Regionais - PRF prende caminhoneiro com mandado de prisão por tráfico de drogas - Notícias
« 1 2 (3) 4 5 6 ... 6360 »
Regionais : PRF prende caminhoneiro com mandado de prisão por tráfico de drogas
Enviado por alexandre em 23/05/2017 08:54:10


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Jaru, abordou por volta das 13:00h desta segunda feira (22) durante fiscalização na BR 364, um caminhoneiro o qual trafegava no sentido Porto Velho – Ji-Paraná um veículo VOLVO/FH12 380. Durante as consultas de praxe pela equipe da PRF, verificou-se que havia um mandado de prisão em aberto em desfavor do abordado, o qual fora expedido pelo Juízo da 2ª Vara Criminal de Ariquemes, pelo delito de Tráfico de drogas e afins. Desta forma, o Sr A. S. A. foi conduzido, ileso e sem uso de algemas, ao Hospital Municipal de Jaru para realização de exame de corpo de delito e em seguida ao presídio do município a fim de dar cumprimento ao referido Mandado de Prisão.

JARUONLINE

Regionais : Escola do Sesi-Senai em Jaru já está formando mão de obra
Enviado por alexandre em 23/05/2017 08:50:44


As indústrias de Jaru e região já estão sendo beneficiadas pela nova escola do Sesi-Senai que será inaugurada na próxima quinta-feira, 25, pelo Sistema Fiero. De acordo com o gerente da região centro-oeste do Sesi-Senai, Bruno Ferreira Cavalcante, pelo menos quatro turmas já estão em formação na nova escola, que, apesar de ser oficialmente entregue a comunidade dia 25, já está funcionando desde outubro do ano passado. A diretoria da Fiero considerou o simbolismo do dia 25 de maio, para agendar a inauguração da escola.

Cento e vinte alunos, divididos em quatro turmas, já se preparam para encarar o mercado de trabalho. Eles integram três turmas no curso de assistente de produção armazenista e uma turma de aprendizagem industrial em qualidade. Quando formados, esses alunos irão integrar os quadros funcionais de supermercados e da indústria frigorífica instalada no município e que absorve grande parte da mão de obra.

Bruno Cavalcante adianta que, além do ensino profissionalizante pelo Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), o Sesi (Serviço Social da Indústria) que agora funciona de forma integrada, começará a ofertar ensino regular a partir do próximo ano. Ele explica que está sendo preparado o projeto pedagógico para que o ano letivo de 2018 já comece com a escola do Sesi em pleno funcionamento.

Antes disso, contudo, explica o gerente Bruno, o Sesi começa a ofertar em breve serviços de educação profissional, qualidade de vida, assessoria e consultoria em tecnologia e inovação. O Sesi oferecerá também exames clínicos de saúde ocupacional, audiometria, elaboração de laudos de periculosidade e insalubridade; consultorias em gestão de segurança e saúde ocupacional; programa de ginástica laboral e programas de promoção da saúde, dentre outros.

A escola – esperada há mais de uma década pela população e empresários locais – receberá o nome de João Francisco Correa, uma homenagem ao pai do senador Tomás Correa, tem capacidade para atender inicialmente 420 alunos nos três turnos e vai ofertar cursos técnicos; aprendizagem industrial, qualificação e aperfeiçoamento. Os cursos a distância (EAD) estão previstos para começar em 2018.

A solenidade de inauguração está marcada para dez da manhã e contará com a presença de autoridades, lideranças políticas e empresariais, conselheiros e diretores do Sistema Fiero, dentre outros convidados.

O dia 25 de maio foi escolhido como Dia da Indústria em homenagem ao patrono da indústria nacional, Roberto Simonsen, que faleceu em 25 de maio de 1948. Roberto Simonsen era engenheiro, industrial, administrador, professor, historiador e político, além de membro da Academia Brasileira de Letras – ABL. Além disso, Simonsen era presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP).

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fiero

Regionais : Ouro Preto: buraco e enxurradas causam transtorno a moradora do bairro Alvorada
Enviado por alexandre em 23/05/2017 08:47:44


A moradora do bairro Alvorada, na Estância Turística de Ouro Preto do Oeste, Edileuza Oliveira Santos, está indignada com a situação em que se encontra a rua Francisco de Assis, em frente a sua residência. Isso porque, no local, segundo ela, há anos existe um enorme buraco causado pela enxurrada das chuvas, devido à falta de escoamento.

Edileuza alega que no local, que é uma curva, deságua a enxurrada das chuvas vindo tanto da rua Francisco de Assis, quanto da rua Luiz Carilho e outras adjacentes. E, pela falta de escoamento (tubulações) nessas vias, um grande volume de águas pluviais acaba escorrendo sobre as mesmas até a frente de sua residência.

Explica ainda que a enxurrada, há anos, causou um enorme buraco no meio da rua e que, desde então, mesmo sendo solicitado à Prefeitura, nunca foi tapado. A denunciante também relata que moradores jogam águas de esgoto na rua e que os dejetos escorrem até a frente de sua residência e se acumulam no buraco, provocando um forte mau cheiro.

Além dos dejetos, a moradora disse que nas imediações existe uma garagem de ônibus e os funcionários da empresa jogam resíduos de combustíveis na rua e que escorrem pela via e vão parar no buraco. Informou que sofre de alergia e que o forte cheiro desses resíduos agrava seu problema de saúde.

“Já fui à Prefeitura e à Vigilância Sanitária e ninguém faz nada, não sei mais a quem recorrer”, desabafou Edileuza, após alegar que há quatro anos o prefeito, na ocasião, teria prometido que iria resolver este problema. No entanto, ela afirma que nada foi feito.

Como se já não bastasse o problema do buraco e dos dejetos de esgoto e resíduos de combustíveis, outra situação descrita pela reclamante é quanto ao escoamento do grande volume de enxurrada que passa entre sua residência e a da vizinha até desaguar em uma chácara que não possui nenhum tipo de tubulação, vindo a por em risco a integridade física de sua família e dos vizinhos, devido à força e o estrago causado durante as chuvas.

Contatado, Rogério Brustolim, responsável pela Secretaria Municipal de Obra, Infraestrutura, Agricultura e Meio Ambiente (Seminfra), informou que esteve no local e que, inicialmente, será tapado o buraco com massa asfáltica e que pediu para um dos engenheiros civis da Prefeitura estudar uma maneira de sanar o problema em definitivo.

Foto: João Luiz / Gazeta Central

Regionais : Pit stop em Ouro Preto do Oeste divulga a 6ª Rondônia Rural Show
Enviado por alexandre em 23/05/2017 02:11:05


Pit stop em Ouro Preto do Oeste divulga a 6ª Rondônia Rural Show

A Secretaria de Executiva Regional de Governo polo IV conjunto com o escritório local da Emater/RO, gerencia regional da Secretaria Estadual de Ação Social – Seas, Coordenação Regional de Ensino – CRE, 7ª Ciretran e Corpo de Bombeiros realizaram nesta segunda-feira (22) um pit stop na Avenida Daniel Comboni em frente a Casa da Lavoura com o objetivo de divulgar e convidar os ouro-pretenses para participar da maior feira de agronegócio da região Norte realizada pelo governo do estado. Dezenas de veículos foram adesivados a iniciativa foi muito bem aceita pelos motoristas que passaram pelo local.

A 6ª Feira de Tecnologia e Oportunidade de Negócios Agropecuários – Rondônia Rural Show será realizada entre os dias 24 a 27 de maio, localizada na Rodovia Br-364, Km 333, Zona Rural de Ji-Paraná, distante 11 quilômetros de Ji-Paraná sentido Presidente Médici, com a finalidade de fomentar negócios no setor agrícola e pecuário de Rondônia.

Nesses quatro dias, produtores e empresários rurais poderão contratar negócios, adquirir máquinas agrícolas, ração animal, insumos, caminhões, carros, motos, artesanatos, equipamentos para agroindústrias, matrizes de animais e, ainda, têm à disposição uma vitrine tecnológica com todas as novidades do setor.

A secretária de Governo Maria Araujo de Oliveira, mentora do pit stop, comentou sobre a importância da Rondônia Rural Show. “Essa é uma grande oportunidade do cidadão investir em sua propriedade e consequentemente melhorar e aumentar sua produção elevando a renda familiar”, ressaltou Maria Araujo que acrescentou - É uma feira de tecnologia e realização de negócios, quem tem interesse de fazer negócios, com certeza vai participar -

Sobre o evento

O evento Rondônia Rural Show é realizado anualmente pelo Governo do Estado por meio da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária (Seagri), no município de Ji-Paraná. Atualmente a feira recebe grandes investidores e expositores de projeção nacional e internacional de todos os segmentos do agronegócio.

A novidade para a 6ª Rondônia Rural Show é a mudança para uma área própria de 50 hectares, localizada na Rodovia Br-364, Km 333, Zona Rural de Ji-Paraná, distante 11 quilômetros de Ji-Paraná sentido Presidente Médici. A área será dividida em setores destinados aos expositores de máquinas e equipamentos, lojas agropecuárias, núcleo institucional, piquetes para animais, e uma ampla área para exposições de tecnologias produtivas e dinâmicas de maquinas e equipamentos.

A última edição movimentou R$ 485,2 milhões em resultados em negócios e agora, tendo como objetivo principal aproximar o produtor das novas tecnologias espera-se superar os resultados da última feira. Mostrar que é possível melhorar a renda com a adoção de novas tecnologias. As cinco edições anteriores somaram mais de R$ 2 bilhões em negócios, aplicados diretamente no setor agropecuário do Estado.

A FEIRA RONDÔNIA RURAL SHOW EVIDENCIA A FORÇA E A VOCAÇÃO PRODUTIVA DO ESTADO:

O Estado, com uma situação fundiária singular, tem mais de 120 mil propriedades rurais. 80% delas, da agricultura familiar – Rondônia já cadastrou no CAR (Cadastro Ambiental Rural) mais de 90% das propriedades, o que garante uma política de produção sustentável e o acesso ao crédito para fomentar o aumento da produção.

A produção, cada vez mais diversificada elevou Rondônia à posição de maior produtor da Região Norte em café e feijão. 2º em soja, milho e cacau. Também se fortalece a fruticultura e a produção de hortaliças.

A pecuária ocupa o 1ª lugar na exportação de Rondônia. Com mais de 13 milhões de cabeças de gado e abatendo 2 milhões cabeças de boi gordo a cada semestre, Rondônia é um modelo de economia em pleno crescimento. Já é o 7º rebanho e o 4º maior exportador de carne do Brasil.
A bacia leiteira avança com uma produção média de 2 milhões 500 mil litros de leite por dia, respondendo por 45% da produção na Região Norte e ocupa a 8ª posição no ranking nacional.

A piscicultura do estado lidera a produção nacional de peixe de água doce em cativeiro. Já superou a marca de 80 mil toneladas de peixe por ano.
As mais de 500 pequenas agroindústrias implantadas têm transformado a economia do estado, expandindo, modernizando e diversificando as atividades econômicas que agregam valores à produção primária;

O incentivo à iniciativa privada com estímulos fiscais e diversificação dos negócios; criação de novas plataformas de negócios, a exemplo do Programa Pro-peixe; incentivo à implantação do Projeto Florestas Plantadas; criação das câmeras setoriais de café e cacau.









Fonte

Texto: Alexandre Araujo

Fotos: Alexandre Araujo

Secom – Governo de Rondônia

Regionais : Ellen Donadon é condenada criminalmente por difamar médica em Vilhena
Enviado por alexandre em 23/05/2017 00:29:56


Ellen Donadon Lucena foi sentenciada pela juíza de Direito Liliane Pegoraro Bilharva, da 1ª Vara Criminal de Vilhena, pela prática do crime de difamação. A jornalista, prima do ex-prefeito Melki Donadon, foi punida com 08 meses de detenção, além de multa. Entretanto, o Juízo substituiu a pena privativa de liberdade por prestação pecuniária ou de serviços à comunidade.

Cabe recurso da decisão.

A decisão é fruto de queixa-crime promovida pela médica Ana Cleide Silva Souza do Amaral. Ana Cleide relatou à Justiça que à época dos fatos exercia atribuições no Pronto Socorro do Hospital Regional Adamastor Teixeira de Oliveira, como médica plantonista.

Informou que, no dia 10 de abril de 2016, o paciente Rafael Euclides Bristotti Silva deu entrada na unidade de saúde relatando mialgia, cefaleia e febre de 37,9º.

Entenda

Jovem morre com suspeita de H1N1

Alegou ainda ter examinado o paciente, e, como os sintomas relatados não apresentavam gravidade, solicitou um hemograma completo e prescreveu Dipirona e Voltaren, liberando-o na sequência.

Posteriormente, também segundo a vítima, o paciente retornou ao Hospital Regional em dois dias consecutivos e somente foi atendido por ela em uma única oportunidade. Afirmou que, ao ser relatado os sintomas apresentados, Rafael Bristotti fora devidamente atendido, com medicamentos devidamente ministrados e exames solicitados.

Contou que após a tentativa de estabilização do paciente do quadro de saúde apresentado, Ellen Donadon adentrou à unidade de saúde portando uma máquina fotográfica e passou a tirar fotos dos documentos, como o prontuário. Ao ser informada quanto acerca da proibição do ato, a jornalista teria afirmado na presença da equipe médica que a plantonista estaria “matando” o paciente.

Após o término de seu plantão, Ana Amaral deixou o paciente sob os cuidados de outra equipe médica, sendo que, todavia, o paciente não resistiu ao tratamento e veio a óbito no dia 13 de abril de 2016.

Sustentou, por fim, que após o ocorrido, Ellen passou a noticiar o fato na imprensa local e em sua página pessoal da rede social Facebook, utilizando mensagens de cunho difamatório no sentido de que a médica plantonista teria sido negligente no atendimento do paciente. Ressaltando, inclusive, que o tratamento médico havia sido realizado apenas à base de ministração de Dipirona, o que teria causado a morte de sua morte de Bristotti.

Ao ser interrogada, a profissional de imprensa disse que estava no Hospital Regional visitando Rafael. Ela alegou ter observador que no prontuário do paciente havia a prescrição de Dipirona e outro remédio. Por conta disso, resolveu fotografar o prontuário. Indicou que na sequência a médica chegou ao quarto e informou que não era permitido fotografar o prontuário. Afirmou apenas ter dito que Rafael “iria morrer”, uma vez que o tratamento estava sendo aplicado apenas através de Dipirona, segundo seu relato. Declarou ainda que a plantonista acionou a Polícia Militar, culminando em sua condução à Delegacia de Polícia. Ellen asseverou não ter xingado a doutora. Descreveu, ao concluir, que apenas a acusou de negligência. O que foi dito teria ocorrido, de acordo com Donadon, no “calor do momento”.

“Com efeito, o delito de difamação, consiste em atribuir a alguém fato ofensivo à sua reputação, não sendo necessário que o fato ofensivo seja falso. A despeito disso, a querelada [Ellen Donadon] tinha ciência do que o fato imputado era falso, visto que admitiu que fotografou o prontuário do paciente e constatou que havia a prescrição de outro medicamento, e ainda assim, divulgou em sua rede social, fato que sabia ser inverídico”, disse a juíza.

E concluiu:

“Nesse passo, ao contrário do que sustentado pela Defesa da querelada, das publicações em sua página pessoal se extrai que esta possuía a intenção de difamar a querelante”, finalizou.

rondoniadinamica

« 1 2 (3) 4 5 6 ... 6360 »