Ouro Preto: delegado fala sobre investigação da morte de Luan Torres - Regionais - Notícias
Regionais : Ouro Preto: delegado fala sobre investigação da morte de Luan Torres
Enviado por alexandre em 13/09/2017 10:26:16


Delegado Niki Alves Locatelli.

O delegado de Polícia Civil do Estado de Rondônia, Niki Alves Locatelli, falou sobre o andamento da investigação do assassinato de Luan Torres, 27 anos, que ocorreu na noite do dia 06 deste mês, em um bar na Estância Turística de Ouro Preto do Oeste.

Niki inicialmente explicou que foi ao local onde ocorreu o crime, estabelecimento conhecido por Reginaldo Bar, e constatou que a vítima havia sido executada com dois tiros aparentemente de revólver calibre 38, que atingiram a nuca e as costas, e que houve um terceiro disparo que, porém, não acertou Luan, vindo a atingir a parede do recinto.

Detalhou ainda que o executor teria se aproximado por trás de Luan, que naquele momento estava sentado jogando baralho com algumas pessoas, e, sem utilizar nada para tampar o rosto, efetuou os disparos. Em seguida, fugiu do local. Disse também que, possivelmente, uma segunda pessoa o aguardava em uma motocicleta para auxiliá-lo na fuga.

Relatou que naquela mesma noite, juntamente com sua equipe, realizou diligências e levantamentos de possíveis linhas investigativas. Entre elas, o de crime passional. Supostas atividades com agiotagem, presumíveis ameaças sofridas e realizadas e envolvimento em atividades suspeitas são algumas das hipóteses que estão sendo averiguadas na tentativa de elucidar o crime.

O delegado narrou que, no dia seguinte ao fato, foi ao hospital municipal após uma pessoa ter dado entrada naquele pronto-socorro lesionada por disparo de arma de fogo. Durante uma conversa informal, ficou confirmado que o paciente estava no local do assassinato e que um estilhaço, provavelmente do projétil que acertou a parede, o atingiu superficialmente.

Na oportunidade, Niki confirmou que coletou algumas informações que foram somadas à investigação, assim como alguns documentos encontrados dentro do veículo e que foram juntados ao inquérito, conforme preconiza o Código de Processo Penal.

Também está sendo investigada no município de Machadinho do Oeste, com apoio dos policiais daquela localidade, uma atividade que Luan supostamente exercia e que o delegado suspeita que possa ter ligação com a execução.

O responsável pelo caso lembrou que não pode falar muito sobre o andamento de suas ações, por ser sigiloso e poder vir a atrapalhar sua elucidação. Mas, que não descarta nenhuma linha de investigação. Ao final da entrevista, o delegado destacou que dentro dos próximos dias, pode ser que esse crime venha a ser desvendado.

gazeta central

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo