Justiça - Droga - Notícias
« 1 ... 148 149 150 (151) 152 153 154 ... 168 »
Justiça : Droga
Enviado por alexandre em 14/01/2011 14:26:30



PM prende mulher de 55 anos viciada em crak por furto a residência

A Policia Militar de Ouro Preto do Oeste prendeu na noite de ontem (quinta-feira 13) a viciada em crak Maria Teixeira da Silva, 55, moradora do município de Rio Crespo. Segundo informação repassada pela guarnição composta pelos PMS Lima e Thiago através de uma solicitação da Central de Operações da 3ª Cia de Policiamento Ostensivo, no qual informava que uma residência de madeira localizada próximo ao prédio da 7ª CIRETRAN tinha sido arrombada e de lá foram subtraídos vários objetos do proprietário da mesma.

A guarnição esteve no local e constatou a veracidade do fato em seguida foi feita diligência nas proximidades de onde ocorreu o delito. Quando os PMS passaram em frente a uma residência abandonada avistaram uma pessoa que ao notar a presença policial tentou empreender fuga, mas uma rápida ação abortou o intuito da fujona.

Presa a pessoa foi identificada como sendo Maria Teixeira da Silva, uma velha conhecida da polícia com diversas passagens pelo sistema prisional de Ouro Preto e Ariquemes, pelos crimes: posse de entorpecentes, furtos, roubos e outros delitos. A infratora no momento da sua prisão estava de posse dos objetos furtados da residência e confessou o crime alegando que iria deixar em uma boca de fumo, já que a mesma declarou ser viciada em crak há 12 anos.

Conduzida a DP local para os procedimentos legais a viciada foi ouvida pelo delegado Marcos Vinicius Filho que após a oitiva lavrou o ato de flagrante delito com base no Artigo 155 (furto qualificado) do Código Penal Brasileiro - CPB, caso a infratora seja condenada poderá pegar até 08 anos de reclusão. Maria Teixeira que ainda se recupera de um atentado a bala por divida com os traficantes foi recolhida a Casa de Detenção local onde ficará a disposição da Justiça.

Autor: Alexandre Araujo

Fonte: ouropretoonline.com

Justiça : Maria da Penha
Enviado por alexandre em 12/01/2011 23:18:49



Valentão tenta matar esposa, mas acaba preso pela PM do Vale do Paraíso

O elemento Arnaldo Jansen, 42, vulgo “gaúcho” morador do município do Vale do Paraíso, foi preso em flagrante com base na Lei Maria da Penha. Segundo relato de policiais militares do destacamento da cidade, a dona de casa Vanda Maria Bregidio, 30, foi agredida covardemente pelo seu esposo o elemento Gaúcho que também é conhecido pela alcunha de Primo, que por duas vezes tentou enforcá-la, a vitima sofreu outras agressões: física e moral.

A dona de casa Vanda disse que estava em casa quando chegou o seu esposo o elemento Gaúcho em visível estado de embriaguez e sem qualquer motivo pegou a vitima pelo pescoço com as duas mãos e tentou enforcá-la, mas não logrou êxito. A vitima conseguiu se soltar das garras do “animal” e acionou a PM via telefone, o elemento não desistiu de seu intuito e mais uma vez segurou a dona de casa e com mais violência tentou pela segunda vez estrangula, não logrando êxito devido a chegada da viatura policial.

O valentão ao notar a presença da PM tentou empreender fuga, mas foi logo imobilizado, enquanto a vitima entrava em estado de choque devido a fúria animal do elemento Gaucho que foi recambiado para a DP de Ouro Preto do Oeste. O delegado Marcos Vinicius Filho após ouvir as partes envolvidas na ocorrência policial lavrou o ato de flagrante delito em desfavor do elemento Gaúcho com base na Lei Maria da Penha em seguida foi recolhido a Casa de Detenção local onde ficará a disposição da Justiça. O elemento Gaúcho já tinha passagem pela polícia por embriaguez, sendo considerado uma pessoa bastante violento.

Autor: Alexandre Araujo

Fonte: ouropretoonline.com

Justiça : Sangria
Enviado por alexandre em 10/01/2011 22:21:20



DER de Ouro Preto na era Cassol foi uma mãe para os fazendeiros da região

A 3ª Residência do Departamento de Estradas de Rodagem – DER/RO com sede em Ouro Preto do Oeste, que vai ser comandada pelo delegado aposentado da Polícia Civil José Luiz Moreira terá que passar por uma completa reformulação não de maquinário, mas de pessoas que tenha compromisso com o erário público. Durante o governo do então governador e agora senador diplomado Ivo Cassol (PP) a 3ª Residência do DER sempre teve suas ações questionadas quanto à legalidade dos serviços executados.

Nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro e 5 e 6 de março do ano de 2010 uma maquina tipo PC trabalhou em uma propriedade rural localizada na RO 470 (conhecida como linha 200) travessão da Linha 153, zona rural do município do Vale do Paraíso. A maquina que pertence ao DER fez uma represa em uma propriedade particular, o fato na época foi levado ao conhecimento da diretoria do órgão que nunca tomou qualquer tipo de atitude para punir os responsáveis pelo ato ilegal, mesmo com material fotográfico e um vídeo que mostrava a irregularidade.

O então encarregado das maquinas do DER na região identificado apenas pelo condinome Chico disse na época que o órgão fez uma permuta com o dono da fazenda. O DER disponibilizou 15 (quinze) horas de maquina PC para a construção de uma represa e em contra partida o fazendeiro doou duas vacas para alimentar os funcionários e cascalho que seria retirado no verão amazônico. Chico foi mais além disse que aquele procedimento era normal em todo estado.

O preço por uma hora de serviço de maquina tipo PC pode chegar até R$ 400. Diante da sujeira que foi jogada para debaixo do tapete na então gestão Cassol só resta ao diretor geral do DER engenheiro elétrico Lúcio Antonio Mosquini ter pulso firme e evitar a sangria do erário público, do contrário tudo ficará como Dantes no Reino de Abrantes.




Autor: Alexandre Araujo

Fonte: ouropretoonline.com

Justiça : Violento II
Enviado por alexandre em 05/01/2011 12:00:00



Hospital Municipal de Ouro Preto teve uma passagem de ano movimentado

O réveillon popular de Ouro Preto do Oeste que é realizado na Praça da Liberdade este ano teve uma triste estática em relação aos anos anteriores quando praticamente dobrou o número de pessoas lesionadas. O Hospital municipal Dra. Laura Maria Braga para onde foi levado as pessoas que ficaram lesionadas na Praça da Liberdade contabilizou 34 atendimentos somente com vitimas que tiveram pés cortados em decorrência do grande número de garrafas quebradas no local do evento.

De acordo com profissionais médicos que trabalharam na virada do ano no HM a maioria dos atendimentos do inicio da noite do dia 31/12/2010 até 7:00 horas do dia 01/01/2011 foi a pessoas vitimas da grande quantidade de garrafas quebradas. Mesmo com a proibição por parte da Polícia Militar para que as pessoas não levassem garrafas de vidro e caixas térmicas para o local do evento o que se viu foi totalmente o inverso, o que ocasionou um réveillon violento.

O HM registrou ainda um atendimento a uma vitima de facada que ocorreu na Praça da Liberdade e o mais grave um Senhor identificado como sendo Ademar Batista de Oliveira, 40, agricultor, morador da Linha 166, KM 32, lote 12, gleba 09-A, segundo relato de testemunhas caiu dentro do canal que passa ao lado da Praça da Liberdade após a grade de proteção se romper devido está corroída pela ferrugem. O Corpo de Bombeiros foi acionado e procedeu com o resgate da vitima que foi levado para o HM e em seguida removido para o Hospital João Paulo II em Porto Velho e segundo informação extra-oficial veio a óbito. Em contato com a reportagem o delegado de Ouro Preto Dr. Marcos Vinicius Filho informou que vai averiguar a informação da possível morte do agricultor, mas adiantou que não houve registro na DP sobre o fato, registro este deveria ser feito pelo Corpo de Bombeiros e o Hospital Municipal.

A reportagem obteve a informação que o agricultor Ademar Batista não veio a óbito e que a vitima está na enfermaria 1 do Hospital João Paulo em Porto Velho aguardando ser submetido a uma cirurgia. A exemplo de muitos pacientes o agricultor agoniza no Hospital João Paulo em busca de atendimento médico.



Autor: Alexandre Araujo

Fonte: ouropretoonline.com

Justiça : Violento
Enviado por alexandre em 02/01/2011 01:35:27



Réveillon na Praça da Liberdade é marcado por muitas ocorrências policiais

O tradicional Réveillon de Ouro Preto que é realizado na Praça da Liberdade foi marcado por muitas ocorrências policiais o que deixou a DP local bastante movimentada na passagem de ano. Os festejos deste ano foi considerado um dos mais violentos em comparação aos anos anteriores, a Polícia Militar teve dificuldades para conter os ânimos exaltados de muitos que ao invés de procurar se divertir, foram protagonistas de brigas.

Na DP local foram registradas aproximadamente 20 ocorrências somente da Praça da Liberdade como: lesão corporal, embriaguez, vias de fatos, atitude inconveniente e furto de veiculo (moto). Este número só não foi maior devido muitas pessoas que sofreram agressões físicas não procuraram a polícia para denunciar. Segundo foi noticiado pela imprensa local o comando interino da 3ª Cia de Policiamento Ostensivo aspirante a oficial PM Henrique em reunião com os organizadores do evento ficou acordado a proibição de caixas térmicas, garrafas e copos de vidros dentro da Praça da Liberdade, mas o que se viu foi totalmente o contrario, em razão da falha na segurança tanto por parte da Polícia Militar como pelos homens contratados pela organização.

Com garrafas quebradas muitas pessoas ficaram feridas algumas com lesão grave, outra reclamação dos que foram a Praça da Liberdade foi a fedentina reinante no local. Sem estrutura para receber uma grande quantidade de pessoa a Praça da Liberdade é carente de banheiros o que acaba trazendo enorme contra tempo para os moradores próximo que tem seus murros transformados em “urinatório” , deixando um odor insuportável.

Autor: Alexandre Araujo

Fonte: ouropretoonline.com

« 1 ... 148 149 150 (151) 152 153 154 ... 168 »