Saúde - POUCA VERGONHA - Notícias
« 1 ... 159 160 161 (162) 163 164 165 ... 170 »
Saúde : POUCA VERGONHA
Enviado por alexandre em 09/12/2011 21:35:14



Gestante não recebe atendimento médico dentro do Hospital e parto é feito pela cunhada; bebê pode ficar com sequelas

A gestante Tatiane da Silva de Souza, passou no ultimo dia 6, pelo pior momento de sua vida dentro do Hospital Municipal de Jaru. A situação que quase resultou na morte de seu filho se iniciou após a mesma dar entrada na unidade de saúde já em trabalho de parto, e segundo sua cunhada Marlene do Carmo, a partir deste momento Tatiane não recebeu a atenção necessária por parte dos profissionais do hospital, uma vez que ela já apresentava dilatação e sua bolsa já havia se rompido e mesmo assim nenhum médico se prontificou a realizar o atendimento. Marlene ainda relatou que mesmo diante da insistência o médico não compareceu, e que ela mesma acabou tendo que realizar o parto em cima de uma maca de espera.

Devido à falta de atendimento especializado o bebê ficou sem oxigênio e nasceu desmaiado, sendo reanimado posteriormente por uma enfermeira que compareceu ao local.

Devido o recém nascido apresentar possíveis problemas de saúde, por ter ficado vários minutos sem oxigênio, ele e sua mãe foram encaminhadas para capital, e por incrível que pareça, de ônibus por não haver ambulância disponível no Hospital Municipal. Somente depois de uma avaliação feita por um médico pediatra será possível saber quais as sequelas que o bebê terá devido à provável negligencia sofrida em seu parto.

Por: Jaru Online

Saúde : LEITE ESTRAGADO
Enviado por alexandre em 09/12/2011 18:37:22



Atacadão vende leite estragado; gerência vai ter que se explicar na delegacia

Da Reportagem do Tudorondonia

Porto Velho, Rondônia - Uma consumidora comprou no Atacadão, do Grupo Carrefour, uma caixa com 16 litros de leite Tradição estragados.
A compra foi feita na quarta-feira ,7, por volta das 21 horas, conforme consta do cupom fiscal.
A consumidora, que não pode devolver o produto porque, ao descobrir que o leite estava estragado, o Atacadão já havia fechado as portas, recorreu, no mesmo dia, à polícia. Ela registrou queixa no 4º DP, e, posteriormente, na Delegacia do Consumidor. Também registrou o caso na Vigilância Sanitária.

A Delegacia do Consumidor já mandou intimar a gerência do Atacadão em Porto Velho para dar explicações.

LARVAS A consumidora relatou que, ao abrir a caixa de papelão para armazenar as caixas longa vida com os litros de leite na despensa, sentiu o fedor de podre e observou larvas no produto. Imediatamente se dirigiu de volta ao Atacadão, que, aquela hora, já estava fechado. Foi então ao 4º DP e registrou uma ocorrência. Em seguida, tomou as outras providências, como ir à Delegacia do Consumidor e levar o caso ao conhecimento da Vigilância Sanitária.

Saúde : NÃO À SUJEIRA
Enviado por alexandre em 08/12/2011 01:22:28



Prefeitura de Ouro Preto notifica proprietários de terrenos baldios

A prefeitura municipal de Ouro Preto do Oeste desencadeou a “Operação Impacto de Combate à Dengue”, como forma de identificar e multar os proprietários dos terrenos baldios, locais que são potenciais criadouros do Aedes aegypti (transmissor da dengue). Segundo o prefeito Alex Testoni (PSD), a fiscalização está realizando notificações para os proprietários de terrenos baldios em má conservação. Esse trabalho já era realizado e agora está sendo intensificado, em função da dengue. A administração municipal está realizando diversas ações, uma delas é o recolhimento de entulhos e lixo em todo perímetro urbano da cidade e no Distrito de Rondominas distante cerca de 50 km da sede.

O prefeito Alex Testoni explicou que ao tomar esta atitude enérgica contra os proprietários de terrenos baldios e moradores que insistem em amontoar galhos de árvores em frente as suas respectivas residências. Testoni afirmou que a finalidade da prefeitura não é arrecadar dinheiro com essas multas, mas sim mostrar que é necessário regularizar essas áreas assim como despertar no cidadão a consciência de ser um aliado da administração municipal na luta contra a dengue.

“As medidas tem o objetivo de manter a cidade limpa e evitar o aparecimento de focos de doenças como a dengue. A ação do poder público também impede o depósito irregular de lixo nestes locais, evitando o aparecimento de novos lixões e minimizando os transtornos aos vizinhos destes terrenos baldios”, disse o prefeito Alex que acrescentou - É improtante dizer que tais medidas evitam transtornos ao proprietário, uma vez que evitam invasões, e melhoram a vida da comunidade, já que inibem o acúmulo de lixo em local inadequado, grande foco de proliferação de doenças.

Segundo o Código de Postura do Município, os proprietários de imóveis urbanos não edificados, onde se inclui os terrenos baldios, devem fazer a limpeza dos mesmos. Os proprietários que desobedecem a determinação são notificados para fazer a limpeza, além disso, os donos dos imóveis podem ser inscritos na Dívida Ativa do Município, ficando impedido de realizar diversos serviços junto ao Poder Público Municipal.

Alex ressalta que a fiscalização de terrenos baldios e a consequente de seus proprietários não é apenas uma questão de cumprimento de lei municipal, mas uma ação de cunho social.

Autor: Alexandre Araujo/ouropretoonline.com

Saúde : AUDIÊNCIA
Enviado por alexandre em 06/12/2011 23:26:19



Emenda de iniciativa popular irá decidir a aplicação de 600 mil reais na área da saúde em Ouro Preto

A emenda será elaborada em audiência pública realizada da próxima quinta-feira, 08, na Câmara Municipal de Vereadores.

A Prefeitura Municipal de Ouro Preto do Oeste e a Câmara de Vereadores realizam nesta próxima quinta-feira, 08, uma audiência pública para escolha e aprovação de propostas destinadas a área da saúde do município. Segundo o prefeito Alex Testoni, o objetivo é ouvir os anseios da comunidade e em conjunto discutir políticas públicas para aprovação de emenda de iniciativa popular que será inserida no Orçamento da União de 2012.

Esta é a primeira vez que os municípios brasileiros, com até 50 mil habitantes, apresentam emendas diretamente à proposta orçamentária. É uma forma inovadora que o Governo Federal adotou para identificar e atender as necessidades de cada município.

Para tanto, cada cidade poderá indicar uma emenda no valor de R$ 300 mil a R$ 600 mil, dependendo do tamanho da população. Para Ouro Preto do Oeste, o valor será de R$ 600 mil, sendo o recurso viabilizado diretamente pelo Governo Federal.

A audiência acontece no plenário da Câmara Municipal a partir das 19h30 e tratará da forma como serão aplicados os recursos no âmbito da saúde municipal, considerando as demandas apresentadas pela população, por isso a participação da comunidade é de extrema importância.

Assessoria

Saúde : DENGUE
Enviado por alexandre em 05/12/2011 20:48:48



Ouro Preto poderá ter uma epidemia de Dengue segundo revela o Ministério da Saúde


Rio Branco, Porto Velho e Cuiabá são as capitais em situação de risco; 4,6 milhões vivem em áreas com possível surto da doença

Os dados do Liraa (Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti) do Ministério da Saúde foram divulgados nesta segunda-feira e revelaram que 48 municípios brasileiros estão em situação de risco para ocorrência de surto de dengue. O estudo foi realizado pelo governo federal em parceira com as secretarias municipais de saúde, entre os meses de outubro e novembro deste ano.

Nos municípios em situação de risco, mais de 3,9% dos imóveis pesquisados apresentaram larvas do mosquito. Ao todo participaram 561 cidades. O mapa revelou ainda que 4,6 milhões de pessoas vivem em áreas de risco para epidemia de dengue. A nova avaliação aponta, ainda, que 236 cidades estão em alerta (com índice entre 1% e 3,9%) e 277 possuem índice satisfatório, abaixo de 1%.

Os municípios em situação de risco, incluindo três capitais - Rio Branco (AC), Porto Velho (RO), Cuiabá (MT) - estão localizados em 16 estados brasileiros: quatro na Região Norte; sete no Nordeste ; três no Sudeste; um no Centro-Oeste e um na Região Sul.

Estado de alerta

Entre as capitais em situação de alerta, destacam-se Salvador, com índice de infestação de 3,5%; Recife (3,1); Belém (2,2); São Luis (1,6%); e Aracaju (1,5%). Fortaleza e Natal, que no ano passado estavam em estado de alerta, passaram para situação considerada satisfatória, com índices de infestação de 0,9 e 0,8, respectivamente.

Neste ano, o estudo foi ampliado para 561 municípios, um acréscimo de 53% com relação a 2010, quando foi realizado em 427 cidades. O levantamento passará a ser feito três vezes ao ano. A medida tem como objetivo possibilitar que as comunidades conheçam os lugares mais críticos.

Proliferação

Na região Norte, a predominância dos criadouros do mosquito está concentrada nos resíduos sólidos de lixo (44% dos imóveis analisados). Já na Região Nordeste o problema está relacionado ao abastecimento de água (caixas de água, tambores, poços) onde se encontram 72,1%.

Os principais focos (46,9%), na Região Sudeste, estão nos depósitos domiciliares (vasos, pratos, bromélias, ralos, lages e piscinas). No Centro-Oeste os criadouros estão relacionados ao abastecimento de água e, no Sul, ao lixo.



Rondônia
Buritis
Espigão D’Oeste
Ouro Preto do Oeste
Porto Velho



Fonte: IG

Autor: IG

« 1 ... 159 160 161 (162) 163 164 165 ... 170 »