Política - RENOVADA? - Notícias
« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 783 »
Política : RENOVADA?
Enviado por alexandre em 11/10/2018 08:56:41

Câmara fica mais jovem, mais militar e mais feminina

Casa tem índice de renovação de 52%, o maior em 20 anos. Entre os cinco deputados mais votados, todos novatos, dois têm até 24 anos

Com um índice de renovação de 52%, o maior em 20 anos, a nova Câmara dos Deputados será mais jovem, com ampliação da representação de mulheres e negros. A participação de militares também cresceu, mas políticos, empresários e advogados ainda estão no topo do ranking de profissões.

Um em cada cinco dos 243 eleitos que nunca ocuparam uma cadeira na Casa tem até 35 anos. Entre eles, seis têm até 24 anos. Apesar de o número ser baixo, corresponde ao triplo do resultado das eleições de 2014, quando apenas dois deputados estavam nesta faixa etária.

Entre os cinco mais votados, todos novatos, dois têm até 24 anos – Kim Kataguiri (DEM-SP), com 22 anos, e João Campos (PSB-PE), com 24 anos, filho do ex-governador Eduardo Campos, morto em acidente aéreo em agosto de 2014 quando concorria à Presidência. Apesar do aumento nesta faixa etária, o índice de deputados de até 30 anos permaneceu o mesmo em relação a 2014, somando 28.

Com isso, a média de idade da Câmara reduziu de 50, em 2014, para 49. O número de deputados mais velhos também diminuiu, em 12%, comparado a 2014. Na próxima legislatura, que começa em fevereiro de 2019, serão 102 com mais de 60 anos, equivalente a um quinto da Casa.

Representação O número de mulheres passará de 51 para 77, representando um aumento de 50%. Assim, as deputadas passarão a representar 15% do total de parlamentares. Entre as eleitas, 43 ocuparão o cargo pela primeira vez.

Para a deputada Benedita da Silva (PT-RJ), o crescimento da bancada feminina é também fruto de política de cotas nos partidos. “É muito importante aumentarmos a representação das mulheres porque precisamos entender que nós não fomos eleitas para tratar apenas de uma coisa. Estamos em um espaço em que sabemos qual é o nosso papel e estamos preparadas para o debate”, diz.

A deputada também comemorou o aumento de deputados negros eleitos para a próxima legislatura. De acordo com informações da Câmara, foram eleitos 104 candidatos que se declararam pardos e 21 pretos, totalizando um aumento de 5% em relação a atual legislatura. Também foi eleita, pela primeira vez, uma mulher indígena, Joênia Wapichana (Rede-RR).

Para o professor e cientista político Marco Aurélio Nogueira, da Universidade Estadual Paulista, a entrada de jovens na política é uma das boas notícias das eleições 2018. Além disso, ele cita a maior bancada de mulheres da história da Casa – em 2019, serão 77 mulheres entre os 513 parlamentares. “Houve muita renovação nesse Congresso, apesar de o conservadorismo tanto de extrema direita quanto em termos de direita liberal ter avançado. Tivemos uma série de nomes que foram decepados da política nacional”, afirma.

Profissões Das principais profissões no Congresso, os mais representados continuam sendo os empresários e os advogados. Mas, de acordo com informações prestadas pelos candidatos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quase metade dos eleitos declarou como profissão o cargo de deputado. Outros quatro senadores também informaram o cargo como sendo suas profissões.

A classe que mais cresceu, no entanto, foi a dos militares. Atualmente, a Casa tem cinco deputados militares, mas, a partir do próximo ano, serão 15. A maior parte deles é filiada ao PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, capitão reformado do Exército. A influência dele no pleito eleitoral explica o sucesso dos militares nas eleições deste ano.

