Painel Político - Painel Político Alan Alex - Notícias
« 1 (2) 3 4 5 ... 180 »
Painel Político : Painel Político Alan Alex
Enviado por alexandre em 08/02/2019 00:23:32

Ex-senador de Rondônia teve inquérito transferido para a Justiça Federal no Rio de Janeiro e pode ser julgado por Marcelo Bretas, que condenou o ex-governador Sérgio Cabral; e ainda, ruralistas aguardam perdão de dívidas por Bolsonaro

Enrolado

O ex-senador Valdir Raupp (MDB) deve começar sua longa jornada para se livrar do inquérito da Lava Jato, mas terá grandes dificuldades. Nesta quinta-feira, o ministro Edson Fachin (STF) encaminhou as investigações contra Raupp e Jucá para a Justiça Federal no Rio de Janeiro, já que ambos perderam o foro privilegiado. Com isso, Raupp passa a ficar literalmente no “bico do corvo” já que a JF carioca não tem sido complacente. Se cair nas mãos de Marcelo Bretas, que vem julgando esses casos então…

Belo Monte

Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR), Valdir Raupp (RO) e Jader Barbalho (PA) são suspeitos de terem recebido propina em decorrência dos contratos firmados para a construção da usina de Belo Monte, no Pará. O esquema foi descoberto na Operação Lava-Jato. A suspeita é de que o grupo tenha cometido corrupção passiva qualificada e lavagem de dinheiro. O senador Edison Lobão (PMDB-MA) também é investigado por desvios de dinheiro de Belo Monte, mas em outro inquérito que já estava aberto no STF. Na época dos supostos crimes, Lobão era ministro de Minas e Energia. Apesar de ter sido descoberto na Operação Lava-Jato, as investigações foram apartadas, por não guardarem relação direta com o esquema de corrupção da Petrobras.

Isolados

A BR 364, principal (e única) via de ligação terrestre entre o Acre, Amazonas e Rondônia com o restante do país está interditada, de novo, por problemas na cabeceira de uma ponte. Um buraco de mais de 9 metros interrompeu o tráfego na rodovia, criando uma fila imensa no trecho entre Ariquemes e Jaru. Com isso, estamos isolados. Como bons brasileiros, a turma de Jaru para frente já aumentou o preço da gasolina devido a escassez(?) de combustíveis que vem de Manaus por barco e é transportado em carretas. A bancada federal, em incursões individuais de Jaqueline Cassol e Léo Moraes se esforça para resolver o problema, mas com a inclusão de um trecho de cerca de 800 km para privatização, o DNIT deve fazer um reparo emergencial e deixar o “provisório” em definitivo.

Nesta sexta-feira…

O DNIT informou em seu perfil no Twitter que as obras onde ocorreu o desmoronamento da ponte sobre o Igarapé Andirá, no km 464 da BR 364 em Rondônia por causa das intensas chuvas na região estão aceleradas e a previsão é que nesta sexta-feira o tráfego esteja liberado. A ponte fica próxima a entrada de Cacaulândia, entre as cidades de Ariquemes e Jaru.

Ruralistas impacientes

Desde o resultado das urnas nas eleições de 2018, ruralistas aguardam a promessa do presidente Jair Bolsonaro de perdoar o total das dívidas do setor com o chamado Funrural, a contribuição previdenciária feita por produtores e empreendimentos rurais. A dívida retroativa está atualmente em R$ 15,3 bilhões, de acordo com a Receita Federal. Especialistas afirmam que, se colocado em prática, o perdão seria contraditório, principalmente por afetar a já deficitária Previdência Social, que está em discussão para uma reforma que deve ampliar o tempo de contribuição da maior parte dos trabalhadores do país. Um dos principais argumentos citados por Bolsonaro para aliviar a dívida do campo seria o impacto desse tributo no pequeno produtor rural. No entanto, dados de dezembro de 2018 sobre os endividados que se inscreveram no programa de refinanciamento do Funrural (hoje conhecido pela sigla PRR) mostram que apenas 1% do valor total da dívida é de produtores rurais individuais, sem inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).

Só atende os grandes

Gigantes do agronegócio, principalmente frigoríficos e empresas de alimentos, são os maiores devedores. Além da falta de pagamento em dia, parte dessas grandes corporações tem mais uma coisa em comum: acusações ou condenações na Justiça por crimes de lavagem de dinheiro e desvio de dinheiro público, alguns em operações bem ruidosas como a Lava Jato. Especialistas apontam ainda outro fator de preocupação para um possível perdão: o rombo que isso deve provocar no caixa previdenciário do país, historicamente em déficit e por isso tema de uma profunda reforma que está sendo prometida pelo atual governo.

Poucos que devem muito

Da dívida total do Funrural de R$ 15,3 bilhões, um levantamento da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), de 20 de dezembro de 2018, expõe que 2.730 produtores com débitos que somam R$ 3,9 bilhões procuraram o órgão fazendário para inscrição no PRR. Desse grupo, 372 produtores com cadastro especial no INSS (conhecidos como CEI) somam R$ 39 milhões em débito com a União. O maior devedor da lista é o grupo Tinto Holding, que controla frigoríficos e acumula sozinho uma dívida de R$ 334 milhões. Somando a dívida de todos os produtores com CNPJ o valor chega a R$ 3,88 bilhões, ou 99% do valor total de inscritos para refinanciamento. Essas informações são da agência DW Brasil.

Anvisa aprova medicamentos para linfoma de células do manto e leucemia mieloide aguda

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou dois medicamentos para o tratamento de linfoma de células do manto (LCM) e da leucemia mieloide aguda (LMA).  O primeiro medicamento é o acalabrutinibe, que já havia sido classificado e aprovado como terapia inovadora pela Food and Drug Administration (FDA) norte-americana. Para a leucemia mieloide aguda, houve ampliação das indicações de uso do venetoclax, já autorizado pelo órgão para o tratamento de leucemia linfocítica crônica em 2018. O acalabrutinibe é indicado para tratamento do linfoma de células do manto, câncer raro e agressivo, que pode acometer até 65 pessoas a cada 100 mil. A indicação de uso é para adultos que já tenham recebido ao menos um tratamento anterior para a doença. Já aprovado para o tratamento da leucemia linfocítica crônica em 2018, o venetoclax teve a ampliação do uso autorizada pela Anvisa em janeiro de 2019. A aprovação é para que o medicamento seja usado em combinação com a azacitidina ou a decitabina, ou com baixas doses de citarabina, especificamente para pacientes acima de 75 anos com diagnóstico recente de LMA ou que tenham comorbidades que os impeçam de fazer quimioterapia intensiva.

Painel Político : Painel Político Alan Alex
Enviado por alexandre em 06/02/2019 20:58:20

Prefeito de Porto Velho virou alvo de promoção de distribuidora de bebidas que oferece cerveja a quem encontrar e fotografar Hildon Chaves na cidade. Chefe do Executivo municipal, que foi eleito como grande paladino, tem reputação abalada com esse tipo de ação viral

Nova representação

O escritório Montenegro Bernardo Andrade Vargas Sociedade de Advogados assumiu a assessoria jurídica do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Rondônia – SINJUR. A banca se destaca pelo reconhecido conhecimento jurídico dos sócios. Certamente o SINJUR ganha bastante com referida contratação, viabilizando possíveis êxitos na busca dos direitos da categoria. A mesma banca atuou com sucesso na campanha eleitoral do Senador Marcos Rogério (DEM), a quem segue prestando consultoria. O escritório vem se consolidando como um dos mais importantes de Rondônia.

Tem todas as certidões

O ex-deputado estadual Flávio Lemos, que foi nomeado como diretor na Câmara Municipal de Porto Velho não tem nenhum impedimento legal para ocupar a função. De acordo com informações da Casa, ele apresentou todas as certidões exigidas pela lei, inclusive as criminais. A Câmara informou também que até ontem (terça) não havia chegado nenhuma notificação do Ministério Público sobre pedidos de esclarecimentos, “mas quando chegar, vamos apresentar a documentação”, informou a Câmara.

Vai recorrer

O deputado estadual Edson Martins (MDB) sofreu um revés no Superior Tribunal de Justiça na semana passada, mas seus advogados garantiram que o suplente pode deixar o paletó no armário mesmo, afinal a decisão não prevê perda de mandato e ainda cabem recursos no próprio STJ e ao Supremo Tribunal Federal.

Virou palhaçada

Uma distribuidora de bebidas está dando uma caixa de cerveja para quem fizer uma selfie com o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves. A idéia, que à princípio parece ser uma forma de protesto bem humorada, é um péssimo marketing para Hildon, que não sei como está lidando com a questão. Se tornar um político folclórico é a pior coisa, já que não transmite nenhuma confiança ou respeito. Triste fim para quem foi eleito como um grande paladino que iria resolver todos os problemas da cidade.

https://politico.painelpolitico.com/wp-content/uploads/2019/02/ache-150x150.jpg 150w, https://politico.painelpolitico.com/wp-content/uploads/2019/02/ache-300x300.jpg 300w, https://politico.painelpolitico.com/wp-content/uploads/2019/02/ache-360x360.jpg 360w" data-lazy-sizes="(max-width: 700px) 100vw, 700px" data-was-processed="true" />

Olha isso

A Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Rondônia entregou esta semana o registro de número 10 mil. Isso mesmo, em Rondônia já temos 10 mil advogados com OAB. Se levarmos em consideração que um número igual ou pouco maior é bacharel mas não tem o registro na Ordem, teremos pouco mais de 2% da população do Estado formada em Direito. No censo de 2014 Rondônia tinha 1,7 milhão de habitantes.

Ultrajante

O documentário “Ultraje”, que conta a história da banda Ultraje a Rigor, com depoimentos do músico Roger Rocha Moreira, que nos últimos anos apresentou um perfil de extrema direita, foi visto no primeiro fim de semana por… 101 pessoas. Foi exibido em 20 salas. É a pior bilheteria entre os filmes brasileiros em cartaz. Pelo jeito, ele não conseguiu surfar na onda direitista que assola o país.

Transparência zero

E o governo Bolsonaro acabou com a lei da transparência ao permitir a classificação de dados como “sigilosos”. Daqui a algumas semanas, todos os órgãos públicos vão passar a adotar esse tipo de classificação quando forem questionados sobre gastos públicos. Desse jeito fica fácil acabar com a corrupção, escondendo a bandalheira.

Surtada

A tal Damares Alves realmente é uma pessoa com sérios problemas de cabeça e em qualquer país sério estaria bem longe de um cargo público. A última dela foi dizer que em Porto Velho os professores aplicavam provas com conteúdo pornográfico para crianças de 8 anos. O Sintero reagiu em nota, mas deve ficar nisso mesmo. A surtada também declarou que nos próximos 10  dias o governo edita a normatização para ensino em residências. Já dá para prever o que vem por ai.

Plea Bargain

Quem assiste filmes americanos deve ter se indignado em algumas situações quando o promotor e o advogado de um criminoso fazem um acordo e o sujeito que cometeu um crime abominável é solto. Um exemplo desse tipo pode ser visto no filme “Código de Conduta“, com Gerald Butler e Jamie Foxx. Isso é o que acontece no tal plea bargain defendido por Sérgio Moro. No filme, o homem surta após o criminoso que matou e violentou sua esposa e assassinou sua filha é solto por ter feito um acordo com a promotoria.

Tem que reduzir

Criminalidade não se combate prendendo gente. Os Estados Unidos são a melhor prova disso. Tem que melhorar a educação, ensinar cidadania e respeito à vida e a propriedade.

Estudo identifica possível marcador biológico precoce de demência

O aumento dos níveis de um marcador indicando lesão das células vasculares que ajudam a manter a integridade da barreira hematoencefálica (BHE) está associado a maior risco de comprometimento cognitivo, sugerindo uma via fisiológica para a doença de Alzheimer e outras demências, revela nova pesquisa. Neste estudo transversal, nem todas as regiões do cérebro foram igualmente comprometidas. A degradação dos pericitos dos capilares cerebrais ocorreu mais no hipocampo e nas estruturas cerebrais relacionadas. Devemos destacar que os resultados foram independentes dos tradicionais sinais de risco de demência. A disfunção vascular refletindo a perda da integridade da barreira hematoencefálica no hipocampo é um biomarcador precoce da disfunção cognitiva humana independentemente dos biomarcadores clássicos de Alzheimer: beta-amiloide e tau, disse ao Medscape o autor sênior Dr. Berislav V. Zlokovic, Ph.D., médico e diretor de pesquisa em Alzheimer do Zilkha Neurogenetic Institute, e professor e chefe do Departamento de Fisiologia e Neurociência da Keck School of Medicine da University of Southern California (USC), em Los Angeles. Tratar a quebra da integridade vascular da barreira hematoencefálica com extravasamento do conteúdo dos vasos sanguíneos tem o potencial de retardar e/ou interromper o declínio cognitivo, independentemente de os pacientes terem ou não biomarcadores clássicos da doença de Alzheimer”, acrescentou o Dr. Berislav. Essas descobertas foram publicadas on-line em 14 de janeiro no periódico Nature Medicine.

Painel Político : Site da prefeitura ignora princípio da impessoalidade e coloca Hildon como “grande salvador”
Enviado por alexandre em 04/02/2019 21:25:57

Prefeito abandonou audiência para viajar à Miami onde participou de casamento da filha em plena crise dos transportes. Episódio rendeu bate-boca em redes sociais e ameaças de processo. E ainda, Marcos Rocha leva sonora vaia em sua primeira aparição pública
Mudanças

O jornalista Gérson Costa assume a direção de comunicação da Assembleia Legislativa de Rondônia no lugar de Eliênio Nascimento. A mudança veio com a nova Mesa, presidida por Laerte Gomes (PSDB). O ex-deputado estadual Cleiton Roque (PSB) vai ficar na diretoria financeira da Casa. Gérson foi secretário municipal de esportes em Porto Velho, foi editor de política do Diário da Amazônia e do extinto Folha de Rondônia e editava o eletrônico Rondoniagora. Experiente e bem relacionado, deve dar um gás nas relações entre o legislativo e a imprensa.
Levou vaia

Marcos Rocha levou uma sonora vaia na posse dos deputados estaduais ocorrida na última sexta-feira, 1, em Porto Velho. Reflexo de seu fiasco como comunicador de Facebook. E nem na rede de Zuckerberg está conseguindo convencer, ao menos foi o que mostrou uma enquete feita pelo Rondoniavivo, que tem um público bem eclético. Com uma amostragem de 4,5 mil votos, 69% dos leitores reprovaram os primeiros 30 dias do governador. E isso é sintomático. Se as eleições fossem hoje, Rocha certamente teria dificuldades para ser eleito, afinal, acabou a euforia eleitoral.
E deve piorar

Com um secretariado apático, sem nenhuma interação, o governo trabalha para dentro e não consegue sequer manter uma aparência de eficiência. A manter esse perfil, Rocha terá muita dificuldade em se mostrar um bom gestor. Para piorar, aposta suas fichas em uma relação com o Planalto que não tem se mostrado eficiente.
Queixas

Tem muita gente reclamando da ausência do governador nos municípios do interior. Marcos Rocha não visitou nenhum, nem falou com os prefeitos desde que assumiu.
O que está havendo?

O prefeito Hildon Chaves parece que não anda lá muito preocupado com os problemas da cidade. A impressão que tem passado aos cidadãos é a pior possível. Se Hildon acredita que episódios como sua viagem aos Estados Unidos para o casamento da filha em plena crise do transporte público não vai afeta-lo politicamente, ele está muito mal assessorado. Ele já protagonizou algumas passagens lamentáveis ao longo de seu mandato, e essa é apenas mais uma. Para completar, sua esposa, Ieda Chaves andou batendo boca com usuários de redes sociais, inclusive com ameaças de processo. O pessoal ainda não entendeu que Facebook não é lugar para discussão.
Faltou a aula?

E essa ausência do prefeito cria alguns problemas bem sérios, como por exemplo o uso do site da prefeitura para promoção pessoal, ferindo de morte a impessoalidade. Roberto Sobrinho foi condenado por bem menos, denunciado pelo Ministério Público que parece não conseguir enxergar nenhuma ilegalidade nas ações de Hildon Chaves. Na última sexta-feira, estampada na capa da página oficial do município a seguinte manchete – PREFEITO HILDON CHAVES CONSEGUE VOLTA DOS ÔNIBUS. A matéria ainda está no ar e caso você clique no link e tenham apagado, o print segue abaixo.
A pergunta é

O que vai ser feito em relação a isso? O ex-prefeito Roberto Sobrinho foi condenado por uma uma estrela estilizada, colorida, que em nada lembrava a logomarca de seu partido, e nem ele, nem Nazif nunca publicaram nada levando seus nomes, mas eis que surge Hildon Chaves, que parece estar acima da lei, e vem com essa ai. Só faltou mesmo a foto dele na capa e o número de seu partido.
Novidade nenhuma

A sessão de votação da nova Mesa do Senado teve pasta roubada, fraude na votação e muita palhaçada. Mas isso não é prerrogativa da atual legislatura. No passado os senadores fizeram muito pior. Antônio Carlos Magalhães fraudou o placar de votação eletrônico, com ajuda de José Roberto Arruda que depois foi governador do DF. Todas as eleições por lá são tumultuadas, achar que isso é novidade é no mínimo mostrar total desconhecimento sobre a vida política no Brasil.
Por aqui

Também não teve novidade alguma na eleição de Laerte Gomes para comandar a Assembleia no primeiro biênio e Alex Redano no segundo. Até os bagres do Madeira já conheciam essa configuração desde o ano passado. Quem tentou tumultuar o processo e deu com os burros n’agua foi o governo, achando que o legislativo é um quartel onde manda quem tem patente. Na política, e na vida, convence quem tem argumentos, humildade e sabe respeitar os demais. Na marra não se consegue nada.
Restrição calórica com jejum intermitente é a dieta ideal, mostra estudo

Em um pequeno estudo randomizado de oito semanas, as mulheres com sobrepeso que fizeram dieta hipocalóricas e três dias de jejum por semana perderam mais peso e tiveram melhores marcadores cardiometabólicos do que as que apenas reduziram sua ingesta calórica, fizeram somente jejum ou não fizeram nenhum dos dois. “As mulheres obesas que adotaram uma dieta na qual ingeriram 70% do consumo de energia necessário para manutenção do peso e fizeram jejum intermitente foram as que perderam mais peso”, disse a primeira autora do estudo, Dra. Amy T. Hutchison, pesquisadora pós-doutoranda na Adelaide Medical School da University of Adelaide na Austrália, em uma declaração de sua universidade. “As outras mulheres do estudo, que fizeram jejum intermitente sem reduzir a ingestão de alimentos; que reduziram a ingestão de alimentos sem fazer jejum, ou que não seguiram nenhuma dieta, não foram tão bem-sucedidas em termos de perda ponderal”, comentou a pesquisadora. As novas descobertas do estudo Effects of Periodic Fasting Versus Daily Energy Restriction on Metabolic Health (PREFER) foram publicadas na edição de janeiro do periódico Obesity. Nesta coorte, de quase de 90 mulheres de meia-idade ou mais velhas com sobrepeso ou obesidade randomizadas para quatro estratégias diferentes, as participantes mais bem-sucedidas perderam entre 0,5 e 1,0 kg por semana. Os pesquisadores concordaram, dizendo ser necessário fazer novas pesquisas e admitindo que os resultados não podem ser generalizados para uma intervenção prolongada ou para outras populações. “Embora o estudo confirme que o jejum intermitente é mais eficaz do que uma dieta restritiva continuada, o estímulo determinante para limitar o apetite das pessoas, que poderia ser a chave da promoção de uma perda ponderal eficaz, exige uma investigação mais aprofundada”, disse a Dra. Leonie. O grupo planeja investigar a eficácia do jejum intermitente em longo prazo para homens e mulheres em novos ensaios clínicos.

Painel Político : Marcos Rocha poderia ter vetado o repasse para a imprensa, mas não fez, vetou o PCCS do agentes
Enviado por alexandre em 16/01/2019 00:41:39

E ainda, nunca os deputados foram tão necessários. Parlamento será a principal linha de defesa dos servidores públicos, produtores e sociedade contra medidas que possam ser arbitrárias do governo de Marcos Rocha e sua equipe
Independência

Os deputados estaduais que iniciam a legislatura em 1 de fevereiro terão um enorme desafio e devem exercer seu papel com responsabilidade, e acima de tudo, não pedir nada ao governo. E quando digo “nada” é nada mesmo, nem cargos nem liberação de emendas, nem favores de nenhuma espécie, para que possam garantir a independência do poder Legislativo. Caso eles não façam isso, a sociedade corre o risco de amargar quatro anos com ações truculentas e totalmente descabidas, como foram os vetos do governador Marcos Rocha (PSL) a uma série de despesas que já estavam previstas no orçamento de 2019, como o PCCS dos agentes penitenciários e a criação do Instituto de Terras de Rondônia (ITERON).
A justificativa

É que ele precisa ver primeiro a situação para poder decidir. Mas, onde ele estava mesmo durante a transição que não viu isso? O governador, através do Facebook, resolveu chamar todo mundo que notícia qualquer coisa que ele discorde, de mentiroso. Aproveitou para tentar justificar o pagamento de diárias para sua esposa, em uma viagem onde ela não deveria ter recebido. Disse que “não sabia” e só “descobriu quando estava lá”. E claro, que “tudo está dentro da legalidade”.
Aliados, ‘pero no mucho’

O governador gosta de repetir que foi eleito sem ajuda de ninguém, e considera isso um grande feito. Queixas de que virou às costas a companheiros de primeira hora pipocam em vídeos e áudios que circulam nos grupos de Whatsapp por todo o Estado, criando a impressão que não foi bem assim. Mas, isso é um problema dele com seus aliados, o mais importante é que ele dê início ao que de fato interessa à população, reformas, geração de emprego e fortalecimento do setor produtivo.
Não reduziu não

Em seu desabafo, Rocha alegou que “vai reduzir o quadro de comissionados, pois é isso que a população espera dele”. O problema é que o Diário Oficial mostra outra coisa. Rocha já nomeou pelo menos 1 mil pessoas em cargos comissionados, contrariando seu discurso de “mudança”. Também rasgou o compromisso que havia feito com setores da segurança pública, incluindo os agentes penitenciários.
Receita para economizar

Que o Estado precisa ser gerenciado com responsabilidade, isso é um fato, mas temos uma população carcerária gigantesca que não pode ser ignorada e precisa ser vigiada. Quando era secretário de Justiça, Rocha concedia entrevistas falando que não tinha recursos, não tinha como resolver os problemas. O governador poderia começar cancelando os contratos de alimentação com presídios e implantar uma cozinha industrial no sistema, com mão de obra dos próprios presos, só aí sobraria fácil cerca de R$ 11 milhões por ano apenas com os presídios de Porto Velho. Esses aí são os gastos que poderiam ser reduzidos a apenas R$ 3 milhões, para todas as unidades, caso fosse montada uma cozinha industrial do próprio presídio, e poderiam cair ainda mais, se a colônia agrícola de fato fosse agrícola.

Socioeducativo: R$ 2.264.680,80 / Edvan Mariano: R$ 3.950.489,45 / Enio pinheiro: R$ 3.280.551,98 / Milton soares: R$ 1.289.886,00
Papel dos deputados

Historicamente os deputados costumam fazer um “toma-lá-dá-cá” com o governo de plantão. Legislaturas anteriores aprontaram todo tipo de lambança, do loteamento de cargos no governo a recebimento de propina em dinheiro. Mas a atual legislatura vai passar por um controle maior. Em tempos de redes sociais, fica mais difícil esconder as traquinagens. Os deputados precisarão garantir sua independência para poder fazer aquilo para o qual foram eleitos, legislar e fiscalizar os atos do governo. É necessário que o legislativo passe a protagonizar o cenário político, trabalhando em sintonia com o governo quando for o caso, e impedindo desmandos e uso indiscriminado da máquina em ações nada republicanas, como o grampo ilegal em telefones de autoridades, conforme boatos que já circulam.
Brainstorm coisa nenhuma

Marcos Rocha disse que, “em reunião com seu grupo de assessores, fizeram uma ‘brainstorm’ que foi de onde surgiu a idéia de usar o prédio da Assembléia (o antigo) como uma extensão do Pronto Socorro João Paulo II. Mas, pera lá. Essa idéia foi minha (minha mesmo, Alan Alex), em conversa no gabinete do deputado Cleiton Roque, que desconhecia o fato de que naquele prédio funcionou um hospital no passado, que depois virou Assembleia, portanto poderia ser novamente adaptado para uma unidade de extensão do JPII. O deputado gostou da idéia, comentou com Maurão de Carvalho, que comentou com Daniel Pereira e esse por sua vez, me ligou para cumprimentar pela idéia, que chegou a ser divulgada pela própria Assembleia. Dias depois, em conversa com Daniel Pereira ele me disse que a proposta era viável, mas a possibilidade seria remota de acontecer ainda em sua gestão.
Corte, mas corte mesmo!

O governador disse ainda em seu desabafo que “pretende cortar despesas”. Ele poderia começar cortando a verba de publicidade da TV Rondônia, TV Allamanda, TV Meridional, SIC TV, e REDE TV!. Seria uma economia fantástica e os cofres públicos agradecem. Enquanto ele não rever essa questão do pagamento de publicidade para estes veículos de comunicação, todo o resto será papo furado.
Vai ser difícil

Helena Campanari, chefe do cerimonial do governo é mulher de Antônio Campanari que vem a ser o diretor da TV Rondônia. Eles são pais do advogado Richard Campanari, conselheiro do governador, que por sua vez é sócio de Érika Gerhardt, adjunta da Casa Civil. Entenderam quem é a “mídia lixo” que recebe dinheiro público? Entenderam porque os sites, que cobram a tão propalada honestidade do governador são considerados por ele como “jornalecos que só pregam mentiras”?
Enquanto isso

Jair Bolsonaro flexibiliza a posse de armas no Brasil. Mas, antes de sair comemorando é bom saber quanto custa ter um revólver daqueles bem chinfrim. Vai ter que vender um rim pra comprar. Quer saber quanto é? CLICA AQUI.
Pré-eclâmpsia associada a risco de AVC: AAS pode ajudar

A pré-eclâmpsia e outras formas de hipertensão gestacional aumentam o risco de acidente vascular cerebral (AVC) para a mulher, o que pode ser reduzido com o uso regular de ácido acetilsalicílico (AAS), sugere novo estudo. “Mulheres com alto risco de pré-eclâmpsia são tratadas com ácido acetilsalicílico durante a gestação e nós sabemos que isto diminui o risco desta complicação, mas o AAS costuma ser suspenso após o parto. Ainda não temos resposta se o medicamento deve ser mantido para estas mulheres”, disse ao Medscape a primeira autora do estudo, Dra. Eliza C. Miller, médica da Columbia University Mailman School of Public Health, na cidade de Nova York. “Este estudo não responde a esta questão, mas nós demonstramos alguns achados interessantes e sugestivos”, disse a pesquisadora. “Observamos uma tendência de benefício do ácido acetilsalicílico para as mulheres com hipertensão gestacional neste estudo, mas o efeito não foi significativo no grupo inteiro. Entretanto, mulheres entre 40 e 50 anos de idade tiveram o maior benefício e o efeito foi significativo nesta faixa etária. É possível que o efeito esmaeça à medida que a mulher envelhece”. No entanto, a médica advertiu que, por este estudo ser observacional, os dados devem ser considerados preliminares. “Não podemos fazer recomendações definitivas do tratamento regular com ácido acetilsalicílico das mulheres com história de hipertensão gestacional com base nestes dados, mas me parece que devemos levá-los em consideração ao avaliarmos o risco de doença cardiovascular e de acidente vascular cerebral nestas mulheres”.

Painel Político : Sobre a candidatura de Eyder Brasil: “Ele terá dois votos, o dele e o do Lebrão”
Enviado por alexandre em 10/01/2019 20:02:55

Deputados se irritam com intrusão do governo na eleição da Mesa Diretora da Assembléia. Relatório da SESDEC podia ter sido usado para cancelar contrato milionário com a TB Serviços, mas foi ignorado. OAB não reajustou anuidade
Alone

“Ele terá dois votos, o dele e o do Lebrão”, a fala é de um deputado novato sobre a candidatura de Eyder Brasil para a presidência da Assembleia Legislativa “com apoio de Marcos Rocha” (que não foi oficializado pelo governador). Eyder passou o dia compartilhando mensagens de apoiadores de sua candidatura em seu perfil no Facebook. Em uma delas, ele chama os colegas de “ratos”. Se a idéia era conseguir votos, realmente ele está no caminho errado.
Emergência

E a quarta-feira está sendo agitada na Assembleia. Deputados passaram o dia entrando e saindo de reuniões para tratar da eleição da Mesa. Alguns que estavam no interior foram chamados “com emergência” por emissários de Brasil. Nos corredores, fala-se em propostas de “40 cargos no governo” para cada um que der apoio à candidatura do único deputado estadual do PSL. Para quem foi eleito falando em “moralidade”, a contradição é gritante. Se de fato for isso que estiver acontecendo, é vergonhoso.
Sem reajuste

A OAB de Rondônia foi uma das poucas seccionais do país que não deu reajuste na anuidade. Os boletos já estão sendo emitidos com os mesmos valores de 2016. Quem pagar até o dia 10/01 tem 15% de desconto na anuidade.
Falando em OAB

Elton Assis, o novo presidente assumiu em 1 de janeiro sem barulho. A solenidade de posse foi discreta, e reuniu um pequeno grupo. Elton pretende implementar uma série mudanças após o fim do recesso do judiciário, dia 20/1, que é quando o “ano judicial” começa de fato.
Sem chance

O deputado federal do MBL, Kim Kataguiri, em um completo desconhecimento da independência dos poderes, ingressou no STF para obrigar a Câmara a promover o voto aberto na eleição da Mesa. Toffoli, presidente da Corte, informou em despacho que “a escolha do presidente da Câmara é um assunto interno do Legislativo” e enterrou a pataquada.
Então…

Um relatório de fiscalização da SESDEC, de março de 2018, apontou uma série de irregularidades no contrato da empresa TB Serviços (que aluga carros para o governo) que permitiam o cancelamento do contrato. Entre as irregularidades apontadas estava a falta de seguro dos veículos, o que, segundo indicou o documento, “há o risco de que, não tendo sido feito o seguro dos veículos locados nos exatos termos da previsão contratual, as obrigações apontadas nas alíneas “a”, “b”, “g” e “n” muito embora estejam sendo adimplidas pela Contratada, não se pode olvidar que esta empresa poderá pleitear, futuramente, o ressarcimento dos valores gastos na manutenção dos veículos em situações nas quais certamente o seguro cobriria, independentemente de culpa do agente público”.
CLIQUE NO BOTÃO PARA LER O RELATÓRIO
Download
Indo além

O relatório, de 15 páginas, indicou ainda uma série de faltas por parte da empresa, que era notificada formalmente, mas não corrigia as falhas. Mesmo assim, o contrato foi mantido, a nota paga e a TB segue feliz. À título de complementação da informação, o “representante” da empresa que é amigo pessoal do atual superintendente de Gestão e Gastos Públicos, Júnior Gonçalves, chama-se Geraldo Romera P S Gomes, que vem a ser filho da proprietária da empresa. Eles seguem sendo amigos. A TB segue com o contrato. E a gente segue com a conta.
Estudo genético comprova que o diabetes tipo 2 pode causar disfunção erétil

O diabetes tipo 2 pode ser um fator causal na etiologia da disfunção erétil (DE), com a resistência à insulina como provável via de mediação, sugerem resultados de uma análise de associação genômica ampla. Os dados também revelaram um locus genético relacionado com a disfunção erétil. O Dr. Bovijn Jonas, Ph.D., do Big Data Institute, na University of Oxford, no Reino Unido, e colaboradores, reuniram dados de mais de 220.000 homens provenientes de três coortes, dos quais mais de 6.000 tinham disfunção erétil. Os pesquisadores inicialmente mostraram que uma região no cromossomo 6 está associada à disfunção erétil. Sua localização sugere que este quadro seja associado à desregulação do hipotálamo. A seguir, os autores fizeram uma análise de randomização mendeliana que examinou a relação entre as mutações genéticas conhecidamente associadas, neste caso, a fatores cardiometabólicos e ao desfecho de disfunção erétil. A pesquisa, publicada on-line em 20 de dezembro no periódico American Journal of Human Genetics, mostrou que a predisposição genética ao diabetes tipo 2 aumentou o risco de disfunção erétil. Este risco foi impulsionado principalmente pela tendência à resistência à insulina .

« 1 (2) 3 4 5 ... 180 »