CEARÁ ATAQUES - Policial - Notícias
Policial : CEARÁ ATAQUES
Enviado por alexandre em 24/01/2019 18:40:05

ESTADO DE SÍTIO – Atentados desafiam forças de segurança no Ceará! – Por Francisco Airton

Notícia em áudio

E continuam os ataques pelo 22 dia consecutivo no Ceará num enfrentamento entre bandidos e as forças de segurança numa total desobediência civil! São prédios públicos, veículos oficiais e não oficiais, não escapando, agora, nem o patrimônio individual do cidadão comum, agora mais do que nunca, refém do medo e a incredulidade! Se bandidos saem as ruas todos os dias e noites desafiando o poder e a ordem numa assustadora demonstração de força jamais vista, isso acaba desestruturando e desestabilizando totalmente as famílias espremidas entre as forças violentas de um lado e atônitas autoridades do outro, sem se saber qual e onde ocorrerá o próximo atentado!

Quem acompanha o governo estadual desde o início – desde ainda no mandato anterior – sabe dos investimentos feitos pelo governador Camilo Santana na segurança pública ao aumentar o efetivo policial (tanto militar quanto civil), efetivação de policiais recém concursados, melhoria salarial das policias em todas as esferas, não consegue entender aonde aquele governo deva estar errando!

É também sabido que o governo de Camilo Santana vem sendo ameaçado pelo crime organizado desde o início, recebendo ameaças através de bilhetes, ações e demonstração de força através de muitos ataques anteriores. No entanto, apesar de tudo o que já foi visto anteriormente, os ataques de 2019 tem castigado governo e cidadãos causando prejuízos incalculáveis!

As providências estão sendo adotadas a contento? Acho que sim! Ao sentir que os ataques estavam sendo praticados de forma diferenciada e muito mais desafiadora, resolveu o governo cearense solicitar a ajuda das forças federais no que foi prontamente atendido! Apesar de ser um governo socialista (Camilo Santana foi eleito duas vezes pelo PT), essa condição não ofereceu impedimento para o pedido. Afinal, esse não é e jamais seria o momento para o prevalecimento de questões partidárias. A segurança da população está em primeiro lugar!
Leia Também: A exemplo do Ceará, Pará e Espírito Santo pedem ajuda federal para segurança

Mas mesmo com a parceria, onde o Governo federal enviou tropas para restabelecer a segurança, isso não pareceu assustar tanto os terroristas que – ao contrário do que se esperava – aumentaram as investidas, incendiando ônibus, carros oficiais, postos de combustíveis, pontes e viadutos, não só na capital, Fortaleza, bem como toda a região metropolitana e cidades do interior! Cerca de 50 municípios (número apresentado até a produção desse artigo) já foram alvos dos ataques violentos! Mais de 250 fortes ataques já haviam sido contabilizados numa desordem sem precedentes!

Dizer aqui como tudo começou não será necessário por que todos já sabem! Um secretário corajoso resolveu pôr em prática uma atitude que já vinha sendo ensaiada há muito tempo, a partir do momento em que o governador resolveu cortar o sinal de telefonia nos presídios e os presos não gostaram nada da ideia e desde então vem resistindo e demonstrando terem força suficiente para evitar tal ação!

Chega a ser assustador ter de admitir que as forças criminosas podem estar vencendo essa queda de braço! Imaginem se o Ceará pudesse contar apenas com o seu já bem reforçado efetivo de segurança? Nem a ajuda federal está dando conta do recado!

E agora, quem poderá nos defender? Afinal de contas a vida precisa ser retomada urgentemente! O cidadão precisa sair à rua normalmente para trabalhar, ir a farmácia, ao supermercado, ao médico… retomar a sua vida!

Numa resposta imediata a ação dos bandidos, o governo do Ceará adotou medidas que julga serem eficazes no tocante a botar freio, a abortar qualquer outra ordem que possa vir, especialmente dos comandantes de dentro dos presídios cearenses. Recolher celulares, transferir presos perigosos para outros presídios no Rio Grande do Norte, por exemplo. Mas isso ficou claro que, por si só, não é suficiente resolver o problema e na minha humilde opinião soa como aquele dito popular de que se estaria ai enxugando gelo!
Leia Também: Criminosos destroem torre de transmissão e atacam concessionária no 11º dia de onda de violência no Ceará

Não será apenas recolhendo celulares, proibindo novas entradas, cortando a comunicação dos encarcerados com o mundo do lado de fora e transferindo 30 ou 50 apenados, que se irá acabar de vez com o problema! Não que queira dizer aqui que não sejam, também, necessárias tais medidas. Mas o que as autoridades estão esquecendo é que retiram celulares, cortam comunicação e transfere-se possíveis mentores para um outro estado que não adotou as mesmas providências e que esses mesmos presos terão todo o aparato necessário para continuarem ligando e dando as ordens tranquilamente para os seus comandados lá no Ceará!

Poderei estar dizendo sandices aqui, sim. Mas o que não dá para aceitar é ver todas as medidas sendo adotadas e os atentados tornando-se cada vez mais ousados e perigosos. Até quando? Com certeza não será armando a população que a criminalidade vai acabar! Será que o homem comum, pai de família, de posse de um revolver enfrentaria a bandidagem nas ruas? Isso receberia outros nomes. Guerra ou massacre!

O cidadão por sua vez, boquiaberto, sente-se assim cada vez mais ameaçado só lhe restando sentar no meio fio e colocar a cabeça entre as mãos apavorado


Fonte: Polêmica Paraíba

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo