Política - Opinião - Notícias
« 1 ... 858 859 860 (861) 862 863 864 ... 902 »
Política : Opinião
Enviado por alexandre em 09/09/2010 21:52:27



O silêncio deixa em polvorosa quem já se julga dono do pedaço!

Alexandre Araujo - jornalista

Faltando pouco mais de 20 dias para as eleições, o eleitor mais atento, mais curioso, já deve ter observado que estamos vivendo uma campanha silenciosa este ano. Ou melhor, dizendo: cheia de mistério. Em Ouro Preto do Oeste, vive-se uma campanha atípica; apática, poucos se interessam pelo assunto e falta entusiasmo nas ruas.

É perceptível que apenas cabos eleitorais, pessoas alinhadas a candidatos ou a grupos políticos andam se movimentando pelas esquinas e pontos estratégicos da cidade tratando do assunto. Muitos deles pagos para prestar tais serviços ou obrigados a cabalar votos em “paga” a alguma sinecura conseguida junto ao poder dominante. Lutam, apenas, para se manterem nos cargos.

Os carros adesivados notamos apenas os que pertencem aos “Babas ovo”, portariados e logicamente aqueles que estão ganhando algo em troca de colocar o nome ou nomes dos “pilantras”. Para cada veículo com adesivo de campanha existem 50 ou mais sem identificação. Parece que o eleitor anda temendo ou escondendo algo que somente será do conhecimento público à partir das 17 horas do dia 03 de outubro, somente após a abertura das urnas.

É claro e evidente que nem mesmo as pesquisas levantam à moral da tropa. É um descrédito generalizado. Até aqueles que se dizem beneficiados com tais pesquisas se empolgam. Mas neste caso vale um lembrete desafio que de todas as pesquisas feitas e divulgadas pelo menos uma foi feita com lisura, já que as pesquisas aqui em Rondônia é sinônimo de “pilantragem” onde quem paga é primeiro.


Apesar de uma estrutura financeira bem montada por parte de algumas forças poderosas, comenta-se que esse estrutura não está chegando ao “povão” , a dinheirama está ficando no meio do caminho, servindo apenas, para aumentar o patrimônio de cabos e chefetes políticos. Ao eleitor apenas promessas ou algumas migalhas.

O que está também evidenciado nessa eleição é que os candidatos aos cargos proporcionais – deputados estaduais e federais – estão cuidando, individualmente, das suas campanhas. Pouco estão se lixando pela preferência do eleitorado para os candidatos da majoritária – presidente, governador e senador -. Não existe campanha casada. É uma verdadeira salada de letrinhas. Nota-se candidatos do PT aliados com candidatos do Dem. Do PSDB com o PMDB; do PDT com PP e assim por diante.

Apenas os partidos ditos nanicos e de esquerda a exemplo do PSol, ainda se mantém com um pouco de coerência e pedem votos para toda a composição da chapa.

Um outro fato que também chama à atenção é que em vez de discutir as propostas dos candidatos, a percepção do eleitor está voltada para à Justiça Eleitoral, local onde se discute e se analisa uma enxurrada de ações, onde já se verificou cassações de registros de candidatos, pagamento de multas e outras penalidades, permitidas devido à judicialização da eleição. Tudo isso em decorrência da falta de uma reforma política consistente e de uma legislação mais adequada e permanente.

Diante desse quadro visível e perceptível até mesmo pelos neófitos em política, o clima do já ganhou, tem encontrado ressonância apenas naqueles mais apaixonados. Os mais sensatos acreditam que ainda existem muitos caminhos à percorrer e, procuram identificar, os motivos que têm provocados tanto silêncio e tanta apatia por parte de quem irá decidir os destinos políticos e administrativos do Estado nesses próximos quatro anos.

Há quem diga que, nessa eleição, aqui em Rondônia, o eleitor está sendo vítima de medos irracionais provocados por inimigos fictícios e temerosos. Está parando pra pensar e, principalmente, para ouvir. Daí o motivo de tanto silêncio.

Parece, também, que a máxima mineira, de que eleição e mineração, sempre é bom esperar o resultado da apuração, está sendo levada à sério ou pelo menos, respeitada em alguns quartéis generais espalhados pelas manções e palacetes da capital.

Sim, antes que me esqueça: o silêncio sepulcal numa reta final de campanha, sempre foi o calvário daqueles que se julgam donos da vontade popular e gostam de antecipar a vitória, bem antes do galo madrugador resolver bradar o seu primeiro canto.




Política : Na luta
Enviado por alexandre em 09/09/2010 15:46:14



Capixaba entra com recurso no STF e diz que continua campanha de deputado

O candidato a deputado estadual Ronilton Capixaba, da coligação Rondônia de Todos Nós (PR, PRB, PSC e PTdoB), disse nesta quinta-feira (9), em visita ao rondoniadinamica que é candidato, está em campanha, e que aguarda posição favorável do STF (Supremo Tribunal Federal), de recurso interposto por ele. Na quarta-feira, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) negou recurso do candidato contra entendimento da Justiça Eleitoral em Rondônia que indeferiu o registro de candidatura com base na lei Ficha Limpa.

“Nós já sabíamos que o TSE procederia dessa forma. Não é um fato isolado, contra apenas nosso recurso, mas um procedimento padrão adotado por aquela Corte contra todos os recursos de candidatos. Acreditamos na Justiça, para onde já recorremos, em instância superior, caso do STF que deve se posicionar a respeito da aplicabilidade da lei. Em breve essa pendência estará resolvida”, acredita Capixaba que tenta retornar a Assembléia Legislativa, onde exerceu dois mandatos.

“Ao contrário do que vem alardeando eu não estou fora da disputa. Estou candidato e com recurso na instância maior do país, o STF, onde já apelei com recursos”, disse Capixaba. Segundo ele, sua campanha está focada na micro região de Ouro Preto, sua base de atuação, onde desenvolveu nos seus mandatos eletivos trabalhos na área de saúde, educação, segurança pública, geração de emprego e renda e, principalmente, para o setor produtivo.

“Temos visto em nossas andanças como o pequeno produtor está esquecido. Falta o básico, como a regularização fundiária, falta crédito e assistência. Por isso quero voltar a atuar como parlamentar. Também queremos retomar nossas ações na área de atendimento a saúde. Graças a Deus temos boa acolhida, o povo lembra de quem trabalha. É com eles que contamos e com a Justiça em nossa caminhada”, disse Capixaba.

Ele diz ter vindo a Porto Velho para interpor os recursos ao STF, e retorna a sua base para dar continuidade a agenda de campanha, nos municípios de Ouro Preto, Mirante da Serra, Urupá, Nova União, Vale do Paraíso, Rondominas, Alvorada do Oeste, Teixeropólis, Buritis, Campo Novo e Pimenta Bueno.

Política : PT
Enviado por alexandre em 09/09/2010 01:10:29



Candidaturas de Padre Ton e Neri Firigolo recebem apoio de lideranças em Ouro Preto

Os candidatos a deputado federal e estadual pelo PT respectivamente Padre Ton e Neri Firigolo estiveram recentemente em Ouro Preto do Oeste onde foram recebidos por importantes lideranças do município. A reunião foi organizada pelo vereador Dr. Deraldo que assumiu a responsabilidade de coordenar ambas as candidaturas no município.

O vereador Dr. Deraldo que chegou a colocar o seu nome para ser indicado do partido a disputa para deputado estadual, disse que resolveu hipotecar o seu apoio juntamente com seu grupo político ao Padre Ton e Neri Firigolo, por serem dois nomes preparados para representar o povo. No caso do deputado estadual Neri Firigolo que tenta a reeleição o Dr. Deraldo afirmou que como homem tem uma história exemplar o que seguramente credencia a pedi mais uma vez o voto do eleitor que certamente vai depositar a confiança em um homem preparado e compromissado com a ética e o respeito a coisa pública.



Falando sobre o Padre Ton ex-prefeito de Alto Alegre dos Parecis, o vereador petista disse que sua experiência como líder religioso e administrador público eleito duas vezes, mostra a sua capacidade de ser um legitimo representante do povo de Rondônia na Câmara federal, honrando a confiança a si depositada e não envergonhando o nome do Estado a exemplo de muitos políticos.

“Em uma eleição onde se prega a moralidade e capacidade dos candidatos temos dois nomes que são de fato e direito Fichas Limpas, o que seguramente o povo vai ser muito representado tanto na Câmara federal com o companheiro Padre Ton como a recondução do deputado Neri Firigolo a Assembléia Legislativa, porque o voto é a arma do cidadão contra os maus políticos que estão mascarados de Ave de Rapina”, disse o vereador petista.

O candidato a deputado federal Padre Ton, disse que sua vitória será a vitória do povo que almeja um representante na Câmara federal comprometido com os interesses da coletividade e não pessoal ou de grupos. “Tenho compromisso com as causas justas e para isso venho percorrendo o Estado divulgando o meu projeto político que só tem um único objetivo trabalhar incansavelmente pelo povo de Rondônia”, disse otimista o Padre Ton.

O candidato a reeleição a deputado estadual Neri Firigolo afirmou que suas convicções políticas sempre foram em defesa da moral e ética, passando pelo respeito e zelo com o erário público. “Faço política focado nos interesses da coletividade, por entender que o homem público só pode ter compromisso e honrá-lo com o povo”, afirmou Neri Firigolo.


Autor: Alexandre Araujo

Fonte: ouropretoonline.com


Política : De olho
Enviado por alexandre em 08/09/2010 12:52:56



Juiz eleitoral alerta candidatos sobre condutas ilícitas

O juiz titular da 13ª zona eleitoral da Comarca de Ouro Preto do Oeste Dr. José Antônio Barretto, alertou os candidatos sobre condutas ilícitas praticadas em período eleitoral, como a utilização de pinturas, placas, cartazes e manifestações como carreatas, comícios e toda a movimentação política nos municípios da região central do Estado. O juiz afirmou que a campanha está sendo considerada tranqüila na região e que espera a continuidade deste quadro até o término das eleições, para isso a Justiça Eleitoral tem colocado em pratica seu plano de atuação para o pleito e desta forma o cidadão tenha assegurado o seu direito de votar com segurança.

O juiz falou que é importante o cidadão ser um parceiro da Justiça Eleitoral, denunciando os maus candidatos que insistem em praticar atos ilícitos como: poluição visual e sonoro e o pior de todos segundo opinião do magistrado que é a cooptação de votos. “Isso é um atentado contra a democracia que tanto lutamos para implantá-la”, disse em tom de indignação o magistrado.

Em relação a poluição sonoro o juiz afirmou que tem observado alguns excessos por parte dos candidatos (não foi declinados nomes) que estão infringindo o que preconiza a legislação eleitoral vigente no país. “A Justiça Eleitoral tem o telefone 148 para que o cidadão possa fazer a denúncia contra os maus políticos que não respeita o direito do eleito que será o responsável pela sua condução ao cargo pleiteado”, asseverou o magistrado que acrescentou ainda “A Justiça Eleitoral terá o apoio das Policias: federal, militar e civil para garantir a tranqüilidade nas eleições”.

O magistrado afirmou também que os candidatos estão aprimorando suas campanhas e que em breve o Brasil terá uma campanha eleitoral onde a propaganda funcione de forma mais regular.

“Em relação a outras cidades da região central do Estado está tranqüila. A campanha está se desenvolvendo sem maiores problemas. Claro que excessos sempre acontecem. Isso se deve a sensibilidade dos candidatos e suas coligações, que preferem evitar possíveis desgastes junto ao eleitorado, com políticas de pouca urbanidade”, comentou o juiz José Antônio Barretto.

Autor: Alexandre Araujo

Fonte: ouropretoonline.com

Política : Maré Mansa
Enviado por alexandre em 07/09/2010 16:31:08



Vereadores de Ouro Preto continuam produzindo pouco e ganhando muito

A Câmara municipal de Ouro Preto do Oeste neste período legislativo continua produzindo pouco, mas seus vereadores estão sendo remunerados muito bem. Neste período eleitoral cada um dos nove vereadores estão empenhados em eleger seus candidatos (governador, senador e deputados) o que ocasiona uma diminuição nos trabalhos dos vereadores que só se reúne uma vez por semana, todas as segundas-feiras a partir das 19h.

Uma remuneração de R$ 4.500,00 (fora a verba de gabinete e diárias) por apenas quatro (04) sessões por mês de no máximo duas horas é talvez uma das maiores remunerações pagas em nosso País. Isso, caso sejam realizadas todas as sessões assim é a vida dos vereadores de Ouro Preto do Oeste sem contar que cada um tem outras atividades profissionais.

E para provar que os vereadores de Ouro Preto do Oeste estão pouco importando com a população na ultima segunda-feira (6) a sessão ordinária não teve qualquer atividade legislativa em razão da ausência de três vereadores: Almir Barbosa (PT), Gilvanes Fernandes (PTN) e Joaquim Cota (PRP). Com apenas seis vereadores presentes a vereadora Rosaria Helena (PRB) que estava conduzindo os trabalhos encerrou a sessão em poucos minutos sem dar uma explicação plausível para as cinco pessoas que ali estavam na galeria para assistir os trabalhos legislativos que pelo andar da carruagem vai ser coisa rara de acontecer efetivamente neste período eleitoral.

Na realidade a opinião de boa parte da população de Ouro Preto, acredita que Legislativo municipal, paga bons salários, oferece muitos privilégios e exige pouco trabalho dos vereadores que são pagos com o dinheiro do povo.

Autor: Alexandre Araujo


Fonte: ouropretoonline.com

« 1 ... 858 859 860 (861) 862 863 864 ... 902 »