Regionais - Pessoa de codinome “pavão misterioso” divulga em rede social denúncias graves envolvendo o jornalista Glenn Greenwald - Notícias
« 1 ... 4 5 6 (7) 8 9 10 ... 8289 »
Regionais : Pessoa de codinome “pavão misterioso” divulga em rede social denúncias graves envolvendo o jornalista Glenn Greenwald
Enviado por alexandre em 17/06/2019 08:40:00


Uma pessoa de codinome “pavão misterioso” divulgou na tarde deste domingo (16) no twitter uma série de denúncias graves envolvendo o jornalista Glenn Greenwald, editor do jornal The Intercept
O jornalista americano é companheiro do Deputado Federal, David Miranda (Psol), suplente do também psolista Jean Wyllys, que assumiu seu lugar na câmara dos deputados.
Na última semana, o site The Intercept publicou conversas supostamente vazadas entre procuradores da Operação Lava Jato e o ex-juiz Sérgio Moro, hoje Ministro da Justiça no governo Bolsonaro.
A pessoa anônima criou um perfil no Twitter exclusivamente para divulgar as denúncias. Confira a íntegra das postagens abaixo:

“As coisas serão simples e detalhadas, com perguntas e respostas, e esta conta não responderá qualquer questionamento por motivos óbvios.
Todos sabemos que houve uma operação orquestrada contra o ministro moro e a estabilidade do nosso governo e agora é a hora do troco.
Primeiro, em ordem de importância, os personagens.
1-Pierre Omidyar
2-Evgeniy Mikhailovich Bogachev
3-Gleen Greenwald
4-Intercept
5- David Miranda e Jean Willys
Na sequência dissecaremos quem são no acontecido e o papel de cada nesta ópera bufa.

Panamá que terá uma importância fundamental na longa explicação que seguirá, o lugar onde os Bitcoins viraram Ethereums, e que quase estragam a investigação. Omidyar é o financista por trás de tudo, usando a tudo e a todos em sua cruzada contra o sistema que o tornou bilionário.
PIERRE OMYDIAR, o dono do Ebay, o site que nunca deu prejuízo desde a criação, Francês descendente de, quem diria, Iranianos, com uma luta acirrada contra o conservadorismo, o homem que financiou a queda de Viktor Yanukovych na Ucrânia e uma das estrelas do Panamá Papers.
Evgeniy Mikhailovich Bogachev, o hacker vaidoso que ao usar um quase homônimo tornou tudo claro como as águas, pois no destino final dos valores, Pollingsoon virou poolson, como veremos a seguir.

Pois o agora abrasileirado confiou no sigilo dos Bitcoins, este câncer, irrastreável, mas em sua soberba esqueceu que A moeda eletrônica é irrastreável, mas as CORRETORAS QUE AS TRANSACIONAM NÃO O SÃO!!!!!
O homem que por seu brilhantismo, contatos, e a absoluta falta de caráter é o expoente máximo da First Look Media e detentor de 250 milhões de dólares para sua cruzada.Gramsci invejaria.

Gleenn greenwald, o advogado brilhante e inescrupuloso, que defende nazistas como quem atravessa a rua, tão esquerdista como alguém pode ser, o homem que se fez financiado pelas sombras e hj tem sua Jihad própria, cheio de soberba, o mago que morfa ninguém em deputado federal.

Pois ao encomendarem o serviço, ou ao comprar informação disponibilizada por Evgeniy bogachev, isso não sabemos ainda qual o meio usado, e que coincidentemente está na mesma Rússia que abriga agora Snowden. Velhas amizades não somem fácil, né Glenn?
Fevereiro em Bitcoins por algo que foi dado? Quem pagou Evgeniy, se vc sabe diga, pois o intimaremos ao vivo nesta thread, caro Glenn.
Aos que crêem que são.palavras ao vento aqui, disponibilizaremos no decorrer o rastro do dinheiro de uma corretora brasileira até Anapa, Rússia, e se fará a grande [sic] Foi cedida a informação p q alguém pagaria mais de 300 mil dólares na cotação de [sic].
Estamos sob ataque e censura, então serei breve, alguma boa alma brasileira usando o login do intercept iniciou o passeio do dinheiro https://t.co/HcsTrjSvqh

Na sequência o dinheiro passeia pelo Panamá e vira Ethereums, caindo numa corretora que ópera em Anapa, Rússia, é convertida em rublos e num arroubo de vaidade, um dos maiores hackers do mundo erra.usa o nome Viktor poolson para transferir o dinheiro para Shangai.
Pollingsoon,ou slavik, ou Evgeniy Bogachev erra, usando Poolson, o que seria a coincidência do século. Mas não é.

Não vou poder cotar a compra e venda de vagas no parlamento, mas em breve David Miranda e Jean Willys terão de dar uma explicação sobre 700 mil dólares e uma mesada de 10 mil dólares para a manutenção de certo BBB no exterior.
Até quinta na PF, meu caro.

Mas somos uma Hydra. E procure seu grande amigo.

Agora o principal: vc, @ggreenwald apareça na Rodrigues Alves número 1 no Rio de janeiro, vc já esteve aqui diversas vezes renovando sua carteira de estrangeiro, com seu notebook Dell, na quinta feira e o apresente, não no Apple que usa para ver pornografia.

Mas o Dell onde fica teu Cryptobank, que um de nós pessoalmente esclarecerá as denúncias e possivelmente te dê voz de prisão. E não adianta trocar HD pois a pericia tem a linha de montagem do equipamento.

Vc alegou que Moro e Deltan não entregaram os deles, pois então, paladino da verdade que é, entregue os seus equipamentos eletrônicos.

E se este teu amigo nem Slavik te ensinaram que o MBR mesmo após formatação guarda dados, nós te ensinamos. Sei que vais nos caçar, tens dinheiro de sobra, mas somos uma Hydra, portanto…

Nosso trabalho encerra aqui, pois já passamos tempo demais no ar. Fiquem bem amigos”.
Assim que fez as denúncias o“pavão misterioso” encerrou o perfil no twitter.
São denúncias gravíssimas que pede uma apuração rigorosa pelas autoridades brasileiras.

Via Twitter


ATENTAI BEM.

República de Curitiba
O advogado Luís Carlos Torres, que defende réus na Lava Jato, desmontou a farsa esquerdista envolvendo as mensagens vazadas de diálogos obtidos de modo criminoso e indignos de crédito, com o intuito de atacar a Lava Jato e Sergio Moro. 

“E toda vez que procurei o Dr. Sérgio Moro para despachar, sempre fui recebido com atenção e respeito. Nunca precisei do Telegram do juiz Sérgio Moro para poder falar com ele”, disse o advogado. 

Que continua, coeso e certeiro em sua avaliação: “O que ficou muito evidente para mim na conduta do Dr. Sérgio Moro foi sua obsessão pela apuração da verdade. E, afinal de contas, é para isso que serve o processo penal”. 

“A inversão de valores que estamos vivendo é de deixar qualquer pessoa de bem completamente estarrecida. As pessoas que trabalham para fazer com que os criminosos paguem por seus crimes, são condenadas. Enquanto isso, o sigilo (da fonte) vale para proteger a identidade de criminosos audazes, mas o sigilo (das comunicações) pode ser atropelado se for para expor autoridades altamente respeitadas ao juízo (leigo) da opinião pública. É isso mesmo ou eu perdi alguma parte dessa história?!?”, encerrou. 

Com informação do Antagonista.

Regionais : MULTA POR FAKE NEWS: Ratinho e SBT terão de pagar R$ 400 mil a padres
Enviado por alexandre em 17/06/2019 08:38:28


entrete ratinho - MULTA POR FAKE NEWS: Ratinho e SBT terão de pagar R$ 400 mil a padres 

Uma ação iniciada em 1999 teve seu desfecho na semana passada, no STJ. Naquele ano, recém-contratado pelo SBT, Ratinho exibiu uma matéria “inventada” que culminou em danos morais a dois padres e um noivo.

A história falava que um morador da cidade de Astorga (Paraná) havia largado a mulher para ir morar com o padre que celebrou seu casamento. Além da notícia não ser verídica, o programa de Ratinho no SBT exibiu a imagem de um outro padre.

Os dois padres entraram na Justiça pedindo indenização por danos morais e acabaram vencendo, finalmente, após duas décadas, segundo informou com exclusividade neste domingo o colunista Lauro Jardim, de “O Globo”.

Não cabe mais recurso à sentença.

Procurado pela coluna neste domingo, o SBT informou, por meio de sua assessoria, que não comentaria a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Também procurado pela coluna, o apresentador Carlos Massa, o Ratinho, não se pronunciou até o momento.

Problemas nos tribunais

Não é a primeira vez que Ratinho e o SBT sofrem ações na Justiça de pessoas que se sentiram ofendidas com declarações ou matérias.

Em 2012, o apresentador e a emissora de Silvio Santos foram condenados a indenizar o ex-jogador da Seleção Paulo Roberto Falcão em mais de R$ 300 mil. O motivo foi uma entrevista que o programa fez com a ex-mulher de Falcão, que o acusava de ter “sequestrado” o filho do casal, retirando-o ilegalmente dos EUA e trazendo-o ao Brasil.

Há três anos o apresentador também enfrenta outro processo –muito mais volumoso– contra o Ministério da Fazenda. A ação é relativa a uma suposta dívida do apresentador com o Fisco no valor de R$ 74 milhões. A defesa do apresentador discorda desse cálculo e está recorrendo.

A Fazenda chegou a pedir a penhora de bens de Ratinho como garantia. O processo ainda está em andamento.

 



Fonte: Uol

Créditos: Uol

Regionais : Ataque com fins políticos foge do padrão de hackers no Brasil, aponta estudo
Enviado por alexandre em 17/06/2019 08:29:47

BSB - Brasília - Brasil - 10/08/2016 - Palestra do Juiz Sérgio Moro sobre democracia e combate à corrupção na UniCEUB. Na foto: Juiz Sérgio Moro passando atrás do promotor Deltan Dallagnol drante a sua chegada no auditório da UniCEUB. Foto Aílton de Freitas/ Agência O Globo Foto: Ailton de Freitas / Agência O Globo

A invasão de meios eletrônicos para obtenção e divulgação de dados pessoais por motivações políticas, suspeita que envolve o vazamento de conversas do ministro da Justiça Sergio Moro e do coordenador da Lava-Jato Deltan Dallagnol , foge do padrão de atuação dos hackers no Brasil . Relatório publicado em abril deste ano pela Recorded Future , empresa americana especializada em segurança digital, aponta que os cibercriminosos brasileiros são vistos na comunidade internacional como “piratas”, isto é, um grupo com boa capacidade técnica e que prioriza ataques com fins financeiros.

Segundo o analista Ronaldo Vasconcellos, um dos autores do documento, ataques como os que atingiram o atual ministro da Justiça e procuradores da República representam uma ação quase inédita no Brasil. As investigações ainda não esclareceram se tentativas de invasão dos celulares, denunciadas por Moro e Dallagnol, foram perpetradas por uma pessoa ou um grupo, tampouco a nacionalidade dos envolvidos.

— É uma coisa nova. A questão é se isso foi feito por pessoas motivadas politicamente a expor o que achavam que estava errado, ou se foi uma operação apenas para causar instabilidade institucional, diz Vasconcellos.

Os raros casos de atuação política de hackers brasileiros costumavam se dar com os chamados “defacements”. A prática se assemelha a uma pichação: um site é invadido e, em seu lugar, é colocada uma página com textos críticos ou mensagens de cunho político.

No estudo, membros da Recorded Future acessaram grupos de WhatsApp e Telegram que reúnem hackers. Segundo o documento, os cibercriminosos brasileiros misturam elementos de hackers de outros países. Assim como os chineses, eles trocam experiências em aplicativos de mensagens, indicando uma organização pouco hierárquica.

Os hackers também usam os grupos para oferecer serviços, como as “telas fake”, kits que permitem a captura de dados bancários e de cartão de crédito das vítimas. Os preços variam de R$ 150 a R$ 250. A obtenção de dinheiro por meio de ataques cibernéticos aponta, segundo o relatório, uma semelhança com o modo de atuação de hackers russos.

De acordo com a Recorded Future, os hackers brasileiros se adaptam a partir das reações tanto da polícia como de seus alvos, sobretudo bancos. Com o crescimento da segurança do “internet banking” em computadores, por exemplo, eles passaram a focar em brechas de transações bancárias feitas pelo celular.



O ministro da Justiça, Sergio Moro, deve comparecer na quarta-feira (19) à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado para se explicar sobre as conversas que teve com o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato. O pedido de audiência foi feito pelo próprio Moro na 3ª feira da semana passada.

Na época em que as mensagens foram trocadas, Moro era juiz federal. A comunicação entre membros do Poder Judiciário e do Ministérios Público e a troca de informações sobre processos é considerada ilegal pela Constituição Brasileira.

Na última quarta-feira (12), a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados também aprovou um convite para que moro se explique na Casa. O requerimento é de autoria do vice-líder do PT, deputado Rogério Correia (MG). Como trata-se de um convite e não de uma convocação, o ministro da Justiça não é obrigado a comparecer.

De acordo com congressistas, Moro também deve prestar depoimento na Câmara em 26 de junho, antes do recesso parlamentar.

As conversas entre Moro e Dallagnol foram divulgadas pelo site The Intercept e vão do período de 2015 a 2017. Elas mostram o então juiz dando orientações sobre procedimentos da operação.

Em nota, o ministro disse que não viu “nada de mais”  no conteúdo da conversa. Moro foi defendido por Bolsonaro, pela cúpula do governo e por grupos na sociedade que apoiam a operação Lava Jato.

Regionais : Chefes de Ciretrans da região central do Estado são orientados a enxugar a máquina pública
Enviado por alexandre em 17/06/2019 01:04:33

Chefes de Ciretrans da região central do Estado são orientados a enxugar a máquina pública

Os chefes das Ciretrans dos municípios de Ouro Preto do Oeste, Nova União, Vale do Paraíso e Mirante da Serra, participaram de um treinamento intensivo com foco no enxugamento da máquina pública. Foram orientados nos dos procedimentos corretos e envios dos relatórios além de informar dos deveres dos chefes e fiscais de contratos para com as empresas terceirizada de limpeza, vigilância e outras, com a missão receber os serviços e produtos com qualidade e reduzir gastos desnecessários nas contas como energia, telefones e outros.

Após o término do treinamento os chefes das Ciretrans de Mirante da Serra e Nova União, respectivamente Francisco Gregório e Cristiane Lacerda, foram recebidos pelo secretário Executivo Regional de Governo polo Ouro Preto do Oeste Marcos Antônio Marque o Marcão Sucão, que na oportunidade parabenizou os servidores das Ciretrans pelo trabalho que vem sendo desenvolvido. O chefe de governo se colocou à disposição para ajudar no que for preciso para melhor os órgãos do governo possa   atender cada dia melhor a população com excelentes serviços  nos municípios da região de ouro preto, Francisco Gregório agradeceu pela atenção e disponibilidade para juntos  melhor atender a população,   pois somos servidores públicos  e estamos em cargo de confiança pelo  governador Marcos Rocha  e diretor geral do Detran/RO Neil Aldri Gonzaga para fazer um trabalho técnico para resultados   positivos e maior satisfação nos serviços prestados à população em especial nas ações educativas e de fiscalização para um trânsito mais seguros para todos. Gregório pontuou ainda que o usuário dos serviços do Detran pode ter a certeza que o órgão tem uma equipe de recursos humanos preparada para melhor servir.

 

Fonte: www.ouropretoonline.com

Regionais : Senador demite namorada, mas ela é recontratada Metrópoles
Enviado por alexandre em 16/06/2019 22:57:05


senador marcos do val

 

Senador em primeiro mandato, Marcos do Val (Cidadania-ES) demitiu a assistente parlamentar Brunella Poltronier Miguez de seu gabinete no Congresso Nacional no dia 24 de abril. À época, a advogada ganhava pouco mais de R$ 8 mil para trabalhar no Senado Federal.

Contratada pelo parlamentar do Espírito Santo em sua base estadual, Brunella havia recebido um aumento de cerca de R$ 3 mil 20 dias após ser efetivada no cargo. No entanto, acabou demitida por Do Val recentemente. O motivo, segundo ele: os dois se apaixonaram.

O senador explicou ao Metrópoles que a relação entre eles era puramente profissional no momento da contratação da servidora. “Quando comecei a despertar o interesse por ela, entrei em conflito comigo. Não sabia o que era ilegal ou imoral”, afirma o parlamentar.

Segundo ele, após uma consulta ao Senado Federal, descobriu que não seria ilegal mantê-la em seu gabinete, já que relações de namoro não são caracterizadas formalmente como nepotismo. Mas, “para evitar qualquer resquício de imoralidade”, Do Val conta que escolheu exonerar a assistente parlamentar.

“Eu fiquei pisando em ovos, até que eu pedi permissão ao pai dela para namorá-la. Ele falou que podia, mas me disse que não seria legal a gente trabalhar junto”, contou Do Val à reportagem. No entanto, para que Brunella não ficasse desamparada, o senador conversou com “amigos do Senado” e conseguiu realocá-la. “Me disseram que, se ela fosse competente e tivesse um bom currículo, avisariam de vagas. E foi o que aconteceu”, completa.

Assim, desde o dia 14 de maio, Brunella trabalha na Diretoria-Geral do Senado como consultora legislativa. No local, ganhou mais um aumento: atualmente, ela recebe exatos $ 10.805,49. Antes de conhecer o senador, no entanto, a advogada trabalhava no Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Espírito Santo (Ipem-ES), com um salário de R$ 2.300. A reportagem mandou mensagem à advogada, que não respondeu até a publicação da reportagem. O espaço continua aberto a manifestações.

"Eu não intervi para a contratação dela, não disse que tinham que contratar porque era minha namorada. Eles não sabem disso. Na verdade, quem está sabendo da nossa relação agora são vocês e minha chefe de gabinete", diz senador justificando contratçaão da naorada pela diretoria da Casa.  

O senador contou ainda que o relacionamento entre os dois tem pouco mais de um mês. Mas, nas redes sociais, seguidores de Do Val desconfiavam da relação desde janeiro deste ano.

Demais funcionários

Um outro funcionário comissionado pelo senador chama atenção. Trata-se do assessor parlamentar Humberto Ker de Andrade. Contratado em março com um salário de R$ 5 mil, o servidor teve um aumento significativo um mês depois, passando a receber R$ 14 mil mensais. No entanto, a transparência do site do Senado mostra que, no início de maio, a remuneração básica do funcionário foi de R$ 23 mil.

Antes de assumir o cargo, Andrade tinha uma empresa na área de meio ambiente em Vitória (ES), estado do senador. Atualmente, Do Val é membro da Comissão de Meio Ambiente do Senado, o que, para pessoas próximas ao gabinete, torna suspeita a contratação do ex-empresário.

“Ele é a pessoa do Espirito Santo que mais entende do assunto, é o melhor consultor para me ajudar nisso. E uma pessoa com a experiência e conhecimento dele não iria abrir mão da própria empresa por um salário baixo”, completa o parlamentar.

« 1 ... 4 5 6 (7) 8 9 10 ... 8289 »