Painel Político - Painel Político Alan Alex - Notícias
« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 183 »
Painel Político : Painel Político Alan Alex
Enviado por alexandre em 15/02/2019 20:13:42

E aquele reajuste que já está valendo é irreversível, mesmo com todo o esperneio; e ainda, Coronel Crisóstomo era melhor ter ficado no quartel, porque em Brasília tá complicado

Falta filtro

Brasília não é para amadores, e isso se encaixa para os políticos estreantes. Mas tem gente que é ousada (para não dizer sem noção) e mete a cara em qualquer situação, sem sequer saber onde está entrando. E assim foi a primeira investida do deputado federal Coronel Crisóstomo na eleição para líder da bancada de Rondônia. Todos os parlamentares apoiaram o nome de Lúcio Mosquini por uma simples razão, ele tem experiência, conhece a rotina e o ritmo do Congresso e tem trânsito. Mesmo assim, Crisóstomo “colocou seu nome à disposição” e tentou até quando estavam 8 votos a 1 (dele próprio) ser o líder. Quando viu que não dava, tentou emplacar a liderança para 2020, mas foi freado pelos colegas, “calma, ainda tá cedo para resolver isso”, sinalizou um parlamentar.

Vergonha alheia

O Coronel Crisóstomo, achando pouco tentar ser líder da bancada, resolveu sair em defesa do PSL, legenda que ficou conhecida como “Partido Só da Laranja”. Em discurso inflamado na Câmara dos Deputados, bradava “como me toca aqui nesta Casa alguém chamar o nosso povo do PSL de laranjal. Eu sou um soldado! Eu sou um soldado de Rondônia, um soldado do Brasil. E digo mais: eu estou no PSL exatamente porque é diferente, e é do Brasil. É um partido totalmente diferente” e aos gritos repetia, “não tem laranjal aqui! Aqui não tem laranjal!”. Realmente, a “nova política” nos faz refletir…

Até porque

Aqui em Rondônia o que não faltou no PSL foram laranjas. Tem até uma ação na justiça eleitoral que averigua essa situação vexatória. O destino do PSL será o mesmo do PRN daqui a algum tempo. É só esperar.

R$ 12 bilhões

É o investimento necessário para a duplicação da BR 364 entre Vilhena e Porto Velho. E não vai acontecer, tampouco a rodovia será privatizada, apesar de fazer parte do pacote do governo. O fluxo de veículos é pequeno, não compensa o investimento para o setor privado. Atualmente são cerca de 5 mil veículos/dia, para valer à pena teriam que ser pelo menos 20 mil. Portanto, qualquer discurso que você ouvir neste sentido, preste atenção e se informe melhor. Região Norte está longe de ser prioridade em Brasília.

Vem aumento

Quem está achando caro o valor da energia elétrica, pode preparar o bolso que vem mais reajuste por ai. Em abril está marcada a revisão tarifária que deve girar entre 5 a 7%. Portanto, se os políticos de Nárnia, por exemplo, conseguissem alguma redução daqui até lá, ela será recomposta com a revisão. Não se iludam meus caros.

Irreversível

De acordo com informações de alguns membros da bancada federal, o reajuste de 27,5% que já está vigor dificilmente deve sofrer alguma queda. A briga é política, mas a empresa tem um argumento muito bom, é ela quem manda agora. Se antes a Ceron devia quase R$ 1 bilhão, isso não impactava tanto a vida dos rondonienses porque era uma estatal que devia a União. No setor privado, ou paga ou paga. E a empresa quer lucro, então essa história de “redução” vai ser igual a dos voos. A classe política reúne, manda release, diz que está “lutando”, mas a gente segue pagando a conta, os serviços piorando e os valores aumentando.

Na calada da noite

Os proprietários da empresa Amazontur resolveram dar uma de espertos e iam levar os ônibus que atendem Porto Velho para o Amapá na calada da noite. Um batalhão de motoristas vindos de lá estava de prontidão para conduzir os veículos quando foram impedidos pelo sindicato dos motoristas e cobradores. Porto Velho ia amanhecer com o transporte público ainda mais capenga do que já está.

Enquanto isso

O prefeito está em Brasília “reunido com a bancada”.

Por que o corpo incha mais no calor?

No verão, é comum as pessoas reclamarem de inchaço. Mas por que isso acontece? Nos dias de muito calor, o corpo precisa trabalhar para não superaquecer e uma das formas de resfriar o organismo é dilatando os vasos da pele. Segundo especialistas, o calor favorece o aumento da circulação sanguínea nas extremidades. É aí que o inchaço aparece. Em alguns casos, ele pode ser até mais intenso. “Todas as pessoas estão sujeitas a esse edema periférico nessa época do ano. A explicação se dá por conta de uma melhor vascularização periférica. Então tem mais sangue chegando na periferia do corpo e esse sangue se divide em três espaços”, explica o médico Guilherme Bomtempo. Algumas dicas podem ajudar a evitar o inchaço: Manter a musculatura forte, pois isso ajuda a impulsionar o sangue para cima; Colocar as pernas para cima no fim da manhã e/ou no fim do dia; Usar meia elástica, se possível; Beber muita água, especialmente crianças e idosos; Drenagem linfática para quem puder; Não comer alimentos muito gordurosos.

Painel Político : Aécio Neves passou a perna nas raposas rondonienses e tomou R$ 28 milhões das usinas do Madeira
Enviado por alexandre em 14/02/2019 00:04:33

Ex-senador e agora deputado federal teria recebido propina para “defender os interesses” das empreiteiras que construíram Jirau e Santo Antônio

Mineirinho

Aécio Neves mostrou que raposa de verdade passa a perna até em taturana. Deu um balão em toda a classe política rondoniense e surrupiou R$ 28 milhões das usinas do Madeira, pagos em dinheiro. A Polícia Federal revelou nesta quarta-feira que o “mineirinho” recebeu a bolada em uma sala comercial no centro do Rio de Janeiro. A propina era para defender os interesses das empresas que construíram Jirau e Santo Antônio no Congresso.

A Polícia Federal

Pediu prorrogação do inquérito contra Aécio Neves e pelo andar da carruagem, o mineirinho deve ir para as grades antes do final deste primeiro semestre. Com ou sem foro. À Conferir.

Por aqui

A assembleia se movimenta no sentido de criar uma CPI para apurar os gastos do Detran com diárias, passagens e claro, as taxas surreais que são cobradas pelo órgão. Já que estamos falando tanto em mudança, o governo federal deveria adotar uma política de corte nas taxas em todo o país. É simplesmente ridículo uma pessoa ter que pagar mais de R$ 1 mil para ter uma CNH. Também deveriam ser revistas aquele monte de impostos que são cobrados anualmente de licenciamento, taxa de bombeiro, de inspeção, IPVA, uma verdadeira loucura. Não bastasse o brasileiro comprar carros vagabundos a preço de primeiro mundo, ainda sofre um achaque anual dos governos federal e estadual.

A CPI

Tem como foco apurar gastos de R$ 4 milhões em diárias no ano passado e a cobrança de taxas abusivas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O anúncio foi feito pelo presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) em entrevista a uma rádio em Porto Velho na última terça-feira. Para Laerte, “as pessoas tem falado e criticado os preços abusivos das taxas do Detran. Rondônia cobra três vezes mais que o Acre, Amapá e Amazonas. Não podemos permitir isso. Qualquer órgão público não se comportar como empresa privada, pensando no lucro, acumulando riqueza. O saldo do Detran hoje é enorme”, avaliou o presidente, lamentando que a única fiscalização hoje é punitiva voltada para encher ainda mais a conta bancária do Detran. “Não vemos blitz educativa e campanhas de orientação aos nossos motoristas. Nos municípios, falta sinalização nas ruas e rodovias”, acrescentou.

Demorou

O governo federal transferiu nesta quarta-feira os cabeças de facções criminosas que agem em todo o país e são comandadas de dentro das cadeias. Entre os presos está Marcola, que veio para o presídio federal em Porto Velho. O governo endureceu as regras para visitas em presídios federais, aumentando o isolamento. Conversa agora só no parlatório. Cá entre nós, esses detentos de altíssima periculosidade deveriam ficar ainda mais isolados e passarem por um período de quarentena de pelo menos dois anos, incomunicáveis até mesmo com seus advogados, que poderiam até vê-los, mas por câmeras apenas.

E o custo?

Com uma quarentena de dois anos, sem informações do paradeiro (advogados e familiares veriam apenas imagens de câmera, sem revelar local), evitaria inclusive os altos custos com segurança na vigilância dessas unidades. Em Porto Velho, o exército está patrulhando o entorno do presídio federal, em uma operação batizada de “tranca forte”. Presos, que tumultuam a sociedade, custando caríssimo aos cofres públicos…

Manda chuva

Lúcio Mosquini (MDB) é o novo coordenador da bancada federal em Brasília. Seu nome foi aceito por unanimidade. A primeira ação da bancada será uma investida no ministério da Minas e Energia para tentar reduzir o valor das contas em Rondônia. A Aneel presenteou a população com um reajuste de 27,5% nas contas de energia no fim do ano passado. Uma liminar segurou o aumento por alguns dias e depois foi derrubada. E a empresa não se fez de rogada, já meteu o reajuste nas faturas de janeiro e fevereiro.

Os dois últimos

Quem já coordenou a bancada foram Nilton Capixaba e Lindomar Garçon.

Álcool altera o DNA para nos fazer querer beber mais

O consumo de grandes quantidades de álcool pode causar mudanças no DNA das pessoas, levando-as a ter ainda mais vontade de beber, segundo um estudo recente publicado por pesquisadores da Universidade Rutgers (EUA) no periódico “Alcoholism: Clinical & Experimental Research”. Os pesquisadores analisaram os genes de consumidores moderados de álcool, de consumidores excessivos (os que bebem constantemente) e dos chamados “binge drinkers” – os que bebem uma grande quantidade de álcool em um curto espaço de tempo. A conclusão foi de que os dois últimos grupos – os consumidores excessivos e os “binge drinkers” – haviam tido dois genes modificados sob influência do álcool, por um processo chamado de metilação. Nesses grupos de pessoas, as mudanças genéticas levam a mudanças no relógio biológico do corpo, no sistema de resposta ao estresse e – o que é mais grave – na vulnerabilidade ao próprio álcool: as pessoas passam a buscar mais a bebida quando estão estressadas. Cria-se assim um círculo vicioso: quanto mais bebe-se álcool, maior será a necessidade de ingerir a bebida. A esperança é de que a pesquisa ajude na criação de testes com biomarcadores (que são indicadores biológicos, baseados por exemplo em algumas proteínas ou em genes modificados) que possam, eventualmente, prever o risco de cada pessoa se tornar um consumidor excessivo de álcool.

Painel Político : Painel Político Alan Alex
Enviado por alexandre em 11/02/2019 21:35:57

Davi Alcolumbre “amarela” e arquiva CPI que nasceu morta, mas criou um tremendo mal estar durante o fim de semana entre o Judiciário e o Legislativo

Vamos pular

O ano de 2019 vem sendo marcado por tragédias que dificilmente serão esquecidas por grande parte dos brasileiros. Tivemos o tsunami de lama em Brumadinho e quando começamos a nos recuperar veio a tragédia no Ninho do Urubu, que vitimou 10 pessoas, e chocou mais em função de que 6 das vítimas eram jovens adolescentes, que tiveram seus sonhos e vidas interrompidos pelo descaso que impera no Brasil. Para deixar nossos corações ainda mais entristecidos, perdemos nesta segunda-feira um dos mais queridos, polêmicos e descolados jornalistas do país, Ricardo Boechat, apresentador de programas na Band (rádio e TV), foi vitimado por um acidente de helicóptero. 2019 poderia ser cancelado.

Unanimidade

Boechat era, sem dúvida alguma, um dos maiores e mais respeitados nomes do jornalismo brasileiro, e vai fazer muita falta. Suas tiradas, comentários e opiniões sobre o cotidiano político eram ímpares.

Subiu no telhado

A turma que torcia pela “queda de Renan” porque ele representa a “velha política” levou mais um tombo nesta segunda-feira. O novo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM) arquivou a CPI do Judiciário que havia sido gestada na semana passada e já contava com 27 assinaturas. Nesta segunda, Eduardo Gomes (MDB-TO), Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Kátia Abreu (PDT-TO) retiraram suas assinaturas e Alcolumbre nem esperou qualquer tipo de manobra no sentido de permitir que novas fossem colhidas, já mandou para a gaveta. Nos bastidores, o requerimento havia causado desconforto a ministros e juízes, que reclamaram ser inconstitucional criar uma CPI “sem um objetivo específico”.

Justificou

Alcolumbre disse que, ao arquivar, seguiu o que manda o regimento. Questionado sobre o mal-estar com o outro Poder, ele evitou polemizar: — Não tinha o número necessário de assinaturas. Em relação ao mal-estar, eu acho que o Parlamento é um Poder e precisa estar em harmonia com o Judiciário, assim como com o Executivo. Nada mais justo que as instituições funcionem. O Parlamento tem de funcionar, o Executivo tem de funcionar, o Legislativo tem de funcionar.

Com isso

Bate-se com um prego enorme na tampa do caixão da CPI que já havia nascido natimorta, uma vez que grande parte do Congresso tem pendências de toda natureza junto à justiça. O medo do corporativismo do Judiciário falou mais alto e acabou com a festa da turma que já estava babando por atirar lama em algumas togas. Quando o ministro Gilmar Mendes começou a queimar em praça pública, a coisa esfriou. Resta saber se essa investida vai terminar por ai, ou se mais coisas vão vazar. É bom lembrar que o “vazador oficial” da República agora é ministro, e uma vaga ainda tem que ser aberta no Supremo.

Falando nisso

O tal projeto anticrime encaminhado por Sérgio Moro fere de morte a Constituição praticamente de cabo à rabo. Quem se deu ao trabalho de ler, percebe que é uma colcha de remendos que mistura barbeiragens da lava-jato, com discursos simplistas que em nada resolvem o cerne da questão, que é a redução da criminalidade através de programas de inclusão voltados para crianças e jovens em situação de risco. A proposta principal é prender gente a qualquer custo, sem levar em consideração que cadeia custa caríssimo e não ressocializa ninguém.

Perda de função

Um delegado e dois agentes de polícia foram condenados pelo Tribunal de Justiça de Rondônia à perda de função pública por terem deixado um suspeito em estado vegetativo após sessões de tortura. O delegado de polícia Cristiano Martins Mattos, juntamente com os agentes policiais Fernando dos Anjos Rodrigues e Eliomar Alves da Silva Freitas, foram condenados sob acusação por vingança. O espancamento que resultou na condenação ocorreu porque o acusado era apontado como participante de uma chacina em Buritis, onde foram mortos um policial e um agente penitenciário. A sessão de espancamento do “morro da Embratel” foi uma vingança. O morro aliás, era o local preferido do delegado e seus agentes para práticas de sessões de tortura, segundo informações do processo.

Sintomas obsessivo-compulsivos na juventude podem prenunciar doenças mentais

Sintomas obsessivo-compulsivos (SOC) em jovens podem ser um sinal de alerta precoce de doença mental subsequente, inclusive psicose, sugere uma nova pesquisa. Os pesquisadores analisaram dados da Philadelphia Neurodevelopmental Cohort (PNC), formada por mais de 7.000 jovens, entre 11 e 21 anos de idade. Os participantes, que não procuraram serviços de atendimento em saúde mental, fizeram rastreamento de sintomas obsessivo-compulsivos, bem como de outros transtornos psiquiátricos. Os pesquisadores descobriram que os sintomas obsessivo-compulsivos eram comuns nesses jovens, acometendo quase 40% dos participantes, embora apenas 3% correspondessem aos critérios de transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) pleno. Embora todos os sintomas obsessivo-compulsivos estivessem associados a maior número de doenças psiquiátricas importantes (TOC, episódios depressivos, psicose e ideação suicida), os “maus pensamentos”, informados por um quinto da amostra, mostraram a associação mais “substancial”. “Quando comparamos as crianças com sintomas obsessivo-compulsivos às crianças sem esses sintomas, encontramos uma razão de chances, ou odds ratio, variando de 3 a 5, em termos de associação a doenças psiquiátricas ao longo da vida, especialmente entre aquelas com pensamentos ruins e intrusivos”, disse ao Medscape o Dr. Ran Barzilay, Ph.D., médico e pesquisador do Lifespan Brain Institute of Children’s Hospital of Philadelphia,da University of Pennsylvania. “Essas descobertas têm implicações clínicas críticas, a saber, que os sintomas obsessivo-compulsivos são um sinal de alerta de futuro surgimento de transtornos psiquiátricos e podem, portanto, ser usados para estratificar as crianças de menor ou maior risco”, disse o pesquisador. O estudo foi publicado on-line em 23 de novembro no periódico Journal of the American Academy of Child and Adolescent Psychiatry.

Painel Político : Painel Político Alan Alex
Enviado por alexandre em 08/02/2019 21:35:15

Vazamento de dados sigilosos do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, pela Receita Federal indicam que o buraco é bem mais embaixo.

Abalando

O anúncio de uma possível abertura da CPI do Judiciário vem causando alvoroço entre a magistratura brasileira. Por uma daquelas incríveis “coincidências” que só acontecem por essas bandas, ele veio no dia seguinte ao vazamento de uma investigação da Receita Federal contra o ministro Gilmar Mendes e sua esposa, Guiomar. O vazamento de um relatório interno do órgão indica uma ação articulada e bem coordenada. O fim de semana deverá ser bem complicado para Mendes, pois ele é visto como um “grande inimigo do povo” por suas decisões polêmicas. Vale ressaltar porém, que elas não são recentes. Gilmar soltou duas vezes, em menos de 24 horas o banqueiro Daniel Dantas preso na Operação Sathiagraha. Articulistas como Diogo Mainardi, Lauro Jardim e outros nomes da imprensa, que defendiam Dantas e Gilmar, apareceram como membros de uma “folha de pagamento” que envolvia ainda magistrados de várias esferas.

O resultado

Foi o mais desastroso possível. Para a Polícia Federal. O delegado responsável pela operação, Protógenes Queiroz foi pintado como “doido”, “aloprado”. Conseguiu eleger-se deputado federal e quando viu que não tinha jeito, pediu asilo na Suíça onde vive até hoje. A operação foi toda anulada, Dantas segue livre, leve e solto e a imprensa, bem…

A CPI do Judiciário

Se de fato for implantada, vai servir apenas e somente para jogar lama na única instituição que apesar dos pesares ainda consegue equilibrar algumas coisas, e claro, abrir vagas no Supremo Tribunal Federal. E nem vão precisar de um cabo e um soldado. Basta a meia dúzia de congressistas encalacrados com a justiça, uma imprensa sedenta e claro, uma sociedade cansada de impunidade. Podemos esperar muita pancadaria em cabeças togadas nos próximos meses.

Manifestações

Apesar da clareza que a tal CPI tem endereço certo, uma coisa há que se considerar, e ao menos no papel a Comissão pretende averiguar, o ativismo político de juízes. Em tempos de redes sociais, parte da magistratura enlouqueceu, e danou a postar opinião sobre temas que no mínimo precisam de apuração. Um magistrado não é mortal comum. Eles sãos vistos pela sociedade como pessoas razoáveis, responsáveis e acima de tudo equilibradas. Mas quando passamos a ver desembargadores falando barbáries em redes sociais, ou juízes tietando políticos, a coisa começa a ficar séria. Pior, o Conselho Nacional de Justiça, que deveria coibir essas atitudes, por vezes falha feio. Vamos acompanhar.

Por aqui

Tem alguma coisa muito errada. As crianças ribeirinhas perderam o ano letivo devido a falta de transporte escolar, feito por barcos e de responsabilidade da prefeitura. Desde março de 2018 que começaram os problemas. A prefeitura passou o restante do ano se batendo com a empresa, prisões foram feitas mas a questão não foi resolvida. A perda de um ano letivo inteiro é culpa única e exclusiva do prefeito e seus assessores. E cadê o Ministério Público que não vê isso?

Falando em crianças

Menores estão em semáforos nas ruas de Porto Velho “lavando” pára-brisas de veículos em troca de qualquer esmola. A cidade é relativamente pequena e ainda dá tempo das autoridades começarem a coibir essa prática, procurando os pais e tentando oferecer alternativas. Se continuar assim, é questão de tempo para começarem a aparecer problemas como furtos e assaltos em semáforos.

Enquanto isso

O Supermercado Gonçalves fechou uma unidade em Porto Velho. Situada na avenida Mamoré, na zona Leste da Capital. A empresa atravessa uma recuperação judicial desde 2017.

Só para constar

Sérgio Gonçalves e Júnior Gonçalves, filhos do proprietário do Gonçalves, ocupam cargos no governo de Marcos Rocha. Um é responsável pelo desenvolvimento do Estado e outro pelo setor de gastos públicos…

Falando em economia

Marcos Rocha convocou 20 policiais militares para ficarem responsáveis pela sua segurança de seus familiares. Realmente não sei de onde vem todo esse medo das “autoridades” para andarem com tantos seguranças assim.

E Flavinho?

A revista Veja descobriu que todos os ex-assessores de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio, que fizeram depósitos e transferências na conta de Fabrício Queiroz, simplesmente desapareceram. Confira AQUI

Nova metanálise demonstra benefícios da estatina nos idosos

Os resultados de uma nova metanálise feita pela Cholesterol Treatment Trialists’ Collaboration mostram que o uso de estatinas reduz os eventos vasculares em todas as faixas etárias, mesmo nas pessoas com mais de 75 anos. “Há dados robustos sobre os benefícios das estatinas na prevenção da mortalidade e da morbidade cardiovascular precoce em pessoas com menos de 75 anos. Mas o benefício para os idosos ainda não estava estabelecido, já que cada estudo não teve um número grande de participantes nesta faixa etária e, por isso, as pessoas com mais de 75 anos não fazem tanto uso de estatinas”, disse ao Medscape o coautor da nova metanálise, Dr. Colin Baigent, médico da Clinical Trial Service Unit, Nuffield Department of Population Health, em Oxford, no Reino Unido. “Ao combinarmos os dados de todos os ensaios clínicos relevantes, nosso estudo mostrou um claro benefício neste grupo etário de mais de 75 anos”, disse o Dr. Colin. “Há uma pequena diminuição do benefício relativo das estatinas para eventos vasculares em idosos em comparação com os grupos etários mais jovens, mas os benefícios absolutos são maiores, pois o risco de morte por causa vascular é maior na faixa etária mais velha”. A metanálise, que resume as evidências de 28 ensaios clínicos randomizados contendo 186.854 pacientes, 14.483 (8%) dos quais tinham mais de 75 anos, foi publicada on-line em 02 de fevereiro no periódico The Lancet.

Painel Político : Painel Político Alan Alex
Enviado por alexandre em 08/02/2019 00:23:32

Ex-senador de Rondônia teve inquérito transferido para a Justiça Federal no Rio de Janeiro e pode ser julgado por Marcelo Bretas, que condenou o ex-governador Sérgio Cabral; e ainda, ruralistas aguardam perdão de dívidas por Bolsonaro

Enrolado

O ex-senador Valdir Raupp (MDB) deve começar sua longa jornada para se livrar do inquérito da Lava Jato, mas terá grandes dificuldades. Nesta quinta-feira, o ministro Edson Fachin (STF) encaminhou as investigações contra Raupp e Jucá para a Justiça Federal no Rio de Janeiro, já que ambos perderam o foro privilegiado. Com isso, Raupp passa a ficar literalmente no “bico do corvo” já que a JF carioca não tem sido complacente. Se cair nas mãos de Marcelo Bretas, que vem julgando esses casos então…

Belo Monte

Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR), Valdir Raupp (RO) e Jader Barbalho (PA) são suspeitos de terem recebido propina em decorrência dos contratos firmados para a construção da usina de Belo Monte, no Pará. O esquema foi descoberto na Operação Lava-Jato. A suspeita é de que o grupo tenha cometido corrupção passiva qualificada e lavagem de dinheiro. O senador Edison Lobão (PMDB-MA) também é investigado por desvios de dinheiro de Belo Monte, mas em outro inquérito que já estava aberto no STF. Na época dos supostos crimes, Lobão era ministro de Minas e Energia. Apesar de ter sido descoberto na Operação Lava-Jato, as investigações foram apartadas, por não guardarem relação direta com o esquema de corrupção da Petrobras.

Isolados

A BR 364, principal (e única) via de ligação terrestre entre o Acre, Amazonas e Rondônia com o restante do país está interditada, de novo, por problemas na cabeceira de uma ponte. Um buraco de mais de 9 metros interrompeu o tráfego na rodovia, criando uma fila imensa no trecho entre Ariquemes e Jaru. Com isso, estamos isolados. Como bons brasileiros, a turma de Jaru para frente já aumentou o preço da gasolina devido a escassez(?) de combustíveis que vem de Manaus por barco e é transportado em carretas. A bancada federal, em incursões individuais de Jaqueline Cassol e Léo Moraes se esforça para resolver o problema, mas com a inclusão de um trecho de cerca de 800 km para privatização, o DNIT deve fazer um reparo emergencial e deixar o “provisório” em definitivo.

Nesta sexta-feira…

O DNIT informou em seu perfil no Twitter que as obras onde ocorreu o desmoronamento da ponte sobre o Igarapé Andirá, no km 464 da BR 364 em Rondônia por causa das intensas chuvas na região estão aceleradas e a previsão é que nesta sexta-feira o tráfego esteja liberado. A ponte fica próxima a entrada de Cacaulândia, entre as cidades de Ariquemes e Jaru.

Ruralistas impacientes

Desde o resultado das urnas nas eleições de 2018, ruralistas aguardam a promessa do presidente Jair Bolsonaro de perdoar o total das dívidas do setor com o chamado Funrural, a contribuição previdenciária feita por produtores e empreendimentos rurais. A dívida retroativa está atualmente em R$ 15,3 bilhões, de acordo com a Receita Federal. Especialistas afirmam que, se colocado em prática, o perdão seria contraditório, principalmente por afetar a já deficitária Previdência Social, que está em discussão para uma reforma que deve ampliar o tempo de contribuição da maior parte dos trabalhadores do país. Um dos principais argumentos citados por Bolsonaro para aliviar a dívida do campo seria o impacto desse tributo no pequeno produtor rural. No entanto, dados de dezembro de 2018 sobre os endividados que se inscreveram no programa de refinanciamento do Funrural (hoje conhecido pela sigla PRR) mostram que apenas 1% do valor total da dívida é de produtores rurais individuais, sem inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).

Só atende os grandes

Gigantes do agronegócio, principalmente frigoríficos e empresas de alimentos, são os maiores devedores. Além da falta de pagamento em dia, parte dessas grandes corporações tem mais uma coisa em comum: acusações ou condenações na Justiça por crimes de lavagem de dinheiro e desvio de dinheiro público, alguns em operações bem ruidosas como a Lava Jato. Especialistas apontam ainda outro fator de preocupação para um possível perdão: o rombo que isso deve provocar no caixa previdenciário do país, historicamente em déficit e por isso tema de uma profunda reforma que está sendo prometida pelo atual governo.

Poucos que devem muito

Da dívida total do Funrural de R$ 15,3 bilhões, um levantamento da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), de 20 de dezembro de 2018, expõe que 2.730 produtores com débitos que somam R$ 3,9 bilhões procuraram o órgão fazendário para inscrição no PRR. Desse grupo, 372 produtores com cadastro especial no INSS (conhecidos como CEI) somam R$ 39 milhões em débito com a União. O maior devedor da lista é o grupo Tinto Holding, que controla frigoríficos e acumula sozinho uma dívida de R$ 334 milhões. Somando a dívida de todos os produtores com CNPJ o valor chega a R$ 3,88 bilhões, ou 99% do valor total de inscritos para refinanciamento. Essas informações são da agência DW Brasil.

Anvisa aprova medicamentos para linfoma de células do manto e leucemia mieloide aguda

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou dois medicamentos para o tratamento de linfoma de células do manto (LCM) e da leucemia mieloide aguda (LMA).  O primeiro medicamento é o acalabrutinibe, que já havia sido classificado e aprovado como terapia inovadora pela Food and Drug Administration (FDA) norte-americana. Para a leucemia mieloide aguda, houve ampliação das indicações de uso do venetoclax, já autorizado pelo órgão para o tratamento de leucemia linfocítica crônica em 2018. O acalabrutinibe é indicado para tratamento do linfoma de células do manto, câncer raro e agressivo, que pode acometer até 65 pessoas a cada 100 mil. A indicação de uso é para adultos que já tenham recebido ao menos um tratamento anterior para a doença. Já aprovado para o tratamento da leucemia linfocítica crônica em 2018, o venetoclax teve a ampliação do uso autorizada pela Anvisa em janeiro de 2019. A aprovação é para que o medicamento seja usado em combinação com a azacitidina ou a decitabina, ou com baixas doses de citarabina, especificamente para pacientes acima de 75 anos com diagnóstico recente de LMA ou que tenham comorbidades que os impeçam de fazer quimioterapia intensiva.

« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 183 »