Brasil - OURO PRETO - Notícias
(1) 2 3 4 ... 307 »
Brasil : OURO PRETO
Enviado por alexandre em 09/02/2016 16:50:00


PMDB tem 3 nomes a prefeito de Ouro Preto
O PMDB tem três nomes cotados para liderar uma possível chapa majoritária na disputa pela Prefeitura de Ouro Preto do Oeste. Os mais visados nos bastidores do partido são o presidente do diretório municipal Gerci Paulino, Gê do Vale das Cachoeiras, o psicólogo Pedro Paulo Carvalho e o pecuarista Zezinho Araujo, este apontado como a bola da vez em meio ao descrédito da classe política sobre tudo em Ouro Preto do Oeste.

Os três nomes ventilados todos têm bom transito em todas as camadas sociais de Ouro Preto do Oeste o que credencia o PMDB ter uma candidatura própria visando a disputa para ser o próximo inquilino do Poder Executivo municipal. Gê do Vale das Cachoeiras tem repetido seguidamente que não tem pretensão de colocar o seu nome para a disputar, mas ao mesmo tempo assegura que é um soldado do partido. O psicólogo Pedro Paulo Carvalho, já disputou duas eleições, uma como sendo vice na chapa da então candidata a prefeita pelo PT Sônia Arrabal no ano de 2008 na época o agora peemedebista estava no PRB e a outra eleição já filiado ao PMDB foi no ano de 2010, quando obteve uma pontual votação para deputado federal o que credenciou ser adjunto da Secretaria da Paz. O pecuarista Zezinho Araujo é tido como o nome que aglutina as diferentes correntes partidárias. Com um trabalho social atuante o nome do pecuarista goza de grande respeito junto a sociedade ouro-pretense, mas no entanto Zezinho Araujo vem relutando em aceitar o convite mesmo participando das costuras políticas como sendo uma voz respeitada e que sempre é emitida na realidade vivenciada e no respeito ao outros.

Zezinho Araujo ao lado de Henrique Prata foto: correio central
As discussões para formação de chapa majoritária e proporcional na maioria dos 52 municípios vão acontecer a partir de março. Ainda não há um calendário definido. Mas o governador Confúcio Moura e o senador Valdir Raupp reservam tempo nas agendas administrativas deles para análises da conjuntura política e de possíveis candidaturas majoritárias. As conversas com lideranças partidárias ocorrem de forma discreta e nas visitas que o governador tem feito pelo interior.

Pedro Paulo Carvalho e o governador do Estado Confúcio Moura
“É natural que o maior partido político do Estado queira disputar as prefeituras de Rondônia com candidaturas próprias”, repetem as duas maiores lideranças do PMDB. Eles reconhecem também que em determinados pontos do Estado o partido deverá fazer composição e ceder às cabeças de chapas para outras siglas do bloco de aliança que ajudou a eleger Confúcio Moura, governador.


No caso da disputa pela Prefeitura de Ouro Preto do Oeste, o PMDB não descarta nenhuma possibilidade, pode fechar aliança com o PDT da vereadora Cleide Almeida, Pros da vereadora Rosária Helena, PRP do deputado estadual Marcelino Tenório e os vereadores Miltinho do Bar e Serginho Castilho, SD dos vereadores: Edis Farias, Geovane Fernandes, Ivone Vicentin e Peragibe Felix, além do PP, PMN e PEN, outras siglas como o PSB que tem o vice – governador Daniel Pereira como sua liderança maior e o PTB do deputado federal Nilton Capixaba o caminho natural é que faça parte do arco de aliança já que no plano estadual ambas siglas são aliada ao PMDB.

Gê do Vale das Cachoeiras (camisa azul) ladeado por Pedro Paulo e Maria Araujo FOTO: CORREIO CENTRAL

Apoio do prefeito Alex Testoni

O prefeito Alex Testoni que não pode disputar a reeleição por estar cumprindo o seu segundo mandado consecutivo é tido como o fiel da balança, mesmo com os percalços enfrentados no final do ano de 2014 e parte de 2015. Alex detém uma respeitada liderança o que implica em dizer que o seu apoio será fundamental para o nome que for escolhido pelo PMDB. Em conversa reservada Alex já sinalizou que o nome do pecuarista Zezinho Araujo tem sua simpatia já que ambos nutrem uma solida amizade.

O que diz a Lei

Sobre o fato do pecuarista Zezinho Araujo ser filho da atual vice – prefeita Joselita Araujo (PMDB), veja o que diz a lei no tocante: Elegibilidade e inelegibilidade

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Art. 14. A soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para todos, e, nos termos da lei, mediante:

§ 7º São inelegíveis, no território de jurisdição do titular, o cônjuge e os parentes consangüíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, do Presidente da República, de Governador de Estado ou Território, do Distrito Federal, de Prefeito ou de quem os haja substituído dentro dos seis meses anteriores ao pleito, salvo se já titular de mandato eletivo e candidato à reeleição. O que implica em dizer que o nome do pecuarista Zezinho Araujo pode ser sim chancelado para a disputa desde que a vice – prefeita no caso sua genitora não assine nada como ordenadora de despesas.


