Brasil - MACHÃO - Notícias
(1) 2 3 4 ... 403 »
Brasil : MACHÃO
Enviado por alexandre em 16/10/2017 01:33:24


Estudo aponta machismo como preconceito mais praticado pelos brasileiros

Uma pesquisa aponta que os comentários ofensivos, mesmo que sejam feitos sem a intenção de afrontar, continuam senfo reproduzidos diariamente pelos brasileiros. Os dados do estudo, realizado pela cerveja Skol junto ao IBOPE Inteligência, contou com a participação de brasileiros de todas as partes do país e mostram que 83% dos entrevistados se consideram não preconceitusosos, mesmo que 72% já tenham feito algum comentário ofensivo. Ou seja,7 em cada 10 brasileiros. A pesquisa se baseou em quatro tipos de preconceito mascarados: machismo, LGBTfobia, estético e racial. Foram feitas perguntas diretas sobre como cada indivídio se enxerga, e se as pessoas já ouviram ou disseram determinadas frases como "Mulher tem que se dar ao respeito”, “Pode ser gay, mas não precisa beijar em público”, “Não sou preconceituoso, até tenho um amigo negro”, “Ele (a) é bonito, mas é gordinho (a) ”, entre outras.De acordo com o site da revista Marie Claire, foi constatado que todas as formas de preconceitos estão presentes no cotidiano do brasileiro, podendo ser praticado ou presenciado. O machismo aparece em 99% dos brasileiros ouvidos. 61% já fizeram algum comentário machista, mesmo que não reconheçam o preconceito. A LGBTfobia foi citada como principal preconceito entre os brasileiros que se declaram preconceituosos, com 29%. 45% dos brasileiros conseguem perceber o preconceito em frases ditas ou ouvidas no dia a dia, mas metade delas não reage ao ouvir esse tipo de comentário. Quando a reação existe, as mulheres são maioria e correspondem a 60%, já os homens detectam menos os comentários preconceituosos e correspondem a 57%. (BN)

Brasil : PREPARATÓRIO
Enviado por alexandre em 15/10/2017 11:47:10


Redes sociais podem ser aliadas de estudantes na preparação para o Enem
Segundo ele, a maioria dos alunos que acessa os conteúdos do YouTube usa a internet como complemento dos estudos, principalmente na véspera das provas.
Agência Brasil
A internet e as redes sociais já fazem parte do dia a dia dos jovens brasileiros e podem ser ferramentas na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A possibilidade de estudar nos horários mais convenientes e gastando pouco são facilidades que vêm atraindo estudantes para a prática de estudar online.

Há quatro anos, o professor goiano Paulo Valim decidiu trocar as salas de aula de cursinhos em São Paulo por aulas de química à distância. Seu canal no YouTube, que começou com 20 vídeos caseiros, hoje tem mais de 427 mil seguidores e mais de 31 milhões de visualizações nos vídeos.

Segundo ele, a maioria dos alunos que acessa os conteúdos do YouTube usa a internet como complemento dos estudos, principalmente na véspera das provas. Já os estudantes cadastrados em uma plataforma online criada por ele, que oferece aulas, exercícios e material didático, fazem todo planejamento e se preparam para as provas exclusivamente pela internet. Alguns materiais são de graça, mas outros são pagos.

As principais vantagens do estudo online, segundo Valim, são a economia de tempo no trânsito, principalmente nas grandes cidades, a possibilidade de se organizar conforme o tempo disponível, além da economia financeira e da variedade de conteúdos e professores diferentes.

No entanto, o professor alerta para a importância da organização para os estudos pela internet. “Se não tiver disciplina, não rola. Você tem que se policiar para não ficar na cama mais 30 minutinhos e depois mais 30 minutinhos e perder um dia de estudos. Tem que ter um plano de estudos e segui-lo religiosamente. Ter horário para começar e horário para parar os estudos e manter uma rotina saudável”, aconselha Valim, que é embaixador do Youtube Edu do Brasil.

Outro cuidado que os alunos devem ter ao estudar pela internet é se certificar da competência dos educadores. O professor de matemática Mick Xavier diz que é preciso procurar saber qual a formação do professor, obtendo informações sobre sua experiência profissional e acadêmica. “Em geral, os alunos se deixam levar pela fama e popularidade dos professores em canais na internet, e às vezes nãos sabem a procedência e a formação do professor”, diz.

Xavier lançou um canal no YouTube há cerca de um ano, com aulas e dicas de matemática. “A possibilidade de atingir alunos de diversas partes do Brasil e do mundo é algo fascinante. Além disso, com as aulas online você trabalha com alunos que estão realmente interessados em aprender”, conta o professor, que também dá aula em escolas e cursinhos.

Este ano, o Enem será realizado nos dias 5 e 12 de novembro, com a participação de 6,7 milhões de candidatos.

Grupo de Whatsapp reúne professores e alunos

Pensando na facilidade de estudar pela internet, há três anos a funcionária pública Karol Ferraz decidiu criar um grupo no Whatsapp com professores e alunos. Atualmente, cerca de 180 pessoas estudam diariamente com as aulas repassadas pelos professores voluntários, que incluem textos, áudios, imagens e atividades.

Para Karol, que mora em Icaraí de Minas (MG), a principal vantagem de estudar online é a disponibilidade de tempo. “Estudando em grupo pelo whatsapp conseguimos rapidamente ter acessos, por meio de outras pessoas, a matérias que realmente precisamos estudar. Isso já é um ponto de início para quem nem sabe por onde começar”, diz a estudante, que pretende entrar no curso de psicologia.

Um dos integrantes do grupo é Leandro Guimarães, de São Paulo, que vai fazer o Enem pela segunda vez este ano, para tentar entrar em uma faculdade de direito. Ele decidiu estudar apenas pela internet por causa da disponibilidade de conteúdos sem custo para os estudantes. “O interessante é a variedade de professores, cada um ensina do seu jeito e você pode aproveitar o melhor de cada um”, avalia. Guimarães também diz que estudar pela internet dá mais flexibilidade de horários, diferente de cursinhos presenciais, que exigem uma rotina mais rígida.

O estudante Thiago Felipe, mora no distrito de Barra do Sitiá (CE), e também está estudando para o Enem apenas pela internet. “Eu terminei o ensino médio em 2014, tem muito tempo que não pego em um livro. É a primeira vez que estou levando a sério o estudo para o Enem, e estou gostando de estudar pela internet”, diz.

Brasil : EDUCAÇÃO
Enviado por alexandre em 12/10/2017 16:52:36


MEC vai distribuir R$ 90 mil para ganhadores do Prêmio Vivaleitura

Agência Brasil

A edição deste ano do Prêmio Vivaleitura vai distribuir R$ 90 mil aos ganhadores. Dos 1.803 trabalhos inscritos, 201 estão na categoria bibliotecas públicas, privadas e comunitárias; 904 em escolas públicas e privadas; 698 em sociedade — empresas, organizações não-governamentais, pessoas físicas, universidades e instituições sociais. O vencedor de cada categoria receberá R$ 30 mil em dinheiro.

De acordo com a coordenadora do prêmio, Telma Teixeira, da Organização dos Estados Ibero-Americanos para Educação, Ciência e Cultura (OEI), uma comissão de professores convidados analisará todos os projetos e selecionará cinco por categoria. Posteriormente, um grupo de especialistas avaliará os 15 projetos e escolherá os três vencedores, que serão conhecidos no momento da premiação.

Objetivos

A entrega do quarto Prêmio Vivaleitura está prevista para 22 de outubro, em São Paulo, com a participação dos 15 finalistas. Eles participação de uma série de atividades culturais. Entre elas, visita ao Museu da Língua Portuguesa.

Os objetivos do prêmio são ampliar e melhorar o acesso dos cidadãos à leitura, valorizar o livro como instrumento cultural e apoiar a criação e a produção de obras literárias. O prêmio é uma promoção conjunta dos ministérios da Educação e da Cultura, sob a coordenação da OEI e com patrocínio da Fundação Santillana, da Espanha.

O Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) apoiam a iniciativa.

Prêmios

De 2006, quando foi criado, a 2008, o prêmio distribuiu R$ 270 mil entre nove projetos vencedores. No ano passado, foram premiadas experiências com leitura desenvolvidas nas cidades de São Paulo e de Londrina (PR) e em comunidades rurais da Amazônia Legal — área que compreende os seis estados da região Norte e parte dos estados de Mato Grosso, Tocantins e Maranhão.

Foram vencedores em 2008, o projeto Ônibus Biblioteca, desenvolvido pelo sistema municipal de bibliotecas da Secretaria de Cultura de São Paulo, na categoria bibliotecas; Palavras Andantes, iniciativa de formação de leitores desenvolvida em 80 escolas públicas da rede municipal de Londrina, no item escolas; e Expedição Vaga Lume, projeto de formação de mediadores de leitura e de gestores de bibliotecas comunitárias em áreas rurais da Amazônia Legal, na categoria sociedade.

Brasil : ILUMINADO
Enviado por alexandre em 10/10/2017 17:54:03


Torcedor sai da arquibancada e fatura o cinturão de MMA
O DIA

Luis Felipe Alvim é o novo campeão do Juiz de Fora Fight 18 de MMA, mas sua história é impressionante. O evento programou como luta principal Carlos Eduardo Rufino contra Claudinei Kall, pelo cinturão dos meio-médios (até 77 Kg). No entanto, Rufino ficou com sobrepeso e Kall se recusou a lutar com ele. Foi aí que o jovem de 22 anos entrou em cena.

Luis Felipe Alvim, fã de artes marciais mistas, faixa preta de Muay Thay e faixa azul de Jui-Jitsu, queria assistir o evento, mas não tinha dinheiro. Então, ele preparou brownies com sua namorada para vender fora do hotel onde aconteceriam as lutas. Quando chegou no local, todo o público já havia entrado e Alvim teve que usar o dinheiro que estava guardando para pagar contas de casa para conseguir entrar.

Daí Alvim foi no vestiário visitar seu treinador e ficou sabendo o que havia acontecido. Como Kall não estava mais disposto a lutar, ele se ofereceu para enfrentar com Rufino.

Mesmo sem nunca ter lutado no MMA, ele foi à luta diante de 1.500 pessoas. Alvim foi derrubado pelo seu oponente e imediatamente fez uma transição para um estrangulamento aplicando um 'triângulo', obrigando Rufino a desistir.

"Ele me levou para baixo e deu alguns socos muito fortes, eu só pensava 'meu Deus o que eu estou fazendo aqui?!', quando consegui encaixar o triângulo só pedi a Deus para não deixar aquele round acabar porque sabia que iria finalizar, logo em seguida ele (Rufino) bateu", explicou Alvim.

O público ficou louco com sua vitória. Depois de receber o cinturão, ele pediu sua namorada em casamento e ela prontamente aceitou. Sem dúvida foi uma noite inesquecível para Luis Felipe Alvim.

Brasil : ESTUDO
Enviado por alexandre em 10/10/2017 17:47:57


Café da manhã protege doenças cardíacas

VEJA

Você toma café da manhã todos os dias? De acordo com um novo estudo publicado no periódico científico Journal of the American College of Cardiology, quem faz essa primeira refeição regularmente tem menos chances de desenvolver aterosclerose.

De acordo com os resultados, em um grupo de 100 pessoas, 57 mostraram algum tipo subclínico (sem sintomas) da condição. Por outro lado, entre as 100 pessoas que não se preocupavam com a refeição, 75 apresentaram algum sinal da doença.

No caso da forma mais grave da doença, a aterosclerose subclínica generalizada, que afeta pelo menos quatro das seis artérias principais, a incidência foi três vezes maior: a condição atinge cerca até 29% dos indivíduos que não tomam café da manhã rotineiramente.

Segundo os cientistas, a refeição matinal ajuda a despertar o relógio biológico, que também é responsável por regular a fome. Na pesquisa, apenas 20% dos participantes tomava um café da manhã com mais de 20% das calorias consumidas durante todo o dia. Enquanto isso, 3% não faziam a refeição ou consumiam muito pouco, o equivalente a menos de 5% das calorias diárias. Para testar os voluntários, os pesquisadores utilizaram uma tecnologia de ultrassom que produz ecografias tridimensionais para medir o acúmulo de gordura nas artérias. Eles analisaram 4.000 pessoas, entre 40 e 54 anos, sem problemas cardiovasculares aparentes, que também responderam a um questionário detalhado sobre suas dietas.“Come-se mais tarde e ingere-se mais calorias do que deveria”, disse Valentín Fuster, diretor do Centro Nacional de Investigações Cardiovasculares, órgão do governo da Espanha, e principal autor do estudo.

O estudo também levou em conta possíveis fatores de risco cardiovascular que poderiam se sobrepor e interferir nos resultados, como obesidade, diabetes e hipertensão. No entanto, segundo os cientistas, não é o café da manhã que influencia diretamente a obstrução arterial, mas sim que esse hábito pode ser um indicador de um estilo de vida mais saudável.

(1) 2 3 4 ... 403 »