Política - O ESCOLHIDO - Notícias
« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 753 »
Política : O ESCOLHIDO
Enviado por alexandre em 08/06/2018 08:50:29

Bolsonaro é o nome da Lava Jato

O deputado federal é o preferido da Lava Jato; ele faria ruir o "mecanismo"

Reinaldo Azevedo – Folha de S.Paulo

Amplos setores do MPF e da PF têm seu candidato à Presidência: Jair Bolsonaro. Isso não é uma opinião. É um fato. Falemos um pouco do meio ambiente que gera essa aberração, essa teratologia moral.

Não foi sem estoica melancolia que li o manifesto assinado, de saída, por Cristovam Buarque, Fernando Henrique Cardoso, Marcos Pestana e Aloysio Nunes Ferreira, que faz a defesa de um "projeto nacional" que "a um só tempo, dê conta de inaugurar um novo ciclo de desenvolvimento social e econômico (...) e afaste um horizonte nebuloso de confrontação entre populismos radicais, autoritários e anacrônicos."

O texto é bom. É desejável que "democratas e reformistas" tentem conjurar os reacionarismos opostos e combinados da esquerda e da extrema direita, que impõem desde já a sua agenda: o acordo celebrado pelo governo com os ditos caminhoneiros é uma ode ao atraso, ao corporativismo e ao cartorialismo. Como foi possível?

O presidente ficou sozinho. Como num conto de Lygia Fagundes Telles, "vivos e mortos desertaram todos". Os líderes do Congresso, os governadores e os presidenciáveis sumiram. Boa parte da imprensa assistiu a práticas terroristas como quem diz: "Hoje é sexta-feira, dia 8 de junho. Faz frio..." PT, seus cronistas, Ciro e afins aproveitaram a deixa: "Vejam no que dá o golpismo..." O raciocínio é asnal.

Melancólico, no que respeita ao manifesto, é o vazio a que o texto foi relegado. Seria a nossa versão do "compromisso histórico", o acordo celebrado na Itália, originalmente, entre comunistas e democratas-cristãos. Com idas e vindas, troca de atores e mudança de siglas partidárias, vigorou do fim da década de 1970 até a razia que a Operação Mãos Limpas provocou no establishment político do país.

Não é raro que democracias celebrem acordos de forças distintas, mesmo antagônicas, em nome da governabilidade. Ou os políticos o fazem --além da Itália, vimos isso acontecer em Portugal, na Espanha e na Alemanha--, ou o próprio eleitor obriga a coabitação, como já se deu na França.

Fiquemos por estas plagas. Os populismos que nos ameaçam são a consequência do processo de destruição da política a que passaram a se dedicar o MPF, a PF e setores do Judiciário. O PT viu sua grande estrela, entre outras menores, ir para a cadeia, mas sobreviveu e venceria a eleição se Lula fosse o candidato.

A grande vítima do surto de moralismo burro, que nada tem a ver com o combate à safadeza, é o "centro". A razão é simples: é ele o protagonista, por excelência, da política. E a metafísica influente diz que a política é a mãe da corrupção.

Observem que os alvos da operação são as principais lideranças que governaram o país desde a redemocratização. Atenção! Nesse grupo, incluo o próprio Lula porque, ideologicamente, ele é bem mais amplo do que o PT. E que fique claro: falo do Lula governante, não daquele que era admirado pelo amostrado Marcelo Bretas...

Retomo, para arremate, o fio que deu origem à tessitura. Gente que conhece o MPF por dentro e pelo avesso assegura que os Torquemadas torcem é por Bolsonaro. Li trocas de mensagens de grupos do WhatsApp que são do balacobaco. E assim é não porque os senhores procuradores comunguem de sua visão de mundo --a maioria o despreza--, mas porque veem nele a chance de fazer ruir o "mecanismo", que estaria "podre".

Os extremistas do MPF, do Judiciário e da PF, onde o candidato é especialmente popular, concluíram que o "Rústico da Garrucha & dos Bons Costumes" lhes abre uma janela de oportunidades para impor a sua agenda. Querem ser, e isto é para valer, o "Poder Legislativo" de um regime que fosse liderado pelo bronco.

Não creio que logrem seu intento e, tudo o mais constante, estão cavando seu próprio fim como força interventora na política. Isso, em si, será bom. A questão é quem vai liderar o desmanche. Centro pra quê? Por enquanto, meus caros, o processo segue sem centro, sem eixo, sem eira nem beira. A instabilidade será longa.

Política : O BOCA PODRE
Enviado por alexandre em 07/06/2018 09:45:46

Ciro: Bolsonaro é maluco, boçal, câncer a ser extirpado

Em sabatina, pré-candidato do PDT partiu para cima de adversário

Bruno Góes e Cristiane Jungblut – O Globo

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, partiu para cima de Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta-feira. Em sabatina do jornal "Correio Braziliense", Ciro chamou Bolsonaro de "maluco", "boçal", "despreparado" e "um câncer a ser extirpado".

Quando falava sobre tributação, Ciro criticou a resposta dada por Bolsonaro sobre o assunto, em entrevista dada no mesmo dia. De acordo com o Ciro, o Brasil precisa ter uma tributação mais progressiva sobre herança e renda e é preciso"diminuir a incidência de impostos sobre a classe média, principalmente sobre o imposto de renda".

- O líder nas pesquisas disse que não vai tributar herança, nada. Então, de onde virá o dinheiro? Vão entregar o cargo a um boçal, a um despreparado? Os democratas têm obrigação de chamá-lo de boçal e despreparado. E os democratas tem obrigação de extirpar esse câncer enquanto ainda pode ser extirpado - atacou Ciro.

O pedetista também criticou o presidente da República, Michel Temer, por fazer parte de um "grupo criminoso". E disse que o senador Romero Jucá (MDB-RR) não fará parte de um governo seu, pois não irá negociar com "ladrão".

- Quando fui deputado, entrei na Câmara e tive uma desilusão muito grande. Quem mandava era Michel Temer e Eduardo Cunha. Um já está cadeia, e o outro ainda vai.

Durante a sabatina, também sobrou para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, no momento em que Ciro explicava sua proposta para a aposentadoria.

O pré-candidato propõe retirar do custo do regime da Previdência as aposentadorias rurais, que passariam a ser incluídas na conta do Tesouro. Seria criado um sistema de capitalização de aposentadoria, de caráter público. E propõe que todos tenham direito a um salário mínimo, tendo ou não contribuído. Ele disse que a transição será difícil e que ainda está calculando os impactos.

- É difícil, fácil é dar aula de sociologia, como o Fernando Henrique faz - disse Ciro.

Política : FAKE NEWS
Enviado por alexandre em 06/06/2018 09:05:32

TSE assina acordo com 10 partidos políticos para eleição sem fake news

DEM, PCdoB, PSDB, PDT, PRB, PSC, PSD, PSL, PSol e Rede se comprometeram a colaborar contra a disseminação de notícias falsas

Um termo de compromisso foi assinado, nesta terça-feira (5/6), por 10 dos 35 partidos políticos em atividade no Brasil, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para “a manutenção de um ambiente eleitoral imune de disseminação de fake news”.

Representantes do Democratas, PCdoB, PSDB, PDT, PRB, PSC, PSD, PSL, PSol e Rede assinaram o acordo. Para o presidente do TSE, ministro Luiz Fux, a colaboração é fundamental para manter a democracia. Segundo ele, trata-se de um compromisso ético.

“Nós entendemos que, além de todas as providencias até então adotadas, nos deveríamos ter como colaboradores não só a imprensa, mas também os partidos políticos”, enfatizou o ministro. “Que se juntem a nós para que mantenhamos a nossa democracia imune de qualquer dúvida. Os termos são simbólicos, são termos que encerram compromissos éticos”, completou.

Os partidos políticos que subscreveram o documento se comprometeram a manter o ambiente de “higidez informacional, de sorte a reprovar qualquer prática ou expediente referente à utilização de conteúdo falso no próximo pleito, atuando como agentes colaboradores contra a disseminação de fake news nas Eleições 2018”.

O ESTADÃO

Política : MANOBRA
Enviado por alexandre em 06/06/2018 08:50:04

Bolsonaro tenta adiar julgamento para depois da eleição

Aliados indicados como testemunhas de defesa do pré-candidato protelam depoimento

Eduardo Bresciani – O Globo

O deputado federal e pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL-RJ) vem fazendo manobras para tentar adiar seu julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) para depois das eleições de outubro. Ele é réu em duas ações penais por ter dito para a deputada Maria do Rosário (PT-RS), em 2014, que ela não merecia ser estuprada por ser feia. Com a instrução dos processos já na fase final, ele indicou como testemunhas dois aliados que utilizaram suas prerrogativas parlamentares para informar que só podem depor em agosto.

Como após essas oitivas ainda terá de ser marcado o interrogatório de Bolsonaro e haverá prazo para as alegações finais, dificilmente o caso irá à pauta antes do pleito.

Bolsonaro responde pelos crimes de injúria, em uma ação movida por Maria do Rosário, e de incitação ao crime de estupro, em processo movido pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Política : EXPEDITO NETTO
Enviado por alexandre em 05/06/2018 16:35:33

Deputado Expedito Netto visita cinco municípios de Rondônia no final de semana

Os municípios Pimenta Bueno, Porto Velho, Presidente Médici, Ouro Preto do Oeste e Rolim de Moura contaram com a presença do Deputado Federal Expedito Netto no último final de semana. O parlamentar esteve nas cidades para participar de eventos, entrevistas e visitar as lideranças locais. A agenda de Expedito Netto teve início na quinta-feira, dia 31, em Porto Velho, onde o parlamentar recebeu a Presidente da Câmara Municipal de Campo Novo, Naiara Saraiva e o Vereador Josué para tratar sobre assuntos do município.

Na sexta-feira, dia 1º, o parlamentar esteve em Ouro Preto do Oeste na companhia do Vereador Edis Farias, onde foi recebido na Rádio Esperança e Paz para falar sobre seu mandato e suas ações no município. Até o momento, Ouro Preto recebeu cerca de meio milhão de reais de emenda parlamentar do deputado para serem investidas em agricultura (aquisição de trator), infraestrutura (pavimentação de ruas) e saúde (compra de equipamentos). Ainda na sexta, o deputado esteve em Presidente Médici para participar da 35ª edição dos Jogos Comunitários (JOCOM) na companhia do Prefeito Edilson Alencar e outras autoridades. Durante o evento, Expedito Netto anunciou a destinação de um veículo tipo van para o Departamento de Esportes da Prefeitura.

A visita em Pimenta Bueno aconteceu no sábado, dia 2, na Rádio Meridional na presença do Prefeito de Espigão do Oeste, Nilton Caetano, do Secretário de Agricultura de Espigão, Marcelo Brandão, e um representante da Vereadora Jordana de Pimenta Bueno. Durante sua visita ao município, o deputado recebeu do Presidente da Associação Rural de Pimenta Bueno, Diego Azevedo, uma solicitação de apoio para realização da EXPOPIB. Devido à importância do evento para diversos setores da cidade e região, o parlamentar se disponibilizou a destinar parte de sua emenda parlamentar para construção do barracão da Praça de Alimentação.

Encerrando sua visita pelo interior, Expedito Netto participou da 15ª Festa da Associação Esportiva de Nova Estrela realizada pelo distrito localizado em Rolim de Moura. Na companhia do Prefeito de Rolim, Luizão do Trento, do Vice-prefeito Fabrício Melo, e do ex-vereador de Cacoal, Adailton Fúria, Netto prestigiou o evento como tem feito nos últimos anos. “Desde o início do meu mandato prezo por estar em todos os municípios do nosso estado visitando a população e conversando com os representantes locais para conhecer a situação de cada cidade. As visitas deste final de semana foram produtivas e logo renderão bons frutos aos municípios”, declarou Expedito Netto.

ASCOM



« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 753 »