Jesus - Estudo Bíblico - Fé na bíblia - por quê e para quê? - Notícias
« 1 ... 31 32 33 (34)
Jesus : Estudo Bíblico - Fé na bíblia - por quê e para quê?
Enviado por alexandre em 17/08/2013 11:02:55

A bíblia é um livro incomparável, o mais vendido do mundo, o maior best-seller de todos os tempos, tendo sido traduzido em mais de 2000 idiomas e dialetos. Isto se justifica pelo valor que a humanidade lhe atribui e pela fé que nele deposita. A bíblia é tão reconhecida
como sagrada que, quando não havia imprensa, milhares de cópias desse livro eram feitas manualmente. Só do Novo Testamento os arqueólogos já encontraram mais de 5000 cópias, entre pergaminhos e papiros. Para termos um elemento comparativo, da obra de Platão foram encontradas apenas 7 cópias manuscritas.

Grande parte da humanidade acredita na bíblia. Entretanto, como podemos afirmar que é verdade o seu conteúdo?

Nós, cristãos evangélicos, a temos como base principal das nossas convicções e fonte dos nossos argumentos referentes à espiritualidade. Contudo, o que podemos responder quando alguém questiona a veracidade das Sagradas Escrituras? Usar um versículo
bíblico não vai resolver o problema. O testemunho interno só tem valor para os crentes. Os incrédulos dizem que a bíblia é um livro como outro qualquer, foi escrita por homens e, afinal, "papel aceita tudo".

 

Precisamos de evidências extra-bíblicas para demonstrar sua credibilidade. Por quê acreditamos na bíblia? Apenas porque nos foi ensinado dessa forma? É assim que tudo começa, mas, se for só por isso, poderíamos crer também no Alcorão, no Livro do Mórmon, no Evangelho Segundo Allan Kardec e outros. O que a bíblia tem de especial?

 

Fato é que os referidos livros e outros tidos como sagrados, citam a bíblia ou a tomam como base para elaboração de doutrinas e dogmas, mesmo que muitos deles se distanciem da essência bíblica. Se a Bíblia é tão importante, ao ponto de ser usada por religiões fora do cristianismo e do judaísmo, este é um ponto a favor da sua veracidade e superioridade. Mas, ainda assim, a pergunta persiste: por quê acreditamos na bíblia?

 

Um aspecto importante a se observar é a validade permanente das Sagradas Escrituras. Os livros didáticos perdem sua utilidade de um ano para o outro, mas a bíblia é sempre atual, embora já tenha mais de 2000 anos. Lendo-a hoje, aprendemos lições tão específicas e
diretas como se aquele texto tivesse sido escrito para nós agora. Esta característica parece testificar a favor da origem divina da Bíblia. Contudo, tal argumento ainda não tem poder de prova. Por quê cremos na bíblia?

 

A fé cristã tem seus aspectos misteriosos e inexplicáveis (ITm.3.9), mas ela não é cega nem ingênua. Pedro disse que deveríamos estar preparados para expor as razões da nossa esperança (IPd.3.15). A nossa crença tem fundamento racional e lógico, embora não se limite a esses parâmetros.

Para quem não crê como nós, podem ser úteis os achados arqueológicos que vêm confirmando relatos bíblicos.

Por exemplo:

- Os desenhos e escritas no templo de Caarnac, Egito, contam a vitória do Faraó Sisa contra o reino de Judá há 3000 anos, mencionado em 1 Reis 14:25,26.

- A Pedra Moabita, exposta no Museu do LLouvre, em Paris, fala sobre a rebelião do Rei Mesa, de Moabe, contra Israel, relatado em 2 Reis 1:1; 3:4-27.

- A Crônica de Nabonido, exposta no Museeu Britânico, descreve a queda da antiga Babilônia, da mesma forma que ocorre em Daniel 5:30,31.

Existem muitas outras descobertas científicas que correspondem ao relato bíblico. No que tange ao Novo Testamento, os livros de história geral trazem diversas confirmações, principalmente relacionadas ao Império Romano. Portanto, o pesquisador sincero e imparcial deverá admitir que o aspecto histórico da bíblia tem sido confirmado, embora ainda não se tenha provado, cientificamente, a sua totalidade. Porém, vejamos outros argumentos.

O propósito dos escritores bíblicos não era acadêmico. Por isso, utilizaram linguagem popular. Não obstante, algumas afirmações científicas que a bíblia traz são exatas e extremamente avançadas para a época em que foram escritas (Por exemplo: Jó 26.7; Is.40.22). Tais elementos parecem indicar uma origem sobrenatural para as Sagradas Escrituras, demonstrando que seus escritores, embora humanos, foram inspirados por Deus.

Talvez a maior prova da veracidade bíblica para o incrédulo seja aquela que se refere ao povo de Israel. Sua existência hoje, depois de ter sido perseguido com fúria, é um milagre. Seu retorno à Palestina depois de quase 2000 anos, é outro prodígio divino.

Israel ficou fora do mapa durante muito tempo, mas, sendo citado no livro de Apocalipse (7.4; 11.2; 20.9), em conexão com os fatos do fim do mundo, era imperioso que aquele povo voltasse a ser um Estado. Isto aconteceu em 1948.

Afinal de contas, muitas profecias mostravam que o povo judeu voltaria para a sua terra. (Dt.30.1-10; IRs.8.46-52; Jr.18.5-10; Jr.16.15-16; Jr.29.12-14; Ez.36.33; Os.11.10; Ez.6.8; 11.17; 20.34,41; 28.25. Nee.1.9; Is.43.5; 56.8; Mq.2.12; Zc.10.8). O cumprimento de tais promessas é uma prova contundente de que a bíblia é verdadeira.

Se é verídico o seu aspecto histórico e profético, somos levados a considerar com muita seriedade o restante de suas questões espirituais. Nesse âmbito, nada melhor que a experiência pessoal.

O que a bíblia diz funciona. Ela diz que, em nome de Jesus, enfermos seriam curados, demônios seriam expulsos, e pessoas seriam transformadas e salvas. Isso tem acontecido inúmeras vezes.

O que a bíblia diz funciona. Portanto, podemos concluir que ela é a Palavra de Deus. Nenhum homem poderia produzir os efeitos que ela produz ou prever os fatos que ali estão escritos.

Cabe, então, a cada um de nós, um posicionamento em relação à bíblia. Não é suficiente tê-la em nossas estantes ou bibliotecas. Precisamos nos dedicar à sua leitura e estudo, pois através dela conhecemos o Senhor Jesus Cristo e, por meio dele, chegamos ao Pai
celestial.

A bíblia fala sobre o princípio do universo, como nenhum outro livro, mas ela fala também sobre o futuro, inclusive sobre a eternidade. O conhecimento bíblico não pretende satisfazer a curiosidade humana, mas nos conduzir a salvação, livrando nossas almas do inferno e garantindo nossa entrada no reino dos céus. 
 
 

Fonte: www.tele-fe.com.br

Jesus : RELIGIÃO
Enviado por alexandre em 29/11/2012 20:32:55

Resposta:

Jesus Cristo deve ter conhecido bem o pecado para ser tão serio sobre o assunto. Ele voluntariamente morreu para tirar o pecado de todos que confiam nEle. Qual é o justo punimento para aquele que quebrar um dos Dez Mandamentos encontrados na Bíblia em Êxodo 20? Aqui está uma lista daqueles pecados...

Pecado Contra os Dez Mandamentos

  1. Adorando falsos deuses (Êxodo 20:3; 22:20; Deuteronômio 6:13-15)
  2. Idolatria (Êxodo 20:4; Deuteronômio 27:15; Êxodo 32:1, 26-28)
  3. Tomando o nome de Deus em vão (Êxodo 20:7, Levíticus 24:15-16)
  4. Quebrando o Sábado (Êxodo 20:8; Num. 15:32-36)
  5. Deshonrando seus pais (Êxodo 20:12; 21:15, 17; Deuteronômio 27:16; 21:18-21)
  6. Matando (Êxodo 20:13; 21:12, 29);
  7. Cometendo Adultério (Êxodo 20:14; Levíticus 20:10)
  8. Furtando (Êxodo 20:15; 21:16)
  9. Mentindo (Êxodo 20:16; Deuteronômio 19:16, 19, 21)
  10. Cobiçando [querendo o que Deus não quer que você tenha] (Êxodo 20:17)

Não é como nós vemos o pecado que é importante, mas como Deus vê o pecado. Lê as passagens assima para ver como a coisa é séria com estes pecados. Cada um merece a mesma punição dos outros.

Deus disse que alguém deve morrer se cometer qualquer um destes pecados acima.

Não importa como os outros, ou até você mesmo se sente sobre o seu pecado. O que importa é como Deus vê o seu pecado. Deus vê cada um destes pecados como dignos da penalidade da morte.

Pecado não é algo de que se deve dar risada ou brincar. É algo que deve ser odeiado e evitado. Infelizmente, seu poder é maior do que podemos aguentar por não poder removê-Lo. Louvado seja Deus por Jesus Cristo, em quem não houve pecado, e então nEle não houve culpa. Ele morreu pelos culpados -- isto é você e eu -- para que poderiamos aceitá-Lo como nosso substituto. Quando Ele morreu, foi claramente em nosso lugar e foi aceitavel a Deus! Qualquer um que chegar a Cristo com sua culpa pode receber purificação se por humilde arrependimento Ele confia em Cristo.

Deus não quer punir ninguém, mas por Sua própria justiça Ele é obrigado. Aqueles que pecam mas nuncam chegam a Cristo sofrerão por isto. Que cada ser humano realize o fim do pecador que não se arrepende. Jesus Cristo disse, "E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna" (Mateus 25:46). As palavras "tormento eterno" tem um som terrível quando ouvimos que não é fácil pensar sobre eles por muito tempo. Porem, eles passaram pelos lábios de Jesus Cristo, aquele que nunca mentiu. Deus quer que entendemos que pecado é muito sério, e para qualquer que ainda não se arrependeu dos seus pecados, está em perigo da morte e punição dos condenados. O pecado pode ter sido momentário, mas a culpa é eterna. Para você que está lendo isto, não deixe que a Palavra do Filho de Deus alcançe somente o sua mente, mas também o seu coração!