Jornalista: Agência Estado

Política : DE 1 PARA 52
Enviado por alexandre em 10/10/2018 08:39:35

Urnas surpreenderam equipe de Bolsonaro

PSL, que saltou de um para 52 parlamentares, esperava eleger entre 30 e 40 deputados

Mônica Bergamo - Folha de S.Paulo

O resultado avassalador em favor de apoiadores de Jair Bolsonaro (PSL-RJ) nas urnas surpreendeu o candidato e sua equipe mais próxima. Eles esperavam, por exemplo, eleger entre 30 e, no máximo, 40 deputados. O PSL saltou de um para 52 parlamentares.

A eleição de Arolde de Oliveira (PSD-RJ) para o Senado, no Rio, foi outra surpresa. “Feliz com minha vitória, incompreensível aos olhos humanos mas perfeitamente natural quando aceitamos a vontade de Deus”, escreveu a um amigo.

“Para nós, que somos crentes, Deus quis”, disse ele à coluna. “Era algo imprevisível porque eu fiz uma estratégia que poderia dar errado. Mas ninguém entra numa campanha para perder.” Ele explica que seu partido, o PSD, fez aliança com Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Mas, no Rio, não deu palanque ao tucano. Em troca, a família de Bolsonaro o apoiou, colocando seu nome em todos os santinhos do candidato distribuídos aos eleitores.

A passagem da eleição para o segundo turno também foi inesperada. Bolsonaro viu a apuração pela televisão com assessores próximos e ficou certo de que ganharia na primeira rodada quando chegou a 49% dos votos das urnas apuradas. Depois, o percentual começou a cair.

Política : O RECADO
Enviado por alexandre em 09/10/2018 10:09:49

Eleitor chutou o balde, falta a drenagem da lama

Josias de Souza

Desde que os políticos brasileiros deflagraram um movimento suprapartidário de blindagem de corruptos e manutenção de privilégios, esperava-se pelo sinal de que o fim estava próximo. Aguardava-se pelo fato que levaria todos a exclamar: “Finalmente!” O dia chegou.

A data de 7 de outubro de 2018 será lembrada nos livros de história como o dia em que o eleitor brasileiro chutou o balde de lama. De olhos fechados para todos os recados emitidos pelas ruas nos últimos cinco anos, a política tradicional do Brasil teve a grandeza da vista curta, a beleza dos interesses mesquinhos, a sabedoria das toupeiras e o apetite dos roedores. Os políticos se apaixonaram incondicionalmente pelo caos. Foram 100% correspondidos pelas urnas desta histórica eleição de 2018.

Quando alguém chuta um balde de lama, o resultado é feio de se ver. Temos um país trincado, prestes a escolher um presidente pela rejeição, não pela preferência. Temos também um Congresso diferente que muitos duvidam que será melhor. Mas temos algo transcende a tudo: o eleitor brasileiro ressuscitou. E ao renascer se deu conta de que a indignação pode ser melhor do que a indiferença. Pode dar errado, como tudo na vida. Mas o voto será um extraordinário corretivo.


Política : NORDESTINO
Enviado por alexandre em 09/10/2018 09:51:26

Bolsonaro avança sobre áreas do PT e de Dilma

Antigos redutos do PT, decisivos para vitória de Dilma em 2014

Em 2014, petista ganhou em 54 cidades do Rio; Fernando Haddad, em nenhuma

Luís Guilherme Julião e Marlen Couto – O Globo

O candidato à Presidência Jair Bolsonaro ( PSL ) avançou sobre tradicionais redutos petistas no primeiro turno das eleições 2018. Bolsonaro não só consolidou sua posição no Sul, Sudeste e Centro-Oeste — onde Aécio Neves ( PSDB ) também registrou seus melhores resultados há quatro anos — como foi o mais votado no Rio de Janeiro, em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul.

Em 2014, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foi vencedora nos três estados. O PT, por outro lado, manteve a liderança em quase todo o Nordeste com Fernando Haddad .

O bastião petista na região garantiu o segundo turno. O partido só não ganhou no Ceará, reduto eleitoral de Ciro Gomes (PDT).

No primeiro turno, Bolsonaro venceu em 17 estados. Na eleição passada, Aécio Neves ficou na liderança em apenas dez. Já Fernando Haddad, do PT, ficou em primeiro lugar na votação para presidente em nove estados, enquanto Dilma liderou em 15, em 2014.

Política : CHUPANDO O DEDO
Enviado por alexandre em 08/10/2018 22:30:04

Ouro Preto do Oeste fica sem representante na Assembleia Legislativa
O município teve nove candidatos ao cargo de deputado estadual. O mais votado obteve 11.045 votos e o menos votado, apenas 65.


A quantidade de postulantes aos cargos de deputado estadual por Ouro Preto do Oeste e os votos aos candidatos de outros municípios fizeram com que, pela primeira vez na história, o município ficasse sem representante na Assembleia Legislativa.

Marcelino Tenório, que tentava o terceiro mandato, por sua coligação não ter alcançado o coeficiente mesmo obtendo 11.45 votos, não se elegeu. Os outros oito candidatos também por Ouro Preto do Oeste não foram eleitos. O segundo mais votado foi o médico Perly Dorneles, tendo 5.601 votos. E o menos votado, Fronteira, obteve apenas 65.

Além do elevado número de candidatos por Ouro Preto do Oeste, outro agravante para que o município não elegesse sequer um deputado estadual foi a quantidade de votos tirados por candidatos de outros municípios, no total de 6.065.

Com esse resultado, o município,principalmente sua população,será prejudicado por não ter elegido sequer um deputado estadual para representá-lo e, consequentemente, trazer benefícios por meio de emendas parlamentares. Está comprovado que os políticos direcionam um número maior de emendas para a cidade na qual residem.



Ouro Preto do Oeste, que já elegeu três deputados estaduais, nos próximos quatro anos não terá sequer um representante, diferente do município vizinho, Jaru, que sabiamente valorizou os políticos locais e elegeu dois deputados estaduais e um federal.

A partir do próximo ano, a população ouropretense dependerá da boa vontade dos deputados estaduais de outros municípios para que esses parlamentares aloquem emendas para pavimentação asfáltica, equipamentos agrícolas, medicamentos, ônibus escolar e para o transporte de pacientes, além de construções de escolas, quadras, pontes, entre várias outras benfeitorias, já que Ouro Preto do Oeste ficou órfã de deputado estadual.

O município também teve um candidato ao senado, Carlos Magno (163.859 votos), e a câmara federal, Rosária Helena (18.341 votos), ambos não conseguiram votos suficiente para se elegerem.

Candidatos e votação:

1 - Marcelino Tenório (PRP), total de votos: 11.045 / Apenas em Ouro Preto do Oeste: 5.232 votos;
2 - Dr.Perly Dorneles (PRB), total de votos: 5.601 / Apenas em Ouro Preto do Oeste: 2.654 votos;
3 - Marcão Sucão (PSL), total de votos: 2.720 / Apenas em Ouro Preto do Oeste: 1.284 votos;
4 - J. Rabelo (PTB), total de votos: 1.563 / Apenas em Ouro Preto do Oeste: 1.304 votos;
5 - Ivanzinho (PODE), total de votos: 1.128 / Apenas em Ouro Preto do Oeste: 428 votos;
6 - Sebastião Custódio (PATRI), total de votos: 624 / Apenas em Ouro Preto do Oeste: 236 votos;
7 - Buguinho do Salão (PHS), total de votos: 454 / Apenas em Ouro Preto do Oeste: 296 votos;
8 - Irmã da Encomenda (PRP), total de votos: 89 / Apenas em Ouro Preto do Oeste: 29 votos;
9 - Fronteira (PSDB), total de votos: 65 / Apenas em Ouro Preto do Oeste: 51 votos.

GAZETA CENTRAL

« 1 2 3 (4) 5 6 7 ... 783 »