Saúde - COMBATE - Notícias
« 1 ... 136 137 138 (139) 140 141 142 ... 146 »
Saúde : COMBATE
Enviado por alexandre em 01/12/2011 19:05:15



Combate à Dengue: SER recomenda atenção redobrada no período de inverno

A Secretaria Executiva Regional (SER) – pólo IV que abrange os municípios de: Ouro Preto do Oeste, Mirante da Serra, Nova União e Vale do Paraíso enviou à todos os órgãos estadual um documento solicitando reforço e atenção no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. A preocupação da SER segundo informou a chefe do órgão Maria Araujo de Oliveira Almeida é com o período de inverno amazônico que está chegando ao seu pico o que se faz necessário adoção das medidas para o combate a Dengue.

Maria Araujo explicou que é importante o envolvimento de todos os servidores no controle da Dengue, especialmente no local de trabalho, evitando criar ambiente propício ao armazenamento e de proliferação das lavras do mosquito transmissor da doença. A SER no que compete suas atribuições já fez a limpeza nos pátios das escolas e demais órgãos da esfera estadual e segundo confirmou Maria Araujo vai manter uma equipe para dar continuidade as ações de combate a Dengue no que se refere a limpeza.

“A dengue se combate todo o ano e não podemos descuidar. Normalmente há uma tendência de relaxamento nas ações de prevenção da doença no inverno, e isso não pode ocorrer”, disse a responsável pela SER pólo IV Maria Araujo que enfatizou a participação ativa dos funcionários dos órgãos nas ações de combate o que vem a somar na luta contra a doença que tem a prevenção como o melhor remédio.

Autor: Alexandre Araujo/ouropretoonline.com


Saúde : DENGUE
Enviado por alexandre em 30/11/2011 12:51:05



SEMSAU realiza Pit Stop contra a Dengue

A Secretaria Municipal de Saúde - SEMSAU de Ouro Preto do Oeste realizou neste último final de semana o Pit Stop contra a Dengue. O objetivo foi mobilizar a população para participar do combate a proliferação do mosquito transmissor Aedes Aegypti e alertar sobre os riscos da doença.

A ação envolveu os Agentes Comunitários de Saúde e toda equipe da FUNASA, um total aproximado de 100 pessoas, sendo realizado em três pontos de grande movimentação da cidade: em frente ao SESP, na Avenida Daniel Comboni, Praça do Aeroporto e em frente à Rodoviária. Para despertar a atenção da população houve ainda a divulgação em carros de som, faixas e distribuição de panfletos informativos.

De acordo com a SEMSAU esta foi apenas uma das ações realizadas, já que o trabalho de prevenção da Dengue e combate aos focos do mosquito é permanente no município. A secretaria também destacou o empenho de todos os profissionais envolvidos na ação e a contribuição destes e da população para a redução anual dos focos do mosquito em Ouro Preto, lembrando, porém, que os cuidados devem ser mantidos, principalmente através da inspeção diária dos quintais das casas. Mais Informações a respeito de como prevenir a Dengue podem ser acessadas no site www.combatedengue.com.br

Fonte: assessoria

Saúde : AIDS
Enviado por alexandre em 28/11/2011 21:24:48



Rondônia ocupa a 13ª posição em casos de Aids, revela dados do MS

O Rio Grande do Sul é o estado com maior incidência de Aids no país, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (28) pelo Ministério da Saúde - veja lista de estados no quadro ao lado. A taxa de incidência de casos da doença é de 37,6 para cada 100 mil habitantes.

(Observação: ao ser publicada, esta reportagem informou números errados com base em dados divulgados de manhã pelo Ministério da Saúde, em entrevista em Brasília. No final da tarde, a assessoria do ministério admitiu que distribuiu à imprensa uma tabela errada. As informações desta reportagem foram corrigidas às 19h42.)

O segundo estado que, porporcionalmente a sua população, tem mais registros é Roraima, com 35,7 casos por 100 mil habitantes.

Em terceiro lugar no ranking está Amazonas, com índice de 30,9 por 100 mil, seguido por Santa Catarina (30,2) e Rio de Janeiro (28,2).

Na outra ponta da lista, está o Acre, com 7,2 casos para cada 100 mil habitantes.

Municípios do Sul
Os municípios da região Sul dominam a lista das 14 cidades com mais de 50 mil habitantes que, proporcionalmente, possuem mais casos de Aids.

Em primeiro na lista, está Porto Alegre, com taxa de incidência de 99,8 casos por 100 mil habitantes.

Também localizado no Rio Grande do Sul, Alvorada é a segunda cidade com mais registros de Aids, 81,8 por 100 mil habitantes. Em terceiro no ranking está Balneário de Camboriú (SC), seguido por Uruguaiana (RS) e Sapucaia do Sul (RS).

Regiões
O Sul tem, proporcionalmente, a maior incidência da doença quando comparado às demais regiões do país, apresentando, em 2010, indíce de 28,8 casos por 100 mil habitantes.

Em segundo na lista, está o Norte (20,6), seguido por Sudeste (17,6), Centro Oeste (15,7) e Nordeste (12,6).

Os casos de óbito também são mais numerosos no Sul, onde o coeficiente registrado em 2010 foi de 9 mortos pela doença para cada 100 mil habitantes. O Norte aparece em segundo em mortalidade (6,5 para cada 100 mil).

A região com menos mortos por Aids é o Nordeste. Segundo o Ministério da Saúde, os dados de mortalidade no Sul revelam que a doença tem sido diagnosticada tardiamente na região.

Redução de casos
Os novos casos de Aids e óbitos pela doença sofreram pequena queda em 2010, quando comparados a 2009, segundo dados divulgados nesta segunda pelo Ministério da Saúde.

Foram registrados no país 34,2 mil novos casos de Aids no ano passado, contra 35,9 mil em 2009. De 1980 a junho de 2011, 608.230 pessoas foram infectadas no país. A taxa de incidência da doença passou de 18,8 por 100 mil habitantes em 2009 para 17,9 em 2010.

No ano passado, 11,9 mil pessoas morreram em decorrência da Aids, enquanto em 2009 foram registradas 12 mil mortes. Apesar da leve redução, o coeficiente de mortalidade se manteve igual - 6,3 por 100 mil habitantes.

“Estamos vendo uma tendência de diminuição do número de casos ao longo dos anos, as pessoas estão vivendo mais e melhor com a doença”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Estados com maior incidência de Aids

Unidade da Federação
Número de casos a cada 100 mil habitantes

Rio Grande do Sul
37,6

Roraima
35,7

Amazonas
30,9

Santa Catarina
30,2

Rio de Janeiro
28,2

Espírito
Santo


20,4

Pará
19,5

Paraná
19,0

Mato Grosso do Sul
17,9

Mato Grosso
17,4

Amapá
17,2

Pernambuco
17,0

Rondônia
16,6

São Paulo
15,9

Distrito Federal
15,8

Maranhão
14,1

Goiás
14,0

Bahia
12,0

Minas Gerais
12,0

Sergipe
11,9

Ceará
11,1

Piauí
11,0

Rio Grande do Norte
10,6

Alagoas
10,6

Paraíba
10,5

Tocantins
9,5

Acre
7,2

Fonte: Ministério da Saúde

Saúde : VERGONHA
Enviado por alexandre em 28/11/2011 17:57:59




Às vésperas da data marcada para a Assembleia Legislativa apreciar autorização para que o Governo do estado possa repassar às organizações sociais, chamadas OS, todo o sistema de saúde do Estado, o Sindicato Médico de Rondônia (Simero) denuncia mais descaso com o único hospital público de pronto socorro de Porto Velho, o João Paulo II. Neste fim de semana, segundo denuncia o Simero, o João Paulo II disponibilizou apenas um cirurgião de plantão para atender as pessoas que chegam – e toda hora o hospital recebe acidentados ou doentes com outros problemas – e ainda dar conta das intercorrências nas enfermarias, além de realizar cirurgias de urgência e emergência.

Como um hospital do porte do João Paulo II pode ficar com apenas um cirurgião de plantão, questiona os dirigentes do Sindicato Médico, levantando a suspeita de que o Governo do Estado está deixando as coisas piorarem na saúde para fortalecer o discurso da necessidade de privatização.

Nesta terça-feira será discutida na Assembleia Legislativa a lei das OSs, mas os sindicatos e conselhos profissionais da área acusam o governo de deixar ocorrer o sucateamento do setor para justificar a privatização; enquanto o governo, mesmo com parte do seu staff da saúde preso por acusação de desvio de verba, diz que com menor controle dos gastos a saúde vai ficar mais ágil. “Acredite quem quiser”, já afirmou o deputado Hermínio Coelho, que se diz contra a iniciativa do Governo.

O presidente do Sindicato Médico de Rondônia, Rodrigo Almeida, afirma que após quase um ano de governo a situação do recém-eleito pior hospital de pronto socorro do Brasil continua ruim. Aliás, está cada vez pior. “Não bastasse a situação caótica do atendimento, o odor insuportável dos corredores sem ventilação e onde se aglomeram seres humanos doentes no chão e em situações indignas, agora o João Paulo II encontra dificuldade até mesmo para fechar as suas escalas de plantões médicos. Neste domingo só havia um médico cirurgião de plantão e que tinha que atender os pacientes que chegavam, atender as intercorrências nas enfermarias e ainda realizar as cirurgias de urgência e emergência. Enfim, algo impossível”, observa Rodrigo Almeida.

A situação de penúria do João Paulo II, segundo o vice-presidente do Simero, médico Willian Paschoalim, infelizmente passou a ser rotina, afetando também as outras profissões e com tendência para piora, porque forma-se um círculo vicioso e a falta de plantonista sobrecarrega ainda mais o atendimento de quem está lá. Paschoalim credita aos baixos salários e as péssimas condições de trabalho o afastamento de vários profissionais e assegura que alunos de medicina e residentes também estão estressados.

"Fica difícil alguém aprender algo que preste em um ambiente destes", diz o vice- presidente do Simero. "Quem trabalha hoje no João Paulo II ainda corre um alto risco de ser processado. E por culpa do governo", alerta o presidente do SIMERO, Rodrigo Almeida.


Autor: Simero

Saúde : POTÊNCIA
Enviado por alexandre em 26/11/2011 20:34:11



Homem levanta 230 quilos de ferro usando apenas a cabeça do pênis


Um trabalhador taiwanês afirma que conseguiu recuperar a saúde praticando um esporte, no mínimo, inusitado: ele utiliza seus órgãos genitais para levantar discos de ferro pesando centenas de quilos. Yang You-sin contou que pratica trabalhos manuais pesados desde a adolescência. Há dez anos, seus membros começaram a inchar e a ficar doloridos depois do trabalho ele diz não ter sido capaz de encontrar nenhum tipo de medicamento que pudesse aliviar a sua dor.

Depois que começou a praticar o levantamento de peso com o pênis, You-sin conta que sua saúde melhorou drasticamente. Ele usa um pano para amarrar os vários discos de ferro a seus órgãos genitais para aquecer. Quando se sente preparado, pisa em dois pedestais e se agacha com os pesos de ferro de 230 kg presos a seu pênis. Em seguida, levanta-se lentamente, elevando os discos de ferro do chão por 30 segundos.

Fonte: Want China Times

« 1 ... 136 137 138 (139) 140 141 142 ... 146 »