Mundo Cão - Colunistas - Notícias
Colunistas : Mundo Cão
Enviado por alexandre em 27/12/2010 16:05:13

Suruba com o dinheiro do povo

O deputado federal Pedro Novais (PMDB - MA) escolhido para comandar o Ministério do Turismo no governo Dilma Rousseff, anunciou ontem ter devolvido aos cofres da Câmara o dinheiro público usado por ele para pagar despesa em um motel de São Luís (MA). Reportagem do Estadão revelou que o deputado pediu à Câmara, mediante nota fiscal, o ressarcimento de despesa de R$ 2.156 no Motel Caribe referente ao mês de junho. Em entrevista ao Estadão, uma gerente do Caribe afirmou que Pedro Novais reservou uma suíte em junho para uma festa com amigos, ou seja, o deputado fez uma suruba com o dinheiro do povo.

Safadeza aqui na terrinha

Mas engana-se quem pensa que o caso do deputado Pedro Novais é isolado, já que aqui em Rondônia é uma farra o que muitos vereadores do interior faz com o dinheiro do povo. Muitos vereadores pegam diárias para ir para Porto Velho e até mesmo fora do Estado, mas na realidade não arreda o pé da cidade que é parlamentar e por fim faz a devida comprovação com notas fiscais calçadas, ou seja, lesa o Estado com sonegação de impostos e lesa o erário público. Isso sem falar que vão para Porto Velho para passear no Shopping e tomar chope à custa dos trouxas que lhe deram um mandato que bem poderia ser um mandado de prisão contra estes pilantras.

Uma vergonha

A prefeitura anunciou as atrações que vão se apresentar no palco da Praça da Liberdade no final do ano, a saber: Banda Novo Tempo (MT), Estação do Trem (Porto Velho), Flash Music (Jaru), Forró do Bom, Nódia de Banana (Ji-Paraná), K entre Nós, Os Meninos da Pisada, Neguinho dos teclados, Kleyson e seus teclados, Maiky & Leo e DJ’s, terá ainda uma queima de fogos e a sonorização é de uma empresa com referencia no assunto. Mas o que nos chama a atenção é o valor que foi liberado para fazer a festança que será de R$ 120 mil reais muito dinheiro do povo para atrações que na minha visão é um desperdício seja pelo nome ou pelo estilo musical, sem falar que a tal banda Novo Tempo é uma desconhecida do nosso público isso sem falar na Estação do Trem que não é tida como top em Porto Velho e quem duvidar deste jornalista é só perguntar aonde é que a referida banda vem tocando na capital do Estado?

Cartilhas do Pinóquio

Nos últimos anos adquiri uma habito que é colecionar as cartilhas que os políticos distribuem em época de campanha eleitoral é tudo bonito o pilantra promete tudo até mesmo a salvação para o pecador. Ai ganha a eleição o pilantra esquece tudo e ao ser questionado o porque ainda não fez o que está escrito na cartilha o moribundo responde que já tem projeto para que tudo aquilo vire realidade, mas caso o Brasil fosse um país sério em que as Leis não fossem aplicadas apenas para os três P estes moribundos pilantras deveriam serem enquadrados em crime de estelionato sem direito a fiança, mas como o povo não tem memória a pilantragem vai imperando em nossos meios o que classifico como sendo um câncer maligno que precisa ser estripado a qualquer custo.


Desforra

Política não é nem nunca foi o reduto de santos ou pessoas puras de coração. É preciso ter fígado forte e sadio para agüentar pancada e disposição para circular com desenvoltura nesse meio. Geralmente a vingança e a desforra se sobrepõem aos salutares preceitos de uma boa convivência. Nesse meio, acima de tudo, está o interesse pessoal. O resto é conseqüência.

Soldados obedientes

Os vereadores (com raras exceções) de Ouro Preto do Oeste, durante os anos de 2009 e 2010, foram verdadeiros soldados obedientes das ordens impostas pelo prefeito Alex Testoni (PTN) que aprovou o que quis ao seu modo é claro os projetos enviados pelo Executivo municipal. Refrescando a memória o prefeito Alex sempre enviou os projetos em regime de urgência o que para o vereador Dr. Deraldo (PT) fato que configura um absurdo Jurídico Administrativo e um total desrespeito a Casa de Leis, prejudicando os pareceres das comissões que fracamente precisam urgentemente de um chá de semancol tamanha é a discrepância de muitos pareceres que caso a sociedade venha tomar conhecimento será “um deus nos acuda” para muitos vereadores.

Exemplo que Ouro Preto rejeitou

O deputado estadual Daniel Pereira (PSB) apresentou na Assembléia Legislativa um projeto que se chama gestão democrática na escolha de diretores, vices e secretários das escolas estaduais. A escolha será feita pelos alunos e pais um projeto que Ouro Preto já tinha, mas leia-se prefeito Alex Testoni (PTN) e sua tropa de choque na Câmara municipal mandaram para o espaço em nome dos interesses pessoais em resumo o nosso município andou feito “caranguejo”, amigos estamos caminhando para uma ditadura chavista e isso é um atentado para um regime democrático em que vivemos.


Blitz de trânsito

A Polícia Militar vem realizando uma rigorosa fiscalização no trânsito de Ouro Preto uma atitude louvável e que merece o apoio de toda sociedade. Sabemos que tem aqueles que não aprovam a ação da PM, mas quem é contrário é sempre filhinhos de papai e os bacanas que teimam em transformar as ruas como se fosse uma pista de corrida. Agora um lembrete que a PM faça uma ampla fiscalização e não tão somente em cima dos motoqueiros que não usam capacetes, já que muitos condutores de veículos não têm CHN, dirigem falando ao celular e o mais grave que é quase uma totalidade em Ouro Preto o uso do cinto de segurança um item que é ignorado pelos motoristas então vamos fazer cumprir o que preconiza o Código Brasileiro de Trânsito – CBT já que a Lei foi feita para ser aplicada quando necessária e de forma reta.

A farra continua

A farra com os veículos pertencentes a órgão púbico continua a todo vapor de um lado os que fazem parte do governo do Estado um fato que virou uma pouca vergonha do outro lado os que pertencem a prefeitura municipal. É comum muitos veículos dormirem na casa de funcionários, finais de semana irem para banho e sítios, motoristas sem concurso público conduzindo veículos e tudo isso nas barbas de quem deveria fiscalizar e fazer a Lei, mas os “arrotos da moralidade” preferem ficar surdo e mudo, enquanto isso o dinheiro do povo vai ralo abaixo.

Estou no lado do governo

Uma figura que passou os últimos quatro anos arrotando arrogância e locupletando do erário público andou pregando nos quatro cantos de Ouro Preto e região que vai permanecer no cargo e para isso tem uma madrinha forte bancando sua permanência. Bem a tal figura esteve ao lado do candidato derrotado ao governo do Estado João Cahulla (PPS) tendo inclusive ameaçado muitos funcionários caso não seguisse sua cartilha leia-se voto, mas como este jornalista tem um farto material fotográfico vamos publicar a tal figura empulhando uma bandeira que certamente não era do candidato vitorioso Confúcio Moura (PMDB).


Quem ti viu e quem ti vê

O deputado estadual diplomado Marcelino Tenório (PRP) nem assumiu ainda a sua cadeira na ALE/RO e já empinou o nariz como aqueles que foram responsáveis pela sua vitória agora não significassem, mas nada. É salutar que o deputado Marcelino seja humilde e tome ciência que o poder é passageiro na vida do homem e o que fica plantado nas nossas mentes é o legado do bem e não a arrogância de quem ainda vai ser o nosso representante na ALE/RO.




Bloqueteamento das ruas


Como perguntar não ofende este “contra” jornalista gostaria de saber cadê o recurso de R$ 1.006.560,29 do Ministério das Cidades para bloquetear ruas de Ouro Preto e que foi tanto propagado com direito a uma Sessão pirotécnica na Câmara municipal, com a participação de “arrotos da moralidade” na platéia e logicamente aqueles que se passa a ser massa de manobra em situações nada democrática, quando está em pauta não os interesses da comunidade e sim do individual aliado a de grupo.


