Mais Notícias - Faustão ataca corruptos; esqueceu patrocinador Joesley - Notícias
« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 2924 »
Mais Notícias : Faustão ataca corruptos; esqueceu patrocinador Joesley
Enviado por alexandre em 22/05/2017 08:34:01

Faustão ataca corruptos; esqueceu patrocinador Joesley

Postado por Magno Martins

iG São Paulo

Apresentador passou parte do programa deste domingo dando lição de moral, falando da vergonha da corrupção e cobrando um Brasil melhor, mas esqueceu que aceita dinheiro de um dos maiores corruptos da nação

A delação premiada de Joesley Batista ,empresário e dono da JBS, parece que vai atingir quase todas as pessoas da nossa nação de alguma maneira. Quem assistiu o programa do Faustão neste domingo deve ter reparado na ira do apresentador, Fausto Silva por várias vezes cobrou o fim da corrupção e também deu lição moral e cívica.

Até aí tudo bem, todos nós estamos revoltados com o escândalo envolvendo Temer, Aécio, Joesley, Wesley, Lula, Dilma e muito mais políticos. A única coisa que Faustão esqueceu é que um de seus anunciantes é o Banco Original, uma instituição financeira brasileira controlada pela holding J&F, grupo dos empresários Joesley e Wesley Batista.

O apresentador chegou a finalizar suas famosas pegadinhas com: " Num oferecimento do Banco Original, você assistiu as Cacetadas do Faustão.". A atitude soa no mínimo muito estranha, como pode cobrar e não dar o exemplo? Fausto Silva devia seguir o exemplo de Tony Ramos que abandonou a barca furada dos irmãos Batista e cancelar de imediato qualquer relação com o grupo. Não adianta cobrar o fim da corrupção se está recebendo dinheiro de um dos maiores corruptores da história do Brasil.

O escândalo envolvendo toda a classe política do País e um dos maiores empresários do Brasil parece que não pegou apenas nós de surpresa. Tony Ramos, um dos mais famosos atores da nação também se viu traído pelas últimas notícias divulgadas pela imprensa.

Mais Notícias : FHC liga para Temer oferecendo apoio
Enviado por alexandre em 22/05/2017 08:33:23

FHC liga para Temer oferecendo apoio

Postado por Magno Martins

PSDB aguarda o julgamento do Supremo sobre o pedido de suspensão do inquérito contra o presidente para decidir se rompe ou não com o governo

O Estado de S.Pualo - Tânia Monteiro

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso telefonou neste sábado, 20, para o presidente Michel Temer para oferecer apoio e recomendar que se mantenha firme e resista aos ataques que vêm sofrendo. Fernando Henrique também negou a Temer que tenha sugerido a sua renúncia, como "andou sendo noticiado". Segundo relato de um dos interlocutores de Temer, o ex-presidente afirmou que "em momento algum" disse que o peemedebista deveria renunciar.

Apesar de, nos bastidores, haver pressão no PSDB para que o partido deixe a base do governo, a conversa, segundo interlocutores do presidente, mostrou a "disposição" de Fernando Henrique em manter a legenda apoiando a gestão Temer.

A reunião entre DEM e PSDB que estava marcada para este domingo, 21, depois de articulações do governo e de líderes dos dois partidos, acabou cancelada. Caciques de vários partidos decidiram comparecer ao jantar que Temer promoveu no Palácio da Alvorada.

O momento, de acordo com interlocutores do presidente, é de "compasso de espera", aguardando a decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal sobre o pedido para suspender o inquérito aberto para investigar Temer por obstrução à Justiça, corrupção passiva e organização criminosa. O julgamento está marcado para quarta-feira, 24.

Mais Notícias : Aécio vai ao STF tentar recuperar mandato no Senado
Enviado por alexandre em 22/05/2017 08:32:51

Aécio vai ao STF tentar recuperar mandato no Senado

Postado por Magno Martins

A defesa do senador Aécio Neves (PSDB-MG) vai apresentar ao STF (Supremo Tribunal Federal), nesta segunda-feira (22), um pedido para que o tucano retome seu mandato.

Na Operação Patmos, deflagrada na última quinta (18), o ministro Edson Fachin determinou o afastamento de Aécio do Senado e "de qualquer outra função pública".

Fachin também exigiu que o parlamentar entregasse o passaporte, já que ele está proibido de sair do país.

Aécio não pode falar nem se encontrar com investigados ou réus do mesmo inquérito.

"Vamos pedir a revogação das cautelares. O passaporte, ele vai entregar. Mas o afastamento do mandato é ilegal, não há amparo na Constituição", afirmou Alberto Toron, advogado do senador.

Fachin acatou parcialmente os pedidos apresentados pela PGR (Procuradoria-Geral da República).

Embora tenha aceitado afastar o tucano do cargo do Senado, o ministro rejeitou o pedido de prisão e não exigiu o uso de tornozeleira eletrônica.

Rodrigo Janot, procurador-geral da República, ainda não protocolou nenhum recurso sobre a negativa do Supremo –se o fizer, o caso deve ser levado ao plenário.

ACUSAÇÕES

O pedido de investigação da PGR foi feito com base em delação firmada pelo grupo J&F, holding do grupo JBS, com o Ministério Público Federal.

Joesley Batista disse aos procuradores ter efetuado pagamento de propina a Aécio.

Aécio foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley.

Mais Notícias : Temer diz que ficou abalado com crise, mas vai até o fim
Enviado por alexandre em 22/05/2017 08:32:14

Temer diz que ficou abalado com crise, mas vai até o fim

Postado por Magno Martins

Folha de S.Paulo - Gustavo Uribe e Bruno Boghossian

O presidente Michel Temer reconheceu neste domingo (21) que ficou abalado com a crise política instaurada com a delação premiada de executivos da JBS, mas que resistirá no cargo "até o fim".

Em discurso durante encontro com ministros e parlamentares, no Palácio da Alvorada, o peemedebista disse que irá comprovar a sua inocência e chamou o empresário Joesley Batista de "rematado delinquente".

Segundo relatos de presentes, ele lembrou que reagiu mal ao impacto inicial das acusações feitas contra ele, mas que se recuperou após fazer pronunciamentos públicos e apresentar sua defesa jurídica.

Ele pediu aos presentes no encontro que resistam com ele "pelo país e pela ordem jurídica". E disse nunca ter visto alguém treinar para fazer uma delação premiada.

Os executivos da JBS tiveram uma espécie de aula dada por um procurador e uma delegada antes de Joesley se encontrar com o presidente e gravar a conversa entre ambos.

O peemedebista pediu ainda a senadores e deputados que o Congresso Nacional que não fique paralisado por conta da crise política e que eles coloquem em votação propostas governistas.

"O Poder Legislativo irá atender ao pedido e trabalhar pelo país com normalidade", disse o líder do governo na Câmara dos Deputados, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), fizeram uma declaração aberta de apoio a Temer. Prometeram, segundo os presentes, "lealdade e compromisso com o país" e com a pauta legislativa de interesse do governo.

As declarações ocorrem em um ambiente de instabilidade nas relações entre Temer e sua base no Congresso. Maia, especialmente, tem o poder de acatar pedidos de impeachment contra o presidente, e seria o primeiro na linha sucessória em caso de saída do presidente. A dupla afirmou que não haverá "nenhum milímetro" de recuo.

Eunício também relatou ter sido procurado por Joesley "para uma audiência urgente" em várias ocasiões, no fim de abril. O presidente do Senado disse suspeitar que o empresário tentasse gravá-lo, mas não o recebeu porque estava internado.

O presidente havia marcado para este domingo (21) um jantar com a base aliada em uma tentativa de demonstrar que mantém apoio no Congresso Nacional. Ele, contudo, foi desmarcado após líderes e ministros avisarem que não chegariam a tempo.

Com a baixa adesão, Temer decidiu transformar a conversa em um encontro informal, com um grupo mais reduzido, que já estava em Brasília.

Após a veiculação pela imprensa de que o encontro havia sido desmarcado, no entanto, o Palácio do Planalto correu para mobilizar o máximo de governistas possíveis para a reunião. Ao todo, participaram do encontro 17 ministros, 23 deputados federais e 6 senadores.

Mais Notícias : PGR: gravação com Temer tem sequência lógica
Enviado por alexandre em 22/05/2017 08:31:27

PGR: gravação com Temer tem sequência lógica

Postado por Magno Martins

Relatório da PGR diz que gravação com Temer tem ‘sinais de sequência lógica’. Análise preliminar foi solicitada por grupo de trabalho que auxilia Rodrigo Janot.

Claudio Belli / Agência O Globo

O Globo – Manoel Ventura

Um relatório técnico da Secretaria de Pesquisa e Análise da Procuradoria-Geral da República (PGR) apontou que a gravação da conversa entre o presidente Michel Temer e o empresário Joesley Batista é “audível” e apresenta “sinais de sequência lógica”. A análise é preliminar e foi solicitada verbalmente pelo grupo de trabalho que auxilia o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na Operação Lava-Jato em trâmite no Supremo Tribunal Federal (STF).

Em pronunciamento na tarde de sábado, Temer afirmou que o áudio gravado pelo dono da JBS foi adulterado, solicitou uma perícia na gravação e pediu para que o inquérito contra ele no STF seja suspenso até o resultado da análise. O ministro Edson Fachin, do STF, determinou a realização da perícia e decidiu levar para o plenário do STF o pedido de suspensão das investigações.

No relatório, a área técnica da PGR informa que recebeu para análise um pen drive contendo quatro arquivos, entre eles o áudio da conversa entre Temer e Joesley. Afirma que o áudio tem comprimento de 38 minutos e 56 segundos e o tamanho de 35,6 megabytes, com data de modificação de 03/01/2013 às 01h37. O relatório, no entanto, não explica porque há o registro de modificação do arquivo em janeiro de 2013, já que o áudio foi gravado em março deste ano.

“O diálogo constante no Áudio 02 (PR1 14032017.WAV) encontra-se audível, apresentando sinais de sequência lógica. O arquivo possui ruídos e a voz de um dos interlocutores apresenta-se com maior intensidade em relação à voz do segundo interlocutor, e em alguns momentos, tornam-se incompreensíveis sem a utilização de equipamentos especializados”, conclui o documento da PGR.

Os técnicos da PGR destacam, no documento, que a análise foi feita sem uso de equipamentos especializados.

“O arquivo apresentado foi analisado de forma preliminar, submetido a oitiva sob a perspectiva exclusiva de percepção humana. Não houve auxílio de equipamentos especializados na avaliação sobre a integridade dos áudios”.

Segundo o relatório, o objetivo do trabalho foi “verificar se os diálogos existentes nos áudios estão inteligíveis e, se numa análise meramente perfunctória, os arquivos possuem ou não característica iniciais de confiabilidade”.

« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 2924 »