Policial - MIRANTE DA SERRA - Notícias
(1) 2 3 4 ... 115 »
Policial : MIRANTE DA SERRA
Enviado por alexandre em 29/03/2015 01:54:56


Precariedade do Hospital Municipal de Mirante da Serra vira caso de polícia
A Saúde pública do município de Mirante da Serra vive um verdadeiro caos, sendo que a população é a maior prejudicada pela incompetência de gestão no setor por parte do prefeito Jandir Louzada de Melo (PMDB) e o secretario municipal de Saúde Luiz Carlos. O Hospital Municipal espelha muito bem o descaso que a administração pública tem com saúde dos munícipes na referida unidade hospitalar falta de tudo menos sofrimento de quem procurar atendimento médico sendo uma verdadeira “Via Crúcis”.

Diante da precariedade no atendimento médico do Hospital Municipal o enfermeiro/padrão Luciano de Melo Gadelha, 39, concursado na função procurou a DP de Mirante da Serra para relatar os fatos que vem ocorrendo na unidade hospitalar. O denunciante narrou conforme atesta a ocorrência policial nº 297/2015, a falta de medicamentos e profissionais da área principalmente médico o que acaba ocasionando sérios transtornos para a população que acaba indo buscar tal atendimento nos municípios de Ouro Preto, Ji – Paraná e Cacoal. Luciano relata que a falta de médico já resultou em morte conforme está registrado no livro de ocorrências dos enfermeiros que atuam no Hospital.

Luciano denunciou ainda que o livro de ocorrências dos médicos onde se encontram registrados os relatos da precariedade do local sumiu de dentro do setor administrativo do Hospital misteriosamente. O enfermeiro disse ainda que devido a sua maneira de cobrar transparência da administração municipal vem sofrendo perseguição profissional por parte dos seus superiores, narrou ainda o denunciante que já foi aberta sindicância no passado recente, sem que o mesmo tenha recebido advertência verbal ou escrita.

O delegado Júlio César Ferreira já instaurou um procedimento policial para apurar os fatos narrados pelo enfermeiro/padrão Luciano Gadelha. O prefeito, o secretario municipal de Saúde, o diretor do Hospital e outras pessoas serão ouvidas sobre as denuncias apresentadas.

Fonte: ouropretoonline.com

Policial : SERÁ APLICADA?
Enviado por alexandre em 26/03/2015 16:45:24


Câmara aprova projeto que transforma assassinato de policiais em crime hediondo

Por Janary Júnior, da Agência Câmara

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira (26), projeto que torna homicídio qualificado e crime hediondo assassinar policial, bombeiro militar, integrante das Forças Armadas, do sistema prisional e da Força de Segurança Nacional, quando esses profissionais estiverem em serviço.

O agravamento do crime também se estende ao cônjuge, companheiro ou parente até 3º grau do agente público de segurança, quando o delito for motivado pela ligação familiar. Em todos esses casos, a pena será de reclusão, de 12 a 30 anos. O homicídio simples prevê pena menor (reclusão de seis a 20 anos).

Atualmente, já é homicídio qualificado o cometido por motivo fútil, mediante encomenda, contra a mulher em razão de sua condição de sexo feminino (feminicídio), entre outros.

O projeto original (PL 3131/08), do Senado, previa penas maiores tanto para quem matar policial como para o policial que matar alguém, e não falava dos parentes. O texto foi alterado após acordo feito no Plenário, com apoio de parlamentares ligados à discussão da segurança púbica.

O relator da proposta na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), deputado João Campos (PSDB-GO), apresentou uma emenda substitutiva modificando a redação. Com a alteração na Câmara, o PL 3131/08 segue para nova análise dos senadores.

Lesão corporal

O texto aprovado, que altera o Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40) e a Lei de Crimes Hediondos (Lei 8.072/90), estabelece que a lesão corporal cometida contra agentes de segurança em serviço, e seus parentes, será aumentada de 1/3 e 2/3.

Além disso, o substitutivo transforma em crime hediondo o assassinato, a lesão corporal dolosa de natureza gravíssima e a lesão corporal seguida de morte de agentes de segurança em serviço e seus parentes. Atualmente, é considerado crime hediondo o genocídio, a tortura, o estupro, o latrocínio, o sequestro, entre outros. Não existem hipóteses de lesão corporal como crime hediondo. Esses tipos de delito não recebem indulto, anistia ou graça e não podem ser objetos de fiança.

Arcabouço

Para João Campos, o substitutivo cria um “arcabouço jurídico de proteção ao policial brasileiro”. Ele afirmou que neste ano a média é de dois policiais assassinados por dia no exercício do dever. “Tenho certeza de que a sociedade brasileira não aceita isso”, disse.

Deputados oriundos da área de segurança pública elogiaram a aprovação. “É um momento histórico para aqueles que protegem a sociedade com sacrifício”, disse o deputado Major Olimpio (PDT-SP).

Já o líder do Psol, deputado Chico Alencar (RJ), criticou o fato de a lesão corporal contra agente de segurança ser incluída como um caso de crime hediondo. “Estamos banalizando o crime hediondo”, argumentou. A inclusão também foi criticada pelo líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR). “Crime hediondo para lesão corporal é uma aberração jurídica. Não existe isso em nenhum país do mundo”, comentou.

Auto de resistência

Durante a votação, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, anunciou, após pedidos de deputados do PT, que colocará em votação em 60 dias o Projeto de Lei 4471/12, que aumenta o rigor na apuração de mortes e lesões corporais decorrentes da ação de policiais. O PT ameaçou iniciar um processo de obstrução contra a votação do PL 3131/08, caso não fosse dada uma sinalização para a votação do PL 4471/12.

Este projeto acaba com o chamado “auto de resistência”, mecanismo legal que autoriza os agentes públicos e seus auxiliares a utilizarem os meios necessários para atuar contra pessoas que resistam à prisão em flagrante ou determinada por ordem judicial.

Policial : PROCURADO
Enviado por alexandre em 22/03/2015 00:50:00


Polícia divulga foto do assaltante Sassá acusado de ter atirado no dono do viveiro Só Mudas
A Polícia Civil divulgou a foto de um dos suspeitos de ter assaltado e atirado no rosto do proprietário do viveiro Só Mudas José Mathias Gomes, fato ocorrido na manhã da última quinta-feira (19)http://www.gazetacentral.com.br/MateriasDetalhes.php?Codigo=10394&Titulo=Ouro_Preto:_proprietario_de_viveiro_de_mudas_e_atingido_no_rosto_por_tiro_durante_assalto. O elemento Valdinei de Jesus Rosa, vulgo “Sassá” é apontado como sendo o autor do disparado que vitimou Mathias pessoa bastante conhecida na região.

O delegado titular da DP local Dr. Roberto dos Santos, disse que o elemento Sassá é um velho conhecido da polícia com várias passagens pelo sistema prisional. Quem tiver informações sobre elemento Sassá podem entrar em contato com a DP de Ouro Preto (69) 3461 – 2355 ou 190 (Polícia Militar). O nome da pessoa que realiza a denúncia é mantido em sigilo.

Fonte: ouropretoonline.com

Policial : PAU TORTO
Enviado por alexandre em 13/03/2015 01:55:50


Secretario municipal de Saúde de Mirante da Serra é flagrado com ambulância fazendo compras em supermercado
O secretario municipal de Saúde de Mirante da Serra enfermeiro Luciano de Melo Gadelha, foi flagrado pela Polícia Militar de Ji-Paraná quando estava saindo de um supermercado localizado no bairro Dois de Abril. O secretario Luciano Gadelha foi empossado no cargo no último dia 05/03 e neste curto período a frente da pasta já causou sérios problemas para o prefeito do município Jandir Lousada de Melo (PMDB) que mesmo alertado pelo histórico nada republicano do profissional resolveu bancar sua indicação,veja uma encrenca do enfermeiro cujo o Ministério Público - MP através da Promotoria de Justiça da Comarca de Ouro Preto do Oeste já está tomando as medidas cabíveis http://www.ouropretoonline.com/modules/news/article.php?storyid=39728

De acordo com o presidente da Câmara municipal vereador Adineudo Andrade (PP), o mesmo foi informado que o titular da Semusa tinha se deslocado para o município de Ji- Paraná conduzindo uma ambulância com pacientes para fazer hemodiálise. Em ato continuo o presidente da Casa de Leis acompanhado pelo seu colega de parlamento Mazinho Nerys (SDD) foram até o Hospital Municipal e lá chegando encontraram o motorista da ambulância que comunicou ao edis que o secretario Luciano Gadelha tinha dado ordem para que o mesmo ficasse no seu local de trabalho e que Ele pessoalmente (secretario) iria conduzir o veiculo até o município de Ji-Paraná, distante cerca de 100 km de Mirante da Serra.

O presidente Adineudo Andrade imediatamente acionou a Polícia Militar que após receber chamado procedeu com uma ronda e para surpresa a ambulância foi localizada no estacionamento de um supermercado. Os PM’s aguardaram a chegada do motorista que não demorou e saiu do supermercado com sacolas de compras ao ser indagado dos documentos pessoais e do veículo o secretario apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação incompatível com a categoria que permite conduzir ambulância no caso a D.

Para habilitar-se na categoria D, o condutor deve estar habilitado há, pelo menos, um ano na categoria C ou há dois anos na categoria B e não ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima, nem ser reincidente em infrações médias nos últimos doze meses. Ser aprovado em curso especializado e em curso de treinamento de prática veicular em situação de risco, nos termos da normatização do CONTRAN (Resolução 168/04).Finalmente a resolução 168/04 diz: Ítem do Curso de Transporte de Emergência - 6.4.2. Após os procedimentos legais a CNH do infrator foi recolhida e a ambulância foi liberada para uma pessoa devidamente habilitada para conduzi-la até o município de Mirante da Serra.

Tão logo foi informado do fato o prefeito Jandir Lousada determinou o afastamento do secretario Luciano Gadelha bem como a abertura de um processo administrativo para apurar o caso. Para o presidente da Casa de Leis Adineudo Andrade o enfermeiro Luciano Gadelha não tem moral para continuar no cargo e disse esperar que o prefeito Jandir haja com a razão e tome uma atitude da qual toda sociedade espera de um gestor público que é coibir a falta de respeito com a coisa pública. A reportagem tentou um contato com o enfermeiro Luciano Gadelha, mas o mesmo não foi localizado para comentar o fato até o fechamento desta meteria, ficou apurado que o afastado secretario tem residência fixa no município de Ji-Paraná, onde mora com a família.

Fonte: ouropretoonline.com

Policial : SEGURANÇA
Enviado por alexandre em 10/03/2015 22:49:04



Secretário de Segurança do Estado visita construção da UNISP de Ouro Preto do Oeste
Na última semana, o secretário de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), Antônio Carlos dos Reis, e o gerente de planejamento, André Roberto, visitaram as obras das Unidades Integradas de Segurança Pública (Unisp), no interior do Estado – Buritis, Cujubim, Machadinho, Ariquemes, Jaru e Ouro Preto do Oeste.

Durante a visita, o secretário destacou que as obras são de grande envergadura e, por isso, precisam de um acompanhamento mais próximo, pois “é sempre importante estar por perto, por conta de qualquer eventualidade que possa ocorrer; inclusive, na última reunião que o Governador Confúcio Moura fez com os secretários, ele pediu que ajudássemos nas fiscalizações.”

Reis explica que a construção da Unisp integrará as Polícias Militar e Civil e o Corpo de Bombeiros. De acordo com o secretário, a criação das Unidades Integradas faz parte do Plano Nacional e Estadual de Segurança Pública ”As três forças estarão unidas no mesmo prédio, dando o máximo de agilidade a qualquer ocorrência apresentada pela população”, esclareceu.

Os recursos para as construções dessas unidades foram viabilizados junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), pelo governo do estado, por meio do Programa Integrado de Desenvolvimento e Inclusão Socioeconômica – Pidise. Todas as obras estão em andamento, conforme o cronograma previsto, e, concluídas, as novas unidades substituirão antigas estruturas.

As Unidades permitirão ao Estado prestar serviço de melhor qualidade ao cidadão, integrando o atendimento das forças de Segurança Pública. Ao todo estão sendo construídas 16 Unisp’s, sendo seis de grande porte – Porto Velho (3), Ariquemes, Ji-Paraná e Vilhena – e 10 de pequeno porte – Alvorada do Oeste, Buritis, Colorado do Oeste, Espigão do Oeste, Cujubim, Jaru, Ouro Preto do Oeste, Machadinho do Oeste, Nova Brasilândia e Rolim de Moura.

REUNIÃO

Em Cujubim, Antonio Carlos dos Reis reuniu a cúpula da Segurança Pública com a sociedade civil organizada, lideranças locais e autoridades municipais para discutirem ações que diminuam a violência no município.

“Algumas medidas foram pontuadas e algumas ações já foram desencadeadas. O importante é que outras ações se unifiquem as já adotadas, que continuam pelos próximos meses, visando minimizar os efeitos da violência, até que seja concluída a Unisp Cujubim. Esta unidade permitirá a instalação definitiva de efetivo adequado para a localidade”, destacou Reis.

Fonte
Texto: Márcia Martins
Fotos: Sesdec
Decom - Governo de Rondônia

(1) 2 3 4 ... 115 »