Vereador Delísio Fernandes detecta irregularidades e cobra providências em obras de conjunto habitacional - Regionais - Notícias
Regionais : Vereador Delísio Fernandes detecta irregularidades e cobra providências em obras de conjunto habitacional
Enviado por alexandre em 11/07/2018 23:21:24

Exercendo seu papel de fiscal da população da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste, o vereador Delísio Fernandes (PSB) visitou, na manhã desta quarta-feira (11), a obra do Conjunto Habitacional Ouro Preto II. Lá, pôde constatar inúmeras irregularidades. Diante da preocupante situação, cobrou do prefeito providências urgentes para que tais problemas sejam sanados e que as 150 casas possam ser entregues o quanto antes.

O parlamentar andou por toda a área do conjunto, localizado ao lado do Parquede Exposição Expo Show Norte. Conversou com alguns funcionários que prestam serviço à Associação dos Pequenos Agricultores de Nova Esperança (APANE), responsável pela obra, e adentrou algumas das 150 casas. Constatou vários problemas que, segundo o vereador, se não forem resolvidos o quanto antes, irão dificultar ainda mais a entrega das moradias.

Entre os inúmeros problemas verificados, Delísio destacou que a obra encontra-se abandonada há quatro meses e tomada por matagal, os salários dos funcionários que trabalham para a APANE estão atrasados há cinco meses, as casas não foram finalizadas e encontram-se sem acabamento e instalações elétricas, comprometimento da rede de água, e ruas sem pavimentação.

Delísio também tomou conhecimento de que várias casas tiveram parte da fiação elétrica do forro furtada, e pôde comprovar que a parte lateral do conjunto habitacional, uma área de igarapé, foi invadida.

“Fui pessoalmente verificar de fato o que está acontecendo para tanta demora na entrega destas 150 casas. E confesso que fiquei preocupado com o que vi. Um verdadeiro abandono! Diante do que constatei, cobrei do prefeito Vagno Panisoly (PSDC) que tome medidas urgentes junto à Caixa Econômica Federal e à associação APANE”, ressaltou Delísio.

O vereador lembrou que o lançamento da construção do Conjunto Habitacional Ouro Preto II, na época ao custo de R$ 8,7 milhões, sendo que cada casa sairia ao valor de R$ 58 mil, ocorreu no dia 28 de setembro de 2013, há quase cinco anos. Até agora, não se sabe o verdadeiro motivo porque ainda não foi entregue. O vereador enfatizou ainda que várias pessoas que estavam na lista para receber as casas já faleceram neste período de cinco anos, antes de realizarem seus sonhos de possuírem uma moradia própria.

“É inadmissível que se demore tanto a concluir estas 150 casas. Os municípios vizinhos, Jaru e Ji-Paraná, que iniciaram a construção de conjuntos habitacionais muito depois e com o número de moradias bem maior, alguns com mais de mil casas, já entregaram aos seus moradores. E aqui em Ouro Preto do Oeste continua com esta situação há quase cinco anos”, frisou o vereador. E finalizou dizendo que espera por parte do prefeito que faça o que for preciso para que estas casas sejam entregues às famílias, que há tanto tempo vêm esperando por esse momento.

GAZETA CENTRAL

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo