A VOLTA NÃO - Política - Notícias
Política : A VOLTA NÃO
Enviado por alexandre em 13/08/2019 08:27:36

Maia diz que não vai retomar CPMF na Câmara
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse, hoje, que não vai retomar a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) "em hipótese nenhuma" nos trabalhos sobre a reforma tributária.

"A única certeza que eu tenho é que nós não vamos retomar a CPMF na Câmara em hipótese nenhuma", afirmou Maia em evento para banqueiros em São Paulo. Ele disse que espera concluir o texto sobre a reforma ainda neste semestre.

"Vamos tentar construir este semestre um texto para que a gente possa avançar. A gente sabe que tem outros atores, a gente tem que entender como esses atores influenciam o plenário da Câmara."

A CPMF foi extinta em 2007 depois de uma grande campanha contrária de empresários e setores da sociedade civil. Em julho, diante das notícias de que a equipe econômica estudava essa possibilidade, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) descartou a volta da CPMF. Nesta sexta-feira, o presidente voltou a negar a recriação da contribuição.

Pela proposta de reforma tributária em elaboração pelo Ministério da Economia, essa contribuição pode ser recriada para compensar a desoneração da folha de pagamento em todos os setores da economia. O novo tributo teria entre 0,5% e 0,6% sobre as movimentações financeiras.

A criação de uma nova CPMF teria que ser por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), o que exigiria 308 votos em duas votações na Câmara e 49 votos em outras duas votações no Senado.

"A gente vai ouvir demandas e vai construindo com estados e municípios um texto que possa simplificar, melhorar o ambiente de tributação no Brasil."

"Sem tratar dos estados a reforma tributária não é eficaz. Um dos grandes problemas é o ICMS”, disse Maia.


Mansinha, mas não tanto. Duas já foram pra rua

A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) decidiu mexer na estrutura de seu gabinete. Duas funcionárias que haviam sido contratadas após processo seletivo foram dispensadas pela coordenadora do mandato, Laiz Soares, no estacionamento do anexo 4 da Câmara.

As cenas foram presenciadas por servidores da Casa.

Segundo o Painel apurou, Tabata mexeu na assessoria parlamentar e de comunicação.

A ideia é imprimir ritmo mais frenético de divulgação de aspectos não só políticos, mas também pessoais da rotina e do passado da deputada. (Painel - FSP

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo