Primeira dama do tráfico faz selfie com marido e chefe morto - Regionais - Notícias
Regionais : Primeira dama do tráfico faz selfie com marido e chefe morto
Enviado por alexandre em 13/09/2017 18:08:21


Uma foto da viúva do traficante Marcos Vinício do Amaral de Oliveira, conhecido como ‘Feijão do Anaia, atuante na bandidagem da área de São Gonçalo, no Rio de janeiro, deixou muitos internautas com muita raiva. A imagem correu as redes sociais nos últimos dois dias e arrancou muitos comentários.

O bandido foi morto após entrar em um confronto, na manhã da última quarta-feira (6), na cidade que faz parte da Região Metropolitana do Rio.

Na selfie, que passou a ser compartilhada dois dias depois da morte do bandido, aparece uma jovem. De acordo com as autoridades, ela teria uma filha com o traficante. Na imagem ela chega a faz bico ao lado do corpo que está dentro do caixão.

Vulgo Feijão do Anaia é apontado pela polícia como o principal suspeito de matar o policial militar Thiago Marzula de Abreu, de 30 anos de idade. O crime aconteceu em julho deste ano, na Favela do Dita.

Os policiais civis da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) tinham ido até o local cumprir mandados de prisão contra o criminoso, que em vez de se entregar, reagiu. Houve troca de tiros e ele levou a pior.

Ainda segundo as autoridades, o traficante apareceu em um vídeo, que teria sido filmado em abril, pedindo dinheiro perto de um PM. Nas imagens, o suspeito aparece sentado, imobilizado, dentro de um carro. “Aí ‘mano’, manda esse dinheiro o mais rápido possível, se não o papo vai ser outro”, ameaçou. diz o suspeito, que estaria dentro de uma viatura policial. O que ele queria era um resgate que estava sendo exigido de chefes do tráfico de drogas no Morro do Anaia, o Nando e o Playboy do Anaia.

Claro que os internautas não perdoaram tamanha ousadia. Um dos seguidores de uma página especializada em fatos policiais escreveu: “Foi tirar uma Selfie com um criminoso e por ironia do destino pode ter acabado de cometer um crime”. O crime, segundo o internauta, seria “vilipêndio de cadáver”, que está previsto no artigo 212 do Código Penal.

Há quem também resuma com palavras de indignação a atitude da viúva, fazendo um paralelo com a situação do país. “Agente percebe que o Brasil está perdido quando o povo comemora a morte de uma pessoa dependente do que ela fez quando estava viva”.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo