Painel Político - Painel Político - Notícias
« 1 ... 169 170 171 (172) 173 174 175 ... 180 »
Painel Político : Painel Político
Enviado por alexandre em 28/06/2011 17:46:07

Marrento
Jair Ramires, secretário municipal de serviços básicos está sempre metido em confusões. Já foi acusado de agredir gari, já foi condenado por racismo por ter ofendido um feirante, foi investigado pela venda de grama de sua fazenda para a prefeitura e agora por último teria invadido a secretaria de Administração do município e distribuído palavrões e cacetadas para todos os lados. E o prefeito Roberto Sobrinho não toma providências.
A briga
Ramires foi acusado de “chegar ao local dando tapas em mesas, ofendendo o pessoal que estava trabalhando e pronunciando palavras de baixo calão contra o secretário Joelcimar Sampaio e uma assessora”. Como resultado dessa confusão, foi registrado um boletim de ocorrências no 2º DP e o vereador Edmilson Lemos (PSDB), que está doido para abrir uma CPI contra o prefeito, aproveitou o embalo e conseguiu aprovar um requerimento convocando Joelcimar, a assessora e Ramires para prestarem esclarecimentos sobre o ocorrido.
Mas
O pior ainda não foi isso. Mais complicado ainda foi o fato de Jair Ramires, tratando a coisa pública como se fosse dele, proibiu o abastecimento de veículos da prefeitura porque estava “com raivinha”. Curioso lembrar que quando era vereador, no primeiro mandato de Roberto, Ramires era crítico ferrenho da administração petista. Bastou ser nomeado secretário para que Sobrinho se tornasse o melhor prefeito do mundo.
Relembrando
Em fevereiro de 2009 em matéria para o Rondoniaovivo denunciamos a compra de grama pela prefeitura de Porto Velho no valor de pouco mais de R$ 3,5 milhões. A grama havia sido comprada de uma empresa que pertencia ao filho de Jair Ramires (http://www.rondoniaovivo.com/noticias/negocios-de-familia-empresa-que-vende-grama-para-a-prefeitura-de-porto-velho-e-de-cunhado-do-filho-de-jair-ramires/47584) . O Ministério Público conseguiu anular a venda, mas a empresa já havia recebido uma parte. Para se ter uma idéia do disparate da coisa, a grama foi plantada na bola da Jorge Teixeira, que meses depois seria destruída para a construção dos viadutos. Ramires já sabia dessa obra e mesmo assim plantou grama no local.
Isso demonstra
Que o secretário nunca teve muita preocupação em respeitar a coisa pública. Tampouco as pessoas que trabalham à sua volta. Desacatar servidor público é crime, previsto em lei e dá até cadeia. Ramires, pelo seu comportamento, deveria ter sido sumariamente afastado do cargo, mas ele vai na Câmara, vai jogar meia hora de conversa mole em cima dos vereadores, igual ele fez em relação à compra da grama e vai ficar o dito pelo não dito. Até a próxima confusão.
De volta
A justiça resolveu que Zezinho do Maria Fumaça pode voltar com seu bloco para a Avenida neste fora de época. A confusão, iniciada pelos ministérios públicos estadual e federal há cerca de dois meses teve fim na tarde da última segunda-feira com a queda da liminar que proibia o evento.
Decisão
O juiz Herculano Martins Nacif, da 2ª Vara Federal em Rondônia, considerou que o Judiciário não pode intervir em manifestações populares, como a realizada pelo Maria Fumaça há 14 anos. “A livre manifestação popular e o direito de reunião configuram garantias constitucionais que devem ser preservadas e sema as quais não sobrevive o Estado Democrático do Direito. Tanto é assim que a própria Suprema Corte do país acaba de dar efetividade plena a tais garantias, tendo autorizado a tão propalada “Marcha da Maconha”...Enfim, melhor analisando a questão reconheço que não há plausibilidade nas razões invocadas pelos autores da ação em tela, impondo-se a revogação da tutela de urgência concedida”.
Portanto
Com a acertada decisão judicial, a folia está liberada na Avenida Jorge Teixeira. O carnaval do Maria Fumaça é um dos eventos mais importantes do calendário portovelhense e atrai foliões do interior e de estados vizinhos, como Acre e Mato Grosso.
Prejuízo
O ex-senador Expedito Júnior teve seu carro arrombado “em questões de segundos” e levaram uma pasta contendo uma série de documentos pessoais dele e alguns de sua esposa, Val Ferreira. Na pasta também havia talões de cheques que foram sustados no mesmo dia. Em Porto Velho não dá mais para deixar nada dentro do carro. Bolsas e pastas então, nem pensar. Até mochilas escolares estão sendo levadas. Os marginais acham que tem notebooks ou outros eletrônicos, portanto, todo cuidado é pouco.
Golpes
Nas últimas 36 horas o e-mail alan.alex@gmail.com recebeu 18 pedidos de “atualização de dados cadastrais” em nome dos bancos Itaú, Santander e Bradesco. Se você receber e-mails iguais, não clique neles. Bancos não enviam e-mails a clientes. O mesmo vale para aqueles e-mails em nome de amigos informando ter encontrado “aquelas fotos”. Também é golpe. Encontramos ainda em nossa caixa de e-mail uma “intimação da Procuradoria”, “promoção da Fidelidade Cielo”, dezenas de “orçamentos solicitados”,
Em família
Um Honda Civic, de cor azul, disponibilizado pela Fecomércio para uso exclusivo do presidente Raniery Coelho está sendo utilizado por seu cunhado, que é proprietário de uma pastelaria localizada na Carlos Gomes com Jorge Teixeira. A única relação que o cunhado tem com a entidade é a de ser cunhado do presidente. Ô bicho que dá trabalho é cunhado, né governador?
Falando em Confúcio
Ele revelou na internet que o Instituto de Previdência dos Servidores – IPERON, está com um rombo bilionário. Ele não falou em fechar as portas, mas deu a entender que a coisa por lá está muito feia. Tão complicada que ele chega a profetizar, “desse jeito servidor público vai ter que vender bilhete do jogo do bicho”.
Isenção
E a história da isenção para as usinas continua rendendo. A Associação Rondoniense dos Municípios – AROM já se manifestou ser contrária a isenção. Mas o governo incrivelmente não dá um pio sobre o assunto. Pelo contrário, se faz de gato morto. Pelo jeito a coisa vai passar devagarzinho e quando a turma acordar, o decreto já vai estar publicado. E mais um prejuízo para os rondonienses.
Transposição
Grande a expectativa dos servidores públicos em relação a assinatura da transposição, prevista para o próximo dia 5 com a presença da presidente Dilma Roussef, em Porto Velho. Parece que agora a coisa vai.
Obesidade e fertilidade
De acordo com pesquisa apresentada em um congresso de medicina ocorrido recentemente, a cirurgia de redução gástrica pode ter ajudado a devolver a fertilidade de um grupo de mulheres obesas que não podiam ter filhos devido a um desequilíbrio hormonal causado pela SOP (síndrome do ovário policístico). Os pesquisadores analisaram os históricos médicos de 566 mulheres com obesidade mórbida que se submeteram à cirurgia de redução de estômago. Os registros de nove anos incluíam 31 pacientes diagnosticadas com a SOP antes da cirurgia. Algumas das mulheres com SOP não queriam ter filhos e outras estavam na pós-menopausa. Porém, segundo os pesquisadores, as seis pacientes que queriam ter filhos conseguiram conceber três anos após a cirurgia. Todas haviam perdido uma quantidade significativa de peso. O doutor Mohammad Jamal, autor do estudo e professor clínico assistente de cirurgia dos Hospitais da Universidade de Iowa, afirmou ser muito cedo para se recomendar a cirurgia para as mulheres obesas com SOP. Contudo, a cirurgia bariátrica muitas vezes melhora os níveis de açúcar no sangue e pode reduzir a resistência à insulina, o que os estudos relacionaram à SOP, observa ele.
Contatos
Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.compainelpolitico@hotmail.comwww.painelpolitico.com - @painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.

Painel Político : Painel Político
Enviado por alexandre em 27/06/2011 20:25:00

Queimando
Chegou a PAINEL POLÍTICO uma denúncia grave contra a controladora do Estado Juliana Furini Reginato. A mesma teria levado, para queimar na churrasqueira de sua casa, no último dia 17, documentos da CGE da gestão anterior que segundo ela, “era lixo”. Os documentos são públicos e não podem ser incinerados dessa forma. Na mesma denúncia, informam que a controladora teria chamado os motoristas do órgão de “vagabundos” e que ela teria contratado seu marido para trabalhar no órgão. Vale uma averiguação, se estão reclamando, é porque tem coisa errada. No fim da coluna, a íntegra do e-mail enviado à coluna.
Corredores
Vicente Moura, Coordenador Geral de Apoio a Governadoria vem articulando para colocar na Casa Civil o ex-senador Amir Lando, que já anda pela Assembleia conversando com deputados como se já estivesse no cargo. O único problema dessa “parceria” é que o governador ainda não sabe disso. Confúcio está satisfeito com o atual ocupante do cargo, Ricardo Sá.
Campanha
“A inteligência humana tem limite, a estupidez não”. A frase, de autor desconhecido, cabe perfeitamente na celeuma que se tornou a campanha para cadastramento de doadores de medula óssea, que foi organizada em Porto Velho pelo Hospital do Câncer de Barretos, instituição administrada pela Fundação Pio XII, uma das mais sérias desse País. Na semana passada o vereador Sid Orleans, que quando foi secretário municipal de Saúde não melhorou nem uma Cibalena a rede da Capital, resolveu “pegar corda” e meter o bedelho em um assunto extremamente delicado. E para variar, falou bobagens.
Começando
Orleans declarou, “Chegar a nosso estado se fazendo de bonzinho, dizendo que quer encontrar gente compatível para salvar vidas de crianças que sofrem de câncer, ignorar e desrespeitar o executivo do estado de Rondônia, fazer lambança coletando sangue em qualquer lugar, ir embora com o nosso sangue e levar às nossas custas nesta brincadeira mais de 13 milhões de reais é verdadeiramente um absurdo". O vereador defende que os exames sejam feitos em Porto Velho e não em São Paulo, para que “o dinheiro fique por aqui”.
Pois bem
Ocorre que a rede de laboratórios da Capital tem capacidade para realizar três mil exames por mês, enquanto que em Barretos é possível avaliar 11 mil amostras/mês. Mas isso não quer dizer que os laboratórios locais não farão os exames. De acordo com o presidente do Hospital do Câncer de Barretos, Henrique Prata, tanto a rede local quanto a de Barretos vão fazer os exames, que segundo ele, é para “integrar um banco de dados mundial”, já que a instituição faz parceria com hospitais do mundo inteiro. Prata classificou as reações negativas à campanha de “egoístas”, já que a Fundação Pio XII não visa lucro, “o dinheiro para esses exames vem de fundos internacionais e realmente nossa instituição recebe pagamento pelos procedimentos. Mas esses recursos são aplicados em melhorias para os próprios pacientes, nosso hospital é referência na América Latina e temos moral e somos respeitados em todo o Mundo. Desenvolvemos um trabalho sério e não podemos admitir esse tipo de egoísmo, de bairrismo”, desabafou.
Continuidade
Henrique Prata explicou que o tratamento oncológico tem que ter começo, meio e fim e que em Rondônia o sistema está fragmentado. Declarou ter ficado abismado com a situação que encontrou ao chegar em Rondônia, que segundo ele, “não é um local para tratar seres humanos”, referindo-se às condições de atendimento do Hospital de Base Ary Pinheiro. Por isso, o Hospital do Câncer de Barretos vai construir, em parceria com entidades privadas, uma unidade anexa ao HB, numa área de 20 mil metros quadrados, “onde aí sim, teremos um local adequado para tratar dessa doença”, declarou.
Celeuma
Mas pelo visto Henrique Prata vai ter muito trabalho pela frente. No fim de semana, o Conselho Estadual de Saúde pediu a suspensão da campanha, alegando que a “atividade não foi autorizada pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) e também porque a coleta de sangue não seria realizada em ambiente adequado”. Henrique Prata afirmou que esses motivos são fúteis, uma vez que todo o procedimento é auditado e o material coletado é para o bem comum, é não para entidades A ou B.
Fechando
Na verdade, o governo do Estado é o responsável pela comunicação aos órgãos de controle, como Agevisa e INCA, mas a SESAU não fez o que deveria, criando o problema. Reflexos de uma administração bagunçada, que não consegue sequer fazer sua parte como deveria. Vale lembrar que Rondônia é um dos estados que mais enviam pacientes para o Hospital do Câncer de Barretos e os pacientes, quando chegam por lá, normalmente estão em estágio avançado da doença, pela falta de diagnóstico preciso e pela falta de políticas de prevenção. Portanto, tanto Sid Orleans, quanto o governo do Estado deveriam se preocupar em melhorar as estruturas locais ao invés de ficar jogando pedra em quem está fazendo alguma coisa.
Na Secel
O secretário Francisco Leílson está com a “batata assando”. A recusa dele em aceitar a estrutura conseguida com as usinas pela empresa RGR Eventos pegou mal. Pior ainda foi ele ter sido flagrado bebendo com o carro oficial. E ainda mais esfarrapada foi a desculpa dada, a de que “cumpria agenda específica” quando foi flagrado no Mirante tomando cerveja utilizando carro oficial. Em outra ocasião, na garagem do governo, Chicão tentou abastecer o carro oficial por volta de 1 hora da madrugada e não foi autorizado.
Enquanto isso
A AROM, associação rondoniense dos municípios informa que não vai abrir mão da isenção fiscal para as empresas que atendem as usinas. A entidade fará um encaminhamento ao Governador do Estado explicando que os municípios são contrários a isenção dos repasses do referido tributo de 25% aos cofres das prefeituras conforme informou o presidente da entidade, prefeito Laerte Gomes, de Alvorada do Oeste. O municipalista adverte para a insuficiente receita com que os gestores contam para administrar e que, por tanto, não há possibilidade alguma de renúncia de recursos.
Corrigindo
Francisco Batista Pantera não é presidente do PC do B conforme foi informado na última coluna. O responsável pela legenda em Rondônia é o enfermeiro Manoel Néry.
Registro
Nesta segunda-feira é o aniversário da jovem Isabela Fernanda (14 anos), filha dos jornalistas Ivonete Gomes e Alan Alex.
Pesquisa
A picada da aranha-armadeira (Phoneutria nigriventer) costuma provocar dor local intensa e, em crianças, pode até causar a morte. Mas toxinas presentes em seu veneno apresentaram potencial terapêutico em pesquisas com camundongos. Ainda não foram realizados testes em humanos. Quatro dessas toxinas se mostraram eficazes para arritmia cardíaca, isquemia (diminuição do fluxo do sangue) cerebral e da retina, dor e disfunção erétil. Um dos grupos no país que pesquisa as propriedades do veneno da armadeira é o da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), sob coordenação do bioquímico Marcus Vinicius Gómez. Neste ano, as descobertas relacionadas à isquemia da retina e à arritmia foram publicadas nas revistas científicas "Retina" e "Toxicon". Para tratar dor crônica, o pesquisador afirma que uma toxina se mostrou até dez vezes mais potente do que a morfina e que, ao contrário dessa substância, não deixa de fazer efeito com o tempo. As toxinas da aranha também são tão eficazes quanto o Prialt, um remédio aprovado nos EUA para tratar dor, uma versão sintética de um princípio ativo encontrado em caramujos marinhos. No caso da isquemia, as toxinas apresentaram uma função neuroprotetora, reduzindo a morte de neurônios provocada pela privação de oxigênio que há nesses casos. Em 1998, no Instituto Butantã, foi identificada a toxina capaz de produzir ereção em homens (um dos possíveis efeitos colaterais da picada da aranha). Os testes também só foram feitos em camundongos.
Contatos
Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.compainelpolitico@hotmail.comwww.painelpolitico.com - @painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.
E-mail sobre práticas nada ortodoxas na CGE (sem alterações)
Caro Alan Alex, vimos por meio desta expressar nossa profunda indignação e revolta com a atual Controladora Geral do Estado a Sr.JULIANA FURINI REGINATO. Que em sua atual gestão usa como Bandeira a Perseguição, Arrogância e Prepotência. Quando fomos às ruas e clamamos pela mudança esperávamos ansiosos por ela. Quando o senhor Governador ergueu a voz e disse: A PERSEGUIÇAO ACABOU E QUE PODERIAMOS SOLTAR O GRITO PRESO NA GARGANTA. Nós acreditamos e como não adianta mandar email para ele expondo tudo o que esta ocorrendo na CGE, aqui estamos para manifestar publicamente nosso desagrado em ter que conviver com essas pessoas arrogantes e prepotentes que zombam de todo nosso esforço, por elas não terem feito esforço algum para se manterem nos cargos conquistados a custa de muita puxação de saco.
Fico a me perguntar qual seria o significado da palavra INDIGNAÇÃO, num período em que esse sentimento parece tomar conta dos brasileiros. Por várias razões que ferem os meus princípios, constantemente nos vemos indignados.
Para mim, a indignação nada mais é do que o sentimento de repúdio a algo com o qual não concordamos, mas vai muito, além disso. Refere-se a um aspecto por demais inusitado, não previsível para as pessoas de bom senso.
Os escândalos e descasos que presenciamos constantemente, com atitudes que chegam a nos surpreender são passíveis do sentimento de indignação pela natureza estranha (nem tanto hoje em dia) com que acontecem e pela falta de respeito para com a população e o servidor público. Mas, em meu entender, nada mais se identifica com a indignação do que a injustiça. É uma mistura de falta de esperança com sensações de angústia. Horrível.
A INJUSTIÇA (deve ser escrita sempre com letras minúsculas, mas aqui eu destaco) é a prática mais repugnante e por isso causa indignação desmedida, descontrolada, incomparável.Definitivamente, é chegado o momento de dizer BASTA!...
Os servidores estão saturados de assistir, diariamente, ao espectáculo deprimente protagonizado pelos seus Secretários de Estado e Assessores, fingindo não perceber as razões que desencadeam a indignação dos servidores e manifestando uma impudência e uma cegueira inauditas face aos fundamentos discricionários, gratuitos e,insuportavelmente, injustos em que assenta esta nomeação e reaproveitamento de tantos CDS muitos deles desprovidos de experiência e competência, retirando-lhes a credibilidade e a consistência.
Pessoas que não estão preocupadas com o bem comum do estado, e sim com elas mesmas mantendo seus CDS e mamando nas tetinhas do estado. O que revolta a todos nós servidores, e que além da prepotência, da arrogância e da truculência incompetente desta equipes de CDS, é a circunstância de o Estado ter patrocinado uma divisão sem critério e vergonhosa da distribuição mal formuladas destes dando cobertura legal às injustiças gritantes que ocorrem longe das suas vistas.
Seus assessores podem agitar as cortinas de fumo que quiserem, mas não vão, nem, por arrastamento, apaziguar a revolta que grassa nas repartições e órgãos públicos, nas escolas e nos hospitais enquanto não acabar com esta injustiça e designar os "profissionais titulares" como um "corpo altamente qualificado".
Dr.Confúcio que nós elegemos, não parece preocupado com o servidor público, nos entregou nas mãos de tiranos, pois estamos cansados do peso da chibata em nossas costas.
A pessoa e fatos que irei citar agora são apenas as que temos conhecimento que estão agindo de forma desidiosa, desrespeitosa, tirana e prepotente. Sr JULIANA FURINI REGINATO, que atualmente exerce a funçao de CONTROLADORA, chamou os motoristas lotados na CGE, de vagabundos. Também levou no dia 17.06, para queimar em casa, na churrasqueira, documentos públicos da outra gestão que ela chamou de lixo. Devolveu 4 pessoas alegando que os que não seguirem sua cartilha serão devolvidos e que lá só ficariam os que passarem pela peneira, sendo que os mesmo se recusaram a ficar na sexta-feira a tarde para juntar esses documentos(que ela chamou de lixo)para queimar. Levou seu marido para trabalhar lá, sendo que a lei do nepotismo não esta sendo respeitada, obriga os servidores a usarem a água suja da cisterna onde já foi encontrado rato morto, grita com os servidores e os mantem sob a vigilância de suas assessoras que controlam quantas vezes eles param para comer, irem ao banheiro, e os horários que entram e saem.
Pedimos que você Alan, denuncie em sua coluna PAINEL POLITICO as praticas da Controladora, na tentativa de frenar o comportamento ensandecido da atual Controladora.

Painel Político : Painel Político
Enviado por alexandre em 24/06/2011 20:04:59

A flor
O Arraial Flor do Maracujá é um dos mais importantes eventos culturais de Rondônia. Integra o calendário de eventos e é nacionalmente conhecido. Este ano, duas situações envolvendo o arraial ocorreram, a primeira foi a determinação do Ministério Público para que o governo, em um ano, escolha um local definitivo para a festa, que quando começou, para quem não sabe ou não lembra, era realizada nas quadras de areia ao lado do ginásio Cláudio Coutinho. Este ano, por que será realizado ao lado de um luxuoso condomínio, o MP decidiu que a festa “atrapalha o trânsito”, mas isso é assunto para outro momento. Vamos à segunda situação.
RGR Eventos
É uma empresa de propriedade dos filhos do deputado federal Rubens Moreira Mendes, Ricardo, Guilherme e Rodrigo. A empresa atua no setor privado e atende a usina de Jirau, mantendo boas relações com a Camargo Corrêa. Há cerca de 90 dias, Ricardo Erse procurou o secretário da Secel, Francisco Leílson, também conhecido como Chicão e propôs a ele tentar captar patrocínio para o arraial junto à Camargo Corrêa, mas não seria dinheiro, e sim logística, como palco, iluminação e sonorização. Chicão aceitou e Ricardo foi à São Paulo, onde tentou apresentou um projeto para o Flor do Maracujá e outro para a peça O Homem de Nazaré. A Camargo Corrêa autorizou R$ 50 mil para o Flor, sem a necessidade de aparecer no evento.
Pois bem
Com esses R$ 50 mil a RGR se comprometeu a montar o palco (R$ 13 mil), a sonorização (R$ 18 mil), a iluminação fixa de palco e curral (R$ 13 mil) e a iluminação artística de palco e curral (R$ 13 mil). O valor total seria de R$ 57 mil, mas a empresa deu um desconto. Com essa carta branca em mãos, Ricardo procurou Chicão para efetivarem o contrato. E aí começam os problemas.
Chá
Ricardo passou cerca de duas semanas tentando uma audiência com Chicão, sem sucesso. Até que, por telefone, conseguiu falar com o secretário, que informou, “essas usinas deveriam dar uns 200 mil pra essa festa, esse valor eu não quero”. E acrescentou, “só o palco que vamos alugar, custa R$ 20 mil por dia, com esse dinheiro aí que eles querem passar, a gente não faz nada”.
Gordura
Na verdade, o secretário precisava de valores bem mais altos. Ele recusou um patrocínio que bancaria praticamente toda a estrutura da festa, para gastar dinheiro público. Existem convênios entre a SECEL e entidades que gerenciam bois bumbas e pelo que foi exposto, percebe-se uma clara intenção de que, quanto mais caro, melhor. Para Chicão, economizar significa perder dinheiro.
Pior
Foi ele dizer que “a RGR é uma empresa ligada ao governo anterior”. A empresa, apesar de pertencer aos filhos do deputado Moreira Mendes, nunca manteve contratos com o governo anterior, nem com o atual. As únicas incursões da empresa no setor público foram a cerimônia de posse dos deputados estaduais em fevereiro, quando venceram a licitação e a posse do governador, também por licitação. A parceria com a SECEL é com o setor privado e não custaria um centavo sequer aos cofres públicos.
Coelho
Claro que nesse matagal tem um coelho daqueles bem grandes. Chicão foi indicado pela cota do PC do B, presidido pelo repentista e professor Pantera, que deveria olhar com atenção a movimentação de seus filiados. Chicão também é filho do promoter Léo Souza, organizador do Miss Rondônia que andou sumido, reaparecendo no Hotel Rondon após a nomeação do filho.
Devo sim
O presidente da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia – FHEMERON – Ted Wilson de Almeida Ferreira é uma pessoa complicada. Principalmente em âmbito judicial. Mas como o governador parece não se incomodar muito com a ficha de seus secretários bem ao contrário do que pensa grande parte da população. Ted Wilson comprou em 2006 um ônibus do então deputado Alexandre Brito, por R$ 30 mil. Não pagou. Após insistentes cobranças, Brito desistiu e entrou na justiça. O processo tramita na 7ª Vara Cível e está em execução, mas a justiça não consegue encontrar nenhum bem em nome do ex-vereador, que foi obrigado a demitir parentes que lotavam a folha da Câmara de Vereadores, quando era vice-presidente daquela Casa.
Mais dívidas
Ted também está sendo executado pela Portocredi e pela Ameron, além de outras pessoas físicas, que venderam bens ou emprestaram dinheiro ao presidente da FHEMERON. Caso a justiça ainda não saiba, basta mandar o oficial de Justiça na Fhemeron, ao lado do Hospital de Base, ele está sempre por lá. Ted Wilson é filiado ao DEM e integra a lista de secretários fichas-sujas do governo de Rondônia.
Inversão
Nos últimos anos acompanhamos reclamações de profissionais ligados à educação no que diz respeito à piora no comportamento de estudantes, seja do ensino público ou do privado. Estudantes agridem professores, espancam colegas e algumas vezes chegam a matar. Grande parte desse comportamento é culpa dos pais, que sem tempo ou paciência, empurram as crianças para as escolas e querem que a instituição supra as deficiências afetivas e educacionais, o que não acontece e nem é responsabilidade das escolas. Sem contar que a política nacional de educação, que proíbe a reprovação dos estudantes para melhorar os índices, chega a ser criminosa, pois os alunos, sabedores que vão passar de qualquer jeito, não se preocupam em estudar.
Problemas
Com esse cenário, cada vez menos pessoas se propõe a atuar na área da educação e isso piora ainda mais os já defasados quadros educacionais. Os estudantes também desconhecem completamente a estrutura organizacional e social do País, sequer sabem distinguir os poderes e para eles, qualquer autoridade, seja ela do judiciário ou executivo “é político ladrão” e cria-se uma geração de alienados, analfabetos funcionais que não sabem ler, sabem apenas decifrar sinais e repeti-los, mecanicamente. Uma verdadeira aberração.
Voltando
Um pouco ao passado recente, nas escolas ensina-se cidadania através de disciplinas como Organização Social e Política do Brasil (OSPB), Educação Moral e Cívica (EMC) e religião. A última, em função da pluralidade religiosa, foi excomungada. As duas primeiras foram consideradas “filhotes da ditadura” e também caíram da grade. OSPB ensinava aos alunos como funcionam as estruturas sociais, a diferença entre os poderes Legislativo, Judiciário e Executivo. Já EMC ensinava a origem das datas comemorativas, hinos nacionais, estaduais e dos municípios, além de incutir o patriotismo e o zelo com a coisa pública.
Atualmente
A massa de adolescentes que não tem opinião formada sobre absolutamente nada é imensa. Eles não sabem o que acontecem em suas ruas, em seus bairros, nas suas cidades ou País. Perdem horas vendo bobagens nas televisões, não são incentivados a ler nem pelos pais nem pelas escolas, que adotam o “método apostilado” e “provas objetivas”. Basta marcar “X” e pronto. O importante é passar e não aprender.
Sem contar
Que os profissionais de educação são extremamente mal remunerados, tratados como última classe. As escolas públicas apresentam estruturas físicas defasadas, precárias, condições difíceis para os alunos e mais complicadas ainda para os educadores. Professor no Brasil é herói e deveria ser tratado como tal. Mas lamentavelmente o que vemos é uma classe massacrada, sem perspectivas de melhora e encolhendo cada vez mais. E o pior, agora estão sendo ameaçados de morte por estudantes e ficam impotentes, porque cria-se um impasse: a escola não pode expulsar o aluno porque o Estatuto da Criança e Adolescente prevê que a escola é um direito. Em casa os pais não podem ou não querem tomar providências e deixam tudo nas mãos do Estado. É, ser professor no Brasil realmente é uma coisa difícil.
Mais DER
Uma carta de um servidor do DER filiado ao Sindicato dos Motoristas Profissionais Oficiais no Estado de Rondônia (Simporo) promete dar ainda mais dor de cabeça ao diretor do Departamento de Estradas e Rodagens de Rondônia – DER, Lúcio Mosquini na semana que vem. No documento, o servidor acusa o órgão de manter trabalhadores em regime de “semi-escravidão” e apresenta fotos de alojamentos e condições em que os servidores trabalham.
Complicando
Dia 13 de julho vence mais uma vez o prazo dado pelo Ministério Público do Trabalho para que o Governo de Rondônia cumpra o que foi estabelecido no Termo de Ajuste de Conduta assinado em 2007 e que impõe ao DER-RO uma série de obrigações. Essas obrigações, mesmo estabelecidas há quatro anos, pouco foram cumpridas. O Estado está na iminência de ser multado em quase R$ 400 mil por desrespeito ao TAC, dinheiro esse que será pago pelo contribuinte e não descontado no bolso dos gestores do DER-RO. O TAC que foi assinado em julho de 2007 se transformou em uma ação civil pública que tramita na 8ª Vara Federal do Trabalho sob o número 410/2009. “Há anos estamos denunciando irregularidades do DER-RO contra o servidor. Entra Governo e sai Governo e a situação não muda. Há trabalhadores que estão se aposentando fora do tempo por estarem doentes, alguns deles até com câncer, por estarem sendo expostos diariamente a situações degradantes nos trechos de obras do DER-RO”, denunciou o presidente do Simporo, Clay Milton Alves.
Portanto
Resta saber se o diretor geral do órgão vai manter a coisa como está. Pelo visto, sim, já que residentes nomeados por ele foram acusados de assédio moral e sexual e ele, que se diz “temente a Deus” não tomou nenhuma providência punitiva, imagine os peões que ficam nas estradas. E a vida segue.
Na SEJUS
A diretora da cadeia de São Miguel do Guaporé, Elisângela dos Santos Martins Gines foi exonerada para “abrir espaço para indicados” e foi nomeada em 12 de maio como chefe de segurança do presídio Urso Branco recebendo CDS 9. Ocorre que a servidora reside em São Miguel. Será que a SEJUS está pagando um auxílio-moradia? Se não estiver, vai ser difícil para ela ficar por aqui.
Sem noção
Vicente Moura, o Cambuquira deve sair do governo nos próximos 30 dias. Sei que essa nota parece repetida, tendo em vista a quantidade de vezes que já anunciamos a saída do “homem forte” de Confúcio. Mas a sucessão de lambanças cometidas por Cambuquira extrapolaram os limites e em consideração ao amigo, o governador resolveu esperar a poeira abaixar para poder demiti-lo da Coordenadoria Geral de Apoio a Governadoria. Mas em seu lugar, por incrível que pareça, Confúcio pensa em nomear Allan França, secretário-adjunto de Desenvolvimento Social.
Nada contra
O rapaz. Pessoalmente é bem intencionado. Mas não serve para a função. França deve ficar exatamente onde está. Ajudou na campanha e foi recompensado. Sua ida para uma pasta tão estratégica é uma falha gigantesca.
Futebol
Neste sábado, a partir das 8 horas terá início a 2ª jornada da 1ª Taça Rondoniense de Futebol de Base. Em campo estarão os times da Zona Sul, Candeias, Formando Campeões, Rio Candeias e ASEF. Serão seis jogos realizados entre as 8 e 12 horas nas categorias de sub 10, sub 11, sub 13, sub 14 sub 16. No Domingo entram em campo os times do Rondoniense Social Clube, Meninos da Vila, Baggio, Tenis Clube e CAR. No fim de semana passado um público de aproximadamente duas mil pessoas entre crianças, adolescentes e adultos esteve presente.
Dieta reverte diabetes
Um estudo publicado em uma revista científica na Grã-Bretanha sustenta que uma dieta radical de 600 calorias por dia durante oito semanas pode reverter diabetes tipo 2 em pessoas recém-diagnosticadas com a doença. O artigo dos pesquisadores da universidade de Newcastle, publicado na revista científica "Diabetologia", indicou que a dieta reduziu os níveis de gordura no fígado e no pâncreas de 11 pacientes estudados, ajudando os níveis de insulina a voltar ao normal. Todos os 11 haviam sido diagnosticados com diabetes tipo 2 até quatro anos antes. Três meses após o tratamento, sete estavam livres da doença. O nível de produção de insulina se manteve estável mesmo após a volta à alimentação normal. Os pesquisadores disseram que é preciso continuar os estudos para verificar se este efeito é permanente.
Contatos
Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.compainelpolitico@hotmail.comwww.painelpolitico.com - @painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.

Painel Político : Painel Político por Alan Alex
Enviado por alexandre em 22/06/2011 18:01:48

Em família

O governador Confúcio Moura nomeou para a secretaria de Justiça, em cargos comissionados, duas irmãs e uma prima da mesma família, o que é ilegal, de acordo com a lei estadual contra o nepotismo no serviço público. Danielle Endlish Rocha foi nomeada em 1º de junho de 2011 para exercer cargo de Direção Superior, símbolo CDS-16, de Chefe de Gabinete na Sejus. Na mesma data nomeou Renata Aparecida Endlish da Rocha, irmã de Danielle para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-14, de Assessor Técnico na mesma secretaria e nomeou a prima delas, Léia Endlish Teixeira D´Ambros para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-14, de Chefe de Núcleo, da Secretaria de Estado de Justiça. As nomeações estão no Diário Oficial do Estado do último dia 17.

Satisfações

O engenheiro Lúcio Mosquini, diretor do DER não vai punir nenhum dos dois residentes que foram denunciados por PAINEL POLÍTICO que apresentaram comportamento no mínimo complicado. Um deles foi responsável pela demissão de uma servidora que se recusou a sair com ele e o outro, comissionado, gosta de espalhar que “ele é quem indica” dentro do DER. Foi o próprio Mosquini quem declarou que ambos permanecem exatamente onde estão.

Horas extras

Quanto ao pagamento de horas extras aos servidores, Mosquini afirmou que o DER paga produtividade e por isso as horas a mais não são pagas. Ele disse ainda que reduziu os cargos comissionados, que antes eram cerca de 600 e que as dificuldades que vem enfrentando ocorrem em função dos concursados, que não tem experiência na função. Portanto, no DER, tudo continua exatamente como está.

Previsão

O Palácio do Planalto confirmou que “existe uma previsão” de que a presidente Dilma Roussef esteja em Rondônia no próximo dia 5. Mas confirmação mesmo, só em cima da hora. Portanto, quem aguarda a transposição, pode começar a se preparar para, ao que tudo indica, o grande momento.

Errada

“O valor de seiscentos milhões de renuncia é totalmente equivocado, pois as turbinas e alguns componentes já possuem o beneficio fiscal de redução de base de calculo que prevê o convênio 52/91, que determina uma cobrança de ICMS de 3,66 por cento Para o Estado de Rondonia”. A afirmação é de Maria do Socorro Barbosa Pereira, auditora fiscal de tributos estaduais e Coordenadora geral da receita estadual, tentando justificar o injustificável. Mas em um ponto ela está certa, não são R$ 600 milhões, o valor pode chegar a R$ 1 bilhão, se levarmos em consideração as taxas de câmbio, já que a maioria dos produtos para a montagem das usinas são importados.

Na verdade

O Governo do Estado deveria sobretaxar os equipamentos para as usinas. Não existe uma justificativa plausível para essa renúncia fiscal. E os problemas gerados pelas obras estão se agravando, é que o olhar eletrônico da grande mídia não mostra, mas em breve teremos uma geração de filhos de barrageiros nas ruas da cidade sem nenhuma perspectiva de empregos ou de futuro. As empresas, após montarem as turbinas e encherem os bolsos, vão zarpar, deixando apenas os problemas. Portanto caro governador, se o senhor quer começar a fazer algo por Rondônia, esqueça essa renúncia e coloque as usinas contra a parede. Parar as obras garanto que eles não vão.

Voador


A Agência Brasileira de Inteligência – ABIN abriu processo administrativo contra o oficial da Aeronáutica Sávio Mayer, que estava á disposição da agência e também tripulava o helicóptero que pousou no pátio da FIMCA em 12 de junho de 2009, dia dos namorados, para pegar a namorada. A “gracinha” assustou acadêmicos, professores e o proprietário da instituição, Aparício Carvalho.

Depoimento

Na tarde de terça-feira o corregedor da ABIN ouviu os jornalistas Alan Alex e Paulo Andreoli sobre o incidente ocorrido em 2009. Alan Alex relatou ao corregedor os fatos ocorridos naquela ocasião e o desenrolar dos acontecimentos, que culminaram com a revelação do nome de Sávio. Foi solicitado do jornalista que ele revelasse a origem das informações e invocando o sigilo da fonte, prerrogativa da profissão, não foi revelado. A ABIN vai dar prosseguimento ao processo administrativo. E nós continuamos a denunciar esses desvios de comportamento, e se necessário, resguardando a fonte das informações.

Quase

O vereador Edmilson da Dimples (PSDB) quer montar uma comissão parlamentar de inquérito para apurar as denúncias feitas pelos deputados Hermínio Coelho e Ribamar Araújo contra o prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho. Além dele já assinou o requerimento Ellis Regina e Cláudio da Padaria, ambos do PC do B, e Mariana Carvalho (PSDB). Moisés Costa (PV) chegou a assinar, mas recuou.

Eco

O PSOL também está se mobilizando para cobrar da prefeitura explicações sobre o pagamento de horas-máquina. Uma reunião com a comunidade está programada para esta quarta-feira no auditório da Unir Centro, a partir das 18 horas.

Outro

Prefeito que também anda às voltas com explicações é Mário Alves (PV) de Machadinho que comprou uma camionete SW4 blindada em Porto Velho por cerca de R$ 200 mil. O prefeito já foi alvo de atentados e a região de Machadinho é complicada. Dois vereadores, Ezequiel Júnior e Amauri Valle querem que o prefeito leiloe o veículo. Cá entre nós, o prefeito deveria comprar também um colete a prova de balas e contratar uns seguranças. Gato escaldado tem medo de água fria.

Segunda fase

A empresa Rio Branco Transmissora recebeu uma licença prévia para instalação do segundo circuito da linha de transmissão entre Porto Velho – Abunã - Rio Branco, que terá 230 kV e será utilizado para transportar uma parte da energia produzida pelas usinas no rio Madeira. O projeto prevê 497 quilômetros de instalações de transmissão e vai aumentar a capacidade de carga no Acre e melhorar o abastecimento de energia elétrica regional. A linha de transmissão foi leiloada em Maio de 2009 e ainda depende da concessão de uma licença de instalação para a construção começar. Em fevereiro, a Eletronorte, que detém 49% do capital social da Rio Branco Transmissora, foi autorizada a adquirir 51% das ações em poder da CTEEP (25,5%) e Abengoa (25,5%).

Marmitex

O deputado Hermínio Coelho (PT), vice-presidente da Assembleia Legislativa, requereu e foi aprovado pelo plenário da Casa de Leis, solicitação à secretária da Justiça Mirian Sperafico, pedido de informações sobre contratos de fornecimento de alimentação em presídios. Hermínio quer saber detalhes sobre os valores pagos às empresas, datas dos pagamentos e aditivos que foram feitos. O deputado anda com a idéia de apresentar um projeto para que os próprios presos fiquem responsáveis pela produção da comida. A idéia até que é boa, resta saber se é viável.

Cigarro e a próstata

Fumar aumenta em 61% o risco de morte para pacientes com câncer de próstata em relação a não fumantes que têm a doença. Essa é a neoplasia de maior incidência entre os homens brasileiros, excluindo-se o câncer de pele não-melanoma, e o segundo tipo de tumor mais letal entre eles. O tabaco também eleva em 61% o risco de reincidência desse tipo de câncer. Essas são as principais conclusões de um estudo com 5.366 homens coordenado pela Escola de Saúde Pública de Harvard (Harvard School of Public Health) e publicado no último número da revista científica Journal of the American Medical Association (Jama). Médicos ouvidos pela reportagem dizem que o estudo é “contundente” e muda as orientações até então dadas pelos médicos aos pacientes. A pesquisa concluiu ainda que, entre os fumantes, o estágio do tumor era mais avançado no momento do diagnóstico, em média. Foram analisados homens diagnosticados durante um período de 20 anos, de 1986 a 2006. “É mais um motivo para não fumar”, sentencia o professor Edward Giovannucci, um dos autores do estudo.

Contatos

Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.compainelpolitico@hotmail.comwww.painelpolitico.com - @painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.


Painel Político : Painel Político
Enviado por alexandre em 21/06/2011 18:54:50

Cobranças

Depois que o governo divulgou os valores pagos aos veículos de comunicação, publicado em vários sites de notícias, diversos leitores questionaram a imparcialidade e a idoneidade dos sites pelo fato de terem aceitado a veiculação de publicidade oficial. Pois bem, caso alguns leitores não tenham conhecimento, aproximadamente 99% das falcatruas cometidas por políticos, seja do legislativo, executivo e até deslizes do judiciário, são denunciadas pelos sites de notícias. A chamada “grande imprensa” como programas de TV, jornais impressos e pseudo-jornalismo de algumas rádios, simplesmente ignoram as denúncias. É um olhar eletrônico que não enxerga as coisas erradas.

Portanto

Antes de tecer críticas contra os sites, vale a pena fazer uma avaliação sobre o trabalho que os sítios de notícias desenvolvem em Rondônia. Não fosse pelo webjornalismo, muita coisa que veio à tona estaria acobertada, longe do conhecimento do público. E sites de notícias, assim como qualquer outra empresa, têm conta para pagar. A diferença é que os sites, em sua maioria, recebem para divulgar propaganda institucional, e não calar a boca, como se comporta a chamada “grande imprensa”.

Desconforto

Já que o assunto é mídia, na última terça-feira a TV Candelária, afiliada da Record em Rondônia fez uma homenagem as agências de publicidade (apenas as que têm contas com órgãos públicos, diga-se de passagem) e reuniu na mesma mesa o prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho, O senador Ivo Cassol, o governador Confúcio Moura, o presidente da Assembleia Valter Araújo e o deputado federal Rubens Moreira Mendes. À exceção de Valter e Cassol, os demais não falavam entre si e estavam todos com caras amarradas, como se estivessem de castigo.

E estavam

Eles foram obrigados a assistirem juntos um depoimento do senador Valdir Raupp, gravado em Brasília. As demais autoridades, que estavam presentes, entraram mudas e saíram caladas, pelo menos na transmissão ao vivo. Um vídeo institucional mostrando a trajetória da emissora em Rondônia e um discurso do empresário Everton Leoni também foi exibido. A TV Candelária foi a primeira a transmitir a programação em alta definição no Estado. E também é a rede com a maior cobertura, com 20 municípios. Mesmo assim, recebeu a metade do valor pago pelo governo as emissoras de Acir Gurgacz, senador, sobrinho do vice-governador Aírton Gurgacz. As emissoras de Gurgacz repetem o sinal da Rede TV!

Detalhe

Deu para observar durante a transmissão do evento da TV Candelária, que o governador Confúcio Moura anda muito sisudo. Durante a campanha ao governo eu tive a oportunidade de entrevistar o então candidato Confúcio por duas vezes e ele estava sempre sorridente e bem humorado. Depois que assumiu o governo, ele foi ficando cada vez mais arredio e tem evitado constantemente a imprensa, o que é ruim. Grande parte dos votos de Confúcio vieram em função de seu carisma e bom humor e ele está perdendo isso. Tá ficando a cara do Bianco, quando também era governador.

Arrecadação

Em Rondônia muito se fala em desenvolvimento, em pecuária, investimentos, mas o que pouca gente sabe é que a receita do Estado é composta basicamente por três setores, telefonia, energia elétrica e combustível. Juntos eles representam cerca de 80% da arrecadação direta de Rondônia. Os demais 20% são referentes a todas as empresas, inclusive os frigoríficos.

Isso assusta

Porque apesar de serem serviços básicos, termina por acomodar os governantes de plantão. Como se trata de arrecadação na fonte, e de serviços básicos sempre em escala crescente de consumo, não se corre atrás de novas fontes de investimento e arrecadação.

Na cola

A Assembleia Legislativa encaminhou ofício à Secretaria de Administração, exigindo informações sobre a saída da secretaria-adjunta da pasta Carla Ito quando a mesma foi exonerada do serviço público em 2002. Ela foi demitida por faltas e agora, não se sabe como, quer ser transposta para a União. A Assembleia quer saber qual foi o procedimento adotado para que ela retornasse aos quadros do governo, quando isso aconteceu e de que forma. Parece que a história é cabeluda.

Investigando

O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Vilhena, vai investigar o ex-prefeito de Vilhena, Marlon Donadon e mais de 10 pessoas por irregularidades constatadas em um processo referente à aquisição de serviço de locação de veículo. O serviço foi contratado para atender às necessidades do então Coordenador-Geral do Município, Melkisedek Donadon (Melki Donadon), pelo prazo de seis meses, sem a observância do que determina a Lei 8.666/93. De acordo com o Promotor de Justiça Paulo Fernando Lermen, o projeto básico para a aquisição foi elaborado de forma incompatível com a Lei Federal nº 8.666/93, omitindo assim os elementos justificadores da aquisição do serviço. Outra irregularidade é que, na ocasião, não foram exigidos dos participantes do procedimento licitatório os documentos de habilitação das empresas e pessoa física concorrentes.

Feriado...mas nem tanto

Como no Brasil todo mundo é doido por feriado, na próxima sexta-feira, 24, o governo decretou ponto facultativo em todas as repartições públicas da Administração Direita e Indireta, exceto nos órgãos cuja atividade não pode sofrer solução de continuidade, prolongando o feriadão de Corpus Christi. Mas para quem trabalha no comércio não será feriado nem na quinta, 23, nem na sexta 24. A informação é da Fecomércio, que baseia-se no que trata Lei 9.093/95 que dispõe sobre os feriados e, nela, não está contido o Dia de Corpus Christi.

Vacância

E na Câmara Municipal de Porto Velho, depois da renúncia de Chico Caçula, continua vago o cargo de vereador. A convocação do terceiro suplente, Cabo dos Anjos já foi feita e deve ser publicada no Diário Oficial do Município ainda esta semana. Mas não está descartada a possibilidade de retorno de Mário Sérgio, titular da vaga que atualmente preside a Emdur e já mandou dizer que “de lá não sai”. Um grupo de vereadores já disse que ele “volta por bem ou por mal”. Vamos ver quem vence esse cabo de guerra.

Cocaína altera cérebro

Cientistas do Reino Unido encontraram "grandes anomalias" no cérebro dos viciados em cocaína, o que poderia explicar o comportamento compulsivo normalmente associado ao consumo dessa droga. Os exames cerebrais efetuados indicam uma "forte diminuição da massa" nos lóbulos frontais dos viciados, que afetam funções essenciais do cérebro como a tomada de decisões, a memória e a atenção. Karen Ersche, do Behavioural and Clinical Neuroscience Institute da Universidade de Cambridge (Inglaterra), que dirigiu o estudo publicado na revista Brain, descobriu que quanto mais tempo um indivíduo consumir cocaína, maior é seu déficit de atenção e seu recurso à droga tem caráter mais compulsivo. A maioria dos consumidores de cocaína "são pessoas inteligentes, que chegam a todo tipo de extremos para comprar a droga, cada vez mais droga, o que as faz colocar em risco seu trabalho e família", explica Ersche. Na pesquisa, a equipe dirigida pela cientista examinou os cérebros de 60 indivíduos dependentes de cocaína e os comparou com os de 60 pessoas que não tinham nenhum histórico de consumo de drogas e identificou "grandes anomalias". Concretamente, descobriu uma redução da massa na crosta orbitofrontal, área responsável pela tomada de decisões e o cumprimento de objetivos. Entre as outras áreas afetadas pelo consumo de cocaína está a ínsula, que desempenha um importante papel na aprendizagem e na sensação de ansiedade, assim como o cíngulo, responsável pelos processos emocionais e pela atenção.

Contatos

Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.compainelpolitico@hotmail.comwww.painelpolitico.com - @painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.


« 1 ... 169 170 171 (172) 173 174 175 ... 180 »