PICARETAGENS - Brasil - Notícias
Brasil : PICARETAGENS
Enviado por alexandre em 17/02/2021 00:05:30

Quem as ONGs querem salvar na amazônia?

MANAUS – Essa é uma pergunta que muitos amazônidas e brasileiros fazem, todos os dias!

De acordo com o estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) existem mais de 100 mil organizações não Governamentais em vários municípios da Amazônia Legal. E o que essas entidades fazem tanto na região se a pobreza só aumenta e as famílias estão migrando para as cidades em busca de sobrevivência? Muitas dessas organizações se definem como atuantes na defesa e implementação de áreas protegidas, no apoio das comunidades locais, sejam extrativistas, tradicionais, povos indígenas ou quilombolas, para desenvolver projetos de gestão desses territórios e contribuir com ações de uso sustentável da floresta e geração de renda.

Não podemos negar que algumas delas são atuantes nos dois principais vetores da sustentabilidade que é desenvolver com foco no ecologicamente correto e socialmente justo, mas a maioria não atua nessa direção.

Quando existe um foco de queimada na Amazônia ou quaisquer outros impactos ambientais na natureza, milhares de ONGS protestam e se colocam à disposição para contribuir na causa.

Pois é! Estamos diante de um dos maiores massacres na região, com um vírus mortal abatendo, diariamente, milhares de amazônidas, e cadê as ONGS meu povo? Comeram abiu?

Defender a existência da Onça-pintada, do Peixe-boi, da riqueza animal e natural da Amazônia é preciso, mas como ambientalista e Mestre em Gestão e Auditoria Ambiental, militando há anos na área, quem me conhece sabe disso, sei que a vida da pessoa humana está acima de qualquer interesse.

Mais de 23 milhões de brasileiros vivem em 61% do território brasileiro, onde a maioria se encontra em situações de risco social, porém não se furta de cuidar e defender o maior patrimônio do país. Então perguntamos: O que as ONGS defendem mesmo Brasil?

Diante de tantas mortes de brasileiros amazônidas, os governadores da região assinaram uma Carta Aberta, por meio do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável, pedindo socorro ao governo nacional. Porque as ONGS não se pronunciam e socorrem nosso povo? Onde estão os recursos que são oferecidos por elas para desenvolver projetos sustentáveis? E a manutenção da vida humana não entra na sustentabilidade, minhas senhoras e meus senhores “ongueiros”?

É perceptível diante dessa pandemia, o quanto elas estão preocupadas com o caboclo da Amazônia. Grande parte desse homem local é usada como massa de manobra para atuar nos interesses mais obscuros, sem receber efetivamente o que merece.

Então concluímos dizendo que, o interesse desse bando de gringos e oportunistas locais, ressalvando alguns como já mencionamos antes, é mesmo na nossa riqueza natural e mineral, o resto que morra.

Está na hora de levantamos a bandeira da independência e monitorar quem chega em nossa região se passando por bonzinho e disposto a ajudar no social, com projetos milagrosos. O certo mesmo é que na intenção desses exploradores não existe almoço de graça!

Aproveito o espaço e mando um recado para o Presidente dos Estados Unidos, Sr. Joe Biden. Quer mesmo salvar a Amazônia Sr. Biden? Mande vacinas para salvar as vidas dos nossos caboclos!


*Oreni Braga é ex-presidente da Amazonastur, especialista em Ecoturismo e Design de Ecolodges e mestre em Gestão e Auditoria Ambiental.


Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo