Mais Notícias - Brasil perde poder moderador - Notícias
« 1 (2) 3 4 5 ... 3670 »
Mais Notícias : Brasil perde poder moderador
Enviado por alexandre em 16/11/2018 10:59:41

Brasil perde poder moderador



A escolha do embaixador Ernesto Araújo para chefiar o Itamaraty no governo Bolsonaro quebra uma tradição que sempre permitiu à diplomacia brasileira exercer papel moderador no cenário internacional, afirma o ex-ministro Celso Amorim.

Na sua avaliação, seria impossível o país deixar o sistema multilateral como Araújo sugere. “O Brasil não tem força para impor sua vontade ao mundo”, diz Amorim, que conduziu a política externa no governo Lula.(Folha)

Mais Notícias : Novo chanceler e muitos padrinhos
Enviado por alexandre em 16/11/2018 10:59:01

Novo chanceler e muitos padrinhos

Postado por Magno Martins

Para integrantes da cúpula do Congresso, foi decisiva na escolha de Araújo a influência do seu sogro, o embaixador Luiz Felipe de Seixas Corrêa, secretário-geral do Itamaraty no governo FHC.

Um lobista que conheceu Araújo em sua temporada em Washington no início da década ficou surpreso ao ler o blog que ele criou durante a campanha eleitoral. Araújo nunca revelou simpatia por ideias conservadoras como as que defende ali, afirma.(FCH)

Mais Notícias : Municípios: apelo a Cuba
Enviado por alexandre em 16/11/2018 10:58:20

Municípios: apelo a Cuba


Representantes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) entregarão ofício à embaixada de Cuba nesta sexta (16) com um apelo para que o país reconsidere a decisão de abandonar o programa Mais Médicos.

Secretários municipais de Saúde também planejam ir à embaixada para tentar conversar com cubanos sobre os riscos da saída imediata dos médicos.(Folha)

Mais Notícias : Paralisação do Mais Médicos: morte precoce no Brasil
Enviado por alexandre em 16/11/2018 10:57:38

Paralisação do Mais Médicos: morte precoce no Brasil

Postado por Magno Martins

A conclusão é de um estudo desenvolvido por institutos do Brasil, Inglaterra e EUA

Mônica Bergano

A eventual paralisação do programa Mais Médicos e o congelamento dos gastos federais na atenção básica de saúde no Brasil, com o teto de gastos, podem atingir até 50 mil pessoas que, sem a assistência necessária, morreriam precocemente, antes dos 70 anos.

A conclusão é de um estudo desenvolvido pelo Instituto de Saúde Coletiva da UFBA (Universidade Federal da Bahia), pelo Imperial College, de Londres, e pela Universidade Stanford, nos EUA, que simulou cenários da saúde brasileira.

“A maioria desses óbitos serão nas áreas mais pobres, aquelas que hoje são cobertas pelos doutores cubanos [que pertencem ao programa Mais Médicos]”, afirma Davide Rasella, professor do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia e um dos autores do estudo.

Mais Notícias : Um tratamento melhor do presidente
Enviado por alexandre em 16/11/2018 10:56:45

Um tratamento melhor do presidente

Postado por Magno Martins

O PSL, partido de Jair Bolsonaro, está inquieto: parlamentares do partido esperavam um tratamento melhor do presidente, que até agora ignorou a legenda na composição de seu futuro ministério.

A questão divide a agremiação. Alguns deputados, campeões de votos, disseram à coluna que o descontentamento é localizado e que não é necessário contemplar o grupo com cargos para ter o seu apoio incondicional durante o governo.

O DEM, que apoiou Geraldo Alckmin (PSDB-SP) nas eleições, já foi indicado para duas pastas.

Com 52 deputados eleitos, o PSL terá a segunda maior bancada na próxima legislatura. (Mônica Bergamo)

« 1 (2) 3 4 5 ... 3670 »