Fonte: Alexandre Araujo/ouropretoonline.com

Brasil : PONTE RO e AC
Enviado por alexandre em 09/02/2016 10:57:57


PONTE SOBRE O RIO MADEIRA: O SONHO DA INTEGRAÇÃO SE TORNANDO REALIDADE
Segundo informações do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), órgão responsável pela condução e fiscalização dos serviços, as obras avançam em ritmo intenso e sem paralisações. Toda a parte física de fundação e blocos já foi executada.



Quem fizer a rota terrestre Rio Branco (AC) – Porto Velho (RO) vai se deparar com um cenário intenso de obras que protagoniza a realização de um sonho, sobretudo para os nortistas que vivem entre o Acre e Rondônia: a integração viária entre os dois estados, que está se tornando realidade graças às obras de construção da ponte sobre o rio Madeira.


A ponte sobre o Rio Madeira interligará os estados do Acre e Rondônia (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Segundo informações do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), órgão responsável pela condução e fiscalização dos serviços, as obras avançam em ritmo intenso e sem paralisações. Toda a parte física de fundação e blocos já foi executada. O contrato prevê que as obras sejam concluídas em dois anos, caso não ocorram imprevistos de natureza climática, no decorrer das obras.

Os recursos para a continuidade dos serviços estão assegurados, posto que a ponte é prioridade no orçamento da União e no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Há um percentual físico e financeiro que aponta a conclusão de 34% das obras, até o momento.


Há um percentual físico e financeiro que apontam a conclusão de 34% das obras, até o momento (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

A construção da ponte sobre o rio Madeira é um forte componente de estratégia econômica e geopolítica para a região amazônica e o país, pois consolida a abertura dos mercados asiático e andino para a exportação de produtos.

Além disso, é o elo que falta para tirar Rondônia e Acre da condição de fim de linha da geografia brasileira, para situar no coração da logística continental, com excepcionais ganhos na redução de distâncias, economia de frete e competitividade dos preços no mercado internacional.

Fonte: agencia.ac.gov.br

Brasil : EM ALTA
Enviado por alexandre em 07/02/2016 23:29:18


Contador, atuário e agrônomo estão entre profissões em alta, diz pesquisa

Apesar da crise, alguns segmentos do mercado continuam oferecendo oportunidades profissionais em 2016, segundo levantamento da Wyser, empresa especializada em recrutamento e seleção para média e alta gerência da multinacional italiana de recursos humanos Gi Group.

As áreas financeira, farmacêutica, agronegócios, comercial, tecnologia da informação continuam requisitando profissionais. Segundo avaliação da Wyser, em 2016, mais do que nunca, as empresas continuarão optando por profissionais resilientes, com capacidade de inovar e encontrar oportunidades de crescimento e, principalmente, gerar rentabilidade aos negócios mesmo com poucos recursos.

“Domínio do inglês ou outra língua estrangeira, especialização e flexibilidade para usar seus conhecimentos técnicos em outros segmentos são características bastante procuradas hoje por empresas”, diz Otávio Granha, gerente regional da Wyser do Norte, Nordeste e Sudeste.

No entanto, outros setores mais afetados pela crise, como a construção civil, mineração, indústrias pesada e naval e turismo, os profissionais terão mais dificuldade para encontrar uma oportunidade ao longo do ano. “Mas em alguns mercados, como turismo, um MBA ou pós-graduação pode contar pontos no cargo de gerência. Já para engenheiros, a consultoria de gestão é um campo a ser explorado”, diz Granha.

Veja profissões resistentes à crise:

Contador – É cada vez maior nas empresas a necessidade de corte de custos, análises contábeis/financeiras, cálculo de rentabilidade do negócio etc. Profissionais com inglês fluente e passagem por consultoria big four (as quatro maiores do mundo) serão bastante demandados.

Atuário – O mercado de seguros, consórcios e previdência privada é um dos que mais crescem no Brasil. Devido a poucos cursos de ciências atuariais no país, profissionais com sólida formação técnica e acadêmica nessa área serão muito demandados nos próximos anos.

Bioquímico/Farmacêutico – O mercado de Healthcare e Life Sciences é outro que vem apresentando crescimento constante no país. Indústrias farmacêuticas, laboratórios de pesquisa avançada e produtos de beleza e higiene pessoal demandam cada vez mais profissionais com essa formação.

Engenheiro Eletricista – Profissionais com essa formação podem atuar em empresas de energia renovável, telecomunicações e projetos de expansão de redes elétricas. Conhecimentos avançados de inglês e alemão são garantias de boas remunerações.

Agrônomo – Não há crise no agronegócio. O Brasil, como celeiro mundial e inovador em pesquisa agrícola fornece boas oportunidades, principalmente nas regiões Centro-Oeste, Triângulo Mineiro e interior de São Paulo.

Advogado – Profissionais especializados na área tributária são requisitados para trabalhos de consultoria, gerando ganhos consideráveis para as empresas. Também há uma grande demanda por profissionais especializados na área societária, de fusões e aquisições.

Engenheiro de Produção – Profissionais com experiência em consultoria de gestão, mapeamento, redesenho de processos e gestão de projetos têm sido necessários para fortes reestruturações nas grandes empresas.

Físico – Com grande capacidade analítica e quantitativa, muitos físicos têm sido contratados por empresas da área financeira, como hedge funds e mercado financeiro em geral.

Analista de Sistemas/Computação – Com crescimento do mercado de tecnologia da informação (TI), profissionais com experiência em programação e habilidades para desenvolver soluções são demandados em quantidade crescente.

Sociólogo – Pessoas com essa formação são cada vez mais utilizadas pelas empresas para pesquisas de mercado, análises quantitativas de clientes e comportamento do consumidor. A área de ciências políticas também demanda analistas de conjuntura nacional e internacional.

G1

Brasil : ELEIÇÕES 2016
Enviado por alexandre em 06/02/2016 22:10:00


Lideranças querem Wagner Roberto como o nome para disputar a prefeitura de Mirante da Serra
O chefe da 7ª Ciretran com sede em Ouro Preto do Oeste, Wagner Roberto Almeida, foi convidado esta semana para colocar o seu nome para a disputa visando a prefeitura de Mirante da Serra. O convite partiu de várias lideranças que ver no nome de Wagner Roberto, como sendo o mais preparado para a disputa eleitoral de outubro próximo.

Filiado ao PDT e com bom trânsito junto à cúpula estadual da sigla trabalhista, Wagner Roberto, já ocupou diversos cargos públicos no município de Mirante da Serra entre os quais o de diretor do Hospital municipal tendo realizado um exemplar trabalho com ênfase para a humanização da unidade hospitalar e a viabilidade de aparelhos. Wagner Roberto se encontrar a frente da 7ª Ciretran há 5 (cinco) anos e neste período vem pautando a sua gestão na transparência e na otimização dos serviços prestados pelo órgão estadual de trânsito.

Ao falar sobre o convite Wagner Roberto, disse que toda e qualquer decisão só será tomada mediante aval ou não da executiva estadual que tem a frente o senador Acir Gurgacz, que vem conduzindo o partido visando cada vez mais o fortalecimento da sigla trabalhista em todo o estado. Prudente e focado na legalidade ao fazer uma analise sobre o convite formulado, Wagner Roberto disse que o momento é de união em torno do bem do município de Mirante da Serra que passa por turbulência financeira e administrativa o que vem gerando uma revolta dos munícipes com a administração municipal. “Temos que pensar não no individual e sim no coletivo e dentro deste propósito é que o PDT foca seus projetos no cenário político. O PDT é um partido de história com a bandeira voltada para a educação e na defesa do trabalhismo desde a sua fundação com o saudoso Leonel Brizola. Os diretórios municipais estão afinados com os diretórios regional e nacional que viabiliza o planejamento de candidatura própria”, lembrou, reforçando que este é um projeto do partido a curto, médio e longo prazo, ainda mais que PDT vem crescendo consideravelmente nos últimos anos

Fonte: Alexandre Araujo/ouropretoonline.com

Brasil : ENERGIA
Enviado por alexandre em 06/02/2016 16:05:34


Brasileiros pagaram R$ 13 bilhões de bandeira tarifária em 2015


contaenergia2Os brasileiros pagaram R$ 13,378 bilhões a mais nas contas de luz em 2015 devido à cobrança da bandeira tarifária, adicional criado para arrecadar recursos e cobrir custos extras com o uso de termelétricas. Os números são da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Esse valor supera o orçamento previsto para alguns ministérios em 2016, entre eles Agricultura (R$ 12,3 bilhões), Ciência e Tecnologia (R$ 7,2 bilhões), Justiça (R$ 11,5 bilhões), Planejamento (R$ 12,3 bilhões) e Cidades (R$ 11,8 bilhões).

Apesar disso, a arrecadação das bandeiras ficou abaixo dos R$ 17 bilhões previstos inicialmente pela Aneel. Isso se deve à redução, em agosto, no valor da bandeira vermelha, mais cara, de R$ 5,50 para R$ 4,50 a cada 100 kilowatts-hora (kWh) de energia consumidos.

Seguindo essa tendência, na quarta-feira (3) o Ministério de Minas e Energia anunciou o rebaixamento da bandeira, de vermelha para amarela, o que vai reduzir a cobrança adicional nas contas de luz para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos em março.

Será a primeira vez desde a implantação do sistema, em janeiro do ano passado, que a bandeira sairá do vermelho, indicando a melhora das chuvas e do volume de água nos reservatórios das hidrelétricas antes afetadas pela seca. Isso vem permitindo o desligamento de parte das termelétricas e, portanto, reduz a necessidade de arrecadação das bandeiras.

AGÊNCIA ESTADO

(1) 2 3 4 ... 307 »