Painel Político - Painel político por Alan Alex - Notícias
« 1 ... 165 166 167 (168) 169 170 »
Painel Político : Painel político por Alan Alex
Enviado por alexandre em 10/05/2011 16:47:32

Articulações
Não é novidade para ninguém que empresas e empresários que fazem doações a políticos em períodos de campanha, esperam um retorno através de contratos quando os seus escolhidos são eleitos. Aqui em Rondônia não seria diferente. Pois bem, o empresário Saíta que atua no ramo de alimentações, ajudou, e muito, na campanha de Confúcio Moura. Ele foi procurado na época, pelo cunhado de Confúcio, Francisco de Assis, que era um dos responsáveis pelo financeiro da campanha. O compromisso era que, em troca da ajuda, Saíta ficaria com o fornecimento de comida para presos e doentes.
Personagem
Passada a eleição, começam a acontecer às negociações de contratos. E no meio desse turbilhão encontrava-se o ex-senador Expedito Júnior, que tinha sido candidato ao governo e já vinha de longa data mantendo uma conversa com empresas de fora, entre elas, uma de São Paulo que ficaria responsável, caso ele ganhasse o governo, por esse segmento em Rondônia. Expedito apresentou o proprietário dessa empresa, que é um conhecido político em Brasília, para Francisco de Assis. Aí começa o embolado.
Composição
Assis havia se comprometido com Saíta, que por sua vez estava montando uma estrutura para atender o Estado. Não é um trabalho fácil, trata-se da produção ininterrupta de alimentação para o sistema prisional e hospitalar de Rondônia. É necessário uma grande e afinada equipe, além de equipamentos e boa relação com fornecedores. Mas agora querem tirar Saíta do negócio e quem está intermediando isso é exatamente o cunhado do governador, em parceria com Expedito Júnior.
De fora
Mas essa prática não se aplica apenas a alimentação. A CAERD, por exemplo, comprou de uma empresa do Acre R$ 1,6 milhão em produtos químicos. Uma licitação para compra de cartuchos de impressoras, no valor de R$ 400 mil foi vencida por uma fábrica, em uma concorrência no mínimo desleal com seus distribuidores e está em andamento um outro processo para compra de material de escritório com valor superior a R$ 1 milhão. A empresa Kalunga, também de fora, é quem deve ganhar.
Claro
Que todas essas compras são acobertadas pelo manto da legalidade. Mas emissários do governo, como Wagner Luiz (Bocão) e Francisco de Assis (primeiro cunhado) andam pelo País mantendo conversa com empresas que venham a fornecer para o Estado. Recentemente PAINEL POLÍTICO denunciou a carona que SEDAM pegou em uma licitação para contratação de uma empresa mineira para digitalização de documentos, um contrato de pouco mais de R$ 5 milhões.
Isso demonstra
Que o governo de Confúcio Moura não anda lá muito preocupado com as empresas locais. Não trata-se aqui de bairrismo ou ufanismo rondoniano. Trata-se de apoiar e incentivar o empresariado local. Dias atrás, ao assinar o decreto que taxa compras pela internet, o que segundo especialistas é inconstitucional, o governo enviou matéria aos jornais dizendo “estar apoiando o empresariado”. O tema é complexo e ainda vai dar muita discussão e esse tipo de “ajuda” não serve. Se é para dar apoio, que contrate e compre das empresas que estão instaladas em Rondônia e não ficar trazendo gente de fora, que não tem o menor compromisso com o Estado.
Irregular
E o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) apontou irregularidades no pagamento de auxilio-moradia para os promotores de cinco estados, incluindo Rondônia. PAINEL POLÍTICO vem sistematicamente denunciando esses pagamentos e o Ministério Público de Rondônia nunca se pronunciou sobre o caso. Por aqui, até membro aposentado recebe o auxílio.
Agora
A Ordem dos Advogados do Brasil pretende ingressar no Supremo Tribunal Federal com uma ação para acabar com essa mordomia. No site www.painelpolitico.com tem reportagem mostrando ainda que em Rondônia, além do Ministério Público, também recebem o auxílio deputados estaduais, conselheiros do Tribunal de Contas e Magistrados. O deputado estadual Jesualdo Pires, ouvido pela coluna, disse que não tem o menor problema em abrir mão do auxílio e defende que seus pares no parlamento façam o mesmo.
Também quero
E os defensores públicos de Rondônia também estão querendo o auxílio-moradia. Projeto que já está na Assembleia pretende criar uma série de vantagens para os defensores, que, se aprovado, vão garantir aos defensores, algo em torno de R$ 34 mil por mês entre salário, gratificações e auxílios, uma verdadeira aberração. No Brasil, quem quer o auxílio também são os juízes federais.
O ideal
Seria acabar com o auxílio para todos, já que no serviço público cabe a isonomia, daqui a pouco todo mundo vai querer e a confusão será generalizada. Melhor parar todo mundo.
Revogado
E a empresa Multimargem não pode mais negociar os empréstimos consignados em folha de pagamento para o Estado. O Tribunal de Contas manteve a decisão monocrática do conselheiro Wilber Coimbra e determinou o cancelamento do contrato. O governo havia recorrido da decisão e perdeu. Com isso, terá que fazer uma licitação para contratar empresa no setor. Já tem gente se mexendo para abocanhar o negócio que rende cerca de R$ 400 mil limpinhos no fim do mês. Uma empresa do Mato Grosso foi sondada.
Twittando
E o jornal eletrônico Rondoniaovivo divulgou notícia nesta terça-feira sobre os “seguidores” do Departamento de Comunicação do Governo do Estado, que mantém um perfil no Twitter. De acordo com a matéria, o Decom segue 23 pessoas, a maioria políticos e outros completos desconhecidos, mas as agências de notícias locais eles ignoram. Como o governo não dá muita bola para o empresariado local, não seria surpresa nenhuma eles seguirem a CNN ou a BBC. Pena que eles não sigam @rondoniaovivo nem @painelpolitico. Certamente ficariam mais bem informados.
Greve da PM
E a Assembleia deve votar na sessão desta terça-feira todos os pontos do acordo feito com os grevistas no fim de semana. O presidente Valter Araújo disse que só ficaram pendentes os Epis e armamentos que já estão sendo licitados e aumento salarial diferenciado que também está sendo estudado.
Afastamento
Filiados do SINTERO do interior do Estado estão querendo o afastamento da presidente Claudir da Mata, porque segundo eles, a relação dela com o governo é promíscua, já que seu marido é comissionado no governo (Elisafam Batista é secretário executivo da Emater) . Eles não concordam com a posição dela nas negociações e exigem sua saída. O tempo vai fechar. Para complicar ainda mais a situação, o senador Ivo Cassol resolveu botar gasolina no fogo e em entrevista declarou que “o Sintero está vendido para o governo”.
Ainda Cassol
A entrevista foi no sábado na rádio Clube Cidade, em Presidente Médici. O senador declarou que o Sindicato dos Trabalhadores em Educação se vendeu ao governo do Estado. Ele adiantou que nesta semana irá à tribuna do Senado explicar como teria acontecido a negociação entre os diretores do sindicato e o governo. De acordo com Cassol, a presidente do Sintero, Claudir Mata, teria sido beneficiada com o acordo. Esta não é a primeira vez que são levantados questionamentos em relação à forma como a diretoria do Sintero conduziu as negociações com o governo.
Óbvio
Que essa história vai pegar fogo. Cassol, Sintero e governo Confúcio é nitroglicerina pura.
Raio-x
A revista inglesa The Lancet, uma das mais importantes publicações da área médica em todo o mundo, lançou nesta segunda-feira, 9, edição especial sobre a saúde dos brasileiros. O trabalho de dois anos resultou em seis artigos sobre os progressos, fracassos e desafios do Brasil. A dengue aparece como um dos maiores problemas de saúde pública do país. Na última década, foram registrados cerca de 3,5 milhões de casos - entre eles, 12 mil da forma grave da doença (hemorrágica) - e 900 mortes. Para os especialistas, os esforços devem ter como prioridade o surgimento de vacinas contra a doença. A revista constata também que o Brasil precisa reduzir a taxa de mortalidade por acidentes de trânsito e violência. Os homicídios e as lesões causadas pelo trânsito somam mais de 60% das mortes por causas externas, conforme a publicação. Apesar dos vários desafios e problemas a resolver, a editora da revista, Sabine Kleinert, disse que o Brasil despertou interesse por implantar um sistema universal de saúde e ter conseguido avançar em algumas áreas em curto período de tempo. "Vários países devem saber como funciona o sistema brasileiro e seguir o exemplo." A série foi elaborada por 29 especialistas em saúde pública do Brasil, dos Estados Unidos e da Inglaterra.

Painel Político : Painel político por Alan Alex
Enviado por alexandre em 09/05/2011 16:53:18

CAPITÃO DA PM ATIRA QUATRO VEZES CONTRA CIDADÃO QUE LHE ULTRAPASSOU NO TRÂNSITO

Irresponsabilidade

Essa é a palavra que pode ser usada para definir as ações do Governo do Estado em relação ao movimento grevista orquestrado pela Polícia Militar no último fim de semana. Aliás, essa palavra pode ser aplicada a todas as ações desse governo confuso e totalmente sem comando. A Polícia Militar colocou o Estado de joelhos e o governador ficou completamente alheio ao que ocorria. Faltou firmeza, faltou jogo de cintura, faltou comando.

Negociadores

Não fosse pela intermediação dos deputados Valter Araújo e Hermínio Coelho, a situação teria fugido completamente ao controle. Os revoltosos estavam prontos para a guerra e se apenas um tiro fosse disparado, teríamos um evento de proporções inimagináveis. Tudo isso pela total falta de habilidade governista, que deu um verdadeiro show no quesito incompetência. A participação efetiva do advogado Juacy Loura, responsável pela redação do termo do acordo, e do advogado Nelson Canedo, que estava com o deputado Hermínio Coelho, também colaboraram para evitar um desastre.

Aquartelado

As trapalhadas governistas tiveram início ao mandar prender o líder do movimento grevista, o soldado Jesuíno Boabaldi, na quinta-feira da semana passada em Porto Velho sob a alegação que o mesmo estaria “incitando a greve”. Claro que esse foi um erro primário. Os policiais então partiram para a força e levaram a melhor. Aquartelaram-se no 1º Batalhão e no 5º, o próprio comandante se rebelou, arrancou as estrelas do uniforme e disse que só sairia dali após o governo cumprir o que fora acordado e liberasse o soldado preso.

Reação

A reação governista foi ainda pior. Chamou a tropa de choque e adotou métodos usados contra bandidos, como cortar a alimentação e usar bombas de efeito moral para impedir o sono dos aquartelados, que armados, ameaçavam revidar qualquer tipo de tentativa de invasão. Para piorar, o comandante da tropa de choque era o oficial Hélio Sismeiros Pachá, condecorado, com ficha militar impecável, exceto por um pequeno detalhe, foi um dos que comandou a trágica operação em Corumbiara no distante ano de 1995, quando o Estado era comandado por outro peemedebista que também fez um governo desastroso, Valdir Raupp de Matos.

Impasse

Os manifestantes queriam a imediata liberação do soldado Jesuíno e o cumprimento do acordo feito mês passado durante o movimento. Enquanto a situação era tensa no 1º Batalhão, um grupo de policiais se dirigiu para a ponte em Candeias do Jamari, onde protagonizou cenas de selvageria e irresponsabilidade. Agrediram pessoas, atiraram em pneus de veículos, enfim, todo o tipo de violência que não poderia ter sido cometida por pessoas que são pagas para zelar pela segurança da sociedade. Os atos de vandalismo cometidos por alguns, mancha o nome de toda a corporação e tira a razão em qualquer negociação.

Reflexo

“A tropa é o espelho do comandante” e os excessos cometidos pelos grevistas, nada mais são que a comprovação da total falta de comando. O comandante geral da Polícia Militar, por exemplo, se recusava a retirar a tropa de choque da frente do 1º Batalhão após ter sido ordenado pelo secretário de Segurança, seu superior imediato. Levou mais de uma hora para obedecer à ordem. Ele deve e precisa ser exonerado do cargo, do contrário a desmoralização do governo vai ser ainda maior.

Relembrando

O governo de Confúcio Moura não consegue chegar a lugar nenhum. Deu um show de trapalhadas durante as negociações para a eleição da Mesa Diretora da Assembleia, vem sofrendo ataques constantes por parte dos mais diversos segmentos, enfrentou duas greves da Polícia Militar, além de ameaças por parte do Sintero, criou uma enorme e vexatória situação ao decretar “estado de calamidade” na saúde pública e agora tenta culpar os governos anteriores pela greve da PM, que segundo o senador Valdir Raupp “seria política”.

Pois bem

A greve não foi política e a situação só chegou a esse ponto por total falta de comando no governo. Os secretários não se respeitam e não respeitam o governador. Confúcio manda e ninguém obedece. É cada um por si, tentando defender seu espaço e para isso sabotam uns aos outros. Essa situação está beirando o ridículo e Confúcio não troca sua equipe apenas por birra.

Eminência parda

Um nome pouco conhecido do grande público é o grande conselheiro de Confúcio Moura no que diz respeito aos assuntos financeiros do Estado. Trata-se de Gilvan Ramos de Almeida, atual presidente da Junta Comercial de Rondônia. Ele foi secretário de fazenda da prefeitura de Ariquemes quando Confúcio era prefeito e atualmente é “quem decide” questões como reajustes salariais e outros temas relativos ao setor. O próprio governador já citou essa situação em seu blog. Se Confúcio quer ouvir o presidente da Jucer, deveria então nomea-lo como secretário de Finanças, afinal, não é ele que tem a “fórmula mágica”?

Finalizando

O governador já disse que não vai disputar a reeleição. Também vem demonstrando incapacidade política quando questões graves como a revolta da PM ocorrem. E não adianta mais culpar governos anteriores nem dizer que “sua gestão apenas começou”. Começou errada e deve continuar errada até o fim. Ou ele para tudo e conserta para começar de novo ou pede para sair enquanto ainda temos tempo para outra eleição. Do jeito que está, não dá para continuar.

Flagrante

Na manhã desta segunda-feira, o capitão da Polícia Militar Alberto de Souza Barros foi preso em flagrante após efetuar quatro tiros contra um cidadão que estava de moto e tentou ultrapassa-lo. De acordo com o boletim de ocorrência o oficial estava em visível estado de embriagues e portava uma arma sem registro. O capitão disse na delegacia “que estava sendo perseguido”, mas a versão da vítima foi bem diferente. Ele afirmou que o policial estava “ziguezagueando” na pista e após ser ultrapassado, acelerou, deu um cavalo de pau e desceu do carro atirando. Pelo sim, pelo não, vai responder pelo crime. Sorte da vítima que ao largar a moto e sair correndo, virou um verdadeiro camaleão e conseguiu se esconder em uma borracharia atrás de um monte de pneus velhos.

Determinação

Ribamar Araújo, deputado estadual petista foi repreendido pelos seus companheiros de legenda por não ter seguido a determinação do partido em votar no deputado Valter Araújo para a presidência da Assembleia. De acordo com um dirigente petista, “a ordem do partido era votar em Valter. Se era uma opção certa ou errada, não interessava, ele tinha que seguir a orientação e não o fez”.

Florestal

Nesta terça-feira o Congresso deve votar o projeto do Novo Código Florestal. A expectativa dos produtores rondonienses é grande.

No ar

O site PAINEL POLÍTICO disponibiliza em tempo integral a programação da TV Justiça. E nos dias 26 e 27 de maio, PAINEL estará transmitindo, ao vivo pela internet, o II Seminário de Direito Eleitoral de Rondônia, que vai contar a presença de ministros, advogados de renome nacional e autoridades regionais.

Crescimento

Operar amígdalas e adenoides ("carne esponjosa" atrás do céu da boca) de crianças aumenta a produção de hormônios do crescimento, mostra pesquisa realizada no Hospital Edmundo Vasconcelos, em São Paulo. O trabalho foi feito no decorrer do ano passado, com 26 crianças entre três e oito anos de idade que tinham esses órgãos maiores do que o normal, a ponto de prejudicar a qualidade do sono. Os médicos fizeram exames para dosar a quantidade de hormônio do crescimento IGF-1 (Fator do Crescimento do Tipo Insulina 1) nas crianças antes de serem operadas e um mês depois da cirurgia. Um trabalho anterior, feito na Universidade Afyon Kocatepe (Turquia), mostrou que meninos com hipertrofia de amígdalas e adenoides tinham níveis de hormônios do crescimento menores do que os de crianças com órgãos de tamanho normal. Foram avaliados 44 meninos, entre oito e 12 anos, com a hipertrofia, e 40 saudáveis, como grupo-controle. Para Robaskewicz, isso acontece porque o hormônio do crescimento é liberado principalmente à noite. "Amígdalas e adenoides aumentadas causam obstrução da respiração, ronco e apneia do sono, prejudicando a produção do hormônio." Segundo a médica, estudos mostram que cerca de 12% dos problemas respiratórios na infância estão relacionados à obstrução causada pelo aumento de amígdalas e adenoides.

Contatos

Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.compainelpolitico@hotmail.comwww.painelpolitico.com - @painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.

Painel Político : Painel político por Alan Alex
Enviado por alexandre em 05/05/2011 19:21:50

Terceirização

O governo do Estado, na gestão anterior, adotou o modelo de locação de veículos para a Polícia Militar. A empresa responsável por esse contrato é a LF Imports, genuínamente de Rondônia. Agora o secretário de Defesa (SESDEC) Marcelo Bessa está querendo trazer uma empresa de Pernambuco para prestar esse serviço. Outra que também está querendo “importar” ajuda é a secretária Miriam Spreáfico (SEJUS) que foi buscar no Rio Grande Sul parceria para construção de presídios em Rondônia.

Problema

Dessa “ajuda externa” é que as empresas daqui perdem e conseqüentemente ficam enfraquecidas. O governo tem por obrigação valorizar os empresários que investem no Estado, pois são eles que acreditam na região e no povo. Trazer empresas de fora, só em último caso, o ideal é capacitar nossos trabalhadores para que a mão de obra local seja valorizada. Rondônia precisa perder essa mentalidade de estado que só serve para ganhar dinheiro e ir embora. Empresas de fora por aqui, só se forem gigantes, como montadoras de veículos, pequenas médias, nós temos e com qualidade.

Outra

O diretor do DER, Lúcio Mosquini teve a brilhante idéia de apresentar a proposta de descontar do Fundo de Infra-estrutura de Transportes e Habitação (Fitha) que é gerido pelo DER, 3 ppor cento, para ficar com o governo. Foi duramente repreendido pelo Chefe da Casa Civil, Ricardo Sá e do próprio governador. O Fitha é de fundamental importância para os municípios e muitas vezes é a ponte salvadora. Fazer qualquer tipo de desconto traria uma revolta por parte dos prefeitos. A idéia foi engavetada.

Máquina

O PSD, partido a ser fundado pelo prefeito paulistano Gilberto Kassab, ainda não tem um viés ideológico definido, mas nasce com vocação governista e alto poder de fogo na eleição municipal de 2012: terá sob seu domínio máquinas públicas em Estados e prefeituras com orçamento acima de R$ 60 bilhões. O poder das estruturas locais será decisivo na eleição para prefeito no ano que vem. Com o registro em cartório marcado para a próxima semana, o PSD surgirá no cenário político nacional com, pelo menos, dois governadores (Amazonas e Santa Catarina) e cinco vices. Além de Kassab, outro prefeito de capital deve fechar com a legenda, o de Maceió, Cícero Almeida (PP). Na Câmara, são 41 deputados federais comprometidos a entrar na sigla, número que pode chegar a 45. Entre eles estão Moreira Mendes e Carlos Magno. No Senado, dois parlamentares anunciaram o ingresso na legenda, número que pode chegar a seis - entre os que estão no radar do PSD, estão Jayme Campos (DEM-MT) e Ciro Nogueira (PP-PI).

Regionais

Em Rondônia, cresce o interesse de prefeitos, vereadores e lideranças de ingressar na nova legenda. Os telefones de Moreira Mendes, que deve comandar o partido por aqui, não para. E ele já começou a apagar incêndios. Moreira tinha convidado os irmãos Testoni (Jaques e Alex), prefeito e deputado estadual respectivamente, a ingressarem na legenda e eles toparam. Mas não é segredo para ninguém que eles e Carlos Magno são se bicam. Ao que tudo indica, Moreira já conseguiu apaziguar essa situação.

Negociações

O vídeo divulgado nesta quinta-feira por PAINEL POLÍTICO que mostra as negociações envolvendo direção do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Rondônia – STICCERO e o diretor geral do consórcio construtor da usina de Santo Antônio, Antônio Cardili, demonstra as relações promíscuas dos sindicatos, que se tornaram “pelegos” dos patrões, conforme jargão utilizado pelos sindicalistas ao se referirem a trabalhadores que “traem o movimento”.

Vídeos

PAINEL POLÍTICO teve acesso a uma série de vídeos, que mostram conversas entre os diretores do sindicato, audiências na justiça, reuniões com trabalhadores e tudo gravado com ordem dos próprios diretores do STICCERO, que pretendiam usar essas gravações “para negociações futuras”. Ou seja, para pressionar as pessoas com quem mantinham essas reuniões.

CUT

Itamar Ferreira, também conhecido como “Itamar da CUT”, sindicalista histórico em Rondônia, filiado ao Partido dos Trabalhadores e atualmente ocupando o cargo de secretário municipal de Transportes, é o nome mais citado em todos os vídeos, seja como liderança ou seja como “raposa” para fechar acordos. No trecho divulgado com exclusividade por PAINEL POLÍTICO, Itamar aparece na reunião, que aconteceu no Hotel Vila Rica em Porto Velho. Na ocasião, ele estava afastado de suas funções sindicais pois disputava a vaga de deputado federal. Mesmo assim, o STICCERO fretou um avião para trazer Itamar de Vilhena, onde fazia campanha, para participar da reunião na Capital.

Revanchismo

A reunião na verdade serviu apenas para tratar da demissão de trabalhadores da chamada “Chapa 2”, que semanas antes havia disputado com a atual direção do STICCERO as eleições sindicais e havia sido derrotada. Mas apenas perder as eleições era pouco, a chapa vencedora queria mais, queria a demissão dos trabalhadores. E conseguiu. Em determinado trecho da conversa, Antônio Cardili afirma que iria fazer a demissão aos poucos, “a gente demite dez num dia, dez no outro, até limpar todo mundo”, declarou.

Peleguismo

Além dessa tratativa, na mesma reunião fica acertado como a diretoria do STICCERO vai se dirigir aos trabalhadores, que na época estavam em pé de guerra com a direção da usina. Eles inclusive apontam “lideranças de alojamento” que seriam úteis para a direção da usina. Cardili chega a elogiar uma dessas lideranças. Os sindicalistas também criticam os movimentos sociais, como MAB (atingidos pelas barragens) e indígenas, deixando claro que os interesses da empresa e dos diretores, estão acima dos interesses dos trabalhadores e sociedade civil.

Óbvio

Que por todo esse peleguismo eles seriam de alguma forma recompensados. A direção do STICCERO, por exemplo, segundo denúncia que tramita na Justiça do Trabalho, recebem mensalmente do consórcio, cestas básicas que são distribuídas aos familiares dos diretores. Também conseguiram “arrumar emprego” para esposas, filhos e apadrinhados em empresas que prestam serviço para as usinas, além de pagarem passagens aéreas para Itamar Ferreira, a quem eles se referem como “o cara que conseguiu tudo isso”, em alusão às benesses obtidas ao longo das negociações.

De olho

A Polícia Federal vem investigando a relação das empresas e sindicatos em Rondônia porque as obras envolvem recursos federais. São oriundas do BNDES e as usinas são área de segurança nacional. As disputas internas do STICCERO, com outros sindicatos como SINTRAPAV podem ter sido o catalisador da revolta de Jirau. Na reunião do Vila Rica, os sindicalistas apontam alguns trabalhadores como “funcionários da Camargo”, consórcio concorrente de Santo Antônio que constrói Jirau.

Suspendeu

E nesta quinta-feira o Banco Santander, que iria fornecer cerca de US$ 400 milhões para a construção das usinas em Rondônia, anunciou que suspendeu o seu financiamento a espera de novos estudos de impactos ambientais e sociais por parte das autoridades brasileiras. Em fevereiro deste ano, três líderes indígenas da Amazônia viajaram para a Europa para protestarem contra as barragens. O protesto deu certo e eles conseguiram sensibilizar a direção do banco. Missão difícil essa, já que para banco, o que importa é o lucro. De qualquer forma, até segunda ordem, o dinheiro não vem.

Prisão

Falando em movimento sindical, nesta quinta-feira, por volta das 14 horas, policiais militares em serviço prenderam o presidente da Associação dos Familiares dos Praças do Estado de Rondônia – ASSFAPOM - Jesuino Boabaid pela prática do crime de incitação a desobediência e a indisciplina, considerado crime militar, previsto no artigo 155 do CPM. A prisão de Jesuíno já havia sido decretada no último dia 18 de abril, porém foi revogada no dia 20 do mesmo mês em razão do término do movimento de paralisação. Desta vez, de acordo com o comando da PM ele teria voltado a incitar os Policiais Militares, convocando-os para reuniões e assembléia geral da Assfapom, “com o claro objetivo de incitar o novo movimento de paralisação”.

Raspando

Um grande asteroide vai passar "raspando" pela Terra em novembro deste ano, informou a Nasa, a agência espacial americana. Embora o asteroide 2005 YU55 tenha sido classificado como um objeto potencialmente perigoso, os especialistas dizem que não há riscos de que ele colida com a Terra nos próximos cem anos. Esta é a primeira vez que cientistas preveem a passagem tão próxima à Terra de um objeto desse tamanho. A Nasa informou que um evento como esse não deve se repetir até 2028, quando o asteroide (153814) 2001 WN5 deve passar a uma distância ainda menor do nosso planeta. Identificado em 2005 pelo astrônomo Robert McMilan, do Spacewatch Program, em Tucson, no Estado do Arizona (EUA), o asteroide 2005 YU55 vai passar a uma distância de 323 mil km da Terra.

Testosterona contra Alzheimer

Cientistas australianos implantaram hormônios de testosterona em uma paciente com mal de Alzheimer como parte de um teste clínico que, ainda em fase inicial, parece apresentar bons resultados, informa a imprensa local. O pesquisador Ralph Martins, da Universidade Edith Cowan, no estado da Austrália Ocidental, disse que a paciente, de 33 anos, apresentou sinais de estabilização da memória e chegou a registrar melhoras desde o início dos testes, há 12 meses. Martins declarou à rádio ABC que o avanço da doença na paciente "basicamente foi atrasado". Ele também comentou que a testosterona poderia ser mais efetiva e rápida que outros tratamentos utilizados para deter o mal de Alzheimer, que provoca perda da memória. O pesquisador australiano explicou que o hormônio ajuda a reduzir a produção da proteína beta-amiloide, que contém tecido cerebral e está relacionada à doença. Os cientistas disseram que vão prosseguir com os testes clínicos em pacientes com Alzheimer em outras partes do país.

Contatos

Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.compainelpolitico@hotmail.com – twiiter.com/painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.

Painel Político : Painel político por Alan Alex
Enviado por alexandre em 04/05/2011 18:22:00

Cinco anos
Esse é o tempo que passou desde que estourou no País o “escândalo dos sanguessugas”, uma quadrilha que envolvia políticos, empresários e funcionários públicos em um esquema de corrupção de proporções gigantescas e claro, políticos rondonienses não poderia ficar fora dessa. Agnaldo Muniz e Nilton Capixaba, ambos deputados federais na época, foram acusados de participar do esquema, sendo que Capixaba integraria, segundo o Ministério Público Federal, o “núcleo da quadrilha”.
Modus operandi
Em 4 de maio de 2006 a Polícia Federal deflagrou a Operação Sanguessuga para desarticular o esquema de fraudes em licitações na área de saúde. De acordo com a PF, a quadrilha negociava com assessores de parlamentares a liberação de emendas individuais ao Orçamento da União para que fossem destinadas a municípios específicos. Com recursos garantidos, o grupo - que também tinha um integrante ocupando cargo no Ministério da Saúde - manipulava a licitação e fraudava a concorrência valendo-se de empresas de fachada. Dessa maneira, os preços da licitação eram superfaturados, chegando a ser até 120% superiores aos valores de mercado. O "lucro" era distribuído entre os participantes do esquema.
Claro
Que como estamos no Brasil, apenas uma pessoa foi condenada até hoje. O único ex-deputado atingido foi Cleuber Carneiro (MG), condenado em 2010 por corrupção passiva. A pena de dois anos de prisão foi convertida em prestação de serviços e a defesa recorreu. Na Justiça Federal de Mato Grosso foram abertos 285 processos criminais contra mais de 300 acusados. Já na área cível foi aberta mais de 100 processos por improbidade administrativa em diversos Estados. As condenações são poucas. A primeira ocorreu em agosto de 2009, contra o ex-deputado federal Cabo Júlio (MG), que recorreu. E segue a vida.
Parado
Após o julgamento pelo Tribunal de Justiça que autorizou o prosseguimento do concurso público para agentes penitenciários, o governo ainda não encaminhou para a Funcab, empresa responsável pelo certame, nenhum documento. Uma comissão de aprovados deve ir ao Ministério Público solicitar que o órgão ajude no processo. Os concursados acreditam que o governo está “enrolando” para ganhar tempo.
PCCS
A secretária de Justiça, Miriam Spreáfico reuniu-se com sindicalistas no Singeperon e anunciou que “vai contratar futuramente empresa especializada para realizar consultoria no plano de Cargos Carreiras e Salários”, ou seja, ela realmente não enviou para a SEAD o tal plano, conforme havia dito em reunião anterior com os agentes.
Consolo
O governador Confúcio Moura pretende trocar seus assessores sem muito alarde. A primeira mudança ocorre na Casa Civil. Sai Basílio Leandro, secretário-adjunto e em seu lugar assume o candidato a deputado estadual derrotado nas últimas eleições, Edvaldo Soares, de Ji-Paraná. O cargo para Soares é uma espécie de consolo pelo fato dele não ter sido eleito, porque poder de articulação ele não tem nenhum, nem junto a Assembleia, nem perante a sociedade civil. Confúcio está trocando seis por meia dúzia.
Mudança
Na Secretaria de Defesa quem deve assumir é um delegado regional do interior. Marcelo Bessa, o delegado federal que atualmente ocupa o cargo não está agradando e interlocutores próximos de Confúcio afirmam que o governador se arrependeu da nomeação de Bessa. Isso porque o secretário não vem conseguindo manter canais de diálogo com policiais e criou uma situação de instabilidade na área de segurança.
Outra
Mudança que deve ocorrer nos próximos dias é no Comando Geral da Polícia Militar. O coronel Paulo César de Figueiredo deverá ir para a reserva. O nome de seu sucessor ainda não foi confirmado.
Na justiça
Representadas pela B2W – Companhia Global do Varejo, as lojas de comércio eletrônico Americanas, Submarino e Shoptime ajuizaram nesta terça-feira (03), no Tribunal de Justiça do Acre, um mandado de segurança, com pedido de liminar, contra o Estado. As empresas alegam a cobrança indevida por parte do Estado do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviço (ICMS). Considerado o maior grupo de varejo virtual do Brasil, a B2W possui grande volume de vendas no Acre, que envolve milhares de consumidores. Após a confirmação da compra, os produtos são liberados do centro de armazenamento em São Paulo. Em face disso, o ICMS é devidamente recolhido em São Paulo, o estado de origem, de onde partem as mercadorias. Quando chegam ao Acre, os produtos recebem nova carga tributária, de maneira que os consumidores pagam mais caro pelas compras, em virtude da dupla cobrança do ICMS. As informações são de Altino Machado.
Por aqui
É exatamente a mesma situação. O consumidor rondoniense vai pagar ICMS duas vezes, a primeira no local de origem do produto e a segunda para o governo de Rondônia. Se alguém se habilitar a entrar com um mandado de segurança por aqui a coisa vai pegar. O grande problema dessa guerra fiscal é que quem paga a conta, sempre e inevitavelmente, é o consumidor. E o pior, a medida foi adotada em Rondônia com o pretexto de “favorecer o empresariado local”, mas quem favorece o consumidor, que tem que pagar preços exorbitantes cobrados nas lojas da capital sem a menor necessidade?
Combustíveis
E um dono de um posto em Porto Velho disse que as altas constantes no preço dos combustíveis, principalmente na gasolina ocorrem em virtude da crise no Oriente Médio. Ainda de acordo com ele, a produção da Petrobrás não é suficiente para abastecer a demanda no país. Curioso lembrar que o governo federal gastou uma fortuna em publicidade para dizer que “o Brasil é auto-suficiente em combustível”. Onde foi parar essa auto-suficiência? Deve ter ido parar no fundo do mar junto com Bin Laden.
Em Brasília
A bancada estadual, tendo à frente o deputado Valter Araújo, esteve nesta quarta-feira no Ministério dos Transportes cobrando melhorias na BR 364, que está em péssimo estado de conservação. Para Valter, é inadmissível que a principal ligação de Rondônia e Acre com o País esteja em condições tão precárias. Os deputados estaduais de Rondônia viajaram para Brasília a fim de acompanhar a votação do Novo Código Florestal. Na sexta-feira eles estarão em Vilhena, onde acontece a sessão itinerante da Assembleia Legislativa.
Momento TV Rondônia
No próximo mês, dia 04 de junho (sábado), começa a maior feira agropecuária de Rondônia. A Expovel (Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Rondônia), que está em sua 12ª edição trás uma série de atrações musicais e voltadas ao agronegócio, além do show de prêmios que sorteará carros e motocicletas. - E a Igreja Metodista Wesleyana do Areal vai realizar uma série de atividades para arrecadar fundos para aquisição de um terreno para construção de um templo próprio, e para isso realiza o 1º Dia da Semeadura, onde membros da igreja, profissionais liberais, doaram um dia de trabalho afim de levantar recursos. Dia 07 de Maio, no templo da IMW-Areal, na Av. Alexandre Guimarães, entre Tenreiro Aranha e Campos Sales vai ter todas as Refeições: Café da manhã, almoço e jantar; manicure, pedicure, massagens e estética; corte de cabelo, alisamento, escovas; venda de eletrodomésticos semi-novos; "Brechic" - Vende de roupas, sapatos e acessórios usados, além de brincadeiras para as crianças. O evento acontece a partir das 7 e segue até às 21 horas.
Pesquisa aponta
A atividade física durante a infância pode prevenir a depressão na fase adulta, segundo um estudo de cientistas australianos divulgado nesta quarta-feira, 4. Os pesquisadores da Universidade Deakin, no sudeste do país, descobriram que as pessoas que praticam poucas atividades físicas durante a infância são 35% mais propensas a sofrer de depressão que as que realizaram atividade física regularmente quando crianças. A cientista australiana Felice Jacka ressaltou que a atividade física pode contribuir para o desenvolvimento de células cerebrais durante a infância e também para enfrentar melhor situações de estresse. Além disso, uma pessoa que não pratica muitos exercícios tem pouco apoio social, o que pode levá-la a ter maior chance de sofrer de depressão ao longo de sua vida, acrescentou Felice. Os pesquisadores da Universidade de Deakin, no estado de Victoria, analisaram os níveis de atividade física de 1.225 homens e mulheres com menos de 15 anos e sua relação com a tendência à depressão, segundo o portal australiano de notícias científicas Science Alert.
Contatos
Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.compainelpolitico@hotmail.com – twiiter.com/painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.

Painel Político : Painel político por Alan Alex
Enviado por alexandre em 03/05/2011 18:39:45

TCE GASTA QUASE R$ 80 MIL COMPRANDO 15 CADEIRAS; MOTORISTAS RECLAMAM DO PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS
Prisão
O empresário Mário Calixto Filho, que nos últimos anos vem se envolvendo em uma série de problemas com a justiça brasileira, teve mais um mandado de prisão expedido e dessa vez esgotaram-se os recursos e ele deverá cumprir a pena imposta. Junto com ele, vai para a prisão seu braço direito, Omar Miguel Cunha, responsável pelo gerenciamento de uma série de negócios do proprietário do jorna O Estadão do Norte. Os mandados foram expedidos pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cássio Guedes.
Outros
Também são réus na mesma ação pena, Gernir José Werlang, Luiz Carlos Fioravante, Euclides Fieri de Oliveira Júnior, o deputado federal Natan Donadon e o deputado estadual Marcos Antônio Donadon, que foi presidente da Assembleia Legislativa e é acusado, junto com os demais, de uma série de crimes, (formação de quadrilha, dispensa indevida de licitação, fraude em procedimento licitatório, supressão de documentos públicos e peculato).
Acusações
Marcos Antônio Donadon, Natan Donadon, Mário Calixto Filho, Omar Miguel da Cunha, Euclides Fieri de Oliveira Júnior, Luiz Carlos Fioravanti e Gernir José Werlang, de acordo com a denúncia do Ministério Público, teriam se unido para desviar recursos da Assembleia Legislativa. Marcos Donadon e Mário Calixto forjaram um procedimento administrativo de pré-qualificação técnica de agências de publicidade com várias irregularidades, que culminou com a homologação do certame em favor da empresa MPJ Marketing, Propaganda e Jornalismo Ltda, pertencente a Euclides Fieri e Luiz Carlos Fioravanti.
Contrato
Após a homologação do certame, houve a elaboração do Contrato n. 4/ALE-95 para obrigar a Assembleia Legislativa e MPJ Marketing, Propaganda e Jornalismo Ltda. (fls. 81/3), datado de 31.7.95. Este contrato que não apresenta nenhuma assinatura, previa a execução de publicidade em geral (TV, rádio, jornal, panfletos, folder, cartazes e outdoor, campanhas publicitárias, propagandas, estudos, planejamento, criação, divulgação), com prazo de vigência de 1º.8.95 a 31.12.95, no valor de 5 parcelas de R$350.000, totalizando R$1.750.000. Apesar de não ter as assinaturas devidas, os valores foram pagos. Quando o Ministério Público passou a investigar, o réu Gernir José Werlang, que na época era assessor de Marcos Donadon, teria sido extraviado o processo administrativo 239/95, com a intenção de obstruir as investigações.
Mais
Euclides Fieri de Oliveira Júnior, um dos donos da empresa MPJ Marketing, Propaganda e Jornalismo Ltda., seria servidor comissionado da Assembleia Legislativa do Estado e seu sócio, Luiz Carlos Fioravanti, também denunciado, teria ingressado no quadro social da empresa em substituição a Luiz Edmundo de Andrade Monteiro, pessoa de confiança de Mário Calixto Filho. Omar Miguel da Cunha, então assessor da presidência do jornal “O Estadão do Norte”, funcionário de Mário Calixto, teria uma procuração dos sócios da empresa MPJ Marketing, Propaganda e Jornalismo Ltda., com poderes de gerência e, nesta condição, teria endossado vários cheques, entregues a Natan Donadon, à época diretor financeiro da Assembleia Legislativa. De acordo com a denúncia, nenhum serviço foi prestado pela MPJ Marketing, Propaganda e Jornalismo Ltda. à Assembleia, conforme declarações dos seus sócios e do procurador Omar Miguel da Cunha.
Resumindo
Os demais detalhes da ação, que se arrastava há anos no Tribunal de Justiça em função da condição dos réus (imunidade parlamentar) e uma infinidade de recursos, são técnicos e desnecessário seu detalhamento. Quem quiser pode olhar no site do Tribunal de Justiça o processo 2001452-62.1999.8.22.0000 (segunda instância).
Marcos Donadon
A expedição do mandado de prisão de Marcos Donadon é questão de tempo. Caso isso ocorra, ele perde o mandato de deputado estadual e deverá cumprir a pena aplicada, que em seu caso é de quase 18 anos. Claro que para que isso aconteça, será necessária a autorização da Assembleia Legislativa. Mas dificilmente os deputados queiram comprar essa briga.
Sentenças
Marcos Donadon foi condenado a 17 anos e 10 meses de reclusão e pagamento de 230 dias-multas ao valor unitário de um salário mínimo; Mário Calixto Filho foi condenado a 11 anos e 8 meses de reclusão e pagamento de 180 dias-multas ao valor já fixado; Omar Miguel da Cunha foi condenado a 7 anos e 6 meses de reclusão e pagamento de 100 dias-multas; Euclides Fieri foi condenado a 7 anos e 3 meses de reclusão e pagamento de 100 (cem) dias-multas; Luiz Carlos Fioravanti foi condenado a 7 anos e 3 meses de reclusão e pagamento de 100 dias-multas; Gernir José Werlang foi condenado a 11 anos e 5 meses de reclusão e pagamento de 120 dias-multas. Calixto, Omar Cunha, Werlang devem cumprir as penas em regime fechado e os demais no semi-aberto. As penas começam a contar a partir da prisão dos réus.
Carona
O Tribunal de Contas de Rondônia aderiu à moda da “carona nas licitações alheias” e se juntou à Ata de Registro de Preços nº 62/2010 do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia e comprou da empresa Aurus Comercial e Distribuidora Ltda, 15 cadeiras, no valor total de R$ 79.669,50. As cadeiras, de acordo com a descrição, são “giratórias de espaldar alto e apoio de cabeça da marca Giroflex”.
Fechado
Lá de Candeias do Jamari chega a notícia que a secretaria do Meio Ambiente daquele município (SEMA) ficou fechada na última sexta-feira porque os servidores haviam sido “convidados” a participar de uma solenidade de entrega de camionetes.
Gasolina
E os motoristas de Rondônia estão revoltados com os altos preços que estão sendo praticados pelos postos de combustíveis. Os valores beiram o absurdo e se seguirem esse ritmo fecharemos o ano com a gasolina a R$ 4 por litro. Ministério Público e Procon deveriam iniciar uma blitz nas distribuidoras e postos para saber de que forma foram feitos os cálculos e quem autorizou os preços praticados atualmente. Para se ter uma idéia, tem posto vendendo gasolina a R$ 3,25.
Consolo
Davi Erse, ex-deputado que perdeu o mandato por causa da matemática eleitoral, ganhou um cargo de “assessor especial” do governador Confúcio Moura com salário de R$ 8 mil. Erse queria o cargo de Francisco Leílson (Chicão da Secel), vislumbrando a possibilidade de manter seu nome em evidencia. O PC do B, partido ao qual Davi é filiado, achou melhor evitar “fritar” o rapaz em uma secretaria, já que pensa em lançar seu nome como prefeito de Porto Velho. Queimaram mais lhe dando um cargo no governo.
Refazendo
A empresa GDF Suez, com sede em Paris (FR), que é a verdadeira dona da usina de Jirau, está considerando a possibilidade de adicionar quatro turbinas para aumentar a capacidade de geração de 3.450 megawatts previstos para 3.750.
Registro
Faleceu em Presidente Médici nesta terça-feira, 03, vítima de acidente de trânsito, o agente da Polícia Civil de Rondônia, Alex da Silva Brown. Ele integrava os quadros da corporação há 28 anos.
Alerta
Pessoas com gordura abdominal, ainda que seja uma modesta "barriga de chope", que sofrem de doença arterial coronariana correm mais risco de morrer que aqueles que não apresentam o acúmulo de gordura na região. O estudo, desenvolvido por uma equipe da Clínica Mayo, dos Estados Unidos, refuta o "paradoxo da obesidade" mostrado em vários estudos anteriores, que diziam que os obesos que sofriam da doença tinham menos chance de morrer que os outros. O estudo, conduzido pela cardiologista Thais Coutinho será publicado na próxima edição da revista científica Journal of the American College of Cardiology. Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores avaliaram 15.923 pessoas de várias partes do mundo que apresentavam doença arterial coronariana. As observações mostraram que a enfermidade aliada à obesidade, principalmente levando-se em consideração o tamanho da barriga e dos quadris, deixa as pessoas duas vezes mais propensas à morte se comparadas àquelas que também tem a doença mas não apresentam gordura na região do abdome. O risco de morte é comparável ao das pessoas que fumam um maço de cigarro por dia ou têm colesterol alto, principalmente em relação aos homens.
Contatos
Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.compainelpolitico@hotmail.com – twiiter.com/painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.

« 1 ... 165 166 167 (168) 169 170 »