Painel Político - Polícia Federal investiga desvios no FITHA em Rondônia - Notícias
« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 170 »
Painel Político : Polícia Federal investiga desvios no FITHA em Rondônia
Enviado por alexandre em 07/12/2016 00:49:26

E ainda, entenda a situação da CAERD em números e veja porque não é vantagem para a população a empresa ser privatizada

Olha essa

O novo prefeito de Porto Velho já tem um problema a enfrentar logo de cara, chamado Caerd. Hildon Chaves pretendia (e digo no passado) implantar uma Parceria Público Privada (PPP) para resolver o problema de saneamento da capital. Não vai conseguir e explico. A Caerd detém a concessão de exploração dos serviços de água e saneamento pelos próximos 15 anos e ela está à venda. Quem comprar, se conseguir, não vai querer perder esse filé. E não, não é “carne de pescoço” como andam falando por ai em textos publicados na internet arguindo que “a empresa é inviável”. Como todos sabem, números não mentem, então vamos a eles.

Dados

A Caerd vem sendo propositalmente inviabilizada para que seja vendida à preço de banana no mercado. Em 2010 a receita da empresa era de R$ 88 milhões, em 2011 R$ 97 milhões, em 2012 saltou para R$ 103 milhões, em 2013 foi para R$ 107 milhões, em 2014 R$ 115, 2015 caiu para R$ 112 e até agosto desse ano não havia chegado aos R$ 55 milhões. A tal “gestão compartilhada”, que assumiu em 2000 e ficou até 2010 aumentou de 116 mil ligações para 178 mil, e isso representou um aumento de R$ 26 milhões para aproximadamente R$ 94 milhões. Em 2000 a companhia tinha 637 funcionários e em 2010 foi entregue com 536, sendo 4 comissionados. Em 2013, após o concurso esse número foi para 717 efetivos e 6 comissionados e em 2016, após a transposição de 76 servidores a companhia tem 618 efetivos e 115 comissionados.

Quer mais números?

Vem comigo. Em 2000, o Governo do Estado entregou a empresa para gestão compartilhada (governo, sindicato e trabalhadores). A companhia estava na época com as contas bloqueadas por força de 9 ações civis públicas, do MP/RO. Sendo 1 ação civil pública, para cada cidade: Pimenta Bueno, Presidente Médici, Ariquemes, Jaru, Ji-Paraná, Ouo Preto, Rolim de Moura, Colorado e Espigão D’Oeste. Passou por 96 dias em greve, 5 meses de salários atrasados, benefícios e falta de treinamento dos funcionários e de material e condições de trabalho. A empresa devia R$ 48 milhões em ações trabalhistas, R$ 124 milhões em encargos sociais, R$ 7 milhões a fornecedores e R$ 4 milhões em folha de pagamento. Devia aproximadamente R$ 185 milhões e tinha de arrecadação R$ 36 milhões em ligações particulares, R$ 23 milhões com poder público – órgãos federal, estado e municípios (que também atrasava os pagamentos), ou seja, se todos pagassem em dia, a empresa teria no máximo uns R$ 60 milhões no caixa. Portanto, percebe-se que hoje ela está longe de ser inviável.

Mas, porque querem vender?

O motivo é bem simples, o governo quer se livrar de gestão. A empresa precisa de funcionários, que geram encargos, que por sua vez acumulam penduricalhos e brigam politicamente por cargos e por ai vai, a mesma ladainha de sempre. O problema é que, por mais desastrosa (propositadamente) que esteja sendo a gestão de Iacira Azamor e sua trupe de comissionados, a empresa vem sobrevivendo. O problema da Caerd não é a empresa, são os gestores indicados politicamente. O melhor para a população de Porto Velho nessa altura do campeonato, seria a companhia se manter pública, executar as obras que precisa, investir em novas ligações e fazer parceria com a prefeitura. Isso o Tribunal de Contas não vê…e parece que o Ministério Público também não.

Água e saneamento

Estão virando um dos maiores negócios da atualidade, e é no mínimo uma irresponsabilidade manter Iacira no comando da empresa, sendo que absolutamente todos os indícios apontam para uma gestão claramente focada em destruir a empresa. Enquanto isso a população sofre com a falta de investimentos. Chega a ser criminoso. Se água e saneamento não dessem lucro, não teria tanta gente querendo entrar nesse segmento. Abre o olho TCE.

Caos

O Brasil está virado de ponta a cabeça, institucionalmente falando. A Constituição virou lenda, o Supremo Tribunal Federal está altamente politizado e Congresso e Executivo nunca estiveram tão fragilizados. A Bolívia parece ser um país sério perto do Brasil dos últimos tempos. Nem nos piores momentos, os “patrícios” tiveram tanta instabilidade como nós tivemos em 2016. Lamentável.

Vai tremer

Rondônia vai se surpreender com revelações que virão à tona em operações que devem acontecer em breve no Estado. Um dos focos de investigação está na gestão do Fundo de Infraestrutura, Transportes e Habitação – FITHA e pega muita gente. De deputado estadual a secretários de governo. E sabem (perdoem o trocadilho) quem passou a “fita”? O prefeito preso de Vilhena, José Rover.

A fé ativa mesma área no cérebro que o sexo e as drogas

As experiências espirituais e religiosas ativam o circuito de recompensa do cérebro. De acordo com um estudo publicado terça-feira na revista científica Neuroscience social, a área é a mesma ativada pelo amor, pelo sexo, pelos jogos de azar, pelas drogas e pela música. No estudo, pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, realizaram um experimento com 19 jovens e adultos que seguem a religião Mórmon. Os pesquisadores selecionaram um grupo de participantes que tinham maior probabilidade de experimentar sentimentos espirituais reconhecíveis em um ambiente controlado. Por isso, todos os participantes relataram experimentar sentimentos espirituais, frequentavam a igreja regularmente e eram ex-missionários religiosos. Os exames de ressonância magnética revelaram que os sentimentos espirituais ativaram o núcleo accumbens, região responsável pelo processamento dos circuitos de recompensa. Isso mostra que as experiências religiosas e espirituais ativam os mesmos circuitos de recompensa do cérebro que o amor, o sexo, o jogo, as drogas e a música. Outra área ativada pela experiência espiritual foi o estriado. Essa região já tinha sido associada com a prática em estudos anteriores.

Painel Político : Alan Alex
Enviado por alexandre em 29/11/2016 22:27:40

Execução estará à cargo do DER, que não consegue realizar nada que seja viável e capital deve perder o recurso. E ainda, CAE aprova projeto de Cassol, que se aprovado em plenário vai derrubar os juros de cartão de crédito a 28%

Não quis

O deputado federal Luiz Cláudio destinou, e já está na conta do município desde 2015, R$ 850 mil em emenda para equipar duas maternidades em Porto Velho. Isso que você leu, o dinheiro está na conta do município para essa finalidade, mas o prefeito Mauro Nazif (PSB) não executou. Mauro se recusou, durante todo seu mandato, a usar qualquer recurso proveniente de Brasília.

Agora em 2016

A bancada federal destinou para a capital uma emenda propositiva no valor de R$ 134 milhões, que só podem ser usados em Porto Velho e só podem ser aplicados em asfalto e drenagem. A opção por Porto Velho aconteceu em 18 de outubro deste ano e PAINEL POLÍTICO acompanhou a reunião. E a capital foi a escolha porque o recurso só pode ser aplicado em uma obra. Isso pode parecer bom, e seria se o município executasse a obra. Mas, isso não vai acontecer.

E agora emperra

Não vai acontecer por um motivo bem simples, quem vai ficar responsável pela execução é o DER, que já mostrou não ter competência para executar obra nenhuma. Não por seu corpo técnico, mas por seus diretores, que somam trapalhadas sobre trapalhadas em todo o Estado e exemplos não faltam. Para se ter uma idéia, o recurso só será liberado após a apresentação do projeto, que leva em média 6 a 8 meses para ficar pronto. Então já podemos jogar isso para agosto ou setembro de 2017. A partir daí começa o processo licitatório (tomara que façam, porque as obras que o DER resolve meter o bedelho, sempre acabam mal). Mas ai já estaremos no início do período de chuvas, então se tudo der certo, a coisa começaria a andar em março 2018. Mas, como as coisas em Rondônia que dependem do DER nunca saem como o planejado…

Os maiores prejudicados

Claro, a população e o prefeito Hildon Chaves, que esteve em Brasília e se reuniu com a bancada e saiu achando que a coisa estava resolvida. Estaria, se ele fosse o executor. Como o buraco é mais embaixo nesse caso, ele vai precisar da ajuda, e muita, de deputados estaduais para cobrar o andamento dessas obras, e olhando assim, criticamente, sobrou Léo Moraes. Evidente que a campanha acabou e está na hora de deixar de lado o ranço da campanha eleitoral e partir para resolver os problemas da cidade, que não são poucos.

Falando em Léo Moraes

O juiz federal Lúcio Linhares Perdigão de Morais determinou na última segunda-feira que a Ceron cumpra a determinação judicial de não cobrar pelas bandeiras tarifárias em Rondônia. A ação foi uma iniciativa do deputado Léo Moraes através da Facer. Resta saber se a empresa vai cumprir, afinal, como disse na última coluna, desobedecer decisão judicial em Rondônia virou passatempo preferido dos órgãos públicos. Até o dia em que as decisões vierem seguidas de mandados de prisão, aí pode ser que as coisas comecem a mudar…

Bola dentro

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou a proposta do senador Ivo Cassol em estabelecer um teto para os juros de cartões de créditos no Brasil através da alteração da lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, que dispõe sobre a política e as instituições monetárias, bancárias e creditícias para limitar os juros de cartão de crédito. De acordo com os dados divulgados pelo Banco Central, no cartão de crédito, as taxas atingem percentuais próximos de 400% ao ano para as concessões a pessoas físicas, e a 250% para empresas. Se considerar um CDI de 14% ao ano, a taxa máxima cobrada seria de 28% ao ano. Os bancos teriam um lucro bruto de 100% do custo captado. Portanto, o limite proposto é móvel e bastante amplo.

Agora

Eu proponho que todos os cidadãos que estejam lendo essa coluna, e que estejam cansados de serem extorquidos pelos bancos, pressionem os senadores para que a proposta seja aprovada em plenário, que é o mais difícil, já que as instituições financeiras bancam grande parte de campanhas políticas. De qualquer forma AQUI tem a lista de todos os senadores em exercício com seus respectivos e-mails e telefones de gabinetes. Não custa mandar uns e-mails cobrando posição favorável ao projeto do italiano, que dessa vez acertou em cheio!

Alguém viu?

Alguém sabe informar os paradeiros da ex-deputada estadual Ellen Ruth e do ex-deputado estadual Marcos Donadon? É porque eles estão foragidos e a polícia quer falar com eles. Se alguém souber, pode ligar direto para o 190…

Dia 9

Acontece no auditório da Unopar em Porto Velho, a diplomação do prefeito eleito Hildon Chaves e dos vereadores. A solenidade está prevista para acontecer às 17 horas.

Falta de Vitamina C causa escorbuto, que voltou a aparecer

O antigo e temido Escorbuto, doença caracterizada pela falta de vitamina C no organismo, que vitimou muitas pessoas no início do século XVIII em períodos de intensos e rigorosos invernos, reapareceu em pleno século 21, na moderna Sydney, na Austrália. De acordo com o jornal australiano local, Sydney Morning Herald, Penelope Jackson se tornou a primeira, de alguns residentes, no oeste de Sydney a ser diagnosticada com o chamado “flagelo dos mares” – já que a maioria das vítimas era marinheiros, uma vez que passavam muito tempo navegando e não consumiam alimentos que contenham vitamina C, como frutas. As principais funções da vitamina C estão na síntese do colágeno – o que ajuda a garantir a saúde dos ossos, dentes, gengivas e vasos sanguíneos, além de contribuir para aumentar a absorção do ferro consumido na dieta.

Painel Político : Painel Político por Alan Alex
Enviado por alexandre em 18/11/2016 01:11:04

Nome do atual conselheiro federal vem sendo apontado como “consenso” para suceder Andrey Cavalcante na Ordem em 2018

Enfim

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral foi preso nesta quinta-feira pela Polícia Federal que cumpria dois mandados contra o político, um da Lava Jato e outro da justiça carioca. Cabral passou oito anos fazendo propaganda de uma “cidade maravilhosa”, próspera e pacificada que só existia mesmo nos comerciais. A maquiagem derreteu e apareceram os problemas. O Rio está falido, ainda mais violento e Cabral e sua gangue, milionários. O valor desviado por eles equivale a 11% da folha de pagamento do Estado. A PF tem uma longa lista de políticos para prender Brasil afora e paciência, ela chega em Rondônia…

Imbeclidade

Na quarta-feira, 16, um bando de gente com sérios problemas mentais invadiu o plenário do Congresso gritando algumas barbaridades como a volta do regime militar. Também esta semana o jornalista Caco Barcelos, um dos maiores defensores dos direitos humanos do país, foi alvo de agressões por uma turba ensandecida que culpava o profissional pela alienação imputada à Rede Globo. Cenas bizarras de um país que se perdeu em sua própria história. Pessoas que tentam arrumar um culpado pelos erros cometidos nas urnas em sucessivas eleições. A Globo é culpada pela péssima qualidade de sua programação e também por fazer um jornalismo tendencioso, isso foi problema no passado, quando apenas ela era fonte de informação. Hoje em dia, basta apertar o botão do controle remoto e mudar de canal. Assiste quem quer. Abaixo, as imagens da barbárie.

Pressão

O advogado Elton Assis vem sendo “apertado” pelos colegas de profissão para disputar a presidência da OAB em 2018 e suceder Andrey Cavalcante. Elton atualmente é Conselheiro Federal da Ordem e seria um nome de consenso. Bem relacionado, navega com tranquilidade entre os grupos e por essas qualidades vem sendo cogitado para a disputa. No páreo com Elton, a competente Maracélia Oliveira, vice-presidente da Ordem que vem realizando um grande trabalho à frente da comissão de prerrogativas.

E falando em OAB

Não é de hoje que advogados reclamam da atual gestão da Caixa de Assistência dos Advogados de Rondônia – CAARO, que está sendo administrada por Rochilmer Rocha. Ele já chegou a ser advertido sobre sua atuação. Na gestão anterior, a Caaro desenvolveu uma série de atividades e se aproximou bastante da advocacia, principalmente no interior. E é exatamente de onde vem a cobrança maior atualmente. Rochilmer ainda tem tempo de reverter a situação, mas tem que começar rápido.

Sobre a Odebrecht

Na última coluna falamos sobre o anexo da delação de diretores da Odebrecht que envolve políticos de Rondônia e citamos Jirau com envolvida. A Odebrecht era concorrente de Jirau, mas a Odebrecht é uma holding que abrange dezenas de empresas e várias prestavam serviços também em Jirau. As duas usinas foram beneficiadas com as isenções fiscais dadas pelo governo de Rondônia. Outro ralo de dinheiro público foram as chamadas “compensações” que poderiam ter resolvido uma série de problemas crônicos em Porto Velho, mas obras mal feitas à preços superfaturados foram o que restou. Mas muita gente ainda vai ter que prestar contas. A conferir.

E o lixo?

O Tribunal de Contas poderia julgar de uma vez o processo de licitação da coleta de lixo em Porto Velho que está suspenso por força de liminar. Esse certame se arrasta desde 2014, com idas e vindas e sem solução.

Recém-nascido não deve fazer longas viagens de carro

Pais devem redobrar a atenção quando precisam percorrer longas distâncias de carro com seus filhos recém-nascidos. De acordo com um estudo conduzido por Peter Flaming, da Universidade de Bristol, no Reino Unido, bebês com menos de quatro semanas de vida não devem permanecer mais do que 30 minutos na cadeirinha do carro. Para chegar aos resultados, Fleming replicou em laboratório os efeitos de dormir em um assento de carro próprio para bebês durante uma viagem. Depois de meia hora no assento, as quantidades de oxigênio no sangue de bebês menores de dois meses de idade caíram de forma significativa, enquanto a frequência cardíaca aumentou. Com base nessas informações, os médicos indicam que os pais evitem fazer longas viagens com bebês muito pequenos. Se a viagem for inevitável, é importante que um adulto fique ao lado do recém-nascido durante o percurso para se certificar de que ele está respirando adequadamente.

Painel Político : Painel Político por Alan Alex
Enviado por alexandre em 26/10/2016 00:14:58

Cada deputado tem direito a R$ 15,3 milhões em emendas, mas o papel aceita tudo e a população acredita…

Romaria

E segue em Brasília o périplo dos prefeitos eleitos e reeleitos dos municípios de Rondônia em busca de recursos nos gabinetes dos deputados federais em Brasília. Nesta terça-feira a Associação Rondoniense dos Municípios promove um jantar na capital federal e deve reunir grande parte dos prefeitos e alguns parlamentares. Mas a coisa não está fácil, o Congresso tem vivido dias difíceis, com expectativa sobre a Lava Jato, PEC 241 e outras matérias que o Executivo quer aprovar. Mesmo assim, não custa nada tentar. Mas dinheiro de verdade mesmo só ano que vem e a partir de fevereiro.

Falando em emendas

Leia com bastante atenção as próximas linhas para que não ocorram equívocos ou erros de interpretação. Cada deputado e senador tem direito de apresentar emendas individuais à proposta orçamentária do governo federal. Esse direito está definido no Regimento do Congresso. Para as emendas, o governo estabelece uma “reserva de contingência”, que são os recursos a serem utilizados nas propostas dos parlamentares. Agora em 2016 as emendas individuais de deputados e senadores ao orçamento somam R$ 9,1 bilhões. No total, os 594 congressistas apresentaram 6.378 emendas à despesa. Para 2017 ainda estão sendo discutidos os valores, mas não devem sofrer grandes alterações.

Sabendo disso

Você vai entender que qualquer parlamentar que apresentar um valor muito alto ao orçamento estará brincando com coisa séria. E é exatamente isso que a deputada federal Mariana Carvalho (PSDB) fez ao apresentar proposta de emenda parlamentar individual no valor de R$ 1 bilhão para serem aplicados em “obras de saneamento” na cidade de Porto Velho. Você confere no documento abaixo. A probabilidade, no melhor dos cenários, é que seja liberado menos de 0,01% desse valor. Mas, para que isso aconteça (a liberação) Porto Velho vai precisar de um projeto pronto e enxuto. O que está longe de acontecer. Mariana adora propaganda, então não se assombre se você começar a ver agora no final do ano, cartazes espalhados pela cidade “informando” que a deputada “destinou R$ 1 bilhão”. Só para ter uma idéia da brincadeira, este ano, cada parlamentar teve direito a R$ 15,3 milhões em emendas individuais.
Emenda da deputada Mariana Carvalho de R$ 1 bilhão
Emenda da deputada Mariana Carvalho de R$ 1 bilhão

Enquanto isso

O deputado federal Lindomar Garçon, que também andou colorindo os cabelos, participou da sessão da comissão de esportes que analisa a proibição, após decisão do STF, da vaquejada no Brasil. O deputado disse ser contrário à decisão. Para Garçon, “trata-se de uma manifestação popular que deve ser mantida”. A reunião da comissão foi tensa, no vídeo abaixo, o início da sessão com uma breve apresentação feita pelo Garçon, e entrevista da atriz Alexia Deschamps e da ativista Luiza Mell, que são contra a vaquejada. Confere ai.

Lixo

A coleta de lixo em Porto Velho deve dar dor de cabeça a partir do próximo ano, quando o novo prefeito terá que fazer o quanto antes a licitação de empresa responsável pelo serviço, que vem sendo feito pela Marquise. Uma decisão do Tribunal de Contas do Estado determina a imediata execução do certame. Na próxima coluna darei mais detalhes sobre o caso.

Crise

O Judiciário vem sendo foco de uma série de reportagens na imprensa nacional em relação a pagamentos feitos à magistrados acima do teto e os gastos com obras suntuosas. Cá entre nós, estava na hora do Judiciário, como um todo, se adaptar aos novos tempos, usar prédios mais modestos e focar na ampliação dos serviços e efetivo. E isso vale para as esferas estaduais e federal. a suntuosidade foge dos parâmetros da realidade brasileira. Já os recebimentos acima do teto não há o que se questionar, no Brasil todo mundo sabe que a lei vale para todos, né?

241

O Congresso aprovou em segundo turno a PEC 241, que estabelece um limite aos gastos públicos por um período de 20 anos, com um teto para gastos. O Congresso em Foco e a Agência Pública, produziram um material bem completo sobre o assunto que vale a pena conferir. Só clicar AQUI para ler.

Grampolândia

Na gestão Héverton Aguiar, o Ministério Público deu início a uma auditoria feita no sistema Guardião da Polícia Civil. Como se tratavam de milhares de horas de gravações, milhares de números de celulares e telefones fixos e mensagens de textos a serem cruzadas com inquéritos e autorizações judiciais, o trabalho se estendeu. Aguiar deixou o MP e nunca mais se falou sobre o assunto. Alguém sabe dizer no que deu?

Clínica Mais Saúde informa – Humanos escolhem parceiros sexuais por causa de uma proteína

Aquele desejo avassalador que você sente por outra pessoa pode realmente ser uma questão de química, ou melhor, biologia. Um estudo publicado na revista científica Nature sugere que o sistema imunológico pode ser o responsável por essa forte atração sexual. Segundo informações publicadas pela BBC Brasil, por uma questão de sobrevivência da espécie, nós procuramos – inconscientemente – parceiros sexuais com um antígeno leucocitário humano (HLA, na sigla em inglês) muito diferente do nosso. O HLA, também conhecido como Complexo Principal de Histocompatibilidade (MHC, na sigla em inglês), é um sistema que permite ao nosso corpo identificar células perigosas, vírus e bactérias. Ou seja, ele é a base sobre a qual o nosso organismo desenvolve o seu sistema de defesa. De acordo com os autores, é tudo culpa do nariz. Embora os cientistas ainda discutam como o HLA define o cheiro do nosso corpo, há provas de que certos componentes do odor podem ser encontrados em secreções como o suor e a saliva. Além disso, sabe-se que os neurônios olfativos identificam o antígeno leucocitário humano (HLA) sem que tenhamos qualquer consciência. Vale ressaltar que esses resultados não descartam a capacidade humana de domar o próprio instinto sexual, mas lança luzes sobre a importância do sistema imunológico no comportamento sexual e traz mais uma explicação científica para a popular ideia de que os opostos se atraem.

Painel Político : Painel Político por Alan Alex
Enviado por alexandre em 18/10/2016 20:19:52

Deputada declarou ter tido “um encontro produtivo” com Bruno Araújo, mas na semana passada TCU encontrou superfaturamento de R$ 205 milhões e cancelou qualquer repassa para Porto Velho

Romaria

O Congresso Nacional estava congestionado nesta terça-feira. Prefeitos eleitos de todo o país, acompanhados de deputados, vereadores e assessores visitavam deputados e senadores em busca de recursos ou apoio para seus municípios e claro, não poderiam faltar os de Rondônia. Com pires na mão, os pedidos são sempre os mesmos, dinheiro para honrar as folhas de pagamento e qualquer tipo de apoio, seja em forma de equipamentos, programas sociais ou pelo menos uma promessa de ajuda. E promessas foi o que todos levaram.

Reunião da bancada

A bancada federal se reúne ordinariamente para tratar de questões referentes principalmente à destinação de emendas para grandes projetos, como construção de hospitais, estradas, escolas, segurança e infra-estrutura. Na reunião que ocorreu nesta terça-feira, o governador Confúcio Moura pediu recursos de custeio para o centro de radiologia por imagens, que funciona anexo ao Hospital de Base, recursos para a manutenção do hospital fluvial Walter Bartólo, que custa R$ 7,2 milhões por ano, também pediu recursos para medicamentos e insumos para postos de saúde nas prefeituras, e dinheiro para outras unidades hospitalares. Confúcio apenas abriu a reunião e teve que sair para um compromisso externo, mas a fala dele você confere na íntegra no vídeo abaixo:

Ampliando

PAINEL POLÍTICO vai trabalhar para tentar ampliar ao máximo a cobertura em relação à bancada federal. Nosso projeto é estarmos cobrindo também as reuniões em comissões para que você saiba o que de fato fazem nossos representantes na capital federal. Questões pontuais podem ser levantadas pelos leitores, caso queiram fazer questionamentos, enviem um e-mail para alan.alex@gmail.com que a gente faz ao parlamentar. Também voltaremos com os vídeos “Direto de Brasília” já a partir desta quarta-feira.

Clã

Presente em Brasília, o clã Donadon, Melki, Rosani e Rosângela. Na pauta de pedidos, a construção de um hospital regional em Vilhena, aos moldes do que existe em Cacoal e Guajará-Mirim.

Também em Brasília

Glaucione, prefeita recém-eleita em Cacoal e o deputado estadual Só Na Bença, que não pediu nada, mas trouxe um séquito. Veio do chefe de gabinete ao assessor de imprensa. O resultado dessa visita para Rondônia, não sei, mas entre diárias e passagens a “visita” não saiu por menos de R$ 10 mil aos cofres públicos.

Muda?

Fontes palacianas muitíssimo bem informadas revelaram que Confúcio pretende trocar o comando da Sesdec o quanto antes. Ele quer “apagar o incêndio”, que o atual secretário Antônio dos Reis não conseguiu, seja por amizade com os delegados, seja por falta de traquejo político. Confúcio escolheu para a missão o atual comandante da PM, Coronel Enedy Dias, que tem um histórico respeitável. Mas, se tem uma coisa que Confúcio não gosta é de vazamentos. Ao ser informado que PAINEL POLÍTICO havia antecipado a informação, ele tratou de desconversar e disse que “não comentou isso com ninguém”. Pois é, mas comentaram. Agora circula a informação que Confúcio não quer mais nem um nem outro. Na polícia a preocupação é que ele arrume outra invencionice como o ex-sherifão apocalíptico Marcelo Bessa.

Vai sair

O engenheiro Miguel de Souza, responsável por projetos do DNIT para Rondônia garantiu que a partir do segundo semestre de 2017 devem ser iniciadas as obras da ponte bi-nacional em Guajará-Mirim e deverá ser inaugurada em 2020. Segundo ele, o custo do projeto deve ficar em R$ 70 milhões.

Confete

A deputada federal Mariana Carvalho enviou notícia à imprensa rondoniense falando que “Bruno Araújo (ministro das Cidades) coloca o Ministério à disposição do nosso mandato para levar tratamento dos esgotos e distribuição de água tratada para 100% da nossa Capital”. Balela. Ele pode até colocar o ministério à disposição, mas saneamento em Porto Velho vai demorar, e muito. Na semana passada o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou por medida cautelar que o Ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal se abstenham de destinar recursos federais para execução dos projetos e obras do sistema de esgotamento sanitário de Porto Velho porque foram identificadas irregularidades no processo licitatório e um superfaturamento de mais de R$ 200 milhões no projeto.

Ou seja

Bruno Araújo e Mariana Carvalho vão continuar tirando fotos juntos e falando o que vem entendem, mas “100% de saneamento” só na propaganda da deputada….

O problema é mais grave

O saneamento básico de Porto Velho só será resolvido com uma ação polícia conjunta, e a população tem que ter consciência disso. Usar um assunto tão sério, que é uma questão de saúde pública para promover fatos meramente políticos, chega a ser uma afronta. Acompanhe a atuação efetiva de seu parlamentar, não se deixe levar por propaganda e fotos bonitinhas. O caso é sério e requer responsabilidade.

Clínica Mais Saúde informa – Seu parceiro é estressado? Cuidado, isso lhe fará engordar

O stress já é um fator de risco conhecido para a obesidade, mas agora cientistas sugerem que um alto nível de stress não afeta só a pessoa, mas também quem está ao seu lado. De acordo com um estudo publicado recentemente no periódico científico Journals of Gerontoloy: Social Sciences, um parceiro estressado pode pode ter um efeito desastroso sobre a sua cintura, principalmente se você for mulher. No estudo, pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, acompanharam por quatro anos 2.042 pessoas com mais de 50 anos, que estavam em um relacionamento há, em média, 34 anos. A análise se concentrou na maneira como o stress crônico – aquele que dura no mínimo um ano entre outras – de um parceiro pode afetar os hábitos alimentares de outro. Enquanto algumas pessoas reagem ao stress perdendo a fome, outras exageram na comida. O estudo em questão concluiu que o estado emocional de um parceiro influencia muito nos hábitos alimentares do cônjuge, principalmente nas mulheres. Os resultados mostraram que, no início da pesquisa, 59% dos homens e 64% das mulheres estavam em risco para a obesidade. Ao final do período de acompanhamento, 70% das mulheres que tinham maridos estressados apresentaram maior risco de desenvolver doenças relacionadas ao sobrepeso. No caso dos homens, a proporção subiu para 66%. Embora o estudo não aborde o que fazer para diminuir o stress, pesquisas anteriores sugerem que os casais lidem com o stress juntos, e que as metas criadas por um casal podem ser mais eficazes do que as metas criadas individualmente.

« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 170 »