Advogado alerta servidor para “golpe dos precatórios” em RO - Justiça em Foco - Notícias
Justiça em Foco : Advogado alerta servidor para “golpe dos precatórios” em RO
Enviado por alexandre em 03/10/2021 14:19:54


Sindicatos já tomaram providências para que sejam identificados e presos os golpistas; espertos usam números com DDD 69

O escritório de advocacia Hélio Vieira e Zênia Cernov alerta os servidores da educação, da Polícia Civil e de outras áreas que possuem precatórios, para as várias tentativas de golpe que estão ocorrendo no Estado.  O escritório de advocacia e os sindicatos já tomaram providências junto aos órgãos de segurança pública para que sejam identificados, localizados e presos os golpistas.

A tentativa de golpe tem início a partir de contato com os servidores, em que os golpistas utilizam o nome do advogado Hélio Vieira, dizem falar em nome do escritório de advocacia ou em nome dos sindicatos, informando que o servidor teria uma grande quantia em dinheiro para receber. Em verdade trata-se de uma isca para atrair a atenção do servidor. Quando o servidor entra em contato pelo telefone ou por mensagem, os golpistas, se passando pelos advogados, contam uma longa história permeada de informações jurídicas e burocráticas, e pedem para que o servidor transfira uma quantia para determinada conta bancária, dizendo se tratar de taxas necessárias para liberar o valor. Alguns servidores acreditaram no golpe e acabaram transferindo dinheiro para os golpistas.

Já foi apurado que os golpistas utilizam telefone com DDD 69, o mesmo de Rondônia, para dar veracidade ao golpe, e que as transferências são para uma conta de uma agência do Banco do Brasil em Fortaleza (CE).

Os advogados Hélio Vieira e Zênia Cernov orientam os servidores para que não façam transferências bancárias ou qualquer outro tipo de pagamento nesse sentido, pois não é cobrado nada antecipadamente para receber ações ou precatórios. Os honorários são pagos no final da ação e descontados diretamente do valor do precatório. Eles alertam para que os servidores desconfiem ao receberem ligações ou mensagens informando a suposta existência de valores a receber, e para que procurem diretamente o seu sindicato ou o escritório de advocacia, bem como para que denunciem as tentativas de golpe através de registro de boletim de ocorrência na Polícia.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo