Política : PERDEU A LINHA

Ciro chama parte dos eleitores de Bolsonaro de nazistas

Ao ser questionado sobre o amplo apoio popular ao presidente Jair Bolsonaro (PL), o pré-candidato à Presidência, Ciro Gomes (PDT), taxou parte dos eleitores do atual chefe do Executivo como “nazistas e fascistas”. De acordo com ele, a outra parcela vota no presidente não porque se identifica com ele, mas porque teme o retorno do Partido dos Trabalhadores (PT) ao poder.

– O Brasil tem 10%, 12%, 15%, de eleitores que se identificam com Bolsonaro. São nazistas mesmo, fascistas. São anticiência, são homofóbicos. Acreditam na terra plana, exploram a religiosidade popular, exploram os temas da moral popular – disparou o presidenciável durante entrevista à rádio CBN.

Leia também1 Fux diz que "PM deve satisfações" ao STF sobre operação no Rio
2 Bolsonaro: Joe Biden congelou relação dos EUA com Brasil
3 Torcedores brasileiros sofrem racismo em jogo na Argentina
4 Bolsonaro aponta que pode vetar projeto que define teto do ICMS
5 TSE aprova 2 federações: PSDB com Cidadania, e Rede com PSOL

Ele ainda falou do eleitorado de Tarcísio, que é pré-candidato ao governo de São Paulo.

– Isso são 10%, 12%, o que explica por que o Tarcísio, um cara do Rio de Janeiro, chega aqui em São Paulo e, só porque é candidato do Bolsonaro, já está rivalizando com os primeiros – prosseguiu.

O pedetista também se colocou como resposta para a parte dos eleitores de Bolsonaro que não quer Lula de vota ao Planalto.

– Quase um terço do eleitorado do Bolsonaro diz que vai votar no Bolsonaro porque não quer o Lula e o PT de volta, apesar de estar muito frustrado, decepcionado e tal. Eu me animo de que eu possa ser a resposta para essas pessoas não se obrigarem a votar [neles], porque tenho chance, realmente, de apresentar um projeto para o Brasil – assinalou.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo