Brincadeira de mau gosto Médico receita cachaça para paciente - Regionais - Notícias
Regionais : Brincadeira de mau gosto Médico receita cachaça para paciente
Enviado por alexandre em 14/06/2019 09:49:39

O funcionário da Unidade Básica de Saúde (UBS) Mariano Teixeira, em Matriz do Camaragibe, Norte de Alagoas, foi afastado do cargo depois de ter um vídeo onde aparece “receitando” cachaça para um paciente ser divulgado nas redes sociais. A “brincadeira” aconteceu na sexta-feira (31).

No vídeo o funcionário aparece fingindo ser um médico receitando cachaça para um paciente da UBS, que queria um atestado para faltar ao trabalho. No dia da gravação não havia médico de plantão no local.

Testemunhas disseram que o funcionário é um agente de saúde e o suposto paciente, um funcionário administrativo da Prefeitura de Matriz de Camaragibe. Durante a gravação os dois tomam doses da cachaça.

A população teria se revoltado e levado a gravação como “deboche”. Até o domingo (2), não havia médico para atender os moradores da cidade no Hospital Municipal Luiz Arruda, obrigando os pacientes a procurar atendimento na cidade vizinha, Porto Calvo.

A Prefeitura de Matriz de Camaragibe enviou nota à imprensa informando que apenas um dos homens que aparece na gravação era funcionário do município e já foi desligado.

Confira na íntegra:

A Prefeitura de Matriz de Camaragibe após tomar conhecimento do acontecimento, notificou a Secretaria de Saúde do Município que averiguou o caso e identificou o funcionário envolvido com o vídeo que causou o tumulto dos últimos dias. Informamos que apenas um cidadão que fez parte do vídeo pertence ao quadro do funcionalismo municipal.

A Secretaria Municipal de Saúde não admite quaisquer atos de funcionários municipais, dentro do seu respectivo setor de trabalho, que atente contra o respeito, integridade e responsabilidade à que tratamos todos os nossos munícipes. Diante do acontecido infeliz, de imediato, a Secretaria de Saúde do Município desligou o funcionário do exercício de suas funções. Serão tomadas todas as medidas cabíveis e legais para que o funcionário responda por sua ação.

Sobre a ausência médica na unidade básica de saúde, informamos que a profissional responsável pela unidade de saúde esclareceu que teve problemas de cunho pessoal e por esse motivo não pôde comparecer ao serviço. Uma falta justificada. No entanto, a equipe de trabalho informou aos usuários o dia em que a médica não poderia se fazer presente. Compreendemos o anseio da comunidade e já normalizamos a situação.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo