LULOPETISTA - Política - Notícias
Política : LULOPETISTA
Enviado por alexandre em 10/06/2021 09:03:33

Obama e Amado Batista os sinceros

O cantor Amado Batista, que ontem voltou a recepcionar o presidente Bolsonaro numa chácara em Goiás, reagiu com ironia em relação à ameaça de ser processado pela presidente do PT, Gleisi Hoffman, por ter chamado o ex-presidente Lula de ladrão. “Se realmente isso ocorrer, vou recorrer a Barack Obama para me auxiliar na defesa”, disse o maior fenômeno musical do País, que já bateu o rei Roberto Carlos em venda de discos.

A declaração de Amado Batista foi repassada ao blog por uma relevante fonte que esteve com ele recentemente. A entrevista do cantor irritou profundamente a cúpula do PT, Lula e seus asseclas. É um dos assuntos mais comentados nas rodas políticas do Congresso, na Esplanada dos Ministérios e no coração do poder, o Palácio do Planalto. A mídia nacional, em quase sua totalidade, reproduziu trechos e o áudio que foi ao ar no Frente a Frente pela Rede Nordeste de Rádio.

Não se sabe quando, mas Barack Hussein Obama, ex-presidente americano, declarou em seu livro de memórias (Uma Terra Prometida), que tinha conhecimento de suspeitas de corrupção bilionárias no governo do corrupto e lavador de dinheiro, Lula da Silva, a quem, certa vez, tadinho, chamou de “o cara”.

Antes tarde do que nunca, né? Mas Obama que não venha, agora, posar de ludibriado, pois não é. Seria impossível que o presidente dos EUA, simplesmente a maior potência econômica e militar do planeta, não soubesse de todos os mega esquemas de propina que abasteciam a cleptocracia lulopetista.

O democrata escreveu sobre o presidiário (provisoriamente em liberdade, por conta e graça de seis ministros do STF): “Ex-líder sindical grisalho e cativante (eu: quase todo criminoso é cativante), com uma passagem pela prisão por protestar contra o governo militar (eu: prisão de um mês), e eleito em 2002”.

E continuou, Obama: “Constava também que tinha os escrúpulos de um chefão do Tammany Hall (organização política criminosa que dominou Nova Iorque por 200 anos), e circulavam boatos (eu: boatos??) de clientelismo governamental, negócios por baixo do pano e propinas na casa dos bilhões”.

Ataque na Globo – Obama deu declarações também no programa de Pedro Bial, na TV Globo. Afirmou: “Soube dos relatos de corrupção que surgiram e que afetaram o sistema brasileiro. Na época, quando falei que Lula era o cara, não sabia de todos esses problemas envolvendo-o com corrupção. Acho que o dom que o Lula tinha ao se conectar com o povo brasileiro e o progresso econômico que realmente aconteceu, quando ele tirou as pessoas da pobreza naquela época, são coisas que não podem ser negadas, mas são coisas que tento fazer no livro, descrever as complexidades de todas as figuras, inclusive de Lula”.

A caneta é de Teobaldo – Presidente nacional do Podemos, a deputada Renata Abreu (SP) reforçou, ontem, ao blog, a liderança e o poder do deputado Ricardo Teobaldo como presidente da legenda em Pernambuco. Disse, enfaticamente, que qualquer liderança que manifeste interesse em ingressar no partido no Estado para disputar as eleições tem que sentar com Teobaldo. “É ele que decide”, disse. Foi um recado à deputada Clarissa Tércio, que tem sinalizado uma possível filiação ao Podemos para disputar o Governo do Estado.

O Novo tem líder – Candidato a vereador mais votado no Recife pelo partido Novo, mas não eleito por causa do voto de legenda, Técio Teles, que é sertanejo de Calumbi, mostrou, ontem, em Brasília, que é uma liderança em ascensão na legenda não apenas em Pernambuco, mas nacionalmente. Circulou com desenvoltura entre o salão verde da Câmara e azul do Senado, fazendo gestões já com vistas às eleições do próximo ano.

Sem recurso – Sob pressão, o Cidadania e o PSB desistiram de ações no Supremo Tribunal Federal (STF) que pediam a suspensão dos pagamentos de verbas do orçamento secreto, esquema montado pelo presidente Jair Bolsonaro para obter apoio político. O recuo das legendas causou estragos internos nos partidos. Um dos parlamentares insatisfeitos, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) disse ao Estadão que se desfiliará da legenda. Em nota, o senador Alessandro Vieira classificou de “escândalo de dimensão nacional” o chamado orçamento secreto e disse discordar “frontalmente” da desistência da ação.

Aposta no Distritão – A possível adoção do Distritão para 2022, sistema na eleição proporcional que, no fundo, se traduz na chamada verdade eleitoral, está ganhando mais adeptos no Congresso. Segundo o deputado Silvio Costa Filho (Republicanos), a proposta pode ser aprovada na Comissão da Reforma Política, já para vigora em 22. Quanto à versão de que passaria na Câmara, mas seria barrada no Senado, diz que é mera especulação. “O Senado é uma casa revisora e não ia contrariar uma grande maioria formada na Câmara”, afirmou.

CURTAS

OS AGRESSORES – De acordo com o boletim de ocorrência sobre a agressão à vereadora Liana Cirne, da bancada do PT na Câmara do Recife, os policiais militares envolvidos na agressão à parlamentar com spray de pimenta foram o sargento Ronaldo Santos de Lima e os soldados Paulo Henrique Ferreira Dias, Aberlryton José Mendes de Aguiar e Lucas França da Silva.

A COMPROVAÇÃO – A agressão ocorreu no dia 29 de maio, durante a violenta repressão policial ao protesto pacífico contra Bolsonaro (sem partido). A truculência policial resultou em diversos feridos e na perda da visão de um dos olhos por dois homens atingidos por balas de borracha. Os quatro policiais aparecem nos documentos que estão sendo investigados pela Delegacia do Bairro do Recife.

Perguntar não ofende: Que tipo de punição sofrerão os policiais envolvidos na agressão à vereadora?


EUA devem doar 500 milhões de doses de vacinas

O governo Biden planeja doar 500 milhões de doses de vacinas da Pfizer para cerca de 100 países nos próximos 2 anos, segundo informações da Reuters. Ainda este ano, 200 milhões de doses devem ser distribuídas, e 300 milhões no 1° semestre de 2021.

A prioridade é a União Africana e mais 92 países de baixa renda. As doações vão para o consórcio mundial Covax Facility, que distribui vacinas contra a covid-19 para países de baixa e média renda e tem o apoio da OMS (Organização Mundial da Saúde) e da Aliança Global para Vacinas e Imunização.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deve anunciar o acordo na 5ª feira (10.jun.2021) na reunião do G7, grupo dos 7 dos países mais ricos do mundo, na Grã-Bretanha. Fontes informaram a Reuters que o acordo foi negociado nas últimas 4 semanas pelo coordenador de resposta a covid-19 da Casa Branca, Jeff Zients, e a equipe da força-tarefa do coronavírus.

A Casa Branca e a Pfizer não quiseram comentar. Biden disse a repórteres antes de embarcar no avião presidencial, com destino a Grã-Bretanha, que ele tinha uma estratégia global de vacinas e iria anunciá-la, mas não deu detalhes.

O New York Times informou que os EUA comprarão as doses a um preço “sem fins lucrativos”. Eles também relataram que o CEO da Pfizer, Albert Bourla, acompanhará Biden durante o anúncio.

O acordo se soma aos 300 milhões de doses que o país já comprou da Pfizer e eleva o número total para 800 milhões de doses compradas pelos EUA, disse o Times. O governo Biden já anunciou que deve compartilhar 80 milhões de doses de vacinas em todo o mundo até o final de junho de 2021.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo