Barbosa e Lewandowski discutem e revisor deixa planário - Justiça em Foco - Notícias
Justiça em Foco : Barbosa e Lewandowski discutem e revisor deixa planário
Enviado por alexandre em 12/11/2012 19:47:50


 
Barbosa e Lewandowski discutem e revisor deixa planário
Foto: Agência O Globo
Mais uma discussão acalorada, ocorrida nesta segunda (12), entre os mnistros Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski respectivamente relator e revisor do processo do mensalão, fez com que Lewandowski deixasse o plenário. A discussão se iniciou quando ao invés de começar a julgar as penas do núcleo financeiro (como havia anunciado na semana passada) Barbosa inciou a sessão desta segunda apresentando as punições do núcleo político.
 
O ministro revisor se disse surpreso com a inversão e criticou o fato de Barbosa ter tomado essa decisão sem comunicar aos demais.“Eu não aceito surpresas, senhor relator. A imprensa está surpresa porque anunciou que seria o núcleo bancário. Não é possível procedermos desta forma. Eu estou surpreendido, os advogados, e seguimos regras, da publicidade e da transparência”, acusou o revisor.
 
O relator respondeu a Lewandowski dizendo que o que surpeende é a lentidão do julgamento. "“O que surpreende é o joguinho. Eu que estou surpreendido com ação de obstrução de Vossa Excelência”, disse Barbosa em referência ao artigo de jornal que o revisor levou vários minutos para ler em defesa dos réus do núcleo publicitário na semana passada. 
 
Irritado com a declaração do colega, Lewandowski exigiu uma retratação imediata de Barbosa que negou. Após a negativa, o revisor deixou o plenário.  A crítica de Lewandowski sobre a inversão no julgamento não foi acatada pelo presidente Carlos Ayres Britto, que manteve a proposta de começar as penas do núcleo político. Ele lembrou que, no início do julgamento, ficou definido que cada ministro adotaria a metodologia que considerasse melhor para o bom andamento do caso. Barbosa explicou que fez a inversão porque o núcleo político é menor. “São apenas seis penas, e superado esse grupo, acho que andaremos mais rápido”.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo