Regionais - Japonês da Federal diz que foi agente da ditadura - Notícias
« 1 2 (3) 4 5 6 ... 7506 »
Regionais : Japonês da Federal diz que foi agente da ditadura
Enviado por alexandre em 15/08/2018 09:04:10

Japonês da Federal diz que foi agente da ditadura

O agente da Polícia Federal, Newton Ishii, que ficou conhecido em todo Brasil por "Japonês da Federal", disse em entrevista ao jornalista Pedro Bial no programa "Conversa do Bial" que vai ao ar amanhã que atuou como agente infiltrado da ditadura.

"Trabalhei, na época da ditadura militar, em diretório estudantil como infiltrado entre os estudantes. Frequentava as reuniões e depois passava as informações", afirmou, segundo informações da coluna do jornalista Ancelmo Góis do jornal O Globo. Em abril deste ano, Ishii declarou que vai sair candidato a deputado federal nas eleições deste ano pelo partido PEN-Patriotas. (Sputnik Brasil -)


Regionais : Temer quer cassar aposentadoria de juízes condenados
Enviado por alexandre em 15/08/2018 09:00:19

Temer quer cassar aposentadoria de juízes condenados
Presidente encaminhou manifestação sobre o assunto ao Supremo Tribunal Federal

O presidente Michel Temer encaminhou ao STF (Supremo Tribunal Federal) manifestação defendendo a cassação de aposentadorias de juízes condenados. A atuação ocorre no âmbito de ação movida pela Associação dos Magistrados Brasileiros.

A entidade defende a manutenção dos pagamentos, já que mesmo os condenados contribuíram para ter direito ao benefício. (Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo)


Regionais : Relator pode negar sozinho registro de candidatura
Enviado por alexandre em 15/08/2018 08:55:47

Relator pode negar sozinho registro de candidatura



Dependendo do caso, diz Rosa Weber

Nova presidente do TSE falou em tese, mas esse pode vir a ser o caso de Lula

André de Souza, Carolina Brígido e Jailton de Carvalho - O Globo

A nova presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, afirmou na noite desta terça-feira que o ministro relator pode, sozinho, negar um pedido de registro de candidatura. E, para isso, é preciso que nenhum adversário nem o Ministério Público Eleitoral (MPE) tenham questionado a candidatura. Rosa afirmou ter falado em tese, e não mencionou nenhum nome, embora esse possa vir a ser o caso da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

- Pode haver ou não impugnação (contestação da candidatura). Se não houver, há resolução no TSE de que pode haver o exame de ofício (sem o tribunal ser provocado). Não será impugnação, será um indeferimento de ofício a compreensão de que não estão presentes ou as condições de elegibilidade ou alguma causa de inelegibilidade. Eu estou falando em tese e observados os termos legais. Agora cada caso é um caso - disse Rosa.

Para que o MPE ou algum candidato, partido ou coligação conteste uma candidatura, há prazos na lei a serem cumpridos, como a necessidade, por exemplo, de ouvir a defesa do próprio candidato. Portanto a eventual decisão do relator de indeferir um registro de candidatura não poderá ser imediata. Se não houve esse recurso, o caminho fica livre para o relator decidir sozinho.

- No casos de qualquer dos candidatos a presidente da República que encaminhem seu pedido de registro, vamos observar estritamente os temos da lei. A lei prevê prazos e esse vai ser nosso caminho, observar a lei - disse Rosa.

O prazo para registro de candidaturas termina às 19h desta quarta-feira. Até agora oito candidatos a presidente já fizeram isso: Jair Bolsonaro (PSL), Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Alvaro Dias (Podemos), Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patri) e Vera Lúcia (PSTU). O PT deve registrar a candidatura de Lula na quarta. Pela lei, a análise dos pedidos de registro de candidatura tem que ser feita até 17 de setembro.

- Este tribunal é um tribunal da celeridade. Nós cumprimos os prazos com todo o empenho. Vezes há em que isso se inviabiliza, em função do volume, mas a ideia é pautar e decidir com a maior celeridade possível - afirmou a presidente do TSE.

Regionais : Atleta rondoniense estreia dia 26 no Paulistão sub 17 de futebol feminino
Enviado por alexandre em 15/08/2018 00:08:34

Atleta rondoniense estreia dia 26 no Paulistão sub 17 de futebol feminino
A jogadora de futebol feminino a estudante Geisiane Fiorotti, de 17 anos, natural do município de Vale do Paraiso, vai fazer sua estreia nos gramados paulista no dia 26/08 (domingo), no Paulistão sub 17 da categoria. Geisiane que foi contratada pela equipe do São José time da cidade de São José dos Campos vai enfrentar o Estrela de Guarulhos, o jogo será na casa do adversário.

Geisiane que chegou ao seu novo clube no último sábado (11), e na segunda-feira (13) iniciou os treinamentos com as demais atletas do time sub 17 do São José Esporte Clube que tem um projeto ambicioso para o futebol feminino que é administrado pela Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida da prefeitura local que tem como coordenadora a ex-atacante Renata Love, que já dirigia as categorias de base do programa Atleta Cidadão. Geisiane que é uma das revelações do futebol feminino do ano de 2017 no Estado de Rondônia ficou conhecida por ser uma artilheira nata que tem o tempo exato de colocação dentro das quatro linhas seja no futsal ou no futebol de campo o que seguramente será aproveitada pelo treinador da equipe do sub 17 do São José Esporte Clube como meia atacante ou se precisar como uma atacante que sabe fazer muito bem o pivô. Em contato com a nossa reportagem a atleta rondoniense disse que vai dar o melhor de si mesma para conseguir ser titular e fazer um bom Paulistão sub 17 e focar novos focos, mas sempre com humildade. “É um desafio e responsabilidade, mas estou aqui em São José em busca de um objetivo e sei que o caminho é árduo. Meus pais dona Gilmara e o seo Geraldo são meus sustentáculos assim como todos que me apoiaram para que uma etapa de vida fosse alcançada, sempre serei grata aqueles que acreditaram e acreditam em mim”, disse a atleta Geisiane.

O São José Esporte Clube está n Grupo 3 do Paulistão sub 17 que tem ainda o Barcelona Esportivo Capela da cidade de São Paulo, Instituto Estrela de Guarulhos e Santos Futebol Clube. O Paulistão sub 17 tem 14 times cm destaques para Audax e o São Paulo Futebol Clube.

Sobre o clube
São José Esporte Clube, conhecido também como a “Águia do Vale”, é um dos clubes mais tradicionais do estado de São Paulo. Localizado na cidade de São José dos Campos (SP), no Vale do Paraíba, suas cores são o azul, o amarelo e o branco.
Fundado por Galiano Alves, em 13 de agosto de 1933, o “Esporte Clube São José”, como era chamado anteriormente, teve como mascote escolhido uma formiga, o que levou ao carinhoso apelido de “Formigão do Vale”. Suas cores eram o preto e o branco. No entanto, a equipe veio a se profissionalizar no dia 8 de março de 1964, ano que sagrou campeão da terceira divisão paulista (equivalente a atual Série B).
Em dezembro de 1976, o presidente Altamirando Negrão de Palma e três diretores, sendo eles: Geraldo Marcolongo, Sério Ângelo e Pedro Yves Simão, conseguiram a autorização da Federação Paulista de Futebol para que o “Esporte Clube São José” se transformasse em “São José Esporte Clube”. Agora, seu distintivo, mascote e cores também foram alterados. O alvinegro foi substituído pelas cores oficiais da cidade: o azul, branco e amarelo. Seu mascote, a formiga, passou a dar espaço para a águia.


Conquistas
Futebol Masculino
Principais:
Nacionais
– Vice-Campeonato Brasileiro da Série B: 1989.

Estaduais
– Vice-Campeonato Paulista: 1989.
– Campeonato Paulista da Série A2: 1972 e 1980 (2 vezes).
– Vice-Campeonato Paulista da Série A2: 1979, 1987, 2000 (3 vezes).
– Campeonato Paulista da Série A3: 1965.
– Vice-Campeonato Paulista da Série A3: 2006.
– Campeonato Paulista da Segunda Divisão: 1964.

Outras Conquistas:
Internacionais
– XVI Troféu Villa de Estepona. Estepona, Espanha: 1989.
– VII Troféu Ciudad de Portullano. Portullano, Espanha: 1989.
– Vice-Campeão do Torneio Gaspar Matas. Palamós, Espanha: 1989.
– X Troféu Ciudad de Palma del Rio. Palma del Rio, Espanha: 1989.
– Vice-Campeão do IV Troféu Arcángel. Córdoba, Espanha: 1989.
– Troféu Acquapark. Torrevieja, Espanha: 1989.
Regionais
– Torneio do Vale do Paraíba: 1967.
– Torneio Rui Dória: 1966.
– Copa Vale do Paraíba: 1996.

Principais acessos
– Acesso ao Campeonato Brasileiro Série A: 1981 e 1989 (2 vezes).
– Acesso ao Campeonato Brasileiro Série B: 1988.
– Acesso ao Campeonato Paulista da Série A1: 1980 1987 e 1986 (3 vezes).
– Acesso ao Campeonato Paulista da Série A2: 1965 e 2006 (2 vezes).
– Acesso ao Campeonato Paulista da Série A3: 1964.

Futebol Feminino
Internacionais
– Copa do Mundo de Clubes de Futebol Feminino: 2014.
– Copa Libertadores da América de Futebol Feminino: 2011, 2013 e 2015 (3 vezes).

Nacionais
– Copa do Brasil de Futebol Feminino: 2012 e 2013 (2 vezes).
– Vice-Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino: 2013.

Estaduais
– Campeonato Paulista de Futebol Feminino: 2012 e 2014 (2 vezes).
– Vice-Campeonato Paulista de Futebol Feminino: 2010 e 2013.

Fonte: Alexandre Araujo/www.ouropretoonline.com


Regionais : STF rejeita embargos de Nilton Capixaba e ele fica fora da eleição
Enviado por alexandre em 14/08/2018 20:23:58

Deputado havia sido condenado pelo escândalo das sanguessugas

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal rejeitou os embargos de declaração do deputado federal Nilton Capixaba (PTB-RO) e com isso o parlamentar deverá dar início ao cumprimento da sentença de 6 (seis) anos e 10 (dez) meses e 6 (seis) dias de reclusão e, por maioria, em regime inicial semiaberto, e 340 (trezentos e quarenta) dias-multa.

A denúncia foi recebida pelo Supremo em 2011. Relator da ação, o ministro Gilmar Mendes afirmou que as consequências são graves, grande volume de dinheiro envolvido em propinas, “mais de R$ 1 milhão”, movimentados entre 2001 a 2002. A acusação destaca que Capixaba acertou, no ano de 2000, um porcentual de 10% do valor das emendas apresentadas ao orçamento da União para a aquisição de unidades móveis de saúde em Rondônia. O MPF ainda aponta que foi beneficiada com as emendas a empresa Planam, investigada na Operação Navalha, deflagrada pela Polícia Federal em 2007.
Para Gilmar Mendes, ao praticar o crime, o parlamentar contrariou gravemente as expectativas colocadas nele ao ser eleito como representante da população. Além do regime semiaberto, Capixaba foi condenado a 345 dias multa, correspondente a um salário mínimo vigente à época do crime relatado. Gilmar ainda completou que iria respeitar o posicionamento dominante do STF, de que não cabe ao colegiado decretar a perda de mandato de condenados.

DESPACHO

Decisão: A Turma, por votação unânime, rejeitou os embargos de declaração, nos termos do voto do Relator. Ausente, justificadamente, o Ministro Celso de Mello. Presidência do Ministro Ricardo Lewandowski. 2a Turma, 14.8.2018.

Revisor do caso, Ricardo Lewandowski afirmou que os atos do parlamentar no caso causam perplexidade e decepção com “certas práticas parlamentares disseminadas”. “Mostra que o réu traiu completamente o mandato que recebeu de seus eleitores, frustrando tudo que a Constituição consigna como boa prática de direito”, completou ao ministro. Para o ministro Edson Fachin, o parlamentar fez “comércio” de sua atividade parlamentar