Regionais : Pecuarista promete até 16º salário a funcionários se Bolsonaro for reeleito

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um fazendeiro prometendo salários extras a seus funcionários, caso Jair Bolsonaro (PL) seja reeleito. O homem é um pecuarista conhecido como Nelore Cyro, de Araguaçu, em Tocantins.

 

Ele aparece reunido com funcionários e conta que a equipe pode receber um 14° salário, se as metas forem cumpridas. E não para por aí. O fazendeiro ainda ressalta que se Bolsonaro for eleito em outubro deste ano, haverá um 15° pagamento. E se for no primeiro turno, os empregados poderá receber até o 16°.

 

À Folha de São Paulo, ele contou que não quer comprar voto, apenas melhorar as condições de vida de seus 20 empregados. Com isso, gastaria R$ 90 mil em bonificações.

 

Veja também

 

Lula tem 10 pontos sobre Bolsonaro no 2º turno, diz PoderData

 

Datafolha: 80% dos homossexuais e bissexuais rejeitam Bolsonaro, e 11% não votam em Lula

 

"Aqui na fazenda somos cabos do Bolsonaro. Vamos votar nele. Mas isso foi mais uma brincadeira. Será dado (o bônus), mas não vou dar dinheiro para político, vou dar dinheiro para meus funcionários se o Bolsonaro ganhar. Só isso", disse.

 

E completou: "Se o Bolsonaro ganhar, quero que eles tenham um Natal feliz. Não estou comprando voto de ninguém. Só que nós, em peso, votamos no Bolsonaro”.

 

 

Ele disse ainda que o principal concorrente de Bolsonaro à presidência, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), invadiria terras no Tocantins. 

 

Fonte: Correio Braziliense

LEIA MAIS

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo