Brasil - VIDA SAUDÁVEL - Notícias
(1) 2 3 4 ... 393 »
Brasil : VIDA SAUDÁVEL
Enviado por alexandre em 17/08/2017 18:18:25


Coca-Cola oferece prêmio de US$ 1 milhão em desafio para encontrar substituto para o açúcar
A Coca-Cola destaca que o adoçante não pode ser à base de stevia ou de Lo Han Guo

A Coca-Cola criou um desafio em que oferece US$ 1 milhão, cerca de R$ 3,15 milhões, para pesquisadores e cientistas que encontrarem um composto de origem natural, seguro, com baixa ou nenhuma caloria, que possa substituir o açúcar nas bebidas e nos alimentos. Segundo a página do desafio, os consumidores continuam buscando opções naturais e com poucas calorias para suas dietas.

Embora existam muitas pesquisas sobre o assunto, a companhia acredita que existem novos compostos a serem descobertos e desenvolvidos para criarem a sensação de gosto de açúcar. — Estamos sempre à procura de ingredientes mais novos e melhores, e sabemos que ideias incríveis podem vir de qualquer lugar — disse o diretor de inovação da empresa, Robert Long.

A Coca-Cola destaca que o adoçante não pode ser à base de stevia ou de Lo Han Guo (também conhecida como siraitia ou fruta-dos-monges) ou de qualquer planta de espécies protegidas ou proibidas por órgãos reguladores de qualquer país. Serão anunciados 10 semifinalistas em 21 de fevereiro de 2018, e os três finalistas serão conhecidos em 11 de abril de 2018. O grande vencedor será anunciado no dia 3 de outubro de 2018 e receberá US$ 1 milhão.

O projeto é liderado pela Equipe de Aquisição de Tecnologia Externa da Coca-Cola, que procura e investe em novos ingredientes, materiais de embalagem e tecnologias de produção.

OUTRO DESAFIO

A empresa também criou um desafio em que pede que consumidores ao redor do mundo contem quais são os métodos naturais que usam para adoçar bebidas e alimentos em suas famílias, comunidades e cultura. A companhia vai premiar até cinco participantes com um total de US$ 100 mil, ou seja, cerca de R$ 315 mil.

— Esses dois desafios estão muito enraizados no nosso desejo de fazer as bebidas que nossos consumidores desejam beber, e na nossa vontade de olhar para além das paredes da nossa empresa para inovar em alternativas ao açúcar que nos ajudem a entregar o grande gosto que as pessoas adoram, mas com menos açúcar e menos calorias — explicou o o diretor de inovação da Coca-Cola.

Extra

Brasil : FUTEBOL
Enviado por alexandre em 17/08/2017 08:35:41


Aposentado das pistas, Usain Bolt pode virar jogador de futebol
Depois de ter dado adeus às pistas de atletismo, pelo o que parece Usain Bolt não vai curtir a aposentadoria tão cedo. A despedida no estádio Olímpico de Londres no último dia do Mundial teria sido somente para encerrar o ciclo de homem mais rápido do mundo, que agora vai se arriscar em um outro esporte: o futebol.

Ter deixado um legado na história do atletismo parece não ter sido suficiente. Bolt quer mais. O dono de oito medalhas de ouro em Jogos Olímpicos, afirmou que quer "fazer parte dos 50 melhores jogadores do mundo". "Agora começo um novo capítulo da minha vista, busco novas motivações. Tenho velocidade, óbvio, mas também tenho inteligência de jogo. Entendo de futebol", disse o ex-corredor à revista francesa "So Foot".

Mundo da bola

O jamaicano confirmou recentemente que vai participar de treinamentos com a equipe do Borussia Dortmund, na Alemanha. E se a parceria der certo, o corredor pensa, inclusive, em investir na nova carreira. "Está tudo apalavrado, vou treinar com eles", disse. "Vamos ver como tudo vai acontecer. Se eu me der bem lá, então vou pedir para seguirmos adiante e que tentarei jogar com eles. Se não der certo, então me calo de vez".

"Não é uma piada. Nós tomamos essa decisão há um tempo. Usain estava muito interessado em poder treinar conosco. Para nós, não há nenhum problema e nosso técnico (na época Thomas Tuchel) gostou da ideia também. Com certeza ele não vai nos visitar no meio de uma partida importante de Liga dos Campeões, mas talvez na pré-temporada", declarou em 2016 o diretor-executivo do Borussia, Hans-Joachim Watzke.


Torcedor declarado do Manchester United , o recém aposentado do atletismo foi convidado para participar do jogo amistoso entre lendas do time inglês e do Barcelona. A partida acontecerá em 2 de setembro, mas Usain Bolt só vai jogar caso se recupere da lesão sofrida no final do revezamento 4x100m no Mundial, durante sua última corrida.

Mas as propostas não param por aí. O Burton, time da segunda divisão da Inglaterra também chegou a fazer uma oferta para conterrâneo de Bob Marley. "Ele foi incrível em seu esporte e se você olhar o Adam Gemili (velocista), ele foi jogador de futebol quando era mais jovem", disse Ben Robinson, diretor do clube.

Resta agora saber como será o desempenho de Usain Bolt dentro dos gramados. Porque se o "Raio" tiver a mesma performance que tinha nas pistas, seu futuro no futebol está só começando.
Fonte: Ig Esportes

Brasil : SE FERROU
Enviado por alexandre em 16/08/2017 01:18:42


Ator global é multado em R$ 5 mil por foto com peixe ameaçado
Foto publicada na última sexta-feira foi apagada do perfil do ator após repercutir negativamente

Após publicar uma foto em que aparece com um peixe de grande porte ameaçado de extinção e ser alvo de críticas nas redes sociais, o ator Henri Castelli será penalizado com uma multa no valor de R$ 5 mil, conforme auto de infração lavrado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

"O Ibama encaminhou nesta segunda-feira (14/08) auto de infração no valor de R$ 5 mil ao ator Henri Castelli. Ele foi multado por transportar espécie ameaçada de extinção. O crime será comunicado ao Ministério Público Federal (MPF) para apuração de responsabilidade penal", diz a nota do Ibama enviada à imprensa na tarde desta terça-feira.

Na foto publicada na última sexta-feira, ele posa com um grande exemplar de mero na garupa de uma moto em uma praia de Maceió, em Alagoas, dando a entender que ele mesmo teria pescado. Com a repercussão negativa entre internautas, ele excluiu o post, que continha ainda uma hashtag dizendo "vida de pescador não é fácil". Mas a imagem continua circulando na web.

O mero é considerado um dos maiores peixes da costa brasileira, podendo atingir mais de dois metros de comprimento e pesar mais de 400 kg. Sua fase de reprodução só começa quando ele atinge de 1,1 a 1,2 metro - entre 4 e 7 anos de idade - sendo que pode viver mais de 40.

O órgão ambiental do governo federal explicou que o caso se enquadra na Lei nº 9.605/1998 (Lei de Crimes Ambientais). De acordo com o Decreto nº 6.514 /2008, Art. 24, a quem "matar, perseguir, caçar, apanhar, coletar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida" será aplicada multa de "R$ 5.000,00 (cinco mil reais), por indivíduo de espécie constante de listas oficiais de fauna brasileira ameaçada de extinção, inclusive da Convenção de Comércio Internacional das Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção - CITES", conforme o inciso II.

Procurado pelo EXTRA, Henri Castelli declarou, por meio de sua assessoria de imprensa, que reconhece o erro, cometido sem intenção ou conhecimento, frisando ainda que o mero registrado na foto não foi pescado por ele:

"Na semana passada, fiz uma brincadeira ao ser abordado por um pescador que me pediu para tirar uma foto. Ele carregava em sua moto um peixe muito bonito. Eu não matei o peixe e tampouco sabia que aquele tratava-se de um Mero. Foi um momento rápido e de distração em que tirei e publiquei uma foto, da qual me envergonho agora. Momento infeliz. Entrei na brincadeira do pescador e não reconheci o Mero - um dos peixes mais incríveis que já vi no fundo do mar. Admito que errei, condeno a pesca e caça de espécies ameaçadas de extinção e tenho o maior respeito pela natureza e pelos animais. Peço desculpas pelo mau exemplo e agradeço as mensagens de apoio e carinho que recebi", diz a mensagem.

G1

Brasil : ATRASO
Enviado por alexandre em 14/08/2017 19:15:43


Bancar termoelétricas a óleo prejudica o Brasil
Caras e poluidoras, usinas a óleo já deveriam ter acabado

Usinas termoelétricas gerando energia é invenção do governo FHC, para evitar apagão como o de 2001, mas tinha data para acabar: 2011. Poluidoras e de custo operacional elevado, são a forma mais antiquada de geração. A “bandeira vermelha”, que entrou em vigor este mês, é imposta aos brasileiros, com aumento da conta de luz, para sustentá-las. Faturam R$15,4 bilhões ao ano e, com tanto dinheiro, adquiriram sobrevida. E “conquistam” ministros de Minas e Energia para a causa. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Gastando tanto em termoelétricas, não sobra dinheiro e nem interesse do governo para investir em energia limpa e renovável, eólica, solar etc.

Dona de metade das termoelétricas a óleo, a Petrobras inviabiliza as demais opções de geração de energia, mantendo o Brasil no atraso.

O Brasil, de sol abundante, gera 100 megawatts em energia solar, enquanto a China, onde quase o sol não aparece, produz 80 gigawatts.

Além de encher as burras do setor privado, termoelétricas financiam o rombo na Petrobras, que com elas fatura R$8 bilhões por ano.

Brasil : NOVOS FALARES
Enviado por alexandre em 14/08/2017 08:51:35


Rondoneiro, rondoniou, rondoniando, e rondoniar


Inspirado no criacionismo, a criação e diversão aqui, é saudar, brincar, e se divertir um pouco com a nossa história, com o Estado, e de certo modo, homenagear a toda uma população. Assim, para registro histórico (certamente virão os copiadores de ideias), estou efetivando o lançamento de novos termos, novos falares relacionados ao querido Estado de Rondônia.
Todos já sabem que rondoniense é aquele (a) que aqui nasce e rondoniano o que adotou o Estado. Mas vamos incrementar ainda mais. Este é um trabalho ainda em formatação, e assim sendo, iremos atualizar aos poucos. Confiram:

01. Rondoneiro (rondoneira): pessoa que aqui se encontra por tempo determinado. Geralmente estudando ou trabalhando.
02. Rondoniou: Era um rondoneiro ou rondoneira que vinha aqui só para estudar ou trabalhar, mas que neste período resolveu fincar raízes por aqui.
03. Rondoniando: De passagem pelo Estado, visitando.
04. Rondoniado: Farto do Estado, não aguenta mais ficar por aqui (angustiado).
05. Rondoniar: Ir passar uma temporada no Estado, mas com previsão segura de retorno.
06. Rondoniês: Linguagem própria do nativo.
07. Rondoniava: Ficou um tempo apaixonado pelo Estado.
08. Rondopiou: Veio para o Estado, mas seus projetos não deram certo e vai retornar para sua cidade natal.
09. Rondoneado: Veio casadinho, tudo certo, e depois foi corneado em Rondônia.
10. Rondonado: Foi enganado ou roubado por um rondoniense ou rondoniano.
11. Rondomassa: Rondoniense "porreta", legal.
12. Rondolar: Adotou Rondonia como seu lar.
13. Rondonietizando: Estudando a história de Rondônia.
14. Rondog: Rondoniense grosseiro ou "cachorrão".
15. Rondopeiro: Rondoniense presepeiro, gozador.
16. Rondozando: Amando um (uma) rondoniense ou rondoniano.
17. Rondonía: Com mania de rondoniense.
18. Beronizou: Roubou o Estado de Rondônia.
19. Beronizando: Roubando o Estado de Rondônia.
20, Ceroniano: Rondoniano "enrolando" no serviço ou pessoas.
21. Rondocapiando: Rondoneiro ou rondoneira faturando um bom dinheiro.
22. Rondoninho (a): Pequeno rondoniense.
23. Rondasa: Conhecendo a "noitada" rondoniense.
24. Rondosar: Se "passando" por rondoniense.
25. Rongudo: Rondoniense barrigudo.
26. Ronbado: Rondoniense "abobado".
27. Rondoflex: Rondoniense com atração afetiva ou sexual por mais de um gênero.
28. Ronpavorou: Ficar apavorado com os golpes aplicados nas terras de Rondon.
29. Ronbagem: Rondoniense fazendo bobagem em outro Estado.
30. Rondonense: Morador que adotou ou nasceu na época do Território do Guaporé.
31. Rondola: Rondoniense "boiola".
32. Rondonisar: Transformar ou adaptar culturas de outros estados para a realidade regional.


Conjugando o verbo rondoniar:
Eu rondoniarei
Tu rondononiarás
Ele rondoniará
Nós rondoniaremos
Vós rondoniareis
Eles rondoniarão

Que tal agora no futuro:
Quando eu rondoniar
Quando tu rondoniares
Quando ele rondoniar
Quando nós rondoniarmos
Quando vós rondoniardes
Quando eles rondoniarem


Autor - Paulo Ayres
Formação profissional: Jornalista, Radialista, Técnico Legislativo, Professor, Analista em RH, Tecnólogo em Gestão de RH, Consultor em Gestão de RH, Consultor em Ouvidoria na Administração Pública e Consultor em Gestão Ética na Administração Pública.
Funções exercidas: Presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Rondônia; Presidente do Lions Club Porto Velho Centro; Presidente da Associação dos Tecnólogos em Gestão de Recursos Humanos do Estado de Rondônia; e Diretor de Comunicação Social da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia.
Email: pauloayres_jornalista@hotmail.com
https://www.facebook.com/paulo.ayresdealmeida

(1) 2 3 4 ... 393 »