No governo, Mourão e Santos Cruz são os golpistas - Mais Notícias - Notícias
Mais Notícias : No governo, Mourão e Santos Cruz são os golpistas
Enviado por alexandre em 30/04/2019 08:34:44

No governo, Mourão e Santos Cruz são os golpistas

Coluna do Estadão – Alberto Bombig

Na ala ideológica do governo, o ministro da Secretaria de Governo, Santos Cruz, e o vice-presidente Hamilton Mourão são chamados abertamente de “golpistas”.

Na ala militar do governo, os ideológicos são chamados abertamente de “Os Trapalhões”.

Já o TCU volta a analisar hoje as regras para fiscalizar financiamentos da Ancine. Decisão de março considerou a prestação de contas da Agência Nacional de Cinema “contrária à legislação e incapaz de detectar falhas” em relação aos recursos públicos destinados a projetos audiovisuais.

Depois da grande repercussão da decisão e da avaliação de que os novos procedimentos poderiam paralisar o setor, ministros do TCU já admitem reservadamente que a decisão do órgão pode ter “passado um pouco” do ponto.



Ministro Cintra é um palhaço, diz Malafaia

Pastor afirmou que secretário da Receita quer aparecer e que imunidade tributária das Igrejas é constitucional

Época - Rodrigo Castro

A bancada parlamentar evangélica reagiu com gargalhadas à declaração do secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, de que até os fiéis da igreja pagariam imposto com sua nova proposta para reforma tributária. Pelo menos é o que garante o pastor Silas Malafaia, líder do ministério Vitória em Cristo, ligado à Assembleia de Deus.Ele chamou Cintra de “um tremendo palhaço” e disse que o secretário está querendo chamar atenção e tumultuar o governo.

“Se ele quer aparecer, mando uma jaca e uma melancia para pendurar no pescoço”, disse. Segundo o pastor, a imunidade tributária a instituições religiosas, partidos e sindicatos é prevista na Constituição e apenas os parlamentares podem mudá-la: “Não é isenção ou uma leizinha que alguém propõe”. 

Em entrevista ao jornal  Folha de S.Paulo , Cintra expôs sua ideia de criar um novo imposto para simplificar a tributação no país, com ampla abrangência e o fim imunidades, recaindo inclusive sobre igrejas.


Fantasia: fusão entre o DEM e o PSDB sem prosperar

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

Anunciada como 'discussão inicial' por Milton Leite, ela foi tratada como pura fantasia por lideranças nacionais da legenda

A fusão entre o DEM e o PSDB, propagada na convenção estadual dos democratas em São Paulo, no domingo (28), não deve prosperar.

Anunciada como “discussão inicial” pelo vereador Milton Leite, recém eleito secretário-geral do partido, ela foi tratada como pura fantasia por lideranças nacionais da legenda.

 “Não existe”, afirmou um dos principais dirigentes à coluna

 A ideia de setores dos democratas paulistanos é fundir a legenda com o PSDB e apoiar a candidatura de João Doria à Presidência da República.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo