MUDANÇA - Política - Notícias
Política : MUDANÇA
Enviado por alexandre em 06/01/2012 22:35:18



Governador cogita mudanças na SECEL em seu blog

CUIDADO - Por Confúcio Moura


Porque sempre atrás de uma bola vem uma criança. Pura verdade. Ainda mais no Brasil que o futebol é um atrativo nacional. A bola aqui tem um significado amplo – a do esporte em si, como poderoso instrumento e política de estado com mil e uma aplicações.

A iniciação esportiva do futebol ao xadrex visando a busca de talentos. Porque é através dela e suas variações que se encontram crianças e jovens com aptidões naturais para determinadas práticas. A iniciação esportiva nos bairros e nas escolas. E também a valorização das escolinhas de futebol em todo Estado, com qualquer política de Estado, por menor que seja será muito importante. Também outras modalidades.

O esporte é bem-aventurado, estimula também o melhor desempenho escolar e a redução dos índices de violência. Nada é mais barato e com resultado de médio prazo tão seguro. Vi em Brasília o Programa Esporte a Meia Noite, em Planaltina, cidade satélite, naquele momento com elevado indicador de violencia por gangues. Com o programa houve redução importante da criminalidade.

Cuba é um exemplo marcante. País comprovadamente pobre e isolado do mundo economicamente. Mesmo assim, com suas enormes carências o esporte prospera. Basta ver os resultados nas olimpíadas, o grande desempenho do país na conquista de medalhas de ouro, prata e bronze. O atleta é orgulho nacional. Além de ser também poderoso instrumento de mídia do seu país. Cuba dá show em muitos países ricos e desenvolvidos. Porque há uma política de incentivo à iniciação esportiva e apoio ao atleta. Como se sabe apoio pequeno, mas, muito mais pela transpiração, pelo civismo e amor à pátria.

Aqui, em Rondônia, vejo que se pode fazer muito mais. Há uma timidez enorme por parte do próprio governo através da sua Secretaria. Há pouca criatividade e audácia. É preciso coragem e determinação, um plano estratégico mínimo, um singelo debate estadual nas principais cidades e se ousar a transformar as iniciativas voluntárias, em cadeia, numa política ousada, envolvente, motivadora para que o esporte, pelo menos o amador. A iniciativa esportiva nas escolas seja algo revolucionário e exemplar.

O esporte além da sua parte saudável e agregadora, ele ensina ao jovem a ter disciplina e regra. O apito é a lei. O limite. E assim o jovem vai se introduzindo nas boas práticas da vivência em sociedade. Além do mais, maioria das modalidades esportivas, necessita da cooperação como poderoso instrumento de vitória e sucesso. É passar a bola pra frente. Porque ninguém ganha o jogo sozinho.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo