SOLTO PELO STF - Policial - Notícias
Policial : SOLTO PELO STF
Enviado por alexandre em 13/10/2021 09:39:41

Traficante André do Rap completa 1 ano foragido

Narcotraficante saiu pela porta da frente da prisão após decisão do ex-ministro Marco Aurélio Mello

André do Rap Foto: Reprodução

Um dos atos mais polêmicos tomados por um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) em 2020, a liberação do narcotraficante André Oliveira Macedo, o André do Rap, por decisão do então ministro Marco Aurélio Mello, completou um ano no último domingo, dia 10 de outubro, data em que ele saiu da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau (SP) pela porta da frente.

Condenado a 15 anos e seis meses por tráfico internacional de drogas, André do Rap até chegou a ter a liberdade cassada horas depois pela própria Suprema Corte, através de ato do presidente do STF, Luiz Fux, mas já era tarde.

Leia também1 Perto de seu final, CPI não ouviu nem metade dos convocados
2 Jefferson divulga carta e chama Ciro Nogueira e Renan Calheiros de “príncipes das trevas”
3 PSB vai ao STF contra Plano de Segurança de Bolsonaro
4 Eduardo B. vai 'pedir na Justiça indenização contra Patrícia Lélis'
5 Painel da ONU rejeita denúncia de Greta contra Brasil e outros países

Ao assinar o alvará de soltura, o narcotraficante forneceu como endereço um imóvel em Guarujá, na Baixada Santista. Ele “prometeu” ir para a casa. Entretanto, segundo investigações policiais, ele tomou outro rumo, foi de carro para o Paraná e de lá sumiu.

Atualmente, as suspeitas do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Presidente Prudente, subordinado ao Ministério Público do estado de São Paulo, são de que André do Rap esteja escondido na Bolívia junto com outros narcotraficantes da facção Primeiro Comando da Capital (PCC).

Na época, o traficante estava preso desde 14 de setembro de 2020. Ele foi capturado por policiais civis em um condomínio de luxo em Angra dos Reis, no litoral sul fluminense. Na casa de alto padrão havia dois helicópteros e um iate de 60 pés avaliado em R$ 6 milhões.

Com ele, ainda foram presos Luciano Hermenegildo Pereira e Jefferson Moreira da Silva, que assim como o traficante hoje foragido também foram condenados. Os três réus foram identificados e investigados durante a Operação Oversea, da Polícia Federal. Os agentes apuraram que André do Rap liderava uma quadrilha responsável pelo envio de toneladas de cocaína para a Europa.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo