Regionais - Estudantes podem usar nota do Enem para ingressar em universidades portuguesas - Notícias
« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 7088 »
Regionais : Estudantes podem usar nota do Enem para ingressar em universidades portuguesas
Enviado por alexandre em 18/02/2018 14:56:07


Marieta Cazarré – Repórter da Agência Brasil

Os estudantes brasileiros que sonham em fazer graduação fora do país têm portas abertas em Portugal. O país já tem 28 convênios firmados com o Brasil, que permitem a utilização do nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para o ingresso em faculdades portuguesas.

Desde 2014 que o Brasil vêm assinando acordos com instituições de ensino superior em Portugal para que a nota do Enem seja considerada. A Universidade de Coimbra, a faculdade que tem mais alunos brasileiros fora do Brasil, foi a primeira a firmar a parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação do Brasil.

Para se candidatar, os estudantes brasileiros não podem ter cidadania portuguesa nem morar em Portugal há mais de dois anos. Além disso, devem ter o certificado de conclusão do ensino médio e um passaporte válido.

As exigências valem para as inscrições em qualquer universidade ou instituto de ensino superior. Além disso, os candidatos devem checar quais outros requisitos podem ser exigidos, de acordo com o curso ou faculdade que escolherem.

Segundo o Inep, as instituições de Portugal que aceitam o Enem têm liberdade para definir qual será a nota de corte para o acesso dos estudantes brasileiros aos cursos ofertados. Na Universidade do Porto, por exemplo, as notas do exame podem ter um peso diferente em função do curso que o candidato pretende ingressar.

Além disso, as datas de matrícula, prazos de inscrição e números de vagas também variam de acordo com cada instituição. É importante que os estudantes estejam atentos aos calendários das faculdades.

Outra variável é o preço das mensalidades, que em Portugal são chamadas de propinas. Mesmo as universidades públicas são pagas e os valores podem variar bastante. No país, as universidades públicas concentram a maior parte dos alunos do ensino superior (mais de 80% das cerca de 370 mil matrículas).

Experiências

Alguns brasileiros já passaram pela experiência e contam suas histórias em blogs, canais do YouTube e páginas do Facebook.

Uma dessas estudantes é a brasileira Francine Maia, que mora em Lisboa desde o ano passado. Francine, além de ter um canal no YouTube, onde conta detalhes de sua trajetória, lançou também um blog/site chamado Abrasileirando. Nele, ela escreve sobre o processo de admissão na faculdade, como é viver em Portugal, como conseguiu o visto de residência permanente, e fala também dos seus passeios e viagens por Portugal e pela Europa.

A estudante, após decidir que queria morar em Portugal, se candidatou a vagas em duas instituições: a Universidade do Porto (UPorto) e a Universidade de Lisboa (ULisboa). Acabou optando pela capital do país, onde frequenta a faculdade de Letras.

Dificuldades

Em seus posts e vídeos, Francine conta experiências positivas mas também descreve dificuldades que os brasileiros podem enfrentar ao fazer a opção de estudar em Portugal. Uma delas é, sem dúvida, a financeira. Além de arcar com os custos das mensalidades, os estudantes não podem esquecer do custo de vida, que inclui alimentação, hospedagem e outros gastos, com material de estudo e lazer, por exemplo.

De acordo com o Inep, os convênios não envolvem transferência de recursos e não preveem financiamento estudantil por parte do governo brasileiro. Mas, dependendo de cada instituição portuguesa, é possível pleitear e conseguir bolsas de estudo ou descontos nas mensalidades. O importante é checar as condições de cada universidade.

Ainda segundo o Inep, a revalidação de diplomas e o exercício profissional no Brasil dos estudantes que desejam cursar o ensino superior em Portugal estão sujeitos à legislação brasileira aplicável à matéria.

A Agência Brasil compilou informações e links sobre os institutos que têm convênios com o Brasil.

Confira:

Universidade de Coimbra (UC)

Para informações de candidatura

Representantes da UC estarão no Salão do Estudante, em março deste ano, em várias cidades. Veja aqui.

Universidade de Aveiro (UA)

Recebem candidaturas com ou sem a nota do Enem. A diferença é que, quem não tiver feito o exame, deve realizar as provas de ingresso obrigatórias. Para esclarecimento de dúvidas sobre o processo de candidatura.

Universidade dos Açores (UAC)

Os Açores são um conjunto de nove ilhas portuguesas situadas no oceano Atlântico. Para informações dirigidas aos estudantes internacionais, acessar ou escrever para o email vcacad@uac.pt

Universidade da Beira Interior (UBI)

Situada na cidade da Covilhã, porta de entrada para a Serra da estrela, a UBI é uma universidade pública localizada no centro do triângulo Lisboa-Porto-Madri. Informações para estudantes brasileiros aqui

Universidade de Algarve (UAlg)

No caso dos candidatos brasileiros, as provas de ingresso serão substituídas pelos resultados obtidos no Enem (a UAlg exige o mínimo de 500 pontos na prova de redação e pelo menos 475 pontos em cada uma das restantes provas).

Os diplomas conferidos pela UAlg são válidos e reconhecidos em todos os países da União Europeia, permitindo fazer pós-graduação em qualquer universidade da Europa.

Universidade de Lisboa (ULisboa)

Nos últimos três anos, a ULisboa recebeu cerca de 1,5 mil estudantes de mobilidade provenientes de países da América Latina, cerca de 1,5 mil provenientes do Brasil, no âmbito de programas e acordos de cooperação.

Estudantes brasileiros que precisem de informações podem enviar e-mail para fernandavasconcellos@reitoria.ulisboa.pt

Universidade Lusófona (ULusófona)

Situada em Lisboa, a ULusófona abre concurso para estudantes estrangeiros não residentes da União Europeia. Informações no site.

Universidade da Madeira (UMa)

Situada na Ilha da Madeira, arquipélago português no Oceano Atlântico. Informações aqui.

Universidade do Minho (Uminho)

A Universidade do Minho (UMinho), com 19 mil alunos nas cidades de Braga e Guimarães, é uma das principais instituições de ensino superior de Portugal e recebe atualmente cerca de 500 estudantes brasileiros. Informações aqui.

Universidade do Porto (U.Porto)

Na Universidade do Porto, as notas do Enem podem ter um peso diferente em função do curso que o candidato escolher. Aos Estados que integram a CPLP - Comunidade de Países de Língua Portuguesa (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste) pode ser aplicada a redução de até 50% na mensalidade paga pelos estudantes nacionais desses países. Informações aqui.

Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria)

Informações para estudantes estrangeiros. Para esclarecimento de dúvidas, enviar e-mail para estudante.internacional@ipleiria.pt

Instituto Politécnico de Beja (IPBeja)

Informações aqui

Instituto Politécnico de Bragança (IPB)

O Instituto Politécnico de Bragança possui um programa de internacionalização envolvendo a mobilidade anual de mais de 500 estudantes e 100 docentes, fruto da colaboração com várias instituições de ensino superior europeias e de países de língua oficial portuguesa.

A página do Gabinete de Relações Internacionais (GRI) constitui o principal veículo de comunicação com os alunos e docentes do IPB e das suas instituições parceiras.

Instituto Politécnico do Porto (IPP)

O instituto tem investido no fortalecimento de laços com o Brasil nos últimos anos. Já são mais de 60 protocolos assinados.

Instituto Politécnico Portalegre (IPPortalegre)

Informações para estudantes brasileiros aqui.

Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA)

O Instituto tem escolas superiores de Design, Gestão, Hotelaria e Turismo, e Tecnologia. Informações aqui.

Instituto Politécnico de Coimbra (IPC)

O Politécnico de Coimbra promove uma forte cooperação com diversas universidades e politécnicos estrangeiros para mobilidade de estudantes e de docentes. Informações aqui.

Instituto Politécnico da Guarda (IPG)

Os estudantes estrangeiros que pretendam ingressar no IPG podem efetuar a sua candidatura online no site.

Instituto Politécnico de Viseu (IPV)

O Instituto tem escolas superiores de Educação, Saúde, Agrária e de Tecnologia e Gestão. Mais informações aqui.

Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarem)

O Instituto Politécnico de Santarém é uma instituição pública, destinada à produção e difusão do conhecimento, criação, transmissão e difusão do saber de natureza profissional, da cultura, da ciência, da tecnologia, das artes, da investigação orientada e do desenvolvimento experimental. Mais informações aqui.

Instituto Politécnico de Setúbal (IPS)

Informações sobre candidaturas aqui.

Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (Cespu)

A Cespu conta com o Instituto Universitário de Ciências da Saúde; a Escola Superior de Saúde do Vale do Ave; e a Escola Superior de Saúde do Vale do Sousa. Os seus Campus estão distribuídos pelas regiões do Ave e do Grande Porto.

Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB)

O IPCB é uma instituição pública de ensino superior que implementa uma política de internacionalização de estudantes. Possui seis escolas que o constituem (Agrária, Artes Aplicadas, Educação, Gestão, Saúde e Tecnologia). Informações aqui.

Universidade Lusófona do Porto (ULP)

Para mais informações, acessar o site.

Universidade Portucalense Infante D. Henrique (UPT)

A Universidade Portucalense, que fica situada no Porto, participará do Salão do Estudante, em várias cidades do Brasil, em março deste ano. Veja aqui.

Instituto Universitário da Maia (Ismai)

Para estudantes estrangeiros, acessar aqui.

Instituto Politécnico da Maia (Ipmaia)

Para estudantes estrangeiros, acessar aqui:

Universidade Católica do Porto (UCP)

Para estudantes estrangeiros, acessar aqui.
http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2018-02/estudantes-podem-usar-nota-do-enem-para-entrar-em-universidades

Regionais : Auxílio-alimentação de magistrados chega a R$ 3.000
Enviado por alexandre em 18/02/2018 14:51:39


Uma portaria do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) de 2016 estabeleceu o valor de R$ 884 de auxílio-alimentação para os tribunais da União. O pagamento, de R$ 40,18 ao dia, acabou sendo seguido também em alguns tribunais estaduais, como de Minas Gerais e Paraná.

Numa outra ponta, no entanto, está o Amapá, que tem a maior média de auxílio-alimentação paga em dezembro –R$ 2.840. Oito magistrados receberam R$ 3.047. No Rio Grande do Sul, no Maranhão e em São Paulo, o auxílio é menor que R$ 884.

Em geral, os valores dos auxílios-alimentação são estabelecidos por resoluções da presidência de cada tribunal. No setor privado, o valor do tíquete para refeição ou alimentação também costuma variar bastante, segundo o especialista em direito trabalhista da Fundação Getulio Vargas Luiz Marcelo Góis.

O pagamento, em geral, é negociado com os sindicatos e depende da categoria profissional e da base territorial. O auxílio-saúde, pago em 12 Estados, também pode variar conforme a faixa salarial e idade do magistrado. Em poucos Estados, são pagos ainda auxílio-educação, ajudas de custo e para transporte –esse último só no Rio.

Os tribunais de Justiça de ES, MT, MS, PR, AC, AP, BA, TO e do DF não responderam à reportagem sobre como são determinados os valores. O TJ do Rio, que oferece a maior quantidade de indenizações, diz que “os benefícios pagos a magistrados […] decorrem de legislação específica e são custeadas por recursos próprios do Poder Judiciário, observando equilíbrio fiscal e orçamentário”.


Fonte: Redação

Créditos: FolhaPress

Regionais : Copa 2018: russa critica violência do Rio; evita rua
Enviado por alexandre em 18/02/2018 14:44:47

Copa 2018: russa critica violência do Rio; evita rua

Embaixadora da Copa critica segurança do Rio e diz não querer sair na rua

Modelo Victoria Loprieva está no Brasil para divulgar Mundial da Rússia

Fábio Aleixo – Folha de S.Paulo

Em visita ao Brasil para promover a Copa do Mundo da Rússia, a embaixadora Victoria Loprieva criticou a situação da segurança pública no Rio de Janeiro, que está sob intervenção federal.

Em postagem feita no Instagram, a modelo e apresentadora de televisão se disse assustada com a presença de homens do Exército nas ruas.

"Pela primeira vez em minha vida eu não quero sair nem na calçada", escreveu a russa sobre uma foto que mostrava homens do Exército na rua.

Da varanda de seu quarto, ela fez um vídeo no qual disse: "Esta é a situação no Rio. Militares na rua porque não tem mais como controlar violência na rua e nas favelas", disse Loprieva, que tem 1,8 milhão de seguidores em seu perfil.

Loprieva está hospedada no hotel Fasano, um dos mais luxuosos do Rio, localizado na avenida Vieira Souto, em Ipanema.

Já de noite, Loprieva fez novas postagens exaltando o Carnaval na cidade e se dirigindo para o sambódromo para acompanhar as escolas de samba no desfile das campeãs.

Natural de Rostov-do-Don, onde o Brasil fará sua estreia contra a Suíça, Loprieva declarou amor ao país e ao futebol brasileiro na sexta-feira (16).

Ela visitou a CBF, ganhou uma camisa personalizada e se encontrou com o técnico Tite.

Regionais : A Amazônia está secando, mas o Brasil só quer farra
Enviado por alexandre em 18/02/2018 14:43:06

A Amazônia está secando, mas o Brasil só quer farra


Quem achar alguém preocupado com isso no Planalto ou na Faria Lima que atire a primeira fagulha

Marcelo Leite – Folha de S.Paulo

Um artigo de pesquisadores brasileiros e estrangeiros publicado na revista Nature Communications recebeu destaque na imprensa, mas não a atenção devida fora dela.

Na esperança vã de provocá-la, vai aqui um resumo da ópera ou do funk, da marchinha, do axé, o que for preciso para cair no gosto popular: A Amazônia está secando, viu?/Queima mais que o filme do Brasil,/Mata vira fumaça sem truque/Pior que o de FHC com Huck.

Melhor parar por aí. O esboço de soneto saiu pior que emendas constitucionais aprovadas no Congresso. Alguém mais inspirado ou feliz que se arrisque a fazer Carnaval com isso.

Aqui é ciência. Então fiquemos com o que têm a dizer Luiz Aragão, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Universidade de Exeter (Reino Unido), e o time de 20 especialistas com que colaborou para publicar o estudo.

Incêndios relacionados com secas do século 21 contrabalançam o declínio de emissões de carbono do desmatamento na Amazônia é uma tradução razoável do título do artigo, mas sem chance de fazer sucesso na Sapucaí ou no Anhembi.

Ele focaliza algo que deveria piscar no radar do governo federal: o cumprimento das metas de redução de gases do efeito estufa (carbono) que o país assumiu no quadro do Acordo de Paris, em 2015. Reduzir o desmatamento é crucial para isso, pois destruir floresta ainda é a principal fonte nacional de poluição climática.

As políticas para conter a devastação e as formas de medi-la estão centradas no chamado corte raso, quando as árvores são derrubadas e depois queimadas para dar lugar a pasto ou agricultura. Aragão e equipe dizem que pode ser mais complicado que isso.

Eles apontam uma cadeia complexa de fatores interligados:

- O aquecimento global induz estiagens mais fortes e frequentes na Amazônia, como a de 2015, que matam árvores e as fazem perder mais folhas;

- Clareiras abertas deixam entrar mais luz, o que resseca material vegetal sobre o solo;

- Com farto combustível presente, incêndios florestais se tornam mais comuns, que por sua vez matam mais árvores e tornam a mata ainda mais inflamável;

- A fuligem e outras partículas que a queima lança na atmosfera amazônica contribuem para diminuir a ocorrência de chuvas e assim segue o ciclo de ressecamento.

Cruzando uma montanha de dados, o grupo mostrou que tais incêndios aumentaram em anos de seca, como 2005, 2010 e 2015. Eles ocorreram também em regiões de floresta virgem sem atividade agropecuária intensa, portanto não se confundem com tradicionais queimadas para limpar o campo.

A incidência de focos de fogo aumentou 36% na seca de 2015, em comparação com a média dos 12 anos anteriores. A biomassa que virou fumaça, neste caso, equivaleu a mais que a metade do carbono emitido no período pelo desmatamento tradicional (aquele medido com satélites, anual e oficialmente, pelo sistema Prodes do Inpe).

Em outras palavras, o método atual para monitorar o desmate e calcular emissões da principal fonte de carbono brasileira está a subestimá-las. Algo terá de mudar.

Quem achar alguém preocupado com isso, no Planalto ou na Faria Lima, que atire a primeira fagulha --ou um novo candidato na fogueira.

Regionais : A Polícia Federal se torna dócil ao Palácio do Planalto
Enviado por alexandre em 18/02/2018 14:40:00


A Polícia Federal se torna dócil ao Palácio do Planalto

Postado por Magno Martins às 09:00

Grupo de delegados da PF reage a movimentos políticos do diretor-geral, Fernando Segovia, em favor do presidente Michel Temer

>>Trecho de reportagem de capa de ÉPOCA desta semana

ÉPOCA – Bela Megale, Aguirre Talento e Thiago Herdy com Chico Otávio Débora Bergamasco

Não houve Carnaval para os 12 delegados da mais seleta equipe da Polícia Federal. Eles compõem o Grupo de Inquéritos do Supremo, conhecido internamente como Ginq. São os responsáveis por investigar os tubarões da política nacional, aqueles que têm foro no Supremo Tribunal Federal (STF). Passaram o feriado trocando mensagens. Não planejavam mais uma operação secreta da Lava Jato. Tentavam entender se estavam diante do que aparentava ser uma operação contra eles, contra a Lava Jato – uma sabotagem que vinha, inacreditavelmente, de dentro da Polícia Federal.

Expressavam espanto e perplexidade em face da desastrosa entrevista do chefe deles à agência Reuters, dias antes. Nela, Fernando Segovia indicara que a principal investigação em curso na PF – um inquérito sigiloso contra o presidente da República, autorizado pela Suprema Corte – seria arquivada por falta de provas.

Como precisava eliminar qualquer dúvida sobre a firmeza de sua genuflexão ao Planalto, Segovia dissera que o delegado responsável pelo caso poderia ser punido: as perguntas que ele enviara ao investigado Michel Temer não haviam agradado – por que será? – ao presidente Michel Temer. Não pareciam declarações do chefe da máquina de investigação mais formidável e independente do país.

Pareciam, em seu conjunto, uma declaração de lealdade ao presidente da República; uma declaração de um vassalo político, não de um diretor da Polícia Federal.

Os delegados do Ginq constituem a turma diretamente prejudicada pelas afirmações de Segovia. É um dos delegados desse grupo que toca o inquérito contra Temer e que poderia, no entendimento do chefe da PF, ser punido por fazer seu trabalho. As mensagens entre eles se intensificaram conforme a repercussão da entrevista se fazia sentir no poder e fora dele.

Na tarde da Quarta-Feira de Cinzas, os 12 delegados do Ginq se reuniram secretamente em Brasília, fora da sede da Polícia Federal, para tomar uma decisão. Não havia dúvidas entre eles de que era necessário reagir à entrevista de Segovia. A dúvida era apenas sobre como reagir.

Àquela altura, mesmo em meio à pasmaceira que costuma definir a semana de Carnaval em Brasília, Segovia não era mais apenas Segovia. Era o caso Segovia.

O ministro Luís Roberto Barroso, relator do inquérito de Temer no Supremo, interpelara-o formalmente, horas depois da entrevista, exigindo explicações e pedindo uma investigação à Procuradoria-Geral da República; a oposição fora à Justiça contra ele; e todas as associações de profissionais da polícia condenaram o que ele dissera. Quando Segovia veio a público dizer que não cairia, confirmou-se: o diretor-geral da PF cambaleava.

Temer e os encontros secretos com Segovia



Temer usa encontros secretos para se informar sobre investigações.


Veja - Coluna Radar

Por Gabriel Mascarenha



O prestígio de Fernando Segovia com Michel Temer segue em alta. Está em gestação no Planalto uma MP para dar um mandato de três anos para os diretores-gerais da PF.

Aliás, os encontros fora da agenda entre os dois são frequentes — e Temer simplesmente ignora quem o aconselha a divulgar as reuniões. Por quê? Nessas conversas, ele se informa sobre os inquéritos em que é investigado.

« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 7088 »