Jesus - Conhecendo Crenças: Evangélicos - Notícias
« 1 ... 26 27 28 (29) 30 31 32 ... 34 »
Jesus : Conhecendo Crenças: Evangélicos
Enviado por alexandre em 30/11/2013 00:57:32

A seguir disponibilizamos nossa recente entrevista ao periódico Conhecendo Crenças, de São Paulo (SP), sobre aspectos da igreja evangélica, suas crenças e presença no Brasil. A entrevista é parte da matéria de capa que irá às bancas na primeira quinzena de dezembro. Boa leitura!

Conhecendo Crenças. Quando a igreja evangélica chegou ao Brasil?

Johnny Bernardo. Com relação ao Brasil, houve duas experiências evangélicas no período colonial: a primeira, de 1555 a 1560, com a chamada “França Antártica”. Neste período, calvinistas desenvolveram trabalhos evangelísticos entre indígenas de Guanabara, sendo o primeiro culto realizado em terras brasileiras em 10 de março de 1557, no idioma francês; a segunda experiência ocorre entre os anos de 1630 e 1654, quando a Igreja Reformada Holandesa estabelece 22 congregações em Pernambuco, por meio de 50 pastores. Com a expulsão dos holandeses, o Catolicismo Romano volta a predominar na Região. É a partir de 1810, ano em que é assinado o Tratado de Comércio e Navegação entre Portugal e Inglaterra, que o Protestantismo histórico recebe autorização para atuar no Brasil. No ano seguinte é instalada, no Rio de Janeiro, a primeira igreja protestante, de confissão anglicana. Atendia os súditos ingleses que antes se reuniam em residências e navios britânicos ancorados. A Constituição de 1824 daria, de fato, liberdade de culto aos protestantes, embora com algumas restrições, como a que proibia a construção de igrejas com aparência externa de local de culto e a não evangelização e conversão de fieis católicos.

Qual o termo correto para se usar: evangélicos ou protestantes?

O termo “protestante” surge com a Dieta de Speyer (1529) quando líderes luteranos manifestam oposição ao Édito de Worns – édito este que proibia o ensino do Luteranismo em territórios do Sacro Império Romano-Germânico. Quanto ao termo “evangélico”, passa a ser utilizado para designar o grupo de crentes que têm como base doutrinária, de confissão de fé, os Evangelhos, os ensinos de Cristo e dos apóstolos. Ambos os termos têm origem externa, e não se desenvolvem a partir de declarações ou imposições de lideranças pastorais. São formas de identificação, nomenclaturas utilizadas para identificar um grupo religioso específico. Dessa forma, ambos são corretamente utilizados como forma de identificação. Não há preferência por termos.

Qual a diferença entre as igrejas evangélicas?

No universo evangélico as diferenças se dão entre protestantes históricos, pentecostais e neopentecostais. As diferenças ocorrem no campo litúrgico, na organização ministerial, na forma como cada denominação alcança novos membros ou fieis. Há pequenas diferenças doutrinárias, por exemplo, entre presbiterianos e pentecostais de Primeira Geração, como a crença presbiteriana na doutrina da Predestinação. Segundo a doutrina da Predestinação, Deus já escolheu quem será salvo; não depende da escolha humana, mas de um ato único de Deus, expresso por sua graça salvadora. Por outro lado, os pentecostais acreditam que, apesar de a salvação ser um dom de Deus, originária nEle, o homem também tem sua parte na salvação.

Curta a nossa página no facebook 

Por que existe mais de uma igreja evangélica?

A mesma pergunta deveria ser feita com relação ao Catolicismo Romano: por que há mais de uma denominação católica? Sabe-se que, apesar de a Igreja Católica afirmar ser “una”, ela possui diversas ramificações em todo o mundo – no Brasil há setenta denominações católicas independentes. Como no Catolicismo, o movimento evangélico está dividido em inúmeras denominações, ministérios, por inúmeros motivos, como doutrinários, de costumes, de divergência administrativa ou mesmo por “visões” de pastores. Há ainda que se acrescentar aspectos regionais, de formação acadêmica, social, de localização cultural. As diferenças sociais, de classe, de tradição, também são reproduzidas na fundação de novas denominações.

Qual o país que tem o maior número de evangélicos?

Estatisticamente, os EUA é a maior nação evangélica do mundo. No entanto, há de se considerar o fato de que o nominalismo evangélico e o crescente aumento de igrejas e movimentos evangélicos alternativos são elementos que indicam uma possível crise de identidade no movimento evangélico norte-americano. No Brasil há algo semelhante em desenvolvimento, mas a tendência é de que as igrejas evangélicas brasileiras deverão superar os EUA em número de membros. Há outras curiosidades, como a grande presença evangélica na Nigéria – país da África do Norte que sofre forte influência de grupos islâmicos – e a China, país comunista.

Então você concorda que a igreja evangélica é a que mais cresce no Brasil? 

Sim, é um fato nítido para a maioria dos pesquisadores da religião, e podemos ir um pouco mais além: o Brasil não é mais o maior país católico do mundo, pelo menos não em número de praticantes. A declaração do cardeal Dom Geraldo Majella, ao G1, de que “aqueles que aparentemente mudaram, nunca pertenceram (à Igreja Católica)” e que “não se perde o que não tem”, reflete uma realidade cada vez mais perceptível dentro e fora da Igreja. Por ocasião do 50º Assembleia Geral da Conferência Nacional de Bispos do Brasil, realizada entre os dias 18 a 26 de abril de 2012, o padre jesuíta Thierry de Guertechin, apresentou, com base em dados coletados pela Fundação Getúlio Vargas e das Pesquisas de Orçamentos Familiares do IBGE, um quadro preocupante para os católicos. Segundo o jesuíta, apenas 5%, ou cerca de sete milhões de brasileiros vão à missa e recebem os sacramentos, de um universo de 123,3 milhões de fieis.

Por que a religião evangélica é a que mais cresce no Brasil?

Há inúmeros motivos que poderíamos apontar como razões do crescimento da igreja evangélica brasileira, mas a principal é a de que a aproximação com os pobres, nas periferias, principalmente pelas igrejas pentecostais, facilita aos evangélicos se relacionarem com a camada mais sofrida da sociedade. Ao mesmo tempo, a presença cada vez maior de igrejas históricas, pentecostais e neopentecostais na grande mídia também facilita às comunidades locais, regionais, alcançarem de forma mais dinâmica os ouvintes. A estagnação católica, a ausência de uma liturgia participativa, são uma das razões da evasão em massa de fieis para igrejas evangélicas ou outras confissões religiosas, como as de origem norte-americana e orientais.

Existe alguma pregação para a igreja evangélica atrair os jovens?

Sim, mas de forma diferenciada entre protestantes históricos, pentecostais e neopentecostais. Há uma orientação pentecostal de alcance de jovens, e outra de igrejas neopentecostais, como a Bola de Neve, Sara Nossa Terra e Renascer em Cristo. Enquanto nas igrejas pentecostais há mensagens e cultos esporádicos dedicados aos jovens, nas neopentecostais a própria liturgia e mensagem têm como público alvo a juventude.

Como é o processo de formação dos pastores?

O processo de formação de pastores varia de denominação para denominação. No entanto, no geral, são observados alguns critérios, como o tempo de conversão, histórico de atividades ligadas ao ministério, formação teológica compatível com a regra de fé adotada. Escolhido, o candidato é indicado ao corpo ministerial para análise e possível aprovação. Aclamado por unanimidade, e não havendo impedimento de qualquer natureza, o candidato a pastor é então consagrado e reconhecido publicamente. Há outros processos a serem observados, como o reconhecimento da convenção à qual a sua denominação é filiada. Ou seja, em denominações ligadas por convenção – como ocorre com as Assembleias de Deus e O Brasil para Cristo -, o candidato ao ministério pastoral também tem de ser reconhecido pela convenção, o que lhe vale reconhecimento nacional.

Qual a crença defendida pelos evangélicos?

Se há algo que aproxima protestantes históricos, pentecostais e neopentecostais é a confissão de fé baseada nos credos apostólicos, embora com algumas relutâncias com referência a expressões como “da virgem Maria” (Credo dos Apóstolos, artigo 3) e “na santa igreja” (artigo 10 da mesma confissão). No mais, os cristãos protestantes manifestam sua fé na existência de “um só Deus, Pai onipotente, criador de todas as coisas visíveis e invisíveis; em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho de Deus, gerado pelo Pai, unigênito, isto é, sendo da mesma substância do Pai, Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro do Deus verdadeiro, gerado, não feito, de uma só substância com o Pai, pelo o qual foram feitas todas as coisas, as que estão no céu e as que estão na terra; o qual, por nós homens e por nossa salvação, desceu, encarnou-se e se fez homem. Sofreu, ressuscitou ao terceiro dia, subiu ao céu, e novamente virá para julgar os vivos e os mortos (…) no Espírito Santo” (Credo de Niceia). Obviamente que há algumas diferenças no que se refere à Soteriologia (Doutrina da Salvação), como exposto anteriormente – sobre a doutrina da Predestinação e Livre-arbítrio.

 

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."
Avatar de Johnny Bernardo

Por

é pesquisador, jornalista, colaborador de diversos meios de comunicação e licenciando em Ciências Sociais pela Universidade Metodista de São Paulo. Há mais de dez anos dedica-se ao estudo de religiões e crenças, sendo um dos campos de atuação a religiosidade brasileira e movimentos destrutivos. Contato: pesquisasreligiosas@gmail.com

Jesus : Aos condenados do Mensalão: Devolvam o dinheiro do Povo!
Enviado por alexandre em 25/11/2013 15:30:51

ra uma vez um pobre rico Genoíno!

Alguns poucos dias na prisão e o Ex presidente do PT, já conseguiu autorização para cumprir provisoriamente sua pena no hospital ou em casa.  Para a presidente Dilma, isto é um caso humanitário. Ela está preocupada. Para os outros condenados do mensalão, fala-se normalmente sobre pena em regime semi-aberto. No “Brasil dos Privilégios”, ninguém duvida que isto acontecerá e que o julgamento do mensalão se tornará uma grande piada. Se os julgados fossem pobres, pretos ou ladrões de galinha com certeza teriam um fim bem diferente.

No processo do mensalão, o Brasil descobriu que pesadas somas em dinheiro foram desviadas do Banco do Brasil e de setores privados para financiar o projeto de poder petista através de “vultosas mesadas” aos parlamentares da base. A utopia do partido do povo e dos trabalhadores foi assim destruída com a descoberta deste plano corrupto. Apesar disto, o projeto de poder petista não demonstra fraqueza, visto que o índice de aprovação da presidente recupera-se rápido alcançando os 54%. É bem provável que o PT fique com o gabinete presidencial em 2014 para a vergonha da nação.

Apesar das multas que os réus foram condenados a pagar, os ministros do STF acreditam que a soma total do montante desviado pode ultrapassar os R$ 150 milhões de reais. Resta-nos saber para onde foi tanto dinheiro. Com certeza já deve estar bem lavado e guardado.

Militância apaixonada

Em artigo publicado no site 247, o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, exaltou o Partido dos Trabalhadores: “Nada fará retroceder a legenda que em pouco mais de três décadas de existência sacudiu as estruturas de um Brasil destroçado pelas três sucessivas quebras no governo neoliberal de FHC, recuperando-lhe a perdida credibilidade internacional e a autoestima estraçalhada”.

Delúbio afirma que o PT é o partido mais querido e respeitado do Brasil e que é vítima de perseguição. Será?

Sem citar a sua condenação de 8 anos e 11 meses de prisão mais o pagamento de multa de R$ 325 mil, Delúbio fala em “perseguições covardes” e diz que o partido “é o mais querido e respeitado do País… Nosso compromisso com os brasileiros é tamanho e nossa fé nos ideais que professamos é de tal forma grandiosa, que os imensos sacrifícios pessoais, os ódios que atraímos e as perseguições covardes das quais somos vítimas nada representam diante da responsabilidade que os brasileiros nos depositam, de forma crescente a cada eleição, fazendo do PT o mais querido, admirado e respeitado partido da história do Brasil”.

E o pior é que tem gente que acredita…

 

 

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."
Avatar de Raquel Elana

Por

Raquel Elana, missionária da Junta Administrativa de Missões da Convenção Batista Nacional. Formada em Teologia, Pós Graduação em Jornalismo Político/ (Jornalista – MTb 15.280/MG) e Ministérios Criativos pelo IBIOL de Londres, é autora de 3 livros, entre eles: Anjos no Deserto - uma coletânea de testemunhos dos seus quase 10 anos de trabalho no Oriente Médio. Desde o ano passado está envolvida com o trabalho de atendimento aos refugiados da guerra civil da Síria. Veja este vídeo de divulgação para conhecer mais sobre nossas famílias e como desenvolvemos o serviço.

Jesus : Globo e evangélicos: possível fim do namoro
Enviado por alexandre em 20/11/2013 18:51:40

A aproximação da emissora carioca com o segmento religioso, desenhou-se, faz algum tempo, incluindo a contratação de artistas gospel com a gravadora Som Livre, a entrega de prêmios para cantores vencedores do Trofeu Promessas, a exibição do Festival Promessas na TV, a produção da Feira Internacional Cristã (FIC), que teve sua primeira edição em 2013, e o encontro de diretores da Globo com pastores, em dezembro de 2012, no PROJAC, no Rio de Janeiro, para discutir de que maneira poderia haver personagens evangélicos nas novelas globais, sem  vilipendiar os integrantes da religião evangélica.

Tudo isto, com a ajuda de algumas lideranças evangélicas.

Vamos aos indícios claros que mostram o abalo no namoro:

1) Segundo a coluna Radar On Line, o “Diante do Trono, uma das bandas de música cristã mais badaladas do Brasil, está em pé de guerra com a Som Livre”.

De acordo com o Radar, “a banda quer deixar a gravadora, mas está impedida por um contrato que vigora até 2014. O Diante do Trono quer lançar o CD e DVD Tu Reinas, gravado no sertão do Nordeste, em outra casa, mas a Som Livre não deixa”.

2) A Feira Internacional Cristã (FIC) da Globo mal nasceu e já morreu, por esta razão a Expocristã poderá voltar em julho de 2014.

3) Ainda essa semana, a Globo emitiu um comunicado, informando que o evento denominado Trofeu Promessas foi cancelado. E, de acordo o que vem sendo veiculado pela imprensa, os prêmios serão entregues pelos Correios, aos artistas gospel vencedores.

4) A Empresa Geo Eventos da Globo, que faria os eventos gospel, anunciou que no dia 6 de dezembro fará o seu último evento: o sorteio dos grupos da Copa de 2014. De acordo com o site Radar On Line, da Revista Veja, desde que foi criada, a GEO deu um prejuízo acumulado de 60 milhões de reais.

Teve gente que chegou a insinuar que Deus estava nesse namoro.  Por acaso o Onisciente Senhor dos Exércitos erra?GLOBO_GOSPEL

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."
Avatar de Paulo Teixeira

Por

Paulo Teixeira é carioca, cristão evangélico da igreja Assembleia de Deus e atua na internet como blogueiro e articulista, desde 2007, focando assuntos sociais, políticos e religiosos, analisando-os sob a ótica cristã. Licenciado em matemática pela Universidade Castelo Branco (UCB/RJ) e graduando em história pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Perfil no Twitter: @PauloTeixeiraRJ

Jesus : Globo faz crianças de ‘escudos humanos’, usando os gays, com o silêncio dos seus parceiros
Enviado por alexandre em 20/11/2013 18:50:21

Por @RubensTeixeira*

Depois que li a matéria “REDE GLOBO e o ‘beijo gay’. Sete crianças entre 6 e 9 anos foram autorizadas a assistirem ‘beijo’”, assinada por Paulo Teixeira, colunista deste site, em seu blog Holofote.Net, fiquei completamente perplexo. Não quero aqui desferir um ataque direto à emissora, apesar de já sabermos qual seu perfil, valores e entendimento a respeito de diversas questões relacionadas à família e à vida. Entretanto, muito me incomoda que as pessoas tenham tanta liberdade para manipular crianças psicologicamente, sem que haja qualquer entrave.

Tratar qualquer ser vivo com indignidade não é da natureza de pessoas equilibradas. Principalmente quando temos a plena noção de que, quanto mais discernimento e inteligência têm esse ser vivo, mais doloroso é o processo que ele sofre. Uma criança é um ser inteligente em formação. Não está pronta para se expor a determinados temas incompatíveis com a sua idade. Por outro lado, adolescentes, jovens e adultos também não apreciam determinadas coisas ou, se expostos a elas, podem sofrer prejuízos psicológicos também.

Contudo, esta emissora e outras entidades, de mídia ou não, em suas agendas de ativismo homossexual, não medem esforços para tentar enfiar goela adentro o que eles ‘acham melhor’ para a sociedade. A Globo sabe que detém boa parte da audiência e isso lhe garante que terá boa visibilidade ao colocar algo no ar. Uma programação apresentada naturalmente, sem pauta previamente conhecida pelos telespectadores, deixa-os ‘desarmados’ e tira-lhes a capacidade de análise plena de uma ‘cena’ ou ‘tema’ que lhes sejam apresentados, a menos que este telespectador seja um ‘expert’ na matéria ou tenha posição formada sobre o que está assistindo.

Uma criança, ou um adolescente, por exemplo, não tem esse discernimento amadurecido completamente, na maioria dos casos. Quando a emissora apresenta abruptamente estas cenas, pega esses menores de surpresa e pode deixá-los marcados para toda a vida pelo trauma que é ser colocado, com autorização dos pais, em uma exposição deste nível na TV. Alguém pode alegar que ‘os pais são responsáveis pela educação dos filhos e autorizaram’. Se isso não tivesse limite, um pai poderia também autorizar um filho ou uma filha menor a participar de um ambiente não indicado para eles, seja pelos riscos, seja por qualquer outra forma de incompatibilidade, como, por exemplo, participar de uma competição em alto mar ou mesmo assistir a uma orgia sexual.

Conheci e conheço vários homossexuais. Dentre esses, como na maioria dos cidadãos, vejo um esforço de serem equilibrados e levarem suas vidas com discrição. Os homossexuais e heterossexuais que convivem comigo sabem que sou cristão e que, por isso, creio exatamente como diz a Bíblia com relação a todas as práticas que qualquer pessoa possa ter. As Escrituras Sagradas não possuem um rol exaustivo do que venha a ser pecado, e todos nós estamos sujeitos a cometer uma ação que desagrada a Deus. Se a fizermos, devemos nos arrepender e deixar o erro. Em Provérbios 28:13 diz “O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia”. Essa é a visão daquele que serve a Cristo.

Confesso que me sinto incomodado com cristãos atuantes que ‘surfam nas ondas da Globo’ e deixam suas eloquências e coragens de lado nestas horas, fingindo-se de cegos, surdos e mudos. Este evangelho de conveniência explorado comercial e politicamente não é o Evangelho de Cristo, mas sim um serviço para o adversário das nossas almas, pois estamos rodeados de uma ‘tão grande nuvem de testemunhas’ (Hebreus 12:1) que esperam de nós coerência.

Todavia, a maioria das pessoas defendem o respeito às crianças e jamais gostariam de ver um filho, filha, sobrinho, sobrinha, ou qualquer outro menor sob sua responsabilidade sendo exposto, livremente, a uma situação tão exagerada como esta. Uma postura dessa tende a colocar os mais desavisados contra todos os homossexuais, que na verdade não têm responsabilidades sobre isso. A responsabilidade é de quem participou de alguma forma da produção e apresentação, sobretudo a emissora.

Da mesma forma que, como pai, exijo respeito aos meus filhos, tenho que defender e exigir o respeito a todas as crianças. Não adianta argumentar que os pais autorizaram. Há pais que autorizam seus filhos a se venderem a monstros para receber qualquer coisa em troca. Há pais que matam seus filhos e há outros que abusam de seus próprios filhos. Nem em uma demanda judicial em que as crianças sejam obrigadas a falar acerca dos seus pais ou de fatos constrangedores fazem algo tão truculento com elas. Ao contrário, nestes casos, os tribunais cercam-se de cuidados utilizando-se de psicólogos e assistentes sociais para tratar do tema, amenizando os impactos psicológicos sobre as crianças.

No artigo “Tudo pelo prazer sexual: até crianças e fetos”, publicado neste site, denuncio essas armadilhas de pessoas insensíveis que desejam viabilizar o prazer sexual sem responsabilidade com o sacrifício, inclusive, de vidas: . Não devemos permitir que as crianças paguem pelo que não fizeram e nem sofram as consequências dos atos pelos quais não são responsáveis.

A emissora, certamente, tem a intuição de que se fizesse uma pesquisa pública, isenta, e testasse a aceitação dos pais a respeito de expor seus filhos a uma cena como essa a maioria a reprovaria. Daí, escolheu estrategicamente alguns para que realizasse o seu intento. Seria ótimo se divulgasse o perfil dos pais autorizadores e das suas famílias, mesmo que omitisse seus nomes, para que fosse verificado o padrão e estilo de pais e famílias que permitiram seus filhos se exporem a situações tão desagradáveis e ridículas.

Jesus : Pesquisa afirma: Homofóbicos são “Gays enrustidos”. Será?
Enviado por alexandre em 20/11/2013 18:48:07

A pesquisa é do ano passado, mas ainda levanta muitas polêmicas por ter sido publicada num respeitado periódico americano: “The Journal of Personality and Social Psychology”: 

Os pesquisadores – que são das universidades de Rochester e da Califórnia, nos Estados Unidos, e da Universidade de Essex, na Inglaterra – realizaram quatro experimentos diferentes, cada um envolvendo uma média de 160 estudantes universitários alemães e americanos a fim de analisar a atração sexual implícita e explícita dos participantes…Em todos os experimentos, jovens que cresceram em um ambiente familiar de repressão apresentaram grandes divergências entre o que declararam ser sua orientação sexual e o que foi observado pelos cientistas nos testes de atração sexual enrustida. Além disso, os indivíduos que se declararam heterossexuais, mas não demonstraram isso implicitamente, eram mais propensos a reagir com hostilidade a outros gays…Segundo os cientistas, os homofóbicos são geralmente pessoas que estão em guerra com elas mesmas e acabam externando esses conflitos. Para os pesquisadores, os homossexuais que vivem em casas controladoras sentem medo de perder o amor e a aprovação dos pais caso admitam atração pelo mesmo sexo, por isso negam ou reprimem a si mesmos este desejo. Ou seja, de acordo com a pesquisa, a homofobia e a agressividade podem ser reação de quem se identifica com o grupo, mas não aceita o fato. Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/noticia/2012/04/homofobia-pode-ser-reacao-de-desejo-retraido-pelo-mesmo-sexo-diz-estudo.html

A pesquisa não “confirma”.

Apesar do fato, da pesquisa não confirmar que todo sinal de agressividade e repulsa procede de um conflito de identidade sexual, ela também não descarta a possibilidade. No entanto, não existem respostas exatas, pois tais situações dependem de contexto cultural, ambiente familiar e outros fatores. Contudo, ela não deixa de ser lógica.

O mais importante é que o assunto deve provocar reflexão pessoal para alguns e inspirar cuidado em outros. Num momento em que a “Igreja” é levada a viver um período de aparente obsessão pela agenda sexual, percebe-se, (em alguns casos de modo velado e em outros nem tanto), que discriminação pode estar sendo confundida com a luta pelos “direitos da família”. Observe que as duas coisas não são idênticas.

Na nossa luta contra o pecado não podemos discriminar ninguém!

Nem José do Egito, nem Rei Davi e nem Rainha Esther são nossos modelos no Evangelho. Jesus (e não o Jesus que dizem por aí), Jesus Cristo de Nazaré é o nosso modelo no Evangelho e Ele apesar de ter posições claras em relação a pobreza, aos ricos, aos poderosos, as Elites e ao pecado, conseguiu amar o pecador e tocá-lo de uma forma como ninguém mais. Ele nos deixou um modelo. Porém, hoje quando transformamos nossa “pregação” em plataforma política, nos transformamos em qualquer coisa, menos em seguidores de Jesus.

Cuidado para que na sua luta “contra o pecado”, você discrimine e se afaste do pecador. Lembre-se: Todos pecaram e discriminar é crime… é “crime” perante Deus!

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."
Avatar de Raquel Elana

Por

Raquel Elana, missionária da Junta Administrativa de Missões da Convenção Batista Nacional. Formada em Teologia, Pós Graduação em Jornalismo Político/ (Jornalista – MTb 15.280/MG) e Ministérios Criativos pelo IBIOL de Londres, é autora de 3 livros, entre eles: Anjos no Deserto - uma coletânea de testemunhos dos seus quase 10 anos de trabalho no Oriente Médio. Desde o ano passado está envolvida com o trabalho de atendimento aos refugiados da guerra civil da Síria. Veja este vídeo de divulgação para conhecer mais sobre nossas famílias e como desenvolvemos o serviço.

« 1 ... 26 27 28 (29) 30 31 32 ... 34 »