RIO AMAZONAS - Brasil - Notícias
Brasil : RIO AMAZONAS
Enviado por alexandre em 16/10/2021 02:04:36

Você sabe o que tem no fundo do Rio Amazonas

Em média, a profundidade do rio Amazonas é de cerca de 50 metros, mas, em seus pontos mais profundos, no oeste paraense, chega a 120 metros. Mas você sabe o que se esconder por baixo de toda essa grandiosidade ?


Conhecido por ser o segundo maior rio do mundo em extensão territorial e o maior em volume de água, o rio Amazonas chama atenção não apenas pela sua dimensão, mas também pela paisagem que o cerca.

Em seus 6.992 quilômetros de comprimento, o 'Apurímac', nasce na cordilheira dos Andes, no sul do Peru, passa pela Colômbia e desagua no oceano Atlântico na região norte do Brasil.

Leia mais:   Vocês sabe a profundidade do rio Amazonas??

No seu ponto mais largo, atinge na época seca 11 quilômetros de largura, que se transformam em 50 quilômetros durante as chuvas. Em média, a profundidade do rio Amazonas é de cerca de 50 metros, mas, em seus pontos mais profundos, no oeste paraense, chega a 120 metros. Em um comparativo, sua profundidade é três vezes maior que o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

Mas você sabe o que se esconder por baixo de toda essa grandiosidade ? O Portal Amazônia  ajuda a desvendar um pouco do que há escondido embaixo de tanta grandiosidade e mistério ! 

"Gigante" da Amazônia

Arte: Gabriel Veras

O maior peixe da Amazônia, o pirarucu pode atingir o tamanho de 2,9 metros de comprimento e cerca de 200kg. Esse peixe precisa emergir a superfície a cada 15 minutos para respirar, caso contrário, essa espécie pode literalmente morrer "afogado".

"Continue a nadar..."

Arte: Gabriel Veras

Chegando a marca de 30 metros, popularmente conhecido como  Bodó  ou  Acari, o peixe vive no fundo das águas se alimentando de lodo, vegetais e restos orgânicos.

Mais abaixo, na marca de 40 metros, mesmo com todos os equipamentos especiais, o ser humano atinge sua capacidade máxima de um mergulho. 

Lendas e descobertas

Arte: Gabriel Veras

Protagonista das lendas amazônicas, o boto  tucuxi nada a uma profundidade média de 50 metros.

A mais nova descoberta da Amazônia, os corais da Amazônia foram localizados a uma distância entre 50 e 70 metros.

Leia mais:  Conheça os corais da Amazônia

Tragédias!

Arte: Gabriel Veras
O maior naufrágio da história dos rios da Amazônia, estima-se que o barco Sobral Santos esteja a uma profundidade de 100 metros.

Mistério...

Arte: Gabriel Veras
E de onde os olhos não conseguem ver, o que mais existirá?  Onde a ciência não consegue catalogar, surge dos povos tradicionais da floresta o seu imaginário popular!

Das profundezas das  águas mais turvas e escuras do rio Amazonas, surge a lenda da senhora-das-águas, mãe-do-rio, cobra-grande, a Boiúna!

A Boiúna é uma cobra gigantesca que vive no fundo dos rios, lagos e igarapés da Amazônia, num lugar chamado "boiaçuquara" ou "morada da cobra grande". 

 A história diz que uma enorme cobra vive adormecida embaixo da cidade de Belém, entre os bairros da Cidade Velha e Nazaré, sendo que a cabeça da cobra estaria na Catedral da Sé e seu corpo terminaria na Basílica. Caso ela acorde, a capital paraense iria para o fundo do rio. E como ela poderia acordar?

Uns falam que ela poderia se aborrecer, outros já afirmaram que ela já se movimentou algumas vezes, quando Belém sentiu alguns tremores de terra, e há uma terceira história que afirma que a cobra grande acordaria se não houvesse Círio. Há quem diga que a corda da procissão é a representação da cobra grande.

E você, caro leitor, no que vai acreditar?

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo