Apenado mata mulher dentro do prédio do CRAS para roubar um celular - Regionais - Notícias
Regionais : Apenado mata mulher dentro do prédio do CRAS para roubar um celular
Enviado por alexandre em 07/11/2019 23:40:11


Marilene Pereira da Silva Nascimento, 39 anos, foi encontrada morte em uma das salas do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Brasileia na manhã da última quarta-feira (6). Ela apresentava sinais de estrangulamento, mas a polícia necessitava obter o resultado do Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco, para onde foi levado o corpo.

Com a confirmação da morte por asfixia mecânica, a equipe do delegado Sérgio Lopes, titular da delegacia de Brasiléia e coordenador da Polícia Civil na regional do Alto Acre, com o apoio de policiais militares, identificou e prendeu o principal suspeito do crime, Eduardo Justino da Silva, de 19 anos, que já responde por um homicídio e por uma tentativa de homicídio.

Eduardo foi localizado no bairro Alberto Castro, parte alta da cidade de Brasiléia. Na delegacia, ele confessou que enforcou a vítima até a morte para roubar o seu telefone celular. Ele foi ao prédio do CRAS assinar o livro de presença da prestação de serviço comunitário que fazia na entidade como pagamento de pena alternativa.

FOTO: O ALTO ACRE

O delegado Sérgio Lopes informou que o acusado foi preso em menos de 12 horas por uma equipe mista de policiais civis e militares, dando uma resposta rápida a um crime que ele considerou lamentável.

“Os nossos investigadores, com o apoio da polícia militar, conseguiram elucidar o crime em menos de 12 horas. Foi uma ação rápida da polícia, foi um crime bárbaro, e é lamentável que isso aconteça, mas pelo menos conseguimos prender o responsável e dar uma resposta rápida á população”, afirmou o delegado.

O objeto do roubo foi recuperado e integrará o conjunto de provas. O acusado será indiciado por latrocínio – roubo seguido de morte – e ficará a disposição do judiciário, podendo ser transferido para o presídio nas próximas horas.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo