Urgente - Mundo Cão:Marcelino Tenório terá dificuldades de ser reeleito nas eleições de 2014 - Notícias
« 1 ... 46 47 48 (49) 50 51 52 53 »
Urgente : Mundo Cão:Marcelino Tenório terá dificuldades de ser reeleito nas eleições de 2014
Enviado por alexandre em 09/10/2013 01:27:05

Deputado Marcelino terá dificuldades

 

O deputado estadual Marcelino Tenório (PRP) terá dificuldades de ser reeleito nas eleições de 2014. Eleito em 2010 com o apoio maciço do deputado federal Carlos Magno (PP), o multi empresário bem sucedido, Marcelino ao que tudo indica rompeu com seu guru político. Ocorre que o parlamentar como representante do povo na ALE/RO é tido como série B se comparado os deputados influentes no parlamento estadual  e neste quase três anos de mandato pouco produziu em prol da população em especial aquela que acreditou em renovação que pelo visto só ocorreu de no item vestuário.

 

PMDB quer comer tudo

 

O PMDB é considerado como um partido guloso quanto mais tem mais quer e esta máxima é apontada nos peemedebistas dos municípios da região central do Estado. Como exemplo quase que na sua totalidade os cargos de confiança nos órgãos públicos estaduais são ocupados por filiados no PMDB e o restinho por filiados ao PDT, nomeados de outras siglas partidárias isso é artigo raro. Pelo jeito estes dois partidos serão suficientes para alavancar a credibilidade do governador do Estado Confúcio Moura (PMDB) que está em baixa perante o eleitorado.

 

Prefeito apanha duas vezes

 

O prefeito do município de Nova União, José Silva (PR), vive um inferno astral como gestor público, ocorre que noticias vindas da pequena cidade informa que o alcaide apanhou duas vezes nos últimos dias. A primeira foi de um vereador (o nome não foi revelado) e a segunda de um funcionário da Câmara municipal. Em ambas as agressões o motivo foi o mesmo, ou seja, compromissos assumidos e não cumpridos por Zé Silva bem peculiar da classe política.

 

Rodas presas do trânsito

 

O trânsito de Ouro Preto do Oeste, é cada vez mais o “calcanhar de Aquiles” das autoridades que, diga-se de passagem, não estão muito empenhadas em resolver a problemática que se transformou o setor em nossa cidade. Não adianta realizar as blitz com equipes de Porto Velho e Ji-Paraná quando estas dão as costas a “zorra” volta com força total e de quem é a culpa?. É preciso ter mais pulso e deixar de conversa fiada principalmente por parte da Polícia Militar que tem obrigado constitucional de fiscalizar o trânsito e não ficar dando uma de “Pilatos”, ou seja, lavando as mãos.  

 

Ganhando sem trabalhar

 

Denúncia dá conta que um enfermeiro padrão lotado na Secretaria municipal de Saúde do município de Teixeirópolis ganha adicional noturno sem trabalhar neste período. O fato é que todas as noites este profissional pode ser localizado em Ouro Preto do Oeste, cidade onde reside com sua família, seria prudente que as autoridades competentes leia-se Ministério Público – MP  chamar o prefeito de Teixeirópolis Senhor Valdir do Posto (PP) para ter uma conversa de pé de ouvido, já que quem paga o salário deste profissional é o povo.

 

Empresário religioso

 

A religião se tornou um dos ramos mais lucrativos, isso tem feito com que várias pessoas tenham investido pesado neste mais novo seguimento da economia, que se tornou um verdadeiro "garimpo". Deus não dorme, e está de olho naqueles que estão "vendendo o seu nome" para obterem lucros pessoais. Muitos "empresários da fé" vendem falsas promessas para os fiéis, que iludidos acreditam que "vão ficar ricos". Trocaram a salvação pela prosperidade.

 

Pastor conheça seu lugar

 

Duas farmácias de Ouro preto do Oeste foram fechadas durante uma operação do Conselho Regional de Farmácia – CRF por estarem atuando sem a presença de um farmacêutico e comercializando medicamentos vencidos segundo foi ventilado na imprensa local. Ocorre que um pastor de uma conceituada instituição religiosa procurou uma autoridade da cidade para dar aquele jeitinho bem comum em quem faz as coisas erradas. O pastor deveria sim procurar orientar o seu pupilo a fazer a coisa certa e não ir contra aquilo que prega diante do seu rebanho.

PDT será forte nas eleições de 2014

 

Durante o encontro estadual do PDT em Ouro Preto do Oeste, o senador da República Acir Gurgacz presidente da executiva estadual da sigla, disse que o nome do delegado de Polícia Civil e atualmente corregedor - geral do Detran/RO Cristiano Lopes Ferreira será o diferencial nas eleições de 2014. Cristiano é pré-candidato a deputado federal e tem domicilio eleitoral em Ouro Preto do Oeste e é tido como linha dura no combate aos atos ilícitos, sob seu comando já foram presas pessoas que atuavam na venda de CHN e outros delitos que vinham ocorrendo no órgão estadual de trânsito.

 

Quartel da PM vai cair

Construído há mais de 30 anos o quartel da Polícia Militar de Ouro Preto do Oeste pode a qualquer momento cair sobre as cabeças dos policiais militares. As gambiarras com a parte elétrica é visível, quando chove é um “deus nos acuda” já que o interior da unidade policial fica parecendo um verdadeiro piscinão. E a notícia não é nada animadora já que o governo do Estado não sinaliza com qualquer beneficio para o prédio para breve, nem mesmo uma reforma “meia boca” igual o ex – governador Ivo Cassol mandou fazer que gastaram uma boa soma de recursos financeiros e a coisa ficou na mesma merda de antes e alguém embolsou este dinheiro que para lembrar é do povo.

 

Por Alexandre Araujo jornalista

Urgente : PEDREIRO FICA 5 MESES PRESO EM PORTO VELHO, MESMO SEM COMETER CRIME
Enviado por alexandre em 07/10/2013 09:41:00

Domingo, 14 de abril de 2013. Dia inesquecível para Evaldo Cunha da Silva, pedreiro de 39 anos, preso por engano no mesmo dia do aniversário da filha caçula, de 7 anos. Ele perdeu os documentos pessoais em 2001 e acabou sendo vítima de um criminoso, sem saber. Sofreu durante cinco meses e 14 dias encarcerado no presídio Urso Panda, em Porto Velho, mas não havia cometido nenhum crime. Ganhou a liberdade no dia 27 de setembro, após um juiz constatar erro na prisão do trabalhador, durante a na 10ª edição do Projeto Ressoar.

"No primeiro dia apanhei dos agentes porque outros detentos tentaram entrar com chips de celular. Muito humilhante: você levar chutes na costela e tapa no pé do ouvido sem dever nada", diz ele, inconformado. A vítima contratou um advogado para conseguir provar inocência. O juiz Felipe Silveira, durante entrevista com a vítima no presídio Urso Panda, solicitou perícia nas digitais de Cunha e cópia do boletim de ocorrência de 2001. No dia 27 de setembro, a juíza da comarca de Goiânia, Wanessa Rezende Brom, expediu alvará de soltura em favor da vítima.

"Ele [Evaldo] não se contradisse em nenhum momento durante a entrevista. Acionamos a Polícia Civil, que recolheu as digitais e entrou em contato com as autoriades em Goiás, constatando a duplicidade do documento", disse o magistrado.

Segundo João Damasceno Bispo de Freitas, advogado da vítima, a justiça rondoniense apenas cumpriu o mandado de prisão em desfavor do seu cliente, expedido pela Justiça de Goiás. "Era o dever daquele estado ter analisado o caso, feito pesquisa na documentação dele para não haver esse engano", explicou. "Vamos pedir reparação de danos ao estado de Goiás, que vai ter que revisar a decisão", complementou.

Cunha voltava do trabalho quando foi abordado por policiais rodoviários federais, na BR-364, perto de Nova Mutum Paraná (RO). Contra ele havia um mandado de prisão expedido pela Polícia Civil de Goiás. Conduzido à Central de Polícia, em Porto Velho, o pedreiro disse que não chegou a ser ouvido pelo delegado e logo foi encaminhado ao presídio.

“Ainda tentei explicar que tinha perdido meus documentos, mas não teve jeito. Passei os primeiros quatro dias no Pandinha, mais quatro no Urso Branco, quando me levaram ao Urso Panda", lembra. "Um bandido lá de Goiânia utilizou minha identidade. Depois acabei sabendo, um dia antes de sair, que ele estava pagando pena no mesmo presídio onde fiquei todos esses dias, na cela ao lado", relata Cunha.

Pai de três filhos, o pedreiro disse que passou maus momentos enclausurado com outros criminosos, e ainda não foi procurado pelo Estado. Ele pretende seguir a vida, apesar de estar desempregado. "Sou pedreiro, vou ver se consigo uns bicos pra tocar a vida, mas vou tomar as providências cabíveis contra o que fizeram comigo", destaca.

Urgente : Ficha suja impede que caciques disputem as próximas eleições e abre espaço para novas lideranças
Enviado por alexandre em 03/10/2013 10:07:24

Porto Velho, Rondônia – Se antes as eleições começavam a ser decididas na formação das alianças, nas convenções partidárias, agora elas já tem um esboço tratado bem cedo, com a efetivação da lei do ficha suja.

Os tribunais não irão dar moleza aos candidatos que teimarem em registrar a candidatura. Teve a ficha suja, é roça.

Nesse cenário, o senador Ivo Cassol (PP) e o ex-senador cassado Expedito Junior (PSDB), antes aliados e agora inimigos, simbolizam bem o que a ficha suja representa para a carreira deles: o ostracismo. Cassol foi condenado há 4 anos e 8 meses de prisão, em regime semiaberto e pode ser defenestrado do Senado.

Mas, mesmo de fora da disputa, os dois ainda dão as cartas na política. Cassol até trabalhou com alternativas ao seu nome: a sua esposa, Ivone Cassol, e a sua irmã, Jacqueline Cassol.

Embora fora do mandato desde 2009, após ser cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por compra de votos nas eleições de 2006, Expedito tem densidade eleitoral, carisma e faz uma peregrinação constante aos municípios do interior.

Outro cacique fora da disputa é o deputado federal Moreira Mendes, que comanda o PSD no Estado. Ele foi condenado no chamado escândalo das passagens aéreas na Assembleia Legislativa e não deve entrar na disputa. Para isso, ele estaria escalando o seu filho, Guilherme Erse, como seu substituto.

A lista segue com nomes como o do deputado estadual Kaká Mendonça (PTB), que teve contra si duras condenações e corre o sério risco de se juntar, a qualquer momento, aos seus pares Marcos Donadon e Valter Araújo, lá no Pandinha. Donadon e Araújo, inclusive, são outras duas lideranças de fora das disputas eleitorais.

Até as eleições, mais nomes podem ser enquadrados na ficha suja. É o caso do ex-prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho (PT). Ele saiu chamuscado da prefeitura, chegando a ser afastado e depois preso. Mas, não foi condenado, ainda, por um colegiado e poderia disputar normalmente as eleições.

Com esses e outros caciques fora da peleja, surgem novos nomes na política, disputando espaços de poder. Entre eles, o do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Hermínio Coelho (PSD), do deputado federal Padre Ton (PT), do professor Aluízio Vidal (PSOL) e de Mario Português (PMDB).

Regras da ficha suja

Pela regra atual, ficam inelegíveis por oito anos aqueles que tiverem contas rejeitadas por Tribunal de Contas, que são órgãos auxiliares do Poder Legislativo. Além disso, a Lei da Ficha Limpa também torna inelegível o candidato condenado por órgão colegiado da Justiça pela prática de crimes como abuso de autoridade, lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, formação de quadrilha, crimes contra a economia popular, etc.

 

Urgente : Ouro Preto deverá ter pelo menos 14 nomes disputando o cargo de deputado estadual
Enviado por alexandre em 30/09/2013 18:30:50

Coluna Política por Alexandre Araujo

 

Correios um descaso com Ouro Preto

 

A agência dos Correios de Ouro Preto do Oeste é uma vergonha no quesito atendimento ao público. O local é insalubre não dispõe de sanitários e nem água para os usuários, além do que no horário de pique apenas um funcionário presta atendimento a população. O cidadão chega a esperar até duas horas para ser atendido um verdadeiro descaso de uma empresa um dia já foi considerada exemplo de eficiência e que hoje capenga prestando um péssimo atendimento ao povo que só tem uma agência na cidade (o município não dispõe de agencia franqueada).

 

Uma tuia de candidatos

 

Ouro Preto deverá ter pelo menos 14 nomes disputando o cargo de deputado estadual. No entanto desta tuia algo em torno de 80% estão querendo valorizar o passe que na verdade é digno de zagueiro de várzea, daqueles que só sabe chutar a canela porque credibilidade é um item que estas figuras não possuem para pleitear uma candidatura.

 

Cabeça de porco

 

A população de Ouro Preto parece que está condenada a conviver com uma “cabeça de porco” quando o assunto é radiodifusão. Ocorre que o município tem somente duas rádios locais (uma comercial e outra comunitária) e quem perde com isso é povo que fica sem opção, um verdadeiro descompasso pegando como exemplo a onde muitas curatelas espalhada no país possuem até cinco estações de rádios. Um ex-político alega que tem a concessão de uma FM para Ouro Preto, mas o moribundo quer algo em torno de R$ 1 milhão pela outorga é o fim da picada.  

 

Comemore e minta

 

Se você, um dia, for entrevistado por um desses institutos de pesquisa científica que os políticos contratam para saber como as coisas "devem ir" em períodos pré-eleitorais, comemore e minta. Comemore, porque você tem tanta sorte que é forte candidato a acertar na próxima mega-sena; minta, porque assim você os estará enganando como os políticos enganam você. Se, no entanto, as redes sociais perguntarem, qual a sua opinião, diga o que pensa. Os políticos morrem de medo da verdade.

 

Tem dinheiro sobrando

 

O governo do Estado disse que vai apertar o cinto e editou um pacote de medidas, mas o que nos chama a atenção é que enquanto aperta de um lado afrouxa do outro. Tem uma revista circulando no Estado que todo o seu conteúdo é somente de enquete política, ou seja, o famoso jabá bem peculiar nesta época. Ocorre que a tal revista tem mídia do governo do Estado e como perguntar não faz mal até que ponto isso é legal?

 

Piscicultores pedem socorro

Os piscicultores da região central do Estado estão pedindo socorro e clama por uma atenção por parte do governo do Estado. O preço da ração para peixes e a falta de incentivo são as maiores queixas dos produtores que relatam que só tem ouvido promessas e mais promessas, pelo andar da carruagem a troca de comando na EMATER. SEAGRI e SEDES no inicio do ano não mudou muita coisa em relação aos comandos anteriores destes órgãos. 

 

Embargos para quem manda

 

É incalculável a carga de gandaia que o Supremo Tribunal Federal - STF vai enfrentar agora depois que Celso de Mello consagrou o uso e abuso dos embargos infringentes. O Brasil é que vai pagar o pato, embargo infringente que, desde o descobrimento do Brasil não favoreceu nenhum réu pobre e sem estrela, agora virou moda para livrar da cadeia Zé Dirceu e seu bando (que estão rindo da cara do povo) resta saber se o pobre terá direito a embargos infringentes ou embargos indigentes?

 

Tem ladrão demais

Com a quantidade de ladrões existente nas prefeituras, câmaras e órgão públicos: estadual e federal não existem dinheiro que sobre para atender as necessidades do povo. E o que chama a atenção é que cada dia surgem filhotes da corrupção que nem cria asas direito e já começa a alçar vôo panorâmico.

 

Voto não tem dono

 

Muitos políticos se iludem com a votação adquirida em uma determinada eleição e ficam convictos de que isso se repetirá na eleição seguinte.  Cada eleição tem uma dinâmica diferente uma da outra. Tem um político de Ouro Preto do Oeste talvez esteja pensando que os eleitores que lhe creditaram o voto nas ultimas eleições, tenham ficados amarrados dentro de um curral aguardando as próximas eleições, para mais uma vez votarem nele.

 

Paladino da imoralidade

Chega a dar asco a postura que certos "representantes do povo", tomam para se "safar" perante a opinião pública. Afinal, a corrupção no país como um todo está tão difundida e impune que roubar dinheiro público se tornou algo comum, banal. Que o digam os mensaleiros do PT e os tucanos do "Propinoduto". Com uma lista composta de políticos dessa envergadura ética, o Estado estará muito bem representado em 2014. Vai faltar óleo de peroba no mercado.

 

 

Urgente : Feng shui anti-Donadon
Enviado por alexandre em 28/09/2013 09:14:14

Página virada

Suplente do notório Natan Donadon, Amir Lando não quer saber de passado. Deputado novo, ambiente de trabalho idem. Lando mandou tocar uma ampla reforma no gabinete que irá ocupar e não quer ver nada que remeta ao antecessor.

As divisórias foram retiradas e as salas, redistribuídas. Móveis mudarão de lugar e até as cores que decoravam os ambientes não serão as mesmas da época do deputado-detento.

Por Lauro Jardim

« 1 ... 46 47 48 (49) 50 51 52 53 »