[lista de pecados foi adaptado do livro Exploring Romans, 1969, p. 116 por John Phillips]

Jesus : Coluna: Jesus por Júnior Testoni
Enviado por alexandre em 23/11/2012 01:26:10

Salvação, agora é o tempo!




IMPORTA NASCER DE NOVO



A Bíblia é bem clara sobre a necessidade de uma pessoa nascer de novo para receber a vida eterna. Jesus cunhou esse termo em João 3:3-7, quando disse ao líder religioso Nicodemos: "Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus." Como essa necessidade é tão importante, Satanás a tem atacado com todo o seu poder nos últimos dois mil anos, fazendo a maioria das igrejas cristãs deixar de ensinar essa doutrina, apesar de que ninguém pode ser salvo sem passar por essa maravilhosa conversão espiritual. No entanto, a arma mais eficiente de Satanás contra a doutrina do Novo Nascimento sempre foi a confusão.


Felizmente, Jesus tornou esse processo de transformação bem simples, tão simples que todas as pessoas, independente de seu grau de instrução ou de inteligência, podem compreender. Existem vários passos para nascer de novo e eles estão relacionados a seguir:


Compreenda que TODOS os homens nascem pecadores. Romanos 3:23, diz "Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus." Essa mensagem que todos os homens são pecadores é amplamente repetida nas Escrituras, tanto no Velho quanto no Novo Testamento. Isso significa que você é um pecador diante dos olhos de um Deus que é santo e que precisa punir todo o pecado. Você reconhece que é um pecador?

Como todo homem é um pecador imperfeito, e Deus é um Deus perfeito, nenhum homem pode salvar a si mesmo. Jesus deixou esse fato bem claro em Mateus 5:48, quando disse, "Portanto, sede vós perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celeste." Se todos precisamos ser perfeitos aos olhos de Deus, como alguém poderá ir ao céu, especialmente se a Bíblia declara diversas vezes que TODOS são pecadores? Obviamente, ninguém irá ao céu assim, tentando ser bom para merecê-lo. Como a Bíblia diz que milhões de pessoas estarão no céu, deve haver um outro modo de chegar lá, além de tentar ser bom o suficiente.

Você precisa estar arrependido dos seus pecados e querer obter o perdão. Isso se chama Arrependimento. A palavra arrependimento significa que você se arrepende dos pecados passados e que não quer pecar mais. Arrependimento significa o desejo de dar uma volta de 180 graus em sua vida. Não significa que você nunca mais pecará, mas significa que o pecado será uma exceção na sua vida, não a regra. Não se preocupe — o Espírito Santo de Deus lhe dará o poder espiritual para se transformar nesse tipo de pessoa.

Jesus Cristo, oferecendo seu sangue derramado no Calvário, morreu como um sacrifício substituto pelos seus pecados, e agora está oferecendo vida eterna no céu para você como um Dom Gratuito!Parece bom demais para ser verdade? Em Romanos 6:23, temos: "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor." A vida eterna é um dom, um dom gratuito, de Deus por meio do sacrifício de Jesus na cruz. Você não pode comprar a vida eterna, e com certeza não a merece, mas ela é oferecida como um DOM GRATUITO.

 

Jesus : ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS! Inspiração Divina ao Profeta.
Enviado por alexandre em 15/11/2012 20:35:08

ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS! Inspiração Divina ao Profeta. 

passar a Jesus, disse: Eis aqui o Cordeiro de Deus.


 E os dois discípulos ouviram-no dizer isto, e seguiram a Jesus.
 E Jesus, voltando-se e vendo que eles o seguiam, disse-lhes: Que buscais? E eles disseram
: Rabi (que, traduzido, quer dizer Mestre), onde moras?
 Ele lhes disse: Vinde, e vede. Foram, e viram onde morava, e ficaram com ele aquele dia; e era já quase a hora décima.
 João cap.1:37,38,39

Jesus tem hoje muitas casas, muitas presenças. Cego é quem não consegue encontrá-lo. Não tê-lo conhecido quando viveu na Terra é normal, pois andava em lugares pouco habitados. Hoje Ele está em milhares de pessoas e milhões de situações. Está nas crianças de Gaza, sofrendo bombardeios e privações; em tantas situações de pobreza e miséria, assim como esteve no cego, no paralítico que curou, no leproso que devolveu à comunidade, no filho da viúva a quem devolveu a vida, com Marta e Maria, com quem vai conversar. Quando, numa família, pais e filhos se reúnem para um bate papo importante sobre a vida, o amor, Ele está lá, bem alegre, jovem e feliz. Está também na solidão dos cartuchos, das carmelitas, naqueles homens e mulheres serenos que contemplam o Senhor. Vinde e vede! Basta querer encontrá-lo! Amém

« 1 ... 31 32 33 (34)