo Reinaldo Medeiros, o mercado livre no Brasil já existe, embora restrito a grandes consumidores, que alcançaram uma economia em torno de R$ 185 bilhões nos últimos 16 anos.

Brasil : O FUTURO
Enviado por alexandre em 12/08/2019 08:50:00

Profissões ligadas à tecnologia serão mais promissoras, mostra Senai

Levantamento feito pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) mostra que as profissões ligadas à tecnologia estarão entre as mais promissoras, pelo menos nos próximos cinco anos. No período, ocupações que têm a tecnologia como base não só motivarão a abertura de novos postos de trabalho como exigirão a requalificação de parte da mão de obra hoje disponível.

Realizado para subsidiar a oferta de cursos da instituição, o Mapa do Trabalho Industrial indica que, até 2023, o Brasil terá de qualificar 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais para fazer frente às mudanças tecnológicas e à automação dos processos de produção.

Segundo o Senai, a demanda por profissionais qualificados dos níveis superior e técnico deverá criar vagas de trabalho para trabalhadores qualificados a exercer funções pouco lembradas há algum tempo. É o caso de ocupações como condutores de processos robotizados, cujo número de vagas a entidade calcula que aumentará 22% – contra um crescimento médio projetado para outras ocupações industriais da ordem de 8,5% no mesmo período.

Além dos condutores de processos robotizados, as maiores taxas de crescimento do nível de ocupação deverão ocorrer entre pesquisadores de engenharia e tecnologia (aumento de 17,9%); engenheiros de controle e automação, engenheiros mecatrônicos e afins (14,2%); diretores de serviços de informática (13,8%) e operadores de máquinas de usinagem CNC (13,6%).

Divulgado hoje (12), o Mapa do Trabalho 2019-2023 mostra que, entre as áreas que mais vão demandar formação profissional estão a metalmecânica (1,6 milhão vagas), construção (1,3 milhão), logística e transporte (1,2 milhão), alimentícia (754 mil), informática (528 mil), eletroeletrônica (405 mil), energia e telecomunicações (359 mil).

O topo do ranking por área, no entanto, deverá ser liderado pelas chamadas ocupações transversais, compreendidas como aquelas cujos profissionais estão aptos a trabalhar em qualquer segmento, como pesquisadores e desenvolvimento, técnicos de controle da produção e desenhistas industriais. Neste segmento, o Senai estima a criação de 1,7 milhão de vagas nos próximos cinco anos. Técnicos de controle de produção; de planejamento e controle de produção; em eletrônica; eletricidade e eletrotécnica e em operação e monitoração de computadores estão entre as 20 ocupações transversais que mais exigirão formação entre 2019 e 2023. Continue reading


Tecnologia e o futuro das profissões – I

Por Hugo Vitorino*

Começando nossa série de colunas sobre a Tecnologia e o futuro das profissões vamos falar sobre as graduações e cursos técnicos disponíveis para aqueles que desejam, começando pelo curso de Licenciatura em Computação.

Muitas pessoas podem pensar que em uma faculdade ou curso técnico em computação os alunos aprendem sobre programas como Word, Excel, PowerPoint, Photoshop, aprendem a consertar impressoras, datashows, celulares, mas a realidade é outra. As disciplinas de cursos técnicos e superiores em computação envolvem matemática, cálculo, física, álgebra, inglês técnico, linguagens de programação, técnicas de projeto e desenvolvimento de softwares, eletrônica, redes de computadores, sistemas operacionais e muitas outras de acordo com a formação específica que se deseja adquirir. Um profissional de informática é muito mais do que um quebra-galho ou um consertador de coisas que não estão funcionando, ele é um profissional que dedica muito tempo ao estudo de como desenvolver e aperfeiçoar novas tecnologias. Tudo o que vemos nas telas dos computadores e celulares, nos sistemas que controlam veículos, portas, nas telecomunicações e em tudo que é informatizado e automatizado, tem por trás um projeto cuidadoso que envolveu profissionais e precisou de tempo para ser idealizado, projetado, codificado e testado antes de ser vendido, e para isso foram necessários muitos cálculos, alguém digitou milhares de linhas de textos de código seguindo parâmetros, houve estudo e planejamento financeiro, tudo isso porque um software ou equipamento de tecnologia é um produto industrial como qualquer outro que requer cuidados no seu desenvolvimento.

Para todos esses profissionais aprenderem a desenvolver a tecnologia eles tiverem professores para lhes ensinar. Entre os anos 1960 e 1980 era raro encontrar professores graduados em computação nas universidades do Brasil, pois a grande maioria eram matemáticos, físicos e engenheiros eletrônicos que se dedicaram ao estudo da computação e formaram os primeiros profissionais de computação como conhecemos hoje, a computação nasceu da fusão dessas áreas. Hoje existem cursos de Licenciatura em Computação que formam profissionais habilitados para lecionar computação em cursos técnicos e superiores. Os cursos de Licenciatura em Computação oferecem uma formação técnica avançada que envolve matemática, física, eletrônica, linguagens de programação, redes de computadores, hardware, sistemas operacionais e também oferece formação pedagógica para que esse futuros professores tenham a capacidade de transmitir aos seus futuros alunos todo o conhecimento técnico que é necessário para uma boa formação. Aqui em Afogados da Ingazeira, no IFPE, é ofertado o curso de Licenciatura em Computação na modalidade presencial com duas entradas anuais.

Nas próximas semanas falarei sobre outros cursos da área de computação, como Ciências da Computação, Engenharia da Computação e Sistemas de Informação.

*Hugo Vitorino é Técnico em Tecnologia da Informação do IFPE, aluno do Curso de Administração de Empresas da UFRPE e usuário de Linux.

Brasil : LIBERADO
Enviado por alexandre em 06/08/2019 00:46:42

Anvisa libera cultivo de maconha medicinal para associações

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai liberar o cultivo de maconha para fins medicinais para as associações. A informação foi concedida nesta quarta-feira após debate sobre o assunto.

Uma das associações que desenvolvem trabalho com o produto é a Associação Brasileira de Apoio Cannabis Esperança (Abrace Esperança), que atende pacientes de todo o Brasil disponibilizando óleos e pomadas para mais de mil pessoas com várias doenças e transtornos.

Para poder plantar a maconha de uso medicinal, as associações vão precisar seguir a regulamentação determinada pela Anvisa. Veja abaixo os requisitos necessários.

  • Autorização de Funcionamento de Empresas (AFE) e Autorização Especial;
  • Boas Práticas de Fabricação de Insumos farmacêuticos (RDC 69/2014);
  • Boas Práticas de Fabricação de Medicamentos (RDC 17/2010);
  • Normativas de Registro de Medicamentos
  • Registro no Ministério da Saúde;
  • Ser reconhecido como seguro e eficaz através de comprovação científica e de análise e possua a identidade, atividade, qualidade, pureza e inocuidade necessárias.

VEJA TAMBÉM:

Após 24 horas do sepultamento do genro, sogra morre devido a problemas de saúde

CONFUSÃO: Mulher casada que beijou cantor em show vai à Justiça e diz que marido não é corno

(1) 2 3 4 ... 510 »