Com o nosso dinheiro


Nas noites de 48 quintas-feiras do ano de 2011, líderes de 25 partidos vão ocupar redes nacionais de rádio e televisão para fazer propaganda de seus próprios feitos. Metade dessas legendas terão ainda direito a mais 40 aparições de 30 segundos em todas as emissoras do País. Essas exibições custarão zero para os políticos e R$ 217 milhões para os contribuintes brasileiros. Outros R$ 201 milhões em recursos públicos serão destinados para o custeio de despesas de partidos com viagens, aluguel de imóveis e pagamento de funcionários, entre outras. Tudo com o nosso dinheirinho.


Mudanças no governo

O estilo do governador diplomado Confúcio Moura (PMDB) de ser tem deixado parte do seu secretariado literalmente perdendo o sono. Segundo pude apurar tem gente “comendo” lexotan nas três refeições. Confúcio no seu modo paciente de armar e construir o próximo governo está deixando tudo para os últimos momentos, inclusive as tratativas políticas com os partidos que o apoiaram.


Festas dos Canalhas

Fim de ano é sempre o momento para inúmeras festas com variados nomes e ai vai uma sugestão para os promoters em organizar a Festa dos Canalhas. Vejam as expressões que encontrei para os convidados: – “Pessoa de mau caráter, desprezível, indigna. Conjunto de pessoas socialmente desqualificadas, moralmente desprezíveis”. (Dic. Caldas Aulete). Diz-se de pessoa vil, infame, reles, velhaco (Dic. Aurélio). Certamente o sucesso da festa estará garantido o que significa um passo para outras festas como: Festa dos Corruptos, Festa dos Bandidos e por ai vai.

Desafios

O prefeito raivoso e rancoroso Alex Testoni (PTN), terá muitos desafios no ano de 2011, já que se passaram dois anos de administração e até agora o conteúdo da cartilha que foi amplamente distribuída na campanha eleitoral de 2008 creio que não foi feito nem 15% do que foi propagado. O grande pecado do prefeito, que se acha sempre muito próximo de Deus e na condição de poder tudo fazer, foi tentar ao lado de seus “acólitos” criarem factóides e a partir daí destilar o veneno peculiar daqueles que não aceitam o contraditório. Diante deste quadro é prudente o prefeito Alex rever seus conceitos de Homem Cristão e absolver as criticas e seus “acólitos” deixaram de fomentar a indústria da boataria.

O troco dos imorais

Alguns políticos (prefeitos e vereadores) tiveram uma lição nas eleições de Outubro passado. A falta de compromisso com o interesse público os fizeram perder a credibilidade e conseqüentemente os votos para seus candidatos. Deixaram de administrar e legislar para cuidar apenas de interesses próprios, alguns até inconfessáveis. Não cuidaram do dinheiro público, mas com certeza engordaram seus patrimônios pessoais e familiares. Não posso apontá-los. Não por qualquer receio, mas apenas porque me faltam documentos probatórios. Mas a sociedade os conhece e identifica: carros novos, visíveis sinais de riqueza, mordomias imorais e a família vai muito bem, obrigado. Tiveram uma resposta agora no fracasso de seus candidatos. O complemento vem nas próximas eleições (2012) com suas próprias derrotas.


Em cinco anos, CNJ condenou 45 juízes

Desde 2005, o Conselho Nacional de Justiça condenou 45 magistrados no Brasil por desvio de conduta. Desses, menos da metade teve punição máxima: aposentadoria compulsória, quando o juiz é proibido de trabalhar, mas recebe vencimentos proporcionais ao tempo de serviço. Só este ano, 21 juízes foram punidos. O CNJ diz que as punições cresceram porque aumentou a fiscalização sobre as corregedorias estaduais. As sanções são poucas se compradas ao total de magistrados na ativa, cerca de 14 mil.

A coluna Mundo Cão vai ficando por aqui e dizendo ité 2011 com a Graça de Nosso Senhor Jesus Cr Política não é nem nunca foi o reduto de santos ou pessoas puras de coração isto e buscando cada vez mais primar pela celeridade nas informações, mesmo que tais venham de encontro aos interesses daqueles que ainda não aceitam um jornalismo sério e voltado para comunidade e não para o bajulamento, aprendi uma coisa na minha vida não ser covarde, mentiroso e rancoroso, porque um dia todos nós vamos prestar contas do que fizemos aqui na terra já que a Justiça Divina não é cega como as dos homens. Amigos e amigas que 2011 possamos alcançar as vitórias, mas acima de tudo respeitando o próximo.

Por Alexandre Araujo





Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo