Saúde - Vale a pena? - Notícias
« 1 ... 151 152 153 (154) 155 »
Saúde : Vale a pena?
Enviado por alexandre em 26/07/2011 09:03:58



Maioria dos formados na Bolívia não consegue revalidar diploma no país


Apenas dois entre 281 profissionais revalidaram diploma em 2010, diz MEC.
Conselho de Medicina aponta dificuldade em garantir qualidade do ensino.
A baixa concorrência, os menores preços e a proximidade fazem com que muita gente atravesse as fronteiras com Paraguai e Bolívia para cursar o ensino superior. Mas voltar para o Brasil e exercer a profissão nem sempre é fácil.

O sonho de se tornar médico motivou o técnico em contabilidade Estevão de Queiroz, de 48 anos, a procurar uma universidade boliviana. Ele mora na cidade sul-mato-grossense de Corumbá, que fica a cerca de oito quilômetros de Porto Quijarro, na Bolívia. "Optamos por questão financeira mesmo, porque lá o custo é bem mais barato do que aqui", afirma.

Enquanto nas escolas brasileiras de medicina as mensalidades variam de R$ 2,5 mil a R$ 6 mil, na Bolívia o custo fica em torno dos R$ 375 por mês. Além do preço, a facilidade para entrar na faculdade é outro atrativo. O folheto - em português e espanhol - diz que não é preciso fazer vestibular e oferece serviços para ajudar o candidato brasileiro a obter os documentos exigidos pelo governo para estudar na Bolívia.

A sede da universidade boliviana está sendo ampliada. A intenção é aumentar o acervo da biblioteca, que tem apenas uma estante, e estruturar novos laboratórios. Tudo para atender a demanda. "É uma universidade que está em estruturação ainda, mas temos recursos necessários para fazer medicina. A profissão é igual em toda a parte", relata Estevão.

Para atuar no Brasil, quem se forma na Bolívia ou em qualquer outro país precisa da revalidação do diploma. Desde o ano passado, o processo começou a ser padronizado. Todos os candidatos precisam passar por várias etapas de avaliação para que a formação em outro país tenha validade no Brasil.

Este ano, mais de 600 candidatos se inscreveram para participar do programa de revalidação de diplomas médicos, segundo o Ministério da Educação. A maioria deles, 320, é de profissionais formados em universidades bolivianas. Mas só a inscrição no programa não garante a revalidação. No ano passado, dos 281 médicos formados na Bolívia, apenas dois tiveram o diploma revalidado.

De acordo com o Conselho Regional de Medicina, as provas aplicadas para revalidação não são mais difíceis do que a realidade que os médicos encontrarão nos hospitais. "É uma prova de conhecimentos gerais da área médica normalmente aplicada para os formandos no Brasil que tentam acesso aos programas de residência", explica Luís Mascarenhas, vice presidente do CRM-MS.

Em Porto Quijarro, a universidade defende que as disciplinas e a carga horária são muito parecidas com as de instituições brasileiras. "Estamos com o mesmo nível e isso ajuda bastante para que os estudantes formados nesta universidade possam revalidar com muita facilidade e atingir o objetivo de poder exercer sua profissão no país irmão Brasil", defende o vice-reitor da faculdade Edwin Delgadillo.

Para o CRM-MS, não há como garantir a qualidade da formação no país vizinho.
"Não temos nenhum acesso a essas universidades, do ponto de vista de avaliação ou fiscalização do ensino", diz Mascarenhas.

O médico legista Riad Ali Hamie estudou em uma universidade boliviana de Santa Cruz de La Sierra, e se formou em 2004. Exibe com orgulho dezenas de certificados e o diploma de médico. Mesmo depois de seis anos de estudo e muitos cursos, ele ainda levou anos para conseguir o direito de revalidar o documento no Brasil. "É uma jornada longa. Para aqueles que acham que foi fácil para mim, pelo contrário, foi muito difícil", conta. Atualmente, Riad é perito da Polícia Civil em Mato Grosso do Sul, além de atuar em postos de saúde.


Autor: G1

Saúde : Higiene Bucal
Enviado por alexandre em 22/07/2011 12:43:35



Orientação deHigiene Pessoal é ministrada para crianças presbiterianas




Rodrigo Guerreiro/Oportalro.com


A acadêmica da Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal (FACIMED), Keicyane Emerick, esteve nessa semana ministrando uma palestra que, de forma simples e direta, orientou ás crianças da 3ª Igreja Presbiteriana do Brasil, de Ouro Preto do Oeste, do bairro Jardim Aeroporto. A palestra abordou temas como: escovar os dentes depois de cada refeição, tomar banho diariamente, para assim evitar microorganismos que podem ser prejudicial à saúde, mastigar bem e lavar os alimentos que serão consumidos crus, como frutas, verduras e legumes.


Segundo Keicyane, a higiene é muito importante para a saúde de todas as pessoas, especialmente as crianças, pois os pais devem ensinar todos os cuidados necessários, com a alimentação, momento do banho, escovar os dentes após todas as refeições e lavar as mãos. “Sempre que for se alimentar, é fundamental ter hábitos alimentares saudáveis, saiba que a saúde da boca é muito importante para que a criança tenha um adequado aproveitamento dos alimentos pelo nosso organismo, com gengivas e dentes fortes”, salientou a acadêmica.




O pastor da igreja Presbiteriana do Brasil, Rogério Julio, ressaltou a importância da palestra, que segundo ele, Além proteger de doenças, a higiene pessoal também aumenta a auto-estima. Com isso as pessoas se sentem mais confortáveis e confiantes para enfrentar melhor situações do dia-a-dia.“É muito importante poder orientar as crianças para os riscos que corre a nossa saúde.

Por isto, nós decidimos convidar a acadêmica Keicyane, onde as crianças puderam aprender mais sobre higiene, agradecemos a coordenadora do curso de enfermagem, Janice Santana, que permitiu que ela estivesse aqui prestando este importante trabalho de orientação à nossas crianças”, afirmou Rogério Julio.

Keicyane ensinou as crianças atitudes como tomar banho, lavar as mãos, escovar bem os dentes e usar certos tipos de roupas são importantes para que a saúde continue estável e o corpo limpo. “Sempre que você toca em alguma pessoa, superfície ou objetos ao longo do dia adquire bactérias e vírus em suas mãos. É importante lavá-las com água e sabonete líquido ou com álcool. Sempre que a mão entra em contato com os olhos, nariz ou boca os germes ali encontrados, esse foi a nossa missão hoje, mostrar aos pequeninos, que a higiene tem que começar por eles”, finalizou Keicyane Emerick.

Saúde : Diploma
Enviado por alexandre em 21/07/2011 12:57:46



Formados na Bolívia; médicos são maioria dos inscritos em prova para revalidação de diplomas


A edição 2011 do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida), cujo objetivo é reconhecer diplomas de medicina obtidos em instituições de ensino estrangeiras, recebeu 601 inscrições. Do total de candidatos, 320 se formaram na Bolívia, 146 em Cuba e 58 na Argentina, nos países europeus e Estados Unidos.

O exame foi aplicado pela primeira vez no ano passado em caráter experimental. O objetivo era desburocratizar o processo de revalidação dos diplomas de medicina estrangeiros. Mas dos 281 candidatos que compareceram à prova, apenas dois foram aprovados.

A revalidação ocorre em duas etapas. No dia 28 de agosto os inscritos farão uma prova objetiva, de caráter eliminatório, que será aplicada em seis capitais. Os aprovados na primeira fase participarão nos dias 1° e 2 de outubro de um exame prático para avaliar as habilidades clínicas. A expectativa do Ministério da Educação (MEC) é que todo o processo seja concluído até dezembro.


Fonte: ABR

Autor: ABR

Saúde : Verão
Enviado por alexandre em 16/07/2011 11:17:39



Enchimento de peito com ar vai ser a sensação do verão que se aproxima
Chega de silicone, invenção permite que as mulheres cresçam os seios com bomba de ar


Chega de silicone. Os cientistas descobriram uma nova forma para as mulheres turbinarem os seios. O método é igual ao enchimento dos pneus de carros, motos, bicicletas, ou seja, a base de ar. A forma de utilização é fácil, basta colocar a mangueira no bico e acionar a bomba para encher os seios com ar.

A nova invenção, para mulheres que gostam de ter seios gigantes, chega ao Brasil no final do ano, e deverá ser a sensação do verão. A melhor parte, segundo disse o inventor, é que as mulheres poderão esvaziar o ar dos seios sempre que desejarem.

“A mulher poderá deixar os seios no tamanho que desejar, diminuir, aumentar, como uma bola cheia de ar. Para cada ocasião ela poderá usar um tamanho diferente”, disse o inventor da bomba. Só não vale o namorado morder, porque senão o bicho solta três peidos e sai voando, com a dona junto, pela janela.

Fonte: bbc

Saúde : Agora vai
Enviado por alexandre em 13/07/2011 18:35:20



Como é que pode!Gays fazem manifestação pelo direito de ficarem grávidos
Na capital americana, Washington, milhares de gays saíram em passeata para cobrar do governo o direito de ficarem grávidos. Os manifestantes pediram mais esforço do governo de Barack Obama para resolver a situação. Segundo informações de Carla Cristina Coelho Camargo, os gays tem acusado Obama de ser muito lento.

A Casa Branca disse que vai se reunir com alguns cientistas para debater a questão dos homossexuais conseguirem engravidar. “Não depende do governo, depende da ciência, mas os EUA fará o que for possível, mesmo que tenha que investir bilhões de dólares, para que os homossexuais masculinos possam engravidar” disse o Porta Voz da Casa Branca.

As mulheres homossexuais, também aproveitaram as manifestações dos gays, para pedirem que a ciência também desenvolva uma fórmula para que a mulher possa ficar grávida de outra mulher, sem precisar da ajuda do homem.

O governo americano disse que vai discutir todas as propostas e fazer o que for possível.

Autor: Alexandre Araujo

« 1 ... 151 152 153 (154) 155 »