Amor e Sexo - Desempenho: Pilates melhora o sexo e ajuda a ter orgasmo - Notícias
« 1 ... 54 55 56 (57) 58 59 60 »
Amor e Sexo : Desempenho: Pilates melhora o sexo e ajuda a ter orgasmo
Enviado por alexandre em 20/04/2014 22:36:34

Você já deve ter ouvido falar sobre os enormes benefícios do pilates para a saúde. A atividade com bola promove fortalecimento e alongamento corporal, além de queimar calorias e emagrecer. Mas você sabia que ele também pode ser um grande aliado quando o assunto é sexo?

Como ter mais prazer
Tudo isso acontece graças fortalecimento do períneo, uma quase desconhecida, mas muito importante parte do corpo. O pilates age aumentando o potencial dessa área, que, entre outras funções, torna mais fácil atingir o ápice do prazer, já que aumenta as contrações da vagina durante o orgasmo. Mais do que isso: ele incha com a excitação feminina, aumenta a irrigação sanguínea e se torna mais sensível, virando uma importante zona erógena.

Segundo a professora Sandra Tofoli, da Cia do Corpo, além do trabalho direto com o assoalho pélvico (períneo), o esporte melhora a condição física global, gerando a possibilidade de novas posições ou posições mais ousadas na hora do prazer.

Fonte: Com informações do Bolsa de Mulher

Publicado Por: Fábio Carvalho

Amor e Sexo : Coisas que as mulheres adoram no sexo
Enviado por alexandre em 11/04/2014 01:00:31

Pra você que acha que nunca ninguém lhe fingiu orgasmo, informe-se sbore as principais lamentações do sexo feminino na hora H.

Homens, no geral, costumam falar que mandam muito bem no sexo, que conhecem cada parte do corpo da mulher, que as fazem ter orgasmo múltiplos, que amam sexo oral.
 
Acontece que as mulheres, secretamente nos revelam que não andam 100% satisfeitas com o sexo que têm feito. Pra entender melhor as queixas, fizemos uma pesquisa anônima perguntando o que elas mais gostam e o que mais sentem falta no sexo. Choveram lamentações – sinal de que os homens precisam trabalhar (e muito!) pra não perderem pra concorrência. Reunimos as respostas mais frequentes e o resultado você confere agora:

1- Sexo oral, com um dedo na porta da frente e outro na porta de trás.
2- Ser amarrada e vendada.
3- Palmadas, puxadas no cabelo e sacanagens ao pé do ouvido.
4- Quando ele me penetra e estimula meu clitóris ao mesmo tempo.
5- Quando ele goza olhando nos meus olhos.
6- Quando ele me conhece e percebe quando é a hora de meter forte ou não.
7- Quando ele não desiste até me fazer gozar e depois deita comigo fazendo cafuné.
8- Quando ele faz o que tem vontade, sem pedir. (Falar: “Posso fazer isso?” é brochante.)
9- Não ter pressa pra tirar a roupa e curtir comigo os amassos iniciais, até estarmos subindo na parede de tesão.
10- Aquela lambidinha estratégica na porta dos fundos – sem nojinhos.
11- Quando ele enfia um dedo em mim, devagarzinho. E percebe quando quero mais um.
12- Quando a gente faz sexo anal e ele continua me deixando excitada de outras formas (estimulando clitóris, beijando minhas costas, mordendo minha nuca, falando as sacanagens que eu mais gosto de ouvir no pé do ouvido.) 

 

13- Quando ele me chupa e, ao mesmo tempo, segura com força minhas coxas – cada uma com um braço.
14- Poder ficar recebendo sexo oral o tempo que for preciso pra eu gozar e saber que ele também está curtindo. (Melhor ainda quando ele acaba e levanta com o pau duro)
15- Quando ele começa o sexo oral lambendo em torno da área do clitóris (e não diretamente nele), até que eu esteja aquecida.
16- Quando ele me come feito uma puta – na cama não existem santinhas.
17- Quando ele me chama de nomes obscenos.
18- Quando estamos de conchinha deitados e sinto o pau dele ficando duro enquanto ele passa a mão nos meus seios – essa é a melhor forma de chamar pro sexo.
19- Tapas e arranhões.
20- Aquela boa pegada/chupada no meu peito (sem parecer que ele está apertando buzinas).
21- Começar com uma massagem surpresa, sem eu ter que pedir.
22- Ele entender que tem que aumentar o ritmo/velocidade do sexo oral gradualmente – e não começar acelerado ou reduzir quando estou quase lá.
23- Quando ele reconhece meu clitóris e não fica estimulando meus lábios achando que está no lugar certo.
24- Quando ele elogia a lingerie que fiquei horas escolhendo pra ele.
25- Quando ele me deixa com tanto tesão que fico com vontade de fazer sexo anal (invés de ter que fazer porque ele está insistindo).
26- Quando ele elogia meu boquete.
27- Quando ele me pede pra fazer um strip e fica me admirando com aquela cara de tesão.
28- Aquela pegada com força na cintura.

29- Quando ele encara meus peitos como se fossem a coisa mais linda que já tivesse visto.
30- Quando ele me beija demoradamente durante o sexo.
31- Mordidinhas na orelha e no pescoço enquanto transamos.
32-Quando ele me coloca de bruços e me masturba com o dedo.
33- Quando ele traz acessórios e brinquedinhos pra cama, sem que eu tenha que pedir ou propor.

*Eme e Jaque são o casal Sem Vergonha. Falam sobre sexo, mas gostam mesmo é de fazer. Para saber mais sobre eles e acompanhar várias dicas sobre sexo, acesse: www.casalsemvergonha.com.br. Siga eles no Twitter: ksalsemvergonha

Amor e Sexo : Quatro curiosidades sobre sexo que você não sabia
Enviado por alexandre em 09/04/2014 12:22:39

Yahoo Brasil - iStock

Sobre sexo todo mundo entende. Sempre tem alguém para dar uma dica, falar qual a melhor posição nesse ou naquele momento ou adivinhar quais as melhores maneiras para chegar ao orgasmo. Mas será que entender como nosso corpo funciona ou como os nossos antepassados cuidavam dos seus corpos não pode ser importante?

Escolhemos algumas curiosidades para dividir com você. Um pouquinho de conhecimento não faz mal a ninguém, certo?

Voz fina e espermatozóide saudável

Em 2012, cientistas observaram uma ligação entre o tom de voz masculino e a qualidade do seu sêmem. Os homens com voz fina podem não ser apontados por aí como donos de vozes sedutoras ou másculas, porém são eles que terão mais facilidade para reproduzir: a concentração de espermatozóide no sêmem deles é maior do que no dos homens com vozes grossas e ditas másculas.

Sistema reprodutor único

Basta olhar para um pênis e uma vagina para saber que são coisas diferentes. Mas o que tem por dentro do corpo ligado a eles? Até o começo do século 18 acreditava-se que era a mesma coisa: a vagina era um pênis invertido, o útero era uma versão do escroto e os ovários eram os testículos. Aliás, esses nomes nem existiam ainda! Os nomes masculinos eram usados também para falar sobre o sistema reprodutor feminino. Tudo isso era baseado nos estudos do médico grego Galeno de Pérgamo, que viveu há quase 2.000 anos.

Camisinha do passado

Preservativos são invenções relativamente novas, assim como a pílula anticoncepcional. Mas a vontade de fazer sexo apenas por diversão, não, isso sempre existiu. Então, é claro que as pessoas tentavam dar um jeitinho. A revista Journal of Family Planning and Reproductive Health Care, em 2011, falou sobre um documento chamado Papiro Ginecológico de Kahun, de 1825 aC, que descreve alguns métodos contraceptivos: aplicação de mel no interior da vagina enquanto a mulher estava deitada em uma cama de carbonato de sódio era uma delas, a outra era o uso de esterco de crocodilo no colo do útero ou queimado como incenso. Mas o texto não explica como o incenso poderia evitar uma gravidez indesejada.

Quer cantar melhor? Tire as bolas de campo!

Isso poderia ser uma piada – de péssimo gosto, é claro -, mas não é. A voz aguda era muito valorizada na área que viria a se tornar a Itália e apenas homens podiam cantar. Durante os século 17 e 18, famílias pobres apostavam todas as suas cartas em seus filhos e queriam que eles fossem os novos grandes astros da música, por isso os castravam para que suas vozes não amadurecessem.

Fonte: Yahoo

Amor e Sexo : Veja posições do Kama Sutra indicadas para a crise dos 3 anos
Enviado por alexandre em 08/04/2014 00:55:22

Pesquisas indicam que a famosa crise dos sete anos de relacionamento agora ocorre antes, aos três anos. E um dos problemas comuns dessa fase é a falta de clima de romance, incluindo carinho e sexo. “Com o passar dos anos, a cama, que era o local de acerto de contas para a reconciliação, passa a ser o local de ansiedades e cobranças quanto ao desempenho sexual de ambos os parceiros. Estafa física e estresse emocional favorecem a protelação do início de carinhos, beijos e o sexo propriamente dito, até por preguiça”, disse o urologista, sexólogo e terapeuta sexual Celso Marzano, autor do livro O Prazer Secreto, da Editora Eden.

Para reverter a situação, é fundamental refletir sobre o assunto. Tente responder questões como “o que posso mudar para melhorar a minha vida e a vida dos que me cercam?”, “do que gosto?”, “como gosto de tocar e ser tocado?”. Diga para o companheiro o que sente, o que quer mudar e melhorar; e escute a opinião dele.

O sexo deve sempre ter espaço na vida do casal para uma aproximação contínua. Se quer apimentar a relação e aumentar o envolvimento, aposte em posições de maior contato com o beijo, a respiração e o toque livre. Use os cinco sentidos e adicione fantasias, imaginação. Confira a seguir as seis posições do Kama Sutra indicadas para melhorar a resposta sexual, segundo Marzano.

O TRAPÉZIO
Descrição - O homem se senta com as pernas abertas na beira da cama e introduz o pênis ereto na mulher. Ele a pega pelos braços e ela passa as pernas ao redor da cintura do companheiro. Ela vai se inclinando para trás até que deite a cabeça na cama. O homem define o ritmo da penetração.
Comentário - Posição interessante e com mais uso dos cinco sentidos. O terapeuta sexual Celso Marzano a indica para melhorar a resposta sexual.

tra1.jpg

A SONOLENTA

Descrição - A mulher se deita de costas enquanto o homem se coloca por trás para começar a penetração, com seu peito encostado em um dos ombros dela. O pênis sobe entre as nádegas dela, que leva uma das pernas para trás e a encosta atrás da cintura do parceiro, facilitando a penetração.
Comentário - A maior vantagem, na opinião do sexólogo, é a mulher poder se masturbar ou acariciar o parceiro. É uma posição que pede intimidade.

tra3.jpg

O MOLDE
Descrição - A mulher, deitada de lado, se apoia sobre um de seus ombros e mantém as pernas juntas e dobradas para que pressionem com força o pênis durante a penetração. O homem adota a mesma postura por trás. Com movimentos suaves e delicados, o homem começa a penetração de uma forma muito lenta, mas com uma fricção bastante forte, já que essa postura faz com que a vagina fique semifechada, o que permite ao pênis roçar os músculos vaginais a cada investida.
Comentário - A segunda melhor posição, de “conchinha”, permite muito toque e troca de sensações de prazer.

tra4.jpg

A LIBÉLULA
Descrição - Os dois amantes se deitam de lado, ambos apoiados sobre um de seus cotovelos. O homem fica atrás da mulher, com seu peito tocando as costas dela e a boca apoiada sobre o pescoço da amante. Enquanto ela levanta a perna que está por cima e a flexiona, ele aproveita o momento para iniciar a penetração. Ele poderá estimular o clitóris dela com facilidade e também consegue tomar impulso para tornar a penetração mais intensa ao fazer alavanca com a perna da companheira. O ritmo da penetração é totalmente definido pelo homem.
Comentário - Boa posição pela penetração mais profunda e maiores variações de movimento.

tra5.jpg

A MARIPOSA
Descrição - O homem se senta com as pernas abertas e os braços apoiados atrás do corpo, enquanto a mulher se senta em cima dele e inclina o torso ligeiramente para trás, apoiando suas mãos na cama. O homem a penetra suavemente e ambos fazem movimentos circulares em sentidos inversos. A mulher controla o ritmo da penetração com as pernas.
Comentário - Essa postura permite penetrações profundas e favorece o uso dos cinco sentidos.

tra6.jpg

A ÁRVORE FLORESCENTE
Descrição - Os amantes começam de pé, olhando-se. O homem abre ligeiramente as pernas e pega uma das pernas da mulher, que deve ficar apoiada em sua cintura. Ele levanta a mulher um pouco, ainda segurando-a pela perna, e começa a penetração. O pênis é introduzido e retirado totalmente a cada investida. Os beijos e as carícias devem começar aos poucos e aumentar em intensidade, até chegar a um estágio selvagem.
Comentário - Favorece o uso dos cinco sentidos, mas tome cuidado para não perder o equilíbrio.

tra8.jpg

Fonte: Com informações do Terra Notícias

Publicado Por: Fábio Carvalho

Amor e Sexo : Safadezas que sua mulher vai adorar fazer com você na cama
Enviado por alexandre em 08/04/2014 00:54:18

Então, você gosta que sua mulher use um fio dental quando saem pra jantar? Ou ser amarrado e levar uns tapas? Bem, você certamente não está sozinho. O problema é que na nossa era sexual tão moderna (nem tanto), trazer fetiches e safadezas com seu novo amor pode não soar muito bem.

Na melhor das hipóteses, ela vai sorrir sedutoramente e revelar que ela ama essas coisas também. Na pior, ela vai achar que você é um maluco pervertido e não vai querer mais te ver. Se o primeiro acontecer, ótimo! O segundo? Continue lendo.

Mulheres gostam de safadeza? SIM!
Mesmo a mulher mais puritana pode ser convencida a ser conivente em participar de uma safadeza ou outra no ato sexual. Não acredita? É totalmente possível. Ao contrário dos rumores, na maioria das vezes, mulheres são deusas do sexo enlouquecidas esperando pela liberação de suas prisões de boas moças. O principal fator quando introduzir novos jogos eróticos ao quarto é a preparação, não deve haver muitas surpresas. Isso significa – sim, você adivinhou – conversar muito… Preferivelmente antes de pular na cama.

O momento certo não é tudo, mas pode ser muito importante. Educá-la é o principal. Fazer como se fosse originalmente ideia dela é simplesmente genial? Se você conseguir convencê-la.

Introduzir tapas, mordidas e puxar os cabelos
Esses são comportamentos infantis, mas eles podem adicionar uma gama de safadeza a um sexo de qualidade. A boa coisa sobre estes é que você não tem que falar muito sobre eles antes de fazê-los. Você pode testar a água conforme for entrando, mas sempre devagar. Existem poucas ideias pré-concebidas sobre uns tapas, mordidas e puxar os cabelos.

Como introduzir: Essas coisas são mais bem feitas durante um encontro sexual muito passional. Vá com o fluxo e use o senso comum – siga deliberadamente e com cuidado. Se deixar levar normalmente significa dor.

Tapas: O problema com os tapas é que fica melhor quanto mais você faz, e os primeiros podem arder um bocado. Deixe-a dar uns tapas de volta. Tenha uma boa sessão de tapas, riam bastante e batam bastante um no outro. A parte erótica vem depois. Não dê tapas em toda relação, a não ser que ela peça.

Morder: O sucesso de suas mordidinhas depende muito de pressão, tempo e frequência. Mantenha de leve, faça apenas isso no calor da paixão, e não faça sempre. Se você quer que ela te morda, instrua-a na arte – é difícil que ela simplesmente saiba do que você gosta. Nunca morda seios e vagina a não ser que ela peça diretamente. Deixar marcas não é desejável.

Puxar o cabelo: Se quer puxar o cabelo dela, faça de maneira gentil. Se quer que ela puxe o seu basta pedir, provavelmente gerará resultados. Existem diversos pontos de pressão no escalpo que tornam puxar cabelo uma safadeza muito sensual quando feito da maneira correta. Não dê puxões, e lembre-se que a cabeça dela e seu pescoço é preso ao seu belo cabelo. Segure o cabelo próximo ao escalpo e em punhados, não puxe um rabo de cavalo ou as pontas de um cabelo comprido.

Introduzir brinquedos sexuais
Homens trazendo brinquedos sexuais? Espere um pouco – esse deveria ser o trabalho da mulher. Os tempos estão mudando, e é completamente aceitável que um homem declare seu desejo por brinquedos sexuais – até os gigantes em formato de pênis – e que sejam introduzidos nas safadezas dentro do quarto.

É ótimo ter um homem que não se sente inseguro sobre isso. Apenas tenha cuidado quando tirar plugs anais ou massageadores prostáticos, porque ela provavelmente não têm familiaridade com eles. Uma vagina vibratória de plástico pode ser esquisita, e ela pode não saber como usar um anel peniano, ou mesmo ter visto um pinicador francês antes, mas com certeza ela vai adorá-los após uma lição rápida. Mas e se não gostar?

Existe uma pequena chance que ela pode pensar que você é esquisito, e neste caso, você simplesmente precisa educá-la de maneira que ela não tenha mais medo dos objetos estranhos que você gostaria de trazer para o quarto. O primeiro passo é falar sobre isso, especialmente se o brinquedo não é o algo vibratório básico.

Como introduzir: Pergunte para ela se você pode usar o brinquedo nela. Ou, na próxima vez que estiver fazendo sexo oral nela, adicione-o sem que ela nem mesmo veja. Outros brinquedos podem precisar de mais explicação, então apenas tenha o cuidado de explicar o propósito de cada brinquedo, como ele funciona e o que ela pode esperar. Ela não quer se sentir como uma idiota sem conhecimento por nunca ter usado um antes.

Introduzindo amarração leve
Sim, ela tem uma opinião sobre essas safadezas em particular, mesmo se ela nunca tiver feito. Ela pode pensar que é divertido e sexy ou ela pode pensar que é esquisito e assustador. Para seu conhecimento, a maioria das mulheres vêem isso como sexy, não esquisito. Mas seja qual for a opinião dela, tenha certeza de saber qual é – converse. Você sempre tem que ter permissão.

Como introduzir: Na próxima vez que estiver no calor da paixão, segure os punhos dela sobre a cabeça ou do lado e provoque-a com suas mãos, ou boca, ou uma pena. Segure suavemente seus punhos de maneira que quando ela tentar se livrar, ela não possa se mover a não ser que empurre firmemente contra você. Provoque um pouco mais e então sussurre sedutoramente em seus ouvido: “Posso te amarrar e te provocar até que tenha um orgasmo/não aguente mais/queira que eu pare?”. Depois, coloque em prática!

Algumas guias: Não fiquem ambos amarrados na mesma ocasião. Se você está usando cordas, a de cânhamo é macia e não faz queimaduras. Algodão é bom porque é macio, mas a fricção pode ser um problema. Corda sintética vai provavelmente gerar queimaduras, então, a não ser que goste de dor, evite essa. Tente encontrar algumas algemas fofinhas ou um cachecol. Guarde a venda para outro dia. Mantenha algumas tesouras sem ponta à mão e sempre observe a temperatura das partes do corpo amarradas (pés e mãos) no caso da circulação estar sendo impedida e precise ser liberada. Nunca recuse liberar alguém a não ser que isso seja parte do jogo sexual. Neste caso, use palavras de segurança. Nunca amarre nada no pescoço de alguém.

Introduzindo sexo anal
Então, uma das suas ideias de safadezas é fazer sexo anal? Bom para você. O problema é que ela pode morrer de medo da ideia. Isso torna seu trabalho ainda mais difícil: Você não apenas tem que remover todas as ideias antigas, mas você precisa recolocá-las com novas ideias convincentes.

Sua primeira parada antes de embarcar em uma aventura anal é conhecer como funciona o bumbum. Isso não significa assistir pornografia anal procurando dicas do que fazer com ela. Você precisa saber o que está fazendo.

Como introduzir: Quando você sentir que sabe o que está fazendo, traga o assunto para a mesa. Um simples “Você já fez sexo anal e gostou?” funciona. Existem apenas duas respostas para essa pergunta. Se a resposta é “sim”, pergunte se ela gostaria de fazer novamente. Se a resposta é “não”, pergunte se ela seria corajosa o bastante para tentar com você. Traga suas instruções e eduque-a. Toda mulher pode aproveitar sexo anal se feito corretamente. Os orgasmos são diferentes, e podem ser muito intensos. Apresente seus argumentos e venda a ideia para ela.

O que não fazer: Não é legal tentar colocar “por acidente”. Isso é terrivelmente doloroso. Sempre tenha permissão, e nunca a pressione. O truque é fazer com que ela queira.

Introduzindo a interpretação
Você precisa ter cuidado com essa, porque ela pode entender seu pedido por umas safadezas da maneira errada: Ela pode pensar que você está dizendo que ela não é o bastante para você. O truque está todo na apresentação.

Como introduzir: Para aumentar suas chances de sucesso, você precisa tornar isso uma ideia realmente divertida. Fale sobre isso muito tempo antes de querer fazer, mas faça com que a interpretação dela seja excitante e sexy, de maneira que ela possa se imaginar completamente no papel, se comportando como uma secretária/princesa/prostituta seja o que for. Você precisa apelar para imaginação dela, então mantenha a situação bem uma humorada e sossegada. Depois que você tiver certeza que ela está dentro, organize isso. Garotas adoram brincar de se fantasiar.

O que não fazer: Evite qualquer coisa que tenha a ver com animais, estupro ou envolver outra pessoa/pessoas que você conhece. Não apareça do nada com uma roupa minúscula de empregada, esperando que ela coloque e comece a polir suas joias. Muito provavelmente ela não quer ser vestida como uma empregada, e a fantasia que você comprou sem a opinião dela é provavelmente horrível e muito pequena.

Falar sobre um fetiche
Um fetiche pode ser uma coisa estranha para se observar em alguém, e mais estranha ainda de se observar em si mesmo. Para aqueles sem um fetiche, é muito difícil entender como é se excitar por um objeto inanimado que normalmente não é associado ao sexo. Se você tem um fetiche, negar isso é fútil. Isso é parte de quem você é. A melhor coisa que você pode fazer é ter certeza de se sentir totalmente confortável com você mesmo, antes de dividir com a pessoa que você ama, se você quiser mesmo dividir. Algumas pessoas guardam seus fetiches.

Medo de rejeição é o ponto mais alto da lista de por que não revelar seus fetiches pelas safadezas, mas se você está em um relacionamento amoroso e saudável, claro que dividir essa parte de você mesmo pode apenas tornar o relacionamento mais forte? Se você tem medo de compartilhar um fetiche, você certamente não está sozinho. Antes de ir em frente, encontre uma comunidade de fetiches e fale com outros sobre isso e veja o que eles fizeram, não fizeram ou gostariam de ter feito. Apenas você pode decidir se é a coisa certa a se fazer.

Deixe as coisas mais safadas
Introduzir suas safadezas no quarto à sua nova parceira pode ser de acabar com os nervos. E isso tem uma boa razão – ela pode não reagir bem. Não se esqueça de que você pode se sair bem de quase qualquer situação, se souber a abordagem correta – discuta sobre isso e eduque-a, mantenha tudo sossegado e você pode simplesmente conseguir o que quer.

Mulheres adoram tentar coisas novas e se tornarem gatinhas safadas, mas demora um pouco para que ela crie confiança para testar uma safadeza com um novo homem. A parte boa disto tudo é que você é o novo homem dela, e ela está livre para explorar sua sexualidade. Use essa novidade para sua vantagem, mas não se esqueça: Apenas idiotas se apressam.

Fonte: Com informações do Acidez Mental

Publicado Por: Fábio Carvalho

« 1 ... 54 55 56 (57) 58 59 60 »